Gunless 2010 Finnish

movie image

Download subtitles of Gunless 2010 Finnish

- sinä…
puhutko…
Suomea?
– puhutko sinä?
Sinä haiset.
-Älä.
Oh…
Voisitko irrottaa minut?
Oh… Oh.
Parempi irrottaa köydet.
– Anteeksi?
– Unohda.
Helvetti.
Missä minä olen?
– Barclay’s Brush.
– Missä?
– Canadassa.
-Voiko asiat enään mennä huonommaksi.
– Bonjour.
Kuinka voin auttaa?
– Luoteja.
– Mon Dieu, Olemme…
Meillä on luodit loppu.
Ehkä maistuisi
“Erikois tee”?
– Itse asiassa,
Meillä on ammuksia.
Mikä kaliiperi, sir?
-Pysy omalla puolellasi.
Hän on minun Asiakas.
Älä puhua hänelle.
– Oh…
Olinpa minä kömpelö.
Minulta levisi ammuksia pitkin tiskiä.
Hyvää päivää, sir.
Kuinka voin auttaa?
– Minä tarvitsen,
45.40 Colt.
– Laatikko $1.1 0,
tai pennin luoti.
– Olen rahaton juuri nyt.
Ehkä voisin ostaa tiliin…
– Anteeksi, ei luottoa.
Sinun säännöt.
Ai sinä saat rikkoa sääntöjä.
Kun teen niin,
niin se on väärin.
– Siinä on valtava ero
Kun vähän joustan maksuajoissa
Ja sinä rikot lakia!
– Claude, Se tarkoittaa ei viinaa.
– Salaud.
– Kiitoksia hyvin paljon,
Herra.
“Montana Kid.”
– Minä sinulle kiellot näytän!
Ilmaista juomaa!
Ilmaista viskii
kaikille minun puolellani…
… Kaikille muukalaisille
Jotka haisevat kuin siat!
– Selittelyä.
– Kun hän poistuu,
et näe pummia ikinä.
– En tykkää loukkauksista.
Mutta…
… Tulee mieleen
kun ruma äitinne,
punastelee teidän takianne…
…tunnen myötätuntoa.
Laita minulle kolme lisää.
Ja yksi porkkana.
Helvetti…
– Hei.
Hei siellä, te kaksi.
Oletteko nähnyt hevostani?
Se on kastanjanruskea
Sillä oli satula.
Jätin sen tähän…
– Hyvää päivää, mister.
– Kerrot vaan,
oletko nähnyt hevostani?
– Jack kerää eksyneet.
Seppä?
Takanasi?
– Tuo on minun hevoseni.
Uskon että se on tuskissaan.
– Se on mustelmilla.
– Ensin varastat sen,
sitten kidutat sitä?
– Se oli eksynyt.
-Olen ampunut vähemmästäkin.
– Sinun pitää rauhottua.
En tehnyt hevoselle mitään.
Hän tarvitsee uudet kengät.
– Sinä et koske häneen.
– Ei ole aikaa tuollaiseen halpamaiseen riesaan.
– Miksi kutsuit?
– Riesa.
– Ei, ennen sitä.
Miksi minua kutsuit?
– Halpamaiseksi?
– Oh…
astuit juuri rajan yli.
Mitäe hel…?
Minkälainen mies
nostaa toisen ilmaan?!
He, sinä! Hei!
En lopettanu vielä,
Iso apina.
– Vannon, Etten–
– Mitä helvettiä?!
– Ota…
sinun…
Minä kutsun sinut ulos.
Sanoin, tule ulos.
Hei, Mitä…?
Ahem.
Sano sille apinalle että tulee ulos.
– Jack! Tuulimylly…
– Ei ole kiirettä.
Pari päivää
Tarvitset mallin tuulimyllystä.
Jack ei tule.
Hänellä ei ole asetta.
– Hän valehtelee.
– Hänellä ei ole asetta.
Ja hän on oikeassa. Sinä haiset.
– Hän varasti minun hevosen.
– Hän yritti auttaa.
– Hommatkoon aseen.
auringonlaskiessa selvitämme tämän.
– Hän sanoi ettei ratsastusta kahteen päivään.
– Auringonlaskiessa.
– Sinun peräsi vuotaa verta.
– Tiedetään.
– Terve taas.
36 kaliiperinen.
Olenko oikeassa?
– En nähny
kun se meni sisään.
– Näitkö kun
sinua osui päähän?
Se viilsi syvältä.
– Luoja! Äiti Mary!!
– Itseasiassa, Angus Schiffron.
kutsu Mary sitten.
– Missä aseeni on?
– Odota, Tex.
Pitää paikata sinut.
– Missä?
– Täältä takaa.
– Ei. Minun aseeni?
Hyvä että hoidit haavat,
doc, Mutta minulla ei ole rahaa.
– Vedän aina ensimmäisen
luodin ilmaiseksi.
Se on minulle perinne.
Annatko minun paikata loppun.
– Mitä sinä teit?
– Oli nähtävä sinun vammasi.
– Leikkasit miehen housut?
– Perseen alue,
ei kohtelee infektiota lempeästi!
No one understands
A wanted man
‘Cause you live by a code
Known by the ghosts of the dead
And you gotta keep movin’
With that price on your head
Still no time for a friend
– Hemmetti.
Get outta my way. I’ll shoot ya.
When any stranger could be the end
siirry, siirry.
– Kuinka tuulimyllyn
korjaaminen edistyy,
Se olisi vaikeaa vaikka olisi perehtyny mekaniikkaan.
– Jos puhut miehestäni,
tiedät että hän lähti.
– Ei.
Sanon vain, se on
Mekaanisesti monimutkaista.
Tarvitset–
– Housut! Haluan housut.
– Älä keskeytä.
– Odota hetki,
Mr. Montana.
-Anteeksi epäkohteliasta kumppania.
Tarjoanko tilkan parasta skotlantilaista tee:tä?
Ja herkullisia maapähkinöitä?
– Tästä sovittiin
minä myyn kangastavarat
Ja sinä–
– Pojat, älkää,
Täytyy saada sato joskus.
Osassa on tylppä kohta
Se menee tähän.
kiitos?
– Hyvä on Taylor.
Sinun täytyy antaa
Osan nimi, Että
tiedän mitä tilata.
– Tarvitsette murtotapin, ok?
– Kuin tietäisit.
– Kyllä, housut.
– Millaiset?? voimme
tilata tänään,
Mr. Montana?
– Tilata?
Ei, Tarvitsen ne nyt.
Teurastaja lekkasi housuni, on pro bono.
– Kaikki vaatteet tilataan.
– Helvetin sekatavarakauppa
– Varastossa on saippuaa.
– Saippuaa ja etanoita.
Paljon etanoita!
– Tilasin nauloja he
lähettivät etanoita.
– Tarvitsen murtotapin,
vai riittääkö naula?
– Käytä nenää,
puolestani.
– Huhutaan että sinä olet Montana Kid.
– Aivan.
– “Amerikan revolverisankarit ovat:
Wild Bill Hickok, John Wesley Harding
ja Montana Kid.”
Oletko se “Montana Kid”?
– Taidampa olla.
– Tapoit kuusi miestä.
– Yksitoista.
– Et sovi kuvaukseen.
– Lempinimet ovat yleisiä.
Jopa vuosikymmenestä toiseen.
Eikö?
– Uskon niin.
– Ehdotitko tulitaistelua Jackille tänään?
– Auringonlaskiessa.
– auringonlaskiessa Montana Kid!
– Täällä Barclay’s Brush:ssa!
– Kaupungilla ei ole
ennen tapahtunut mitään
Vain kun Larry
sytytti lampaansa palamaan!
Voiko Jack ottaa Winchesterin?
Koska hän on aseeton.
– Hetkinen!
Entä minun?
Se on uusi?
– Mikä teitä riivaa?
– Niin Mikä?
se on Jackin valinta.
Ehkä hän haluaa aseeni.
– Ei tässä kalkkunaa lahdata.
Tarvitaan pistoolia.
Mistä oikeen olette?
– Peterborough:ista.
– Moncton:ista.
– Uppsala:sta.
– Onko kellään tälläistä?
– Eikö tuo ole herrasmies revolverit?
Ow. A Peacemaker.
An Equalizer.
A Widowmaker.
– Lopeta tuo.
– Yeah…
– Onko kellään?
– Mm-hmm.
– Kun cowboit ratsastavat ohi,
Heillä on pistoolit. Ja rommia.
– En tiedä ketään kellä olisi,
Mikä se nyt oli?
– A Peacemaker!
– Lopeta.
– Täällä ei tuollaisia tarvita.
Kiväärit metsästykseen,
haulikot lintuja varten.
Pistolit,
ne ovat vain…
– Tappamiseen.
Näyttää että Jackilla ei ole asetta
Se on ongelmasi, ei hänen.
– Sinä olet ongelmani.
– Miksi et vain ammu häntä?
– Voisin ampua sinut?
– Samasta syystä.
Olen aseeton.
Se on syy, eikö?
Et voi ampua aseetonta.
– Mm-hmm.
– Ajattelin tehdä poikkeuksen.
– Kuules… murtotappi,
Minulla on pistooli saat sen.
Se pitää korjata.
Kahva on murtunut
vasara osui siihen.
– Hyvä.
– Se ei ole ilmainen.
Saat sen jos autat minua
korjaamaan tuulimyllyn kuntoon.
– Miksi miehesi ei korjaa sitä?
– Haluatko kaksintaistelun?
– Hei, Haluaisitko mennä takas?
näyttäis että ohitit muutaman töyssyn.
Nyt riitti!
Nyt riitti!
Pysäytä!
– Pysäytä
Minä taidan jatkaa… jalkaisin tästä.
– Ihan miten haluat.
Se on tuon harjanteen takana.
Muista ettei hevosella saa ratsastaa.
Mennään persikkani.
– Mikä näitä ihmisiä vaivaa?
Ei aseita,
Puoskari silppuu vaatteet,
saluuna…
teekuppeja ja luetteloita,
ja tuo…
nainen.
Ei hetkeäkään hiljaa.
hei, en mene yksin.
Tule mukaan sieltä.
Ala tulla.
Mitä mietit?
Kuinka kaukana olemme ihmistenilmoilta?
Kyllä, kyllä, olet oikeassa.
Olet oikeassa, hän tulee perääni.
10 vuotta perässäni -
hän ei anna rajan hidastaa.
Me livistämme, Kun saamme asiat valmiiksi.
Tiedäthän,
Et itsekkään ruusuille tuoksu.
Sinunkin hengityksesi haisee.
Kyllä.
Sinä haiset.
– Laita hevosesi tänne.
sen pitäisi olla turvassa.
Vuode on siellä ja lamppu on.
Oven vieressä.
– Rakennus on tehty mudasta.
– Minä ja mieheni pärjäsimme,
etköhän sinäkin pärjää.
– Missä ase on?
– Katsotaan sitä aamulla.
– Meillä oli sopimus että saan aseen…
– Pysy housuissasi.
Tässä.
– Ei näytä hyvältä.
Miksi pidät mukana tätä?
– Pelottelen pahoja ihmisiä.
Pistolilla ei vain tapeta.
Sillä voi myös pelotella.
– Tämä ei ole pelottava.
There was a time
When you believed
When everything
Was springtime green
Before you learned
that life was mean
And nothin’s
Ever what it seems
Äiti Mary.
Onko tämä kuivunu?
– On siellä vettä!
Se on vain syvällä!
Siksi tuulimyllyä tarvitsenkin!
Tuulimylly voisi olla tässä,
Saan vettä karjalle ja sadolle.
– Minä… minä laittaisin…
Tuulimyllyn tämän kaivon päälle.
Se olisi paras paikka,
saisit putkella veden – taloon,
Karsinaan, pellolle.
– Asentaisitko putket
Ja murtotapin?
– En rouva hyvä.
Sopimus oli,
rakennan tuulimyllyn.
– Tee sitten niin ja jatka matkaasi.
Tehdään suunnitelmasi mukaan.
– Ei ikinä hiljaa.
Mitä… mitä tämä on olevinaan?
– Lihaa?
– Hmm.
– Mm…
Todella epämiellyttävää
istua tuulen alapuolella.
Mikä tuo löyhkä on?
– Ennen ku he riipustivat minut oksalle.
he heivasivat minut sika karsinaan,
pitivät siellä kolme päivää
odottamassa häntä.
– Kuka hän on?
– Minusta oli luvattu palkkio.
Se oli yleisessä tiedossa Mason-Dixonin pohjouispuolella
siellä oli erittäin vihamielinen ja häiriintynyt yksilö
kuka oli metsästänyt minua pitkään.
Joten he ajattelivat odottaa,
ja jakavat palkkion hänen kanssaan.
Puolet kyllästyivät ja poistuivat,
toiset halusivat jatkaa,
onneksi he eivät tienneet mitään
hirttämisestä,
he valitsivat kuolleen puun.
– Miksi sinusta on luvattu palkkio?
Tietysti ammuit jonkun
joka hoiti hevosestasi?
– Älä puhu asioista mistä et tiedä mitään.
– Ow!
Helvetti!
Hyvää päivää,
Taapersitko Janen luota?
– Aikasin liikenteessä.
Jätin aamiaisen väliin.
– Hyvä kun mainitsit,
vaimo haluaisi
sinut illalliselle tänään.
Totuus on,
Hän on hieman innoissaan
saa ruokkia aitoa revolveri sankaria.
– Hän ei ole tämän idean takana?
– Ei…
mutta minä päätän…
Vai kelpaako Janen ruoka sinulle?
Sanotaanko 6:00?
– Kyllä.
– Kyllä.
– onko skalppeeraaminen
sinun outo harrastus
poppamies?
– Ei oikeastaan.
Koska kun kuolet,
et ole muuta kuin kuollut.
Sinä taidat tietää sen.
– Whoa!
– Anteeksi.
Tuosta jää jälki.
– Hei, Herra. Montana,
tuleppas tänne tiskille.
Ehkäpä haluaisit…
Täyteläinen.
Haju on hitusen pelottava–
– Ei, Minä tarvitsen–
– Oh, ei, ei.
Se sisältää ooppiumia.
Pari shottia,
Ja ulvot kuuta.
– Myyt spriitä!
– Yskänlääkettä, Claude.
Kaupat myyvät yskänlääkettä.
– Idiootti!
– Kuules…
Tarvitsen yhden osan aseeseen.
Iskurin
Se on Colt.44 kaliiperinen.
Ja luoteja.
Ihme on
jos se edes laukaistaan.
– Välienselvittelyä 44:lla!
– Lopeta.
– Mm…
Uh-oh.
– Ei, anna tänne.
Anna tänne.
Minä varoitan sinua.
Aseeton!
– Turpa kii. Jos astut ulos–
Helvetti.
– Seuraa minun sormeani…
Seuraa minun sormeani oikealle.
seuraa minun sormeani oikealle.
– Isoisäni, arvostaisi
jos saisi korjata housunne.
Hän antaisi lainaksi housut
kunnes ne on korjattu.
– Yeah, yeah.
Katso, katso.
Yeah, yeah, yeah, yeah.
– Rautatie työntekiöitä.
Isovanhempani antavat
levätä täällä rakentamisen jälkeen.
Antaa ruokaa ja suojaa näille ihmisille.
He eivät puhu suomea.
– Isoisäni sanoo että olisi kunnia
Jos käyttäisitte tätä ammetta
peseytymiseen.
– Mm.
Se on aika paha, eikö?
Älä koskaan hiivi selkäni takana.
– Anteeksi!
Isoisäni käski antaa ruokaa!
Luulin että nukuit!
Hei, kuuntele, kuuntele.
Kaikki hyvin.
Ei mitään hätää.
Hei, Katso tänne.
Tuo sapuska näyttää aika hyvältä.
Uskotko että saisit uuden kulhollisen?
Naiset.
Älä aloita.
Miksi olet täällä?
– Tulen joka keskiviikko.
Doc kertoi että ruokailemme yhdessä.
– Hienoa.
– Muuten, Hieno pusero,
– Pää kiinni.
Mennään sisälle.
– Äitini piti tuollaista kerran.
– Hauskaa.
– Se on totta!
– Tulkaa sisään.
– Onko tuo pusero?
– Jätä tilaa jälkiruualle,
Herra Montana.
Lautasellinen omena piirakkaa.
Se on hyvää!
– Mitäs nyt tuosta.
Beth Nöyrimmät kiitokset.
Olet todellinen leipuri.
Tule heinäkuussa,
kun mansikat kypsyvät,
hän tekee mansikka piirakkaa
Voisit tappaa siitä.
– Hmm.
– Beatrice.
Kuinka monta
miestä olet ampunut?
Kanadan Lehti
raportoi kuusi.
– Sen täytyy olla jännää,
Elää preerialla,
Vapaana,
nukkua tähtien alla,
jokainen hetki on seikkailua?
– Villilänsi!
– Lopeta.
– Larry, Tästä puhuttiin.
Älä ahdistele vierasta.
– Ahem.
yksitoista.
Olen tappanut yksitoista miestä.
Ne kaikki ansaitsivat luotinsa.
Kutsunut kaksintaisteluun neljästi.
Reagoinut puolustukseksi kaksi kertaa.
– Mielestäni kaksintaistelu
on romanttista
– Rakas…
– Kolme kutsui huijariksi
Kansas Cityn korttipelissa.
Kerran törmäsin
koiraa hakkaavaan mieheen.
Pahasti. Tosi pahasti.
– Paistinlientä?
– Ensimmäisen miehen jonka tapoin…
Ensimmäisen miehen jonka tapoin
Isäni.
Hänellä oli mustat silmät, parta ja sielu.
Isälläni ja hänen rikoskumppanillaan
hän vasikoi isän ja hän kuuli siitä.
He joutui käsirysyyn
ja isäni sai häneltä selkään.
Kun hän ratsasti pois,
tuo pelkuri ampui häntä selkään.
– Surullista!
– Yeah.
Seuraavana päivänä,
Ratsastin hänen kuistille.
Kutsuin hänet ulos,
Ensimmäinen laukaukseni
repi hänen suolensa ulos.
Jos tiedätte mitään tappamisesta -
Olen varma että tiedätte -
Kun suolet on ammuttu pihalle
Pysyt juuri niin pitkään elossa…
että ehdit kokea
tuskaa.
Tunnin kuluttua
Alkoi uikutus ja ininä,
Sitten ammuin häntä silmien väliin.
Se oli siinä.
Hän oli kuollu.
– Joten Jack
tekee siitä tusinan.
-Ei hän ammu Jackiä.
– Kylläpäs ammun.
Sanonpas…
Minä tappaisin perunoista.
– Jeesus.
Huomenta, sir!
Korpraali J.T. Kent,
Luoteinen ratsupoliisi,
Fort McNeilin joukko.
Hän on oppaani,
K’Wala.
– Ihmiset kutsuvat minua koiruudeksi.
– Ja?
– Asetetun direktiivin nojalla
hänen majesteettisessa
Canadassa,
Teen kierroksen tällä sektorilla
Joka on meille varattu alue.
Kiitos.
– Ja?
– Ja, kierroksen aikana,
Minun on kirjattava aikuisten nimet -
miesten…uusien miesten… ja naisten -
ja kotitaloudet alueellani.
– Joten…?
– Eli.
Miten menee?
– Hyvin.
– Ongelmia?
– Ei.
– Huolia?
– Ei.
– Hyvä on sitten.
Nimi tähän, kiitos.
– Mikä se on?
– Lokikirja.
Voit allekirjottaa tähän.
– Et taida olla täältäpäin?
– Amerikasta.
– Sinun on silti allekirjotettava.
Tarvitsemme koko nimen,
kiitos.
– Mm…
– Ethän sinä ole salakuljettaja?
– En.
– Whiski trokari?
– En.
– Hevos varas.
– En.
– Hyvä. Hyvää päivää, sir.
Vielä yksi asia…
Sean.
– Sean?!
– Kuinka kauan viivyt
Canadassa?
– Lähtisin auringonlaskiessa,
Jos lainaat tuota asetta
vyöltäsi.
-Valitettavasti en voi, sir.
Se olisi ristiriidassa
Sääntö numero 44:n
kanssa
Se kieltää aseiden luovutuksen.
-Se on sääntö 45, Päällikkö.
– Selvä, K’Wala.
Neiti Taylor?
– Sinun pitää muistaa
sitoa hevosesi päällikkö.
– Selvä, K’Wala…
Kiitos.
– Jonathan?
– Ei.
Rouva.
– Sean.
– Koiruus.
– Hei, Sean,
Tauko on ohi.
– Whoa!
Älä viitsi! Tule takas!
– Yritä roikkua.
Pidä kiinni.
– Minä putoan!
– Et putoa. Minä autan.
Juuri noin.
Sain sinut.
Näetkö? Sinä selviät.
Kuulosti pahalta.
– Oh.
– Ah!
– Luoja.
– Ow.
-Onko se rikki?
– En tiedä.
– Kaikki menee päin helvettiä!
– Uskon että…
olet tajunnut
Että ammun sepän.
Ja yrität rampauttaa ase käteni.
– Olisit auttanut kuten lupasit,
En olisi pudonnut.
– Tapahtuiko miehellesi myös näin?
Tapoitko “vahingossa” kun hän teki askareita?
– Ei se ollu onnettomuus.
– Mitä?
– Se ei ollut onnettomuus.
Oletin että tulimme aloittamaan maatilan ja perheen.
Kävi ilmi että se pelotti häntä.
Hän alkoi pitää asetta mukanaan,
mahtaili ympäriinsä kuin joku…
Helvetin aasi.
Hänestä tuli juoppo myös.
Sitten, yhtenä päivänä,
Viimein ymmärsin että
pärjään farmilla paremmin yksin.
Joten ammuin hänet.
– Sinä ammuit hänet?
– Kyllä.
Hänen omalla aseella.
Vannon.
Jos tiedät mitään tappamisesta -
ja olen varma että tiedät -
Mahaan osuma
on ruma tapa lähteä.
Meni… tunteja kuolla.
– Hmm…
– Iltapäivää Larry!
– Päivää Jane!
Terve Sean!
– Vauhtia jos meinaat
ehtiä 6:00 mennessä!
– Kyllä, kyllä!
Nähdään siellä!
Aristoteles sanoi,
“Olemme mitä teemme
Emme toimi oikein…”
– Tämäkö hauskaa illanviettoa,
tämä on koulu.
– Sanoinko hauskaa illanviettoa,
Sanoin Keräännymme.
– Ja tämä maksaa,
Maksat tästä–
– Shhh!
– Mikä näitä ihmisiä riivaa?
-… Keitä olemme ihmisinä
määritellään, mitä teemme
yhä uudelleen.
Aristoteles sanoisi
Larry viljelee päivittäin,
Larry on viljeliä.
– Vil-jeliä.
– Kyllä.
Ja kuka opettaa joka päivä
On opettaja.
– Opet-taja.
-Aristoteles sanoi myös
se kertoo, keitä olemme ihmisinä.
Voi väittää olevansa hyvä ihminen,
ei ole hyvä, ellei jatkuvasti
toimii sydämmellä.
Kyllä, Jack.
– Jos on surmannu 11 miestä
ja sanoo
että kaikki heistä ansaitsi kuolla,
Mukaanlukien,
– Aristoteles.
-… A-Aristoteles,
onko hän tavallinen tappaja?
– Miksi sinä minua kutsuit?
– Tappajaksi.
– Ei, ennen sitä.
– Tavallinen.
– Se juuri.
Sinä juuri ylitit rajan, taas.
Ulos.
Aseeton.
– Mitä tuo on? Yskit
sanan “aseeton.”
Luuletko etten kuule?
– Sean?
Haluaisitko lisätä jotain
keskusteluun?
– Tap-paja.
– Okei, lopeta. Riittää.
– Sean?
– Katsos,
Mielestäni pitäisi elää tietyn kaavan mukaan.
Sanaton sopimus miehillä -
tosi miehillä – ymmärrätkö.
Uskomukseni mukaan ollaan
suoraselkäisiä ja oikeudenmukaisia,
Se ei ole syy leimata minua tavalliseksi,
En välitä mitä tuo kirja sanoo.
– Tavallinen tai ei,
olet silti tappaja,
ja aiot tappaa minut.
– Ei hän ketään tapa.
– Kyllä
aion.
– Usko häntä,
Taylor, Kun ase on korjattu
hän järjestää kaksintaistelun.
Ja tiedämme helvetin hyvin
kuinka siinä käy.
Hän ampuu minut kuoliaaksi.
Ja siinä ei ole mitään epätavallista.
Olen numero 12.
– Canadan lehti
sanoo sinun olevan seitsemäs.
– Ainakin tiedän meneväni
parempaan paikkaan kuin sinä!
– Et tiedä mitään minusta.
– Kirottu! Minä…
Kyllä tiedän mikä sinä olet.
Se on yhtä selvä
Kuin tuo Colt
joka on vyölläsi.
Aseet aiheuttavat kuolemaa.
Helvetti, jotkut sanoisi
Että etsit kuolemaa.
– Tuo on väärin.
Ase on vain työkalu.
Se on kuin…
mikä tahansa työkalu.
– Joka on suunniteltu tappamaan.
– Se riippuu mihin sitä käytät.
– No, kyllä.
Jos joku ostaa lapion,
En ajattele
Hän tappaa minut!
– Lapiolla voi tappaa.
Hän voisi lyödä päähän.
– Tai tökätä.
– Niin voi millä tahansa.
Jopa kivellä.
– Ei kukaan käytä kiveä.
Sitä paitsi, Kivi ei ole työkalu.
– Kerro Intialaisille.
He käyttävät niitä työkaluina
vuosia.
– Voit murskata jonkun
naaman kivellä.
– Tai tökätä jotain.
– Ei kivellä voi puukottaa.
– Kerro intiaaneille tuo.
He ovat puukottaneet kivillä jo vuosia.
– Entä köysi?
Lyöminen ja tökkiminen
ei vahingoittaisi ketään.
– Älä ole varma.
– Sinä voisit hirttää jonkun.
– Voisit hieroa sitä silmään,
Käyttäen voimaa.
– Ahem.
Kerroppas jotain.
Onko koko maa sekaisin,
vai vain tämä kaupunki?
– Sinulla on melkonen historia.
– Oh.
Selvä.
Tulitte ajamaan minut kaupungista.
– Mm.
– Et ole rikkonut lakia tässä maassa.
Sikäli ku me tiedämme,
emme voi pidättää
toisen maan rikoksista.
– Olen vapaa lähtemään matkoihini?
– Paitsi tämä…
Kahakka Jackin kanssa
josta kaikki puhuu,
Tiedät ettei meillä
ole kaksintaistelu lakeja
tässä maassa.
Kutsumme sitä murhaamiseksi.
Älä kuvittele satuttavasi häntä,
Herra Kid.
Iltaa!
Yhtiöllämme on tanssit lauantaina
kun saamme tämän
maakunnan poliisi piiriimme.
Voisit käyttää tuota
kaunista mekkoa, Neiti Taylor.
– Hyvä että muistutat
minua siitä, Jonathan!
– Eipä sitä voi unohtaa.
– Kiitoksia, Korpraali.
Minä yritän päästä sinne.
– Selvä.
– Mitäs sanot, murtotappi?
Osaatko tanssia?
– Anteeksi mutta joudut pettymään,
Aijon olla poistunut siihen mennessä.
-Toivottavasti näemme lauantaina.
Kaikki on tervetulleita.
– Nyt…
vastaat…
kysymykseen!
Nähnyt… häntä?!
Oletko nähnyt?!
– Huomaatko miten tuo häiritsee?
– Kyllä!
– Minä tiedän mitä teen.
Minä tein.
anna minun selittää.
Meillä on selvittämättömiä asioita.
Tämän pahan miehen kanssa.
Ja meille maksetaan siitä.
että löydämme hänet
saamme huomattavan summan.
Joten kysyn vielä kerran.
Oletteko nähnyt tätä miestä?
– Hän sanoo ettemme ole nähneet ketään!
Ei ketään!
Ei ketään, Ei ketään…
Hän on.
Ottakaa hänet.
– Kyllä, Cutlerit on jäljillämme.
Minä tunnen sen.
Täytyy muuttaa sunnitelmaa.
Hyvä on, suunnitelmamme on.
Ratsastamme itään…
ja sitten etelään.
Kun Cutler saa hajun,
Minkä hän saa,
hän aloittaa luoteesta.
Hän aina aloittaa luoteesta.
Miksi?
Koska hän on ennustettavissa, no…
Jopa silloin kun ammuin häntä korvaan,
hän niinku…
nojaa vasemmalle.
Mitä?
No niin, no niin,
no niin, no niin.
Me jäädään…
vielä vähäksi aikaan,
mutta sano minun sanoneen…
että varoitin,
sinusta on tulossa pehmo.
Tarkoitan, tosi, tosi pehmo.
Kyllä.
Mikään ei pitäisi
yllättää minua täällä,
mutta tuo on, erikoinen paikka
ottaa ilta kahvit.
Oletko kunnossa?
No…
…tämä on hieno paikka.
– Oloni on turvallinen täällä.
Tulin tänne kun
Stewart oli kännissä.
Kyllä. se osa oli totta.
– Oh.
– Kun hän tuli vihaiseksi,
otin tikkaat ylös ja odotin.
Hän oli liian kännissä
kiivetäkseen tänne.
Ja kuukausi ennenkuin hän lähti…
… hän sanoi etten ollu vaivan arvoinen.
Tiesitkö sitä?
En edes vaivan arvoinen.
Se mitä Jack sanoi koululla…
Oliko hän oikeassa sinusta?
Etsitkö tapetuksi tulemista?
– Miten sinne pirskeihin pitäisi pukeutua?
Oh…
Näytät…
Näytät tosi…
Vaunut on valmiina.
– Sinä alat näyttää itseltäsi.
Olin ihastunut
itäiseen pukeutumiseesi.
– Kiitos.
Söin laatikollisen etanoita
ennen ku Carl lainasi tätä.
– En tiennyt se imartelee minua.
– Whoo!
– Ah!
-Anteeksi.
Olen pahoillani.
– Whoa!
– Se on isäni.
Ahem.
Iltaa, neiti Taylor.
– Ah!
– Olen hyvin tyytyväinen että pääsit.
– Kiitoksia että kutsuit meidät,
Jonathan.
– Meidät?
– Juomanne.
Whoo!
– Terve, Sean.
Hyvä että pääsit tulemaan.
– Näytätpä sinä hienolta.
Tiedäthän, ihan kuin
voisit pidättää jonkun.
– Eli, Korpraali, haluaisitko…
lähteä tanssimaan kanssani?
– On vanha sanonta,
Että tanssit kenen kanssa tulet.
Joten, te kaksi, anteeksi,
olkaa hyvät.
Juttelemme myöhemmin.
– Terve, Beatrice! Terve, Larry!
– Mitä kuuluu, Jane. Sean.
Oletpa sinä näky.
– Olen iloinen nähdessäni teidät.
– Sainpas revittyä hänet pois
siitä tyhmästä kannosta.
– Hei, Amerikkalainen.
– Toit näköjään piirakkaa.
– Oletko asesteittu?
– Minulla on piirakkaa.
– On laitonta ihmisten
turvallisuuden uhalla
tuoda asetta
majesteettisiin sotilas juhliin.
– Minä kuulin.
Hei, Varokaa lonkkaa.
– Ei asetta.
– Tiedäthän mitä teemme
murhaajille jotka tulevat maahamme?
– En koskaan ole murhannut.
– Luulin että te Canadalaiset
olette kohteliaita.
– Ah!
– Joukkue Huomio!
– Ooh.
Terve, Kenraali.
– Mitä täällä tapahtuu?
– Vain pieni varoitus vieraalle… sir.
– Varoitus? Laki ei kiellä
miestä olemasta täällä.
– Korpraali, hän on Montana Kid.
Parasta antaa hänelle selvä viesti…
– Ei kun minä katson.
– Kyse on pelkistä säännöistä, Jonathan.
Mene tarkastamaan lasti luetteloa tai…
jotain?
– Lafferty, voisin tehdä
virallisen valituksen
teistä, konstaapelit?
Olisin iloinen
jos saisin kirjata rikkeenne.
– Ei. Ainoa asia minkä voi
kirjata että hän lyö kuin tyttö.
– Sitten,
Tämä valitettava tapaus…
on suljettu.
Nosta tuo piirakka.
– Ooh!
– Korpraali?
Kenraali?
Jonathan, tule tänne.
– Upseerin ominaisuudessa
ja alaisteni puolesta haluaisin,
pyytää anteeksi–
– Tarvitsen apuasi, Jonathan.
Voitko sinä…
viedä hänet tanssimaan?
Pelkäänpä että Taylor tulee pettymään.
Löin polveni hiukan ulkona…
Harjotellessa tanssia.
– Kyllä.
kyllä.
Olisi kunnia ja etuoikeus.
– Mm… Mm, ooppiumia.
– Neiti.
– Iltaa, Jack.
-Iltaa.
Miten korjaukset edistyy?
– Se on hyvää vauhtia
valmistumassa, Jack.
– Hmm.
– Tuo oli hauskinta mitä olen kokenut
pitkiin, pitkiin, pitkiin…
…aikoihin.
Tiedätkö, sinä
näytät aika virkeältä
sellaiseksi joka on…
Satuttanut jalan.
– Hmm.
– Tiedäthän, mitä
teit tuolla oli ystävällistä.
Jotkut saattaisivat sanoa…
se oli jaloa.
-jälleen, minä, uh…
…Haluan kiittää että
kutsuitte kemuihinne.
Minä hoidan hevosen.
– Olet aseeton,
Montana Kid.
– Jane…
…et halua tehdä tätä.
– Haluanpas.
Älä kieltäydy,
ja otat…
Kuin mies.
– Päivää, Sean.
– Yritätkö todella saada tuon kannon irti,
vai vältteletkö eukkoasi?
– Yritän päässä eroon hänestä.
Kannosta, tarkoitin.
– Oh.
Voisin auttaa sinua siinä.
– Kiitos, Sean.
Kyllä… Helvetti, kyllä.
Apu olisi tervetullutta.
– Huomenta, Sean.
– Huomenta.
– Huomenta,
Eilen oli hauskaa.
Taisivat ottaa
aseenne linnakkeessa.
Sääli.
– Ei, ei ne itseasiassa ottanu.
Minulla ei ollut sitä mukana.
– Jack.
– Kavio näyttää hyvältä.
Päivää, Neiti Alice.
– Hyvää päivää, Jack.
Me olemme mitä teemme, Sean.
Seppä takoo rautaa.
-Minä…
Tein ruokaa.
Ajattelin että ehkä…
voisimme syödä tuvassani.
– Ei kiitos.
Lähden aamulla tieheni.
– Ajattelin että ehkä…
… haluaisit jäädä vähäksi aikaa.
– Luulit väärin.
Kaikki täällä luulivat.
– Meillä oli sopimus.
Saat kaksintaistelusi
kun tuulimyllyni
on valmis.
Kerro miksi.
Tarkoitan, miksi et vain voi…
antaa asian olla?
– En vain voi.
Jos jätän asian nyt, niin olisin…
Lopettanut aikasemmin
kun kolme kaverii Missourissa
kutsui huijariksi.
Ja sanot minulle,
Että he kuolivat turhaan?
Päästänyt heidät Missourissa menemään,
sitten…
Olisi pitänyt päästää
koiranhakkaajakin.
Joten, kuulostaako se oikealta sinusta?
Hakata avuton koira?
Jos voisin
päästää miehen joka pieksi rakkinsa,
sitten…
…Varmasti ei ole syytä…
Enkö olisi kävellyt pois kun
pyydettiin kaksintaisteluun Wyomingissa,
tai Santa Fessa ja…
kahdesti Arizonassa.
Jos olisin niin helvetin viisas kävelläkseni pois
kun pyydetään kaksintaisteluun,
olisi minulla pitänyt olla varaa
olla käyttämättä asetta
itsepuolustukseksi kahdesti.
Pitäisi minun pystyä
välttämään se,
ei ole mitään syytä
miksi en olisi voinut
mennä seriffin luokse…
sen sijaan tapoin miehen kuka pieksi isäni.
– Luulin että hän ampui isääsi.
– Vain hakkasi hänet.
Murskasi hänen leukansa ja nenänsä, mutta…
“Annetaan varkaalle opetus,”
hän sanoi.
Mitä siitä sanot?
Halpamainen.
Hän oli kaikkea muuta kuin halpamainen.
Hän oli isäni.
Joten ammuin sen miehen…
… pidit siitä tai et,
tämä on polkuni.
Tämä on mitä minä teen.
Ja haluan tehdä.
‘Cause it can all be lost
In the blink of an eye
It’s the longer years
gun by your side
There’s a tombstone waitin’
with your name inscribed
But they’ll never take you
Alive
Under those wild mountain skies
– ei, ei. ei, ei, ei.
– Hei, Sean.
Vaatteesi näyttävät hyvältä.
– neiti Adell,
Luullakseni näemme Montana Kidin.
– Laita se vyöllesi.
Sinä menet kotiin.
– Mutta…
Miksi?
– Koska sanon niin.
– Hyvä on.
– Teit hyvää työtä, Sanon vain.
Tämä oli palasina.
– Laita se vyöllesi.
Kun vedät,
varo ettei peukalosi jää iskurin väliin.
Muuten kyntesi lyhenee.
– Hyviä neuvoja, En usko että–
– Sanoin mene sisälle nyt!!!
– Älä ole ilkeä, huoran penikka!
– Yeah…
Alat päästä tunnelmaan.
Selvä…
vedä.
– Sinä tapat minut.
-Vedä, Jack.
– Entä Jane?
– Katso ympärillesi, Jack.
Ihmiset ovat täällä nähdäkseen kuolleen kadulla.
Parempi ettei tuoteta pettymystä…
vedä aseesi.
vedä se.
Vedä se.
Vedä se!
Viritä iskuri.
Viritä ase, tai ammun pääsi irti.
Laukaise.
Tee se!
Tee se!!!
– Teen sen!
– Vedä kovempaa!
– Yritän! Se on jumissa!
– Helvetti.
se toimi hyvin
viime iltana. Minä en…
Tuliko siihen häiriö?
Veditkö iskurin taakse asti?
– Kyllä.
– No, ehkä…
Joskus kun näitä korjaa,
ne alkaa jumittamaan.
Laita se huolellisesti ylös, tiedäthän…
– Oh!
– Nyt se toimii.
– Ow.
– Et ole tosissasi.
– Ooh.
Oh…
Ow!!!
– Täällä on lisää.
Luoti sirpaloitu.
– Olen pahoillani, Jack.
– Doc! Mitä tapahtui?!
Luojalle kiitos. Luulin…
Sinä ammuit Jackiä?!
Sinä tunteeton, aasi, kärttyinen…
– Ja…
-…Huoran poika!
– Whoa!
– Hei! Vain… Hei…
Lopeta. lopeta. lopeta se.
Tämä oli vahinko.
– Vahinko?
– Yeah.
– Oh, Luojan kiitos.
– Kuvitelkaa kuinka helpottunut olen,
ammuit takapuoleen -
vahingossa!
– Odotas hetki.
Tämä tasoittaa tilit Jackin kanssa.
Kunniavelkasi.
– Mm, Luulisin niin.
– Uskoi… Uskoisit niin?!
Ammuit minua ahhh!!!
– Mitä?
Mitä se on?
– Hevosia ja aseita.
Huono juttu.
– Kuka se on?
Tunnetko heidät?
– Ben Cutler, palkkio metsästäjä, murhaaja.
Yllättävää ettet ole lukenut hänestä
Canadian lehdestä.
– Heitä on neljä,
helvetin tyhmä. Oletko niin hyvä?
En tiedä.
– Juokse.
Haluan että lähdet.
Pyydän.
– Hyvä on. 15 minuuttia ja
lähettää ne samaan suuntaan.
Johdatan heidät pitkälle täältä,
he eivät palaa.
Ja älä lähde tästä talosta.
Tule, Sinä kuuro muuli.
Minä klikkaan sinulle.
Tule.
– He valehtelevat.
Montana Kid nähtiin
kiinalaiset vaatteet yllään.
– Ulos siitä, molemmat!
Hän oli täällä, Ben.
Nimi oli kirjotettu tähän kirjaan.
– Hyvä on…
Ei enään valheita.
Missä hän on?
– Mene…
– Missä hän on?!
Sylje se ulos!
– Jane! Älä!
– Meillä on asioita hoidettavana.
Enkä anna…
…kenenkään häiritä
meidän hanketta.
Joten aloitan kiinalaisesta.
jos en saa vastausta,
me jatkamme hirttämällä perheenne,
yksikerrallaan, kunnes.
Kysymykseeni vastataan.
Missä on Montana Kid?
Potkaise se.
– Kukaan ei koske tuoliin,
tai laitan luodin sinun toiseen korvaan!
– Rauhoittukaa Rouva.
– Hän on lähtenyt päiviä sitten.
Miksi et palaa sinne mistä tulit?
– Hän valehtelee. Potkaise tuoli.
– Älä!
– Laskin neljä, Ben.
– Haluatko ammuskelua?!
sitäkö sinä haluat?!
Tapan teidät kaikki!
– Ei.
– Ben!
– Ei enään.
se päättyy tähän.
Doc, Jane, kaikki -
pistäkää aseet pois.
– Me voitamme heidät!
– Ei enään tappamista.
Ei yhtään ammuskelua.
Lähden mukaasi.
– Emme voi antaa sinun tehdä sitä, Sean.
– Voittepas.
Olen juossut tarpeeksi.
Olen vuodattanut verta tarpeeksi.
Sano pojillesi, Ben, olemme valmiit.
Ei ammuskelua.
Tulen mukaasi.
– Se on ansa.
– Tuo jalkaraudat.
– Doc?
– Jane, hän… hän haluaa mennä
– Selvä. Lasken kolmeen ja kaikki laskee aseet.
Yksi…
… Kaksi…
…kolme.
– Whoa!
Lopettakaa tuli!
Whoa, whoa! Lopettakaa!
Lopettakaa tuli, Sanoin!
Lopettakaa tuli!
Lopettakaa! Lopettakaa!
Kolme! Sanoin kolme!
Ei, ei!
Alas, alas!
– Kierrä ympäri! Mene hänen taakse!
– Rotat. Sean!
– Anteeksi!
– Hän tulee!
– Oh! Helvetti!
– Isoisä!
Sean!!!
– Ei lähemmäksi.
– Vain… pidä sitä!
Yritin tarjota mahdollisuuden ettei ketään tapettaisi tänään.
Ben, Olemme tehneet tätä liian pitkään.
Kymmenen pitkää vuotta.
Jahtasin sinua, Sinä jahtasit minua,
ja, no, minä…
…ammuin korvasi melkein irti päästäsi.
– Se häiritsee!
– Tiedän. Olen pahoillani.
Tehty mikä tehty.
Eikö se riitä.
Paitsi jos tapat hänet,
tiedät helvetin hyvin
että tapan sinut.
Ja… Enkä halua tehdä sitä.
Tiedäthän, minä…
yritän… muuttua,
joten ei tehdä tätä…
mitä yleensä tehdään
ja tavallaan yritän…
muuttua sellaiseksi ihmiseksi…
– Mitä?!
– Unohda.
Se on monimutkaista.
ja sinä…
Jos vedät liipasimesta,
rukoilet myöhemmin ettet oisi.
Tappamista ei ikinä unohda.
Se kalvaa sinua.
kunnes vihaat kaikkea
ainoastaan sen takia.
Mukaanlukien minua.
En voisi elää siten.
Pyydän…
– Et ole luodin arvoinen.
Hän on ehdottomasti luodin arvoinen.
– Hei!
– En tarkoittanut sitä niin–
– Sinä taas olet,
4,000 arvoinen, kuolleena tai elävänä!
Tällä kertaa olen varovainen…
… joten kuolleena.
Tuhat tulimmaista!
– Olemmeko tasoissa nyt?!
– Yeah. Uskoisin niin.
– Hyvä.
Nyt voit tehdä työsi loppuun.
– Peräpäässä.
– Totta helvetissä. Tule.
– Huh?
Ah, Ammuskelua?
Teillä oli ammuskelua!
Ei! Voitko sinä…?
Missasin sen! Missasin sen!
Helvetin…!
– Kaikkille tuomio on maastakarkotus
ja ilmoitan
teidät pidätetyksi.
– Kirjallisesti?
– Tarkoittaa että kuljetan teidät maastani haisemasta,
ja jos tulette takaisin,
näytämme mitä tarkoittaa majesteettinen…
hoosegows!
– Mikä hoosegow?
– Turpa kii.
– Hoosegow.
Mikä helvetin hoosegow?
– Ahem.
Ahem-hem-hem! Mm.
– Kiitos.
– Uskon että tulemme siihen
että olet viehättävä muisto.
– Ei ihan…
kävi ilmi että olen melkoisesti velkaa
ennen ku voin lähteä…
kaupungista.
Olen velkaa…
Yhdeksän luotia, tee kupin,
murtotapin,
laatikollisen etanoita,
porkkanan,
Pesula ja ompelu palvelut…
… Neljä hevosen kenkää,
kuvan rumasta naisesta,
pussillinen kissojen…
Odota hetki.
Ai, se oli kauraa.
luodin repiminen perseestä -
minun oli ilmainen,
mutta ei Jackin
ja, uh… korjaukseen
noin 100 luodin reikää.
– Se voi kestää jonkin aikaa.
– Mm-hmm.
Suoraan sanottuna En
ymmärrä miten sain niskoilleni
murtotapin.
Se on sinun tuulimylly.
– Yeah!
– Saanko sinun hevosesi?
– Mikä teitä riivaa?
Suomennos:O
Suomennos:O_
Suomennos:O_b
Suomennos:O_bo
Suomennos:O_boy
Tämä oli ensimmäinen teksti mitä suomensin,
huomioikaa se valituksia tehdessä…
Click! Click!
Tule tänne, hevonen.
Haista vittuu, hevonen.
… In your head
– Peacemaker.
Equalizer.
Widowmaker.
– Lopeta tuo.
– Peacemaker…
Yeah, Equalizer.
The… the… the… the, uh…
Naistenmies.
– Kadotin hattuni eilen,
joten tämä ei ole vitun hyvä.
– Mitä helvettiä?!
Toinen vitun hiekka myrsky!
– Haluaisin tappaa sinut,
mutta en näe mitään!
– Ja jokainen ansaitsi luotinsa.
Sanoin sen oudosti,
lähes Martian aksentti.
– Se on ristiriidassa laki numero 44 kanssa
käyttäytymistä, hygieenia
ja laitteiden huolellisuutta.
– hygieenia rikkomus?
– Haluatko sen helvetin kaksintaistelun vai et?
– Hmm.
Mitkä olivatkaan muut rivit?
– Voit hirttää jonkun köydellä.
– Yah. Tai vetää jonkun erämaasta.
– Mm. Aika mennä nukkumaan.
– Vittu!
… All the pain
that’s messin’ up your mind
Makes you feel like
Leavin’you behind
Sometimes you feel so alone…
– Vitun vittu.
Kuulin tuon, Paul.
– Tämä on minun tie.
Tätä minä teen.
Ja tuo on hänen polkunsa.
Se mitä hän tekee.
hän syö, hän paskoo.
hän on hevonen.
Olen mies.
Minulla on ase.
Teen erilaisia asioita.
Tapan ihmisiä.
Paskon myös,
mutta en tee sitä samalla tavalla.
En edes nosta mitään, Vain…
Minulla on kulho paskon sinne.
Joskus olen pellolla paskon sinne.
– Menetit porkkanasi?
Hukkasitko jäniksesi?
… Don’t let the darkness
In your head
Ooh…
Ooh…
Don’t let the darkness
In your head
All the songs you meant to sing

Categories: Movie | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

“Once Upon a Time” The Return 2012 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda “Once Upon a Time” The Return 2012 Portuguese-BR Português

