Rise of the Planet of the Apes 2011 Portuguese Português

Posted by on July 1, 2012

movie image

Descarregar da legenda Rise of the Planet of the Apes 2011 Portuguese Português

Planeta dos Macacos – A Origem
Certo. Aqui está.
Vamos fazer mais uma vez.
– Qual é esse, o número 9?
– Sim, é o número 9.
Chamamos-lhe de:
Olhos Brilhantes.
Está ver isto?
É incrível!
Meu Deus!
Meu Deus!
– Quantos movimentos foram?
– Vinte.
A pontuação perfeita é 15.
– O que estão a dar-lhe?
– Dá-me essa gravação!
Chimpanzé número 9,
com uma única dose.
-Não nos veremos mais tarde?
-Estamos prontos.
Eu ligo de volta.
Obrigado. Adeus.
O 112 funciona.
– Em apenas um primata?
– É só o que precisamos.
Recuperação cognitiva completa.
Estamos prontos.
Tem certeza que não
está a precipitar-se?
Estou a trabalhar nisto
há cinco anos e meio.
Os dados são claros.
Estamos prontos, Steven.
Só preciso de sua aprovação
para testes em humanos.
Para isso, precisa da
aprovação do Conselho.
Há muito dinheiro em jogo, Will.
– Tu só terás uma hipótese.
– É só o que eu preciso.
Tudo bem.
Mas tenho de ver toda a pesquisa.
– Pode deixar.
– E Will?
Deixe os sentimentos
pessoais de fora.
Essas pessoas investem
em resultados, não em sonhos.
Tudo bem.
Conheçam a chimpanzé 9.
Ela está a tentar resolver o que lhe
vamos chamar de “Torre de Hanói.”
O objectivo é mover a torre
de um pino para o outro…
..sem colocar um disco maior
em cima de um disco menor.
Como era esperado, ela não
conseguia resolver o problema.
Então, administramos o que
chamamos de ALZ-112,
…uma terapia genética
que permite ao cérebro…
…criar as suas próprias células
a fim de se auto-reparar.
Em biologia,
isto chama-se neurogênese.
Aqui na GEN-SYS, a chamamos de
cura para a doença de Alzheimer.
– Donnie, ela está pronta?
– Ela está com medo.
É isso mesmo?
Ela vai partir a minha mão!
Solta.
Olhos Brilhantes, solta!
Você está bem?
Estamos prontos para ir
à próxima fase.
Teste em seres humanos.
Aqui está, Olhos Brilhantes.
Seu refrigerante favorito.
Vamos lá.
Despacha-te, Donnie. Já era
para ela estar lá em baixo.
Certo.
Boa menina!
Saia daí, menina.
Isso mesmo.
É para si.
É para…
Vamos, Donnie!
Em volta do pescoço, Donnie!
Em volta do pescoço.
Em volta do pescoço!
Meu Deus!
Donnie, faça ela descer!
Abra a jaula.
– Eu a peguei!
– Afaste-se.
Vou sedá-la.
– Não, não, não!
– Feche a porta!
– Faça o que eu disse.
– Meu Deus!
Não, não, não!
Temos uma fuga no sector 4.
Fecha-o. Isola-o agora!
Vá pedir ajuda.
Donnie, vamos!
Não há efeitos colaterais
associados ao ALZ-112,
…com uma excepção:
Por alguma razão,
as íris dos chimpanzés…
…têm pontos esverdeados.
Notamos isso pela 1ª vez
na chimpanzé 9,
…daí o apelido dela:
‘Olhos Brilhantes’.
Vocês verão quando
a trouxerem aqui.
Mexam-se!
Em teoria, esta terapia
pode ser usada…
…para tratar uma ampla gama
de doenças do cérebro.
– É virtualmente sem limites.
– Assim como o lucro potencial.
Razão pela qual estamos seguros
que concordarão em aprovar…
…os testes em seres humanos.
Não, não!
Sr. Jacobs, eu lhe imploro
para não fazer isso.
Custará uma fortuna para fazer
testes clínicos nesses macacos…
…só para descobrir o que já sei:
que eles estão contaminados!
Há vidas em jogo aqui.
São animais com personalidade,
…que se apegaram a nós.
– Apegaram-se?