Anteriormente
em Once Upon a Time…
A Xerife encontrou um coração
em sua caixa de joias,
a arma em seu apartamento.
-Não matei a Kathryn.
-Acha que meu livro é real?
Acredito e quero ajudar
outros a acreditar.
-Mas eu já acredito.
-Estou aqui pela Emma.
Kathryn?
Equipe inSanos
[ S01E19 ]
“The return”
– Legendas -
dani_nemo | missbia | Tomás
– Legendas -
Flô | Poseidon
– Legendas -
Fefavrin | Tozzi
– Revisão -
Hirschen
Você está aí?
Está demorando muito,
precisamos acelerar o plano.
São quase 9h.
Estamos prontos?
Sabe o que fazer?
A Operação Cobra
sempre está pronta. Eu só…
-Você o quê?
-Não entendo
o que isso tem a ver
com ela acreditar.
Às vezes existem
outras prioridades.
Consegue lidar
com um pouco de improviso?
Sim, você consegue?
Então vá.
Olá, Sr. Gold.
Bom dia, Henry.
-O que deseja?
-Quero dar um presente
-para a Srta. Blanchard.
-Entendo.
Já que ela não matou
aquela mulher.
Bem pensado.
Isso são sinos?
-Bacana.
-Vê algo que gosta?
Deve ser
algo especial como…
Para um sino,
você está perguntando demais.
Este está bom.
Quanto custa?
O preço está atrás.
Caramba!
Posso ajudá-lo?
Estou procurando por uns mapas.
Sou colecionador.
Tenho mapas na loja,
aqui é o meu escritório.
-Achei que fosse a entrada.
-Não é.
A loja é por ali.
Emma, entre.
-Olha quem acordou.
-Kathryn, olá.
Escuta, não quero ocupar
seu tempo,
-mas lembra o que ocorreu?
-Não muito.
Eu estava
em um acidente de carro
e lembro
do air bag acionar,
depois lembro de estar no escuro
em algum porão.
Não vi ninguém,
mas havia comida e água.
-E acho que fui drogada.
-Sim.
Estamos tentando
tirar isso do seu organismo.
Então acordei no campo
na beira da cidade
e comecei a andar.
Foi isso.
Não viu ninguém?
Não escutou uma voz?
Sentiu um perfume? Colônia?
Qualquer coisa?
Nada. Sinto muito.
Gostaria de poder ajudar.
Especialmente depois…
Quando eu sumi…
Achou que eu
estava morta?
Seu DNA bate com o do coração
que encontramos.
Estão investigando
todos no laboratório
para ver quem documentou
os resultados.
Por que alguém faria isso?
Acho que alguém estava tentando
incriminar a Mary Margaret.
Mas por quê?
Digo,
quem faria algo assim?
Você quebrou
o nosso acordo.
Quebrei um acordo na minha vida,
querida,
e certamente
não foi este.
Kathryn deveria morrer
e Mary Margaret ser incriminada.
Assassinatos parecem pior aqui,
não é?
Não pode transformar
alguém em caracol
e depois pisar nele, pode?
Você não disse “mate-a”,
concordamos que algo trágico
deveria acontecer a ela;
sequestro é trágico.
-A intenção foi clara.
-Não vamos falar de intenção.
-Intenção não é nada.
-É tudo!
Por favor!
Isso vai levantar
várias perguntas
sobre onde ela estava
e como os testes eram falsos!
Sim, e…
E sobre quem colocou
a chave na cela dela.
Tudo vai apontar
para mim, não é?
Seu desgraçado.
Isso não faz sentido.
Nós estamos juntos nessa
-desde o começo.
-Estamos?
Você criou
a maldição para mim.
A maldição nos trouxe aqui
e construiu isso.
Sim, hora de dizer “obrigada”.
Por que fez isso?
Você é uma mulher esperta,
Vossa Majestade,
descubra.
Vamos. Venha.
Ei! Ei!
O que faz
no meio da estrada, rapaz?
-Sinto muito.
-Conheço você.
Está tudo bem. Está tudo bem.
A culpa foi do burro.
Você quer um frango
ou alguns ovos?
-Tudo bem. Eu deveria apenas…
-O que está acontecendo?
Não é nada.
A culpa foi minha.
Eu não estava olhando
aonde eu ia.
Mas ele diz
que está bem.
Estou bem, papai.
Sério.
-Tem certeza, Bae?
-Sim. Estou bem.
Suponho que isso
isso não acontecerá de novo.
-Não vai. Não.
-Não.
O que é isso?
-Não é nada.
-Não é nada!
Não…
Incomode.
Não, papai. Não.
Por favor, papai, não.
Não, papai! Papai!
Sinto muito.
O que está fazendo?
Estava tentando beijá-la
na testa. Era para ser doce.
Bem, obrigada.
É bom vê-lo.
Kathryn, me desculpe.
Me desculpe,
menti para você.
Sinto muito,
trai você.
Estou tão arrependido
disso tudo.
David, está tudo bem.
Você sabe,
o que tínhamos…
Não era para você.
Talvez nem para nós.
Não posso culpá-lo
por ser o primeiro a ver.
Você é…
Surpreendente.
Sim, eu sou.
Agora vá. Saia daqui
para eu descansar um pouco.
Vou te dar aquele beijo
na testa agora.
Divirta-se.
-Olá.
Como vai?
Gostaria de um?
Todas essas pessoas…
apenas para me receber?
Você tem
um monte de amigos.
Não me senti assim
ontem.
Aqui está.
Obrigado.
Obrigado.
Quão ruim, foi?
Ficar preso
no escritório dele?
Nada mal.
Deu para disfarçar.
-O que procurava? Você achou?
-Não.
Mas tenho um sentimento
que vai me encontrar.
Lá está ela. Por que não
lhe dá o presente?
Tenho algo para você.
Obrigada.
“Estamos felizes que você
não matou a Sra. Nolan.”
É da classe toda.
E comprei um sino
para você.
Obrigada.
Diga a todos que voltarei logo.
Tem que ir para casa
antes que sua mãe descubra.
Isso não será legal.
-Henry. Já está indo?
-Sim.
Tenho que ir para casa
e fazer lição.
Ela está um pouco cansada.
Acho que você
deveria dar um tempo a ela.
Eu só queria…
Henry, por que não vai
para casa com David?
Tudo bem.
Desculpe.
Tudo bem.
Difícil
deixá-lo ir, não é?
-Seu filho.
-Sim. A coisa mais difícil.
Mudando de assunto,
foi você?
Fui eu o quê?
Fez Kathryn se materializar?
Porque para mim é o que parece.
Você usou aquela magia?
Porque se sequestrou aquela
mulher só para deixá-la ir…
Sugere que eu trabalhe
com a Regina ou contra ela?
Não sei.
Talvez na diagonal.
Bem, continue
trabalhando nessa.
Minha pergunta é sobre outra
coisa. O que sabe sobre ele?
Passa-se por “August”.
Ele é escritor.
Uma máquina de escrever
envolta num enigma. Por quê?
Ele estava fuçando
na minha loja hoje.
August Wayne Booth,
claramente um nome falso.
Se há uma coisa
que conheço, é nomes.
Escritores usam pseudônimos.
Que importa?
-Confia nele?
-Sim.
Muito mais
do que confio em você.
Obrigado, Onora.
Pode buscar
nossa ceia agora, querida.
-Você matou aquele homem.
-Bem, você foi ferido.
Falando nisso…
Não quero magia.
É só um arranhão.
Isso irá curá-lo.
Isso também.
Como quiser.
Você está diferente agora.
Você percebe, não é?
Você machuca as pessoas
o tempo todo.
Eu criei uma trégua
na guerra dos ogros, Bae.
Entrei no campo de batalha
e os fiz parar.
Guiei as crianças
para casa.
Com certeza salvei
umas centenas de vidas…
Está feito. Um homem que salvou
tantas vidas pode parar.
Pode parar
de fazer as coisas.
Não posso.
Preciso de mais poder.
Para proteger você.
Eu não precisaria disso
se você não tivesse poderes.
-Mas não consigo me livrar.
-Já tentou?
Se tentei?
Se alguém me matar
com isto,
recebe o poder.
Agora sabe disso, Bae.
-É isso que quer?
-Não.
Só acho que há outras maneiras
de se livrar do poder.
Você já procurou…
Bem, procure
por outras maneiras, Bae.
Mas não fique
muito esperançoso.
Papai…
Se eu achar um modo
de você se livrar do poder,
um que não mate você
ou me machuque,
-você o faria?
-Não é possível.
Se fosse, você o faria?
Não sente falta de antes?
Está mesmo
tão infeliz, Bae?
Posso invocar
o que você desejar.
Fale.
O que você quer?
Quero o meu pai.
Só quero sua felicidade,
Se você achar um jeito,
eu faço.
Ótimo.
O acordo está feito.
Feito.
Oi, Sidney.
Emma, oi.
Então, deu tudo certo
para sua amiga, não?
Você disse que poderia me ajudar
com Mary Margaret,
e eu queria acreditar
em você.
Ainda assim, há coisas
que nem um Xerife cego
-consegue ignorar.
-É uma escuta?
Por Deus, Sidney,
chega.
Você me enganou, espionou,
e reportou tudo
àquela mulher
doentia e inSana.
Não imagino
o que ela tem contra você,
-mas deve ser algo grande.
-Ela é uma boa Prefeita.
Ela tentou condenar
a Mary
por um assassinato
que nem aconteceu.
Você está muito encrencado.
Tem rastro de DNA
em um porão,
e vou achá-lo,
ela vai se safar.
Talvez.
Mas eu não apostaria contra ela.
-Ela é uma mulher incrível.
-Você…
Está apaixonado
por ela?
Tudo bem.
Tanto faz.
O negócio é o seguinte…
Antes que você perceba,
terei aquela evidência.
E você precisa
pensar bem.
Pode me ajudar
e se ajudar,
ou irá afundar
com ela também.
Por que não se junta
a eles, Bae?
-Tenho negócios aqui perto.
-Tudo bem.
Baelfire.
Cuidado, Morraine.
Não quer ser vista comigo.
Eu sou perigoso.
Eles estão apenas com medo
do seu pai.
Mas eu não.
Você não o deixaria me machucar.
E não acho
que ele é tão ruim assim.
O vi no campo de batalha,
quando ele parou a luta.
Foi como um milagre.
Agora ele está ficando pior
a cada dia.
Ele disse que mudará
seu eu achar um jeito.
Só não sei onde procurar.
-”Reul Ghorm”.
-O quê?
Ouvi isso
quando estava nas trincheiras.
Os outros soldados
conversavam disso.
Reul Ghorm é um ser antigo
que governa à noite,
o “Poder Original”.
Maior ou pior
do que os do papai?
Maior do que
qualquer coisa.
Ele está voltando.
Boa sorte para você.
Sua amiga
não quis dizer “Olá”?
Você os assusta.
E o que há para temer,
Superarão isso
com o tempo.
Suas botas
estão manchadas.
Sim, isso.
Precisamos
de uma nova empregada.
Pelos deuses, não!
Ela ouviu-nos falar
da faca.
Ela era muda.
Ela não pode contar a ninguém.
Mesmo os mudos
podem desenhar.
…o que está fazendo,
e dará tudo certo.
Tudo bem.
Madre Superiora.
Boa tarde.
Nosso aluguel está pago.
Não estou aqui
pelo aluguel.
Bom dia para você,
então.
O homem
que acabou de sair…
Quem ele disse que era?
O que ele queria?
Eu não tenho
que lhe contar isso.
E eu não tenho por que não
dobrar o seu aluguel.
O que ele queria?
Ajuda e aconselhamento.
Ele veio à cidade à procura
do pai após uma longa separação,
e recentemente
o encontrou.
E o feliz reencontro
já aconteceu?
Ele não falou com ele ainda.
E por que não?
Foi uma separação difícil.
Há muitas questões
a serem resolvidas entre eles.
Entendo.
Reul Ghorm?
Você está aí?
Se você puder me ajudar,
por favor,
apareça para mim.
-Você pode me ajudar?
-Eu posso ajudar.
Como sei
que posso confiar em você?
Porque existe magia boa
e magia das trevas,
e eu estou do lado certo.
Você é uma fada.
Bem…
Você não está a salvo da magia,
não está, filho?
Há algo obscuro
em sua vida.
Meu pai.
Ele é das trevas.
Eu não posso fazer dele
o que era antes,
mas posso
enviar-lhe a um lugar
onde não será capaz
de usar poderes.
Na prisão, não.
Eu quero estar com ele,
como costumava ser.
Não é prisão, jovem,
apenas um lugar sem magia.
-Mas há magia em toda parte.
-Neste mundo, sim.
O que aflige o seu pai
é específico do nosso reino.
Os poderes dele
não pertencem a este lugar.
Você deve ir aonde possa escapar
dessa maldição terrível.
Temos que partir?
É a única maneira.
Você pode fazer isso?
Pode deixar tudo para trás,
pelo desconhecido?
Se eu for ter
o meu pai de volta,
então sim.
Você é um filho muito bom,
Baelfire.
Você é a parte dele
que o mantém humano.
A pequena luz que ainda brilha
dentro dele…
É o amor dele por você.
Estenda a sua mão.
-O que é isto?
-Um feijão mágico.
O último que nossa espécie
que ainda se tem conhecimento.
Os outros
se afastaram de nós.
Basta usá-lo sabiamente
e o siga
aonde quer que ele te leve.
Ele salvará vocês dois.
Mary Margaret.
Por favor, espere.
Olha, me afastarei,
se você quiser. Eu…
Eu só acho
que precisamos conversar.
Então fale.
-Eu preciso me desculpar.
-É, precisa.
Continue.
Eu não acreditei em você.
Eu não fiquei ao seu lado.
Sabe, eu nunca esquecerei
aquele momento…
O momento
que o mundo lhe vira as costas,
e a única pessoa
que você achava
que estaria lá para te apoiar…
E ele não está lá.
Veja o que aconteceu.
Era sua caixa de jóias,
suas impressões digitais,
a faca em seu apartamento.
Foi uma armação!
E muito bem feita.
Sou humano.
Sinto por isso.
Desculpe…
Mas precisamos seguir em frente.
Mas não podemos.
É como se algo neste mundo
não nos queira juntos.
Como o quê?
Forças ocultas?
Talvez.
Eu não sei,
mas parece que algo
permanece envenenando
nosso relacionamento.
E o que não quero
é que todas
as boas memórias…
por coisas como estas.
Quando olho para você,
e vejo
que não acredita em mim.
Não. Eu sei.
Sinto muitíssimo.
Eu sei.
Eu sei.
Mas eu te amo.
E isso…
É o que torna tudo tão triste.
Papai.
Papai.
Encontrei. Uma maneira para
as coisas serem como eram.
Quero que venha comigo.
Posso arrumar as coisas.
Já ouviu
sobre Reul Ghorm?
A estrela azul.
A fada azul?
Filho, por favor,
diga que não fez isso.
Magia de fada
não combina bem comigo.
Mas você prometeu.
Ela pode nos ajudar,
nos levar
a um lugar sem magia.
Um lugar sem magia?
Eu não teria
os meus poderes.
Eu seria fraco.
Como todos.
Não faria diferença.
-Seríamos felizes.
-Podemos ser felizes aqui.
Pai, por favor.
Você está piorando.
E você prometeu.
Isso pode funcionar.
Pode.
Você fez
um acordo comigo.
Vai voltar atrás?
Sr. Gold?
Veio pelo aluguel?
Por que todo mundo
pergunta isso?
Bem, porque você…
Esqueça.
Gostaria…
Gostaria de conversar?
Eu não sei.
Bem…
Se quiser desabafar,
por favor, entre.
Um filho?
Eu não sabia
que você tinha um filho.
Qual é a idade dele?
Vamos começar
por algo mais fácil.
Certo.
O que significa quando diz
que precisa encontrá-lo?
Digamos que alguém
está agindo como ele faria.
Então…
você o reconheceu.
Talvez.
Ou apenas eu esteja vendo
o que eu queira ver, não sei.
Certo, então, quer dizer…
Ele não o reconheceria?
Houve um conflito.
Não acredito que ele
se emocionaria com o encontro.
Então ele o procurou,
e agora está recuando?
Talvez ele observe
procurando um sinal
de que é bem-vindo
e que foi perdoado.
Não, não.
Não é ele que deveria ser…
Acho que ele
ainda pode estar furioso.
Raiva entre
um pai e um filho,
é a coisa
mais comum do mundo.
Talvez ele tenha vindo
para me matar.
Certo.
Não, não é isso.
Eu o deixei ir.
Passei minha vida
tentando consertar isso,
e agora, finalmente,
ele está aqui,
e eu não sei
o que fazer.
Seja sincero.
Apenas conte a ele
o que me contou.
E peça o seu perdão.
Quando o encontrar,
saberá o que fazer.
Sinceridade nunca foi
o meu forte.
Não há outro meio.
Sei quem você é.
E sei o que está procurando.
Bem, então…
Acho que o fingimento
pode acabar…
Papai.
Aonde estamos indo,
garoto?
Para que tipo
de mundo iremos?
Que tipo de mundo
não tem magia?
Um mundo melhor.
-Deuses! É como um tornado!
-Temos que passar!
Não acho que consigo!
Precisamos!
É a única maneira!
Não! Não! Não!
É um truque!
Vai nos destruir!
Não é! Ficará tudo bem!
Eu prometo!
Papai!
Temos que passar!
O que está fazendo?
Papai! Não ficará aberto
por muito tempo! Vamos!
Não consigo! Não consigo!
Papai, por favor! É a única
maneira para ficarmos juntos!
Não, Bae!
Eu não consigo!
-Papai, por favor!
-Eu não consigo!
Seu covarde!
Você prometeu!
-Não quebre o nosso acordo!
-Tenho que quebrá-lo!
Papai!
Não. Não. Não.
Não, não. Bae.
Sinto muito, Bae!
Quero ir com você!
Quero ir com você, Bae!
Quero ir com você!
Você estava certo, Bae.
Sempre esteve certo.
Eu era um covarde,
e eu nunca deveria
tê-lo deixado ir.
Sei que isso
não faz muita diferença…
Só quero que saiba
que desde que você partiu,
desde que atravessou aquela
barreira de tempo e espaço,
em cada momento
que vivi…
Estive procurando por você.
E agora
que o encontrei…
Sei que não posso
recuperar o passado,
pelo tempo perdido.
Tudo que posso fazer
é pedir que faça
o que sempre fez…
Que haja com superioridade…
E me perdoe.
Eu sinto muito, filho.
Eu sinto muito, Bae.
Meu menino.
Meu lindo menino.
Pode me perdoar
de verdade?
Eu te perdoo, papai.
Você estava
procurando pela faca.
Pensei que se você
ainda a tivesse,
significaria
que você não mudou.
Bem, vamos procurá-la.
Eu a enterrei aqui logo depois
que a Emma chegou a cidade.
As coisas
estavam mudando.
Não queria arriscar
que a Regina descobrisse.
É claro.
Deve estar por aí, filho.
Aqui.
Deixe… deixe…
Quero que fique com ela.
Destrua-a,
da forma que sei
que sempre quis.
Eu o encontrei,
e não preciso mais dela.
Eu a escolhi uma vez.
Agora escolho você.
É extraordinária.
Pelos poderes da escuridão,
eu o comando…
Senhor das Trevas.
Está tentando me controlar.
Eu o comando,
Senhor das Trevas.
Você não é o meu filho.
Você não é Baelfire.
Papai, por que está
dizendo isso?
Só estou tentando
usar o seu poder
-para nos ajudar.
-Já chega!
Acabou, Booth
ou quem é que você seja.
Meu filho
nunca tentaria me usar,
e ele saberia
que essa faca
não pode fazer
nenhuma magia neste mundo
porque não há
magia neste mundo.
É por isso que
ele escolheu este lugar.
Ele não queria que eu…
Me aventurasse.
Então por que enterrar
uma faca inútil?
Eu não diria que é inútil.
Ela ainda corta carne
muito bem.
É hora de responder
umas perguntas, queridinho.
Por que o teatro?
Por que não veio a mim?
Eu precisava que você
se esforçasse.
Que quisesse tanto,
que ignoraria o que seus olhos
estariam vendo.
Pareço mesmo com ele?
-Como sabia dessa faca?
-Ouço coisas.
Ninguém sabe desta faca.
Ninguém aqui lembra.
E você lembra.
Você é de lá, não é?
Do meu mundo?
Se está me perguntando isso,
sabe a resposta.
Esclarecido isso…
E a minha outra pergunta?
Quem lhe contou
sobre mim e a faca?
Uma fada.
Por que queria a faca?
Se sabe quem eu sou,
então sabe quem eu sou.
Ou seja, a chance de sobreviver
a este encontro é mínima.
Por que correr esse risco?
Porque vou morrer
de qualquer jeito.
O quê?
Estou doente.
Estou doente
e preciso de magia.
Queria que a salvadora
acreditasse…
Mas aquela mulher…
Acho que não viverei
para ver isso acontecer.
Ela confia em você.
Pode ser suficiente.
Tente de novo.
Vai me deixar viver?
Você vai morrer mesmo.
Deste jeito,
posso tirar algum proveito.
Reul Ghorm!
Apareça!
Como vou segui-lo?
Teve a chance
e não aproveitou.
-E não há mais feijões mágicos.
-Isso é mentira!
-Não mentimos.
-Mentira!
Nunca chegará
àquele mundo.
Acharei um jeito.
Deve existir
outros caminhos.
-Um “salta-mundos”?
-Não.
-Um voltar no tempo?
-Não.
-Um mago?
-Não existe…
Um feitiço?
Não…
Então existe um feitiço?
Claro quem pensaria em feitiço
em vez de uma benção.
Sua magia é limitada
pois é podre, Rumplestiltskin.
Mesmo assim,
não pode ser feito.
Não sem um alto preço.
Já paguei um alto preço.
Está disposto a sacrificar
este mundo pelo outro?
Pois este é o preço.
O que você acha?
Me conforta saber que o feitiço
está além de suas habilidades.
Por hora. Mas tenho
todo o tempo do mundo.
Não farei mais nada.
Não amarei mais nada.
Acharei um jeito.
Você levou meu filho.
Mas o pegarei de volta.
Não levei seu filho.
Você o levou,
mas o pegarei de volta.
Você o afastou.
Eu o encontrarei!
Eu o encontrarei!
Eu o encontrarei.
Parabéns, Xerife Swan.
Houve uma reviravolta
no seu caso.
Conseguiu uma confissão.
Mas quero que ouça
toda a explicação
para entender
por que isso aconteceu.
-Ouvirei cada palavra.
-Sidney. Pode entrar.
Conte a ela o que me contou.
Fui eu.
Eu confesso.
Sequestrei Kathryn
e a mantive no porão
de uma casa abandonada
perto do lago.
para pegar o coração.
E ele também alterou
os resultados para mim.
E a outra coisa.
Roubei as chaves
da Regina.
Coloquei a faca
no seu apartamento.
Minhas chaves, me sinto violada
por esta parte.
E devo acreditar nisso
por quê…?
Eu a encontraria
depois da condenação
e seria um herói.
Resolveria a maior história
que esta cidade já viu.
Conseguiria
meu emprego de volta.
E também
um livro, um filme.
Não sei,
parece loucura agora.
Não sei sobre loucura,
mas falsidade sim.
Muita falsidade.
Tenho o mapa
de onde está a casa.
Achará algemas no porão.
Vária digitais minhas e dela.
Eu fiz isso.
Ele sofre de algum
problema mental.
Não está bem
há algum tempo.
É. As palavras
nem parecem dele.
Está tão certa
do seu julgamento
que não enxerga
mais a verdade.
Vamos conversar no corredor,
por favor.
É a maior besteira
que já ouvi.
Creio que não seja verdade.
Aquele pobre homem…
Sei que você
está por trás disso.
Sei que manda no jogo.
E o controla
para mais ninguém ganhar.
Mas vou jogar diferente.
Não me importa
o que acontecerá com você.
Não me importa
o que acontecerá comigo.
Só me importo com o que
acontecerá ao meu filho.
-E você o deixará em paz.
-Vou?
Estou falando,
sua sociopata.

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Une vie de chat 2010 Danish

movie image

Download subtitles of Une vie de chat 2010 Danish

Blev der mål?
Nej, jeg tjekker bare om du er vågen.
Smart, Aleck!
og jeg skal tage lortejobbet.
Høre du mig, Frank?
Ser du noget på skærmende?
Nej. Hvorfor? Er der noget galt?
Nej, det er bare…
Det var nok ingenting.
Du havde ret!
Det står nogen bagved dig! Høre du?!
Hvad? Det står ingen bagved mig.
Den usle skurk!
Han er højest oppe! Jeg kommer!
Hør her! Vi ta’r ham!
Hvor er du?
Ikke langt væk.
Og hvor er du?
EN KAT I PARIS
Dansk Tekst af — BÆKO –
– Oversæt fra Svensk -
Du skræmte mig, Zoé!
Jeg hørte dig ikke komme ind.
Hvad er det? En gave fra Dino?
Endnu en øgle.
Den kat!
Du trænger til at se noget andet i din hverdag.
End Katte gaver.
Ja. Nej. Vi må tale om det på
kontoret i morgon, Lucas.
Jeg må have fri nogle timer.
Jeg lovede min datter..
Jeg skal have rapporten i morgen.
Det klarer du!
Jeg kan ikke altid være der.
Hvad er der sket?
Hun ville vise dig noget.
Hvad for noget?
Ingenting. Du ved hvordan børn er.
Hun er meget følsom,
og hun ventede på dig.
Alting går galt.
Jeg er udmattet.
Det har været hårdt for mig og Zoé.
Hvis bare hendes far var her.
Jeg savner ham så meget.
Hold op med at græde,
ellers kommer jeg også til at græde.
Må jeg komme ind?
Jeg er ked af det tidliger.
Jeg har så travlt på arbejdet i øjeblikket…
og ind imellem ta’r jeg det med hjem.
Jeg er glad for at du og
Claudine kan enes.
Jeg kan godt lide hende, hvis man
ser bort fra hendes parfume.
Hvad ville du vise mig, Zoé?
Hvor ulækkert!
Var det Dino igen?
Det her må stoppe, Zoé.
Det er uhygiejniskt at
have alle de uhyre herinde.
Jeg må lige ta’ den.
Hallo? Nej, jeg er hjemme.
Spørg Lucas!
Han kan sikkert hjælpe dig.
Kan jeg gå hjem nu?
Ja, Claudine, det er fint.
Tak, igen.
Farvel, søde.
Farvel, Claudine.
Farvel, frøken. Vi ses i morgen.
Jeg er ked af det tidliger, men
jeg kan ikke klare døde småkryp.
Små piger skal ikke lege
med edderkopper og døde øgler,
specielt ikke indendørs.
Forstår du det?
Jeg ved hvem du tænker på.
Siden han gik bort, har vi haft det svært.
Der findes intet værre end en
pige som mister sin far.
Intet kan bringe ham tilbage desvære.
Vi måste fortsætte uden ham.
Jeg ville blive lykkelig
hvis du kaldte mig mor.
Bare tag dig tid. Jeg kan vente.
For evigt, hvis det skal være.
Nu skal vi ikke tænke mere på det.
Hvad siger du til biograftur på søndag?
Det er evigheder siden.
Det ser ud til at katten vil ud.
Gad vide hvad den laver hver aften.
Er du ikke nysgerrig?
Rufus! Stille!
Hold kæft!
Hej, kat. Jeg trode ikke at du
kom, så jeg begynde uden dig.
Spis godt, inden vi ta’r afsted.
Du vil kunne lide det
jeg vil vise dig i aften.
Kom nu, vi skal afsted.
Vi har job vi ska’ klare.
Kommer du?
Du kan lide at vise dig.
Bliv her!
Jeg vil vise dig noget. Se!
Ikke dårligt, hva’?
Hvad har mr Fisk-elsker at sige til det?
Bliv hvis du vil, du forstyrre ikke.
Jeg er alligevel altid alene, så…
Du har rodet i mine papirer igen, Zoé!
Det ved du, at jeg ikke vil ha’.
Ja, det er manden som skød din far.
Jeg er på sporet af ham.
Så vi sætter ham snart bag tremmer,
så er han ude af vores liv for evigt.
Det lovar jeg!
Du er min aldeles specielle skat,
min vidunderlige lille pige.
Glem aldrig hvor meget jeg elsker dig.
God morgen, kommissær
Klar om ti minutter.
Det er lige meget.
Der er noget du skal gøre for mig.
Kan du huske alle de indbrud
hvor der blev stjålet smykker?
Jeg har lige fået laboratorie-rapporten.
Man fandt kattespor på alle indbruds stederne.
Chefen vill have resultater.
Jeg vil have noget nyt inden et døgn.
Intet problem som sædvanligt.
Jeg må gå. Jeg har et møde med chefen.
Skal jeg arrestere en kat?
Det er takken for ti år på politiskolen.
Forsvind, dit kryb!
Kom nu! Ud! Nu!
Jeg vil ikke ha’ dig her.
Ud, sage jeg!
Forsvind derfra!
Jeg støvsuger dig!
Det var godt!
Hør lige!
Det er Kolossen fra Nairobi.
Et uvurderligt værk som menneskeheden
ikke har set i over 30 år.
Den skal transporteres
til museet næste fredag.
Jeg behøver ikke
præsentere Victor Costa…
…i kender ham sikkert.
Han vil stjæle Kolossen
og han skyr ingen midler.
Første gang, lykkedes det ham næsten.
Som i alle ved, døde en
politikonstapel den gang.
Hvad er der med hende?
Det var hendes mand, som døde.
Den her mand er en galning
og han er extremt farlig!
Her er vejen som
bilen med Kolossen skal køre.
Jeg er overbevist om, at
Costa vil slå til der.
Det var alt jeg havde lige nu.
Vi ses på skydebanen.
Jeg har drømt om
det her siden jeg var lille.
Min mor satte dette billed
op over min vugge.
Den her Kolossen!
Den skal blive min! forstået?!
Nu kommer han…
Hvorfor tog det så lang tid?
Der var meget lang kø, og der
var ikke meget at vælge imellem.
Skinke?
Her. hit med den.
Pølse sandwichen er til mig.
Skynd dig. Vi ska’ afsted.
Min pølse sandwich?
De havde ingen pølser.
Jeg købte kylling i stedet for.
Vil du tage livet af mig?!
Jeg får udslæt af fjerkræ.
Jeg ville ha’ en pølse sandwich.
Det er ikke min fejl!
Bestemte du dig for at forgifte mig!
Slap af, Jack! Vi bytter.
Selvfølgelig.
Det var mig som sku’ ha’ den!
Det er min hotdog!
Er du ikke sulten, chef?
Har du ikke lyst til en bid pie?
Pie med bacon?
Ja! Med smeltet ost på toppen.
Er der også fløde i?
Ja, en masse! du vil elske den.
Ser jeg ud som en pie-spiser?
Nej… Jeg ved ikke.
Du spugte om der var fløde i?
Hold nu op!
Ser jeg ud til at ku’ li’ pie?!
Er det hvad du siger?
Der fik jeg dig.
Du viste ikke hvad du skulle tænke.
Jeg blev bange, chef.
Du er vældigt overbevisende.
Vil du vide hvordan jeg vil ha’ min pie?
Kør, din idiot,
inden jeg blir rigtig irriteret!
Hvad er det, Zoé?
Nej, jeg mener armbåndet.
Hvor har du fået det fra?
Har du fået det af Dino, siger du?
Jeg er glad for at Dino ikke kommer
slæbende med de ulækkere dyr mere.
Men du kan ikke gå rundt med
noget så værdigfuldt.
Se, der er diamanter på det.
Det er én derude, som er ulykkelig
over at ha’ tabt armbåndet.
Vi må finde den
person og aflevere det.
Jeg er stolt over dig, Zoé.
Min kat fandt det her på gaden.
Spørg mig ikke hvor.
Tjek om det har noget at gøre
med indbrudet på Rue Mouffetard.
Vi ses senere.
Indbrudet på Rue Mouffetard.
Jeg går nu. Jeg skal på arbejde i aften.
Claudine bliver hos dig.
Forsøg at sove.
Sov godt, Zoé.
Stop, Rufus!
Vær sød, stop! Stop, Rufus!
Det er det samme hver aften!
Rufus!
Du bad selv om det!
Holder du så kæft, Rufus?
Der er du!
Du er sent på den i aften.
Hvad var der galt?
Jeg var på vej til at tage af sted uden dig.
Ser du dårligt? Jeg er ingen kartoffel!
Det er ikke det som er pointen.
Det er jo bare et kodenavn.
“Kartoffel” lyder mærkeligt.
Tror du jeg ka’ li’ Hr “Spædbarn”?
Hold mund! Nu er det nok!
Du skal hedde: Hr Frø.
Dig, Hr Spædbarn.
Dig, mr Hulot.
Og dig Hr Kartoffel. Er det forstået?!
Klart, chef.
Hvad skal dit kodenavn være?
Jeg hedder Kolossen,
Kolossen fra Nairobi!
Et godt valg!
Så er det nok. Vi spilder tiden.
Noget nyt, min kære?
Dæmp stemmen.
Det her vil du blive glad for.
Den dato, skal Kolossen flyttes,
men det er risikabelt at være her.
Vær tålmodig.
Vi er snart færdige.
Gennemgå hendes papiere,
computer og skaldespand.
Jeg behøver sikkerhedsbilens rute.
Du vil vel ikke afsløre mig?
Hvad sker der?
Hendes unge. Hun har hørt alting!
Lad hende ikke slippe væk!
Tag hende! Hurtigt!
Skal vi følge efter?
Ka’ vi virkelig gøre det?
Gennemsøg stedet, og kom med
ungen. Nu med det samme!
Klart, chef.
Jeg ved at du er her, lille pige.
Og du gemmer dig i et af skabende.
Fancy skab, eller hvad?
Stiligt eller bekvemt?
Du er Zoé, eller hvad?
Jeg kender din slags!
Er det ikke for mørkt?
Ved du hvad der går mig på nerverne?
I film har de altid gemt sig
i det sidste skab.
Det er ikke særligt spændende?
Jeg tæller til tre, lille gris…
og så kommer jeg
og blæser dit hus omkuld.
Et…to…tre…
Kom og se! Det er fantastisk!
Har i fundet hende?
Bedre endnu, mr Costa!
Hvorfor ikke fortælle hvor jeg bor?!
KUN kodenavn, din dumme idiot!
Undskyld, men kom og se.
Hvor er ungen?
Der! Se!
Hvor? Det er ingen unge her!
Dart skiven.
Er det en spøg?
Væk mig fra det her mareridt.
Se på dart skiven.
Jeg ta’r dart skiven og…
Vent! Hulot kaster en pil.
Hvad siger du så?
Jeg fandt Ali Babas hule!
Han kan ikke modstå en dart skive.
Vi har fundet nogens gemmested!
Men hvems er det?
Er du stolt over dig selv?!
Hvad skal jeg gøre med dig?
Slap af, dit skadedyr!
Undskyld jeg forstyrre.
Hvad laver du i mit hus?
Det er pigens fejl.
Hun er en ballademager.
Jeg må være efter hende hele tiden.
Tænk ikke på hende,
hun er retardered. – Kom, Zoé!
Hun vil vist ikke følge med dig.
Hvem er du? Hendes mor?
Roglig, Zoé! Vi går!
Jeg tror du skal slippe hende.
Kolossen! Problemer!
Ejeren er tilbage!
Rør jer ikke ud af flækken,
vi kommer!
Du vil aldrig slå en kvinde…
Dit udyr!
– Det gør ondt i benet!
– Jeg kan ikke åbne døren.
Jeg ved det. Vi må brække den op.
Stol på mig! Klatre op på min
ryg og hold godt fast.
– Ellers kan vi hente…
Stop tumpe!
Smadrer den forbandet dør!
De klatre op på taget!
Der, se!
Hjælp mig! Jeg mister grebet!
Kom og hjælp mig!
Jeg brækker nakken!
Tak, chef. Kolossen…
Skal jeg sige Kolossen når det er os
to, eller kun når de andre er der?
Ser du hækken der henne?
Bagved den ligger dyre parken.
Følg med katten til mit sted.
Jeg laver en afledningsmanøvre, og
så kommer jeg efter dig senere.
Der henne!
Der er han!
Nu er vi på sporet.
Hvad er det, chef?
Det er fra hendes tøj.
Vi har hende.
Se! Jeg sage det jo.
Hun måtte være i nærheden.
Skynd dig!
Ja, hvad vil du?
God aften, frøken. Politiet.
Hvad har…?
Bare rolig. Jeg har et spørgsmål.
Hvis jeg siger katten i tegelhuset
der henne, siger det dig så noget?.
Ja, jeg kender katten.
Den er virkelig noget for sig selv.
Han får naboens
hund til at gø hver aften.
Det driver mig til vanvid.
Ved du hvor katten går hen om aften?
Ikke særligt langt væk.
Han tager derfra,
får den lille hund til at gø,
og forsvinder ind i huset over for mit.
Det samme sker hver aften.
Vil du gøre noget ved det, Betjent?
Hallo? Var?
Har du et spor?
Hvor er du?
Nær mit sted?! Blir det til noget?
Klart, jeg er på vej.
Jeg kan ikke fortsætte.
Nu må du anstrenge dig lidt.
Han slipper væk.
Jeg har ikke lavet maden endnu.
Kolossen bliver nok skide sur.
Vil i ha’ et lift?
Vi har vist heldet med os.
Den er vist istykker!
Stop den!
Tror i han er død?
Efter sådan et fald…
har han mere end en bule.
Hvis han stadig har et hoved.
Tag hende, Hr Frø!
Jeg sidder fast i leret!
Ja, men der er ingen båd.
Hvad var dit kodenavn, din nar?!
Hr Frø.
Så er du jo halvvejs.
Hop i!
Jo, men “Frø” er bare et dæknavn.
Du hedder Frø, og
Frøer svømmer, så kom igang!
Hvad laver du?
Jeg kan da ikke bade med tøj på?
Jeg kommer, chef.
Det er iskoldt.
Det var bedre.
Din usle snotvalp!
Legetimen er slut.
Det kan ikke være sandt!
Lad mig gætte:
Du kan ikke svømme, eller hvad?
Ingen har lært mig det, chef. Kan du?
Det må du selv klare, nar!
Kolossen fra Nairobi,
hvorfor har du efterladt mig?!
Der er du.
Jeg ser at du har fundet en gammel gynge.
Den har nok gjort sit.
Vi har ikke en gang talt med hinanden.
Jeg har ikke sagt hvad jeg hedder: Nico.
Skal du ikke fortælle hvad der er sket?
Vil du ikke tale med mig?
Er du blevet mundlam?
Du siger ikke noget, men du
kan i det minste grine.
Vil du fortælle hvor dine forældre er?
Du har vel en mor og far?
Hvad er der?
Har jeg Sagt noget forkert?
Jeg forstår. Anyway, vi kan ikke
blive her, de kan komme tilbage.
Jeg ved hvor vi kan gemme os,
men jeg skal først hente nøglen.
Bliv her, jeg er straks tilbage.
Politiet! Rør dig ikke!
Nej…!
Det her er indbrudstyven vi søger.
Det ser ud til at din kat er din medhjælper.
Du forstår ikke!
Det er ikke hvad du tror…
Det kan du fortælle dommeren.
Du kidnappede min datter…
…en politi datter.
Det ser sort ud for dig.
Du kan tage det roligt, Zoe.
Pas på hoved. Spille er ude.
Du skal også ind!
Derefter på dyrehjemmet!
Min engel!
Du aner ikke hvor bange jeg var.
Jeg forstår ikke hvad som foregår.
Forklar lige!
Det er bedrageren der!
Han skulle til at bryde ind i dit hus.
Da han så mig, gik han i
panik og kidnappede Zoé.
Hvem er det?!
Skynd dig!
– Hun vil gøre pigen fortræd!
– Bil 17, vi har nyheder.
Jeg er lutter øren…
Alting er fint nu, min ejen.
Såja… Nu går vi hjem.
Jeg blir hos dig hele natten.
Jeg ved det er et dårligt tidspunkt,
men jeg må advare dig.
Nattevagten i dyreparken
blev overfaldet af en skurk.
Det er Costa! Vi kan ta’ ham.
Hør på mig, Zoé…
Jeg kommer til at gøre det
modsatte af hvad jeg lige lovede.
Jeg blir nød til at gå.
Det er vigtigt for os begge.
Det er manden som dræbte din far.
Jeg kan ikke lade ham slippe væk.
Forstår du, Zoé?
Vær ikke urolig, frøken…
staklen er i chock
jeg skal nok berolige hende.
Lad mig følge hende hjem.
Jeg kommer snart igen, Zoé. Det lovar jeg.
Vær ikke urolig,
jeg skal nok tage mig af det hele.
Mo…
Lidt sent at tale nu, snot-unge?
Jeg ville redde din datter.
Alla kidnappere er vist frelsere.
Din barnepige er i ledtogt med Costa!
Tingede begynder at blive besværlige.
Det er den rene og skære sandhed!
Hvad med alle pengene vi fandt i din taske?
Er det for gode gerninger i samfundet?
Alle er ens -
alle har nogen at give skylden.
Jeg kan ikke se vejen!
Brems, Lucas!
Stop, Dino! Slip ham!
Nu ska’ du høre!
Du ta’r helt fejl.
Var jeg dig, ville jeg skynde
mig hjem. Din datter er i fare.
Han er mærkelig.
Jeg har misset noget, og det gør mig urolig.
Tænk hvis han har ret?
Kom, Lucas,
vi må tage hjem til mig og tjekke det.
Claudine?
Zoé?!
Jeg har en dårlig fornemmelse.
Jeg går op ovenpå .
Søg her nede.
Er alt i orden, Lucas? Er du ok?
Det var min fejl. Pistolen gik af.
Lucas…
Ta’ den!
Nogen må betale for det her,
vi er jo helt til grin!
Fandes også!
Syntes du det er sjovt?!
Du virker som du er ved at midste overblikket.
Se hvad jeg har med mig.
Hvad har vi her?
Lille Snoske, som er klar til Costa.
Det var svært at få fat i dig,
din lille møgunge.
Tak guderne for at jeg har dig.
Hvis jeg ikke var omgivet med tåber
havde der ikke været nogen problemmer.
Vent… Jeg fik lige en idé.
Det kan løse alle problemerne.
Vi kan oven i købet vinde på det her.
At ha’ ungen er som at ha’ hendes mor.
Vi skifter taktik, mine herrer.
Det skal være
spektakulært – med stil!
Hvis hun vil have sin datter tilbage
må hun give os hvad vi vil ha’.
Hun skal give os Kolossen.
Hun skal nyde at gøre det…
og med et smil på læben.
Han havde ret. De har
kidnappet hende, og det er min skyld.
Jeg misforstod det hele.
Bare rolig. Vi finder hende.
Vi begynder at lede med det samme.
Hold ud, Jeanne.
Der er du dit beskidte væsen
som altid skal chikanere mig.
Du ser på mig og tænker:
“jeg æder hende til frokost!”
Forsøg bare! Jeg venter!
Jeg halshugger champagne flasker.
Du sigter godt, chef.
Damerne først. Vis lidt manér!
En Frø som ikke kan svømme, får ikke noget.
Tag ungen op, og slip hende ikke af syne.
Kom her!
Du hørte chefen!
Gør du dig i stand, min dukke?
Ja, for din skyld, min teddy-bjørn.
Nej, nu ta’r hun parfyme på igen.
Mere af det modbydelige stads.
Jeg kan ikke ånde!
Går det bedre hvis jeg
åbner vinduet, chef?
Det er meget varmt i aften.
Ja…
Hvad er der med ham?
For meget champagne måske.
Misforstå mig ikke…
men ind imellem undrer det mig,
om i virkelig er gangster.
Hvordan skal vi finde Zoé nu?
Hvad er det?
Har du fået færten af noget?
Vent på mig!
Ved du hvad, vi tage af sted, efter det her?
Nairobi!
Det blir vores bryllups-rejse, min kære.
Jeg kender et vidunderligt hotel.
Det vil blive nogle af de
bedste dage i vores liv.
Det var sødt af dig…
nu ska’ jeg sidde her og kede mig.
Hvad sker der? Hvorfor gik strømmen?
Kan nogen fortælle mig, hvorfor strømmen gik?
Nu kan jeg også se i mørket.
Det er måske en strøm-afbrydelse.
Er der nogle lygter her?
Jeg tror at sikringerne er i kælderen.
Jeg fixer det.
Er du forkølet, Hulot?
Nej. Jeg trode det var dig som…
Tror du ikke jeg ved, du taler
bagom ryggen på mig, om min parfyme?
Det tør du ikke, når chefen er her,
Så pladder du som skolepige.
Syntes du at jeg stinker?
Slet ikke. Hvorfor siger du det?
Lugter jeg godt, eller ej?
Det er vel et nemt spørgsmål?
Vær stille der nede! Ikke en lyd
før strømmen kommer tilbage!
Nu får de, hvad de fortjener!
De kan drikke deres bobler i mørket!
Det er mig prinsesse, Nico…
Jeg er kommet for at redde dig.
Jeg er under ingen omstændigheder en Frø.
Jeg kan ikke en gang li’ Frøer.
Det er ikke fordi jeg ikke kan svømme,
at jeg ikke drikker champagne.
Det er svært at være gangster…
men det er det eneste arbejde der dur.
Jeg arbejdede en gang i en kafé.
Han er her! Han ta’r pigen!
Hurtigt! Jeg har ham!
Kom og hjælp mig!
Jeg har ham også!
Men jeg havde ham.
Satans, er det dig?
Ja, din idiot!
Der er noget der røre sig, der henne!
Hvad laver i? I værdigløse idioter!
Forbandede tåber! Hvor er ungen?!
Hvor er hun, for helvede også!
Hold fast, Zoé!
Cos! Hop nu!
Du så hvor let det var!
Du har ret! Jeg kommer nu!
Se! De ser ud til at jage hinanden!
En af dem bærer et barn!
De er jo fuldstændige gale!
Gjorde Costa det her?
Hvilken vej tog han?
Var der en lille pige med ham?
Han er skadet. Lad mig tale med ham.
Er du Sikker på, at det var Costa?
Absolut.
Han var sammen med en stor karl.
Costa kan virklig slå.
Se hvad han gjorde.
Jeg lytter.
De har fået øje på Costa.
Skynd dig! Vi har ingen tid at spilde!
Mange tak. God bedring.
Lover du at blive her, Zoé.
Jeg skal ha’ løst problemet.
Jeg er snart tilbage.
håber jeg, ihvert fald.
Sig mig: Er der kattepis,
eller fuglefed i de arme?
Vil du finde ud af det?
Så kom her! Jeg venter!
Jeg fik desvære aldrig min indbydelse.
Det er din lykke-dag. Det behøves ikke.
Skal din Under-trøje forestille
et kunstfærdigt budskab?
Tillad mig at grine!
Tumpe.
Fandens! Trafikken er gået istå.
Vi har ikke heldet med os.
– Vi har nyheder om Costa.
Costa er sammen med en mand…
-…en pige og en kat.
Det må være Zoé!
Hvad skal vi gøre, Jeanne?
Ta’ rattet! Jeg finder selv derhen.
Hænger du der stadig?!
Skal du have hjælp, med at komme ned?
Du mister snart taget.
Ned, sage jeg!
Du er for kort, gamling. Du ville have
større chance, hvis ikke du var så kort.
Ved du hvad? Jeg skal smadre dig!
Vælger din mor undertøj for dig?
Hvor våger du at forulempe min mor?!
Meget for kort.
Tak, makker.
Du dukkede op på det rette tidpunkt.
Lad mig kysse dig.
Nej, Zoé, bliv hvor du er!
Det er for farligt. Du kan ikke gøre noget.
For jeg mister snart taget.
Jeg vil ikke have at du falder ned.
Går det?
Jøsses.
Siden hvornår, redder politiet tyve?
Siden hvornår, er tyve begyndt at redde børn.
Hej, mine venner.
Jeg er kommet på besøg.
For at huske dig på din far, som jeg kendte så godt.
Den her gang, må du ikke svigte Costa.
Nu må det være nok!
Det har taget lang tid.
Du er ikke let, at få fat i!
Kolossen, her kommer vi
Hej Frankrig
Slip, dit ulækre dyr!
Slip mig! God rejse!
Farvel!
Det er slut, Costa, Du er arresteret!
Nu går den ikke længere.
Tag den!
Jeg har dig!
Jeg vil afslutte arbejdet, som
jeg startede med din mand.
Hils ham i himlen!
Jeg er dit værste mareridt!
Det kommer du til at betale for!
Pas på!
Han er for tung!
Jeg kommer!
Hvad i hele hule helvede går der af ham?
Han må være blevet sindsyg.
Se! Der kommer han!
Forstår du ikke, at spillet er slut?
Vi ses, tabere.
Costa! Nej!
Lad politiet gøre sit arbejde.
Flyt jer! gå bare hjem.
Jeg var i dyre parken i aften, mor.
Der satte jeg mig i en båd…
og en stor mand ville tage fat
i mig, men det fik han ikke lov til.
Men inden…
Claudine samarbejdede med banditerne.
Det var skæmmende!
Men Dino var med mig i dyre parken,
og han skubede fulderikken i
vandet, så han næstan drunknede.
De tog mig til et hus.
Nico kom for at hente mig.

Categories: Movie | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment

“The Big Bang Theory” The Skank Reflex Analysis 2011 Hebrew

movie image

Download subtitles of “The Big Bang Theory” The Skank Reflex Analysis 2011 Hebrew

בפרקים הקודמים
:”של “המפץ הגדול
.אחי. הוא דלוק על ברנדט
!?את חוזרת להודו
?מה קורה כאן
.זה לא כמו שזה נראה
?כמו מה זה נראה
– …ועכשיו -
.זה לא כמו שזה נראה-
.זה לא כמו שזה נראה
?על מה אתה חופר
.הבעיה של פני מהבוקר
היא וקוטראפאלי
.צצו מחדר השינה שלך
,היא נראית מרושלת
.וראג’ לבוש בשמיכה בלבד
,הרמז היחיד הוא
.”זה לא כמו שזה נראה”
.פשוט רד מזה, שלדון
,לו יכולתי, הייתי
.אך אינני, על כן הינני
מהיכרותי עם פני, התשובה
.הברורה היא שעסקו ביחסי מין
,אך מאחר שכך זה נראה
.נוכל לשלול זאת
בוא נחבוש את כובעי
?החשיבה שלנו, טוב
,ראג’ מהודו
.ארץ טרופית
.גהות של מדינת עולם שלישית
,זיהומים מטפילים הם דבר נפוץ
.למשל, תולעי הסיכה
הליך האבחון של תולעי סיכה
,הוא להמתין עד שהנבדק ישן
והתולעים זוחלות
.מפי הטבעת בשביל אוויר
.כן, בדיוק כך
יכול להיות שפני בדקה המצאות
.’טפילים בפי הטבעת של ראג
.בחיי
.זו חברה נאמנה
.הם שכבו, שרלוק
.לא, לא הקשבת
היא אמרה שזה
.לא כמו שזה נראה
.היא שיקרה
אז אני לא נראה טיפשי
?כשאני חובש את זה
ה מ פ ץ ה ג ד ו ל
עונה 5 – פרק 1
תורגם וסונכרן ע”י
,לאונרד
מביכה אותך הידיעה
שאחד מחבריך היקרים
קיים יחסי מין
עם האישה שאהבת
בדיוק במקום בו
?אתה מניח את ראשך
.לא, זה בסדר מצדי
,זה נשמע כמו ציניות
,אך אתעלם מזה
,מאחר שיש לי תכנית
.פיינטבול
ספציפית הטורניר הבין-מחלקתי
.בסוף השבוע הזה
על מנת לתפקד טוב יותר
,כיחידה לוחמת
חשבתי שעלינו לבסס
.שרשרת פיקודית
כעת, מיותר לומר שאהיה
,בדרגה גבוהה משלושתכם
,אך השאלה נותרת בעיניה
?בכמה דרגות
כעת, אינני רואה את עצמי
,בתור איזה גנרל
לשבת עם הניירות במפקדה
ולשחק גולף
.עם מזכיר ההגנה
אך גם לא אוכל
,להיות הסמל קופר
מאחר שאתם עלולים
.לראות בי חייל מן המניין
.ייקח זמן לחשוב
.משוחררים
?מה הבעיה שלך, לעזאזל
?כן, איך יכולת לעשות את זה
?מה אתה קשור לזה
.אני שומר עליו-
בטח. אתה מקנא כי מתברר שאני
.הבחירה של פני אחרי לאונרד
,היי, לולא הייתי מאורס לברנדט
.זה בטוח יכולתי להיות אני
,תעשה לי טובה
,שלדון היה לפניך
!ויכול להיות שאין לו איברי מין
?למה אכפת לך כל-כך
,אתה יוצא עם אחותי
.ופני ואני מאוהבים
!?מה-
,רבותיי
,הרשו לי להפריע
.החלטתי שאהיה בדרגת קפטן
,אם זה מספיק טוב לקירק
,קראנץ’ וקנגרו
.זה מספיק טוב לי
.אתה לא מאוהב בפני
.אני כן
האל קאמדבה ירה בנו
.בחצי האהבה הפרחוניים שלו
,הוא גירסה הודית לקופידון
,רק הרבה יותר טוב
.כי הוא רוכב על תוכי ענקי
ראג’, בחייך, אתה מתאהב
.בכל בחורה שמחייכת אליך
לפני חודש כתבת שירים
.על ארוסתו
?סליחה, מה
.שטויות, הוא מדבר שטויות
,הו, ברנדט”
“.נגני לי בקלרינט
.זה יכול להיות על כל אחת
,חוץ מזה, אין לך מה לדאוג
כי עכשיו אני החצי
.הכהה של קוטראפני
.לפרוטוקול, יש לי איברי מין
הם מתפקדים
.ומענגים באופן אסטתי
.אני באה
.כן, זה טוב
.לכוסות יין צריכות להיות ידיות
מודדת את כמות
.צריכת האלכוהול שלך
רעיון חכם בהתחשב בכמה
.שאת נהיית זנותית אחרי קצת
?שמעת מה עשיתי
.שמעתי את מי עשית
.אלוהים, דפקתי הכל
,פגעתי בלאונרד
.’פגעתי בראג
?מה הבעיה שלי
אני מרגישה כמו
…שני אנשים שונים לגמרי
.ד”ר ג’קיל וגברת זונה
.אל תהיי קשה עם עצמך
מכירה את סיפורה
?של יקטרינה הגדולה
היא שלטה ברוסיה
,בשנות ה-1700 המאוחרות
לילה אחד, כשהרגישה
,שטופת תאווה במיוחד
היא השתמשה במערכת
מסובכת של גלגלות
על מנת לקיים
.יחסי מין עם סוס
?מצטערת, איך זה קשור אליי
היא עסקה בהשתובבות
,בין מינים
ואנשים עדיין
.”קוראים לה “גדולה
אני בטוחה שהמוניטיון שלך
.ישרוד דפיקה של הודי קטן
!חתיכת דביל
!?מה סיפרת להווארד
?אמרת שקורה בינינו משהו
!כי הוא חושב שקורה
!הוא מתחרפן לגמרי
.בבקשה, היכנסי
!?מה הבעיה שלך, לעזאזל
,תמיד היית נחמדה אליי
.חשבתי שאולי את מחבבת אותי
!אני נחמדה אל כולם
.אני מצטער
!תהיה בטוח שאתה מצטער
ותגיד להווארד שמעולם
!לא היה בינינו משהו
.אני אגיד לו
?היי, ברנדט
!?מה-
?את חושבת שיש לי סיכוי עם פני
.בטח שיש לך
!אתה מתוקי
כל בחורה תהיה בת מזל
!להיות איתך
,את יודעת
.כבר עשיתי את זה פעם
בגן הייתי אמורה להתחתן
,עם ג’ייסון סורנסן בהפסקה
אבל עד שהכיתה
,שלי יצאה לשם
הוא כבר היה מאורס
.לצ’לסי הימלפרב
?אז מה עשיתי
,נתליתי הפוך מסולם הטיפוס
.הראיתי לכל הבנים את התחתונים
.את לא יכולה להאשים את עצמך
כשקליפת המוח החזיתית
,שלך לא מצליחה לשמח אותך
הפקרות מפצה אותך
.בפרץ הדומפין לו את זקוקה
אנחנו הנוירוביולוגים קוראים
.”לזה “רפלקס הפרוצה
?יודעת מה
.בואי נצא מכאן
?לאן הולכים
למקום בו איש
.לא ראה אותי ערומה
יכול להיות שצטרך
.לנסוע קצת
עדינות זה לא
?הצד החזק שלה, מה
אני יכולה להישאר
?אצלך למספר לילות
?באמת
?שחברה טובה תישן אצלי
.כן, בטח
,נכין פופקורן
,נישאר ערות כל הלילה
ואלמד אותך את השפה
.”הסודית שלי, “אופ
.נשמע מעולה
.”נשמע “מופ עופ ו’ לופ הופ
.כן, אלך לארוז תיק
.לא, את לא
תלכי “לופ א’ רופ ו’ זופ
.”תופ יופ קופ
אנחנו באמת צריכים לשים
?את ההסוואה הזו לפיינטבול
?מי אמר את זה
,לאונרד, אני שומע את קולך
.אך אני לא רואה אותך
.אין לי מצב רוח, שלדון
!הנה אתה
,לאונרד
אני יודע שאתה נסער
…בעקבות האירועים האחרונים
.ויש כאן מישהי שתעזור
.אני לא רוצה לדבר עם איימי
.לא, זו לא איימי
.שלום, יקירי
?התקשרת לאמא שלי
,לאונרד
באמת צריך לציין
?את המובן מאליו
.הוא כך מאז שהיה פעוט
“.תראי, אמא, פרפר”
.מטריף
?מה קורה
?מה את רוצה
שלדון הודיע לי שאתה
,חווה התפרצות רגשית
.ואני כאן כדי לעזור
.זה כל-כך נחמד
.וחזרנו למובן למאליו
?כעת, מה קורה
…טוב
.בסדר
.אני לא רוצה לחזור לפני
,ניסינו, זה היה מטורף
,זה לא עבד
אבל אני לא יכול להתמודד עם
.’העובדה ששכבה עם חברי ראג
ואז אני מגלה שפרייה
,’אחותו של ראג
שאיתה אני יוצא
,כבר שמונה חודשים
.חוזרת להודו
.אז אני מבולבל ובודד לחלוטין
.אני מבינה
?יש לך עצה
.כן
.התעודד
סליחה, את מומחית בעלת שם
,עולמי בהורות והתפתחות ילדים
וכל מה שיש לך
?”זה “התעודד
.מצטערת
.התעודד, נקבה
.תודה, אמא
.אני מרגיש הרבה יותר טוב
,אם תצטרך עוד עזרה ממני
.”ניתן להשיג את ספריי ב-”אמזון
.מתנתקת
…99
.זה כמו מפל של זהב נוזלי
.תורי
אני אפילו לא יודעת מה הטעם
.שאשאר בלוס אנג’לס
לא השגתי אפילו תפקיד אחד
.במשחק מאז שעברתי לכאן
הייתי הכי קרובה
,בחודש שעבר
.חזרו אליי מפרסומת לטחורים
אני כל-כך רואה אותך
.בתור הפנים לטחורים
?אני יודעת, נכון
אולי אני צריכה
.פשוט לחזור לנברסקה
לא, אני לא יכולה
.לתת לך לעשות זאת
?למה לא
לראשונה בחיי
.יש לי חיי חברה פורחים
ובלי לחץ, אך הם די
.חיים ומתים איתך
.שלום, איימי
?אני יכולה לדבר עם פני
אורחת במיטה הנפתחת שלי
?ובחור בדלת שלי
הלוואי שיכולתי לומר לאני
.”בת ה-13 “הם כן משתפרים
?איך ידעת שאני כאן
זה כתוב בדף שלה
.”ב-”פייסבוק
אקח את הדברים שלך
.לחדר השינה אפנה לך מגירה
.תודה
.אין בעיה-
נסה להשאיר אותו
?במכנסיים, טוב
.אז… שלום
?מה קורה
.תהיתי אם את פנויה בשישי
.”יש ערב שנות ה-80 ב-”גריק
,”הול ואוטס”, “קתרינה והגלים”
.”ושלוש חמישיות מ-”קג’אגוגו
,אלוהים, זה מתוק מאוד
…אבל העניין הוא
.יש עניין
מתוק, הייתי שיכורה מאוד
.ועשיתי טעות ענקית אמש
.לא היינו צריכים לשכב
.זה מה שהורס חברויות
אי אפשר להרוס
.חברות עם סקס
זה כמו לנסות להרוס גלידה
.עם סוכריות שוקולד
…בוא הנה. פשוט
.תקשיב לי
אני רוצה לחזור
.לאיך שהיינו קודם
.אתה יודע, ידידים
.בלי סוכריות
.תודה
…טוב
,בתור חבר שלך
…אולי תרצי לדעת ש
.לא שכבנו במובן השגרתי
.אלוהים אדירים
?עשית לי חרא הודי מוזר
.לא, לא
,אחרי שהתפשטנו וקפצנו למיטה
שאלת אם יש לי
.אמצעי מניעה
?היה לך, נכון
.כמובן. אני תמיד מוכן
,בכל אופן
…התקשיתי לשים את זה, ו
…ניסית לעזור ו
.זה הכל
…אז לא ממש
.אני כן. זה היה יפהפה
פני, בבקשה, בבקשה תבטיחי לי
.שלא תספרי על זה לאף אחד
.כמובן שלא. אני לא
.יופי-
אני יכול לספר לאנשים שאהבתנו
?שרפה בזוהר ובמהירות רבים
?”כמו “נר ברוח
.מגניב-
אני יכול לומר שהיא אבדה כי היית
“בגישה “אני רוצה לעשות לך ילדים
ואני הייתי בגישה
?”אני אדיר מדי בשביל להינטע”
אני יכול לומר שהרסתי
?אותך לגברים לבנים
.גם לא
.טוב, אז רק הקטע עם הנר
.מגניב
.טוב… ידידה
.נתראה
.ראג’, חכה
.תודה שאתה ידיד שלי
.שוב נהיה יפהפה
“‘טוב, זה מראה מ-”גוגל ארת
.של שדה הקרב שלנו
.אני לא רואה כלום
.תן לזה שנייה להיטען
,כשתהיו מוכנים
!”איי.טי אנד טי”
.טוב, הנה
.אנחנו כאן
מדרום נמצאים פרופסור לומיס
,ומחלקת הגאולוגיה
,”לפי העדכונים שלהם ב-”טוויטר
,נגמר להם קרם ההגנה
מה שאומר שיאלצו להיצמד
,לקו העצים או להסתכן במלנומה
.זה היתרון שלנו
אנחנו רק צריכים לעבור
,במהירות את הרכס הזה
הממזרים מעריצי הסלעים חיוורי
!הפנים לא ידעו מה פגע בהם
.קדימה, בואו נצא
.חכה רגע, שלדון
איך יכולת לא לספר לי
?שאחותך חוזרת להודו
אולי הוא היה עסוק מדי בכתיבת
.מטאפורות פין מגושמות על ארוסתי
.לך תזדיין
זו הייתה מטאפורת פין
.יפהפייה
,יודעים מה, חבר’ה
.אין לי מצב רוח לפיינטבול
?מה דעתכם שנתפזר
.בסדר מצדי
.בטח, שיהיה-
.אתם לא יכולים לפרוש
.זו עבירה צבאית פלילית
…אפשר לגזור
.אתם לא יכולים לפרוש
מצטער, שלדון, זה פשוט
.לא זמן טוב לשחק משחקים
?זה משחק בשבילך
?קרב אנטיאטם היה משחק
?ביזת העיר רומא הייתה משחק
.כן, לא ולא
…אני רק רוצה שתדעו ש
.אני סולח לכם
.המרי הזה אינו אשמתכם
.זו אשמתי
.לא הרווחתי את הארונות האלו
אם כי נראה שאני יותר ממפצה
.על חסרונותי במנהיגות בתפירה
.עזוב את זה, שלדון
“אקנה לך “ג’מבה ג’ויס
.בדרך הביתה
“ג’מבה ג’ויס”
.הוא משקה לגיבורים
.וזה מה שנהיה
?מה אתה עושה
הולך בעקבות
.קירק, קראנץ’ וקנגרו
!גאולוגיה היא לא מדע אמיתי
!לעזאזל עם הבני זונות האלה
!בואו נפרק אותם
!תאכלו צבע
,אם אי פעם יסגדו לי
.זו הנקודה בה התחילו
ארצה להרים כוסית
לאדם שהקורבן האצילי שלו
,הביא השראה לניצחוננו
.קפטן שלדון קופר
.לחיים
.לחיים-
,סלחו לי
.עכשיו אני מייג’ור שלדון קופר
בנשימתי האחרונה, הענקתי
.לעצמי קידום בשדה הקרב
.זה די סיפור גדול
.שלום
?יש לכם דקה
.כן, בטח
כבר דיברתי עם ראג’, אבל
…רציתי להתנצל בפניכם על
.אתם יודעים, על הכל
,בבקשה, פני
.תני לי
החלטנו לתת ללילה
המטורף והמדהים שלנו יחד
להיות רק אחד
,מאותם הזיכרונות
שתוכל להיזכר בהם
.כשאתה עצוב או במקלחת
,היי, מה אתה עושה
?מהירוביץ
.מצטער, תמשיכי
בכל אופן, רציתי שכולכם תדעו
שהסתכלתי ברצינות
…על הדברים ו
והגעתי למסקנה שאני
.צריכה להפסיק לעבוד על עצמי
.אני גרועה במשחק
.הגיע הזמן שאחזור לנברסקה
?את עוזבת
?מה תעשי בנברסקה
.אני לא יודעת
.אולי אלמד משחק
.מצטערת, חכו רגע
פני, תקשיבי, אני מקווה שאת
,לא עושה את זה בגללנו
,כי יש לי חברה
…ואת רווקה
,זה הסוכן שלי
.זה הסוכן שלי
.אתה צוחק
.אלוהים אדירים
!אני לא מאמינה
!?באמת
!אני כל-כך מתרגשת
!תודה
.תודה רבה
.טוב, ביי
!קיבלת את הפרסומת לטחורים
!אני מתחילה ביום שני
?מה עם נברסקה
.לעזאזל עם נברסקה
!אני אהיה כוכבת
?חשבת פעם ללמד פיזיקה
?מוכנה לרכב
.לא נראה לי, אמא
.לא היום
.אוי, מתוקה
?שוב הטחורים
.אין לך חצי מושג
.דווקא כן
.נסי למרוח את זה
‘פרפריישן-אייץ”
?”בניחוח ורדים לנשים
.ה-”אייץ’” הוא בשבילה

Categories: Movie | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Ship of Fools 1965 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda Ship of Fools 1965 Portuguese-BR Português

Meu nome é Karl Glocken, e
essa é uma nau de insensatos.
Eu sou um insensato. E vamos
ver mais insensatos nessa viagem.
Esta banheira está cheia deles.
Senhoras emancipadas.
Futebolistas.
Amantes.
Amantes de cães.
Mulheres da vida.
Judeus tolerantes.
Anões.
Tudo quanto é tipo.
E quem sabe, olhando bem,
talvez dê de cara
com você mesmo a bordo.
Bom dia, doutor!
Bom dia.
Que bom sair de Veracruz.
Esse país está prestes a explodir.
Já deu uma olhada?
Algo de interessante?
Afinal de contas,
alguma coisa interessante?
Há um anão dessa altura.
Dois jovens pintores americanos.
E um vendedor judeu
com um senso de humor contagiante.
Mulheres, Willie.
Mulheres.
Bem, uma americana de
meia idade, muito atraente.
Mas receio que seja
velha demais pra você.
Essas são do tipo que
gostam do que aparecer.
Há uma trupe de dançarinas
espanholas, interessantes,
mas muito profissionais.
Já tivemos delas a bordo.
E a sizudez habitual
de nossas compatriotas.
Esposas de professores?
Vendedoras arrogantes?
– Receio que sim.
– Governantas?
– Talvez não deva.
– Não faz mal.
Vai sair mesmo em Bremerhaven?
Não foi uma carreira muito
comprida. Três viagens.
Foi adequadamente comprida.
Não sei o quê vou fazer sem você.
Vai dar um jeito.
Quer saber da verdade nua e crua?
Fiquei mais seu amigo do que de qualquer…
outra pessoa em toda a minha vida.
Nos acostumamos um com o outro, foi só isso.
Com quem vou jogar xadrez ou conversar?
Já viu o tipo de gente
que levamos nesse navio.
Me dá náuseas toda vez que tenho
que ir para a mesa do capitão.
Devo estar senil.
Depois do meu..
Ando à procura de algo.
Pensei que pudesse aprender algo
novo, sendo médico em um navio.
Mas nada disso para mim é novo.
Já vi esse tipo de gente antes.
Só que não foi em um navio.
Entre.
– O almoço está servido, Capitão.
– Obrigado.
Por favor?
– O que falo dessa vez?
– O que você quiser.
Diga que tive que consertar os banheiros.
1933 será um bom ano.
Estou esperançoso.
Seja como for, no início
é sempre muito bom.
É bom estar num barco alemão,
com alemães, a caminho de casa.
Podem falar o que quiserem, mas algo
acontece quando alemães se juntam.
Não sei como explicar. Talvez uma
gentil camaradagem.
…que não existe entre nenhum outro povo
Ou pelo menos não
encontrei em nenhum lugar
Sabe o que dizem no México?
Os mexicanos odeiam os americanos,
detestam os espanhóis,
desconfiam dos ingleses, admiram
os franceses e adoram os alemães.
Ainda bem que eles dizem essas coisas.
Mas no que me diz respeito,
depois de umas semanas no México,
também podem ficar com os mexicanos.
Há quanto tempo não vai
em casa, Herr Freytag?
– Quatro meses.
– Deve estar contente de voltar para casa.
Sim, minha esposa está lá.
Por que todo homem charmoso
que encontro é casado?
Fraulein Spockenkieker,
você me jogou para escanteio…
Com exceção do senhor, Herr Rieber. Perdoe-me.
Esse cãozinho
é tão fofo.
Partilhou tanto da vida do professor
e da minha,
que as vezes sinto
como se fosse nosso filho.
Acha certo trazer um cão à mesa?
O “Bebê” vai conosco para todo lugar
Ele já foi a alguns dos melhores restaurantes.
Ninguém parece se incomodar.
Vai ser uma viagem maravilhosa, David.
Ainda não me sinto bem
sendo você quem está pagando.
Combinamos não falar disso.
Já te falei que esses foram os
melhores três meses da minha vida?
Já te falei que gosto tanto
de você que chega a me perturbar?
O quê?
O que acontece?
26 dias em camas separadas.
Provavelmente é uma coisa muito boa.
Vamos nos conhecer melhor.
Descobriremos se temos algo
em comum, além de sexo.
Te dou mais uma
chance para se enforcar!
Eu sei que você recebeu mais
dinheiro dos suecos!
– Te dei tudo que eu tinha
– O barman não disse isso…
Ele é um
mentiroso
Se estiver escondendo algo,
te arranco a língua
Pode arrancar.
Não tenho mais dinheiro.
Pedi uma mesa
exclusiva.
Desculpe, madame, mas
estamos sem espaço.
Não se incomode em se levantar.
Você é
americana?
– Meu nome é Bill Tenny.
– Mary Treadwell.
Sim, senhora?
Queria o patê e o
Rheinischer Sauerbraten.
– E o senhor?
– Tem bife?
– Sim senhor.
– Grosso?
Faremos o possível
Prefiro ficar com as coisas simples.
Estive em Veracruz tentando…
…ensinar àqueles estúpidos
como se joga.
Imagine, eles tentaram me envenenar.
Sabe, fiquei com diarréia por três semanas.
Que interessante.
Gostaria que falasse mais sobre isso.
Herr Rieber, soube que edita
uma revista internacional…
…com certos aspectos intelectuais.
Uma revista sobre comércio de
roupas, moderna, bem moderna.
Boa tarde. Sou Willie Schumann,
médico do navio.
O capitão pede desculpas.
Não pode vir almoçar devido
a assuntos do navio…
Doutor, Sou Siegfried Rieber.
Esses são o Professor Hutten, e Frau Hutten.
– Por favor.
– Não, permita-me. Seu cão, Bebê.
Esta jovem encantadora é
Fraulein Spockenkieker.
Herr Freytag, Frau Schmitt, Herr
Graf e seu sobrinho Johann.
Por favor, não quero interromper a conversa.
Falávamos da revista de Herr Rieber.
Sim, convidei escritores
talentosos de toda a nação..
..para escreverem sobre um tópico:
Como eliminar as influencias estrangeiras..
e devolver à Alemanha
sua grandeza nacional.
Que influencias estrangeiras?
Se precisarem de ajuda,
estarei à sua disposição.
Obrigado.
De minha parte, doutor,
não precisa se preocupar
Não acredito em “matéria medica.”
Mesmo?
– A fé.
– Entendo. Bom, muito bom.
Um brinde. Um brinde à mulher alemã,
a mais bela do mundo.
– Delicioso.
– Herr Rieber.
– Boa tarde!
– Boa tarde.
– Karl Glocken.
– Julius Lowenthal.
O arenque está muito bom..
Vou querer isso e dois ovos quentes.
Peço desculpas, mas…
Você é judeu, não é?
Não. Tenho minha própria minoria.
Geralmente, num barco destes, dão
para um judeu uma mesa isolada.
Porque acha que nos puseram juntos?
É uma forma simpática que acharam..
para dizer que devemos nos dar bem.
Tem mesmo certeza de que não é judeu?
Razoável certeza…
Você me lembra meu cunhado de Stuttgart.
É sempre assim.
Estão sempre me confundindo com alguém.
– Um pouco de vinho?
– Só um pouco.
Meu Deus. Onde vamos colocá-los?
Temos que dar um jeito.
Professor, o que é isso?
O que está havendo?
Quem são todas essas pessoas
Não há motivo para preocupações.
– Falei com um dos oficiais
– Mas o que é?
Tem algo a ver com o preço
do açúcar no mercado mundial.
– Açúcar?
– Sim. Entenda..
Os plantadores de cana não conseguiram
obter o preço que queriam..
..de modo que queimaram as plantações
em vez de baixarem o preço.
Tinham que fazer alguma coisa
com os trabalhadores espanhóis,
assim, o governo cubano lembrou-se
de um plano de ação humanitário.
Estão mandando-os para casa.
– Como se sente?
– “Bien”.
Ótimo.
Eu venho vê-la mais tarde, OK?
Por favor, ponha-a naquele canto.
– Onde é que eles vão se lavar?
– Tem duas torneiras.
– O quê?!
– Não é culpa minha.
Pare de falar comigo desse jeito.
Não se põem 600 pessoas..
..num convés só com
duas torneiras pra se lavar.
Não os conhece.
Mesmo que pudessem, não se lavariam.
São uns porcos.
O convés tem que ser limpo.
Tragam as mangueiras.
– As mangueiras?
– Eu disse para trazer as mangueiras!
Não posso abrir as mangueiras em cima deles.
É melhor abrir as mangueiras sobre eles..
..do que ficarem desse jeito.
– Abram as mangueiras.
– Abram essas mangueiras.
Presumo que não esteja gostando..
..que estejamos dividindo
o camarote durante a viagem.
Já pedi para trocarem minhas acomodações.
Acredite, também não estou..
..exatamente feliz com essa perspectiva.
Mas, desde que dependemos..
..da companhia um do outro
nos próximos 26 dias,
…penso que seria melhor chegarmos
a um entendimento.
As nossas coisas pessoais, por exemplo.
Eu usarei esse lado do lavatório.
E você usa o outro lado.
Correto?
Que cama prefere?
A de baixo ou a de cima?
Garantiram-me a de baixo.
É sua então.
Que hábitos tem?
Eu me levanto bem cedo pela manhã.
Acho que, levando em conta
essa noite, você é notívago.
Se for dormir até tarde, vou
ter o cuidado de não incomodá-lo.
E espero que, por seu lado, faça
o possível para não me incomodar.
Mais uma coisa.
Mais uma coisa.
A minha mulher me disse, de
forma bem sarcástica, que…
…eu ronco.
Boa noite!
– É pintor?
– Sim.
– O que fazia no México?
– Era apontador de uma mina.
Você disse
que era pintor.
E sou pintor, mas trabalhei como apontador.
– Porquê?
– Para me sustentar enquanto pintava.
– Mas por que? Não ganha dinheiro pintando?
– Não.
Olha, espere aí.
Espera um minuto..
..quer dizer que trabalha numa coisa
que não dá para ganhar a vida,
..e precisa de um emprego para ganhar dinheiro..
..para trabalhar em uma coisa
que não te sustenta?
Mas essa é uma vida heróica.
É assim que os homens que
acreditam em si mesmos, vivem.
– Que lugar estranho…
– Que quer dizer
Um lugar
estranho.
Olha, conheço todo tipo de gente…
Já contei o que houve em Veracruz..
..quando ia passar na Imigração?
Bem, eu estava na fila.
Vejo um funcionário..
..e grito: Hey, Pancho, venha cá.
Apenas querendo ser amigável..
..como na minha terra chamam
um taxista de “Mac”…
..ou um frentista de “George”.
Bem, esse negrinho…
Você sabe, esses mexicanos da costa,
…quase todos têm sangue negro,
me disseram.
bem, ele ficou olhando pra mim…
Quando vi, estava todo mundo
passando minha frente na fila.
Foi só então que percebi que o
cara tinha se ofendido.
– Acho que vou dormir.
– Eu também.
Entre.
– Boa noite!
– Boa noite.
Eu sou o médico.
Queria falar comigo?
Sim. Preciso de algo para dormir.
– Sente-se mal?
– Não, não.
Só quero algo que me ajude a dormir.
– É sempre que não consegue dormir?
– Sim, sempre.
– O seu médico lhe dá pílulas para dormir?
– As vezes, sim.
Tire o seu
robe.
– É mesmo o médico do navio, não é?
– Sim, sou o médico do navio.
Chegue um pouco para a frente, por favor.
– O que foi?
– Suas mãos estão frias.
Desculpe.
Respire fundo
Quando foi sua última menstruação?
– Olha, precisa mesmo saber isso?
– Sim, é necessário.
Tudo bem.
Semana passada.
Aposto que você nunca
teve problemas para dormir.
Não, nunca
E qual é o seu segredo?
A consciência tranquila, claro.
É fácil ter a consciência tranquila..
…quando se trabalha como médico de um navio…
…que tem 600 pessoas vivendo no convés…
Não pode ficar tomando comprimidos
sempre que não consegue dormir..
…ou cada vez que quiser se acalmar.
Isso pode não lhe fazer bem.
Do que
está rindo?
Incendiaram a minha casa.
Levaram tudo o que eu tinha.
Agora estou indo para
uma prisão, numa ilha…
…que não tenho
a mínima idéia como seja.
E você aí me passando
um sermão dominical…
– Pode se vestir agora.
– Obrigada.
Você tem um
toque suave.
Você talvez não seja tão sério
quanto aparenta ser…
Não. Espero que não.
Vai me ajudar?
O seu médico deve ter
lhe ajudado até demais.
Mas agora eu estou desesperada.
Você pode querer não me ajudar.
É sua prerrogativa…
Isso é apenas para esta noite.
– Qual a sua idade?
– Idade o bastante, como está vendo.
Idade até demais…
– Quarenta e cinco?
– Não tão velha.
– Que idade tem?
– Quarenta e dois.
– E a sua idade?
– Quarenta e um.
– Está brincando…
– Obrigado…
Deite-se, por favor.
Vai sentir o efeito num instante.
– Sim.
– Fale.
– Perdão?
– Fale, até que o remédio faça efeito.
Este barco cheira a repolho.
Por que todo barco alemão
tem cheiro de repolho?
Continue falando…
Do que você quer que eu fale?
Qualquer coisa que queira.
Apenas continue falando.
Qual o seu nome?
– Schumann.
– Não, o primeiro nome.
Wilhelm.
Wilhelm.
Wilhelm.
É perfeito.
Perfeito
Pare com isso agora!
– Já tinha feito esta viagem?
– Eu a faço 2 vezes por ano, pelo menos.
– Tem algum tipo de negócio?
– Estou no ramo de joalheria.
Uma parte especial.
Vendo adornos religiosos, coisas de usar.
Qualquer religião.
Qualquer que seja, eu tenho.
Vendo colares, pulseiras, tornozeleiras.
Me parece bom negócio.
É um negócio muito bom.
As pessoas sentem-se melhor
quando usam essas coisas.
Eu me sinto também.
Com todas esses trastes em mim,
…me sinto como um africano
que encontrei em Paris
Comprou-me um crucifixo, um buda e um
mezuzah, botou tudo na mesma corrente.
Sabe o que
ele disse?
“Pode ser que não ajude, mas mal não vai fazer.”
Você parece se dar bem com todo mundo…
Oh, gosto das pessoas.
Se pensar bem, vai encontrar sempre
algo de bom em todo mundo.
As vezes não deve ser fácil…
Por exemplo, não lhe incomoda o
fato de que você e aquele homenzinho..
..sejam os dois únicos alemães
que não se sentam à mesa do capitão?
Acha que isso me incomoda?
Além disso, gosto do homenzinho.
Que tipo de vendedor seria eu…
…se não soubesse lidar com isso?
O vendedor tem que saber lidar…
…com situações difíceis e superá-las.
Escute, a história não é nova.
Os brancos odeiam os negros.
Os muçulmanos odeiam os budistas.
As coisas sempre foram assim.
Há preconceito em todo lugar.
Não é bom pagar na mesma moeda.
Temos que usar a cabeça.
Olha, não se importe
se perder de mim.
Além do mais, fui campeão de ping-pong
do Sportsverein em Frankfurt…
…mais de três vezes.
– Bom dia!
– Bom dia.
– Bom dia.
Herr Freytag tem companhias estranhas
Realmente, os iguais se atraem
Vamos jogar de novo?
Ou talvez eu possa sugerir outro jogo.
– Que jogo?
– Qualquer um. Que você possa me ganhar.
– Que jogo está querendo dizer?
– Não tem idéia?
Não gosto que fale desse jeito comigo.
– Desculpe-me
– Como se atreve?
Não pude resistir…
Não pude resistir também!
O que os seus pais acharam de
você ir para a Europa?
Minha mãe vibrou. É algo que
ela sempre quis fazer.
O meu pai já me acha uma
perdida há muito tempo…
– O que seus pais fazem?
– Meu pai tem uma loja.
É uma boa loja, de móveis.
Minha mãe nunca se satisfez com isso.
Ela acha que uma mulher…
…tem que ter algo mais além de um marido.
Caso contrário, são jogos de bridge e um
dia por semana de caridade no hospital.
Que acha daquele jovem que viaja com você?
David. David é um artista.
Um artista maravilhoso.
Neste momento, está entusiasmado
com a consciência social,
..mas isto vai passar…
É sério?
Nunca senti por ninguém o que sinto pelo David.
Acho que o David pensa que…
…a mulher deve andar três
passos atrás e de chinelos…
É comum nos homens…
O meu marido achava. Não,
obrigada, tomo whisky puro..
– O que o seu marido fazia?
– Era do corpo diplomático.
Mantínhamos uma fachada
maravilhosa em público.
Éramos o casal favorito de todos…
Mas quando a sós, éramos
completamente diferentes.
Ele tinha ciúmes de mim.
Era tão ciumento que até me batia.
Me batia até meu nariz sangrar.
Estava imaginando se o David
seria capaz de me bater.
Nós brigamos as vezes.
Parece ser por nada…
…depois vira uma coisa sórdida e amarga.
Ficamos os dois surpreendidos.
Penso que o relacionamento entre um homem…
…e uma mulher anda muito difícil
hoje em dia, não é?
Praticamente impossível.
Ponha o boné, Carlos.
Agora podem nos pendurar
no Museu do Prado…
Vamos acabar pendurados em
algum lugar, Carlos.
– Basta por hoje. Obrigado.
– Sempre à disposição!
Eu ia mesmo dizer o quanto admiro você.
Por que?
é criativo.
Não estou bem certo disso.
Nunca me deram nenhum tostão por isso.
Mesmo assim, invejo-o.
Invejo-o por seu esforço.
Invejo até mesmo suas
dúvidas e seus fracassos.
E a Fräulein Brown.
Também te invejo por isso.
É uma garota muito atraente, não é?
Voces dois vão se casar?
Desculpe. Não queria ser indiscreto.
Sabe, a curiosidade de quem
não tem nada com isso…
Tudo bem. Honestamente, não
sei se vamos nos casar.
Já te disse que minha vida é muito incerta.
Preciso de toda ajuda possível.
Preciso de alguém que
acredite num homem…
que ainda não tenha provado o seu valor.
Alguém que sempre esteja
comigo, que exista por mim
Fraulein Brown não poderia ser essa pessoa?
Fraulein Brown é uma mulher moderna.
Sua visão é mais complexos
que a das nossas mães.
Sou louco pela Jenny.
Sou mesmo.
Eu…eu nunca senti por ninguém
o que sinto por ela…
Tenho medo de descobrir que haja
uma grande distância entre nós.
Compreendo.
Suponho que uma das coisas
mais tristes do mundo seja…
…ver duas pessoas que amam
tanto uma à outra…
…e que sentem que foram
feitas uma para a outra…
…mas na verdade não foram feitas tanto assim…
– Olá!
– Olá.
Que está fazendo?
Estou fazendo um desses.
– Quantos desses você tem?
– Muitos.
Esse é um touro.
Um cachorro.
Acha que alguém da primeira
classe iria querer comprá-los?
Acho que sim.
Bom dia!
Bom dia.
– Há quanto tempo está aqui?
– Meia hora, mais ou menos.
Não se levante.
Recoste-se.
Foi você que me cobriu?
Claro.
Estou contente por te ver no convés.
Você me deu um remédio
maravilhoso, seja lá qual for.
O que era, diga-me?
Não espera que eu vá dizer, não é mesmo?
Até que fim você riu.
Ficou muito surpresa?
Também é bom ver você sorrir.
Alguma vez na vida já aconteceu com você..
..as piores coisas que poderiam ter acontecido?
Bem, isso dá à gente uma grande
sensação de irresponsabilidade…
Nada mais pode acontecer.
Você está bem?
É preciso muita coragem
para ficar perto daqueles dois.
Sinto uma certa segurança com eles.
São os únicos no navio mais baixos do que eu…
Uma senhora tão encantadora dá ainda
mais encanto a uma manhã encantadora.
Obrigado.
Ele é maravilhoso…
É mesmo.
Coisa engraçada essas crianças,
…elas parecem se divertir mais
do que qualquer um no navio.
Se espera que eu defenda aqueles…
…dois monstrinhos,
está muito enganada.
Minha vontade seria atirá-los
no mar num bote salva-vidas furado.
Você não teve infância?
– Não assim.
Não mesmo.
Aos quatro anos, fiz o meu irmão
mais novo beber água sanitária…
– Água sanitária?
– Sim, eu disse a ele que era leite…
Elê começou a gritar pela casa
e lavaram muito a boca dele.
Levei uma surra que me deixou inchada.
Mas não queria lhe fazer mal.
Só estava curiosa para saber se
aquilo ia matá-lo…
E a sua
infância?
Nunca te aconteceu nada divertido?
Eu era o perfeito idiota.
Acreditava em tudo que me diziam.
Era cheio de esperanças
e também muito inocente.
Contudo, é verdade, aos 12 anos,
…tive uma iniciação com a governanta…
…que me deixou uma impressão incrível…
…chocou profundamente minha mãe
e fez a moça perder o emprego.
Acho que ainda há esperanças para você…
Oh, os “toreros” darão uma
“fiesta” essa noite.
– Eu sei.
– Você vai?
Não estava pensando em ir.
Achei que podíamos dançar, se você fosse.
Claro, provavelmente não sabe dançar.
– Me acha assim tão sem graça
– Você é sem graça…
Sem graça…
…apático…
…sem imaginação…
…frágil..
…e encantador.
Sim, charmoso.
Oh, está corando.
É a coisa mais encantadora
que vi em toda a minha vida…
Nunca tinha visto um homem corar…
Não estou corando.
Devo estar com febre.
Bem, de qualquer modo usarei
meu único vestido…
…e lhe dou a chance de escolher
qualquer dança que queira.
E tenho a sensação de que
vai ser uma valsa suave.
Acontece que sou muito bom no flamenco.
Eu era um intelectual.
Era um filósofo e professor de Filosofia.
Até que há três anos, soube que ia morrer.
Então as minhas idéias cairam por terra…
Estava nú como no dia em que nasci.
Ouvi uma voz.
A voz mais afetuosa que já ouvi.
A voz de Deus.
E Deus me disse…
Deus fala com ele.
Fala com ele pessoalmente!
Silencio, Gregorio!
Tem que zombar de tudo?
Perguntei a mim mesmo,
por que tenho medo ?
O que são os meus sofrimentos pessoais…
senão uma graça divina que possa
ser útil a outros?
– O milagre é…
– Milagre?
Que milagre?
Pode nos fazer um milagre?
Pode nos tirar desta pocilga…
…e nos levar para cima onde se
possa respirar?
– Isso sim seria um milagre.
-Seu porco herege!
Porco é você. Somos todos porcos.
Vejam o modo como vivemos!
Ouçam!
Ouçam-me!
– A misericórdia de Deus está em…
– Deus?
Não tem Deus aqui em baixo!
Sabem o que eu faria
se Deus viesse aqui?
Eu riria na cara d’Êle!
– Isso!
Cuspiria na Sua cara!
– Sim!
E mandava Ele pro seu inferno!
– Sim!
– Ponham-no para fora daqui!
– Sim!
Espere! Espere! Você não pode…
As mangueiras! E lhes dê algo
mais que um banho dessa vez.
Sim, senhor. As mangueiras!
– Um brinde a ‘el capitan.’
– Um brinde a ‘el capitan’!
À ‘El Capitan’, com a esperança de
que esta bela ocasião…
…possa servir para que esses dois grandes paises…
…Espanha e Alemanha, possam se aproximar!
À tradição espanhola e ao império
alemão em toda a sua glória!
– ‘El Capitan’.
– ‘El Capitan’.
Muito bem!
Procurando alguém?
O que você quer dizer?
Dr. Schumann é um homem muito
charmoso, não é mesmo?
Ele está na terceira classe.
Dizem que só há três razões…
…para um homem ser médico de um navio:
Ou quer viajar, ou não tem boa saúde,
Ou está fugindo da lei…
Qual dessas é a razão do Dr. Schumann?
O Dr. Schumann tem um grave
problema de coração.
Me dá
licença?
– Qual é o seu nome?
– Meu nome é Johann.
Por que estava com o olhar
fixo em mim, Johann?
– Como está seu pai?
– Ele é meu tio.
Está dormindo no camarote.
O doutor lhe deu algo para se acalmar.
– Dance comigo.
– Não sei dançar.
Eu te
mostro.
Sente isso?
Só as espanholas dançam assim.
É o chamado “meneo”.
Sente?
Não sou
cigana, sabe?
Sou espanhola mesmo, e esse é o sinal…
– Está fazendo de propósito.
– Oh, não.
Nasci assim…
Consegue ouvir o que eles dizem?
Refiro-me aos meus quadris…
…estão dizendo: “Meneo”…
… “meneo”…
…por si mesmos.
– Compre-me uma champanhe?
– Não posso.
Só uma garrafa pequena.
Não tenho dinheiro.
Nem um centavo.
Com licença.
– Vamos nos sentar?
– Sim. Claro.
Aqui estamos.
– Está fazendo muito bem o seu trabalho.
– Meu trabalho?
Não é dever do pessoal do navio…
…entreter as senhoras que
estão desacompanhadas?
– Estou aqui porque quero.
– Agora está fazendo muito bem.
Não me acredita?
Interessa se acredito ou não?
Bem, talvez prefira ficar sozinha.
Oh não, não. Fique e tome um drinque comigo.
Hoje é meu aniversário
É mesmo seu aniversário?
Quarenta e seis. Eu, 46. Não
posso acreditar, 46.
Nós os europeus não nos preocupamos
tanto com a idade como vocês.
Com a sua imagem e com os sentimentos…
…que você desperta, isso realmente importa?
Você é muito gentil.
Chega uma hora em que os
corações esfriam e endurecem…
As mulheres perdem a graça e ficam histéricas.
Ficam gordas ou magras como palitos.
Começam a beber às escondidas…
Casam com homens muito jovens
e acabam tendo o que merecem.
Basta para assustar qualquer um,
…à espera de que o medo
e a solidão se instalem.
Sra. Treadwell, a senhora é
muito excitante e sabe disso.
Diga-me uma coisa.
Não o atormentaria ter um caso comigo?
Boa noite. Estão se divertindo?
Não estão dançando.
– Capitão, tem um segundo?
– Sim.
Tem um homem na 3ª classe que um
dos seus homens lhe tirou a faca.
Ele precisa da faca para fazer seu trabalho.
É isso que ele faz.
Muito bonito. Bonito mesmo.
O homem é um artista.
Não vai fazer mal a ninguém.
– Tem mesmo certeza disso?
– Tenho.
Infelizmente, tenho que responder
não só pela segurança dele,
…mas também pela segurança de todo o navio.
Capitão, o homem é um artista.
Precisa da faca para trabalhar.
Lamento.
Aproveitem a festa.
Sinto pena dele.
Sente pena dele?
É um bom homem. Não gosta de fazer isso.
Mas está fazendo. Essa é a questão, não é?
David, vai me odiar por isso..
…mas ainda bem que as pessoas
da terceira classe não têm facas.
Qual é o problema? Tem medo
…em nossas camas limpas e macias?
Talvez
devessem…
Não gosto quando fica assim.
Tão violento
e míope.
É exatamente o tipo de coisa que
afeta o seu trabalho.
O que tem o meu trabalho?
Eu disse que ninguém ia dançar comigo.
Elsa, dance com seu pai.
– Mãe, por favor…
– Dance com seu pai.
Elsa.
Quando se vai a um baile, se dança
primeiro com o acompanhante.
Sou o seu acompanhante, e por
isso vai dançar primeiro comigo.
Depois, quando te virem dançar,
outras pessoas vão te convidar.
Além disso, não dança com seu
pai desde o seu último aniversário.
Pai, por favor, eu não quero dançar.
Desculpe. Não sabia que tinha alguém aqui.
Não fique envergonhada.
Qual é o problema?
Venha cá. Sente-se.
Sente-se. Vem cá. Vem cá.
É bom chorar. Sabe o
que dizem na Turquia?
Dizem que as lágrimas lavam os
olhos e passamos a enxergar melhor.
Pelo menos, é o que penso que dizem na Turquia…
Turquia.
Agora nos diga, qual é a razão
dessa grande explosão emocional?
Porque razão uma jovem senhorita
tão encantadora…
…não está aproveitando a música e dançando?
Porque ninguém quer dançar comigo.
E eu não sou encantadora.
Está dizendo que não é encantadora?
A um perito que esteve em
Istambul, Hamburgo e Paris?
Está me dizendo isso?
Pois lhe digo que, quem tem olhos…
…vai ver como você é charmosa.
Pergunte a qualquer um inteligente,
ao Glocken, por exemplo.
Essa jovem é ou não é encantadora?
– Encantadora.
– Viu…
Bem que eu lhe falei.
Qual a sua idade?
Dezesseis.
Adolescente.
O que é adolescente?
A adolescencia é uma época em que
os jovens se preocupam com coisas…
…com as quais não deviam se importar.
Dezesseis…
Juro pra você, que com 17
será mais encantodora ainda.
Aos 21, será deslumbrante…
E aos 25… devastadora!
E não admito nenhuma argumentação! Uh!
“Contos dos Bosques de Viena”
David, “Contos dos Bosques de Viena”!
Dance comigo.
Você nunca gosta de dançar.
Creio que as horas em que fui mais
feliz foi quando estava dançando.
As vezes eu penso que…
…deveria ter uma fita métrica
no tornozelo enquanto danço.
Assim eu poderia te dizer quantas
milhas eu viajei quando estava feliz…
David, dance comigo.
Bem…
Vou me divertir na festa, mesmo
que isso o incomode, David,
…por isso, se me permite…
…vou dançar com o primeiro homem
que vier me tirar para dançar.
vem ele…
– Dá-me a honra desta dança?
– Encantada.
Boa noite.
Boa noite.
Parece bem disposto.
– E estou. Fiz um parto hoje à noite.
– Que maravilha!
– E o que era? Menino ou menina
– Um menino.
– E a nossa celebração
– Que quer dizer?
– Nossa dança.
– Apanhou-me… Não sei mesmo dançar.
Eu já imaginava. Mas isso é uma valsa,
e até você consegue dançar uma valsa.
– Duvido.
– Eu não.
Siga-me e depois siga a música.
Como se sente?
Não consigo me curar desse resfriado.
Mas suponho que estarei melhor
se conseguir dormir mais uma noite.
– Tem que me ajudar de novo.
– Isso não é ajudar.
Ah, Willie, não me venha com sermões.
Vai perder seu tempo.
Estou tentando explicar a gravidade disso.
O que está tentando me dizer?
Está querendo dizer que sou viciada?
Comprei uma garrafa de champanhe,certo?
Certo.
E conheço os segredos da casa, certo?
Certo.
Então, quando é que vamos ficar juntos?
Estamos juntos, neste momento.
Ora, baby, sabe o que quero dizer.
Significa que quer dormir comigo…
Primeiro o dinheiro.
Quanto em dinheiro?
Quanto?
40 dólares.
está maluca?
Como editor, procuro orientar os leitores…
…para as questões vitais
da nossa sociedade.
Já tenho um médico para
iniciar uma série de artigos…
…defendendo a exterminação de
todos os incapazes de nascença.
Esse é o jeito de Herr Rieber.
Está sempre pensando.
Tudo isso será feito sem dor, é claro.
Indolor.
Não só as crianças deficientes ou
inúteis, como também os velhos.
Todas as pessoas com mais de 60 ou 65, talvez.
As mesmas medidas serão aplicadas
ao judeus, é claro…
…e a quaisquer misturas ilegítimas de raças.
Brancos com pessoas de outra cor, chineses, negros…
…e para qualquer homem branco
condenado por um crime grave…
Bem, quanto a esse…
Só tem um problema nisso.
Quem vai restar?
A dificuldade é essa. Ninguém está
disposto a aceitar uma ideia nova!
Vamos dançar?
Gosto de ouvir Herr Rieber.
Toda vez que o ouço, sinto-me mais tranquilo.
Sei que ninguém vai levá-lo
a sério, ou ao seu partido…
Com licença.
Posso?
Como se sente?
Tente um pouco mais.
Prometo ajudá-la na hora certa.
Quero me sentar.
É uma bela festa.
Está aproveitando?
Pode me dar um cigarro, por favor?
Quer que eu pegue alguma coisa?
Obrigado
Com licença, por favor.
Sinto-me como se fosse morrer…
Eu sei.
– Que diabos acontece com você?
– Você é um egoista…
Não sei porque não consigo te deixar.
Nem mesmo é bonita.
– Obrigado!
Tem a cabeça cheia de lixo.
Quem me dera pudesse esvaziá-la.
Tire suas mão de mim, David!
Ou eu chamo o comissário.
– Deixe-me a sós.
– Jenny, Jenny…
O que é?
O que quer de mim?
Queria
eu saber…
Oh, Jenny. Jenny, que está havendo?
Estou chorando.
É isso que está havendo.
O rosto mais doce.
O mais doce do mundo.
David, David, o que vai ser de nós?
Nunca foi bom nisso.
Tem um ziper, lembra-se?
Que céu maravilhoso.
Com certeza você e sua mulher
observam as nuvens juntos.
Quem me dera ter alguém
que observasse as nuvens comigo.
É uma mulher extremamente romântica,
Sra. Treadwell, não é?
Tem sido o grande problema da minha vida.
Não me contento com as coisas.
Foi Bernard Shaw que falou?
“Se não podemos ter tudo o que queremos,
..devemos nos contentar com o que temos.”
O que queria, Sra. Treadwell?
Uma vida útil…
Alguém que me amasse.
Para sempre.
Que ridícula eu sou, não é mesmo?
E o que aconteceu?
Escolhi o homem errado…
Quantas vezes já ouviu isso…
Ele era o mais promissor.
E o mais bonito.
Tinha uma boa aparência.
Mas era só fachada mesmo.
Fez de mim a esposa mais enganada
do cara mais mulherengo…
…da comunidade.
Eu tornei sua vida um inferno.
Acabou nos tribunais de divórcio.
Nos encontramos um dia no corredor,
na porta da sala de audiências…
Ele me atacou.
Tirei-lhe cada centavo que tinha.
Por isso, me perdoe não ser muito crente…
…na idéia de uma felicidade
conjugal dos outros. Tenho inveja.
O sr. e sua esposa devem
ter o mais próximo possível..
..do que se pode conseguir de uma vida perfeita.
Nada é perfeito, Sra. Treadwell.
Só queria lhe dizer que eu
teria comprado o champanhe.
Teria comprado se tivesse dinheiro.
Entre.
– Que idade tem?
– Dezenove.
É um ano mais velho do que eu.
Pode me dar alguma coisa?
Não peço muito, mas tenho que
receber alguma coisa.
Pepe chega ao ponto de me bater…
…se não der algo para ele.
Mas você não é dançarina?
É melhor ir.
Ótimo.
Mais dólares.
Vejamos, foi o estudante e o marinheiro…
– E êle?
– Ele não me deu nada.
– O que êle estava fazendo aqui?
– Queria falar comigo.
Já te passou pela cabeça que alguém
pode apenas querer me ver?
Já lhe passou pela cabeça…
…eu posso querer ficar com alguém da minha idade?
Queira ou não queira, eu sou um ser humano, Pepe.
Quem te disse que é um ser humano?
Por você eu passaria a viagem toda na cama.
Vou dizer o que você é!
Você é apenas alguém que peguei na rua…
…quando tinha 14 anos e as calcinhas sujas.
Pegando homens na rua por alguns “centavitos”…
…pra se sustentar e à sua família.
Lowenthal!
Está roncando!
É o que a minha esposa sempre diz.
Por que estão te fazendo isso?
Eu morei com um homem que
controlava a vida de 5.000 pessoas.
Controlava mesmo.
Não queria isso, mas acabei
envolvida com a vida dessas pessoas.
Vim a saber que cada pedaço
de pão que eu comia…
…cada peça de roupa que eu tinha…
…vinha do suor que eu tinha…
Um dia, entrei em uma de suas casas.
Nunca vou me esquecer.
A mulher que morava lá percebeu como fiquei…
…chocada vendo a forma como viviam…
Ela disse: “Desculpe-me”
Eu disse: “Desculpa-la pelo quê?
Ela respondeu: “Desculpe-me
pela aparência da minha casa,
…desculpe-me por tudo”.
E continuou: “Mas, claro, deve entender que…
…este lugar é uma lixeira…
…e eu faço parte desse lixo”.
Comecei escondendo rebeldes
agitadores na capela da casa,
…e acabei por ajudá-los a conseguir armas.
Não diz nada…
Não sei o que dizer.
Nunca na vida conheci alguém…
…que tenha se dedicado à alguma coisa.
Você nunca fala de você mesmo.
Não há muito o que falar.
Venho de uma família de
trabalhadores de Hamburgo,
…e passei muito aperto
para me tornar médico.
– Tentei ser um homem, e consegui.
– É formidável.
É idiótico. Marcado para toda
a vida como gado.
É casado?
Filhos?
Dois meninos.
É feliz?
Quem é feliz?
Porque ela não está aqui com você?
Não havia razão para arrastá-la
pelo mundo afora comigo.
E você? É casada?
– Tres vezes
– O que houve?
Nunca encontrei a pessoa certa.
Talvez eu esteja esperando
alguém como você…
…alguém a quem eu poderia
ensinar a dançar valsa.
Tenho certeza.
Pense só.
Não é maravilhoso?
Dois estranhos em um navio.
Nunca mais nos encontraremos.
E podemos falar…
Podemos falar como amigos.
Ou mesmo como amantes…
Podemos falar como 2 pessoas que
se encontram do outro lado do túmulo.
Continue falando.
Sente alguma coisa por mim?
Não, claro que não.
Claro
que não.
É engraçado.
Sabe o que pensei que podia ser?
Pensei que você pudesse ser
o amor inocente e romântico..
…que eu deveria ter tido na minha juventude.
Claro, nunca ninguém me amou inocentemente.
E como eu teria rido desse homem,
se ele tivesse me amado.
Nunca consegui bater uma
bola curva no canto externo.
Perdão?
Nunca consegui bater uma
bola curva no canto externo.
Isso é muito interessante.
O que significa?
Mesmo que eu lhe dissesse, não ia entender.
Está bem, vou lhe dizer.
Você se faz de batedor, entende? De batedor.
Batedor!
OK, agora faça-se de batedor.
O lançador está lá.
Agora ele está girando, e lança a bola…
Quando chega bem perto de você,
ela desce e se afasta…
Isso é que é uma bola curva no canto externo.
Nem com um remo poderia
rebater esse lançamento.
– Entendo.
– Não, não. Não entende nada.
Não sabe o que é estar lá,
…com a multidão gritando, confiando na gente.
E começam falando.
Os lançadores, como falam.
“Ele não consegue rebater
uma bola curva no canto externo.”
E daí pra frente, o que vemos é apenas isso:
Bolas curvas no canto externo.
Portanto, tivemos a
nossa grande oportunidade.
E deixamos que ela fugisse.
Ainda ouço o meu pai
gritando na arquibancada,
…mesmo quando já não estava mais lá.
“Que grande imprestável!”
É um imprestável, como eu.
Acho que está sendo muito duro
com você mesmo, Herr Tenny.
Um imprestável…
Sabe,
viajo muito.
Minha família me dá dinheiro.
Não muito, alguma coisa.
Se sentem melhor quando não estou por perto.
Sabe o que eu acho? Acho que
o mais engraçado nas pessoas…
…são as culpas que elas sentem nelas mesmas.
Por exemplo, acho que deve ter pelo menos…
873 milhões de pessoas
no mundo que nem sequer sabem..
…o que é uma bola curva no canto externo.
Portanto, é um pouco exagerado
que você pense que…
…falhou em toda a sua vida…
…só porque não acertou uma bola
com um remo, ou sem ele.
Entende o que eu quero dizer, Herr Tenny?
Sabe o que eu acho?
– Nâo.
– Eu acho..
…que vc é uma titica intelectual.
Vamos encher a cara, baixinho…
O comissário, com quem eu aprendi
o pouco que sei sobre este navio…
…disse-me que viram você
saindo da cabina da Condessa…
…numa hora muito pouco respeitável.
Nada a declarar, Willie? Essa é uma
das razões porque gosto de você…
Não é vulgar como eu…
As vezes me pergunto-me se a vida
é tão estúpida e sem sentido…
…como parece ser neste navio.
Os Lutzes e a sua filha,
os Huttens e o seu cão adorado.
E o grosseiro do Ribber…
…que se acha o guardião do futuro.
Suponho que uma grande figura
seja feita de minha própria idiotice.
Sua esposa vai esperá-lo em Bremerhaven?
É uma mulher maravilhosa.
Mantemos um relacionamento
amigável já faz muitos anos.
Bem, seus filhos ficarão
contentes por vê-lo, creio.
Nós mal nos conhecemos…
O que vai fazer?
Voltar para seu consultório?
Sou o tipo de médico que detesto.
O clínico geral comum.
O quê eu queria ter sido?
– Um bom médico.
– Não se considera como tal?
De razoável a médio…
O que pensa que vai acontecer
com uma mulher como a Condessa…
…sendo deportada sob tais circunstâncias?
Quanto tempo vai me manter
como um mendigo sem tostão?
Tenho que pedir um trocado
para ir ao barbeiro?
– Lembra-se do nosso acordo, Johann?
– O acordo…
Vai receber tudo após minha morte.
Sua mãe ficou tão contente por você…
Ficou contente pela sua oportunidade.
A minha mãe ficou feliz com a
chance de ter dinheiro para ela…
Como pode me fazer de mendigo sem
um tostão? Porque faz isso comigo?
Não tem coração?
Tenho coração.
Por isso posso fazê-lo.
O que iria fazer com o dinheiro, Johan?
Tenho te visto olhando o traseiro
daquela bailarina cigana…
…enquanto ela anda pelo convés.
Não vou sustentar a sua luxúria…
– Bom dia! – Bom dia.
– Bom dia!
Estou tentando persuadir a Sra.
Treadwell a tomar o café da manhã.
Não há nada melhor, você sabe.
Especialmente no dia seguinte.
Em casa tomávamos café da manhã à inglesa:
Rins, salsichas, arenques, coisas assim.
Que elegante!
Bom, acho que vou passar pelo
bar antes do jantar.
Que gente mais pedante.
Café da manhã à inglesa…
Jantar estilo francês…
E de vez em quando uma
confortável pausa para…
…o sauerbraten, sauerkraut e a cerveja.
Parece muito educado, isso
pode se dizer em favor dele.
Já tinha visto um grupo tão comum de chatos?
O atencioso Tenente Huebner,
o bem casado Herr Freytag.
E aí vem o macaco…
Bom dia!
“Espece de type”!
Como vai a pintura?
Não consigo fazer grande coisa a bordo,
…mas isso é algo que estou esboçando.
Dá pra ver que estou apaixonada…
Naturalmente. Todo mundo neste
navio está apaixonado.
Me ame se eu te mar ou não
Me ame se eu estiver pronta para amar,
Me ame se eu for capaz de amar,
Mesmo que não haja tal coisa como o amor…
Me ame.
– Onde esteve?
– Falando com a Sra. Treadwell.
Sabe, ela é muito amarga.
Às vezes, me assusta.
Bem, o que acha?
É interessante.
Acho que é bom.
É claro que é bom.
Você não seria capaz
de fazer nada que não fosse bom.
– É maravilhoso.
– Mas?
Tem que ser sempre a mesma coisa?
O que quer dizer com isso, exatamente?
Sabe, a exploração das massas…
Bem, mas é verdade, não é?
É que por mais bem feitas que estas coisas sejam,
…acabam sempre como posters, não é mesmo?
Detesta o meu trabalho, não é, Jenny?
Eu acho que é bom.
– Aí vem ele. Vejam.
– O que é?
Eu disse pro comissário do navio. Vejam só.
– Por aqui, cavalheiro.
– Vou almoçar.
Sim. Mas já foi reservada
outra mesa para o senhor.
– Reservada? Quem reservou?
– Aqui, cavalheiro.
Agora ele vai saber como nos sentimos.
Dr. Schumann, eles colocaram
Herr Freytag em outra mesa.
Herr Rieber, o senhor é um verdadeiro
anti-semita. Eu não conheço judeus.
Não sei nada sobre eles.
Não sou anti-semita.
Como pode falar assim?
Até gosto muito dos árabes.
Vivi entre eles por algum tempo e
acabei vendo que eram boas pessoas.
Não disse uma palavra, Dr. Schumann.
– O que pensa sobre…
– Com licença.
O doutor tem um problema no coração.
Acha que deveríamos mandar alguém ficar com êle?
Schumann.
Schumann. Não é um nome judeu?
Minha mulher é judia.
Eu disse para aquela americana.
– Ela deve ter dito a voces.
– Tome um pouco de vinho.
É um Niersteiner Domtal.
Por que se aborrece? A
companhia nessa mesa é bem melhor…
…posso lhe assegurar.
Quando Glocken não está fumando
um dos seus charutos fedorentos.
Não me importo nem um pouco de
não sentar na mesa do capitão.
Talvez porque nunca fui mesmo convidado…
Aqueles idiotas hipócritas.
– Porque suporta isso?
– Já suporto há muito tempo.
Sim, suporta. Têm com voces
dois mil anos de sofrimento.
Não vou
suportar.
Tenha paciência. Tenha
um pouco de compreensão.
O mundo está sempre melhorando.
Como dizia minha tia Rebecca…
Aos diabos com o quê a sua tia Rebeca dizia.
Acham que algum de vocês
é mais alemão do que eu?
Acham?
Sim. Isso mesmo.
Minha mulher é judia.
Ela é judia.
Vou lhes falar dela.
Nunca magoou ninguém em toda a sua vida.
Ninguém.
Vocês… Vocês, pessoas medíocres…
Não são dignos de viver no mesmo mundo que ela.
Vi alguns de vocês na capela
esta manhã. Ajoelham-se e rezam.
Fingem ser boas pessoas.
Boas pessoas?
Vocês não podem sequer viver
sem seus preconceitos…
E o pior de tudo é que…
…nem mesmo sabem reconhecer o que são.
Vocês…
Por vezes, acho que, apesar
do quanto você entende…
…já é o suficiente.
O que está acontecendo?
Tiraram Herr Freytag da mesa do capitão…
…porque sua mulher é judia.
E a culpa é minha.
Tive que contar, para aquele brutamontes…
medonho parar de falar sobre isso.
Que estupidez a minha.
Ele é um bom homem.
Não sabia que isso ia acontecer.
– Não vai chorar, não é mesmo?
– Claro que não.
Nunca choro.
O que eles têm contra os judeus?
Na minha terra, não temos
nada contra os judeus.
Diabos, só com 15 anos vi o primeiro judeu.
Devia estar muito ocupado
linchando os negros…
…para perder tempo com os judeus.
Por que não chama o camareiro?
Ele pode lhe dar algo.
Estou chamando! Chamando!
Chamando! Chamando!
Um cara me deu esses comprimidos em Tânger.
Ele tinha uma teoria de que o enjôo
tinha a ver com os tímpanos.
Sabe, Lowenthal?
Você não é realmente um cara ruim.
Você acha?
Essas coisas que digo, você não
deve levá-las para o lado pessoal.
Não, é claro que não…
É como caminha a história. A
história nos transcende, Lowenthal.
Sente-se melhor?
– Um pouco.
– Ótimo.
O que não consigo entender é por
que quer voltar para a Alemanha.
Eu não iria querer ficar num
lugar onde não sou bem-vindo.
Porque não volta pro seu país?
Meu país é a Alemanha.
Meu pai nasceu na Alemanha
E meu avô nasceu na Alemanha.
Já o senhor, de onde é?
Não consigo reconhecer seu sotaque.
Não fala alemão como
ninguém que eu conheça.
Passei os últimos 20 anos
da minha vida na Alemanha.
Áustria?
Próximo à fronteira.
Era o que eu imaginava.
Lowenthal, sabe que é um fato histórico…
…que os judeus são a base dos nossos problemas.
– Claro.
– Concorda?
Claro. Os judeus e os ciclistas…
Ciclistas? Por que os ciclistas?
Por que os judeus?
– Ei, o que houve?
– Homem ao mar!
Homem ao mar!
Homem ao mar!
Ei, homem ao mar!
– Levem ela daqui.
– Leve para a nossa cabine, por favor.
Ajude-me a virá-lo.
Consegue entender isso?
Um homem salta de um navio
em movimento, à noite, no meio do oceano.
E morre afogado para salvar a vida de um cão.
Sim, eu entendo.
Quem era ele?
Fazia esculturas de animais em madeira,
usando um canivete…
Entre, por favor.
Doutor, o que podemos fazer?
Bem, você está fazendo tudo
que pode ser feito.
– Como isso aconteceu.
– Sim, como aconteceu??
– Foi atirado pela mureta.
– Quem faria tal coisa?
Mas olhe para ele. Ele sabe que
alguém tentou afogá-lo!
– Está com o coração partido.
– Doutor!
Não vá embora.
Talvez possamos lhe dar um caldo. Um caldo quente.
Sim. Pode lhe dar um caldo.
Não vai fazer mal.
Só isso?
Sim, só isso.
O homem que o salvou está morto…
Ele disse que um homem morreu?
Sei como se sente.
Não, não sabe. Você é igual aos outros.
Achou que o capitão tinha razão
em tirar dele o canivete, não é?
Foi o que pensou, não foi?
Você foi um dos que tiveram
pena do capitão, não foi?
Foi você, não foi?
Por que não somos sinceros entre nós?
Eu não sei !
– Talvez a gente tenha medo…
– Bem, vamos tentar.
Talvez seja melhor tentar.
Disse que detesto a sua pintura.
Muito bem, eu a detesto.
Deus me ajude, mas a detesto.
Não sei o porquê.
Talvez seja porque não sou muito boa crítica.
Ou talvez porque signifique tanto para você,
…vale mais que tudo, mais até que eu.
Isso é sinceridade, não é?
Sim, isso é sinceridade.
Vou te contar uma coisa ainda mais triste.
Não consigo ser aquilo que quer que eu seja.
E sei que precisa de alguém
só pra ficar com você…
…que se anule, para você.
David, eu queria ser assim, mas não posso.
– Não consigo.
– Jenny, eu sei que consegue.
Quer dizer, abnegar-se de tudo.
De tudo.
Jenny, sabe do que eu preciso?
Preciso de algo muito simples.
Preciso de uma mulher.
Mas isso é difícil para você, não é?
Você vive competindo.
Sabe como é vazio, e como é frustrante…
…estender a mão para alguma
coisa e ver que ela não está lá?
Sentir que alguém está com a gente…
David, não acha que estou?
Não acha que estou, a despeito
de mim mesma?
– Não tentei tudo?
– Sim, tentou. Divertiu-se muito.
É muito difícil para você. Sei disso.
É muito difícil para nós.
OK. Você diz que o meu trabalho
..é o quê mais importa na minha vida, e é.
Mas esse é o meu jeito.
Não posso evitar.
E quem for viver comigo terá que
acostumar-se a isso.
Terá que viver para mim.
Jenny, sei que parece egoísmo, mas é a verdade.
Não vamos continuar juntos, não é mesmo?
Não é?
David?
Entre.
Eu ia viver para mim.
Disseram-me que não sentia-se bem.
Estou apenas cansado, só isso.
– Estava dormindo?
– Não.
Não sabe que não é saudável dormir vestido?
– Onde estão?
– O que?
– Onde estão?
– Que está procurando?
– Onde estão…
Pare de mexer nas minhas coisas.
Aqui estão. Vista.
Vamos! Vista.
Lerei para você até que durma.
Uma coletânea bem variada você tem.
“Resistência Natural” e “Medicina Clínica”.
“Pesquisas sobre Reumatismo”
“Doenças…”
DOENÇAS CARDIÁCAS
Não sei porque estou tão cansado.
Claro, as vezes acontecem essas coisas.
O escultor de madeira morreu.
Sim, eu sei.
Eu nunca aceitei a morte. Nunca.
Não importa quantas vezes eu tenha visto.
Sempre me sinto responsável…
Agora..
..vamos ver o que temos aqui.
“A fogoza Lady Chatterley sentou-se
à espera que o jardineiro entrasse.”
“Ele entrou, parando por um instante,
sentindo que havia alguém na sala.”
“Seus músculos torneados sob o luar.”
“Ela sussurrou o nome dele.
O jardineiro voltou-se para ela.”
“E beijou Lady Chatterley”
“de um modo que ela nunca havia sido beijada…”
“Seus braços o estavam
esperando, resistindo e exigindo.”
“Jonathan”, disse ela. “Jonathan
querido, está me violentando.”
De onde tirou isso??
ALMANAQUE MÉDICO
Você é tão estranha…
Às vezes, é tão amarga. Depois,
terna e meiga como uma criança.
Sou apenas uma mulher…
Volte a deitar.
São tres dias até Tenerife.
Eu sei
Como será que vão te tratar por lá? Já descobriu?
Será aprisionada?
Deve ser algum tipo de prisão, imagino.
Mas não deve me imaginar dormindo
em um chão de pedra.
..ou vivendo a pão e água…
Não é
meu estilo.
Agora…
Agora vou ler para você..
..esse livro, do jeito que êle foi escrito.
Se isso não o fizer dormir, nada o fará.
“O fígado é um órgão glandular
de grandes dimensões,
de formato irregular
e cor castanho-avermelhada.”
Vamos.
– Venha comigo para a mesa.
– Não. Já fiz o bastante.
Daqui por diante, é com você.
– Tem certeza que estou bem?
– Você está linda.
Agora, vá.
Boa noite.
Boa noite.
Garçon!
Queria uma garrafa de
champanhe, por favor.
Quer acompanhar-me?
Por que não?
Que estamos celebrando?
Alguma disputa?
Acabou-se.
Lamento.
Poderia me dar licença?
Preciso ir à ponte.
Você dança?
Não, não dessa vez.
Obrigado.
Acho que vou , para a minha cabine
…para mim, basta um pouco de
música alemã para fazer esse efeito.
Não fique embaraçado…
Ninguém está vendo.
Nos vemos mais tarde?
Mais tarde.
Herr Freytag?
Herr Freytag!
Quero lhe dizer o quanto lamento.
Queria dizer isso do fundo do coração.
Coração?
Vocês não têm coração.
Nenhum de vocês.
Desculpe. Não tenho o direito
de falar assim com a senhora.
Não tenho o direto de ser rude com ninguém.
Deve estar muito apaixonado…
…por sua esposa para defendê-la assim.
Eu e minha esposa nos separamos…
Eu…
Achei que fosse capaz de enfrentar qualquer coisa…
…que fôssemos passar depois de casados.
Não fui capaz…
Não estava pronto para sair do emprego…
…devido aos preconceitos do meu patrão.
Minha família me avisou sobre isso.
Os meus amigos.
Os meus grandes amigos.
Então entrei em pânico.
Em pânico!
Pedi à minha empresa para
transferir-me para o México.
E você nunca vai acreditar
vai acreditar no quê fiz.
Escrevi uma carta.
“Querida Marianne:”
“Não podemos continuar juntos”
Quantas vezes fiquei imaginando
a cara dela ao receber a carta…
Essa visão me persegue em todo lugar…
Agora estou voltando.
Nem mesmo sei onde ela está…
Mas tenho que encontrá-la.
Pedir que compreenda.
Para me perdoar…
Se ela se importa com você, vai compreender.
Não vê?
Mesmo que ela compreenda, nunca vou esquecer…
Eu escrevi aquela carta.
Ouça essa música, Glocken.
Agora diga-me se não sente algo com essa música…
Schmaltz.
Diga-me, Glocken, com sinceridade…
Quando ouve essa música onde quer que seja,
…não sente algo especial por ser alemão?
Eu digo-lhe, Lowenthal, sinceramente…
Quando ouço essa , música, seja onde for
…sinto algo especial por ser anão…
Lembro-me quando estava muito distante
de casa, num cinema em Nova Iorque.
Puseram uma imagem
do funeral da imperatriz Vitória…
Essa boa mulher. Como ela foi
importante para todos nós.
Você é alemão, não é?
Você é a pessoa mais alemã que já vi.
Quero lhe mostrar uma coisa.
Pego-a de vez em quando…
…e olho para ela quando quero me sentir bem
A Ordem da Cruz de Ferro!
Segunda Classe
Além disso, é herói de guerra.
Você deve ser o maior dos
insensatos em todo o navio.
Por que
diz isso?
Onde esteve durante a viagem?
Acha que esse navio demonstra
o que é o povo alemão?
Você não conhece o alemão
típico do jeito que eu conheço.
Um povo que produziu um Goethe,
um Beethoven, um Bach…
..não é motivo para risadas, entendeu?
50% do povo que produziu um
Goethe, um Beethoven e um Bach…
..votou no partido de Herr Rieber
na semana passada.
– Quarenta e quatro por cento…
Lowenthal, você está cego!
Absolutamente cego!
Não consegue enxergar um palmo
adiante de seu nariz!
O que quer dizer?
Refere-se a isso sobre os judeus?
Não entende.
O judeu alemão é algo especial.
Somos primeiramente alemães,
depois é que somos judeus.
Já fizemos muito pela Alemanha.
E a Alemanha fez muito por nós.
Um pouco de paciência. Um pouco de
boa vontade. Tudo vai se resolver.
Ouça, tem mais ou menos um
milhão de judeus na Alemanha.
O quê eles vão fazer?
Matar a todos?
Karl, com licença. Vou dançar
com uma senhorita encantadora.
Posso ter a honra desta dança?
Quero que me dê algum dinheiro
ou eu o mato!
Enlouqueceu?
– Eu vou matá-lo! – Johann!
Só depende da vontade de Deus.
Não quero mais ouvir isso de jeito nenhum.
Pensa que não sei a forma com
que tem me tratado?
Acha que não sei como me enganou?
Onde é que está? Onde está o dinheiro?
Na gaveta de cima.
Entre.
Tenho dinheiro.
Venha cá.
Vamos!
Apague meu cigarro.
Diga-me…
…eu sou a sua primeira garota?
Está tremendo. Não precisa
ter medo de nada.
A primeira vez…
A primeira vez é muito importante.
Pare! Pare! Pare!
Só estou ensinando o
flamenco para a jovem.
Tire as mãos de cima dela, seu canalha!
Grande herói…
Lamento…
Acho que não está muito
sóbria, Sra. Treadwell.
Por que acha isso?
Meu Deus! Ele as caça como um tigre.
Viu a maquiagem dessas garotas?
– Os homens acham isso atraente?
– Alguns aparentemente sim.
Pensei que os homens gostariam de saber…
…o que estão beijando…
Gostaria de saber como é beijá-la…
Eu a tenho observado,
ando pensando muito em você.
Você nem me nota. Por que?
Agora não quer me beijar? Por que?
Quer que eu diga o quanto a amo?
Nunca soube o que as pessoas
querem dizer com essa palavra.
Não. Não suporto ouvir isso.
Então por que me provocou durante a viagem?
Nunca levou em conta
os meus sentimentos, não é?
E lamento por isso.
Sra. Treadwell, sou um mero oficial
de terceira classe num navio de segunda.
Mas isso me dá oportunidade de
observar as pessoas.
Já vi mulheres como a senhora…
Mulheres quarentonas que ainda
querem se sentir desejadas.
Viajam frequentemente de navio.
Sempre procurando por algo.
Sabe onde vai acabar
essa procura, Mrs. Treadwell?
Termina em um “night club” com
um acompanhante pago…
…que diz as mentiras que você quer ouvir…
Você é um homem muito reles e vulgar.
Acho extraordinário um homem como você…
…me dizendo coisas como essas.
Provavelmente verdadeiras…
Acho que as festividades desta
noite chegaram ao fim…
– Eu ficaria feliz por acompanhá-la
até sua porta. – Não é necessário.
Eu acho o caminho…
– Querido
– Sim, Leiben.
Não sabia que havia uma Frau Rieber
Que quer dizer com uma “Frau Rieber”?
O comissário me disse que você
mandou um telegrama…
…endereçado uma certa Frau Rieber.
Não mencionei isso porque não
suporto uma humilhação dessas…
Foi uma tragédia em minha vida.
Ela não me deixa.
Tenho que sustentá-la e mais tres filhos….
Tem três crianças?
Bem, eles não se entendem comigo.
E eu não me entendo com eles…
Eles se aproveitam de mim…
Sugam o meu sangue.
Eles nunca me deixam.
Nunca me deixarão.
Sou um homem cheio de vida,
apaixonado…
Preciso de amor.
Tenho que ser amado.
Diga que compreende.
Tem que me compreender.
Eu compreendo.
Veja, te comprei uma garrafa
de champanha, certo?
Um maço de cigarros Sultana…
..ou seja lá como se chamam,
e duas margaritas.
Quando vamos poder ficar juntos?
Você tem bebido muito.
Acho que tenho que ir agora.
– Essa noite?
– Essa noite não. Estou cansada.
Essa noite.
Muito bem. Mas largue o meu braço.
Hey! Qual é o número de seu camarote?
Número 14.
Pensei que não ia .
atender esse sovina
Nem vou, planejei uma surpresa
muito interessante para êle…
Dei a ele o número do camarote
daquela vadia de luxo, a Sra. Treadwell.
Acho que está maluco…
Andei sondando. Vão permitir
que eu fique na ilha.
Eu seria capaz de tomar conta dela.
Eu compreendo o que sente por ela,
seu abandono, seu desamparo…
– …mas desistir de tudo…
– Do que eu desistiria?
– Do que estou desistindo
– De sua vida!!
Minha vida. Minha vida são obrigações…
Obrigações com nada
que seja importante para mim.
Aquela mulher ali na cabine,
ela sim, é importante para mim.
Sei que pode. parecer estranho..
Mas ela é a única coisa importante
que me aconteceu…
Willy, já ouviu falar de romances
de navios, não ouviu?
Ela o envolveu e você caiu direitinho
Meu Deus. Se não vê isso, eu posso ver.
Ela só quer sua agulha, não você.
– Ela não quer você.
– Pode ser que seja verdade.
Se isso é verdade…
Quando sofri o ataque de coração
eu tive um sonho…
Pode se falar muito sobre a morte.
Eu a vi muitas vezes como médico.
Mas não se sabe como é a morte,
a não ser quando se chega perto.
Sonhei que já tinha morrido.
Sonhei que estava num caixão.
Fiquei com o corpo todo suado…
Eu queria gritar: “Não posso estar
morto, eu ainda não vivi.”
Quem é que viveu?
Pensa que essa mulher é a resposta, Willie?
Uma mulher assim…
Tudo o quê ela passou.
Ela já viu de tudo. Não existe
nada que a surpreenda…
Mesmo que seja amor, espero poder
negar o mito de que o amor é eterno.
Você não é jovem, Mrs. Treadwell.
Já deixou de ser. jovem há muitos anos
Por trás desses olhos envelhecidos,
esconde um coração de 16 anos…
Pobre idiota…
É isso que os homens acham atraente?
Baby..
Você ainda não cresceu.
Sra. Treadwell de Murray Hill, Virginia.
Agora!
A Sra. pode pintar as
unhas dos pés de verde…
Sabe como vai acabar, não é?
Sozinha.
Sentada em um café…
…com um acompanhante pago.
Largue-me.
Deixe-me ir.
Mrs. Treadwell.
Desculpe. Aquela espanhola
disse-me cabine 14. Desculpe.
Desculpe-me.
Saia!
Saia!
Saia!
Peço desculpas, mil desculpas, eu não sabia…
– Porco!
– Ei! Que droga é essa?
Anda! Saia!
Saia! Saia!
Saia!
Saia! Saia!
Não! Não!
– Estava dormindo.
– Eu sei.
Está gritando de novo!
Eu gritei?
O que é isso?
Não é nada.
– Era alguma coisa.
– Foi ridículo.
Conte-me.
Promete que não vai rir?
Não rirei.
Foi uma coisa que vi quando ia pra Taxco.
Foi só uma imagem rápida que vi no ônibus.
Era um homem e uma mulher.
Uma multidão os observava.
Estavam gingando e balançando.
Pensei que estavam dançando.
O homem estava com a mão para
o alto e tinha uma grande faca.
O peito e a barriga da
mulher estavam perfurados.
O sangue era tão espesso que
a saia dela estava colada nas pernas.
Ela estava batendo nele com uma pedra.
Nunca vou esquecer a expressão que tinham.
Não era só ódio.
Era como se houvesse uma grande
ligação entre eles nesse ódio.
E depois voltaram a se atracar.
Sempre sonho com isso, com
algumas variações grotescas.
Essa noite, eu estava assistindo
como se fosse uma peça de teatro.
Então aconteceu algo…
– Que aconteceu?
– Os rostos se modificaram…
David, os rostos passaram
a ser o seu e o meu.
Boa noite, doutor.
Boa noite,. doutor
Obrigado por nos trazer pra casa, “capitán”.
A cozinha e as acomodações foram excelentes.
Vieram buscar-me?
Para mim a viagem acabou.
Tenho aqui uma receita…
…para algo que irá ajudá-la.
Qualquer médico vai aceitá-la.
Willie.. você se esforçou tanto…
Meu querido.
Meu amor…
Só por uma vez, vamos nos beijar à luz do dia.
Adeus.
Creio que conseguiremos chegar
a Bremerhaven quinta-feira de manhã.
Willie, está bebendo o meu melhor conhaque.
Não é que me importe, mas
não devia fazer assim, não é?
Não devia fazer isso.
Sei que ainda pensa nela.
Tudo vai correr bem para ela.
Agora mesmo, já deve ter
encontrado alguém para ajudá-la.
– Uma mulher assim sempre encontra alguém…
Cale essa boca!
Willie.
Como pode desperdiçar
um bom conhaque, Willie…
Quando penso nas coisas que vi nesse barco…
As estúpidas maldades.
As vaidades.
Falamos sobre valores?
Não há valores.
O esterco em que moldamos nossas vidas…
Ela viu a lixeira por dentro. Ela fez algo.
E nós somos as pessoas
inteligentes e civilizadas…
…que cumprem ordens que são dadas
Não importa quais sejam essas ordens.
Nossa maior missão na vida
é evitar que sejamos insensatos.
E acabamos sendo os mais
insensatos de todo o mundo…
Porque é que eu não fui?
Entre.
Herr doctor, Frau Lutz quer ver você.
Ela diz que a filha Elsa não
está bem.
Estou indo.
Eles que se danem, Willie.
Fique aqui e descanse.
Não está com bom aspecto. Devia
ver sua cara no espelho.
É exatamente isso o que quero dizer.
– Boa noite. – Boa noite.
– Boa noite.
Chamaram-me?
Doutor, pode dar um purgante para Elsa?
Tome dois comprimidos desses antes de deitar.