– Isso mesmo.
Eu giro uma empresa, não um
zoológico de estimação.
Encontre a forma mais barata
para sacrificar esses macacos.
– Não posso fazer isso.
– Você cuida dos chimpanzés.
Cuide disso.
Steven!
– Aquilo foi divertido.
– Eles levaram o 112.
O Conselho recusou a sua proposta.
Optaram por outros programas.
Deve haver alguma coisa
que você possa fazer.
Há sim. Eu poderia demiti-lo.
E acredite-me, discutimos isso.
Temos cinco anos
de dados conclusivos.
Mostre os dados que quiser,
mas nunca convencerá ninguém…
…a investir mais um centavo.
Esta droga tem potencial
para salvar vidas.
É mais provável que
nos leve à falência.
Juro, você sabe tudo
sobre o cérebro humano,
…menos como ele funciona.
Volte para a prancheta
quanto ao 112.
Recomece desde o
desenvolvimento molecular.
E encontra um modo de chegar
lá antes que alguém o faça.
E limpa essa porcaria.
Franklin.
Ele é muito pequeno.
Ela devia estar grávida
quando a trouxeram.
Então é por isso…
Ela não estava a ser agressiva,
apenas protectora.
Ela achou que fôssemos
magoar o bebé dela.
Eu ficaria com ele, mas o meu
cunhado trabalha na segurança.
Ele me entregaria em segundos.
Quer que eu o leve para casa?
Não posso cuidar de um macaco.
– Não é um macaco, é um símio!
– Franklin …
É só por uns dias,
até eu achar um santuário.
– É só o que preciso.
– Franklin, não!
Não é minha a responsabilidade.
É propriedade da empresa.
Tudo bem.
Olhe, doutor.
O Jacobs fez-me
sacrificar os outros 12.
Para mim chega.
Esteja à vontade.
– Olá.
– Olá.
– Parece que está muito exausto.
– E estou.
Como é que ele está?
Ele tem dias bons e dias maus.
Hoje não foi muito bom, apesar
de ele ter recitado Shakespeare.
– Arranjou um animal de estimação?
– É só um hóspede temporário.
– Talvez faça bem para ele.
– Sim.
Boa noite!
CERTIFICADO DE GRATIDÃO
CHARLES RODMAN – PROF. MÚSICA
Olá, pai.
Olá, Will. Não te ouvi entrar.
Hoje é o grande dia, certo?
Pensou que eu esqueceria?
Você tem um teste
importante hoje, certo?
Química?
– Quer ver uma coisa?
– O quê?
O que é isso?
Ele está magoado?
Não, acho que é uma
marca de nascença.
“E quanto à César, ajoelhe-se
e maravilhe-se com isso!”
Não se apegue muito.
Ele é uma beleza, não é?
Onde estão as chaves
do meu carro?
Onde pôs as chaves
do meu carro?
Pai…
O senhor não dirige mais.
Eu sei disso.
Aqui…
Porque não o alimentas?
– Podes fazer isso?
– Claro que posso.
Will, olha só para isto!
Que idade ele tem?
Um ou dois dias?
Isso.
Ele é muito esperto, não é?
Que nome lhe vai dar?
Não sei.
3 ANOS DEPOIS
Depois o César mostrou sinais
de inteligência avançada.
Então eu fiquei com ele e
trouxe o meu trabalho para casa.
Com 18 meses,
…o César já sabia a linguagem
de sinais para 24 palavras.
Com dois anos, César montava
quebra-cabeças e modelos…
…desenvolvidos para crianças
maiores de oito anos.
Com três anos,
César continuou a mostrar
habilidades cognitivas…
…que superavam em muito
as de um equivalente humano.
Casa.
Casa.
Ele completou a Torre de Hanói
em 15 movimentos,
…uma pontuação perfeita.
Mantenho as minhas
hipóteses de que, A:
o verde nos olhos dele
indica que o ALZ-112..
…foi passado geneticamente
de mãe para filho.
E B: na ausência
de células danificadas…
…que precisassem
…a droga no seu organismo
aumentou radicalmente…
…o funcionamento
do cérebro saudável.
E…
Ele joga muito bem xadrez.
– Eu sei que é seu…
– Pai!
Não quero isso.
Não preciso da sua ajuda.