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Le renard et l’enfant 2007 French Français

movie image

Télécharger Le renard et l’enfant 2007 French Français

resync for
Le.Renard.et.L.Enfant.French.DVDRip.XviD-CiRCLE.avi
‘My story started one day,
by chance, on the way to school.
‘I remember it only too well.
I was just 10 years old.
‘Lt was the first time
I had seen a fox so close.
‘And he hadn’t heard me.
‘He stayed there and I watched him.’
Don’t be afraid, Fox.
Don’t be afraid.
‘My heart was beating flat out.
‘He was so cute.
‘For a moment, I thought
I might be able to touch him.
‘Throughout the day at school,
‘I could only think of the fox
at the big beech tree.
‘On my return to the place
where we met,
‘I was sure I’d find him again.
‘I’d decided that
I would try and tame this fox.
‘At that point, I had no idea that it was
the beginning of a great adventure.’
‘As autumn advanced,
my fox was not to be found.
‘My walks had become an obsession.
‘I found the forest
more and more mysterious
‘now I knew that my fox lived there.’
‘Then one evening, I was struck by how
small I was in the midst of all that nature.
‘I spent my days
learning to read, write and add up,
‘and yet I was still unable
to find the slightest trace of my fox.
‘However, he had to be there,
somewhere right under my nose.’
‘The snow that night had acted
like a magic powder.
‘All was there to be seen,
‘the paw prints of rabbits,
deer and badgers.
‘And then, there in front of me,
‘my fox’s tracks.’
Paw by paw and step by step,
who is it that went this way?
Paw by paw and step by step,
will my little finger say?
On his way, the rabbit leaps,
with his feet together
Spiky hedgehog crosses hands
in any weather
A mark of three twigs in the snow,
it’s a bird, no, it’s a crow
A wild pig with no shoes on
makes a cut of four deep holes
Paw by paw and step by step,
who is it who went this way?
Paw by paw and step by step,
will my little finger say?
So finely curved is your track,
the waltz of a stoat
Two small soles, two small heels,
what a fine turn you promote
‘lt was amazing to walk in his steps, he
showed another way of getting around.
‘He made me cross the same path
again and again,
‘changing his mind all the time.’
Paw by paw and step by step,
who is it that went this way?
Paw by paw and step by step,
will my little finger say?
In the snow and in the cold,
the fox goes on so bold
Big bad paws and claws displayed,
let’s hide as the wolf parades
‘I was stuck home for the rest of winter.
‘I was afraid
I would lose track of him forever.
‘My parents had found me
a book on the life of foxes.
‘Already, I knew it almost by heart.
‘I tried to imagine him.
‘I was becoming, little by little,
like a fox in the middle of winter.
‘I had always seen winter
as a beautiful season.
‘But, for my fox,
every day was full of danger.
‘The book kept repeating,
“Eat and not be eaten.”
‘And I repeated to myself,
“Be strong, my fox. Hold on.
“‘Our paths will cross again.”‘
‘I remember the evening I heard them
calling to themselves on the mountain.
‘Lt was terribly cold.’
‘Lt was the end of winter,
the time of year when they pair off.’
Ooh, ooh, ooh!
Ooh, ooh, ooh!
‘Somebody had told me their courtship
was a strange mix of love and war.’
Ooh, ooh, ooh!
‘Their cries sounded
like the shriek of witches.’
‘My thoughts lingered on my fox.
‘Out there,
amidst the shadows and stars,
‘he lived in his kingdom.’
‘Spring was not far off,
but I was worried about my fox.
‘There was a big campaign in the area
to get rid of them.
‘Anything and everything would be used.
‘Poison, traps, guns.
‘Some people thought them pests.
‘But I found them beautiful
and fascinating.
‘But my opinion didn’t count.’
‘I was free again,
after two months indoors.
‘I was mad with joy.
‘I took up the tracks of my fox.
‘My father had told me
how to find their dens.
‘I just had to be careful
to not get too near to them.
‘Foxes don’t like it when you get
too close to their homes.’
Oh, no!
‘But I only found empty dens,
or even worse, blocked ones.
‘Lt would seem that the war between
man and the fox will never end.’
Anyone there?
Oh, Fox?
Oh, Fox?
‘So this was where my fox lived.
‘I was so happy again.
‘Now I’d found him, I wanted to see him.’
Wait! Wait!
‘My fox was a vixen,
and she’d given birth to cubs.
‘She was moving them
to another hiding place.
‘She’d heard me.
Why wasn’t I more careful? ‘
Cuckoo!
‘I knew she couldn’t have gone
very far with her little ones.
‘So I climbed up into the big beech
to keep an eye on the valley below.
‘I had seen her here once before,
surely I’d see her again.
‘I was happy to wait until she appeared.’
‘I was beginning to doubt my patience,
when an idea came from nowhere,
‘on four paws.
‘Lf my sandwich could attract
a hedgehog,
‘it could do the same to a fox.’
Psst! Go away!
Hey! Go now!
Hey, come here!
Don’t be afraid. Come!
Why are you going so soon? Wait!
You’ll come back, won’t you?
‘Days came and went,
but my fox didn’t come back.
‘I didn’t want her to forget me.
‘Every day, I went to the tree
to let her know
‘that I was still there,
waiting for her.’
‘Lt was now two weeks
since I had seen any sign of her.
‘Lt was quite a lonely time.
‘I asked the old trees
to keep an eye out for me.
‘These old boys must see everything
from high up in their branches.
‘But they’re not very talkative.’
You’re not going again?
‘I had just made a giant step,
and I had to follow her.
‘I didn’t really know where I was going,
but that wasn’t important.
‘I didn’t want to lose her.’
‘The old grouch of the mountains.
‘No one had seen him for years,
but I had.
‘I never told my parents about it.
‘More and more I felt
I had to find her again.
‘I had the whole holiday ahead of me.
‘I learned to be patient. Sometimes many
days went by before I saw her again.
‘I loved waiting for her.
‘Little by little,
I earned the right to get closer.
‘There was no question of stroking her.
‘But it wasn’t wrong to try.’
Come on, come here.
Here, look, it’s for you.
Come here.
No! Come back here! Look!
Here.
‘You unpredictable fox!
‘I loved the feeling I had when
she appeared like that, by surprise,
‘as if she had always been there.
‘Lt was exciting to go deep
into the forest with her.
‘Lt had the scent of adventure.
‘Lt’s funny. At times she would wait as
if I wasn’t going quickly enough for her.
‘One day, I followed her
to the giant’s footprints.
‘That was really something special,
I shouldn’t have been there.’
‘Every child knew it was the most
forbidden place imaginable.’
Ha ha ha!
Oh, no, Fox!
I wasn’t making fun of you!
Oh, Fox?
‘I never imagined that a fox could sulk,
but sulk she did.
‘Lt was sweet.
‘Lt inspired me to give her a name,
which came to me out of the blue.’
Titou.
Titou!
‘Titou… it was cute,
especially for someone so moody.’
Look! Look!
Look!
Is that you there?
You knew it would rain?
How did you know that?
Titou!
It’s not the first time you’ve come here.
Do you know many places like this?
Fox, this isn’t funny!
I want to get out of here.
Stop! Stop! Everyone stop!
Where are you?
Mum! Over here! Dad!
‘As a punishment for my escapade,
I wasn’t allowed out for a week.
‘My parents had been
more afraid than me.
‘I never stopped thinking of Titou.
‘Pictures of her were constantly
running through my mind.
‘I enjoyed reliving the moments
we had shared together.
‘I wanted so much to find her again.’
My beautiful Titou,
you haven’t forgotten me.
I’m so excited to see you again!
Oh, it has been so long
since I last saw you.
You missed me? I missed you, yes.
Hey, wait! Where are we going?
‘I liked watching her.
‘I wondered what she liked,
‘if she was happy to be with me.
‘Lf she liked flowers.
‘Lf she saw things
in the same colours as I did.’
Titou!
‘She was always alert,
always checking around her.’
Come on! That’s it. Come here!
‘There was always a moment on our
outings, when I felt she wanted to leave.
‘Usually, I was right.
And seconds later, she’d disappear.’
Where are you going?
What’s wrong? Wait for me!
Go away! Go!
‘I dreamt of wolves all
through the night
‘and wondered if I would
see her again.
‘But there she was,
more playful than ever.’
Titou!
Come on!
‘They were incredibly funny.
I had a wonderful time with them.
‘The fox cubs didn’t take long
to adopt me. It was extraordinary.
‘The summer days flew by
without me noticing.’
Come on. Come here!
Come on.
Look, you shouldn’t be afraid.
This is where I live with my parents.
That’s my house, over there.
It looks funny, doesn’t it?
And that’s my father
driving his car home.
Here, boy. Come on, boy!
Dinner time!
And that means supper’s ready. Away.
All right, see you tomorrow.
Yes, you are lovely.
‘I was so happy. I felt, at last,
we had become real friends.
‘She was so excited when
we met again.
‘She put on a show for me.
‘I knew she was happy to see me.
‘At that moment,
I felt that I really understood her.
‘She was my secret.’
Come on! Let’s have a race.
Last one there is a rotten egg!
Come on!
You’re the rotten egg!
Titou, here. Don’t be afraid.
Look, it’s a fire.
Good, let’s go and play something.
Let’s say it’s winter, and there’s snow
and you come to my house to get warm.
Shall we play?
So we’ll pretend we’ve come
to the land of fairies,
and we have to live somewhere.
There’s the walls. Good.
And this is our house.
This is my chair.
And this here is the door.
Are you coming in?
Hey, stay still!
Let’s pretend this is your collar.
Is that OK?
Come on!
Er, you just hit your head
against the wall.
So we’ll say you were waiting for me,
while I went for mushrooms
in the forest.
Good.
Now, you can’t keep running off.
Hey! Sit down!
Sit down!
Hey, stop!
Come back here right now,
or I won’t be your friend!
‘Lt upset me to see her run off like that,
in the middle of our game.
‘As usual, I had to wait
until she wanted to come back.
‘Lt would have been nice
if she had listened to me for once.
Oh, there you are, Titou.
Are you still upset?
Titou, Titou!
Titou, Titou, Titou!
You’re not angry with me any more?
Come on, I’ll let you see my bedroom.
Titou, Titou! What are you doing?
Titou!
Come on.
Come in!
You see, I have my own den.
Do you like my bedroom?
Let’s play hide and seek.
I see you!
I saw you.
What are you doing? Stop!
Wake up, Titou, wake up.
Please get better.
You can’t do this now.
What will I do, then?
I promise you,
I’ll never do anything you don’t like.
We’ll play the games you choose.
Titou?
My head was spinning.
I didn’t know what to do.
Should I look for her or
go home and wait?
‘It was in that moment I realized that
the fox did’t need words to understand me.
I felt she had learned
me something important.
She had trusted me.
‘that I understood why foxes
always flee when they see us.
‘They have known for a very long time
that we could never truly be friends.
Why did you leave?
‘It wasn’t by keeping her
that she would remain mine.
‘I’d confused possession for love.
It’s big words.
What I liked was that the fox
wasen’t something cuddly, -
– or a pet, What I loved was
the excitement of the wait
– You understand?
– Yes.
‘I called to her, sometimes
fordi det var uforutsigbart.
Did you see her again?
Very often.
The whole summer.
sometimes she answered me, -
– sometimes not.
she answered me, sometimes not.
‘But I was never to see her again.
Why not?
Maybe she understood something.
‘Maybe she didn’t want to see me anymore.
‘Maybe she had been called somewhere else by the forest.
But your fox…
– She loved you too.
– Do you think so?
‘But I was sure from that day on
that foxes knew what love means.’

Categories: Sous-titres français | Tags: , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

“Girls” Hannah’s Diary 2012 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda “Girls” Hannah’s Diary 2012 Portuguese-BR Português

REVOLTZ TEAM apresenta:
Garotas Eletricamente Revoltadas
Tradução:
Sue | Mpvcf | Lub
Tradução:
daewolz | Fefavrin
Revisão: Fefavrin
Meu Deus.
Meu Deus.
-Meu Deus.
-O que foi?
Meu Deus.
O que é isso?
-O que está acontecendo?
-Meu Deus.
Meu Deus! É um pau.
Alguém por favor
me explica isso.
Isso é um pau quase duro
com uma pele de esquilo em volta.
Adam acabou de
mandar isso para mim.
Não tenho palavras.
Desculpe acordar
vocês, mas…
Está brincando?
Estou feliz que nos acordou.
-Isso é loucura.
-É um pau grande.
Como pode saber?
Está muito perto.
Precisa de, tipo,
um contexto para saber.
Não, acredite.
Dá para saber.
Parece que dá para
sentir o cheiro.
Nunca me mande
fotos de pau.
-Quer uma?
-Não.
-É ele.
-Meu Deus.
Provavelmente é a foto do anus
usando uma pulseira da amizade.
É um SMS. Diz, “Desculpe,
não era para você.”
“Desculpe” com d-s-p
em maiúsculo.
O que está fazendo?
Não responda.
Por que não?
Ele basicamente disse que a foto
do pênis era para outra garota.
Ele nunca mencionou
uma garota.
Você é mais esperta
que isso, Hannah.
Se tivesse outra garota,
ele nunca seria tão óbvio.
Sim, ele seria.
Ele é um psicopata.
-Você não sabe. Nunca o conheceu.
-Ninguém conheceu.
Essa é a primeira prova
da existência dele.
O que escreveria?
Só pergunte
para quem era.
Não, não escreva nada.
Ou pergunte se posso pegar
o pau dele emprestado
para bater em focas bebês.
Não responda.
Confie em mim dessa vez.
Não responda.
Não responda.
-Boa noite.
-Boa noite.
[S01E05]
“Hannah’s diary”
Hannah.
O que faremos com você?
Peço desculpa. Pensei que lidaria
melhor com o Windows,
sou melhor com o Mac, mas
se me der uma hora com o manual,
Só estou implicando com você.
Sei que vai aprender.
Muito obrigada.
“Trabalhar com assistente
de criação de gráficos.”
Parece tensa.
Não, estou bem.
Sou só uma pessoa corcunda.
Obrigada.
Agora vá até a dor.
Minha esposa e eu fizemos
um curso de Reiki.
Muito fascinante.
-Precisa sentar direito.
-Minha mãe sempre diz isso.
E abrir o Plexus Solar.
Respire.
-Sente isso?
-Sim.
Muito melhor.
Muito melhor.
Realmente muito melhor.
Um ponto de exclamação depois
do “oi” fica exagerado,
um ponto final acho
que tudo bem…
Sabe qual a parte mais estranha
de ter um emprego?
Não, sou estudante.
Você tem que ir todo dia,
mesmo quando não quer.
-Não quer ir hoje?
-Hoje tudo bem.
Só não sei como
vou me sentir amanhã.
Shoshanna.
Oi, lembra de mim?
É o Matt, Matt Kornstein.
Acampamento Ramah.
Sim, oi.
Você liderava os mais intensos
assaltos à geladeira que já vi
na minha época de
conselheiro júnior.
Era bem intenso.
Não, foi o mais intenso.
Planejávamos
por semanas, mas…
Era muito legal.
Sabe…
Vou deixar vocês com…
O que quer isso seja.
Você não foi para casa mais cedo?
Tipo, o que foi aquilo?
Porque ouvi boatos que
tentou se matar
tirando todo o ar
de um barco inflável.
Fala sério.
Sou ansiosa
e não depressiva.
Eu fiz isso em um desafio.
Não esquecerei
a vez que salvou
a garota presa
entre dois caiaques.
Uma perna em cada caiaque.
Você pode morrer desse jeito.
Sério, você pode
rachar sua bunda.
Com certeza.
-Deveríamos sair.
-Sim.
Eu meio que tenho aula agora,
mas eu poderia cancelar.
-Hoje à noite.
-Tudo bem.
Sim, deveríamos
sair hoje.
-Oi, Lesley.
-Oi, Hannah.
Como está indo
sua primeira semana?
Está boa.
Está sendo boa.
Escuta, estava pensando
se tem algo específico
que acha que eu deveria
saber sobre Rich.
Ele te tocou?
Sim. Meus peitos, um pouco.
Eu sei.
Rich massageou Hannah.
Verdade?
Você se acostumará com isso.
O quê?
Olha, sei que é nojento,
mas ele é muito legal
e ele dá plano de saúde bom.
Ele não reclama se eu vier
ou não vier e tal.
E ele paga para minha irmã
ir para o acampamento.
E ele me deu um iPod
de aniversário.
-Isso foi muito legal.
-Eu sei, é um nano.
Então nunca disseram
nada a respeito?
-Não, nunca.
-Por quê?
-Tudo bem.
-Meu Deus.
-O que houve com suas sobrancelhas?
-Minhas sobrancelhas?
Elas estão muito falhadas.
Eu as arranquei
na oitava série
e acho que estão
crescendo diferentes.
Aqui, deixe-me…
Deixe-me ver algo.
Eu vou fazer algo
com elas, está bem?
Ela vai fazê-las
ficarem boas.
Suas pálpebras são oleosas.
muito oleosas.
-Sim.
-Você já tinha notado isso?
-Não. Por que será?
-Provavelmente vem da dieta.
-Sim, você come salada?
-Sim.
Vegetais, muitos vegetais, certo?
Você é vegetariana?
-Era. Não sou mais.
-Dá para notar que é.
Está certo.
-Sabe o que é bom para a pele?
-O quê?
-Açúcar.
-Açúcar mascavo.
Não. Açúcar branco.
Não é?
Então, a melodia era…
Onde você está indo
nesses tênis?
E cantaria isso apenas
duas vezes,
e você iria me ajudar no…
Cantar junto comigo no
nesses tênis?
-No último? Só no último, não é?
-Sim.
Nesses tênis?
Legal. Talvez eu faça
um pouco…
-Sim, isso é lindo.
-no bongo.
E você está à vontade…
O conceito da música
está claro para você?
Está andando atrás de uma garota
e ela está usando tênis.
-Sim, é basicamente isso.
-Certo.
Obrigado por me ajudar com isso,
realmente aprecio isso.
A Marnie tem andado
irritada ultimamente.
E só quero surpreendê-la
com algo legal.
Como uma mesinha
feita de lixo da rua.
Sim. Digo, parece que é,
mas é no estilo
das coisa que ela gosta
do “Restoration Hardware”.
Sua namorada está
nos meus pesadelos.
Você entendeu isso?
Alguém deveria fodê-la,
para ela aprender uma lição.
Sabe, acorrente-a
a um poste
e foda-a com tudo.
E a chicoteie,
Chicoteie até que ela…
Que seja.
Mas é o que estou falando
Não foi sempre assim.
Digo, não era assim na faculdade.
Acho que está passando
por algum tipo de ajuste
temporário para a vida adulta.
Não é vida adulta se seus pais
pagam o seu celular.
Ela paga por metade
do celular dela.
Besteira.
Onde você está indo?
Nunca estivemos aqui
sem elas estarem aqui, certo?
De forma alguma vou deixar
de acariciar coisas de garota.
Você estava atrasada.
Como assim
eu estava atrasada?
Eu estava
5 minutos atrasada.
Você é uma nazistazinha,
sabia disso?
-É que não gosto da escola.
-Eu sei.
Bem, isso é porque
você não é louca.
Como foi seu dia?
Comi o lanche,
mas perdi minha fivela.
Fumou um maço de cigarros?
Comi o lanche,
mas perdi minha fivela.
Espera, comeu
um maço de cigarros?
Percebe o quão
fora da linha isso é?
Papai, Papai!
Terry!
-Meu Deus!
-Que legal te encontrar aqui.
E aí, suas bobonas?
Macaquinho, o tio Terry
acabou de voltar da…
-Reabilitação!
-Tahoe.
Juro por Deus,
eu disse para ela Tahoe.
Podemos ficar com vocês?
Não, querida,
porque o papai e Tio Terry
têm que conversar
sobre coisas de trabalho.
Que coisas de trabalho?
Você nem tem um emprego.
Pego.
-Certo, estamos indo ao parque.
-Está chovendo.
Uma mulher deve saber
quando ela não é querida.
-Certo. Nos vemos mais tarde.
-Tchau, Papai! Tchau, tio Terry.
Terry,
não desista
antes do milagre.
Caramba.
Onde você a achou?
Pelo “Village Voice”?
A Katherine a achou.
Ela é ótima, muito presente.
Presente. Quem se importa
se ela é presente?
Ela tem a cara da Brigitte Bardot
e a bunda da Rihanna.
-Tão limpa, tão loira.
-Sim. Eles são legais.
Quando vê uma família assim
não fica imaginado
se todos transam
um com o outro?
Trancando as portas,
fechando as cortinas,
e arando
pela árvore genealógica?
Não, não, não. Por favor.
O que está fazendo? Pare.
Só uma vez na vida,
queria de fazer sexo
com alguém
que se parece comigo, sabe?
Só para ver como é,
tentar.
Minha irmã é gorda desgraçada.
Meus pais estão mortos.
Então,
não tenho nada.
Certo, onde sempre quis procurar
que nunca procurou antes?
Nunca pensei sobre isso.
Marnie não tem muitos segredos.
Bom, sabemos onde ela guarda
o massageador vaginal dela.
Quer dizer o vibrador?
Pois é assim que eu chamo.
E isso é uma ferramenta.
Você é uma ferramenta.
Certo.
-Para você, Rich.
-Obrigado, minha querida.
-Cara, e esse tempo?
-É, não sei o que aconteceu.
Estava bonito antes.
Bom, chuva, raio de sol…
que diabos?
Sinto-me muito bem hoje.
Agora, me dirá se os toques
te incomodarem, certo?
Sou um cara
que gosta de tocar.
Olá, Hannah!
Fio dental.
Nada me faz ficar duro
mais rápido que…
Isso são buracos.
Isso é calcinha
com buracos na frente.
Certo.
Imagino onde ela esconde
o chocolate.
Ela…
Não, não, não.
Por favor, cara.
Não leia isso.
É o diário da Hannah.
Claro que ela tem um diário,
como todas as garotas que ouvem
Tori Amos e se masturbam.
Por favor, isso está
me deixando desconfortável.
-Por favor não leia isso.
-Ela é meio engraçada.
Digo, não ligo para como ela
se sente em ter pão em casa,
mas ela é meio engraçada.
Ela é escritora, cara.
É o lance dela.
O quê?
-O que foi?
-Nada. Vamos voltar para a mesa.
-Temos muito trabalho.
-Não, não.
-O quê?
-Deixe-me ver.
Cara, sua namorada é pessoa
mais chata do planeta, certo?
E essa garota
é a segunda.
-O que quer dizer?
-Digo, isso é bobagem.
Nada para ver aqui,
Charles.
Digo, isso…
Acho que está certo.
-É violação de…
-Então por que está segurando?
Bom, só acho,
sabe, é assustador
e não devíamos estar olhando
as coisas dos outros…
-Acalme-se, cara.
-Está fazendo muito segredo.
-Deixa quieto! Droga, relaxa!
-É irritante.
Eu quero ir no escorregador!
Odeio meu namorado,
mas ele trabalha na Verizon e
tenho uma plano de celular bom.
Quais são seus?
Beatrix e Lola.
Estão perto do escorregador.
Lola está tão difícil, entende?
Mal posso esperar
para levá-la para a mãe.
Você é a babá?
Sim, claro que sou a babá.
Acha que tenho filhos?
-Tenho 24 anos.
-Você é a babá?
Tinha certeza que era
uma atriz com uma criança.
Sou como vocês.
-E Mercury foi retrógrado.
-Meu Deus.
-Garota, não faço nada certo.
-Quando não é retrogrado?
-Qual meu signo?
-Gêmeos.
-Obrigado.
-Boa noite, senhoras.
-Tchau.
-Tchau, Hannah.
Espera. Como foi
o resto do seu dia?
Sabe, é estranho,
acho que estou acostumando.
-Sim.
-Sim, sabe, leva tempo.
-Sim.
-Não fale para seu namorado
sobre a apalpação.
Contei para o meu.
Achei que ele ia surtar.
Nem devia chamar
esse cara de namorado.
-Bom, é diferente, sim.
-Sim.
Quer ver algo estranho?
Por favor.
Tudo bem.
Gosto de uma foto obscena,
mas isso é estranho.
-O que é?
-Parece um casaco de rapper.
Parece. Sabia que minha mãe
tinha um chapéu assim?
Sei. E depois mandou
outro SMS que dizia,
“Desculpe,
não era para você.”
“Desculpe” escrito errado.
Certo, primeiro,
quem escreve “desculpe” errado?
-Quantos anos temos?
-Garota, de verdade.
-Isso é ridículo.
-Não era para você? É bizarro.
-Tão desrespeitoso.
-Droga. Precisa deixá-lo.
-Aqui, tire de perto de mim.
-Precisa terminar com o cara.
-Obrigada. Urgente.
-Isso é ridículo.
Mas aguentamos apalpações
na bunda o dia todo.
-Isso é muito diferente.
-Diferente.
-Muito diferente.
-Precisa se respeitar um pouco.
Sim, aquela foto era nojenta.
-Respeite-se.
-Sabe a diferença.
É loucura como ganhamos pouco.
Eu estou ofendida.
Sabe, precisam dizer
aos seus chefes que têm valor,
que têm a vida
dos filhos deles nas mãos.
Sabe, talvez…
um sindicato das babás?
Talvez tenha um sindicato local
para esta vizinhança.
Poderia nos dar o alvará.
Não sei o que é isso,
mas parece incrível.
Então me sacrificaria
pelo bem do grupo.
Mesmo. Não me considero
uma pessoa politizada,
mas quando tem uma causa
-que significa algo…
-Licença, cadê suas crianças?
Eles estavam…
Merda.
Deixe seu cabelo cair,
garota, você já sabe
Quando eu agarrar sua bunda,
não a largarei…
Lola!
Beatrix!
Merda!
Lola! Beatrix!
Eu sou a merda
e você é o coco
Deixe um negão te comer
com aquele vodu…
Encontrei-as!
Estão escondidas
atrás do mirante.
E você já sabe
que é seu papai
Quem é seu papai,
quem é seu papai?
Suas capetinhas!
Venham aqui agora.
Sabem o quanto
me assustaram?
-Venham aqui agora.
-Não.
-Gosta do filme?
-Sim. Sabe, é legal.
Podemos ver outra coisa
se não estiver afim.
Tenho outros filmes.
Tenho uns cinco do netflix.
Tenho uma animação,
e alguns da Jen Aniston.
Tenho um do 007
com Pierce Brosnan
se estiver afim disto
ou outra coisa.
Não são os filmes,
é só o meu joelho.
Começa a doer muito
se eu não alongar.
-Sinto muito.
-Não, tudo bem.
Você pode colocar em mim…
Se ajudar ou sei lá.
Certo.
Pode tocar se quiser.
Não quero tocar
se ainda não nos beijamos.
Por Deus,
você cheira como um bebê.
Porque estou usando
desodorante feminino.
Deus, você é toda gostosa
e cheia de curvas.
Obrigada.
Sabe, as pessoas sempre dizem
que garotas da cidade
são melhores
que as de Long Island,
mas acho
que não concordarei com isso.
E eu gosto
de comer bucetas também.
Eu sei, parece estranho,
mas eu amo isso.
Está bem, está bem.
Nossa.
Quer transar?
Quer transar
ao invés disso?
Agora?
Se você quer?
Você quer?
Tipo, sim, se…
Se você quiser.
Isso é tão legal,
como está acontecendo.
-Eu amo.
-Legal.
Só acho
que deveria saber algo
só para o caso
de ser estranho,
o que não deveria,
mas caso eu grite,
o que não farei,
estou prontíssima para transar.
Só nunca transei antes.
Achei que deveria contar isso.
-O quê?
-O quê?
É, não é bem
o meu lance.
-O que não é?
-Virgens.
Mas tirando o fato
que eu nunca transei,
eu sou
totalmente nada virgem.
Sou a virgem
menos virgem que existe.
Sem ofensas.
Transo fácil com você
depois que já
tiver transado.
Eu só… sabe,
virgens se apegam
ou sangram.
E você se apega
quando sangra.
Eu não me apego
quando sangro.
Sabe, é incrível.
Eu não sou mesmo
uma grudenta sangrenta.
É, não vai rolar.
O cara é gay,
certeza.
Não como você,
louco por sexo.
-Mamãe!
-Oi, pessoal!
-Papai!
-Achei que estariam dormindo.
Elas queriam
esperar por vocês.
Estou tão feliz
de ver vocês, meninas.
Como foi seu dia?
Um gerbilo nasceu
e parecia um tomate mastigado.
-Foi nojento.
-Parece nojento.
-Jessa nos perdeu.
-O quê?
Ela nos perdeu.
Depois da escola.
-Mas onde isso aconteceria?
-No parque.
Espere aí. Qual é, Lola,
eu as vi juntas.
-Foi depois.
-Lola.
-Sem mentiras.
-Não é mentira.
-Não, não.
-Para cama, meninas.
-Já é bem tarde.
-Não!
Certo, cama do papai
e da mamãe.
-Ocasião especial. Desculpe.
-Isso é demais!
Muito obrigada
por ficar até tarde, Jessa.
-Salvou-nos essa noite. Obrigada.
-Não há de quê.
Certo, crianças.
Eu realmente perdi
as suas crianças.
Eu não fiquei olhando direito
e as perdi.
E se a Lola
já não me odiava,
com certeza
ela me odeia agora.
-Todos já fizemos?
-Já fizemos?
Eu perdi a Lola uma vez
quando ela tinha 3.
Estávamos na feira.
Eu a estava
segurando pelas mãos.
Eu a soltei por um segundo
e ela desapareceu.
-Ela simplesmente se mandou.
-Onde a encontrou?
Ela estava na traseira de
um caminhão de leite de soja
com uma senhora
muito simpática.
Eu entendo isso.
Digo, eu costumava
fazer coisas desse tipo.
Quando eu era pequena,
eu costumava fugir
e dizer mentiras
o tempo todo.
Como o quê?
Tipo, minha mãe é
uma ótima mãe
e somos melhores amigas.
Bem, coisas desse tipo.
Espero que a Lola se saia
tão bem quanto você.
Jesus Cristo, que merda aconteceu
com suas sobrancelhas?
Não vou dizer.
Eu não vim aqui
falar sobre isso.
Você parece
uma adolescente mexicana.
É demais.
Vim aqui dizer que não acho
que devemos nos ver mais.
Não acho que devemos
nos ver mais,
e eu me sinto
idiota e patética
por receber uma foto do seu pau
destina à outra pessoa.
E você nem se importou
em explicar,
pois te fiz pensar
que não precisa se explicar.
Então…
O que está pedindo?
Não estou pedindo nada.
Realmente não estou
te pedindo nada.
Nunca te pedi nada.
Eu sequer quero algo,
está bem?
Respeito o seu direito
de sair com quem quiser,
e sequer quero
um namorado.
O que você quer?
Quero alguém que queria
ficar junto o tempo todo,
que ache que sou
a melhor pessoa do mundo
e queira transar só comigo.
E eu me sinto
muito idiota em te dizer isto,
porque me faz parecer como se
quisesse ir tomar chá da tarde.
E eu realmente não quero isso,
e não quero que sente na poltrona
enquanto faço compras
e nem quero
que conheça minhas amigas.
Eu nem quero isso, está bem?
Mas também não quero dividir
meu parceiro sexual
com uma garota
que parece ter pedido
por uma foto do seu pau.
Além disso, não quero
uma foto do seu pau
porque moro
bem perto de você.
Se quiser
que eu olhe para ele,
eu posso vir aqui
e olhar para o seu pau.
E não te vejo me escutando
e não te vejo mudando.
Então…
Eu simplesmente
resumi tudo para você.
E desculpe por não perceber
isso antes,
e deve me achar ainda mais burra
do que já me achava.
Mas considere isso
uma evidência de seu charme,
porque pode não saber disso,
mas você é muito charmoso.
E eu gosto muito de você.
E não quero mais gostar,
porque isso é uma merda.
Então eu vou embora.
Meu Deus.
Não gosto quando
você fala assim comigo.
Não gosto de falar
assim com você.
Só quero ser amável com você.
É isso que…
Mas também quero saber
porque não respondeu meu SMS.
O quê, o da foto?
Me masturbei olhando para ela.
Se masturbou olhando para ela?
Não, você parecia que estava
sendo comida por um pepino.
Não consigo tirar uma foto série
de mim nua, está bem?
-Essa não sou eu.
-Então seja que você é.
Meu coração acelerou
Quando pegou
o seu tênis da calçada
Você transaria
com uma virgem?
Depende do virgem.
Shosh.
Se eu tivesse uma pica,
é tudo que eu faria.
Onde está indo
nesses tênis?
-Oi, oi.
-Oi, onde você estava?
-Eles estão na terceira música.
-Venho do trabalho.
E porque está
tão rosada e sorridente?
Você vai morrer
antes de reconhecer
uma pessoa recentemente comida?
Acabei de te dizer
que não transamos.
-Pode ir ao banheiro durante?
-Não.
Naquele tênis
Muito obrigado
a todos por terem vindo.
Meu nome é Charlie.
E eu sou Ray. E juntos somos
“Questionable Goods”.
Esta próxima música é…
é uma nova,
então fiquem com a gente.
É nossa primeira vez tocando-a.
E é para a minha namorada Marnie.
E para a minha amiga
Hannah também.
E se chama
“Hannah’s diary”.
Ótimo nome.
É. Um, dois.
Um, dois, três.
O que a Marnie
está pensando?
Ela precisa saber
o que tem lá fora
O que a Marnie está pensando?
Como deve ser
namorar um homem
com uma vagina
Será que ela não quer sentir
um pênis de verdade?
Isso é um música de amor?
Este é o refrão.
A Marnie tem
que parar de reclama,
E terminar logo com ele
É claro que será doloros,
Mas ela já está
sofrendo tanto
Presa na prisão da bondade dele
Só porque alguém é bondoso
Não significa
que eles têm razão
É melhor terminar agora
E cortar o membro
e deixar o cepo se curar
Ele achará outra pessoa
Alguém que aprecie
o tipo de amor sufocante dele
Muito obrigado a todos
por terem vindo.
Todos tenham uma ótima noite.
Você é uma puta vaca!
Puta que pariu.
Isso foi ótimo!
Acho que vou vomitar.
Eu cometo os mesmos erros
Parece que nunca vou aprender
Sempre dou muito
Por pouco em retorno
Não mudei nem um pouco
Ainda não superei isso
Eu cometo os mesmos erros
Eu
Eu nunca cresci
Parece que nunca crescerei

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

“Transporter: The Series” The General’s Daughter 2012 Romanian

movie image

Download subtitles of “Transporter: The Series” The General’s Daughter 2012 Romanian

Mai tare.
Puțin mai tare, te rog.
– Eu decid câtă durere primește.
– Și eu decid câți bani primești.
Pune ăla deoparte!
Acum!
Frank?
Mă gândeam eu că vei suna.
– Știi cine a fost W.C. Fields ?
– Tipul care s-a însurat cu Mae West?
Nu. Era un tip care refuza să lucreze
cu copiii și animalele. Sunt fanul lui.
– Nu-mi spune că ai deschis pachetul.
– M-am gândit la asta.
– Cățelușul ăla drăguț!
– Deci ai știu tot timpul despre asta.
Nu e așa, Frank.
Sunt bani câștigați ușor.
Nu există așa ceva.
Bună, puiule!
Vino aici, puiule!
Lui mami i-a fost dor de tine!
Ție ți-a fost dor de mami,
puiule?
Vrei să-ți iei la revedere.
Spune pa pa!
Dă-mi-l!
Ăsta e locul meu!
Jucăm după regulile mele!
Dacă ea nu era aici…
Ce? Ce-ai fi făcut?
Dă-mi-l!
Lasă asta profesioniștilor.
Poate unul din voi să mă lovească,
vă rog?
CURIERUL
Sezonul 1, Episodul 3
Traducere realizată după sonor
Bunicule…
Ai aflat ceva?
Îl vor muta azi.
Nu e numai pentru mine.
Știu, bunicule,
e pentru noi toți.
Pentru noi toți.
Da…
E izbitor, nu?
Ce-ai spune dacă ți-aș spune
că aș putea vinde mâine pictura
pentru 500.000 de euro?
Aș spune că mai întâi ar trebui
să-l furi.
– Vorbind ipotetic, desigur.
– Desigur.
Numele meu e Tracy.
– Acesta e dl Voros.
– Hai să terminăm cu asta.
Cu cât face livrarea mai curând,
cu atât îmi primesc și eu banii.
Ai grijă cu aia.
Nu ai idee cât de mult valorează.
Ușurel!
Pachetul din portbagaj.
Dă-mi-l!
Nu pot face asta.
Dă-mi-l! Acum!
De ce?
Pentru că e al meu.
Lasă arma jos. Sunt doar un șofer
care livrează un pachet.
Care a fost furat de la mine!
– De ce te-aș crede?
– Pentru că eu sunt cea cu arma.
Ai idee ce ai în mașină?
Nu e treaba mea.
– Urmezi niște ordine?
– Onorez un contract.
Dă-mi-l!
Ar trebui să ai grijă cu chestiile
alea. Sunt periculoase.
Tu ești șoferul?
Nu ești așa cum mă așteptam.
Sentimentul e reciproc.
Unde e pachetul?
Urmează-mă.
– Când e licitația?
– Peste 3 luni, la Paris.
– Șoferul a venit, dle Khyber.
– Perfect!
Aștept asta de multă vreme.
În sfârșit!
Incredibil!
Păi…
– Dacă afacerea e încheiată…
– Așteaptă!
Urmăresc tabloul ăsta de ceva vreme.
Vreau ca asociatul meu să-l verifice.
Să mă asigur că nu a fost avariat
la transport.
Profesore…
Da, da…
O excelentă expunere în lumină!
E magnific!
Așa este.
Așteptați…
– Nu…
– Ce este?
Poate este o capodoperă,
dar nu ceea ce ați plătit.
– E un fals!
– Asta e imposibil!
Poate, dar mă îndoiesc
că greșesc.
Băga-mi-aș!
Asta e foarte dezamăgitor.
Eu doar livrez pachetul.
Nu sunt responsabil pentru conținut.
Am plătit un avans de 1 milion
de dolari pentru pictura asta.
Te vei bucura de ospitalitatea mea
până lămuresc lucrurile.
Șeful vostru e mare iubitor
de animale!
Vești proaste.
Profesorul confirmă că pictura
e un fals.
Cum am spus,
n-are nimic de-a face cu mine.
Angajatorul dvs spune că v-a dat
pictura veritabilă.
Normal! Ce altceva ar fi putut
spune?
Deci… unul dintre voi minte.
Trebuie doar să aflăm cine.
Din moment ce ești deja aici,
tu ești primul.
Ești stângaci sau dreptaci?
Întreb numai pentru că așa câștigăm
timp și e mai puțină mizerie
să mergem direct la degetele
mâinii dominante.
E a doua oară azi când
se îndreaptă o armă spre mine!
Trebuie să vorbesc cu dl Akamatsu.
Da, știu ce oră e în Tokyo.
E urgent!
Vă asigur că voi fi concis.
Da, sunt conștient de consecințe.
Nu mă aștept ca unul dintre voi,
idioților, să știți ceva despre artă.
Așa că o să încerc să vă explic
cu mare atenție.
Pictura aia făcea parte
dintr-un set.
Aceeași scenă,
pictată de patru ori.
Fiecare reprezintă unul
din cele patru anotimpuri.
Iarnă, primăvară,
vară și toamnă.
Dețin trei dintre ele.
Individual,
valorează 20 de milioane.
Ca set, valorează de cinci ori
mai mult.
Deja am un cumpărător. Va fi foarte
dezamăgit dacă nu i-l livrez.
Ce s-a întâmplat?
Idiotul ăsta l-a lăsat pe șofer
să-i ia arma!
Te-aș putea omorî în bătaie
cu vătraiul ăsta.
Dar asta ar murdări covorul.
Începe cu șoferul ăla.
Află ce știe și omoară-l.
– Salut!
– Sunt aici.
Șoferul diavolului vine acasă?
Intră!
Te întrebi de ce fac asta.
Pentru că e simplu.
Iau ceva din punctul A
și-l duc în punctul B.
Sfârșitul poveștii.
Nimic complicat!
– Ești genul căruiai-i place rutina.
– Exact!
Atunci de ce a luat-o razna?
Trebuie să-ți respecți regulile.
Mașina e pregătită?
Da. Termin verificarea sistemului
în circa 60 de secunde.
– Ce pot face pentru tine?
– Pictura a fost un fals.
Ai deschis pachetul!
E complicat! Vreau detalii
despre proprietarul galeriei.
Tracy?
Vreau să verifici numărul
unei motociclete.
În regulă. Altceva?
Da…
Găsește-mi și mie o livrare
simplă.
Te-ai gândit vreodată
să-ți schimbi meseria?
Numai de 3, 4 ori pe zi.
Imaginează-ți numai ce plictisit
vei fi!
Mersi, Carla!
Ce dracu’ faci aici?
Am venit să vorbim despre pictură.
Deci…
Vei veni de 2 ori pe săptămână,
vei plăti cash
și nu te vei plânge niciodată.
Indiferent de ce se întâmplă.
Nu vreau nimic prea brutal.
Asta va fi decizia mea.
Și fără semne.
Nu vreau ca soția mea
să pună întrebări.
Ești un băiat neastâmpărat!
Nu-i așa?
Sunt aici doar pentru a avea
puțină distracție,
nimic periculos.
Pune ăla deoparte!
Știi ceva?
Voi, oamenii de afaceri,
sunteți toți la fel.
Oameni importanți pe dinafară,
și doar niște băieței în interior.
Am o treabă pentru tine.
Îmi pare rău.
Madam Cora nu e disponibilă.
Nu mă lua cu d-astea!
Ai treabă!
E cu un client în clipa asta.
Vă sună când termină.
Termină cu prostiile!
Lucrezi pentru mine! Treci încoace!
Unde crezi că pleci?
Am o afacere la care trebuie
să ajung.
În clipa asta, ne distrăm!
Vreau doar să mă distrez puțin.
Știi ceva?
Pleacă, înainte să fii rănit!
Deja i-am spus lui Khyber,
nu știu…
Nu știu nimic despre tablou.
Vorbește cu intermediarul.
Numele lui e Tracy.
Dacă știe cineva ceva despre asta…
Vom vorbi cu el,
nu-ți face griji.
Uite care-i chestia, dle Voros.
Trebuie să aflăm cine are originalul.
Și mi-e greu să cred că nu știți
nimic despre asta.
Vreau să vă gândiți bine…
și foarte profund.
Nu știu.
Știți de ce aveți nevoie?
De puțină încurajare.
Deci, spuneți-mi,
sunteți stângaci,
sau dreptaci?
N-ar trebui să intri
în casele oamenilor.
Iar tu n-ar trebui să urmărești
mașinile oamenilor pe motocicletă.
Știu niște oameni care fac asta.
Nu prea ești genul.
Da? Și ce tip sunt?
O fată evreică drăguță,
Fotografiile…
Numai tu și domnul mai în vârstă
în costum?
Bunicul meu.
Acel Pissarro era un fals.
Expertul cumpărătorului meu
abia de s-a uitat la el,
n-a avut nicio îndoială.
Când vezi originalul,
știi imediat.
E ceva ce niciun falsificator
nu-l surprinde.
Dar tu ai crezut că am originalul.
Am auzit că originalul e în Berlin.
Khyber l-a vrut,
iar Tracy i l-a oferit.
Scuze pentru faza cu tigaia.
Vreau doar ce-mi aparține.
Ce te face pe tine mai importantă
ca oricine altcineva?
Fotografii de familie?
Aceasta a fost
stră-stră-străbunica mea. Vedeți?
La ce mp uit?
Pe peretele din spatele ei.
Pictura lui Pissarro.
A fost făcută în casa ei
din Varșovia, în 1935.
Străbunica mea, cu tatăl ei.
Vedeți tipul cu barbă?
E bunicul bunicului meu.
Camille Pissarro ?
În rest, sunt certificate de naștere,
și alte documente.
Ce s-a întâmplat?
Obergruppenführer Paul Hausser…
Tabloul s-a tot plimbat
după război.
Și s-a întâmplat să recuperați
aceste fotografii vechi de familie?
Am făcut cuiva o promisiune.
Știți unde stă Voros
când vine în Berlin?
De ce v-aș spune?
Dacă vreți să mai vedeți tabloul,
sunt cea mai bună șansă a dvs.
Să spunem că am un motiv profesional
să rezolv asta.
Eu cred că aveți o țintă pe spate.
Pot spune asta și despre dvs.
Bănuiesc că investigați asta
de ceva vreme.
Vă băgați nasul, puneți întrebări.
Vor afla.
Voros folosește un apartament
în Dalhem.
Aparține uneia dintre companiile sale.
Să mergem!
Așteptați,
vreau să-mi iau geaca.
Lasă-mă în pace!
Dă-mi drumul!
– E telefonul lui!
– Haide!
Goren, sunt Khyber.
Unde e tabloul meu?
– Tabloul tău?
– Ascultă-mă, ticălosule!
Ba să asculți tu! Tabloul e al meu!
Nu-mi pasă de unde vine!
O să-l găsesc. Dacă-mi stai
în cale, te omor. Ai înțeles?
Cum spuneam, amândoi avem ținte
pe spate.
– Da?
– Ascultă-mă, cretinule!
Găsește fata! Dacă nu-o găsești,
te vizitează Madam Cora!
– Ne-am înțeles?
– Da.
– Poate ar trebui să aștepți aici.
– Nicio șansă!
E tipul de la galeria de artă.
– Ăsta nu e un semn bun!
– Doamne!
Îi lipsesc degetele.
Înseamnă că și-a menținut povestea.
Spunea adevărul.
N-a avut nimic de-a face cu asta.
– Ești bine?
– Da.
Revin imediat.
Arunc o privire.
Credeam că e mort.
Cred că iau eu ăsta.
Doar pentru o vreme.
Ar fi bine să plecăm.
Acum ce facem?
Încă mai avem falsul.
De ce l-ai păstrat?
Nu e o pictură de serie.
Nu sunt mulți pictori
capabili de așa ceva.
Dacă găsim falsificatorul,
ne va conduce la original.
Am un prieten care știe despre
chestiile astea. Îl cheamă Ivon.
Îl sun.
Goren a găsit șoferul.
Era cu fata la apartamentul ei.
Iar apoi i-a pierdut.
Din nou.
Mă tot dezamăgești, Lara.
Avem o pistă despre Tracy.
E proprietarul unei galerii.
Îi spune “Fabrica de Cultură”.
Va fi un vernisaj în seara asta.
Îmi plac expozițiile.
– Alo?
– Salut, Ivon.
Am un tablou care trebuie
autentificat.
Adu-l la galerie.
O să arunc o privire.
Bine, ne vedem curând.
Mersi.
O să aibă un vernisaj în seara asta.
O să-l întâlnim acolo.
De când faci genul ăsta
de treabă?
De o vreme…
Nu ai soție, copii?
Îmi place să nu mă complic.
Pari cam singur.
N-ai găsit pictura aia la Voros
cu o simplă căutare pe net.
Ar vrea el!
Trei ani din viață am stat
în arhivele prăfuite din Europa.
Când am început asta, mi-am spus
că e pentru bunicul meu.
Uneori, mă întreb de ce
nu renunț.
De ce n-o faci?
Poate că, după atâta timp,
nu mai știu să fac altceva.
Știi ce vreau să spun?
Am o vagă idee.
Asta e o instalație numită
“Înger de porțelan”.
Evident!
Bănuiesc că nu prea ești
în elementul tău.
Mă duc să-l caut pe Ivon.
Încearcă să nu dai de belele.
Compoziția atinge un puternic
contrapunct, nu-i așa?
Trebuie să recunosc. Prefer
începuturile școlii abstracte rusești.
Când aveam 9 ani, am avut prima
erecție la un Kandinsky.
În cazul ăsta, vă las singuri.
Ce e cu ea?
Mai târziu. Vino cu mine.
Frank, acesta e Ivon.
Veniți în spate.
Arătați-mi ce aveți.
Intră, ia-l pe Tracy
și adu-l la mașină.
Vom aștepta în spatele clădirii.
L-ai găsit!
E un Pissarro.
“Casa de dincolo de lac, iarna”.
– Pe bune?
– Credeți că e un fals?
Așa mi s-a spus.
Pictura e dispărută de aproape
70 de ani.
De dragul discuției… Să spunem
că cineva a făcut o copie…
Cine o putea face?
Nu prea mulți oameni.
E o lucrare impecabilă!
Dacă ar fi să ghicesc, aș spune…
Markov.
Anton Markov.
E cel mai bun!
E nebun, dar dacă o putea face
cineva, el ar fi ăla.
Cum îl găsim?
E un pustnic.
Mă pot interesa, dacă așteptați.
Evenimentul serii! Veniți!
Cine e tipul ăla?
Dl Tracy, șeful meu.
Pleci undeva? Să mergem!
Haide!
– Stai calmă!
– Întoarce capul!
Urcă!
– Haide!
– Părul meu!
E destul de disonant pentru tine?
L-au luat pe Tracy.
Poliția e pe drum. Dacă nu vreți
să vî găsească aici, plecați.
Știi unde stă șeful tău?
– Stă la iubita lui.
– Dă-mi adresa.
Te rog… Ascultă-mă…
Nu am nimic de-a face cu asta.
Dl Voros a spus altceva.
Tot ce-am făcut pentru el a fost
să-l sfătuiesc la vânzare,
să obțină un preț bun.
Curierul ăla a fost ideea mea,
deși puteam livra tabloul și eu.
Taci! De curier mă ocup
mai târziu.
În clipa asta vreau să știu
un singur lucru…
– Unde e originalul?
– Nu știu.
Foarte bine, atunci.
Lara…
Ești stângaci sau dreptaci?
Prietena lui e acasă.
Ne putem folosi de asta.
Înainte să intrăm,
vreau să-ți spun ceva.
Orice se întâmplă acolo,
vreau să știi că…
O să continuăm mai târziu.
N-o să meargă.
Arma ta pe care mi-ai luat-o
din buzunar. Nu are încărcător.
Rahat!
Mă duc acolo.
O să bați la ușă,
pur și simplu?
Deci, cum vom face asta?
Ai fost atacată.
Poftim?
Vă rog! Ajutați-mă!
Ce mama naibii?
Ajutați-mă! E un tip care…
Poți aștepta aici.
Trebuie să ne mișcăm rapid.
Eu verific pivinița.
Unde este?
În pivniță.
Adu-l.
Prefer…
să mă lupt cu cineva
de talia mea.
Nu găsești asta excitant?
Gata cu preludiul!
Frank!
Stinge focul!
– Unde e tabloul meu?
– Acolo, dar…
Adu-l!
– Nu mișca!
– Taci! Adu tabloul!
Când i-l vei da,
ne va ucide pe toți trei.
Taci, sau o omor pe târfa asta!
– Tabloul meu!
– E prea târziu.
– Dă-mi drumul!
– Trebuie să plecăm!
Vă rog! Picturile de aici valorează
50 de milioane!
Rahat!
Mulțumesc!
Sună la pompieri și ai nevoie
de un loc pentru la noapte.
Haide!
Lara, ajută-mă!
Nu pot respira!
Lara, ajută-mă!
Bună ziua. Lăsați-mi mesajul.
Juliette Dubois, sunt curierul.
Am informații pentru tine legate
de moartea lui Max Khyber.
Sună-mă!
Și-mi ești datoare.
Nu-mi vine să cred că tabloul
s-a dus!
După atâta timp, chiar credeam
că o să-l recuperez.
Am scăpat cu viață.
Ar conta dacă tabloul
n-a fost distrus?
Despre ce vorbești?
Le-am schimbat.
E originalul?
– Da.
– Să mă uit.
Știi, aseară…
Mă așteptam să mă arunci din mașină
și să păstrezi tabloul pentru tine.
Nu mă cunoști foarte bine.
Poate putem lucra la asta.
Mâine plec din oraș.
– Un alt contract?
– La Bruxelles.
Știu un bar grozav cu goffre.
Prieteni…
E autentic.
Iubito, vrei să te distrezi?
Cu tine?
Dacă te bagi.
– Ești singur?
– Nu și dacă vii cu mine.
Vrei să-mi cunoști micul prieten?
Toți dobitocii ăia și-au cerut-o.
Barul ăla cu goffre din Bruxelles…
Poate ne vedem acolo.
Poate…

Categories: Movie | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

“Girls” All Adventurous Women Do 2012 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda “Girls” All Adventurous Women Do 2012 Portuguese-BR Português

Eu não poderia ficar mais
orgulhosa de você por abortar.
Valeu, Shoshanna.
-Sempre usamos camisinha.
-Usamos?
Só estava pensando se talvez,
não é grande coisa,
mas poderia marcar para mim
um exame de DST?
Já que estaremos lá mesmo.
Não gosto de mulheres
dizendo a outras
o que fazer, como fazer
ou quando fazer.
Sempre que faço sexo,
é minha escolha.
Não acho que isso
dará certo agora.
mas nos ligue de volta.
E manteremos contato.
Você deveria
poder ser você mesmo.
Mas parece que eu mesmo
está te deixando frustrada.
Quem liga, Charlie.
Isso é o que homens fazem.
Não tem nada pior no mundo
que não aparecer
para o próprio aborto.
-Eu nunca transei.
-Sério?
Você está sangrando.
Meu Deus!
REVOLTZ TEAM apresenta:
Garotas Eletricamente Revoltadas
-Seus olhos estão fechados?
-Sim, estão!
-Preparada para a surpresa?
-Sim, estou pronta.
-Tem certeza?
-Sim, tenho.
Está bem, então.
-Raspou a cabeça.
-Sim.
Gostou?
Não, não gostei.
Eu odiei.
Parece assustador para mim,
tipo Mickey Mouse sem orelhas.
Por que está fazendo isso?
-É por Joanna.
-Quem diabos é Joanna?
Ela é a recepcionista
no escritório.
Ela tem câncer no ovário
e começou a quimio hoje,
e o pessoa está fazendo isso
para dar força a ela.
Obrigado por me dizer
sobre o câncer.
Agora eu pareço
uma babaca total.
Bem…
Como estou?
Parece que vai colocar algum
feitiço em meninas populares.
Tudo bem,
“A outra história americana”.
Divirta-se.
Vá tuitar isso.
Parece assustadora também.
Assustadoramente gostosa
e maravilhosa?
O que está acontecendo?
É algum tipo de solstício?
Apenas encoste.
Não, sinto que
não te conheço mais.
[S01E03]
“All Adventurous Women Do”
Quem diabos será?
-Oi, criança.
-Está em casa?
Digo, no momento, sim.
Venha até a janela.
É melhor que seja bom.
Está rastejando aí em baixo?
Está maravilhosa.
-Certo.
-Mas espere.
-Tenho que avisar uma coisa.
-O quê?
Se vir aqui, irei te amarrarei
na cama e ficará por 3 dias.
-Estou com vontade disso.
Você está totalmente
linda como sempre.
E tipo, muito atual.
Estou só querendo saber se é
um pouco exagerado…
para ficar de babá.
Vai até o chão.
Eu consigo ver o seu umbigo.
-Isso é tão horrível.
-Acho sua barriga engraçada.
Talvez eu não queira
que meu corpo seja engraçado.
-Já pensou nisso?
-É só 3 ou 4 quilos.
Se odeia tanto,
só precisa perder peso.
Não perco peso por causa
da barriga, e sim pelo rosto.
Você já tentou muito,
perder peso?
Não, não tentei
muito perder peso.
Porque decidi ter outras
preocupações na minha vida.
-Minhas desculpas.
-Come por diversão?
-Ao contrário de quê?
-Eu como para ter energia.
Eu lembro de comer
quando fico tonto.
Se está tentando me fazer
dizer que você tem
um ótimo corpo,
então ganhou.
-Realmente tem um ótimo corpo.
-Eu tenho gordura.
Você não tem.
-Estou olhando você, e não tem.
-Sim, tenho.
Pegue na minha gordura.
-Não vou jogar seu jogo demente.
-Pegue na minha gordura.
Se sentirá menos sozinha
se pegar na minha gordura.
-Ai está.
-Isso é pele.
-Isso é só pele.
-Viu? Viu?
Isso é pele.
Sua merda está explodindo.
Você é um idiota.
Pare com isso.
-Alô.
-Alô.
Beatrix, querida, desculpa.
Não estou achando.
-Posso ir também?
-Não, bebê. A mamãe vai filmar.
Desculpe-me. Vamos lá.
Ela está fazendo
um documentário sobre pessoas
que eram ricas,
e agora são mendigas.
Mas isso não acontece
simplesmente com você.
Você faz escolhas
para chegar lá.
Tipo como você faz
a escolha de ser malvada
com a sua babá, não é?
-Veremos aonde isso vai levá-la.
-Eu gostaria de ser mendiga.
Beatrix, conversamos sobre isso
por 20 minutos esta manhã.
Não é legal.
Não é um acampamento.
Charlotta não
gosta de brincar.
-Você gosta de brincar?
-Sim, adoro.
Pessoal,
parece que vai chover.
Façam alguma coisa dentro
de casa hoje, tudo bem?
E papai só vai chegar
perto das 22h,
então Jessa vai botar
vocês para dormir.
Queria poder
fazer isso. Desculpe.
Vocês podem tocar piano
ou fazer o trabalho em mosaico.
E Lola, tenho certeza que Jessa
adoraria revisar sua história.
A história dela é muito fofa
mas tem apenas 10 páginas.
Espero não estar
esquecendo nada.
Gostaria que pudéssemos
conversar melhor.
Daphne falou muito de você,
sobre o quanto você viaja.
Que inveja.
Quero sua experiência.
Muito obrigada.
Beijo, beijo. Tchau.
Eu te amo.
Tchau. Eu te amo.
Procuraremos Hampy
pela manhã, tudo bem?
Vejo-as de manhã.
Sejam boas com a Jessa.
Jessa, muito obrigada.
Você salvou minha vida.
-Obrigada.
-Sem problemas.
Tchau.
Tchau, mamãe.
Não. Muito obrigada.
Obrigada. Sim, eu ligo se…
Obrigada. Tchau.
Quem era?
Minha ginecologista.
O que ela disse?
Ela ligou com notícias
sobre a minha vagina. Então…
Boas notícias?
Eu tenho uma DST.
Eu tenho HPV.
Tenho HPV.
-O que isso faz?
-Não sei. Pode causar verrugas.
Não precisa se preocupar.
Eu não tenho isso,
mas pode causar
câncer cérvice,
e por isso terei
que fazer uma raspagem.
Porra, sinto muito.
Sente muito por ter
passado para mim?
-O quê?
-Tenho certeza que me passou.
É o único com quem
tenho feito sexo.
E não usamos camisinha.
-Espera aí. Não te passei isso.
-E como você sabe?
-Fiz um exame e não tenho.
-Você fez um exame?
-Quando você o fez?
-Semana passada.
Minha amiga trabalha com
um urologista. Não tenho isso.
-Tem certeza?
-Sim, tenho certeza.
Agora você me deve desculpas.
Tudo bem, sinto muito.
Sabe que pareceu
a suposição mais natural
e eu estava surtando, e…
-Está bravo comigo agora?
-Irritado, sim.
-Ainda vai transar comigo?
-Quando for possível, claro.
Posso te dar um abraço
de despedida?
Estou ocupado.
Boa tarde,
Galeria Kwartler.
-Oi, sou eu.
-Oi, você.
-Como você está?
-A médica ligou com o resultado.
E então?
Parece que eu tenho algo.
Meu Deus, o que é?
Não consigo acreditar no que vou
dizer, mas tenho HPV, então…
-Marnie?
-Sim?
Está chorando?
Isso é tão injusto, Hannah.
Você é tão cuidadosa em relação
ao sexo e você é nervosa.
Achava que era como as pessoas
que tem muito medo de voar,
o avião delas nunca vai cair.
Não é assim que funciona.
Meu Deus.
E se você não puder ter filhos?
Marnie, estou bem. Mesmo.
-Maldito Adam.
-Não foi ele que me passou.
Ele fez os exames
e ele não tem.
-Acho que foi o Elijah.
-Elijah?
Mas ele é um idiota.
Ele só transou
com uma pessoa antes de você.
Aquela violoncelista
com a doença nas articulações.
E ela sempre curte
o meu status no Face.
É uma ação meio
estranha e agressiva.
Tipo “Desculpe por
passar uma DST,
mas eu gosto da sua
presença na internet.”
Como você pode fazer piada
em um momento desses, Hannah?
Porque estou bem,
não vou morrer.
Tudo bem, então.
Odeio falar disso,
mas o aluguel
vence em uma semana.
-A procura de emprego…
-Eu tenho pré-câncer.
“Minha vizinha
se chama Chamaid Lyrons.
Ela me apoiou quando
ninguém o fez,
logo depois da morte
do meu marido Chuck,
abandonei
os Alcoólicos Anônimos
e quase nunca saía de baixo
da mesa de jantar.”
-Se fala “shuh-made”?
-Sim.
-Como soletra?
-C-h-a-m-a-i-d.
É um nome lindo.
-Você o inventou?
-Sim.
É uma ótima história.
Ótima mesmo.
Estou adorando
esta fatia de queijo. Continue.
Obrigada por deixar
eu me trocar aqui, Shoshanna.
Sabe onde está a Jessa?
Quando ela chega em casa?
Provavelmente tarde da noite.
Ela tem um emprego agora.
Certo. Acho que todo mundo
tem um emprego agora.
Meu Deus do Céu! Não!
-O que está assistindo?
-”Bagagem”.
“Bagagem”?
O que é “Bagagem”?
É meu programa favorito
da Game Show Network.
Não, ela não fez isso.
Não temos TV a cabo,
por isso nunca vi.
Cala a boca. Como assim?
Venha aqui agora.
Certo, são três concorrentes.
Hoje são garotas.
E esse Danny
está procurando por amor,
e cada uma tem três malas:
uma pequena,
uma média, e uma grande.
E dentro delas têm
a bagagem secreta,
e elas a revelam.
E se for muito bizarra,
ele as elimina.
-Certo, como essa garota…
-A negra ou a loira?
Sim, a negra.
A pequena bagagem dela
é que gasta mil dólares
por mês no aplique de cabelo,
o que o anfitrião Jerry Springs
acha inaceitável.
A média é que planeja
o casamento após o 1º encontro.
E a grande é que ela faz
furos em camisinhas.
Nossa!
-Que coisa louca.
-Eu sei.
O que você colocaria
na sua bagagem?
-Eu não sei, eu sinto que…
-Então, para mim, acho que
minha bagagem pequena
provavelmente seria minha SCI.
E minha bagagem média seria
que não amo minha avó de verdade.
-Você não a ama nem um pouco?
-Não.
Então o que seria
a sua bagagem grande?
Que eu sou virgem.
Obviamente.
Sim, mas isso não conta,
pois em breve você fará sexo,
então esquecerá
que nunca tinha feito sexo
e você vai ter que escolher
outra bagagem, então não conta.
Espero que sim.
-Quais são as suas?
-Vamos ver, minha bagagem pequena
é que provavelmente
sou incapaz de exercer
qualquer trabalho
remunerado.
Minha média é que acabei
de comprar 4 bolinhos
e comi um no seu banheiro.
E a minha grande é
que eu tenho HPV,
que eu descobri hoje, então…
Meu deus, você tem verrugas?
Não, não tenho
verrugas, mas…
Eu não olhei bem dentro de mim,
mas não vejo nenhuma verruga.
É bem menos pior, então.
A Jessa tem HPV.
Ela tem?
Ela nunca me disse.
Sim, com algumas estirpes dele.
Ela diz que todas
as mulheres aventureiras têm.
Você sabe quem te passou?
Achava que foi
o cara que estou saindo,
mas foi testado,
agora acho que foi Elijah,
meu namorado nos últimos
2 anos de faculdade.
Quem terminou com quem?
Certo, ele terminou comigo
porque precisava de espaço,
mas ele me ligava todo dia
por 6 meses chorando, então…
-Você tem que contar para ele.
-Sobre meu HPV?
Sim, mas não existem
sintomas em homens
e também iria abrir várias
feridas antigas nele.
Acho que ele ainda me ama.
Sim, mas é a coisa
responsável a se fazer.
Às vezes é preciso quebrar alguns
ovos para fazer é certo. Entende?
Quer que todas
as futuras amantes dele
sofram da mesma doença?
Sem querer ofender.
Sim, mas não disse
que não é grande coisa?
Não, não é grande coisa,
mas ainda é…
Digo, no mundo das DSTs
isso é meio cortês.
Você tem que fazer
isso pessoalmente?
Eu não sei. Quais são
as outras opções?
Estou preocupada que, se nos
virmos, vamos acabar transando.
Mas não tem problema
já que os dois têm HPV.
Deus, isso realmente
é um ótimo ponto.
Oi, bom te ver.
Marnie, acho que
uma dessas pinturas está torta.
-Por que diz isso?
-Porque olhei para ela e vi.
Julien, seja um cavalheiro,
corra e pegue meu tapa sexo.
Ele tem que ter um sério
caso de pênis grande.
Você está linda hoje.
É uma linda noite.
-Obrigado.
-Booth Jonathan.
Booth Jonathan, vem aqui.
Eu não aprovo
você comendo a Koi Scharf.
Sabe o que acho sobre
homens que comem asiáticas.
Sei o que acha sobre
homens que não te comem mais.
Deveria ter vergonha.
Esta garotinha
é um poço de energia.
Ela é minha Jackie O.
Você deveria comê-la.
Não coma a Koi Scharf, coma-a.
Ela diz que tem um namorado,
mas eu nunca o vi.
Tchau, Reese.
Eu não acredito
que ela acabou…
Sinto muito
pelo o que acontece.
Estou um pouco chocada.
Digo, ela está um pouco bêbada.
É que eu sou uma grande fã
do seu trabalho.
Então não queria
dar a impressão que…
Tente se importar menos.
Tudo bem.
Obrigado.
Você sabe, amor
Sei que você pensa que
podemos fazer tudo dar certo
Mas tenho que falar sobre isso
da forma que realmente é
E não quero fazer isso ficar
mais difícil do que precisa ser
Então não chore
Meu deus, oi.
-Cortou seu cabelo. Está ótimo.
-Sim. Obrigado.
Lembra-se quando deixou
a barba crescer e a raspou.
E não lembrava como era
seu rosto, então eu chorei?
Sim, isso foi…
Isso foi lindo.
Eu pareço a mesma para você?
Você perdeu peso?
Se perdi, foram poucos quilos.
Lembram-se de mim mais gorda.
Não, Hannah.
Você nunca foi gorda.
Você era macia e redonda,
tipo um bolinho.
Obrigada.
De nada.
Como anda o trabalho?
Ainda é arquivador de vídeo?
Não, não. Na verdade,
tenho um novo emprego.
Sou assistente
de um tutor de dança.
-Nossa.
-É, não é pago,
mas pode levar a algo.
E você? Como anda a escrita?
Bem. Na verdade, quase acabei
o livro de ensaio.
Incrível.
Tem título?
Atualmente,
é “Lanche da Meia-Noite”
o título,
o título de trabalho.
Sabe, tem vários títulos.
É muito bom
saber de você.
Muito bom saber de você.
Digo, andei pensando
o quanto eu queria
falar com você.
Bem, Elijah,
também estou feliz em vê-lo.
Não quero enganá-lo.
Não vim aqui reviver
esse histórico emocional.
-Certo.
-Estou mais aberta ao físico,
e te trouxe aqui para falarmos
de algo bem específico.
-Que é delicado.
-Certo.
Não quero presumir nada
sobre você e outros parceiros.
É verdade.
É verdade?
E odeio que tenha
descoberto através
da fábrica de rumores
pós-faculdade.
Mas fico feliz que saiba,
porque, sabe,
as coisas com Beau
estão indo rápido,
e imaginei que, eventualmente,
toparíamos com você ou…
Beau?
É o nome dele.
E o Beau é…?
Meu amante.
Que é homem?
Não sabia disso.
Então, você é gay?
Bem, eu não…
Eu não chamo de “gay”.
Não chamo de “hétero” também.
Estou… com alguém
do mesmo sexo que eu,
que, essencialmente,
significa que estou…
Experimentando.
-O que eu amo.
-Bem, obrigado.
Hannah.
Hannah, Hannah, Hannah.
-Não…
-Não. Não.
-Tudo bem.
-Estou bem.
O que estou tendo agora é
uma reação física inapropriada
de toda minha felicidade
por você e sua descoberta.
Bem, muito obrigado mesmo.
E, ouça, quero que saiba
que essa exploração
foi muito inspirada por você.
-E…
-Eu exploro.
-Você explora.
-Bem, agora saio com esse cara,
e, às vezes, deixo ele me bater
do lado do meu corpo.
Digo, é ótimo
que esteja saindo com alguém.
-Por que estamos correndo?
-Qual é, não seja assim.
O High Line é uma merda,
mas servirá.
-O High Line é fofo.
-Não é, não.
Devagar.
O quê? Não.
Já veio aqui com um livro
ou com amigos?
É uma sugestão péssima.
-Fecha às 22h.
-É, estou vendo.
Sabe, fumar é
bem ruim para você.
-O quê, cigarro?
-Sim.
Cacete. Não fazia ideia.
Obrigado.
-De nada.
-Muito obrigado.
Então, mora
com seu namorado?
-Não, moro com minha amiga.
-Ela é bonita?
-Ela é?
-Não.
Sim, ela é,
mas eu nunca a deixaria
perto de alguém
como você.
-Toma!
-Você normalmente sai
com garotas francesas
e modelos, certo?
Não sempre.
-Às vezes.
-Às vezes?
-Quase sempre.
Sinto como se devesse
falar algo.
O que tem a dizer?
Sinto que devo te dizer
que não vou…
Não vou beijá-lo.
E por que acha
que eu gostaria de beijá-la?
Não sei…
Eu ia sair para esquecer.
Não me faça me sentir idiota.
Quando você presume,
torna nós dois babacas.
Sabe, isso é um ditado.
-As pessoas dizem isso.
-Faz tempo que não ouço isso.
Touché.
Só achei
que devia falar isso,
-Booth Jonathan.
-Certo.
-Certo?
-Entendi.
Mas quero que saiba,
que a primeira vez
que te comer,
eu talvez te assuste
porque sou homem,
e sei fazer as coisas.
Até mais.
-Oi, Jeff.
-Oi, Jessa.
-É, babá.
-É, prazer em conhecê-lo.
Obrigado.
Como foi?
Com o quê?
As crianças.
Bea é tão fofa.
Ela caiu e eu a chutei na cabeça
tentando fazê-la levantar.
Ela é tão resiliente.
Como foi sua noite?
Estou, tipo,
totalmente destruído.
Fui em uma noitada
realmente patética
no Bowery Ballroom.
Tem algo mais triste
que uma banda de rock
em um salão vazio?
Sinto muito
que ninguém foi vê-los.
Não era a minha banda.
Digo, eu não…
Era do meu amigo.
Mas eles foram péssimos.
Sabe, talvez
eles não foram péssimos.
Talvez seu gosto
seja péssimo.
-Você fuma maconha?
-Sim.
Certo.
É, está bem.
Então,
estou processando isso.
Quer dizer
que esse tempo todo
que ficamos juntos,
você era…
Digo, você está…
Quer saber se eu sempre quis
transar com homens?
Quer saber se eu pensava nisso
quando estávamos juntos?
Então, como conseguiu
transar comigo?
Bem, há uma…
uma beleza máscula
em você, só…
-Meu Deus.
-Talvez não tenha saído certo.
Estou muito feliz por você.
Obrigado.
Significa muito.
Mas queria que você tivesse
descoberto isso mais cedo,
talvez quando estávamos
na Faculdade de Artes Liberais,
porque havia
muitos gays por lá.
Certo.
Agora eu só sinto
muito agressividade
vinda de você.
E também gostaria que soubesse
que a razão de trazê-lo aqui
não foi para debater
nosso relacionamento passado,
mas discutir o fato
que tenho uma DST
e estou totalmente certa
que foi você que me passou.
-Por que acharia isso?
-Porque fiz sexo com proteção
com meu atual namorado
e ele também
não tem HPV.
-HPV?
-Ele foi testado e não tem.
-Ele foi testado para HPV?
-Sim.
-Isso é um absurdo.
-Por que é?
Porque não há
teste para homem.
Não tem como um homem
ser testado para HPV,
e seu namorado
saberia disso.
Ele participou da palestra
introdutória sobre sexualidade?
Então quer dizer
que você não tem?
Disse que não tem
como eu saber.
E, sinceramente, Hannah,
estou magoado com a acusação.
Você…
você sempre foi assim.
Está bem, essa não é a hora
de me jogar pedras,
pois, sabe, foi para mim
que mentiram…
-Quem?
-Você, por dois anos.
Bem, acho que foi
Maya Angelou que disse:
“Somos tão cegos
quanto queremos ser.”
Então quer dizer que eu deveria
saber que você é gay?
Porque, deixe-me dizer algo,
essa voz de frutinha
que você faz…
-Como é?
-É recente.
Voz de frutinha?
Mantenha sua v…
Acalme-se.
-É o cachecol?
-Não é o cachecol.
O cachecol
também não ajuda,
mas é o seu tom de voz,
são seus modos.
-E na minha cabeça…
-Sou eu mesmo.
Estou sendo eu mesmo.
Se você fosse
tão gay assim na faculdade,
eu teria percebido porque tenho
dois olhos, dois ouvidos…
Talvez queira repassar
seus outros namorados.
E, não é por nada,
dar uma olhada no seu pai.
Você não fez isso.
Sim, eu fiz.
Em que mundo
meu pai é gay?
Ele usa brinco
de tarraxa.
Ele colocou quando viajou
com vários amigos.
-Ouvi como isso soou.
-Estamos nos ouvindo?
-Acho que não.
-Sabe o que farei
-a partir de hoje?
-O que fará?
Perguntar às pessoas se são gays
antes de transar com elas.
Boa sorte com isso.
Boa sorte com isso.
Não fique surpresa
se te perguntarem
enquanto te veste assim.
Eu vou dar a última palavra.
-Foi bom te ver.
-Não.
-Seu pai é gay.
-Não.
-Meu Deus.
-54. Desculpe.
-Não. Pare. Não.
-Dizem que você é boa nisto?
-Sempre.
Porque você é ruim.
Você é bem ruim.
-Você não é boa.
-Quer saber, eu estava
entrando no seu espírito,
que provavelmente é 53.
Nossa, isso é tão pior.
Trabalha no quê?
Já te disseram
que essa pergunta não é educada?
Acha que talvez
seja porque a resposta
é sem graça?
Ou também pode ser
porque você não trabalha.
Você não…
Não tem um trabalho?
Tudo bem.
Eu não tenho.
Nunca tive… digo,
não até hoje.
-É…
Bem, o que você fará
para o resto da sua vida?
Nunca te disseram
que essa pergunta é rude?
Papai?
Oi, Bea.
Como vai?
O que houve?
Te acordamos?
-Com sua conversa.
-Desculpe, querida.
-Eu só ia pagar…
-Jessa?
Eu sei, mocinha.
Vou pegar a carteira.
Quer saber? Não se preocupe.
Pague amanhã. Tudo bem.
-Papai?
-Sim, bebê?
Por que está comendo
meu lanche da escola?
Porque, às vezes,
pais precisam de lanche.
Mas você não está
na escola.
TODAS AS MULHERES
AVENTUREIRAS TÊM.
Ela te ama mais
do que eu posso?
-Estou dando o máximo de mim
-Hannah?
Mas não sou a garota
que você levará para casa
Continuo dançando sozinha
Continuo dançando sozinha
Dançarei a noite toda
-E aí, garota!
-E aí, garota!
Como vai?
Meu Deus. Elijah é gay.
-O quê?
Meu Deus.
Isso é engraçado.
Engraçado é só uma definição.
Prefiro “foda” ou “triste”.
Mas eu deveria ter suspeitado
porque ele só ejaculava
30% das vezes.
E parecia gay.
É, ele parecia gay.
Ele parecia gay.
É, ele era gay.
Estou dando
o máximo de mim
Mas não sou a garota
que você levará para casa
Continuo dançando sozinha
Continuo dançando sozinha
Tradução: FuckkJack
Anag | Mpvcf | daewolz
Revisão:
Fefavrin
Tão longe,
mas tão perto
As luzes se acendem
A música acaba
Mas você não me vê parada
Só vim dar tchau
Estou no canto,
observando-o beijá-la
Estou dando
o máximo de mim