– Desculpe.
– Não posso mais fazer isso.
Ele tem de ir para um asilo.
Não pode viver assim.
Não posso viver assim?
Não posso viver assim?
Quebrei o meu abajur.
A minha mão vive a tremer.
Isto vai deixá-lo melhor, pai.
Todd, entre para tomar
o pequeno almoço.
É só manter registros do
que tiro do laboratório,
…embora pense que não precise
de mais que uma dose por mês.
Algo incrível aconteceu.
Precisarei de exame de sangue,
e de uma tomografia.
A dosagem precisa ser
monitorada cuidadosamente.
Se eu conseguir pegar…
Will, não estou mais doente!
Não tem mais nada, pai.
César. Onde está o César?
Quero vê-lo.
César?
César?
Não deve ter ido longe.
César?
– Pai! Pai!
– César?
Saia daqui.
Saia.
Saia!
Desapareça daqui!
Chega!
Chega!
O que foi que lhe deu?
Se eu vir esse animal
perto da minha casa
– …ou dos meus filhos de novo…
– Ele não é perigoso.
– Não vai acontecer outra vez.
– Pode ter certeza disso.
Vamos, pai.
Ele só queria brincar.
Fica em casa.
O pai já resolveu.
Eu disse para não sair
de casa sem nós.
Está tudo bem.
É grave?
Não sei.
– Está mais um grupo a chegar.
– Eu já vi.
Ele gostou de si.
Não te preocupes. Depois acabarás
Estou a pensar em um gelado.
Boa ideia.
Ensinou-lhe a linguagem de sinais?
Só algumas coisas.
O básico.
– O que ele está a dizer?
– Nada.
Então, quando acha
que devemos voltar?
Não precisarão de voltar
porque os pontos se dissolvem.
Só fique de olho nos
sinais de infecção.
Febre, vermelhidão…
Certo, o que ele está
a dizer agora?
Bem…
Ele acha que eu e você
deveríamos jantar juntos.
Eu sei.
César, vamos.
É bom vê-la de novo, Caroline.
Vens, César?
Qual é o seu segredo?
Não posso levar nenhum crédito.
São os genes dele.
Acho que está a ser modesto.
Ele é incrível.
Acho que construiu uma casa
muito boa para o César aqui.
Ele não ficará assim
por muito tempo.
Depois ele vai se tornar um
animal grande e poderoso.
Venha aqui.
Como ele está a ir?
Bem, eu acho.
Amo chimpanzés.
A maioria tem medo deles.
E é bom mesmo ter medo deles.
O César nunca magoou ninguém.
Ele está feliz aqui.
Vamos.
Dá para ver.
Não poderíamos levá-lo
à um lugar aberto?
Sim, acho que seria
uma boa ideia.
Conheço um lugar
logo depois da ponte.
Uma floresta de sequoias.
É um paraíso.
Vamos lá.
Vamos lá.
Venha aqui.
Ele não precisa de coleira.
Ficará bem. Vamos.
Só por segurança.
Vamos.
Vamos, César.
Isso.
Essas são as sequoias.
PARQUE NACIONAL DAS SEQUOIAS
César.
Certo.
Se eu tirar isso, não poderá
sair de perto de mim.
Ou nunca mais o encontraremos.
Certo.
– O que é isso?
– O que ele está a fazer?
– Não acredito nisso.
– O quê?
Está pedindo sua permissão.
É um gesto de súplica.
Está tudo bem.
Vamos, César!
Podes ir!
Olhe só para ele!
César!
César.
– César.
– César.
César!
Aí estás.
César!
Vamos, César, sobe!
Sobe mais alto!
Sobe!
Tome cuidado!
César, cuidado!
CINCO ANOS DEPOIS
O que foi, parceiro?
Dá-me um bocado de
amor tu também.
Vamos, querido.
Aquilo é um chimpanzé?
Vamos!
Vamos.
César?
César.
Vamos.
Está tudo bem.
Vamos.
Certo, vamos.
Vamos lá.
Vais entrar?
César?
Estás bem, parceiro?
Se é um animal de estimação?
Não é um animal de estimação.
Eu sou o teu pai.
O que é o César?
Certo.
César, é aqui que trabalho.
Foi aqui que você nasceu.