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

You gui zi 1976 French Français

movie image

Télécharger You gui zi 1976 French Français

Cette histoire est une réécriture
d’un un conte de Nanyang
Le film a été principalement
tourné en Malaisie…
et notre histoire débute
dans une manufacture d’huile de coco…
Où étais-tu ?
Tu ne viens jamais me voir.
Père ne cesse de parler de toi.
Il y a beaucoup d’agitation
au sein du cabinet d’avocats.
Comment vas-tu ?
Te sens-tu mieux ces derniers temps ?
Ne t’inquiète pas, ça ira mieux bientôt…
lorsque tu auras un nouvel emploi.
Alors, qu’est-ce qui t’amène
ici cette année ?
M. Hu m’a dit d’apporter les titres
de propriété des terrains.
M. Chen a besoin de le signer.
Pourquoi ?
J’ai entendu dire qu’ils appartiennent
à la famille Yang maintenant.
Le bail est terminé.
Ils vont prendre la propriété.
Petite Yue…
C’est père.
Papa !
Hey, Petite Yue et Ah Yung !
M. Hu vous attend tous les deux.
Allons-y tout de suite.
D’accord, Ah Yue ?
Allons-y alors.
Fu Sin Chen.
C’est l’accord de prêt
que votre père a fait …
et signé avant de mourir.
C’est censé être payé en 5 ans.
Sinon, nous pouvons prendre en charge
la propriété.
La manufacture et le domaine
sont à nous aujourd’hui.
Nous sommes là pour
en reprendre possession.
Cet accord a été signé il ya cinq ans.
Il vaut cinq fois plus qu’avant.
Je ne peux pas vous le remettre.
M. Hu. S’il vous plaît, aidez-moi ?
M. Yang. Mon client a des droits.
Il a le droit de s’y opposer.
Vous devez les respecter.
Fu Sin Chen
Comment osez-vous changer la donne !
Mec, tu ne tiens pas assez à la vie ?
Alors, marché conclu ou non ?
M. Hu.
M. Yang.
C’est un pays respectueux de la loi.
Nous pouvons en discuter.
Ce n’est pas le moment de négocier.
On vous tuera si vous ne le remettez pas.
Fu Sin.
Ils sont en train d’intimider votre fille.
Dépêchez-vous !
Appelez la police.
Je travaille ici depuis plus de 40 ans
et personne n’a jamais osé
faire un tel chahut.
Si quelqu’un tente quelque chose
Je le tuerai.
Il est mort…
Oncle Ah Ba, il faut partir !
Dépêchez-vous !
Oncle Ah Ba, sauvez-vous !
Allons, père.
Par ici…
Ne bougez plus. Arrêtez-vous !
Les mains au dessus de la tête.
Êtes-vous M. Sheng ?
Je suis Shih Sin Lou.
Voici mon assistant Kou An Fu.
M. Lin, il va…
Il sera exécuté dans une demi-heure
Je lui ai demandé quelle était
sa dernière volonté.
Il a dit qu’il voulait vous voir seul.
Oncle Ah Ba.
Oncle Ah Ba.
Ne sois pas désolé pour moi,
mon garçon.
J’ai demandé à M. Hu de citer
à la barre des témoins.
Chung Yue et moi-même
sommes tes proches
alors il a dit nous ne pouvions pas
être des témoins.
J’ai discuté avec lui pendant un long moment.
Mais il ne m’a pas autorisé.
Je vois.
Je t’ai vu grandir
Je sais que tu as essayé de m’aider.
Je…
Regarde-moi.
Vous peux dire que je n’ai pas peur.
Vous devez être courageux. Ok ?
La seule personne pour qui je m’inquiète
pour l’instant est Ah Yue.
Tu es le seul sur qui elle peut compter.
Ces deux bâtards de la famille Yang,
Ils reviendront pour en savoir plus.
Tu dois protéger Petite Yue.
Tu as eu la polio quand tu étais petit
avec pour conséquence
de te mépriser toi-même.
J’avais besoin que de te voir aujourd’hui.
J’ai quelque chose d’important à te dire.
Regardez attentivement !
Dépêchez-toi ! Regarde-ça attentivement.
Qu’est-ce que c’est ?
Cela s’est passé il ya 20 ans.
Ton père était un chaman,
une sorte d’exorciste.
Il a été victime d’une maladie
incurable et donc…
il m’a transmis son secret
avant de mourir.
Il me l’a tatoué dans le dos.
Dépêchez-toi ! Copie-le.
Vite ! Note-le rapidement.
Ton père m’a dit
que tu as appris le malais
quand tu étais petit.
Peux-tu le comprendre mon garçon ?
Tu dois te rappeler d’une chose.
Il ne peut être employé qu’à la protection
des moins fortunés.
Tu ne peux pas l’utiliser
avec de mauvaises intentions…
ou alors tu mourrais
d’une très, très mauvais façon…
C’est l’heure M. Lin. Allons-y !
M. Sheng, pourquoi êtes-vous en retard ?
Nous avons besoin de ces documents
cet après-midi.
Ont-ils été dactylographiés ?
Mme Liang attend.
Je vous le donnerai avant de partir.
Faites vite !
Qu’est-ce qui ne va pas, Sheng Yung ?
Votre femme a…
S’il vous plaît,
il faut prendre soin de vous.
Voulez-vous prendre un jour de congé ?
Non, il s’agit d’une affaire
que je dois préparer.
Je n’ai pas fini la plaidoirie de M. Wong.
Ne vous inquiétez pas !
Je ferai en sorte qu’elle soit prête.
Merci.
Je vous en prie. Ce n’est rien
M. Hu. S’il vous plaît,
essayez de faire de votre mieux.
Pas de problème. Je vais m’en occuper.
Cela devrait aller parfaitement bien.
S’il vous plaît,
Xiao Ly, qui est cette dame ?
C’est Yu Lam Nian, une danseuse.
Elle souhaitait le concours de M. Hu.
De quel genre d’affaire il s’agit ?
Un viol.
Hum … c’est entendu.
Cela ne devrait pas être un problème.
Je vais gagner cette affaire.
Où en êtes-vous avec
la déclaration de Chiang ?
Je vous l’apporte dans une seconde.
Qu’est-ce qui vous a pris autant de temps ?
Lin Yang Ba a été exécuté aujourd’hui.
Il m’a demandé de s’occuper
de ses affaires.
C’est votre problème.
Vous étiez en retard.
Ne recommencez pas.
Je vous ai déjà prévenu deux fois.
Faire attention.
Il vous en coûtera votre travail
la prochaine fois, est-ce clair ?
Ah Yung, qu’en est-il mon père ?
Je t’en prie, entre !
Assied-toi.
Ne sois pas triste !
Oncle Ah Ba a été très courageux.
Tu dois être courageuse toi aussi.
Je suis seule sans lui.
La famille Yang ne me laissera plus
tranquille maintenant.
Ne t’inquiète pas ! Je suis là.
J’ai promis à ton père
que je veillerai sur toi.
Tu as toujours été gentil avec moi.
Je sais, je devrais être reconnaissante.
Je t’en prie reste ce soir.
Ne pars pas.
Je ne pense que je ne devrais pas.
Je peux dormir sur le sol.
Les frères Yang pourrait venir
te faire des ennuis.
Je n’ai pas peur d’eux. Je les affronterai.
Petite Yue.
Je suis inutile. Je suis un raté.
Pourquoi suis-je infirme ? Pourquoi ?
Creuse un trou au milieu de la maison ?
Creuse un grand trou ?
Donnez-moi la paix… et la puissance…
Merde !
Mon frère, toi d’abord.
Je vais garder les lieux.
C’est bon.
Des fantômes ? Vous plaisantez ?
Il n’y a rien de tel.
C’est ce que je dit. C’est vrai.
Je l’ai vu de mes yeux.
Mon frère a été tué par un monstre huileux.
Vous avez dû voir un fantôme.
Un fantôme ? Un fantôme…
Très bien. Chef.
Je pense qu’il est en état de choc.
Qu’il dit des absurdités.
Il devrait être interné en
l’hôpital psychiatrique
Chef, chef.
Je n’ai pas menti. Il ya un fantôme.
Il ya un fantôme. Il est noir et huileux.
Tin Kin Yang a été tué
par le monstre huileux.
Le monstre a massacré Tin Kin Yang.
L’AFFAIRE DU VIOL DE YU NIAN LAM
AU TRIBUNAL AUJOURD’HUI.
Taisez-vous ! Restez calmes !
Le ministère public peut poursuivre.
Te Min Hong.
Le soir du 1er mars 1965
Que faisiez-vous dans la maison
de Yu Lam Nian ?
J’avais un dîner d’affaires ce soir là.
Il était de 3 heures quand je suis rentré.
Mme Lam, laissez-moi vous aider.
Vous avez ouvert la porte pour elle ?
C’est ça ?
Alors ? Vous êtes entré dans sa chambre ?
Au revoir.
Vous mentez.
Mme Lam n’a pas fermé la porte.
C’est vous.
Je vous jure, elle a fermé la porte.
Que me témoin veuille bien poursuivre.
Qu’est-il arrivé ensuite ?
Je l’ai posée sur le lit.
Puis vous avez abusé d’elle.
Je veux dire, sans y être invité.
Non, j’étais très calme.
Mon esprit était très clair.
Je n’aurais pas fait quelque chose de mal.
Je…
Silence !
L’accusé veut-il venir
à la barre des témoins.
Veuillez jurer de dire la vérité,
tout la vérité,
et rien que la vérité.
Mme Lam.
Dans la soirée du 1er mars 1965,
Comment avez-vous rencontré Te Min Hong ?
Je suis allée voir un film ce soir là
et je suis rentrée peu avant minuit.
L’accusé est allé dans votre chambre.
Vous a-t-il forcée d’aller sur le lit ?
Au secours !
Vous a-t-il touché les seins ?
Oui, il l’a fait.
Était-ce le sein droit ?
Ou celui de gauche ?
Les deux.
Sa main s’est-elle déplacée
vers d’autres endroits ?
Elle s’est dirigée vers
le bas de mon ventre.
S’est-elle posée sur vos organes génitaux ?
Objection votre honneur.
Le procureur essaie d’influencer le jury.
Cela pourrait influer le verdict.
Votre honneur,
Nous éprouvons une jeune fille innocente,
une victime d’un crime grave…
sur la barre des témoins.
Cette pauvre fille a été humiliée
et insultée devant tant de gens
mais elle est prête à témoigner.
Tout ça parce qu’elle ne veut pas voir
une autre pauvre fille souffrir.
d’être victime d’un autre crime.
Objection de la défense refusée,
veuillez poursuivre.
Écoutez attentivement Mme Lam !
Dites à la cour
Est-ce la personne…
qui a déchiré vos vêtements ?
Veuillez répondre.
Ensuite qu’a-t-il fait ?
Parlez s’il vous plaît.
Il…
Votre honneur.
Pour la dignité de Mme Lam
Voudriez-vous faire évacuer la salle ?
Très bien.
Vous pouvez continuer.
Je vous en prie.
Il m’a écartée les jambes.
Continuez s’il vous plaît.
Il a introduit son pénis dans…
Vous a-t-il fait mal ?
Oui. C’était douloureux.
C’était comme s’il me tuait.
Absurdités. Elle ment.
Silence !
Plus de questions.
Je suis d’accord avec le jury.
L’accusé est coupable.
Condamné à 2 ans avec sursis,
il devra indemniser Mme Lam
pour un total de 200 000 dollars.
Vous êtes merveilleux M. Hu.
Cela avait l’air si facile pour vous.
Sans votre collaboration
je n’aurais pas remporter ce procès.
Je prendrai 80 % pour mes honoraires.
Quoi ? Je n’ai que 20 %.
Vous n’avez pas eu à faire d’effort.
J’ai tout planifié.
C’est vrai !
C’est toi. Ah Yung !
Voici des Durian ?
Cela provient de Malaisie.
Merci.
Essaye-les.
Assied-toi.
Tu manges avec un ami ?
Joins-toi à nous.
Non, merci.
Il faut que j’y aille après que je t’aurais
dit quelque chose.
Que veux-tu dire ?
Je t’en prie Petite Yue, dis-moi la vérité.
Je… Je suis infirme.
Me hais-tu à cause de cela ?
Nous sommes amis depuis
que nous sommes enfants.
J’espérais que tu ne refuserez pas
de te marier avec moi ?
Le voudrais-tu ? S’il vous plaît dis-moi.
Je suis désolée.
Je ne peux pas accepter.
Pourquoi ?
Parce que… je l’ai promis
à quelqu’un d’autre.
Qui ? Je t’en prie dis-moi le.
Suis-je en retard Petite Yue ?
Voici M. Sheng.
Mangerez-vous avec nous ?
Je n’ai pas faim.
Les femmes… les femmes !
J’ai besoin de prendre un bain,
je reviens tout de suite.
Je peux le prendre avec toi.
Je vais aller remplir la baignoire.
Tu peux d’abord écouter de la musique.
Epargnez-moi… Oh, je vous en supplie.
Vite ! Mettez-le dans la voiture.
Dépêchez-vous…
Ecartez-vous s’il vous plaît.
Nous avons besoin d’un peu d’espace.
Inspecteur Lou. Peut-on avoir…
quelques informations
sur le monstre huileux ?
Pouvez-vous nous dire quelque chose ?
Et…
S’il vous plaît dites-nous.
Qu’a fait M. Hong ?
Pourquoi l’avez-vous arrêté ?
Je suis sûr que c’est le maniaque huileux.
Qu’est-ce que tu dites ?
Le monstre se manifeste partout.
Il ne pourra plus échapper.
Plus de soucis à partir de maintenant.
Chauffeur.
Sheng Yung, qu’est-ce qui ne va pas ?
Vous n’avez pas bien dormi
la nuit dernière ?
Prenez une tasse de café ! Allez !
Merci.
C’est ça…
Excusez-moi. Mon nom est Julie Mo.
M. Hu m’a dit de venir.
Il attend vous dans son bureau.
Merci.
Ses photos étaient dans le journal.
Julie Mo est la chanteuse d’un groupe.
Mme Mo. Vous voulez poursuivre
votre médecin.
Elle a foiré votre chirurgie plastique.
Je ne peux pas faire la différence.
Quel est le problème avec votre visage ?
Ce n’est pas mon visage.
Où alors ?
Ce sont mes seins.
Qu’est-il arrivé à vos seins ?
J’ai besoin de connaître
les détails Mme Mo
sinon, je ne peux pas m’occuper
de cette affaire.
Elle a complètement foiré.
Je ne peux plus continuer
dans le show-business.
Elle a ruiné ma carrière.
Elle a mis en péril toute ma vie.
Très bien !
Je vous en prie, calmez-vous !
Que voulez-vous ?
Je veux qu’elle me paye 150 000 dollars.
Désolé mais je ne peux pas vous aider.
Vous n’avez aucune chance.
Pourquoi ?
Elle n’a pas d’autorisation d’exercer.
Non, c’est un médecin agréé
et il ya trois avocats
Qui travaillent pour elle.
Il y a aussi qu’avant la chirurgie…
vous avez signé le formulaire
de consentement.
Vous ne pouvez pas la poursuivre.
M. Hu, que dois-je faire ?
Selon moi, la seule option est que…
qu’il faut négocier avec elle
et j’espère qu’elle versera 10 000 dollars.
Vous pouvez trouver un autre médecin
et faire réparer votre poitrine.
10 000 dollars ?
Pout tout ce que j’ai perdu.
Je suis désolé mais je ne peux pas
vous aider beaucoup.
Vous êtes très célèbre Mme Mo.
Cela fera la une des journaux …
si la presse en prend connaissance.
Cela ne sera plus un secret.
Pouvez-vous prendre le risque ?
Vous feriez mieux d’y réfléchir.
Quelle est votre décision ?
Très bien. Je vais prendre
les 10 000 dollars.
Ma participation est de 50 %.
Je ne ‘obtiendrai que 5 000 dollars.
C’est notre règle.
Est-ce que ça vous convient ?
Oui. C’est bon.
Parfait ! Rentrez à la maison d’abord.
Je vous informerai dès que possible.
Merci.
Au revoir.
Mme Liang.
Faites entrer Mme Yoko ?
Bien.
Entrez je vous prie.
Bonjour, M. Hu.
Prenez un siège.
Ma cliente m’a demandée
de porter plainte contre vous…
parce que son opération a échoué.
Quelles sont les conditions…
si nous trouvions un accord
sans passer au tribunal ?
Vous devrez lui verser 150 000 dollars.
Je vous aiderez à conclure l’arrangement.
150 000 dollars ?
Mais elle a signé le formulaire
de consentement.
Je ne suis pas responsable du résultat.
N’oubliez pas que
vous n’avez pas d’agrément.
Une chirurgie sans autorisation
Vous pourriez en avoir pour 5 ans.
La question peut être résolue…
Si vous payez 150 000 dollars.
Vous pourrez continuer votre travail…
et gagner 2 millions par an.
Considérez qu’il s’agit là
d’un maigre investissement.
Ca n’est pas cher.
5 ans de prison
ou votre liberté…
avec 150 000 dollars.
Le choix vous appartient.
Je paierai 150 000 dollars.
Garantissez-vous qu’il n’y aura
plus de problèmes ?
Bien sûr ! Il y va de mon honneur.
Très bien ! Je suis d’accord.
Félicitations Mme Yoko !
Il n’y a pas plus de soucis.
Félicitations !
Merci.
Je vous en prie.
-Au revoir.
-Au revoir.
Cela ne t’a pris que quelques minutes
pour obtenir 150 000 dollars.
Mais nous devons donner
5 000 dollars à Mme Lu.
Elle a besoin de réparer son sein.
Tu n’es pas si mal après tout.
Nous allons jouer au bridge
avec le sénateur Chen.
Nous sommes en retard ! Allons-y !
Voulez-vous déposer ce chèque
sur mon compte.
Vous devez signer les contrats, M. Hu.
Laissez-les sur mon bureau.
Je dois y aller.
Allons-y !
Elle a ruiné ma carrière
et le reste de ma vie.
Veuillez la faire entrer.
Entrez Madame.
Viens ! Ne crains rien.
Vous pouvez attendre à l’extérieur.
Je dois parler au docteur.
Que puis-je faire pour vous ?
Docteur, elle a à peine saigné.
Il n’avait pas vraiment l’air d’être vierge.
Vous devrez faire preuve de
plus d’attention cette fois.
Il y a 4 autres filles
qui viendront vous voir.
Très bien. Vous pouvez partir !
Doit-on d’abord régler
ce problème Docteur ?
Pas besoin, il suffit d’anesthésier
la partie inférieure.
C’est gras partout Inspecteur Lou.
Est-ce vraiment le monstre huileux ?
J’en déduis que la personne…
se met de l’huile sur tout le corps.
Ainsi il peut filer rapidement.
Il lui est alors facile de s’en sortir
s’il on le saisit.
Il n’y a pas monstre huileux
Allo, le cabinet d’avocats Hu Ly Fa.
Veuillez patienter.
Sheng Yung, un appel pour vous.
Allo, c’est Sheng Yung.
Vous avez fait un excellent travail
la nuit dernière.
M. Sheng.
Qu’est-ce que vous racontez ?
Qui êtes-vous ?
Vous n’avez pas besoin
de savoir qui je suis.
J’ai besoin de 5000 dollars aujourd’hui.
Vous feriez mieux de les envoyer…
ou je parlerai à la police à votre sujet.
C’est d’accord ?
Oui, c’est d’accord.
Laissez-moi un peu de temps
pour réunir la somme.
Sur les quais à minuit.
Vous mourrez si vous appelez la police.
Que ferons-nous s’il appelle la police ?
S’il le fait, Ah Gou Chang ?
J’ai déjà tout prévu.
S’ils viennent par la mer…
on s’échappera par la route.
S’il vient par les terres…
On pourra sauter dans ce bateau
et mettre les voiles.
Excellente idée.
Quelle heure est-il ?
Près de minuit trente.
Où est-il ?
Peut-être qu’il ne viendra pas.
Ne t’inquiète pas ! Il viendra.
Vous dormiez, sheng Yung ?
Je vous parlerai demain. Je suis occupé.
UN CADAVRE D’HOMME EN PITEUX ETAT
DECOUVERT AU CHANTIER NAVAL DE BA SAN
Sheng Yung, êtes-vous libre ce soir ?
Alors venez chez moi à 8 heures.
Entendu.
Je suis désolé d’être en retard.
La nourriture est froide.
Je vais la réchauffer.
Non, j’ai déjà mangé.
Vous avez mangé
J’étais chez Petite Yue.
Elle m’a fait du poulet au curry.
C’est mon plat préféré.
Elle peut être aussi bonne cuisinière.
Avez-vous déjà essayé ?
Je n’aime que le sien.
Qu’est-ce qu’il y a, Xiao Ly ?
Je suis désolée
J’en ai aussi préparé un ce soir.
Vous devez me pardonner Xiao Ly.
Retournez vers votre Petite Yue.
Vous pouvez partir.
C’était ma faute.
S’il vous plaît pardonnez-moi.
Désolé. C’est de ma faute.
Je m’excuse.
Au revoir.
S’il vous plaît restez un moment.
J’ai vraiment besoin de vous parler.
Je sais que vous aimez Petite Yue
Mais elle aime quelqu’un d’autre.
Ça ne fait rien.
Je le sais, mais je l’aime toujours.
Sans aucune condition.
Mais vous avez oublié une chose
Quoi ?
Il y a deux jours,
je me suis absentée du travail
pour retourner chercher mon parapluie.
Je suis passé par le bureau de M. Hu.
Je l’ai entendu parler à Sin Fu Chen.
Nous nous sommes arrangés
avec Tin Choi Yang.
La manufacture d’huile
de coco lui appartient.
Voici le chèque de 3 millions de dollars.
Merci.
Vous avez vraiment su
comment la situation.
Ah Ba est devenu fou et a tué Tin Sho Yang.
J’ai déchiré l’accord.
Tout a été bien planifié.
Tin Choi Yang payera
3 millions de dollars…
pour acheter la manufacture.
Le seul malchanceux est Ah Ba.
C’est vrai.
Vous avez non seulement obtenu l’argent
mais également sa fille.
Quand allez-vous vous marier ?
Je ne vais pas l’épouser.
Elle sera donnée à Tin Choi Yang.
C’était l’une des conditions.
Pourquoi ne pas me l’avoir dit plus tôt…
Petite Yue, Petite Yue.
Petite Yue, je t’attendrai au bureau.
Viens à la manufacture huile de coco.
Sin Fu.
Sin Fu Ge…
Fu Sin Ge ! Où êtes-vous ?
Fu Sin Ge !
-Lâchez-moi !
Lâchez-moi !
Comment c’est ?
C’est une excellente idée ?
Allez ! Allons boire un coup !
Petite Yue ?
Petite Yue, Petite Yue.
Petite Yue…
J’arrive trop tard ! Petite Yue.
J’arrive trop tard ! J’arrive trop tard…
Que faites-vous ?
Que fait-il ?
Buvons ! Sin Fu Ge.
Veuillez vous asseoir.
Oublions le malentendu.
C’est merveilleux.
Non seulement il vous a vendu
le Jardin d’huile de coco
mais il vous a aussi laissé sa petite amie.
Vous êtes de très bons amis tous les deux.
Il se fait tard. Nous devons vous laisser.
Vous pouvez discuter à l’aise.
Avez-vous besoin d’une voiture ?
C’est très gentil de votre part,
mais j’ai une voiture.
C’est parti.
Au revoir.
Quelqu’un viendra me chercher demain matin
afin de poursuivre sa femme pour adultère.
Je devrais rentrer à la maison plus tôt.
Je travaille pour vous jour et nuit.
Tu n’es pas reconnaissant,
toujours à penser à ta femme.
Tu dois finir d’abord ton travail ce soir.
Entendu ! Je vais t’écouter.
Regardez, c’est quoi ?
Tu devrais te rendre compte
de la vérité maintenant.
Oui. En effet.
Pourquoi avez-vous changé ?
C’est horrible.
Je ne le sais pas non plus. Je suis…
Je suis un monstre meurtrier.
Allez-vous me tuer ?
Non, je ne vais pas vous tuer.
Ce n’est pas la peine de vivre toute façon.
Je vous en supplie !
Voulez-vous m’aider ?
Vous pouvez me détruire.
Je ne peux plus tuer.
Ils l’ont tous mérité.
Mes mains sont pleines de sang.
Vous pouvez vous en remettre.
ça ne sert à rien.
Personne ne peut m’arrêter
quand j’interviens.
Voulez-vous m’aider ?
Non, je ne peux pas le faire.
Alors, je vais me détruire moi-même.
Allez-vous vous suicider ?
Non. pas encore.
J’ai deux personnes à voir
pour venger de Petite Yue.
Deux salauds.
Qui sont-ils ?
Tin Choi Yang et Fu Sin Chen.
Ils doivent mourir, l’un après l’autre.
M. Hu et son secrétaire ont été tués.
Nous sommes à la recherche de l’assassin.
Veuillez coopérer avec la police.
Informez-nous s’il y a des nouvelles.
Vous pouvez retourner au travail.
Vous avez tué ? Etes-vous sûr ?
Nous soupçonnons tous les employés.
Sauf cet infirme.
Gardez les yeux sur eux.
Mettez leur téléphone sur écoute.
Faites-moi savoir si quelque chose arrive.
Vous deux, venez avec moi.
Et vous deux restez ici.
Entendu.
Allo. Êtes-vous Mr. Yang ?
Oui, c’est moi.
Qui est à l’appareil ?
Vous n’avez pas besoin
de savoir qui je suis.
Vous êtes en danger. Partez maintenant.
Pour aller où ?
Allo…
Le monstre huileux ?
Ah Won, Ah Chai.
Envoyez plus de gens ici.
Demandez-leur de surveiller
soigneusement les environs.
Qui a appelé ?
Cette dame.
Mme Ly. S’il vous plaît venez avec nous.
Entendu.
Allez contrôler la manufacture.
D’accord.
Allons-y ! Dépêchez-vous,
tous ensemble.
Ne le laisser pas passer. A l’aide !
Allons-y ! Dépêchez-vous !
Courez ! Vite !
Ne tirez pas ! Non.
Qui d’autre va-t-il tuer ?
Dites-le s’il vous plaît.
Nous devons l’arrêter.
Vous feriez mieux d’aller à la manufacture.
Dépêchez-vous !
Allons à la manufacture.
Qui est-ce ? Qui ?
Montrez-vous. Allez, vite !
Fu Sin Chen.
Qui êtes-vous ?

Categories: Sous-titres français | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

“Wallander” Fotografen 2006 Dutch

movie image

Download subtitles of “Wallander” Fotografen 2006 Dutch

De fotograaf
Een beetje dichter. Dank u.
Dat weet ik…
Pardon. Mag ik uw attentie?
Hartelijk welkom in m’n galerie.
Ik heb jaren gesmeekt en gebeden,
en eindelijk is het dan gelukt.
Robert Thuresson,
de wereldberoemde oorlogsfotograaf,
exposeert voor ‘t eerst in Zweden.
Een stevig applaus.
Nu komt Robert zelf aan ‘t woord
en in beeld, als ik dat zo mag zeggen.
Dank u.
Ik zou graag hetzelfde doen als…
Matisse: ik spreek liever niet,
ik laat m’n werk spreken.
Welkom en bedankt.
Waar gaan we naar toe?
– Je wou toch ‘n ritje maken?
Ik wou wel ‘n ritje maken,
maar dan niet om te werken.
Wie zegt dat we zouden werken?
Hoi Svartman.
Nieuw zomerhuisje?
Nee, iemand belde omdat de deur
open stond. We zijn meteen gekomen.
Is er iets gejat?
– Zo te zien niet.
Gek, he? Eerst komen de eigenaars
naar de zomerhuisjes, nu de dieven.
Iemand heeft hier geslapen.
– Ja.
Met goeie smaak. Alleen de whisky
aangeraakt.
Stefan.
De waterkoker is warm.
Weer ‘n nutteloos verslag:
dief breekt in en zet thee.
Okee. We komen eraan.
Linda, we gaan naar de jachthaven.
Niet te hard werken.
– Nee. Dag.
Wat denk je?
– Ongeval, moord of zelfmoord.
Ik heb iemand geweten op ‘n boot
die ‘n sinaasappel opraapte,
viel, z’n hoofd stootte en verdronk.
Waren er getuigen?
– Nee, ‘t was giswerk.
En als ‘t moord was?
– Voor ‘n sinaasappel?
– Vrouw. Rond de 40. In feestkleding.
Een visser belde ‘n uur geleden.
– Zijn er getuigen?
Niemand heeft zich gemeld.
Maar waarom werken ze nu
met ‘n duiker?
Hun bootje is duidelijk stuk.
Dank je wel.
Is er niemand die ‘r herkent?
– Nee.
Niemand? Dag Nyberg.
– Dag Kurt.
Nyberg, ik wil zo snel mogelijk ‘n foto
van haar gezicht.
Hallo.
Hallo, u daar.
Wacht.
Blijf staan, verrekte idioot.
Had u die versperring niet gezien?
Okee, ik was nieuwsgierig.
– Legitimatiebewijs.
Ik stel ‘n pv op.
– Maar ik kan u helpen.
– Ze was er gisteren ook.
Waar?
– Robert Thuressons vernissage.
In galerie Lera.
Die neem ik mee.
– Hou op. Wat doet u?
U komt met al uw foto’s
naar het bureau.
Ze was op ‘n vernissage in galerie
Lera.
Jij doet de galerie, jij het hotel.
We zijn pas straks weer open,
maar u bent welkom.
Linda Wallander, politie.
Er lag ‘n dode vrouw in de haven.
Volgens ‘n fotograaf was ze
op de vernissage.
Dood?
Lieve help. In de haven?
– Precies.
– Brunette, zowat 40, rode kleren.
– Kent u haar?
Nee, maar er was gisteren ‘n vrouw
in ‘t rood, een brunette.
Engels of Amerikaans.
Weet u of ze Thuresson kende?
We waren niet bepaald nuchter
en er was veel volk,
maar ik heb ze zien kibbelen.
Ze leek erg van streek.
– Waarover ging het?
Ik kon ze niet horen.
Robbe was geïrriteerd toen ie ‘r zag.
– Robbe? Vertel ‘s wat over hem.
We kennen elkaar van de lagere
school.
Ik ben in Ystad gebleven,
maar Robbe…
Hij is wereldberoemd geworden.
Hij werkt voor ‘n exclusief
agentschap…
Magnum. Stichters waren Capa en
Cartier-Bresson.
Hij is oorlogsfotograaf.
Als ie hier is, woont ie buiten Ystad.
Fotografeert wat wij willen vergeten.
Honger, aan stukken gereten
kinderen.
Kunt u meer details geven over
gisteravond?
Zoals ik zei, ze kwam aan
rond elf uur.
Ze klampte Robert aan en maakte
ruzie.
Na Robert z’n speech pakte ze ‘n foto
en ging met slaande deuren weg.
Waarom deed ze dat volgens u?
De foto is niet zoveel waard.
Deze is jammer genoeg maar twee bij
twee centimeter groot.
Kaboel 2005.
Hij was er drie maanden
na de bevrijding door de VS.
De cultuur daar fascineerde ‘m zo,
dat ie foto’s uitkoos voor deze
expositie.
Wanneer is ie vertrokken?
Even na elven. Hij ging ‘r achterna.
Hij zou niet lang wegblijven, zei ie.
– Maar hij kwam niet terug.
Hij bleef weg.
Hij woont dus buiten de stad?
Okee, goed. Tot ziens.
Met Anja’s antwoordapparaat.
Spreek ‘n bericht in, en ik bel terug.
In hotel Saltsjöbaden is ‘n gast niet
opgedaagd.
Ze was vertrokken met rode kleren
aan .
Zeg dat ik op weg ben.
– Ik bekijk Thuresson z’n dossier.
Er zit stof in voor ‘n boek.
Linda, we hebben ‘n identiteit,
denk ik.
Sarah Lyell, Amerikaanse, 42 jaar.
Laat Ebba de ambassade bellen
om de familie te waarschuwen.
Prima. Ja, ik kom.
Magnum stelt voor:
Robert Thuresson in Ystad
Nyberg, ik heb ‘n opdracht voor je.
Hotel Saltsjöbaden, kamer 327.
Goed. Ja, afgesproken. Dag.
Trekken we ‘n kogelvrij vest aan?
– Dat hoeft niet.
Hij staat vooral bekend als
herrieschopper en stevig drinker.
Zegt het dossier. Wie weet hoeveel
lijken hier liggen.
Robert Thuresson.
Waar is Robert Thuresson?
– Hij slaapt.
Als ik u was, zou ik ‘m niet wakker
maken.
Wie bent u?
Z’n moeder.
Hebt u ‘n sleutel?
– Ja.
Kunt u opendoen?
– Nee.
We moeten met ‘m praten.
We zijn laat thuisgekomen.
Als ie gedronken heeft,
heeft ie z’n tien uur slaap nodig.
Kunt u ‘m niet met rust laten?
Doe open. Politie.
Loop naar de hel of ik schiet.
Robert, we willen gewoon ‘n paar
vragen stellen.
Wat is er gebeurd?
Komt u me de sleutels van de stad
Nystad geven?
Wat deed u tussen elf en vier
vannacht?
Ik was ladderzat.
Dat overkomt me altijd in Zweden.
– Waarom bent u hier?
De pot op.
Er is ‘n vrouw dood gevonden
in de haven. Kent u haar?
Ze was bij uw vernissage.
Ach zo. Ja, nu herinner ik me haar.
Ze zag er beter uit levend.
U hebt ‘r gezien.
– Blijkbaar.
Kent u haar?
– Het antwoord is nee.
Ze jatte ‘n recente foto van me en
poetste de plaat.
Toen ik buitenkwam, was ze weg.
Ik was te zat.
Hebt u getuigen?
Ja, vraag het m’n moeder.
Hebt u ‘n auto?
– Ja. Bij de galerie.
Ik heb ‘n taxi genomen.
Wat heeft zij met mij te maken?
Dat willen we net uitzoeken.
Bedankt.
Wat voor auto is het?
– Citroën.
Bel volgende keer vooraf, dan krijgt u
koffie en klotenkoekjes.
Stefan.
Dag. Ik heb op je gewacht.
– Wat heb je gevonden?
Ze had heel dure kleren aan.
Trouwring aan de linkerhand.
Een oorbel ontbreekt.
Amerikaans, perfecte tanden.
Was ze al dood voor ze in ‘t water
belandde?
Haar nek is gebroken.
Ze is frontaal aangereden
door ‘n auto. Hard.
En er is nog iets.
– Wat?
Ze was zwanger.
Hoelang al?
– Ongeveer vier maanden.
Doe maar. We zien elkaar straks.
O, Lisa. Dag.
– Dag.
Dag. Ik was vergeten dat je vandaag…
– Het is eigenlijk ‘n valse start.
Ik begin volgende week.
Dag Stefan.
Hoe is het met je?
– Goed, goed.
Ik heb vergadering over tien minuten.
Kom je mee?
Nee, ik hou me nog wat gedeisd.
Volgende week.
Welkom in ieder geval.
– Dank je.
Dag iedereen, welkom.
Ik wil ‘t zo kort mogelijk houden.
Er is ‘n vrouw doodgereden
in de haven.
Die foto’s heeft ‘n reporter gemaakt
op de vernissage.
Okee. Linda.
Sarah Lyell, 42, vrouw van Tom
Lyell, professor economie.
Ze werkte voor ‘n hulporganisatie,
de WFO.
World Food Organisation.
Dank je. Zijn er geen foto’s van Sarah
samen met Thuresson?
Jammer genoeg niet.
Dat daar… Wat is dat?
Een handtas of zo.
Dus we moeten op zoek gaan
naar ‘n handtas.
Ze is in Arlanda geland
en verder gevlogen naar Sturup.
Ze heeft geen auto gehuurd.
Geen idee hoe ze in Ystad geraakt is.
Ik ben ermee bezig, maar er zijn veel
illegale chauffeurs, en ze zijn bang.
Dan is er Thuressons auto,
die niet bij ‘m thuis staat
en niet bij de galerie, zoals ie zei.
– We sporen ‘m op.
Iedereen kijkt mee uit.
We hebben weinig gegevens,
zoals je merkt.
We moeten Thuressons auto vinden
en de man die Sarah naar Ystad
gebracht heeft.
Dag Lisa.
Ik heet Lisa Holgersson meteen ook
welkom.
Ze begint pas maandag als chef
van de recherche.
Dat zijn zorgen voor later.
Er is jammer genoeg nog ‘n foto.
Ze was zwanger.
In de vierde maand.
Stefan.
Ga je inkopen doen?
– Ja, ik heb het lijstje.
Koop je ook wat champagne?
Ga je ‘n aanzoek doen of zo?
Tot straks.
Daar ben je dus.
Waar kom jij vandaan?
En ik maar bellen.
– Ik weet het.
Je antwoordde niet.
– Sorry, zoveel te doen.
M’n familie is thuisgekomen.
Ik denk aldoor aan jou.
Gaan we even wandelen?
Het is ongelooflijk triest.
Ze was 42 jaar…
…en zwanger.
Zullen jullie het kunnen oplossen?
Je moet erin geloven,
anders lukt ‘t niet.
Maar we zouden over jou praten.
Dat is voor ‘n andere keer.
Ik moet ervandoor.
Anja…
Wanneer zie ik je nog ‘s?
Je moet je groente opeten.
Wat doe je hier?
Ik dacht dat ik iemand om je huis zag
sluipen.
Rustig aan. En zwaai niet zo
met dat geweer.
Ik moet morgen naar Simrishamn.
Heb je de auto gehaald?
Weet je waar hij is?
– Nee.
Ik wil geen koffie, thee of gebak,
en geen boterham. Ga slapen.
Ga zelf slapen. Blijf niet te lang op.
Had u gevraagd wie die Amerikaanse
heeft vervoerd?
Ik weet wie het is. Kom maar mee.
Bedankt.
Sporen van bloed?
Nee, niks. Ik heb die oorbel gevonden.
Waar?
– De kant van de passagier.
Hij rijdt midden in de nacht weg…
– Ja.
Overgiet de auto met benzine en
steekt ‘m in brand.
Er staan niet veel huizen hier.
Alleen dat industrieterrein.
Waar kwam ie vandaan en ging ie
naartoe?
Goeie vraag.
Zeg ‘s…
– Dat ruikt verbrand.
Kam de hele omgeving uit.
Ik zie je straks.
Goeiedag, Ibrahim.
Ibrahim Said?
– Ja.
Hebt u die Amerikaanse in Sturup
opgehaald?
Ik weet ‘t niet zo goed meer.
Misschien.
Het was ‘n drukke dag.
Zeg op, of u moet mee
naar het bureau.
Waar is Stefan?
– Ik weet ‘t niet.
Okee, we beginnen eraan.
Is iedereen er?
Thuresson z’n Citroën is uitgebrand
teruggevonden buiten de stad.
En we hebben Sarahs andere oorbel
gevonden.
Ik heb haar naam ingegeven
als zoekterm op internet.
Ik heb met de WFO gepraat.
Daar zeggen ze dat ze ‘n heel hoge
functie had in de organisatie.
Ze heeft ‘t laatst in Afghanistan
gewerkt, in Kaboel.
Ze was geschorst omdat er
‘n onderzoek tegen ‘r liep.
Waarover zeggen ze niet.
– Ik heb de taxichauffeur gevonden.
Hij heeft ‘r twee dagen geleden
opgehaald.
Ze wou naar ‘n hotel in Ystad.
Onderweg maakte ze via de gsm
de hele tijd ruzie in het Engels.
In hotel Saltsjöbaden liet ze ‘m
wachten terwijl ze incheckte.
Het is net na twaalven. Dan rijden ze
naar Thuressons huis in Borrie.
De chauffeur ziet ‘r op de deur
kloppen en binnengaan.
Na tien minuten komt ze buiten,
van streek.
Ze huilt de hele terugrit lang.
Om vijf voor één komen ze aan.
Op de expo hangen foto’s uit
de periode dat Sarah in Kaboel was,
zes maanden geleden.
Dus Robert en zij waren daar samen.
Ideeën?
Ze wou het kind.
– Hij wou het niet.
Lisa?
We sluiten Robert Thuresson op.
Ik praat met de officier van justitie.
Okee, de vergadering is afgelopen.
We rijden naar z’n huis.
Ik zoek in de stad.
– Goed.
Robert?
Nee, hij is niet thuis.
Ja, dat is prima. Ga maar door.
Dat was Stefan. Iemand heeft gezien
dat Thuresson op de boemel is.
Dag Nyberg.
Moet ik iets speciaals zoeken
of de gewone dingen?
Zoek dingen die aan Sarah Lyell
toebehoorden.
Haar handtas, die foto van de expo.
– De gewone dingen dus.
Met Robert.
Goed, mama.
Robert, ik arresteer je.
Je moet meekomen.
Laat ‘m met rust.
– Hij moet meekomen.
Rustig. M’n bier is nog niet op.
Opstaan. Benen uit elkaar.
Maak ‘m niet boos.
Verdomd.
Ik heb ‘m, verdomme.
– Hou nu maar op.
Laat ‘m los. Kom.
Genoeg zo.
– Ik had ‘m, verdomme.
Waar kijkt u naar?
Goed.
Uitstekend. Dag.
We zetten Thuresson in nummer één.
Gothersgade 45, twee uur.
Ik zal er zijn.
Goeiedag.
– Kop dicht.
Volgende keer breng ik ‘m zelf mee.
Schiet op.
Wat wou Sarah Lyell van u?
Dat is privé.
– Nee, het gaat om ‘n moord.
We weten dat ze u opgezocht heeft.
Wat wou Sarah Lyell van u?
Okee, luister.
Ik kende ‘r niet, maar ik weet
wie ze is.
Daar stond ze dan. Ze had m’n adres
van ‘n idioot in Kopenhagen.
Ze zei dat ze geschorst was
op haar werk.
Ze wou m’n negatieven zien.
Ik heb haar eruit gegooid.
Waarom zouden we u geloven?
U liegt aldoor.
Er zijn bewijzen tegen u.
– Wat zegt u hiervan?
U leert elkaar kennen in Kaboel en
begint ‘n relatie.
U trekt de wijde wereld in.
Nu komt ze zeggen dat ze zwanger is.
U maakt ruzie. U stuurt ‘r weg.
Ze komt kwaad naar de vernissage.
U maakt weer ruzie.
Ze vertrekt met ‘n foto. U gaat achter
haar aan met de auto.
U bent razend en de drank maakt ‘t
nog erger.
Wie denkt ze dat ze is?
U vindt ‘r in de haven.
U wilt ‘r niet doden maar bang maken,
maar de auto schiet in ‘n hogere
versnelling. Daar ligt ze, dood.
Leg wat ijs op die dikke lip.
Hij ziet er pijnlijk uit.
Ik zeg niks meer tot m’n advocaat er
We onderbreken hier.
Verdachte wacht op z’n advocaat.
Bedankt.
Zeg, Wallander.
De echt grote fotografen wisten dat
een foto ‘n dubbele werking heeft.
Ze registreerden gewoon wat
de camera opving.
Ze oordeelden niet, ze preekten niet,
ze logen niet.
Ze werden onzichtbaar,
werden één met de camera.
De rest lieten ze aan de kijker over.
Ik hoor niet bij de meesters,
maar ik probeer van ze te leren.
Ik sta aan de buitenkant en registreer
gewoon.
Maar ik bemoei me nooit ergens mee.
U hebt alle feiten,
maar u kijkt met ‘n verkeerde blik.
Hij blijft hier vannacht,
maar hij zal niet breken.
De bewijzen…
– Z’n advocaat is Ivar Gullhjelm.
De enige die met ‘m om kan.
Hij zit in Londen.
Hij kan ten vroegste morgen
aankomen.
Momentje. Waar is Linda?
– In Kopenhagen.
Ze praat met Thuressons agent.
– De man van Sarah Lyell is er.
Knappe stoot, zeg.
Hij is in je bureau.
Kam je haar.
Hier, ‘n briefje.
Een vrouw uit Simrishamn zou
met Sarah samengewerkt hebben.
Goed, ik praat met ‘r.
Welkom in Ystad, Mr Lyell.
– Zeg maar Tom.
Kurt Wallander.
M’n deelneming.
Ik begrijp het niet.
Zal ik koffie of thee voor u halen?
Ik zou m’n vrouw graag zien.
Ze bleef dagen bellen voor z’n adres.
Loop naar de hel, zei ik.
Toen is ze gestopt.
U hebt het adres niet gegeven.
– Nee, hoor.
U verdenkt Robert toch niet?
– Ik wil gewoon de feiten kennen.
Dit is ‘n feit: Robert is de dader niet.
– Hoe weet u dat zo zeker?
Hij kan heel goed mensen
hun vertrouwen winnen.
Hij rookt samen met ‘n Taliban,
en vliegt dan met ‘n VS-marinier mee.
Hij is integer, kiest geen kant.
Hij is gewoon ‘n getuige. Wij geven ‘m
de best mogelijke service.
Toch hebben we ‘n fax van u
met z’n adres erop.
Wie heeft die gestuurd?
– Ik wacht op Parijs, Jens.
Ze werkt hier niet meer.
Ik wil ‘n waarborg voor de foto.
Waarborg? We kopen ‘m niet.
8000 Deense kronen.
Het mag met Visa, Mastercard…
De boete voor ‘t hinderen van
‘n moordonderzoek is 22.OOO kronen.
Wij accepteren Visa.
Sarah Lyell. Kunnen we…
Het spijt me dat ik ‘t moet zeggen,
maar het was waarschijnlijk geen
ongeval.
Hoe bedoelt u?
Ze was dood voor ze in ‘t water viel.
Malin Persson? Stefan Lindman,
politie Ystad.
U weet dat Sarah Lyell gisteren dood
aangetroffen is.
Kende u haar goed?
– Nee.
Ik heb ‘n paar keer met ‘r geluncht
in Kaboel.
Ik ben verpleegster, zij leidde
de administratie voor heel Azië.
Dat is zoals ‘n soldaat en ‘n generaal.
Weet u waarom ze geschorst was?
De WFO werd beschuldigd
van het stelen van zegels in Kaboel.
Zegels?
Cilindervormige voorwerpen, zo groot.
3500 jaar oud, uitgesneden in ivoor,
metaal of steen.
Het WFO-hoofdkwartier lag boven
de resten van ‘n archeologiemuseum.
Er bleek ‘n heel waardevolle collectie
verdwenen te zijn.
De WFO werd beschuldigd.
Sarah moest terug naar de VS.
Kan zij de dief geweest zijn?
Theoretisch wel.
Maar ze wou de armen helpen,
niet van ze stelen.
Kent u Robert Thuresson?
– Nee.
Nooit van gehoord.
Waarom toch?
Waarom is Gandhi vermoord
en Stalin niet?
Bedankt. U hoort misschien nog van
Hier logeerde ze dus?
Er moeten nog papieren ingevuld
worden.
U kunt uw vrouw vast nog niet mee
naar huis nemen.
Hebt u ‘n verdachte?
– Ja.
We hebben ‘n verdachte.
Ik moet u wat vragen stellen.
Ik wil graag helpen als ik kan.
Zullen we samen eten vanavond?
Lijkt me prima.
Zeven uur.
Tot dan.
– Dag.
Kurt.
Die foto heeft Sarah meegepakt.
Die dingen zijn gestolen in Kaboel.
– Daarom is ze naar huis gestuurd.
En nadien is ze zwanger geworden.
Als zij en Robert samen waren
in Kaboel, kan ie medeplichtig zijn.
Goed gezien. Kijk ‘t na.
Zoek uit waar Thuresson was toen
Sarah zwanger werd.
Okee. Ik rij naar z’n huis.
Ebba.
Vraag de ambassade dat ze
opschieten.
Natuurlijk. Ze zullen alles faxen.
We kunnen ‘m hier niet lang houden.
– Ik weet ‘t. Komt in orde.
Alles okee verder?
– Als jij er bent.
Hoi Nyberg.
– Dag.
Hoe gaat het?
– Goed.
Mag ik wat dozen meenemen?
Ja, zoveel je wilt.
Dit is de oogst van vandaag.
Een pistool kaliber .22
zonder munitie.
Een oude hagelbuks die we in de hal
gevonden hebben, met patronen.
Hasj, ongeveer zes gram.
Lag in de houtkist.
Een paar liter zelf gestookte alcohol,
in ‘t schuurtje gevonden.
Het opmerkelijke is dat we geen
enkele foto vinden.
Staat z’n moeder daar al de hele tijd?
Ze verliest me geen seconde
uit het oog.
Is er koffie?
– In ‘n thermos in de keuken.
Dag. Stoor ik?
Ik heb koffie meegebracht.
Mooie kopjes. Hebt u ze gemaakt?
U komt toch niet over keramiek
praten bij de koffie?
Ik denk dat ‘t alibi dat u Robert
verschaft, vals is.
Hij is niet met u naar huis gegaan,
Hebt u kinderen?
Jammer genoeg niet.
Je bent altijd ongerust.
Het houdt nooit op.
Robert is volwassen maar nog altijd
mijn kind.
Hij zoekt het gevaar op, oorlog, ziekte,
terechtstellingen…
Als ik ga slapen, weet ik niet of ie
leeft of dood is.
Negen maanden per jaar, jaar na jaar.
De vrouw die in de haven gevonden
is, was zwanger.
Hoor ‘s…
Als u denkt dat hij bij haar ‘n kind
gemaakt heeft,
dan heb ik nieuws voor u.
Vertelt u wat over Sarah?
Hoeveel tijd hebt u? Nee.
Ik doceerde aan Washington State.
Zij studeerde derdewereldeconomie.
Toen we elkaar leerden kennen,
regende het.
Het was striemende regen.
Ik schuilde onder de luifel
van ‘n fotozaak.
Ze kwam naar buiten met ‘n stapel
foto’s in de hand.
Ik weet niet waarom, maar ik zei:
Dag. Zijn je foto’s goed gelukt?
Tegen ‘t einde van die middag was ik
verliefd.
Was het ‘n gelukkig huwelijk?
We zijn zo’n tien keer uit elkaar
gegaan.
Ik heb ‘r weinig gezien
sinds haar tijd in Kaboel.
Haar werk was haar passie.
Hebt u ‘n idee waarom ze
naar Zweden gekomen is?
Ik heb er ook het raden naar.
Zou ze weer bij u weggaan?
Ze had ‘n vrije geest.
Ik wist dat ze van me hield.
Ze kwam altijd terug.
Dat was goed genoeg voor mij.
Ziet u, ik moet u iets vertellen.
Er is ‘n autopsie uitgevoerd.
Ze bleek zwanger te zijn.
Wat zegt u daar?
Ja. Vier maanden zwanger.
Lieve hemel…
Het spijt me. Sorry.
– Sorry.
Linda.
Ik heb boven ‘n fles single malt.
Ja, waarom niet?
– Okee. Goed.
U hebt kinderen, he?
Ik heb één dochter.
Hoe heet ze?
– Linda.
Mooie naam.
– Een heel mooie naam.
Hoe oud is ze?
– Eenendertig.
Eenendertig…
Ze is ook politieman.
– Is ze bij de politie? Hier?
Ja. Daarom ben ik heel ongerust.
Ik bedoel…
– En trots, he?
Ja, trots ook. Maar dat zeg ik haar
niet.
Nee? Misschien kunt u dat beter wel
doen.
Ja, misschien.
M’n vader ging dood voor we
echt gepraat hadden.
Het zijn tenslotte maar drie woordjes.
Hebt u kinderen?
– Nee.
Dat is het ‘m net. Ik wou kinderen.
Voor het te laat was.
Wou zij er geen dan?
– Misschien wel, maar niet van mij.
Ze was dol op kinderen, maar…
Wat u van Sarah moet onthouden,
is dat ze graag mensen hielp.
Ze hielp de ellendigen. En er was
‘n gezegde dat ze altijd citeerde.
Ze zei: Er is genoeg voor de behoeften
van iedereen
maar niet voor de hebzucht
van iedereen. Dat zei ze altijd.
Hoe oud bent u?
Zestig.
– Zestig?
Hoe oud bent u?
– Zestig.
Zestig.
– Op zestig.
We drinken op zestig.
– Prachtig.
Maar Linda…
Je bent dus hier?
Ik ben verhuisd.
Ben je verhuisd? Hoezo?
Heb je heibel gehad?
Nee, het is afgelopen.
Je kunt er toch over praten?
– Dat is net wat niet kan.
Weet…
…Stefan dat je hier bent?
– Nee.
Maar kleintje toch…
Luister ‘s.
Wil je whisky of zo?
– Nee, het gaat wel.
Wat muziek?
Ik weet wat we gaan doen.
Jij slaapt in mijn kamer.
Ik op de sofa. Zo doen we dat.
Ja maar, papa…
– Wat?
Het is goed zo.
– Hou op. Ik…
Het is geen probleem.
Maar…
– Het is in orde.
Ik slaap op de sofa.
– Nee, ik haal ‘n kussen.
Zeker weten?
– Ja, zeker weten.
Ja. Ik zet wat koffie.
Doe dat.
Het poppentheater in het park was
afgebrand.
We kwamen aan, en er was alleen as.
En je werd zo…
Je trok zo’n lang gezicht.
En je was koppig. Je wou niet zien
dat alles echt afgebrand was.
De eigenaar kwam bij je zitten
om je te troosten.
Alles is weg, zei hij.
Alleen de sleutel hebben we nog.
Jij zei…
– Laat de sleutel zien.
Hij liet ‘m zien en gaf ‘m aan jou.
Ik heb ‘m nog ergens.
– Heus waar?
Zeg, weet je nog die advent?
Weet je wat Thuressons moeder zei?
Dat hij homoseksueel is.
Honderd procent.
Als dat waar is, kan hij niet de vader
van dat kind zijn.
Je weet nooit wat er verborgen…
Nee, het wordt wat minder
waarschijnlijk.
Dat kun je wel zeggen.
Neem op.
– Ik heb de puf niet.
Doe maar.
– Het is mijn telefoon niet.
We gaan gewoon door
met koffiedrinken.
Dat doen we.
We drinken koffie.
Dag. Een inbraak.
De moeder zit in de woonkamer
te zwijgen.
Hoe maakt ze het?
Ze werd wakker van ‘n geluid en zag
‘n man weglopen door de tuin.
Hebben jullie iets aangeraakt?
– Nee.
Is er iets weg?
– Moeilijk te zeggen.
Maar de camerakast is open en er
lijkt iets te ontbreken.
Dit hebben ze laten vallen.
Wel verdorie.
Kijk in de andere camera’s.
De camera’s zijn Robert z’n trots.
Hij verzamelt ze van in z’n tienertijd.
Bel naar Lund voor ‘n expertise.
Laat ‘n hondenpatrouille sporen
zoeken.
Ik bel voor versterking.
– Grönkvist, bel jij voor die patrouille?
Ze heeft geen motor gehoord,
er zijn geen bandensporen.
Dus de inbreker is te voet gekomen.
Hij heeft vast verderop geparkeerd.
– We moeten de sporen vinden.
Ik heb de camera daar gevonden.
Een professor komt over ‘n uur naar
het bureau. Stefan vind ik niet.
Blijf proberen.
Zeg dat hij naar het bureau komt.
Professor Jonsson zat tien minuten
met ‘n loep naar ‘t zegel te kijken.
Het komt uit Kaboel en heeft
‘n recordwaarde, denkt ie.
Hoe zeker weet ie dat?
– Best zeker. Hij wil nog foto’s maken,
collega’s raadplegen…
– We bergen ‘t veilig op. Geef maar.
Ben jij te vertrouwen?
– Tuurlijk niet.
Jij belt naar de VS.
– Waarom?
Vraag Sarahs dokter of hij de vader
van het kind kent.
Het is daar nacht nu.
– Bel gewoon.
Okee.
Vertel.
Wat moet ik vertellen?
Er is bij u ingebroken. Dit hebben we
gevonden.
Bij mij thuis?
– Ja. Kunt u dat uitleggen?
Ik kan proberen.
U was in ‘t museum in Kaboel.
Sarah vertelde wat u moest
meenemen .
Jullie zouden ‘t zegel verkopen
en de winst delen.
Ze kwam ‘t geld halen maar u had
zich bedacht.
Ze heeft niet zomaar ‘n foto
meegenomen.
Jullie zijn verdorie compleet geschift.
Ik wil m’n advocaat nu.
72-44. Spoor loopt dood.
In ‘n zomerhuisje in Sandskogen.
Jazeker. In elk geval bedankt.
Zeg, het spoor leidt nergens naartoe.
Het loopt dood in Sandskogen.
– Dag.
Met Kurt.
– Ik heb de papieren voor Tom Lyell.
De ambassade heeft ze bezorgd.
Hij hoeft alleen te tekenen.
Ik sta voor ‘t hotel. Ik ga naar binnen
om met ‘m te praten.
Prima, Ebba. Bedankt.
Ik ben op zoek naar Tom Lyell.
Geen antwoord in z’n kamer.
Goeiemorgen.
Hoe is ‘t met u?
– Prima. Denk ik.
Ik kwam zeggen dat de papieren
aangekomen zijn.
U hoeft alleen te tekenen en dan kunt
u naar huis.
Dat was snel. Heel erg bedankt.
Gaat het wel?
Ik denk het.
Ik word hier te oud voor.
Nog ‘s bedankt.
Tot ziens.
We zien elkaar binnen.
Zijn dat mijn spullen?
– Ja.
Alsjeblieft.
– Dank je.
Waarom zeg je niks?
– Ik heb ‘t geprobeerd.
Gewoon de plaat poetsen,
dapper.
Kurt.
Robert Thuressons moeder.
Over de inbraak?
– Geen idee.
Ze wil per se met jou praten.
Dag Anita.
Wou je met mij praten?
Ik heb het gedaan.
Wat heb je gedaan?
De Amerikaanse overreden.
– Omdat ze ruzie had met je zoon?
Nee, ‘t was per ongeluk.
Ik wou ‘r gewoon bang maken.
Okee. Wat is er gebeurd?
Ik reed achter haar aan
naar de haven.
Het was donker. Ze liep voor de auto
Ik gaf gas, en ze werd
weggeslingerd…
…in ‘t water.
Toen leefde ze nog.
Ze is verdronken.
– Ja, ik…
Ik had geen tijd om haar te helpen.
Je hebt goed geholpen
bij ‘t onderzoek.
Praat dadelijk met de ordepolitie
voor ‘n verslag over de inbraak.
Word ik niet gearresteerd?
– Daar wachten we nog even mee.
Thuressons advocaat wacht op je.
Goed.
Zeg ‘s.
Waar was Thuresson toen Sarah
zwanger raakte?
Linda weet van z’n agent in
Kopenhagen dat ie in China was.
Mr Lyell. Fijn u weer te zien.
– Dag Kurt.
Nog ‘s bedankt dat ‘t zo snel is
gegaan.
U moet vooral Ebba bedanken.
Blij dat ik u heb kunnen helpen.
– Dank je, Ebba.
M’n vlucht gaat pas over ‘n paar
dagen.
Eten we vanavond op mijn kosten?
– Ik laat u iets weten.
We zorgen voor vervoer naar ‘t hotel.
Ebba, zorg dat ie naar ‘t hotel komt.
– Dat zal ik doen.
Wat is de aanklacht?
Eerst willen we horen wat u inroept
ten gunste van beklaagde.
Dit is ‘n geval van politiegeweld:
loze verdachtmakingen,
aanhouding zonder bewijzen,
het eerste verhoor zonder wettige
vertegenwoordiger.
U hebt geen bewijzen of getuigen,
en onsamenhangende argumenten.
Samengevat: het is ‘n schandaal.
Verdachte heeft ‘n lang strafblad,
gebruikte geweld bij z’n arrestatie
en loog over het slachtoffer
en de zaak zelf.
Er lag ‘n oorbel van het slachtoffer
in z’n auto.
En goederen die ‘n halfjaar geleden
gestolen zijn in Kaboel.
En verdachte heeft geen alibi
voor de nacht van de moord.
Wat is de aanklacht dan precies?
We laten alle eisen vallen.
Beklaagde mag gaan.
– Ogenblik, Kurt.
Met onmiddellijke ingang?
– Met onmiddellijke ingang.
Wacht.
Wat doe je toch?
– Hij is het niet.
Hoe kun jij dat nu weten?
– Ik weet ‘t gewoon.
We zien alles met ‘n verkeerde blik.
Hij kan ‘t net zo goed gedaan hebben.
Tom Lyell?
– Waarom niet?
Jaloezie of zo. Gebruik je fantasie.
Sarah wou geen kind van ‘m.
Ze was 20 jaar jonger, knap, begaafd,
en koos voor haar carrière.
Ze heeft ‘m betrapt bij ‘t stelen.
Hij was in de VS toen ze stierf.
Heb je z’n ticket gezien,
de luchthavendouane gebeld?
Waar is de andere handschoen?
Is er ‘n DNA-test gebeurd? Nee.
Luilakken.
Verdomme.
– Hij is weer de oude.
Dag. Waar is Anja Sörensen?
– Boven, kamer 3.
Dank u.
– Hebt u ‘n afspraak?
Hoe gaat ‘t zoal thuis?
– Niet zo goed.
Dag Anja.
– Ik heb ‘n patiënt.
Dat zie ik.
– Ga weg.
Ik wil nu praten.
Ik bel aldoor en je antwoordt niet.
Helena, wacht hier vijf minuutjes.
Sorry dat ik zo binnenval.
– Ik was met ‘n patiënt bezig.
Kunnen we…
– Kom binnen.
Deur dicht.
Wat wil je van me?
– Kurt…
Je zei dat je me nog wou zien.
Je vond het fijn samen met mij.
Het was heel fijn.
– Wat scheelt er dan?
Ik kan het niet. Ik zou wel willen,
maar het gaat niet.
Ik heb je gisteren met je man gezien.
Hoe denk je dat ik me voelde?
Ik hou van je.
Hij heeft beloofd dat ie niet meer
zal reizen. En ik blijf bij ‘m, Kurt.
Ik ga nooit op reis.
– Maar…
Hoor ‘s…
– Ik luister.
Het kan niet.
Wat doe jij hier?
Wat is er aan de hand, Robert?
Geen idee. De politie denkt dat ik
de Amerikaanse overreden heb.
Heb jij dat gedaan? Vertel op.
Geef antwoord.
Nee, ik heb ‘t niet gedaan, mama.
Ik heb alleen maar jou.
Ga weg van hier.
Naar Spanje of Mexico,
ergens waar geen oorlog is.
Er staat ‘n koffer klaar in je kamer.
Ga naar je huis. Ik moet iets doen.
– Ik maak eten klaar.
Je bent vast uitgehongerd.
Goed zo, kerel. Goed.
– Flinke hond.
Verdomme nog aan toe.
Ze probeerde al twee jaar zwanger
te worden
maar ze wist niet dat haar man
geknipt was.
Geknipt?
– Z’n zaadleiders zijn doorgeknipt.
Hij is onvruchtbaar. Ze ging naar
‘n vruchtbaarheidskliniek.
Vier maanden geleden is ‘t gelukt.
– Momentje.
Hij zei dat hij kinderen wou en zij niet.
Hij heeft me gewoon zitten beliegen.
En KLM zegt dat hij ‘n volle dag
voor de moord aangekomen is.
Telefoon, Kurt.
– Niet nu.
Robert Thuresson. Hij lijkt dronken.
Okee, geef maar door.
Kurt Wallander.
– Ik heb hem op ‘n foto.
De man die op de parkeerplaats was.
Het is in Kaboel, voor het museum.
Ik vergeet nooit ‘n gezicht.
Waar ben je nu?
– Thuis.
Blijf daar.
– Kom de foto snel halen.
We komen eraan.
Svartman.
Heb je Tom naar ‘t hotel gebracht?
Nee, naar Österportstorg.
Hij wou Ystad zien.
Verdraaid.
Linda, rij naar ‘t hotel. Als ie er niet is,
wachtje tot ie aankomt.
Wij rijden naar Thuresson thuis.
Volgende keer moet je luisteren.
Dit is interessant. Hier zit bloed op,
en ‘t is Amerikaans.
De andere handschoen…
– Goed zo.
…is misschien niet zo interessant.
U hebt ‘n foto die ik wil.
Heus waar?
Ik ken u niet, maar ik herinner me elk
gezicht dat ik fotografeer.
Ik ben Sarah ‘r man.
Dus u hebt haar vermoord
en de zegels weggepakt.
Nu bent u ‘n dief én ‘n moordenaar.
– Nee, ik bewaar de geschiedenis.
Ginder gaan die zegels verloren,
ze worden verkocht
weggegooid met ‘t afval.
In mijn verzameling zijn ze veilig.
– Zo zag Sarah ‘t vast niet, he?
U moest ‘s weten. Laat de foto zien.
Wis ‘m.
Geef ‘t negatief.
– Kan niet.
Geef ‘t negatief, zei ik.
Ga zitten.
Ik zal u nooit m’n negatieven geven.
Nooit.
Ik raad u sterk aan ‘n uitzondering
te maken.
Schiet.
– Ga zitten.
Terug.
– Vier tenen kwijt in Tsjetsjenië,
m’n gehoor links in Libië…
– Achteruit.
Bijna m’n pik kwijt door ‘n landmijn
in Congo.
Toe, doe het, klootzak.
Schiet dan, komaan.
Robert.
Hij leeft. Zeg dat het om ‘n politieman
gaat, dan komen ze sneller.
Bel Linda.
Dag. Wallander, politie Ystad.
Is Tom Lyell in z’n kamer?
De sleutel is weg.
Ik heb ‘m niet gezien.
Wat is z’n kamer?
– 331 .
De hoofdsleutel. Nu.
Morgen. Hebt u berichten voor me?
Ik vrees van niet. Verwachtte u iets?
– Nee.
Dank u.
De receptie. Hij komt eraan.
Hij is hier.
Politie.
– Ik breng nieuwe handdoeken.
Ik heb ‘n vergunning.
Hij was hier maar hij is ervandoor.
Naar Kastrup. Wij nemen
de snelweg, jij de gewone weg.
Meneer, ik moet ‘n vlucht halen.
Als ‘t lukt, betaal ik dubbel.
Twee keer.
Stefan, we zijn op de snelweg.
Haal die bestelauto in.
Dat is ‘m niet.
Die taxi.
Vertragen… Dat is ‘m ook niet.
Moeder en twee kinderen.
Met Stefan. Hier is ie niet.
Ik zal voor jullie bij de brug zijn.
Sneller.
Sneller. Rij sneller. Sneller.
Die taxi versnelt.
Erachteraan.
– Bel de douane.
Kurt Wallander, politie Ystad.
We achtervolgen ‘n taxi.
Sluit de grens af.
Laat niemand passeren. Sluit af.
Niet stoppen. Doorrijden.
Doorrijden.
Sneller.
Toe dan.
De andere kant is dicht.
De Denen willen dat we stoppen.
– Niks van. Waar ben jij?
Net op de brug. Ik kan je zien.
We kunnen ‘m inhalen.
Rij sneller.
Ik ben 75 meter achter je.
– Okee. We pakken ‘m.
Is er ‘n probleem?
– Als u dat maar weet.
Ik arresteer u wegens moord op Sarah
Lyell
en moordpoging op Robert Thuresson.
– U bent geschift.
Zeg dat wel, schoft.
Wel heb je ooit.
– Hoi.
Dag. Kom je ‘n aanzoek doen?
– Je bent vast aan gezelschap toe.
Nooit bellen ze, tot je hagel in je buik
krijgt of op ‘n landmijn trapt.
Dan regent het bloemen en kaartjes
met Snoopy.
Hoe maak je ‘t?
– Morfine.
Ik lig wat na te denken.
Niet doen.
– Het is lastig om ‘t niet te doen.
Ik had ooit ‘n maat in New York,
een fotograaf.
Heel aardige kerel.
Hij had ‘n opdracht in de Bronx.
Hij maakte hopen prima foto’s.
De omgeving, lotgevallen, gezichten,
het leven.
Er liep in die tijd ‘n seriemoordenaar
rond in dezelfde wijk.
Hij liet voor de politie met opzet
sporen na in brievenbussen en zo.
Op ‘n dag ontdekte de fotograaf
dat hij die man verschillende keren
op foto had staan.
Wat deed ie toen?
Hij wist het. Ik niet.
Als je wist wat je nu weet,
had je Sarah de negatieven gegeven?
Dat weet ik niet.
Dan leefde ze nu nog.
Dat is gemeen.
Okee.
– We moeten ‘s samen gaan drinken.
Dat zal nooit gebeuren.
– Nee.
Als je je bedenkt, breng je pistool
mee. Om te spelen na de wodka.
Okee. Verzorg je goed.
Tot ziens.
Ik kom.
– Dag schoonheid.
Je ziet er geweldig uit.
– Dank je.
Ik ga uit met vrienden. Alles okee?
– Ja, hoor.
Ik ben rustig aan ‘t genieten.
– Je viert de vangst.
Macallan, tien jaar oud op eiken vat?
Nee. Weet je nog wat we dronken
toen je klein was?
Ik kwam moe thuis en je werd
wakker.
Kiviks whisky.
– Ja.
Twaalf jaar oud.
Wil je wat?
– Graag.
Kom binnen.
Nu komt het. Luister goed.
Wat is dat mooi.
Wil je dat ik blijf?
Je zou uitgaan.