A sua mãe estava aqui
com outros chimpanzés.
Mas ela já não está aqui.
Então…
Foi por isso que o levei para
casa para morar comigo.
A sua mãe está morta.
A verdade é que deram-lhe
um remédio a ela…
…como aquele que eu
dava para o Charles.
Ela passou-o para si.
É por isso que é tão inteligente.
Vamos levá-lo para casa.
Vamos.
– Explique-me isso.
– Tudo bem.
Eu roubei-o do laboratório
para salvar a vida dele.
Não sabia que os efeitos haviam
passado directamente da mãe.
Desde então, ele tem mostrado
sinais incríveis de inteligência.
Desenvolvi o 112 para a cura,
mas César foi muito além disso.
Este é o QI dele
do ano passado.
Desde então, duplicou.
Isso é errado, Will.
O meu pai tinha se ido, mas
esta droga o trouxe de volta.
Não viu como ele estava.
Ele tem uma nova vida.
– E o César?
– O que tem ele?
Onde ele se encaixa nisso?
Aqui comigo.
Connosco.
Escute-me.
Eu sei que foi difícil,
…mas quer controlar coisas que
não devem ser controladas.
– O 112 funciona.
– Percebe o que está a dizer?
Só estou a dizer que é
uma coisa boa.
César é a prova viva disso,
assim como o meu pai.
César, coma a sua comida.
Pai, você está bem?
Sim, estou.
Anticorpos.
O sistema imunológico dele achou
uma maneira de combater o 112…
…por isso ele não consegue
implantar a terapia.
A doença do meu pai irá voltar,
e pior do que antes.
Pare!
Pare agora!
Saia daí!
Saia desse carro!
O que raios está a fazer?
Disse para sair do meu carro!
Sou piloto! Tenho que chegar
ao aeroporto! Como chegarei lá?
Responda a pergunta!
O que estava a fazer?
– Tenho um carro idêntico…
– É claro que não é…
Para mim chega.
Vou chamar a polícia.
Não se mova! Não vai para
nenhum lado, senhor!
Vai pagar pelos estragos!
O problema é seu,
foi você que causou isso!
– Irá preso. Fique onde está!
– Não vou a lugar…
César, pare!
César!
Está tudo bem.
Está tudo bem.
Não teve a intenção.
Está tudo bem.
Tire-lhe isso.
Tire-lhe isso.
Olhe, eu vou levá-lo.
Ele está sob ordem judicial.
Não posso deixar.
Está tudo bem!
Pode deixar.
Traga-o quando estiver pronto.
Tire isso.
Obrigada.
César!
– Está tudo bem.
– Agora não. Tudo vai correr bem.
Vamos dar uma olhada
lá dentro, tudo bem?
Vamos, César.
Vamos lá. Confie em mim.
Está tudo bem.
Pode ir.
Ele nunca esteve
com outros chimpanzés.
Ele irá se acostumar.
Vai ficar meio tímido no início,
mas nós vamos integrá-lo.
Ficaria surpreso como eles
se adaptam rápido.
Temos um ambiente estimulante.
Ele vai se dar bem aqui.
Temos que preencher a papelada.
Tranque a porta ao sair.
César!
Vai ficar bem.
Tudo vai ficar bem.
Não tenha medo.
Vai ficar aqui agora.
– Não vai para casa agora.
– Está tudo bem.
Estão a demorar muito.
Quanto mais demorada
a despedida, mais difícil é.
Posso assinar mais tarde?
Provavelmente sentirá mais
saudades dele do que ele de si.
Deixe-o aqui algumas semanas
para que ele se acostume.
Temos de ir.
Temos que ir para casa.
Eu voltarei logo, certo?
Ligue com antecedência.
Aqui!
Posso ajudá-lo a sair!
Venha. Aqui!
Aqui em baixo.
Macaco idiota.
É só isso que vocês têm?
Vamos lá!
Isto é um hospício!
É um hospício!
A ordem judicial
não foi registrada,
…não está no sistema.
Após registro, demora até
90 dias para o agendamento.
– 90 dias?
– Sim, senhor.
Será notificado pelo correio.
Você vai fazer o seguinte:
Volte para o computador,
mude algumas coisas,
…e me agende um dia para
esta semana, entendeu?