Categories: Movie | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Law & Order: Special Victims Unit 1999 English English

movie image

Download subtitles of Law & Order: Special Victims Unit 1999 English English

In the criminal justice system, sexually based offenses are considered especially heinous.
In New York City, the dedicated detectives who investigate these vicious felonies are members of an elite squad known as the Special Victims Unit.
These are their stories.
I don’t meet many people driving for the ME’s office. It’s not exactly the… best place for small talk.
But you cops, you… you understand me. We… see… the dark side.
You know what? I’m– I really better take off.
– I’ve got an early start tomorrow. So–
– Oh, well, I-I can drive you.
You-you ever been in the back of a hearse?
Hey. Um…
we’ve got to finish those DD5′s tonight, right?
Nah, we’re cool.
My man.
So you working tomorrow?
We drew the short straw, but…
Christmas Eve, I’m off to the Bahamas.
Good for you.
With whom?
A friend.
Taking the 5th.
Here you go. Hey.
Thanks for doing this, Father.
Oh, I’ve missed the kids.
That must be for a special girl.
It is.
A very special girl.
Father!
I forgot.
I made you a Christmas card.
Did you? You certainly did.
Let’s see.
Daddy, I wrote down everything.
You did? All right.
“A bike…
“an iPad mini…
“a puppy…
“and most of all, I want mommy and daddy to be together.”
Hey, should we… call your mom?
Huh? Say good night?
That’s the tree.
– That’s… the buildings.
– Mm-hmm.
And that’s me and mommy.
Sofia… you’re a very good artist.
Thank you.
Run, Sofia, run!
Hey! Hey!
What are you doing?!
Oh, she’s having a great time, Maria.
Yeah, Santa’s coming early.
Opening presents tomorrow.
No, I didn’t get her too much.
She wants Santa to bring her a puppy.
Yeah, Okay, look. My mom is taking her on the train to DC… Christmas Eve.
Yeah.
You too.
Out of the way. Coming through.
So… what the hell went down here?
They were beating the priest.
Huh-uh. This molleto, he jacked the priest, stole the presents.
He’s lying, man.
And stomped on his face?
Those kids, they ran off.
Anybody else see anything?
He’s lying.
Shut up, man. I’m bringing you in. Come on. What’s gonna–
– Don’t do this, man.
– Come on, get up.
– You beat a priest right before Christmas, huh?
– I didn’t, I swear!
Please, listen. My brother-in-law is on the job.
Yeah, right.
Hey, I’ve never seen you in this kind of tie before.
Teresa.
– Everything Okay?
– I need Fin. Sergeant said he’s here.
Yeah, he’s… he’s right over there.
Problem?
That’s Fin’s ex-wife. Something’s wrong.
My brother got arrested.
I’ll leave you two alone.
– What’d he do this time?
– Nothing.
They say he carjacked a priest. Vigilantes beat him up.
He turned it around, Fin.
All he’s been talking about is spending his first Christmas with his son in 6 years.
Come on, he’s been on parole 9 months. What’d you expect to happen?
Ken, I’m speaking with your father now.
You Okay?
My ex-brother-in-law got locked up again.
Like you say, family’s complicated.
You didn’t have to come with.
You know, it was either you or the morgue driver.
This Sam’s on parole?
Since March. Last 6 years, more in than out.
You know… auto theft, couple of B-and-E’s.
My ex tries to tell me it’s because he’s in the wrong place at the wrong time.
I-it is possible.
I mean, people can change.
Maybe, but you don’t get your ass kicked for nothing.
I’m guilty of being black.
That’s it.
Fine. I was in a fight.
But I was trying to save that priest.
They were calling him short eyes, chomo.
Chomo?
Teresa told you I was in SVU, so you made that up.
It’s the truth.
I saw them beating the priest and this kid running away.
Okay, the kid…
– what’d he look like?
– She.
Young. Maybe 8, 9. Hispanic.
Long hair. Cute. Hey.
Not all priests like boys.
Did you see him “do” anything to the girl?
I saw these 2 guys kicking his head in.
They were gonna kill him.
– Huh-huh.
– I swear.
I don’t need a car.
I don’t want to get sent back to prison.
Why would I do this?
I gotta get home for Christmas.
It’s a righteous collar.
We got 2 911 calls saying a priest is on the ground. Neighborhood guys stop a black man from stealing his car.
Witnesses on the scene confirm.
Middle of the night. Witnesses can be wrong.
All of ‘em?
Thanks, Officer.
No, wha-wha-what about the guys that attacked Sam?
They took off when they heard sirens.
Good samaritans are not gonna stick around? Come on.
Did, did the priest ID Sam?
Father’s still unconscious.
Had his head bashed up.
Did anybody talk to the girl?
What girl?
We heard that there was a girl with the priest.
– She ran from the car when they–
– I didn’t hear anything about a girl, Okay?
– Thanks, Officer.
– Sure.
Let it go, Amanda.
Come on. Let’s go.
Oh, they got blood all over the hood.
So much for letting it go.
How’s it looking for your brother-in-law?
It is what it is.
There are some inconsistencies. I mean, the girl Sam mentioned–
Could’ve made her up.
The vigilantes, if that’s what they were, disappeared.
We’ve got no statement from the vic.
Did you guys nose around?
Yeah, I talked to the 911 callers. They both saw the black man’s face.
Yeah, they couldn’t ID the neighborhood guys who beat him up.
Evidence didn’t say much either.
Car hadn’t been processed.
CSU didn’t cover the scene?
– Huh-um.
– A carjacking 2 days before Christmas? Not likely.
Okay, so let’s ask Warner if she can… “backdoor” it and send techs.
Look, Liv, I appreciate the help, but I divorced into this.
– No need to drag you in–
– Screw you, Fin.
I’m all yours till Christmas Eve. After that, you’re on your own.
I got something.
Signed “Sofia.”
So when Sam said he saw a little girl, he could’ve been telling the truth.
That doesn’t prove anything.
That might.
That’s– So here we’ve got the priest.
And then…
here comes the little girl.
Could be Sofia.
Then here we are. We’ve got 2 males in hoodies.
There’s your brother-in-law.
Fin, Sam could be telling the truth. This fits his timeline.
Yeah, but the assault is off camera. This doesn’t prove anything.
Okay.
Sam said that they called Father Shea a pedophile. What do we know about him?
Okay, Father Chris Shea was transferred to an orphanage in Guatemala 4 years ago. He was ordained May of ’96.
Where was he before Guatemala?
Uh, B-Boston, Chicago…
Staten Island. He was a prison chaplain, and then 10 years ago, he was at St. Horatio’s up in Inwood.
Okay, so we have a priest…
who moved around a lot…
who’s alone at night in a car with a girl.
Look, priests… get transferred for a lot of reasons.
Young father like that…
you know, sometimes the old guard feels threatened. They don’t want to lose control of their parish.
So what’s our next move? How do we track down the girl and the 2 guys?
We may have a break right here. The hospital just called and said Father Shea regained consciousness.
Great. I’ll go talk to him.
Hey, no, Liv, it might be a better idea if me and Fin… talk to the priest…
and you and Rollins pay a visit to your old pal DA Barba… show ‘im that video.
Well, we could, if he weren’t skiing in Gstaad.
Gstaad? Really?
Okay.
So how about Georgia Peach and I go sweet-talk whatever unlucky junior ADA…
got stuck with the holiday weekend?
You want me to RoR a 2-time felon on parole?
Look, we have a security video that partially confirms Sam’s story.
Partially? I’ve been here 2 months.
Where’s… your supervisor?
Are either of you the arresting officer?
I didn’t think so.
And last I heard, carjacking wasn’t a sex crime. What is this about?
Counselor…
the suspect is family.
I see.
You should’ve kept that to yourself.
Good day, ladies.
So much for sweet talk.
I got jumped.
This sort of thing happens at Christmas.
People… see things they can’t afford…
gifts for the family…
well, I’m not telling you anything you don’t know.
Whoever did this, I forgive him.
It’s done.
Well… Father… it’s not done.
We have a suspect in custody.
– We need you to ID him–
– No, I’m not interested in pressing charges.
Father, just take a look at these pictures, Okay?
You recognize any of these men?
Yes. I recognize him.
Is that the guy that beat you up?
No. No, this was a good samaritan. He pulled the others off of me.
– Are you sure?
– Yes, absolutely. He saved me from them.
Okay.
– Saved you from whom?
– Um…
pffh. I don’t know.
I think there were two of them.
I couldn’t make out their faces.
Right. You said it was an attempted robbery…
but did you hear anyone calling you names?
Maybe… chomo, short eyes?
Maybe the little girl can clear that up.
The one in your car.
We have her on video. She gave you a card. Sofia?
Can we ask… why you were alone with her in your car… at night?
I visited her at her apartment, gave her a gift. And she came back down to give me a card.
How well do you know ‘er?
She’s innocent of any of this. I don’t…
I don’t think she saw anything.
We’ll need her to confirm that. What was her last name?
Sofia Santiago.
Her mother, Margarita, is the secretary at St. Horatio’s. Rita can confirm all of this.
Sounds like you’re still involved with the parish. You left 10 years ago.
I come back at holiday times to visit my sister… look in on my old parishioners.
Is there anything else?
Yeah. The man that saved you, Sam Randall…
needs you to return the favor.
– How do you plead?
– Not guilty, Your Honor.
Counselor.
Can we have a minute with you? It’s about this case.
Is there a problem here?
I’m not sure, Your Honor. Can I ask your indulgence for a moment?
Yeah.
Let me guess.
More SVU detectives.
We have a statement… from Father Shea confirming Sam is not his assailant.
Sam, I suppose, is your relative?
Just look at the statement.
I don’t know you.
I don’t know if the victim was pressured into making this statement.
I can’t show this to the judge.
– Have you spoken with the arresting officer?
– Yeah, we tried.
All right? But he left for the Dominican Republic for the holidays, Counselor.
Terrific. When he gets back, I’ll speak with him.
While an innocent man spends Christmas in jail.
He was arrested while on parole, Detective.
End of story.
Thank you for your patience, Your Honor.
I have a plea of not guilty. People on bail?
Defendant has 3 prior convictions, is currently on parole, and is accused of a brutal assault against a clergyman…
who is still hospitalized.
The people request remand.
Granted.
Schedule a pre-trial hearing with the court clerk…
for after… the holidays. Merry Christmas, everyone.
I’m sorry, Dante.
Whoa.
Dante, you remember your uncle Fin?
My dad didn’t do it.
I know. He did the right thing this time.
So promise you’ll get him out?
All Dante wanted for Christmas was his father.
So what’s gonna happen now?
We’re working on it.
Sam was just trying to help that priest.
He’s on parole.
You don’t jump in. You call 911.
All right, Fin.
I’ll take Dante home.
That ADA’s not gonna take our word for it.
Well… he might bend if we can find the 2 guys who actually assaulted Father Shea. The girl in the car, Sofia…
maybe she saw something.
Margarita Santiago is my secretary. Uh…
can I ask what this is about?
Yeah, we’re investigating the attack on Father Shea.
Mm. Home for the holidays.
Terrible what happened.
I’m not sure how Ms. Santiago could help you.
Father Shea hasn’t been with this parish for…
– a long time.
– Yeah, can you tell us why he left St. Horatio’s?
Unfortunately, our parish has been shrinking over the years.
The church felt… the need was greater elsewhere.
Excuse me.
Margarita.
These detectives need to speak with you about Father Shea.
Of course.
Please let me know if there’s anything I can do to help.
Thank you, Monsignor.
I was horrified when I heard what happened.
– Is the Father all right?
– He’s recovering.
Now, we understand that your daughter was with Father Shea last night. Can you tell us why?
Uh, Father Shea had given her a present.
It’s Christmas.
He had given presents to all the children in the parish.
He just– He loves kids.
How old is your daughter?
And has she ever been alone with Father Shea before?
Yes. Uh, sometimes. Uh, she’s known him for years.
What are you saying?
Um… his, uh, attackers may’ve thought… he was being…
inappropriate with your daughter.
No, he would never.
That’s ridiculous.
The men who beat him up, they called ‘im a pedophile.
Well, they’re wrong.
I mean, just because of a-a few priests, everyone assumes the worst.
Father Shea takes an interest in Sofia.
Her biological father was never… involved.
It’s good for her.
You’ve got him all wrong.
Okay, Ms. Santiago, but…
we’re gonna still need to speak with Sofia.
She’s been very upset.
Uh, I-I was lucky to get her to the children’s mass.
Let me see if she’s up to it.
Okay.
I’ve seen this before.
A mother who doesn’t want to admit that she put her child in danger, so…
she denies, denies, denies.
Well, not everyone’s in denial, Liv. I mean, sometimes people are just…
innocent.
Are you getting tell me that you don’t think she’s hiding something?
No, we don’t know what, is all I’m saying.
I’m not protecting the Catholic Church, if that’s what you think.
Nick, that’s not what I said.
Yeah.
Um… Sofia will talk to you, but I… I want to be in the room.
That’s fine.
Sofia, do you know why we’re here?
Because Father Shea got beat up.
Right.
So let’s take it from the beginning. Um…
why were you in his car?
He came to our apartment.
He gave me a doll.
She looked just like me with long hair.
He left, but… I forgot to give him his mas– Christmas card,
so… I brought it to his car.
So Father Shea treats you pretty special, huh?
He’s a kind man… to everyone, right, Sofia?
Okay.
So, Sofia, you must’ve been… upset when Father Shea got hurt.
Can you tell us what happened?
Father Shea liked the card.
He was so happy.
He gave me a hug.
Did it go on for a long time?
That’s when the man broke the window.
Then the other man dragged him out.
Father Shea told me to run.
And can you describe these men?
Mm. The bad guys spoke Spanish.
They were wearing hoodies.
The… the bad guys?
Was there a good guy?
He was black.
He tried to save Father Shea.
You owe me for doing NYPD’s job.
– We always owe you.
– Yeah.
Any DNA matches from the blood on Father Shea’s car?
Still running that.
But the blood traces… are from 3 different males.
That backs up Sam’s story.
But it doesn’t get us any closer to finding the perps.
This will.
Prints from the car door handle match an Adam Benitez…
convicted twice for assaulting registered sex offenders.
Father Shea was never accused.
Maybe Benitez knows something we don’t.
Thank you, Melinda.
Merry Christmas, Detective Tutuola.
Ho, ho, ho.
Which one is Benitez?
Come on. It’s hard to tell with all the Santa suits. His facebook page said he’d be working this corner.
– Adam Benitez?
– Ho, ho–
Stop, police!
Arresting Santa? Come on!
You should’ve called your reindeer.
– Let’s go.
– Go on.
I’ve read your sentencing reports, Adam.
You were abused when you were 8?
My Uncle. He was a transit cop.
I was already a truant. No one believed me.
That’s where you got the habit of pounding on pedophiles?
I don’t feel bad about it.
And you think Father Shea is one?
Did you see him abusing the girl?
He was huggin’ ‘er when we got there.
– Who’s we?
– A friend.
Priest did his sister ugly.
He heard the father was home for the holidays.
We were watching ‘im.
So it was his idea.
We could help you, Adam.
This friend got a name?
We playing Let’s Make A Deal, Christmas Edition?
This would be a good time to call a lawyer, right?
Enrique Rodriguez!
Hands up!
You’re under arrest for the assault of Father Chris Shea.
He rapes little girls, and I get arrested?
– You mean your sister?
– So you know.
Everyone knows. No one’s doing nothing.
In the car.
We got our 2 suspects. It’s time to call the ADA, get Sam out.
I think we should get the Father to ID ‘em first.
No, no. Not this time.
Is there a… problem, Father?
Monsignor was just leaving.
You too?
A ticket to Guatemala.
You planning on leaving the country, Father?
Father Shea wants to return to the orphanage.
Well, we’d prefer it if he didn’t go anywhere just yet.
Uh, you’ve heard that we arrested Enrique Rodriguez?
I told you, I’m not pressing charges.
But you’re still a witness.
We need you to come to the station and make an ID.
He was in a coma. He’s concussed.
Well… now you look like you’re feeling better.
Why don’t we ask a doctor if you’re up to it?
Hey, that one-way ticket… turns out it was paid for by the archdiocese.
So Menendez wanted Shea gone just like he did 10 years ago.
We got Adam Benitez’s statement.
Should be enough for the ADA.
That guy is covering his ass 6 ways to Sunday.
We should get Enrique’s statement too, on video.
I don’t want that ADA questioning it later.
You want to know what I did?
I want to tell you what this son of a bitch Shea did.
So tell us. We’ll investigate.
Hey, I give you my word.
When did the abuse start?
Angelica was 12.
I was 16.
Public schools were bad, and…
mom thought we’d be safe at Catholic School.
At St. Horatio’s?
And… your dad, he was out of the picture?
My dad left when we were in grade school.
And that year, you noticed something was going on with Angelica?
Yeah.
She started drinking.
Smoking pot.
My mother said she was a sinner.
You knew that Father Shea was being…
inappropriate with her?
If I’d have known, I’d have killed him.
Okay. So when did you find out?
Angelica…
always gets crazy at the holidays.
This Thanksgiving, she…
she’s supposed to be sober…
but she came in stoned.
And I just went off.
And then she started crying and…
s-said that I’d never been there for her.
Not even the Christmas…
when she was 13…
and pregnant.
And he made her have an abortion.
I never knew.
I thought she was in the damn church.
All that time with Father Shea…
I thought he was counseling her.
Go on.
The sick bastard said it happened…
because she was evil…
that she seduced him.
Father Shea.
He…
he said he was gonna make her do it…
until she didn’t want it again…
to exorcise the demon of sex in her.
So… when you saw Father Shea… in the car with that little girl–
I did what I should’ve done 10 years ago.
Okay, Enrique. So if your sister…
will corroborate the story and ID Father Shea…
it might help a jury to understand.
No, I don’t-I don’t want to put her through that.
Angelica’s in rehab. She’s a mess.
Father Shea, he’s coming in to ID me, right?
Ask him.
You’ve got Father Shea absolving Sam…
Enrique and Adam confessing to the beat-down. I don’t see the problem.
Because it’s not your problem. It’s mine.
You want me to drop charges against your partner’s brother-in-law.
Ex-brother-in-law.
Really?
You are a masochist.
Ex or not, there’s protocol here.
This isn’t your case.
Maybe there’s no probable cause for the attack on the priest, but you’ve still got a parolee who went vigilante.
Assaulting anyone violates his parole.
Yeah, we know.
Look. If you want him released…
I’m going to need Father Shea to ID his attackers, just for belts and suspenders.
We’re pulling a lineup now.
I assumed. Get that. We’ll talk.
Well, take your time, Father.
Do you recognize any of them?
I don’t want to send anyone to prison.
Well, the DA has to put someone away. If it isn’t the men who attacked you, it’ll be Sam Randall.
I made a statement absolving him.
Yeah, the DA’s not buying it.
He needs you to ID the men who did beat you.
So…
I have no choice.
Yeah, not unless you want to keep your savior in jail, Father.
Number 3, Enrique.
You can go in to see your client.
So you did know your attacker.
Enrique Rodriguez.
He was a… parishioner of mine.
So we’re-we’re done here? I IDed him.
Just so you know, I’m not going to testify against him in court. Sending him to jail, that is not right.
And why is that, Father?
Because you gave him good reason… to attack you?
He deserves… forgiveness.
As we all do. We all make mistakes.
Mistakes.
Is that what you’re calling what you did to Angelica?
A mistake?
What?
No. No.
– You have it wrong.
– Yeah, do we?
That’s not what Enrique told us.
He said it happened…
because she was evil…
that she seduced him.
Father Shea…
he said that he was going to keep doing it to her…
until she didn’t want it anymore…
to exorcise the demon of sex in her.
Is that why you don’t want to press charges? You’re afraid this will come out in court?
– No. I’m–
– That you rape young girls!
– No.
– Angelica 10 years ago…
and who knows how many since…
– Sofia?!
– No! God, no.
So tell us.
Tell us, what were you doing in the car with Sofia?
– We’re gonna bring her in.
– No.
No, you can’t.
Please.
God forgive me.
God forgive me.
Angelica Rodriguez?
I-I’m clean. Doing my rehab.
We’re not with Narcotics. We’re Special Victims.
I’m not special, and everyone’s a victim.
Okay, you know what? It’s your brother, Enrique, he needs your help.
Enrique? What happened?
He was arrested for assaulting a priest.
Oh, God.
I never should’ve told ‘im.
Told ‘im what, Angelica?
You know, where the good Father put his little “bishop.”
Is Enrique going to jail?
Yeah, there’s a good chance of that.
It’d be easier if he never knew.
I’m a dead girl walking, but he could still have a life.
You could help ‘im… if you testify that you were molested… and ID your abuser.
Where’s Enrique? Can I see him?
After the lineup, Okay?
Sure you’re Okay to do this?
Number 4 is Father Shea.
Okay.
So he’s the man who abused you.
What? No.
Angelica, we know how difficult this is.
But he can’t hurt you. He’s in custody now.
No, that’s Father Shea.
– You don’t get it. It wasn’t him!
– No, no, Okay, Angeli–
Don’t touch me!
You want to tell me what’s going on, Father?
If Angelica won’t say…
it’s not my place. She gave me her confession.
That doesn’t… give you an excuse… to cover up a crime.
So why were you transferred out of St. Horatio’s?
Because I sinned. I broke my vows.
That’s not good enough, Father.
It’s not my story to tell.
The priest taught us abortion was a sin.
Then he made me murder my baby.
Who did?
It wasn’t Father Shea.
He tried to help me.
I was bleeding…
after the baby was gone.
Father Shea found me.
I confessed the things I had done…
and who I had done them with.
It didn’t happen again.
That’s why Father Shea was sent away.
So who did abuse you, Angelica?
You’re 22.
We can still… put him away.
I don’t know if I can do this.
It could help your brother do less time.
And we will be with you…
every step of the way.
The men who beat you up… were wrong.
And we… were wrong. You didn’t molest Angelica. You didn’t molest Sofia.
No, I would never.
But… you know who did… abuse Angelica.
I’m bound by the seal of the confessional.
I-I don’t get that, Father.
Look, you’re a good man, an-and I know you have a duty to the church, but you still have a duty to get justice for Angelica.
I made sure she was protected.
Is that why you were sent away?
Look, whoever did this, how do you know he’s not still molesting little girls?
Because he swore to me he wouldn’t.
Well, he broke the law, and if you don’t tell me his name, you’re breaking it too!
I can’t.
I gave them my word.
Are you protecting a pedophile or the church?
– No! Neither.
– Then what is it? Hmm?
Did he have… leverage on you? I mean, are you protecting yourself?
No, this has nothing to do with me.
– I don’t matter in any of this.
– All right, then, who does?
Who else matters that much to you, um–?
I’m sorry, Father.
Hey, you were right. He’s hiding something.
But he’s not guilty of abuse.
We got the wrong sin.
Oh, detectives. Um… can I help you?
Actually, it’s Father Shea who needs your help.
Is he all right?
Honey, can you wait outside?
Those accusations we told you about–
– I said he-he would never do any–
– Well, he…
can’t… or won’t… defend himself.
Thinks if he tells us the truth, someone innocent… will get hurt.
I-I-I don’t know who.
You know, I have a daughter.
Most days, I think she looks just like her mother, you know.
Beautiful.
But sometimes…
when my daughter’s mood changes…
I see myself.
Please.
Don’t.
Does Sofia know… who her father is?
We spoke to Ms. Santiago.
She told us that Sofia…
is your daughter.
I spent 10 years making sure that was kept secret…
for Sofia’s sake.
But Menendez knew.
Rita confessed to him.
She told him… how much in love we were.
And he used that… as leverage to keep you quiet about what he did to Angelica.
No, that wasn’t the reason.
Well, no?
After Angelica came to me…
I went to Menendez.
He asked me to hear his confession.
He told me…
what he did to her.
He said it was a… one-time weakness.
And once he confessed…
you were bound by the vow of the confessional.
See, that’s still not good enough, Father.
You put other girls in jeopardy.
No, no, no, no, no, no, no, no.
He swore to me… that it wouldn’t happen again.
And you believed him?
Pedophiles… are gifted liars.
Yes, I did. See…
I’ve left my daughter at that parish, and Rita keeps an eye on ‘im, and then, once a year…
I come in… to take his confession…
for a decade.
And I don’t believe he’s hurt anyone else.
Is that how you sleep at night?
Who says I do?
Well, you may have kept the vow…
of the confessional, but you broke the law.
You have a legal obligation to report abuse.
You’re as guilty as he is.
I understand.
Do you understand…
that you have to testify against Menendez?
Yes, I understand that too.
Oh, 1 more thing, Father.
Your transgression will come out.
You might want to tell Sofia yourself.
What do you mean, it wasn’t him?
They transferred Father Shea.
That’s what they do to pedophiles.
It wasn’t Father Shea.
– But you told me that there was–
– I told you what happened to me.
I never said who it was.
I was afraid you’d go after him, get in trouble.
I beat him up.
I’m in jail.
He got the wrong priest. You should let him go.
That’s not the way it works.
I’m sorry, Enrique.
I’m so sorry.
You didn’t do anything wrong.
If I’d have looked out for you in the first place, this would’ve never have happened.
Yeah, I know it’s Christmas Eve, Teresa. I’m trying.
I– Oh.
She hung up on you?
Old habits die hard.
You’re doing everything you can.
She doesn’t seem to think so.
But I got an idea.
Detective.
My grandkids are inside. It’s Christmas Eve.
That’s why I’m here, Judge.
I need you to sign a conditional release for Sam Randall.
Not my problem.
Come on, Judge. It’s Christmas Eve.
You know the guy is innocent. Let him go home and spend it with his son.
I’ll keep him handcuffed to me if you want.
Timmy.
Go get your grandpa’s reading glasses, huh?
Give me those papers.
But he’s your responsibility, Detective.
Merry Christmas.
– Merry Christmas, Judge.
– Yeah.
That was Fin.
Sam’s free. He’s on his way home.
A Christmas miracle.
Hey, and you’ll make your flight.
Yeah, I’m not going anywhere until we get a warrant for Menendez from Judge Harrison.
Liv, go. I’ve got this.
I can’t.
Hey. You put off your vacation till there are no bad guys left–
– Look, I know, I know, but– Uh–
– Uh– Eh– Well, all right, you know what?
This is my Christmas gift.
Really?
Yeah, really. Come on.
I want jewelry next year.
Look, I have my phone with me.
– I’m not turning it off. If you need anything–
– Liv.
Enjoy.
Merry Christmas, Nick.
You too, Liv.
Merry Christmas.
I got a present for you.
– Have a nice night, Fin.
– Where you going?
– Home.
– Like hell you are.
Your family’s in Georgia, right?
You better sit your ass down and have some food, ‘fore I have to pay for not inviting you in the first place.
Got that right. Come on in.
Come here. Sit.
Children, attention, please.
It’s almost time for the opening hymn.
Don’t worry. I’ll be right behind you.
A little libations.
– Help yourself.
– Okay.
Seriously, do you people ever quit?
I’m sorry, your honor. We want to pick him up tonight.
1 condition.
Let him finish mass.
Yes, sir.
You got the warrant?
Oh, great news, Nick.
Thank you.
Okay.
Out of the way.
Out of the way!
Get off of her.

Categories: Subtitles in english | Tags: , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

A League of Their Own 1992 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda A League of Their Own 1992 Portuguese-BR Português