Não posso ajudá-lo.
Então temos um problema porque
só sairei daqui quando fizer isso.
90 dias, senhor.
E agradeça por isso.
Tem sorte de não
sacrificarem aquele animal.
Prometo trazê-lo para
casa logo, pai.
O sistema imunológico do meu pai
continua a rejeitar o vírus 112
…tornando a terapia
genética obsoleta.
A saúde dele
está a deteriorar-se,
…e a doença progride
rapidamente.
Preciso de um vírus
mais agressivo.
Um método de
disseminação mais rápido.
Pois nesse ritmo…
Não posso perder os dois.
Eu não vou perder os dois.
– Olá. Podemos conversar?
– Seja breve. Tenho uma reunião.
Há dez anos
que gerencia a GEN-SYS,
…quantos medicamentos
já foram inventados…
…que salvariam milhões de vidas?
Eu posso mudar tudo isso.
– Do que estás a falar?
– ALZ-112.
O que aconteceu consigo, Will?
Você era a estrela daqui.
Agora, mal aparece.
E quando aparece, perde o
seu tempo e o da equipa…
…com uma droga que,
depois do que aconteceu,
…nunca mais será aprovada.
O 112 é perigoso, Will,
e não funciona.
Tratei o meu pai com ela.
Funciona.
Fez o quê?
Você fez o quê?
Ela venceu a doença,
como prevíamos.
– Traga-o aqui.
– Houve uma complicação.
Funciona bem ou não?
A doença eventualmente
superou a cura.
Por Deus!
O seu sistema imunológico
produziu anticorpos…
…que mataram o componente
viral e não funciona.
Já desenvolvi uma cepa do vírus
que acredito ser mais agressiva.
– Acha?
– Deixe-me testá-la.
– Está a desperdiçar o meu tempo.
– Tem mais!
As aplicações vão além da doença.
Há sinais de que a terapia pode
aumentar as funções cognitivas,
…qualidade da memória…
O que estás a dizer?
O meu pai não apenas
se recuperou.
– Ele melhorou.
– Aumentou a inteligência dele?
Não é conclusivo, mas sim.
Quero que inicie testes
do 112 revisado…
…nos chimpanzés imediatamente.
Darei tudo o que precisar,
mas comece já.
Hora do jantar!
Grande dia, macaco.
Vamos. Não sabes
o que é comida quando a vês?
Achas engraçado, não é?
Vou te mostrar algo engraçado.
Vais aprender quem manda
rapidinho.
– Mas e a roupa dele?
– O que têm?
Sei lá, podem causar problemas
com os outros macacos.
Porreiro.
– São 10 macacos, correcto?
– Sim.
Porreiro.
Ponham lá atrás.
Vocês estão a ir muito rápido.
Porque vão com tanta pressa?
Primeiro dia de volta e
já está a reclamar?
Koba.
Olá, eu sou o Will.
Certo. Esse.
– Está muito calmo.
– Sim.
Ele já passou por
vários laboratórios,
…conhece os procedimentos.
Posso me juntar a vocês?
Quero ver o progresso.
Prepare-o.
Ponham as máscaras.
Passem-me o 113.
O pulso está bom.
A pressão está estável.
Dose de Perisol pronta.
Injetando o 113.
Temos um problema!
Franklin, ponha a máscara!
– Colocou?
– Sim.
– Está bem?
– Sim.
Mexam-se!
Vamos lá!
Acordem para se exercitar,
seus babuínos preguiçosos!
Os resultados da inteligência
dele são extraordinários.
Sem efeitos colaterais.
Primatas têm um sistema
imunológico incrível.
– Fique de olho nesse.
– Certo.
Perdão.
O deles é mais forte que o meu.
Com licença.
Está muito magoado?
Sabe linguagem de sinais?
Eu era macaco de circo.
Pronto.
Cuidado. Pessoas não gostam
de macacos inteligentes.
Vai trabalhar até tarde hoje.
A GEN-SYS precisa de mais três.
– Olá!
– Olá, César!
Está magoado?
Mostre-me.
César, dá-me a tua mão.
Está tudo bem, dá-me a tua mão.
Às vezes, o novato é
agredido pelos outros.
Tenha calma.
O que foi que fizeram?
Mentira.
Qual é o problema?
– Vou tirá-lo daqui agora.
– Não sem uma ordem judicial.
Ele já não é seu.
Prometo que se descobrir que
ele está a ser maltratado,
…eu fecharei esse lugar.
Vamos.
Não vai para casa ainda.
Mas vou tirá-lo daqui, prometo.
Tem que confiar em mim.
– César, confie em mim, ok?
– Receio que a sua visita acabou.
Confie em mim.
Você ficará bem.
Vamos, mexam-se!
– São centenas!
– Parece um zoológico particular.
Parece mais uma prisão
para tipos cabeludos.
– Eles vêm televisão?
– Chamamos isso de “educar.”
Este é tão fofinho!
Como se chama?
É Cornelia.
É uma fêmea.
– Caramba!
– Não se aproxime.
– Esse pregou-me um susto.
– Esse grandão é o Maurice.
Não tem graça.
Vou te mostrar algo divertido.
Vejam isso.
Que loucura.
– Não deveria estar aqui.
– Você é o próximo!
Vamos.
Quanto menos tempo aqui, melhor.
Vamos.
Olhe para este aqui.
Este é um chato.
Acham que ele é especial.
Da hora!
Venha aqui.
Parece que ele está a
pensar em alguma coisa.
Meu Deus, ele está a apertar
a garganta dele!
Solte-o!
– Tudo bem?
– Sim.
Disse para não se aproximar.
Vamos sair daqui.
Algumas coisas não
devem ser mudadas.
Você tem que aceitar isso.
O que se passa?
Mais testes com o 113.
Estamos…
Não. Temos que analisar
o sangue do Koba antes!
– Franklin sabe, onde ele está?
– Ficou doente há dois dias.
– Eu não autorizei isso.
– Não.
Eu autorizei.
Concordamos em testar
moderadamente numa cobaia.
E essa cobaia é incrível!
É um vírus. Não sabemos
os efeitos em humanos!
O remédio funciona, Will.
Diga-lhe a ele, Linda.
Para começar, Koba obteve
15 pontos na Torre de Hanói.
Todos os testes
comprovam a eficiência.
– Chega de testes!
– O que está…
Não até termos uma ideia
do que estamos a lidar.
Vou te dizer exactamente…
Um minuto, por favor.
Volta a colocá-lo.
Com cuidado.
Will, vou te dizer exactamente
com o que estamos a lidar.
Estamos a lidar com um
remédio que vale mais…
…que todos os nossos
remédios juntos!
Você faz história.
Eu faço dinheiro.
– Não era o nosso acordo?
– Não. Há riscos!
Não fale comigo sobre riscos!
Deu uma droga experimental
para o seu próprio pai.
Posso acabar com a sua carreira
com apenas um telefonema.
Poupe as suas energias.
Eu vou me despedir.
Vamos continuar sem si.
Não sabe o que está a fazer.
Os testes devem ser controlados.
Não temos ideia se
o 113 é estável,
…ou o que pode
causar às pessoas!
É por isso que testamos
em macacos, não é?
Dr. Rodman, é o Franklin.
Preciso falar consigo!
Pode abrir a porta?
– Doutor!
– Quem é você?
Sai daqui!
Desculpa.
Não é uma armadilha, pois não?
Bem, não posso dizer que aprovo.
– Eles não são gente, sabes?
– Vais libertá-lo ou não?
César! Vamos!
Vamos.
Vamos para casa.
Casa!
Realmente vamos.
Vamos embora.
Vamos.
César!
Parece que ele prefere ficar
com a sua própria espécie.
Por que biscoitos Rocket?
Um macaco…
…fraco.
Macacos juntos, fortes.
Macacos são burros.
Bolas Rodney, deixaste a
mangueira no átrio, de novo?
O quê? Não!
Vamos, acordem!
Vamos! Levantem-se!
Oito meses após o seu lançamento,
o primeiro voo tripulado a Martes…
Juro por Deus, disse a verdade.
Se não tirou os meus biscoitos,
então quem raios foi que tirou?
– Eu não…
– Ei! Vocês dois podem parar?
Vou para casa.
Tenho mais sossego na
maldita ala dos macacos.
Pai! Desculpe.
Sr. Franklin, é a Dottie!
Sr. Franklin?
Mas que raios?
Deus disse que as águas trazem
criaturas que se movem…
Rodney, vem para
a plataforma, agora.
Rodney!
O que raios achas
que estás a fazer?
Volta!
Vamos!
Volte para sua jaula!
Estou avisar-te!
Anda lá, volta!
Já chega!
Viu o que ganha com isso?
Agora, volta!
Qual é o teu problema?
Macaco burro!
Tira essa pata nojenta de cima
de mim, seu maldito macaco sujo!
Não! Não! Não!
Eu vou vos esfolar a todos!
Caroline,
estiveste no quarto do César?
Ninguém atende.
Landon!
Will!
Will!
O que foi que aconteceu?
Ele falou.
Do que você…
O quê?
O seu macaco…
Ele falou.
PERDIDOS NO ESPAÇO?
Mas que raios?
Não acredito nisso.
Vou vos esfolar a todos!
Preciso de reforços
combinados com a central.
Temos uma víctima.
– O que foi?
– Sei para onde ele vai.
Vamos!
Jacobs.
Sr. Jacobs, é a Linda da equipa
do Will. Algo horrível ocorreu.
O Franklin morreu
de uma infecção viral.
De que raios estás a falar?
Ele foi exposto ao 113.
Causa uma coisa às pessoas
que não causa em macacos.
Tem de passar pela cidade
e atravessar a ponte.
Senhor Jacobs?
Sr. Jacobs, o senhor está…
Mas que raios…
Sou Steven Jacobs!
Estão por toda parte.
Preciso de apoio aéreo.
Você tem que segui-los
e destruí-los.
Vamos.
Confie em mim, ok?
Preparem as câmaras.
Eles são muito tímidos.
– Passaram pelo parque ao norte!
– Estão a ser conduzidos!
Tem de segurar o botão!
O botão!
Estão a ser conduzidos.
São mais espertos do que pensa.
Eles têm um líder!
Não, não lhes diga a eles que
estou num engarrafamento.
Invente uma coisa melhor!
Espere.
Mas que merda…
Estão na ponte. Estão a tentar
chegar à Floresta das Sequoias.
SFPD, polícia um.
Operação aérea.
Fechem a saída sul.
Qual é a situação das unidades?
– Estão prontas, senhor.
– Quando chegarem a vocês,
…force-os para o norte.
– Norte, vamos levá-los a vocês.
– Sem problemas. Estamos prontos.
Lado norte bloqueado.
Nunca vão passar por aqui.
Ao chegarem na área aberta,
acabem com eles!
– Consegue disparar-lhes?
– É como pescar num barril.
Porreiro!
Dêem a volta nisso!
– Saia da ponte, senhor.
– Não posso…
Você não entende. Saia da ponte.
É uma evacuação. Saia!
– Todos os civis já saíram.
– Confirme, por favor.
Tirem todos da ponte!
Cavalaria armada, fiquem atentos!
Eles vão matá-los.
Vou atrás de César.
Ei, venha aqui!
Tenha cuidado!
– Tenho que ir até meu carro!
– Cuidado. Agora não.
Solta-me!
Tenho que ir buscar o meu carro!
Para o norte!
Saiam da frente!
Depressa, se não vamos
perdê-los no nevoeiro!
Dispare!
Onde eles estão?
Não consigo vê-los!
– Patrulha Norte, está a vê-los?
– Não senhor, negativo.
Deixem-nas destravadas!
Parem de disparar!
Recuem, recuem!
Estamos a ser atacados.
César!
É ele!
Ele é o líder!
Ele está na mira!
Acaba com ele!
Ajuda-me!
Ajuda-me!
Ajuda-me!
Segura na minha mão!
Anda lá.
Anda lá!
Anda lá.
Tu não.
Salva-me!
César!
César?
César.
Desculpa.
Foi por minha causa.
Isto tem de parar.
Não é a maneira correcta.
Sabes do que eles são capazes.
Por favor, vamos para a casa.
Se vieres comigo para casa,
eu vou te proteger.
César está em casa.
Certo.
César está em casa.
As autoridades fecharam
a ponte Golden Gate
…causando grandes
tumultos na área da baía,
…inclusive nas regiões

Get Adobe Flash player

Comments are closed.