Me dê a bola. Anda.
– Pode precisar disso.
– Onde encontrou isso?
Estava nas caixas que chegaram.
“UMA EQUIPE MUITO ESPECIAL”
– Precisa de óleo.
– E quem não precisa?
Pronta?
– Eu não vou.
– Mamãe.
– Tenho 2 filhos, não quero 3.
– Por que tenho de ir?
Seria bom para você passear um pouco.
Além disso, são velhas amigas.
Talvez nem se lembrem de mim.
A “Rainha dos Diamantes”,
Dottie Hinson?
Só acho que não é
uma boa idéia.
Vamos, mãe.
Vai encontrar a tia Kit.
– Há tempos não se vêem.
– E continuaremos assim.
Ela não irá,
deve estar viajando com o marido.
Ele se chama Frank,
e sempre foi gentil com você.
Ele me irrita.
– Há muitas razões para eu não ir.
– Mamãe.
Querida… não ficarei à vontade.
Não faço parte disso.
Nunca foi importante para mim.
Foi apenas algo que fiz.
Quando perceberá quanto foi
especial e significativo?
Sei como se sente, acredite.
Mas você vai.
Para o carro.
– Carro, trem, ônibus, já cansei.
– Durma no avião.
– Vovó vai sair! Que milagre!
– Espertinho.
Julie vai cuidar de vocês.
Quero que se comportem.
– Certo. Tchau, vovó.
– Tchau!
Jeffrey, venha cá.
Lembre-se de que seu irmão
é menor que você.
– Deixe-o arremessar. Promete?
– Sim.
Bobby, venha cá.
– Acabe com ele.
– Mãe, vai perder o avião!
Ainda acho que eu
não deveria ir.
BEM-VINDO A COOPERSTOWN
BERÇO DO BEISEBOL
Vamos, Beans!
Já vou! Já vou!
Esta semana,
no mundo dos esportes.
Com nossos rapazes
lutando na guerra…
os jogadores de beisebol
ajudam no esforço de guerra.
Trocando seu taco por balas,
a estrela Joe DiMaggio…
Trocando seu taco por balas,
a estrela Joe DiMaggio…
promete bater os nazistas.
O grande Bob Feller…
trocou o Cinza do Cleveland
pelo azul da Marinha.
As estrelas do beisebol dizem…
“Cuidado, Sr. Hitler.
Os Yankees estão chegando!”
E também os Indians,
os Red Socks e os Tigers!
Só voltarão para casa após
o fim da guerra.
ENCONTRO DOS CACIQUES
DO BEISEBOL
Enquanto isso, o dono do time Chicago,
Walter Harvey…
rei dos chocolates,
encontra-se com outros donos de times.
Havia boatos de que a Liga
seria interrompida durante a guerra.
Mas Ira Lowenstein,
jovem gênio publicitário de Harvey…
bolou uma fórmula de não deixar
os americanos sem beisebol.
Boa sorte, Sr. Lowenstein!
Strike 2!
Ei, gordão! Saia da frente!
Strike 3!
Kit, não vá nas bolas altas.
– Consigo acertar.
– Não consegue.
Esse taco é muito pesado,
nunca vai acertar com ele.
Vou sim.
Kit, tem um espaço vazio
do lado direito. Não olhe.
– Tente acertar a bola por ali.
– Eu sei.
Rebatedora!
– Não vá nas altas.
– Gosto das bolas altas.
– Mula!
– Égua!
Vamos lá, Kit!
Olho na bola!
Pode mandar.
Strike 1!
Strike 2!
Muito alta! Não!
Vamos, Kit, olhe a bola!
Strike 3!
Isso, Dottie! Isso aí!
Rebatedora!
Lance na minha mão!
Acerte, Dottie!
Acerte essa!
Fora!
– Vamos lá.
– Acerte essa, e ganhamos, Dottie!
É isso aí, Dottie!
Você conseguiu!
Fim de jogo!
Foi demais!
Kit, por que foi nas altas?
Sorte sua irmã salvar o time!
Fred, e os US$ 2 que
me deve pelo jogo?
Kit, dou uma carona para você!
– Kit, pare de chutar pedras.
– Desculpe.
– O jogo me deixou nervosa.
– Pior se perdêssemos.
A sua bola veio bem no meio!
Se eu tivesse acertado,
seria a heroína.
– Mas me deixou nervosa…
– Só disse pra evitar bolas altas.
“Sorte que sua irmã salvou
o time, Kit!”
“Kit, aprenda a rebater
como sua irmã.”
“Por que não é linda
como sua irmã?”
– Que idiota disse isso?
– Ninguém.
– Mas é o que pensam.
– Não é verdade.
Não é? E como papai
nos apresenta às pessoas?
“Esta é nossa filha, Dottie.
Esta é nossa outra filha,
a irmã dela.”
Depois de você,
deviam ter tido um cão.
– Mitch Swaley gosta de você.
– Ele só é melhor que um porco!
Já é alguma coisa.
– Por que está andando rápido?
– E você?
– Porque você está.
– Nem isso posso fazer?
Meninas, têm coisas a fazer!
Não corram,
assustarão as galinhas!
Não tenho tempo
pra essas brincadeiras.
– Então por que está correndo?
– Não disse que era mais rápida?
– Suas pernas são maiores!
– Ganhei!
Por pouco.
– Ei.
– Ei, você.
Não as machucam?
– Não parece.
– Doeria muito em mim.
– Quem é você?
– Ernie Capadino…
caçador de talentos.
Vi você jogando hoje. Nada mal.
Já ouviu falar de Walter Harvey?
Ele fabrica o chocolate Harvey.
Sim, damos esse chocolate
para vacas constipadas.
Ele está criando uma liga
de beisebol feminino…
para faturar algum durante a guerra.
Quer jogar?
Bela resposta. Os testes serão
em Chicago. Liga profissional.
Beisebol profissional?
Pagarão US$ 75 por semana.
– Só ganhamos US$ 30 ordenhando.
– Ganharia mais. Está interessada?
Ora, US$ 75 por semana?
Eu não caio nessa história.
O país precisa de você.
Você sabe jogar e é bonita.
É o que procuram.
Agora entendi.
Escute, senhor…
sou uma mulher casada.
Meu marido está na guerra.
Calma, ninguém vai tocar em você!
– Querem mulheres atraentes.
– Eu vou! Tenho de assinar algo?
Não quero você, quero a outra.
Ela acertou a bola.
– Continue ordenhando.
– Ela é muito boa.
Ela é lançadora. Não lançou hoje
porque já lançou ontem.
Obrigado pela apresentação…
mas foi você que eu vi,
é você que quero. E então?
O trem parte pra Chicago amanhã.
– Como é? Vai entrar nessa?
– Não, obrigada.
“Não, obrigada?”
Para mim, tanto faz.
Ordenhe a vida toda, o problema é seu.
Sabe, você não foi gentil.
Sinto muito.
Adeus, ordenhadoras.
Espere! Observe-me lançando.
Dottie, traga sua luva!
– Lançarei algumas bolas…
– Não, não!
Ouça, reconheço os bons
só de vê-los, e ela é muito boa.
Sinto muito.
Cale a boca!
Você é lançadora?
Se ela for,
você pode ir também.
Se você for ruim,
só perderemos a passagem.
Tirem essas galinhas da minha frente!
Não têm coleira?
Dottie, você tem a vida toda
para ficar aqui.
Nunca sai, nunca faz nada.
Sou casada e feliz. É o que quero.
Não confunda as coisas.
Mas não quer tentar?
Só para dizer que fez
algo diferente, especial?
Por favor, Kit! Fale mais baixo.
Seu pai está ouvindo rádio.
Por favor, Dottie.
Tenho de sair daqui.
Aqui não sou nada.
No noroeste do Pacífico,
que é meu território…
aumentamos as vendas em 106%
no período de um ano!
E com uma guerra!
Se eu tivesse o seu emprego,
eu me suicidaria.
Fique aqui,
vou procurar uma arma.
Sempre sento ao lado de um vendedor.
Sou muito amigável!
Vejam só.
Uma coisa posso dizer delas:
elas sabem correr.
Sr. Capadino, consegui convencê-la!
– Senhor, seu joelho…
– Gostou?
Parem o trem!
Venham!
Passe sua mala!
Venham!
– Venha, Kit.
– Me dê sua mão.
Prometeram escrever às vacas?
Quando chegaremos a Chicago?
Temos de parar
em Fort Collins, Colorado.
Tenho de ver outra garota.
Espero que não sejam ciumentas.
– Desculpe.
– Tudo bem, anjo. É boa forma.
Muito bem! Ótimo, ótimo.
Bom, bom. Em linha reta.
Ótimo, muito bom.
Isso, anjo. Muito alta.
Ela tem o olho do DiMaggio.
Bom, bom.
Certo, Marla.
Agora à esquerda.
Ela é boa.
Sua filha?
Perdeu a mãe.
Filha única.
O técnico disse que, se ela fosse
um rapaz, jogaria no campeonato.
Eu acho que estaríamos
em Nova York com os Yankees.
Já chega. Traga-a aqui.
Venha, Marla.
Para o chuveiro, rapazes!
Tire o boné, anjo.
Entraremos em contato.
– Desculpe, papai.
– Vamos embora.
Rápido!
O que houve?
– Não posso levá-la.
– Ela é ótima! Por que não?
Conhece o General Omar Bradley?
São muito parecidos.
– Não a levará porque é feia?
– Nossa, ela entendeu!
Vamos embora.
Peguem suas malas!
Não estou brincando!
Vamos andando!
Senhor.
Sei que minha filha não é bonita
como aquelas ali.
A culpa foi minha.
Eu a criei como um garoto.
Não sabia como fazer.
Ela adora jogar.
Não a faça sofrer
por um erro meu.
Por favor.
Queria que tivesse
uma luva decente.
Acho melhor eu não ir.
Você pode costurá-la.
Ela ficará boa.
Quero dizer, quem vai cozinhar
para você, cuidar de suas coisas?
Não se preocupe comigo.
Você vai jogar beisebol.
Não conheço ninguém.
Aqui nunca acontecerá nada.
Vá aonde as coisas acontecem.
Eu te amo, papai.
– Todos a bordo.
– Papai.
– Vamos!
– Venha.
Você vem ou não?
É o trem que anda,
não a estação.
Adeus, papai.
Isso me cansa.
Escreva, querida!
Eu te amo!
Estão vendo a grama, vaqueiras?
Não é para comer.
Vamos!
Muito bem, é o Estádio Harvey.
Estão fazendo os testes.
Mostrem o que sabem.
Não me decepcionem.
Foram momentos maravilhosos.
Até logo.
– Espere, vai embora?
– Não Chorem.
Vou para casa tomar banho,
fazer a barba e dormir com a mulher.
Até mais.
– Mas…
– O quê?
Campo, teste, jogo.
Andem logo! Vão!
Odeio quando elas se apegam assim.
– Mãe, veja só isso.
– Espere um pouco, Doris.
Não dá. Levante-se.
– E daí?
– Ainda não fiz. Observe.
– Só isso?
– Você não consegue.
Consigo.
Quanto tempo treinou isso?
Um ano.
Sem contar os dois meses no hospital.
– O taco caiu na minha cabeça.
– É mesmo?
Mas foi a sua bunda
que achatou.
– O que você disse?
– É brincadeira.
Só estou nervosa…
– O que está olhando?
– É, o que está olhando?
Nada.
– Certo.
– Nada.
Todas estarão na Liga?
Só porque você quer.
Haverá 4 times. 16 garotas por time.
– 64 garotas.
– Você é um gênio?
Há 100 garotas. Logo algumas
de vocês voltarão para casa.
– Sinto muito.
– Que babacas!
– Como assim, “algumas de nós”?
– Arremesse.
– Algumas delas.
– Como fez isso?
Espere aí.
Você pegou aquela!
Você viu só?
Vamos treinar.
Ela pegou sem luva!
NO AR
Agora, de Chicago, a Mutual apresenta
o comentário social…
da Sra. Mada Gillespie.
As profissões
e a educação superior…
estão masculinizando
as mulheres…
com perigosas conseqüências…
para o lar,
para as crianças e para o país.
Quando os homens voltarem
da guerra…
que tipo de mulheres encontrarão?
Um exemplo dos mais repulsivos…
em relação à confusão sexual:
o Sr. Walter Harvey…
nos presenteia agora
com beisebol feminino.
Em Chicago,
jovens arrancadas das famílias…
reúnem-se no Estádio Harvey pra saber
quem é a mais masculina.
Sr. Harvey,
como seus chocolates…
o senhor não tem recheio na cabeça.
Muito bem. Novamente.
Belo arremesso!
As selecionadas estão
nessas cinco listas.
Podem conferir.
Tem de estar em uma delas.
Sou uma “Peach”!
– O quê?
– Entrei no Rockford Peaches!
Consegui! Eu posso ficar!
Você é jornalista?
Minha amiga Mãe, uma das selecionadas.
– Muito prazer.
– Oi, tudo bem?
Temos muito a fazer.
Acalmem-se.
Vocês são as primeiras…
Você foi aprovada,
ou entrou na lista de corte?
Sinto muito.
Se foi cortada, deve deixar o campo.
Foi cortada?
É só ver a lista: Rockford,
Kenosha, Racine ou South Bend.
– Oi.
– Oi.
Você sabe ler?
Tudo bem.
Qual é o seu nome?
Shirley Baker.
Vamos ver.
Foi aprovada.
Jogará no Rockford Peaches.
Venha para o seu time.
Certo, garotas.
Calma, temos muito a fazer.
Primeiro, parabéns.
Vocês são as primeiras jogadoras…
da Liga Americana
de Beisebol Feminino.
Sou Charles Collins.
Serei o técnico do Racine
quando começar a temporada.
Os outros times logo terão
seus técnicos.
No final do treino de hoje,
experimentarão o uniforme.
Serão desse tipo.
Bonito, não acham?
– Não dá para deslizar nisso!
– Gostei.
– É um vestido!
– Metade disso!
– Não é uniforme de beisebol.
– Acha que somos bailarinas?
– É muito curto.
– Curto?
Terei de agachar
para receber as bolas.
Se eu usar isso,
meu marido me mata.
– Senhoritas!
– Com licença, senhor.
Ou jogam com este uniforme,
ou não jogam.
As 38 reprovadas jogam até
de maiô se eu pedir a elas.
Não têm bolsos
para os meus cigarros.
Cigarro será proibido,
bem como bebidas e homens.
Suas damas de companhia
determinarão seus encontros.
E vocês freqüentarão
uma escola de beleza.
– Para quê?
– Para se comportar como damas.
Com graça e desenvoltura.
Graça e desenvoltura…
graça e desenvoltura…
graça e desenvoltura…
Muito bem, do início!
Sorvam, desçam a xícara.
Sem ruídos.
Sorvam, desçam a xícara.
Sem ruídos.
Sorvam… desçam a xícara.
Sem ruídos.
– Pare com isso!
– Vamos.
Postura!
Levantem a cabeça!
Costas retas!
Sentem-se.
A perna direita sobre a esquerda,
sempre juntas.
– Uma dama não revela nada.
– Pare.
Os cabelos, sedosos e curtos.
As sobrancelhas, finas e separadas.
Deve haver duas.
Muito bonita…
muito bonita…
adorável…
– O que sugere?
– Muitos jogos noturnos.
Mostrarei a você os jardins.
Eu sempre…
Venha, Jimmy.
Os jardins são lindos, não são?
Era um campo de golfe.
Nunca gostei do jogo…
mas adoro grama.
Cuidar de tudo isso sai bem caro.
Cresci em um apartamento,
e só tinha uma plantinha.
Agora veja.
Tenho um parque!
Meus sogros. Olá!
São surdos.
Chega de fazer sala.
Jimmy, estou pensando em lhe dar
outro time para treinar.
Sr. Harvey, garanto que farei melhor
do que fiz da última vez.
Você me decepcionou
com o San Antonio.
Admito que não tinha o direito
de vender o equipamento do time.
Serei rude.
Continua bebendo?
Foi rude.
Não, senhor.
Deixei de beber.
– Percebeu seus erros?
– Não, não posso me dar ao luxo.
Para você, é engraçado.
Bebe e se diverte.
Você é jovem.
Podia continuar jogando…
se tivesse parado de beber.
Não foi bem por causa disso.
– Machuquei meu joelho.
– Machucou ao cair de um hotel!
– Havia um incêndio!
– Que você causou, e eu paguei.
Eu teria agradecido, mas onde eu estava
não era permitido escrever.
Quero que treine um dos novos times
de beisebol feminino.
Não fique admirado.
Encare a realidade.
Você ainda é famoso.
Basta se levantar e acenar com o boné,
que emociona o público.
Contrate um acordeonista,
e dançarei como um macaco.
Se seu joelho estiver bom.
Fiz 487 “home runs”
para o seu time.
Três na “World Series”,
dois só no 4o. jogo.
Eu sei. É por isso que estou
lhe dando esse emprego.
É pegar ou largar.
Tenho de alimentar os peixes.
Senhoras e senhores,
bem-vindos ao primeiro jogo…
da Liga Americana
de Beisebol Feminino.
South Bend Blue Sox
contra as nossas Rockford Peaches!
– Onde ele está? Vai começar!
– Não acredito que é o técnico.
Ouvi no rádio quando ele fez
o “home run” do campeonato.
Pedirei um autógrafo a ele.
Posso ver o cartão?
Cuidado, senão o George volta
do Pacífico e me mata!
– Sr. Dugan.
– Sr. Dugan, eu queria…
Olhem só isso.
Faça algo, Mãe.
– Cronometre.
– Dê-me seu relógio.
Pode ser um recorde.
Isso conta.
Quanto tempo?
– Não perguntarei de novo.
– Cale-se, Doris.
Continue.
– Quanto tempo?
– Doris!
Bela mijada!
– Treinador.
– Sr. Dugan…
poderia autografar
o cartão de meu marido?
Prazer em conhecê-lo.
– E agora? Ele não escalou o time.
– Não podemos jogar assim.
Eu posso rebater!
– Eu jogarei de central.
– Não, serei eu.
Ei, pessoal.
É difícil assim montar um time?
Então monte-o, Oregon.
– Eu?
– Sim, você.
– A Mãe rebaterá primeiro.
– Ela é boa.
E agora, o técnico das Peaches.
Seis vezes campeão
da Liga Nacional…
Jimmy Dugan!
Jimmy, olhe para cá!
Nós o amamos!
Besteira! Vão lamber sabão!
É isso aí, seus babacas!
– É isso aí, Jimmy!
– E o Rockford Peaches!
Doris Murphy entra no gramado!
Levantem os vestidos!
– Vai ser legal!
– Não tem muita gente.
Está nervosa, Doris?
Eu não.
– Estão rindo de nós?
– Sim, estão.
– Eles nos odeiam.
– Continue sorrindo.
Gatinhas, sabem lançar uma bola?
– Vamos jogar, garotas!
– Vamos lá. Boa sorte!
– Honrem suas saias!
– Vamos.
A escalação de Rockford…
Central, primeira rebatedora,
no. 5, Mãe Mordabito!
Segunda rebatedora, 3a. base,
no. 22, Doris Murphy!
Terceira rebatedora, recebedora,
no. 8, Dottie Hinson!
Quarta rebatedora, 2a. base,
no. 32, Marla Hooch!
Garotas não sabem jogar beisebol!
– Quinta rebatedora, Shirley Baker.
– Olhem para mim! Sou jogadora!
Helen Haley.
Na 1a. base, no. 15.
– Vai quebrar minhas unhas!
– …e a no. 1, Ellen Gotlander.
– Escorregou da minha mão!
– Nona rebatedora, arremessadora…
no. 23, Kit Keller!
Duas bolas, e nenhum strike
para a recebedora do Rockford.
E ela erra: 3×0.
Dugan permitirá que ela rebata
agora ou irá para a 1a. base?
2×2, última tentativa, com duas
jogadoras em posição de pontuar.
Aí vem o arremesso.
Genial! Uma rebatida sensacional!
O mestre Dugan mandou-a rebater!
– Ele sabe o que faz no beisebol!
– Corra, Dottie!
Você me orgulha!
Um “home run” para Dottie Hinson,
e o Rockford vence por 5×2!
Esta é a Dottie,
senhoras e senhores!
Não acredito onde mandou a bola!
Jimmy, me dá um autógrafo?
Hoje não, meninos.
No próximo jogo.
Treinou bem, Jimmy.
Gostei quando ficou coçando
o saco durante uma hora.
Se quiser uma coisa bem-feita,
faça você mesmo.
Até então, eu não sabia
se você estava bêbado ou morto.
Já me explicaram
o que eu devo fazer aqui…
sorrir…
e acenar com o boné.
Quando recebo?
Você tem boas jogadoras.
Dê tempo a elas.
Jogadoras?
Não tenho jogadoras, tenho garotas!
Elas servem para depois dos jogos,
não para treiná-las!
Se pagássemos mais,
você seria menos nojento?
Dinheiro viria a calhar.
GAROTAS DE DIAMANTE
Nos EUA, elas são recrutadas
de todo lugar…
do norte, sul, leste, oeste,
até mesmo do Canadá.
Jogadoras da nova Liga Americana
de Beisebol Feminino.
Após um mês de jogos, essas
garotas ainda brilham nos campos.
Alice “Skeeter” Gasper diz…
“Correr duas bases não significa
que devo perder a maquiagem”.
Betty Grable não é
mais bela que elas.
Helen Haley não só esteve
em vários campeonatos amadores…
mas também prepara
um ótimo café.
Com o marido no Pacífico,
Betty Horn faz espaguete e tricô.
Suas colegas a Chamam
de “Betty Espaguete”.
Ellen Sue Gotlander
já foi miss Geórgia.
A bela Dottie Hinson joga
como Gehrig e se parece com Garbo.
Esqueçam, rapazes, ela é casada.
Sua irmã caçula, Kit,
ainda solteira.
Beleza para nenhuma
Hollywood botar defeito.
E a nossa Marla Hooch?
Que rebatedora!
Que ataque!
Mas garotas jogando beisebol?
Fim de jogo!
Belo lance!
Gostou do jogo?
Ótimo, venha ao próximo jogo.
Sou Evelyn Gardner.
Sou defendedora direita.
Para nós.
Sabe…
falei com meu marido ontem.
Ele disse que não pode
mais ficar com nosso filho.
Está ocupado,
procurando emprego…
daí tenho de levar meu filho comigo.
Eu posso?
Posso levar meu filho
nas viagens?
Jogadoras!
É um garoto adorável.
Todos vão gostar dele.
Me solte!
– Eu desisto!
– Venha, Stilwell.
É muito novo para dirigir.
Evelyn!
Desculpe, mas matarei seu filho.
Espere, as garotas têm um jogo!
Não pode nos abandonar assim.
Venha cá, Stilwell,
vou matá-lo!
Mãe, não!
Não use o meu taco.
O da Marla é mais pesado!
– Por que ele é tão pestinha?
– Não sei.
Stilwell, anjo,
tome outro Chocolate.
– Dá, dá, dá.
– Não pode nos abandonar.
Somos mulheres solteiras!
Não podemos ficar aqui.
Afaste-o de mim.
É uma criança doce, Dottie.
– Espero ter cinco deles.
– Não coma o celofane, anjo.
– Vem conosco?
– Para onde?
Em uma boate chamada
“Jorro de Espuma”.
Não, sou casada.
Não está mais na fazenda.
Viva um pouco!
Garotas, por favor.
O Sr. Goosatelli não vai voltar.
Como evitarão a Sra. Cuthbert?
– Envenenaremos seu jantar.
– O quê?
Sr. Dugan.
Sr. Dugan.
– Sr. Dugan!
– O que há, garota?
Que diabos está havendo aqui?
– Por que paramos?
– O Lou pulou fora.
Quem é Lou?
O motorista.
– Podia passar algum carro…
– Entrem no ônibus!
Ele falou inglês?
– Adorei você no “Mágico de Oz”.
– Quem pegou meu lugar?
Em 43 anos de profissão,
nunca vi uma mulher vomitar tanto.
Deve ser assim que ela se diverte.
Calma, calma. Aí. Isso!
Vamos! Quietas!
Mãe, o que deu a ela?
– Pouco importa, está funcionando.
– Não usaria mais esses sapatos.
– Eu já vou!
– É isso aí, Mãe!
Minha vez, Mãe!
– Vamos lá, boneca!
– Vamos.
Segure-me!
Você me viu, Kit?
Eu o virei!
Doris, olhe a Mãe!
– Onde aprendeu isso?
– A Mãe me ensinou.
Meu pai tem uma boate:
‘Vinnie’s Dance Girls Deluxe’.
Ela dançava,
eu era segurança.
É isso aí, Mãe!
Vamos lá!
– Obrigada pela carona, garoto.
– Por que a pressa, boneca?
Deite no banco de trás
e me torne um homem.
– E se eu o encher de pancada?
– Podemos fazer as duas coisas?
Não estou com calor.
Está muito frio!
– Onde está a Kit?
– Está na pista de dança.
– Meu carro está aí em frente.
– Com licença, temos de ir.
Alice, vamos.
Vamos, meninas, deu problema.
– Quase matou a Sra. Cuthbert.
– Só falta mesmo enterrá-la.
Lowenstein está vindo.
Se nos pegar aqui, sairemos da Liga.
Certo, vamos dar o fora, garotas!
– Até logo, Mãe.
– Pelos fundos!
– Estão todas aqui? E a Marla?
– Ela veio conosco.
Onde está ela?
– O que deram a ela?
– Apenas um vestido.
E muita bebida.
Podem ir, vou buscar a Marla.
– Andem, vamos, meninas.
– Dottie, obrigada.
Você me emocionou
com todas as suas falhas
Ainda assim te amo
Tinha de ser você
Maravilhosamente você
Tinha de ser você
Tinha de ser você
Marla, temos de ir embora.
Estou cantando para o Nelson.
Não estou, anjo?
Pode crer.
Posso levá-la para casa.
Seria uma honra.
Ele não é maravilhoso?
Eu poderia ficar triste
É a segunda vez que
ele deixa cair a Bíblia.
Vamos, garotas.
– Mãe, o que você disse?
– Tudo.
“É um bom emprego para você.”
“Treinar jogadoras de beisebol.”
“Basta levantar e acenar o boné.”
“Não beba.”
Por que beberia?
Sou um Peach!
“Double play”.
Estou rebatendo como uma garota.
“Seja gentil, elas são boas.”
Mais uma rebatida!
Rebatendo para o Peaches…
no. 5, Central, Mãe Mordabito!
O lançamento…
e acerta um belo golpe!
Alcança a primeira base,
passa pela segunda…
– …vai para a terceira…
– Suje o vestido, Mãe!
E conseguiu um triplo!
– Tempo.
– Chegou até a beijar a base!
Por isso ela é chamada
“Mãe Topa-Tudo”.
Próxima rebatedora, no. 32,
segunda base, Marla Hooch.
Evelyn, o doce do Stilwell
grudou na minha sola!
Fique de olho, Marla!
É tonta?
Alguém deve dirigir o time.
Alguém que olhe os jogos.
Vai rebater de leve
com nossa melhor rebatedora?
Qual é o sinal para rebater?
Qual é o sinal, loira?
– A defesa deles se afastou.
– Não sejam mocinhas. Rebatedora!
Tempo!
– Ande!
– Ei, o técnico aqui sou eu!
Então aja como um,
seu bêbado!
– Falou na cara dele, Dottie!
– Estava na hora de alguém falar.
– Estou pronta.
– Vamos jogar!
Mostre algo diferente!
Vamos lá, seja quem for!
Bela jogada!
Ainda não as acho jogadoras.
Um cemitério! Cruzem os dedos,
ou não mais acertarão as bolas!
Pronuncie devagar.
Quimono.
…tirou o quimono…
e pegou…
seus…
seios… brancos como leite…
O que deu para ela ler?
Que diferença faz?
Ela está lendo.
Isso é que vale.
Agora deixe-nos.
Está indo muito bem.
…brancos como leite…
os seios.
Agora fica bem melhor.
– O entregador entra no quarto…
– O que está fazendo?
– Escrevendo uma canção.
– É mesmo? Sobre o quê?
– Sobre nós.
– Você vai nos ensinar?
Doris, é seu namorado?
– A foto está desfocada?
– Não, ele é assim mesmo.
A aparência não é
o mais importante.
O importante é que ele é bruto,
vadio e me trata mal.
– Então por que você…
– O que você acha?
Porque os outros rapazes…
nunca me acharam atraente.
Sempre me acharam
muito esquisita…
masculinizada, porque sei jogar.
Eu acreditava neles,
agora não.
Há muitas de nós.
Acho que não temos nada de errado.
Nada mesmo.
Me dê.
Adeus, Charlie!
Com 2 pontos no 6o.,
o South Bend empata o jogo.
– Quero ir ao banheiro!
– Não desanimem!
Evelyn, posso lhe perguntar algo?
Em que time você joga?
– Para o Peaches.
– É mesmo?
E por que lançou a
bola à recebedora…
quando estávamos em vantagem!
Deixou o adversário chegar à 2a. base,
e perdemos a vantagem!
Use a cabeça, aquele coco que fica
um metro acima da bunda!
Está chorando?
Está chorando?
Está chorando!
Sem choro!
Não há choro no beisebol!
– Deixe-a em paz, Jimmy.
– Cale a boca, Doris!
Uma vez meu técnico me chamou
de “bosta falante”.
Meus pais tinham vindo me ver jogar.
E eu chorei?
Não, não! Sabe por quê?
Porque não há choro no beisebol!
Não há choro!
– Não há choro!
– O que houve?
Ela está chorando!
Não fiz de propósito.
Talvez tenha sido muito duro.
Uma regra:
trate-as como trataria a sua mãe.
Parece um pênis de chapéu.
– Está expulso! Eu ouvi!
– Não, entendeu mal.
– 10s para sair!
– Entendeu mal!
Não pode me expulsar
quando há um “strike”!
– Saia do campo!
– Não fui o único a dizer isso!
É o seu lugar!
Comandarei o time agora.
Hoje o público é pequeno,
por causa do show dos aviões.
Se estão por perto, e devem estar,
ao ouvirem essa estação…
venham ao estádio
e tragam suas crianças.
Sem público, não teremos fãs.
E, sem fãs, não teremos a Liga.
Senhoritas… estão todas lindas!
Temos aqui um repórter
e um fotógrafo da revista “Life”.
– Da revista “Life”?
– Não perca seu tempo, Doris.
– Talvez ele escreva uma matéria.
– Dottie…
quero que eles escrevam
sobre você.
– Por que eu?
– É a “Rainha dos Diamantes”.
– É assim que eu a chamo.
– Você falou sobre mim?
Eu disse como o caçador
de talentos não a queria…
mas Dottie não viria sem a irmã.
Eles adoraram!
Gostaram muito.
Uma história humana!
Tentarão mostrar algo especial
para eles?
– Qualquer coisa.
– Por quê? O que houve?
Não estamos nos saindo bem.
Os chefes acham que se enganaram.
– Podem encerrar a Liga.
– Por que encerrar a Liga?
– Isso é coisa que se diga?
– Como assim?
Somos executivos.
Sem lucro não há produto.
E o que eu farei?
Voltar a dançar no Texas?
10 Centavos por dança,
com bêbados me derramando gim?
Nunca mais farei isso!
Diga ao ricaço do chocolate
que ele não vai se desfazer de mim!
Não podem nos impedir de jogar!
Não podem!
Sinto muito mesmo.
Fiz o melhor que pude.
– Façam o melhor que puderem.
– Sempre fazemos.
Alice Gasper pega uma fácil
e já tem 2 do Racine fora do jogo.
Rebaterá agora Dee Lynch.
Lynch é a mais consistente rebatedora
do Racine nesse ano.
– Mande.
– Kit se prepara…
Bola ao alto! Hinson não deve ter
problemas para pegar essa.
Vai pegá-la.
Deus do céu!
Mas o que foi isso?
– Não consigo fazer isso.
– E quem consegue?
– Como ela se chama?
– Dottie Hinson.
O que foi aquilo?
– Achei que ajudaria a Liga.
– Isso aqui é um circo!
– Um duplo seria bom.
– Chega!
Deus já sabe que temos um jogo.
Nada disso ajuda, acreditem.
Vamos lá, garotas!
O povo está esperando pelo jogo!
PEGUE UMA BOLA
GANHE UM BEIJO!
TROCARAM-SE LUVAS DE
COZINHA PELAS DE BEISEBOL
Rebatedora!
– Como se chama? Ei, grandona!
– Beverly.
Fique atenta… Como se chama?
Beverly! Isso, ótimo.
US$ 5 para mim!
KELLER ARRASA SOUTH BEND
E se no momento crucial do jogo
meu uniforme se rasgasse…
e meus seios aparecessem?
Isso levantaria o público, não?
– Algum homem ainda não os viu?
– Obrigada!
– Algo para mim, Marla?
– Recebi uma carta do Nelson!
E Hinson domina o público
com um “home run”!
– Nós te amamos, 22!
– Abra a boca!
Ele comeu a escalação!
Aqui.
Estou tão feliz! Obrigada!
– Eu te amo.
– Estou tão feliz.
– Voltarei na próxima temporada!
– Até lá, Marla!
RECÉM-CASADOS
Escorregue!
– Obrigado!
– Deixe-me ver.
Essa saiu boa.
– Bola à esquerda!
– Pegue!
Betty Espaguete…
agarra a bola!
Espaguete faz o lançamento.
Está chegando perto…
e Dottie elimina a adversária!
Ela conseguiu segurar a bola!
Incrível!
Muitos jogadores mascam.
Uma bola bem alta,
e está voltando!
Ela pegou! Inacreditável!
O estádio cai a seus pés!
Soou bem.
Não dá mais efeito nas bolas.
Desde o terceiro “inning”!
Ele é bonito.
– O que ele fazia antes?
– Assistente de gerente na leiteria.
É inteligente, será gerente.
Inteligente e bonito?
Há poucos de nós assim.
Disse que ele
estava na Itália?
Acho que sim.
Não recebo cartas há três semanas.
Eu recebia uma por semana.
Isso não quer dizer nada.
Se estiver combatendo,
não tem como se comunicar.
Se tivesse acontecido algo,
teria recebido um telegrama.
– Meu Deus, nem me fale…
– Ele está bem, não se preocupe.
Por que não se alistou?
Não tenho cartilagem
em meu joelho.
Não que precisasse disso
para matar nazistas. Basta um dedo.
Como fiquei inútil tão jovem?
– Rapazes gostam disso nos dedos?
– Para mim, funciona.
– Sua irmã não vai ficar brava?
– Não me importo.
Quando…
Bob voltar,
você continuará jogando?
– Vai deixar tudo?
– Certamente.
Parece gostar de jogar.
– Ele sabe como você joga bem?
– Bob?
– Não, Hitler.
– O quanto sou boa?
Não tem talento.
É um desastre.
É a melhor jogadora da Liga.
Não sabe disso?
Foi casado?
Deixe-me pensar… sim.
Duas vezes.
Crianças?
Uma delas era.
Ela dormiu.
Hora de um trago.
Espere.
Não posso misturar.
– Boa, não é?
– É isso aí.
Foi válido!
– Tempo!
– O técnico Dugan saiu do banco!
Ele vai falar
Com sua arremessadora!
Kit Keller parece exausta.
O jogo está ficando bom.
Acabarei aqui.
Darei cabo da rebatedora.
– Ora, técnico.
Pergunte a Dottie.
Quero terminar esse jogo, Jimmy.
Por favor.
O que acha?
Bem, ela está dando duro.
O que você acha?
Ela está fora de forma.
e não gostou nem um pouco!
– Valeu, Kit!
– Os fãs aplaudem.
Betty Horn prepara-se para correr.
Quanta gente, que maravilha!
Estão pulando, gritando…
e pagaram os ingressos!
Trabalhou muito bem, Ira.
– Não esquecerei isso.
– Obrigado, Sr. Harvey.
Vindo do senhor, é uma honra.
Mas, para ser franco,
o crédito é das garotas.
Elas são ótimas! Ainda bem que
não precisaremos mais delas.
– Quer amendoins?
– Não. O que quer dizer?
O que quero dizer?
Estamos ganhando a guerra.
Nossa situação mudou.
O próprio Roosevelt disse que
o beisebol não pararia.
Não precisaremos delas
no ano que vem.
Bases lotadas, 9 “innings”,
Rockford vence por 6×2.
Nenhuma bola, 2 “strikes”.
“Strike” 3!
É a bola do jogo!
Rockford está nas finais!
Adoro essas garotas.
Não preciso delas, mas as adoro.
Vamos embora.
Droga, derrubei amendoim
em toda a minha roupa.
Será como nas fábricas, não?
“Monte peças, Rosie.”
Era patriótico deixarem a cozinha
e trabalharem nas usinas.
Agora os homens voltam,
e elas voltam à cozinha.
Quer que os rapazes voltem
da guerra e vão para a cozinha?
Essas garotas são
muito dedicadas.
Elas jogam com torção no tornozelo,
dedos quebrados.
Viajam de ônibus a noite toda
e jogam pela manhã.
– Eu as compensarei.
– Com chocolates?
Estou cansado de ouvir.
Quero sua permissão
para assumir a Liga.
Ira, todos os proprietários
estão desistindo, não adianta mais.
Elas terminam o campeonato,
e ponto final.
Vendi seu produto quando não havia um.
Isso é um produto!
Não haverá lugar para mulheres
no beisebol desse país…
assim que a guerra acabar.
Elas foram úteis.
Está enganado.
E provarei, Sr. Harvey!
Meu nome é Mãe.
Mais que um nome, é uma atitude.
Minha amiga Doris.
A melhor jogadora do time.
– Obrigada, Mãe.
– Você é a melhor!
– Coloquei a gente nas finais.
– Eu podia ter ido até o fim.
Até o Stilwell rebateria suas bolas.
O que houve?
Ficou importante para terminar seu jogo?
Não me provoque, Kit!
Não me provoque!
Pare, Kit!
Saia de cima de mim!
– Tire sua irmã de cima dela!
– Não encha o saco, Mãe!
Você vai ver só, Doris!
Me solte!
Me solte!
Agora fique fria aí!
– Por que ela fez isso?
– Você a provocou antes.
– Cale sua boca, Helen!
– Assim a deixará mais nervosa.
– Ela também quer encrenca?
– Vamos tomar uma ducha.
– Não quero tomar banho.
– Ela me lembra meu marido.
Não gastem toda a água quente!
Tudo bem?
– Ela me acertou na bunda.
– Você foi infantil.
– Você me tratou como criança.
– Como lançadora em má fase.
Quando a Betty vai mal,
você a conforta e a apóia.
Na semana passada, me atiraram
um saco de resina no rosto…
e disseram para eu ficar longe da base.
Não foi você?
Podia ter me apoiado hoje,
É igual em casa. Quando você
está presente, eu não sou nada.
Como assim?
Não sei o que quero dizer,
sei que estou errada.
Você está sempre certa;
e eu, errada.
Isso me irrita!
Por que tem de ser tão boa?
Procurei você no ônibus, Dottie.
Podemos conversar um momento?
– Tenho de ir.
– O ônibus não sairá sem você.
Não, estou indo para casa,
deixando o time.
Para casa? Por quê?
– Preciso voltar para casa.
– Não pode voltar agora.
O momento é o pior possível.
Estamos em crise,
e tenho de encontrar uma saída.
É nossa jogadora mais popular.
– Qual é o problema?
– Não quero falar nisso.
É pessoal?
Algo a ver com uma das garotas?
É a Mãe, não é?
Kit, é isso!
Notei que havia um clima tenso…
mas isso não é motivo
para deixar a Liga.
Posso transferir uma para o Racine,
South Bend ou Kenosha.
Faça o que quiser, mas faça até amanhã,
ou irei para Casa.
Amanhã? Está bem.
Darei um jeito em tudo.
Puxa, você me assustou!
Alguém tem uma meia sobrando?
– Quem me empresta uma meia?
– Mãe, seu encontro chegou!
– Como estou?
– Onde arrumou este vestido?
– Peguei emprestado.
– Ele fica muito justo em você.
Não o usarei por muito tempo.
Por que se veste, então?
– Onde está a Dottie?
– Ali.
Vamos ao cinema?
– Vaca!
– O que foi?
Fui negociada com o Racine!
Você?
Pedi a eles que me negociassem.
Até parece que negociariam a
“miss estrela”, a “miss perfeita”.
– Você sabia o que ia acontecer!
– Não sabia!
Isso é melhor que cinema!
– Eu saio. É o que deseja?
– Depois eu serei a culpada!
– O que quer que eu faça?
– Fique longe de mim…
e me deixe em paz.
É o que quero que faça.
Kit, tudo isso foi
um grande engano.
– Eu estava jogando muito!
– Não está ouvindo.
Por isso puxou meu tapete!
Vá se danar, Kit!
Chega de me culpar por tudo.
Eu coloquei você nessa liga!
– Ela a inscreveu!
– Eu não queria estar aqui!
Então, por que ainda está?
Por que ela está aqui?
Meu trem parte às 20 hs.
Tenho 10 minutos.
– Se tiver problemas, culpe-me.
– Nós nos veremos nas finais.
– Pode apostar que sim!
– Não olhem para ela!
Alguém viu meu novo chapéu vermelho?
– Dane-se seu chapéu!
– Que resposta indelicada!
– Não se metam.
– Kit está fora!
Está, sim. Está surda?
Precisa de ajuda?
Não aja assim.
Você ainda está na Liga.
Apenas foi para outro time.
Rebatedora,
Ouve o chamado?
Chegou a hora
Para todas
De jogar beisebol
Pois somos todas
da Liga Americana
Viemos de cidades
Próximas e distantes
Temos canadenses
Irlandesas e suecas
Uma por todas, todas por uma
Somos da Liga Americana
Cada garota levanta a cabeça
Com muito orgulho
Seu lema: vencer ou morrer
Ela não é a única a usar
Ou precisar de um álibi
Nossas damas de companhia
Não são gentis nem são rígidas
Nossos técnicos são experientes
Sra. Cuthbert…
sua linda pilha de maquiagem!
Homem na área!
Droga, já se vestiram!
Tirem o Stilwell dali.
Afastem-no dos esparadrapos!
Atenção, todas!
É algo muito importante.
Meu contrato prevê um bônus
se chegarmos às finais.
Portanto, vamos jogar duro!
Joguem com a cabeça!
Aquele coco que fica
um metro acima da bunda?
Algumas têm as suas bem grandes,
Doris. Entre!
Com licença. Com licença!
Um telegrama do Departamento
de Guerra, senhoritas.
Odeio estes telegramas.
São os piores!
Podiam ao menos enviar alguém
para comunicar a morte à esposa.
Droga, o nome
estava bem aqui…
Tenho de voltar e resolver isso.
Sinto muito.
– Deixe comigo.
– Não posso, não tenho o nome.
Dê-me o telegrama.
É oficial.
Vem do Departamento de Guerra!
É um assunto oficial!
Eu voltarei!
– Sinto muito, Betty.
– É o George!
– Fique com ela.
– Está tudo bem.
Está tudo bem.
Vamos lá,
temos um jogo pela frente.
Entre.
Olá, querida.
Você voltou…
Bob, meu Deus!
O que houve?
– Estou bem.
– O que aconteceu?
Foi um franco-atirador.
Tive sorte.
Ele matou sete dos nossos,
mas o pegamos.
Amor!
Tudo bem, voltei para casa.
– Senti tanto a sua falta!
– Fui dispensado.
Achei que nunca mais o veria!
Pronto, estou aqui…
Sente-se aqui.
Arrumarei a cama.
– Quase esqueci o quanto é linda.
– Estou horrível…
Está linda!
É a mulher mais linda que já vi.
Eu te amo.
Vamos ficar abraçados
para sempre.
É o que pretendo.
Sou o único no ônibus?
O que estão esperando?
São fisicamente incapazes
de pontualidade?
Estou indo!
Não pode perder sua rebatida.
Você anda rebatendo muito mal!
Não podemos ir às finais sem
os brinquedos do Stilwell!
– Alice, está no mundo da lua?
– Não grite antes de um jogo.
– Sr. Dugan, pode autografar?
– Claro!
“Evite gonorréia.
Jimmy Dugan.”
É um bom conselho!
Dottie, escreva.
Sentiremos sua falta!
Escreverei.
Boa sorte nas finais!
Vai passear?
Não, Bob e eu estamos voltando
para casa.
Para o Oregon.
Pensei que fosse uma jogadora.
– Pois se enganou.
– Enganei-me?
É só um jogo, Jimmy.
Tenho o Bob,
não preciso disso.
Desperdicei 5 anos da minha carreira
por causa da bebida.
Eu daria qualquer coisa
para ter de volta ao menos um dia.
Somos diferentes.
Que tolice!
Vá para o Oregon e tenha 100 filhos!
Não me meto na vida de ninguém,
mas, se abandonar tudo isso…
se arrependerá pelo
resto da vida.
O beisebol tornou-se parte
da sua vida, a excita. Não negue!
Ficou muito difícil.
É assim que deve ser.
Senão qualquer um jogaria.
É a dificuldade que torna
o jogo especial.
Tudo bem?
Sim, tudo bem.
Tchau, Jimmy.
O primeiro jogo das finais
da Liga Americana Feminina!
Estamos fazendo a História!
COMEÇAM AS FINAIS
– É para você.
– Isto também.
– Para mim?
– Pegue.
BELLES ARRASAM PEACHES
POR 10×1 E LIDERAM
RACINE VENCE DE NOVO
PLACAR: 6×3
AS PEACHES REAGEM!
AGORA, 2 JOGOS A 1!
– Sai pra lá!
– Desculpe.
BELLES VENCEM PEACHES EM
JOGO APERTADO. 3 JOGOS A 1!
ROCKFORD DIMINUI A VANTAGEM.
3 JOGOS A 2!
SÉRIE EMPATADA EM 3×3;
ÚLTIMO E DECISIVO JOGO!
Duas cadeiras na linha da
terceira base! Quem quer?
Duas cadeiras na terceira base!
– Quanto Custa?
– US$ 10.
Minha filha, Doris Murphy,
é a terceira base. A melhor do time!
– De onde você vem?
– Staten Island. Vim de surpresa.
Depois do jogo,
a levarei para jantar.
É isso aí, é isso aí,
é isso aí!
Hora da palestra.
Que cheiro é esse?
Alice acha que dá
azar trocar a meia.
Temos de sofrer por isso?
Afaste-se!
“Outfielders”,
joguem mais no fundo e peguem todas.
Alice, se a 1a. rebatedora for à
1a. base, prepare-se para receber.
Eu gostaria…
que rezássemos um pouco.
– Rezar?
– Venham.
Uma oração. Venham!
Em nome do Pai, do Filho
e do Espírito Santo…
Senhor…
louvado seja seu nome.
Fortaleça nossos pés,
fortaleça nossos tacos…
e fortaleça nossas… bolas.
Senhor, quero lhe agradecer
por aquela garçonete em South Bend.
O senhor a conhece,
ela grita seu nome.
Deus… essas garotas são boas
e dão muito duro.
Ajude-as a vencer.
É isso aí.
– Vamos lá.
– Amém.
Força, Peaches!
Último jogo, meninas!
É agora ou nunca!
Esse cheiro está me matando,
Alice!
Você está me matando!
É isso aí, gente!
O jogo do campeonato! O jogo final!
Um time sairá daqui campeão,
o outro sairá sem nada.
Racine vai ganhar,
vocês vão perder…
Evelyn! Mantenha esse garoto
longe de mim, ao menos um jogo!
– Como está, Ellen Sue?
– Bem.
Sente-se bem?
Pronta para o jogo? Ótimo.
Alice, se a Ellen Sue não estiver bem
no jogo, avise-me, certo?
– Entendeu? Está me ouvindo?
– Sim, não precisa gritar.
O que faz aqui?
Fomos até Yellowstone
e voltamos.
Problemas com os ursos?
O caçador de talentos mudou minha vida.
E não sou fujona.
Espere aí!
Quem disse que você jogaria?
A Alice foi recebedora
em todos os jogos.
Ela parece bem.
Não quer que eu jogue?
Já que está uniformizada…
se quiser jogar…
eu não me importarei.
Pode jogar.
Então jogarei.
– Ótimo.
– Certo.
Vá jogar.
Nunca faz a barba?
Vamos vencer!
Vamos vencer!
Vocês vão perder!
Vocês cheiram mal!
Acertei!
– Mudança na escalação!
– Evelyn, ele merecia.
Stilwell, vai ficar aí,
ou no banco de reservas?
Vamos, vamos lá.
É isso aí!
– Vamos, Evelyn!
– Três, só três!
– Fora!
– Está fora, Brenda!
Vamos, vamos!
Pegou bem, Mãe!
Graças a Deus!
Duas fora!
Evelyn alcançou a bola…
Wallace está a caminho,
e ela erra o lançamento!
O que estão fazendo?
Desculpe!
Wallace alcança a base,
e as Belles vencem por 1×0!
A torcida do Racine
vai à loucura!
Vamos, Peaches, vamos!
Você continua errando os passes.
Gostaria que melhorasse…
antes do próximo campeonato.
Certo, obrigada.
Obrigada, Sr. Dugan.
Vamos acabar com elas!
Vamos, precisamos reagir!
Faça alguma coisa, Mãe!
Mãe “Topa-Tudo”!
– Eles a adoram!
– Vamos lá!
– Vamos lá!
– Engraçadinha!
Vamos lá, Mãe!
– “Safe!”
– Ela está segura!
Vamos, mostrem a elas
como se joga!
Vamos lá, filha!
Vamos lá, Kit!
Se acertar,
cuidarei daquele pestinha para você!
Acerte uma boa, Helen!
Última chance para as Peaches.
Elas têm duas jogadoras
em posição de pontuar.
Dottie Hinson prepara-se
para rebater!
Vamos acabar com esse
“inning”!
Bola rápida, Kit!
Aí vem o arremesso.
Essa me fez cair da cadeira!
Quase acertou a cabeça da Kit!
Mordabito marca!
Murphy vai marcar!
Rockford passa à frente, 2×1!
Incrível!
É minha mulher!
Mais uma!
Continue!
Faça a Miss aqui dançar, Kit!
Uma voadora no campo esquerdo!
E assim vamos ao intervalo.
Mas o estrago já foi feito.
No campo do Racine,
Rockford vence as Belles por 2×1…
e vamos para o final do jogo!
Calma, é a sua vez de rebater.
Uma base, e estamos no jogo.
Não desanime. Precisa acertar!
É isso aí! Vamos lançar!
Vamos lá!
– Acabe com ela!
– Dê um baile nela!
A bola vai para o fundo!
Mordabito vai até a parede…
e faz a recepção!
Linda recepção! Linda!
A arremessadora desperdiça
a primeira bola!
Foi boa! Foi boa!
Para mim a bola foi boa!
Não desanime agora!
Não foi nada!
Ela arremessa…
e a bola cai entre a primeira
e a segunda bases!
Hendricks alcança a primeira base.
Tudo bem, uma delas já está fora!
– Essa bola saiu muito alta!
– Deixe, deixe!
Será que ela pegou?
Ela pegou!
Sem dúvida, é a estrela do jogo!
Dottie Hinson colocou seu time
a um passo do título!
É isso aí!
Vamos, Kit!
É a sua vez de rebater!
Vamos lá, Kit!
Você consegue!
A última rebatedora que pode deter
o Rockford é Kit Keller.
Ela não acertou nenhuma bola hoje.
– Posso pedir tempo?
– Tempo!
Bolas altas e rápidas.
Ela não consegue acertá-las.
Se conseguirmos segurá-las,
vencemos!
Vamos lá, Ellen Sue!
Três bolas seguidas!
Joguem!
Errou a primeira.
“Strike” 1!
– Graças a Deus!
– Evite as bolas altas!
O arremesso.
Errou a segunda. “Strike” 2!
Ellen Sue!
Só mais uma!
Aí vem o arremesso…
e é uma longa bola voadora,
que sai do campo…
e que ninguém alcançará!
Kit avança, passa pela primeira base,
caminha para a segunda…
vai para a terceira…
e lá vem ela
em uma corrida desesperada!
O técnico pede que ela pare
na terceira base, mas ela não pára!
Agora corre em direção da base inicial,
a bola já foi segura…
Ponto!
Inacreditável!
Hinson soltou a bola!
Hinson soltou a bola!
Com isso, Racine faz 3×2
e vence o campeonato!
Minha mãe do céu, que jogo!
Esse jogo foi demais para mim!
Kit! Kit! Kit!
Vocês jogaram bem.
E então, Sr. Harvey?
Certo, Ira.
Continue em frente.
– Bem que minha mãe falou…
– Fique quieta, por favor.
Seis meses,
e perdemos a última…
– Alice, você já disse isso.
– É, mas não sai da minha cabeça.
Podíamos ter ganhado!
– Mas não ganhamos.
– No último lance!
Ela devia voltar às suas vacas.
Tudo bem, Dottie.
Você fez o que pôde.
Vista-se, nos veremos no ônibus.
Obrigada, Mãe.
Jogarão beisebol quando crescerem?
– Qual é seu nome?
– Angelina.
Tome. Não se esqueça
de treinar bastante. E o seu nome?
– Quanto custa uma dessas?
– Leve de presente.
Gostam mais das rebatedoras?
Como se chama?
Mary.
– Para quem torcem?
– Para o Racine!
Foi o que pensei.
Sejam boazinhas e treinem muito.
– Desculpe tê-la derrubado.
– Não derrubou.
Você bloqueou a base, eu…
Fez o que tinha de fazer.
Você venceu, queria mais que eu.
Se a fizer sentir-se melhor,
machuquei meu ombro.
Um pouco.
Bob e eu voltaremos para o Oregon.
Se quiser, pode vir.
Devem ficar sozinhos.
Eu os atrapalharia.
Quando voltará para casa?
Algumas garotas pensam
em ficar e arrumar emprego.
Eu gosto daqui.
Virá no Natal?
Não sei… mas você voltará
no ano que vem?
Não, quero ter filhos.
Nós queremos.
Você tem muito tempo para isso.
– Se desistir, sentirá muita falta!
– Sentir falta?
De todo esse equipamento?
Jogar com um calor de 38 graus?
Empurrar o ônibus quando atola?
Trombar com atacantes?
Sentirei falta disso?
– Sentirei falta de uma coisa.
– Do quê?
Sentirei falta das garotas.
Sentirei falta de você.
De mim?
Quantas irmãs acha que tenho?
Eu te amo, Kit.
De verdade?
Quando quero que fique,
você parte.
Obrigada por me colocar na Liga.
Você entrou sozinha.
Apenas a coloquei no trem.
– Você jogou muito.
– Como você.
Entre em contato,
apareça em casa de vez em quando.
Ou rebaterei bolas retas
sobre a sua cabeça.
Eu te amo.
Você sentirá saudade disso.
Ainda que negue.
– Aí está o campeão!
– Belo jogo, Jimmy.
Sou um grande fã seu.
Sou o marido da Dottie.
Então eu é que sou seu fã!
O velho Harvey me ofereceu
um emprego de técnico em Wichita.
Segunda divisão?
Ótimo! Boa sorte!
– Eu recusei.
– Por quê?
Por quê?
Já tenho emprego.
Até logo.
Sra. Cuthbert,
guarde meu lugar, anjo!
Vejo você no hotel.
– Viu a recepção da Mãe, pai?
– Oi, Sr. Murphy.
Está pegando coisas bem melhores hoje.
Não fale assim, a magoará!
Um jantar por sua conta!
Certo, pai. Até mais.
Venha, Kit! Vamos!
Vamos embora!
Então aquele era o Bob?
Cara legal.
Evite as bolas altas!
– Gosto das altas.
– Mula!
Égua!
Mãe, venha cá.
– O que você quer?
– Venha cá! Venha logo…
– O que foi?
– Olhe para ela.
Dottie?
Ela mesma.
Olá, Doris!
Mãe? Mãe “Topa-Tudo”?
– Ninguém me chama assim desde…
– A noite passada!
– Sou uma mulher casada.
– Oito vezes.
Garotas, vejam quem está aqui!
Shirley!
Helen Haley!
– Agora é a Dra. Haley. Sou médica.
– Sempre soube que seria.
– Quem é?
– Dottie Hinson.
– Betty Espaguete.
– A melhor jogadora da Liga.
– Não me lembro.
– Só jogou um ano.
Ellen Sue!
Você não mudou nada!
Claro, casei com um cirurgião plástico!
– É boa sorte tê-la aqui, Dottie.
– Obrigada, Alice.
Que bom que está aqui!
– Como está o…
– Nelson? Está ótimo!
Aposentou-se.
Nosso filho administra os negócios.
– Como vai o Bob?
– Bem, ele…
– Quando?
– Nesse inverno.
Sinto muito.
Shirley, estou tão emocionada!
Fico tão nervosa!
Vejam, uma placa dizendo
“Mulheres no Beisebol”!
“Galeria da Fama do Beisebol.”
Espere um pouco.
Dottie, adivinhe quem é?
Quem?
Olá, Dottie.
Lembra-se de mim?
“Vocês vão perder”!
O anjinho Stilwell!
Meu Deus!
– E sua mãe?
– Ela morreu há alguns anos.
Sinto muito.
Ela era uma ótima mulher…
e jogava muito bem.
Quando soube disso aqui…
achei que devia vir por ela.
Ela sempre dizia que foi
a melhor época da vida dela.
Stilwell, venha Cá.
Reconhece-se na foto?
– Posso ficar com uma?
– Claro!
JIMMY DUGAN FEZ 58
HOME RUNS EM 1936
NASCIDO EM 1906
MORTO EM 1987
Senhoras! Senhoras!
Senhoras! Senhoras!
É um prazer tê-las aqui hoje.
Demorou anos,
mas são as primeiras mulheres…
a entrar para a Galeria
da Fama do Beisebol!
– E agora…
– Espere!
Façamos de outra forma.
Sr. Lowenstein, já que manteve
a Liga Feminina por tantos anos…
corte o senhor.
– Tome!
– Obrigado, Bob.
Senhoras…
sinto-me honrado.
Capadino, veja!
É você aqui, querido!
Sorria, Stilwell!
Rebatedora,
Ouve o chamado?
Chegou a hora
Para todas
De jogar beisebol
Pois somos todas
Da Liga Americana
Viemos de cidades
Próximas e distantes
Temos canadenses
Irlandesas e suecas
Uma por todas, todas por uma
Somos da Liga Americana
É você, vovó?
Fico feliz por ter vindo.
Oi, tia Dottie!
Tire uma foto!
Vamos fotografar o time inteiro!
As primeiras Peaches!
Vem, vem!
ESTE FILME É DEDICADO
AOS MEMBROS DA LIGA AMERICANA
DE BEISEBOL FEMININO
Fora!
A bola foi dentro!

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Marina Abramovic: The Artist Is Present 2012 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda Marina Abramovic: The Artist Is Present 2012 Portuguese-BR Português

Pare, pare.
– Para cima, Marina.
– Não olhe para mim.
Isso está tão lindo!
Pessoal, em suas posições.
Olhar firme, Kurt.
Marcus, aproxime-se de Marina.
Ótimo, fiquem assim.
Perfeito.
Levante a cabeça,
olhe para mim.
A EVOLUÇÃO FEMININA
Sabe o que é interessante?
Depois de 40 anos…
acharem que você é louca
e deveria estar num hospício…
você finalmente recebe
tanto reconhecimento.
Leva-se tanto tempo
para nos levarem a sério.
Assim. Isso mesmo.
Não mexa nada. Assim mesmo.
Foi um longo caminho.
Bem-vindos à seção de arte
do programa. É surpreendente.
Estamos falando da exibição
no Museu de Arte Moderna.
Ela os fará levantar
as sobrancelhas.
Vocês é quem têm de decidir.
Monica Morales foi vê-la.
Há três peças de nus.
Aqui está a primeira.
Ela é chamada “Imponderabilia”
da artista Marina Abramovic.
– O nome da artista é Marina.
– Marina.
– E o sobrenome?
– Não sei.
Abramovic.
– É do leste europeu.
– Você já tinha me dito.
Marina Abramovic.
MUSEU DE ARTE MODERNA
A ARTISTA ESTÁ PRESENTE
Podemos abrir em instantes.
Senhoras e senhores,
não corram. Obrigado.
Não consegui passar você.
Mamãe me vestiu como Satanás
quando eu tinha quatro anos…
para a minha primeira festa.
Todos pareciam felizes
como princesas e caubóis.
E eu me sentia tão infeliz.
Uma criança com um vestido preto
triste de Satanás e dois chifres.
Não sei por que
ela me vestiu assim.
Acho que isso marcou minha vida.
Estamos recriando essa imagem.
Olhe para mim.
Sessenta anos depois.
Depois da exibição, tenho de dar
mais atenção à minha vida sexual.
Tenho de cuidar disso.
Se eu puser uma foto assim…
você acha que ela atrairá
alguns homens?
Artista semi-intelectual, no topo
da carreira, procura solteiros.
Você está vendo várias
Marinas basicamente.
Você vê uma Marina…
que é produto
de pais partidários…
dois heróis nacionais,
sem limites, determinada…
que agarra o que estiver
na frente dela.
E perto desta
há outra Marina…
uma criança…
cuja mãe nunca deu amor
suficiente, muito vulnerável…
e inacreditavelmente
decepcionada e triste.
E há uma outra que tem
uma certa sabedoria espiritual…
e pode ficar
acima de tudo isso.
E esta é a minha favorita.
SEIS MESES ANTES
DA EXIBIÇÃO NO MoMA
Deste lado da linha.
Temos de fazer lá…
ele está lá.
Nós podemos…
Temos de começar agora.
– Acho que assim…
– Assim é mais legal.
E então assim.
Aqui já temos 10 peças.
O que é bastante.
Sim, se ficarem bem.
Adoro seu nome, August.
Você tem um irmão Setembro?
Quem escreverá os textos?
– Será Klaus e a equipe dele.
– Será Klaus?
– Muito bem, então…
– Eu só os porei na parede.
É bom saber.
Gosto da fonte Times.
– Prazer em conhecê-la.
– O tipo da letra.
E gosto do tipo russo de fonte.
Mas podemos escolher juntos.
– Está bem.
– Ótimo. Obrigada.
É muito vermelho.
Ontem falamos em deixá-las
em preto e branco.
Haverá cor, na verdade.
Pelo menos uma vez,
eu queria mostrar tudo.
O que é fazer arte,
ser uma artista.
O tanto de correspondência,
e- mails, faxes, cartas…
o tanto de passagens
aéreas e todo o resto.
A estrutura é enorme.
Mostrar o trabalho físico…
que não tem nada a ver
com criatividade…
é só administração.
Escritório
de Marina Abramovic.
Terei os seis
andares do MoMA.
– O que é grande coisa.
– É inacreditável.
Já sinto dor nas costas
só de pensar nisso.
Será cronológico. Este é o começo.
Meu trabalho inicial.
Essa obra se chama
A Artista Está Presente…
baseada nas performances
onde o artista está presente.
Ela não inclui meus objetos
transitórios, peças de som…
objetos com cristais.
Só performance. Pura performance.
Tudo é performance.
Se tivermos imagens…
não mostramos nada além
das imagens. É muito radical.
Por isso, essa exibição no MoMA
é histórica e importante para mim.
É pôr as coisas
nos lugares certos…
pois performance nunca foi
uma forma comum de arte.
Ela é alternativa
desde que nasci.
Quero que seja uma forma
de arte e respeito.
Antes de eu morrer.
Você também. Beijo.
Vamos começar
com a exibição.
Você vai reinterpretar
suas performances?
– Não, farei uma peça nova.
– Uma ou várias?
Só uma peça nova.
A Artista Está Presente.
As outras são pessoas…
reinterpretando minhas
cinco peças históricas.
Acho que sua primeira performance
foi num museu em Belgrado.
Isso é…
Que tipo de locais…
Marina, o elemento som é inerente
em Relation in Movement…
onde você dirige uma van
num quadrado durante 16 horas…
enquanto grita números
num megafone.
por uma prostituta.
Em Rhythm 2, você
tomou drogas psicoativas…
para desafiar
o comportamento social…
sobre mulheres
com doenças mentais.
E Rhythm 5, você se deitou…
dentro de uma estrela
de madeira pegando fogo…
e desmaiou por falta
de oxigênio.
Você tem posto seu corpo
em perigo nesses trabalhos…
e você deve estar cansada
dessas perguntas…
mas quero tocar no assunto
antes de prosseguir.
Só há uma pergunta
que não ouço há 10 anos…
“Por que isso é arte?”
Sempre me perguntavam
isso quando comecei…
e eu não tolerava.
Agora sinto falta da pergunta.
Ninguém me pergunta mais isso.
Talvez pela minha idade.
Finalmente entenderam
ou fingem ter entendido.
Se você é um artista alternativo
aos 18, 19, 20 anos…
e continua sendo alternativo
aos 29 e 30 anos…
e continua sendo alternativo
também aos 40 e 50 anos…
mas eu tenho 63 anos.
Não quero mais ser alternativa.
Muitas pessoas pensam nela
como a avó da performance art.
A arte tem de ser linda.
O artista tem de ser lindo.
A performance art
surgiu nos anos 60…
como um desafio à pintura.
Não era algo que
se pendurava na parede.
É uma forma de arte
onde o objeto é o corpo.
No caso de Marina,
ela usa o corpo humano…
para expressar opiniões
que podem ser violentas…
ou provocantes.
Ela desafia o público
direta e audaciosamente.
A essência do trabalho dela…
é o compartilhamento
da experiência…
entre o público e o artista.
Muitos dos trabalhos
de Marina são intervenções.
Como quando ela fez Rhythm 0
em Naples, com os objetos…
e as pessoas podiam
usá-los contra ela.
Isso é como
o Experimento Stanford, certo?
É um experimento científico
que revela a natureza humana.
Mas o que é arte, senão a revelação
da natureza humana?
Parece um mistério de crime.
Como Hitchcock.
Ela será assassinada?
Ali está a arma.
O que acontecerá?
Quem entra e quem sai?
O verniz da civilização
é muito fino.
E é espantoso
como rapidamente…
um grupo de pessoas
se torna animalesco…
se você der a ele
tal permissão.
Algumas das performances
iniciais de Marina…
eram sobre isso.
Ao brincar
com a ponta da faca…
Marina cria a intensidade
das performances dela…
o que as torna
transcendentais.
Marina escolheu
30 artistas jovens…
para reinterpretar cinco
de suas peças históricas no MoMA.
Ela os convidou para um workshop
na casa dela em Hudson Valley.
O workshop
se chama “Limpando a Casa”…
para nos prepararmos
para a exibição no MoMA.
Vamos cortar juntas.
E depressa.
Temos de cortar tudo isso
e pôr na sopa antes das 14h.
Minha geração de artistas
não atua mais.
Sou uma dos dois
ou três restantes.
E pensei:
“É meu dever fazer história?”
Então quando fui convidada
para fazer uma exibição no MoMA…
achei importante
para mim e meu ego…
dar cinco peças históricas…
para artistas jovens
reinterpretarem.
Eles estão chegando e eu
estou fazendo uma sopa.
Ela disse que não vamos
comer nem falar por três dias.
Que vamos odiá-la na hora…
mas depois vamos amá-la
e fazer o que ela quiser.
Por que você parece
preocupada?
Ela quer que fiquemos
em jejum por três dias…
e disse que faremos
exercícios.
Acredito no meu instinto
e acho que é certo confiar nela.
Façam suas últimas
chamadas telefônicas.
Vocês ficarão livres
por três dias. É incrível.
O que acontecerá?
– Nós lhe contaremos depois.
– Isso não importa.
Isso será diferente.
Eles podem usar essa experiência
e fazer o que quiserem depois.
Mas é provável que eles me odeiem.
Ao menos, no início.
É uma estrutura simples,
e a ideia é controlar seu corpo…
e controlar sua mente…
na gravidade zero
se isso for possível.
O primeiro ritual será acordar
e fazer exercícios simples…
como, por exemplo, pular
e liberar um pouco de energia.
Eu lhes mostrarei. É simples.
Depois iremos ao rio.
Se alguém tiver
problemas com nudez…
leve uma roupa de banho,
biquíni, maiô, o que quiser…
ou vá nu, não me importo.
Fazemos isso porque eles
terão de atuar três meses…
o que é um grande
tipo de obrigação.
Eles têm de criar o próprio
espaço carismático…
e para isso, temos
de considerar algum treino.
O propósito
é nos esvaziarmos.
Sermos capazes de estar
no tempo presente.
Pôr nossas mentes
no aqui e agora.
Então algo emocional aparece.
É o que queremos neste trabalho.
Em performance é preciso
uma tomada emocional.
É um tipo de diálogo direto
entre o público e o artista.
E se você estiver presente 100%
durante a performance…
o momento emocional
chegará para todos.
Não há como escapar.
Todos sentem isso.
Os artistas têm
de ser guerreiros…
têm de estar determinados
e ter energia para conquistar…
não só novos territórios,
mas também eles mesmos…
e suas fraquezas.
Não importa o trabalho
que se faz como artista…
o mais importante é o estado
mental com que você o realiza.
Performance é uma
questão de estado mental.
Então…
espere e verá.
Marina Abramovic:
A Artista Está Presente…
significa que de 9
de março a 31 de maio…
sempre que você
entrar no museu…
pode ser às nove e meia
da manhã ou às cinco da tarde…
ela estará presente.
Como eu imaginei A Artista
Está Presente num salão?
Como um cenário de filme.
Há um quadrado
de luz enorme.
Só o quadrado, como no filme
Encontros e Desencontros.
No meio do quadrado,
há uma mesa e duas cadeiras.
É simples, é como se não
houvesse nada.
Só a artista sentada.
Quero ser como uma pedra ali.
Só três meses.
E olhar nos seus olhos.
Serão três meses.
Todos os dias.
Se você trabalha três meses,
a performance se torna realidade.
Ninguém entende que o mais difícil
é fazer algo que é quase nada.
Isso exige 100% de você,
não há mais história a contar…
não há objetos atrás dos quais
se esconder. Não há nada.
É sua pura presença, você só
tem sua energia e nada mais.
Sete horas e meia,
seis dias por semana.
Sem se mexer.
Não tenho nada a dizer.
Sem comentários.
Só respeito.
Acho insuportável
ficar sentado sem se mexer.
Ela tentará.
Não sei se dará certo.
Posso lhe mostrar?
Quando ela teve essa ideia,
pensei: “Ela vai se matar.”
Eu disse: “Marina, não sei
se quero a responsabilidade…
de lhe dar permissão
para fazer isso.
Pense nisso uns dois dias.”
Ela me ligou no dia seguinte
e disse: “Posso fazer isso.”
Assim que Klaus Biesenbach
criou o nome do show…
A Artista Está Presente,
foi como um destino.
Gostei na hora. A Artista
Está Presente, não tem como fugir.
Vejam. Isso não é fantástico?
– É estético.
– Ninguém verá isso.
Não haverá uma
enchente no museu.
Talvez eu nem use isso.
Estou contando que você
nunca o use. Você prometeu.
Bem, isso é uma
questão de segurança…
Os homens não entendem.
Acho que está bom.
Ele não quer lidar
com a realidade.
Está bom. Acho que foi
uma solução brilhante.
Não sei por que tenho de fazer
coisas cada vez mais difíceis.
Eu poderia ter feito
uma retrospectiva.
Trinta e seis pessoas
reinterpretando minhas peças.
Um jantar para celebrar,
ir para casa e o trabalho foi feito.
Por que tenho de fazer isso?
Parece ser a cruz que carrego.
É uma loucura. Que Deus
me ajude a levar isso até o fim.
Quando você assiste uma
atuação de Marina Abramovic…
você está engajado
na presença física dela…
que é impressionante.
A evidência da tremenda força
e da energia física dela…
que a presença
do público lhe dá…
é claramente inata.
Ela pode se sentar quieta,
ou fazer muito pouco…
ou o que ela estiver fazendo
na performance por muito tempo.
A maioria das pessoas
não conseguem.
Meus pais são heróis
nacionais da época de Tito…
durante a Segunda
Guerra na ex-Iugoslávia.
Havia muito controle
na minha casa, o qual eu odiava.
Tudo era disciplinado,
com horário.
Fui treinada
para ser um soldado.
Mamãe me acordava
no meio da noite…
se eu estivesse dormindo
numa cama desarrumada.
Era esse tipo de loucura.
Não havia amor.
Não me lembro da mamãe
me beijando ou abraçando.
Mais tarde, quando perguntei a ela:
“Por que você nunca me beijou?”
Ela se surpreendeu e disse…
“Claro que não,
eu não queria mimá-la.”
Ela não me mimou,
mas eu tive uma avó amorosa…
presente, religiosa,
passava o tempo todo na igreja.
Passei muito tempo com ela…
porque meus pais eram políticos,
não tinham tempo para mim.
Há uma mistura estranha…
entre religiosidade
e aquela disciplina comunista.
Hoje vejo que isso
foi importante para mim…
que isso fez de mim
quem sou.
TRÊS MESES ANTES
DA EXIBIÇÃO NO MoMA
FLORENÇA, ITÁLIA
– Muito prazer.
– Bem-vinda a Florença.
Obrigada.
Tive de ir ao banheiro
no aeroporto…
e fiz uma descoberta
fantástica.
Duas páginas com ilustrações.
“Como lavar as mãos…
com água e sabonete.”
Brilhante.
Estamos aqui hoje…
para a entrega do importante
prêmio Lorenzo Magnifico…
para Marina Abramovic.
Obrigada.
Preciso do microfone?
Pensei em dar uma
palestra no final…
mas não acho que esta
seja a ocasião para palestra.
Prefiro ter um diálogo
com o público.
Antes disso, quero ler
meu manifesto para vocês.
Escrevi meu manifesto
de coração.
Ele também é engraçado,
ao mesmo tempo.
Mas é verdadeiro.
“Um artista não deve mentir
a si mesmo ou a outros.
Um artista não deve roubar
ideias de outro artista.
Um artista não deve
se comprometer consigo mesmo…
ou com o mercado de arte.
Um artista não deve
matar outro ser humano.
Um artista não deve
se fazer de ídolo.
Um artista está relacionado
à sua vida amorosa.”
Não, vida amorosa.
Amorosa.
“Um artista deve evitar de
se apaixonar por outro artista.
Um artista deve evitar de
se apaixonar por outro artista.
Um artista deve evitar de
se apaixonar por outro artista.”
Nós nos conhecemos
quando ela veio a Amsterdã.
Ela ia se apresentar.
Eu a conheci antes e pensei…
A exibição se chamava
Thomas Lips.
Durante a performance…
ela fazia um pentagrama
na barriga com uma lâmina…
e se chicoteava.
Eu pensei: “Talvez não.”
Depois, comecei
a notar as feridas.
Não as lambi, mas cuidei
e limpei as feridas…
pus algo nelas, e acho
que esse foi o ponto crucial.
Quando nos conhecemos
houve uma fascinação imediata.
Pelo tipo, caráter,
personalidade…
pelo trabalho que fazíamos
individualmente.
Foi como se tivéssemos achado
um irmão ou irmã perdidos.
Foi algo assim.
E nascemos no mesmo dia,
30 de novembro, ambos Sagitário.
Obviamente.
O destino nos uniu.
Eu o amei muito.
Mais do que a mim mesma.
Para mim, quando começamos
a trabalhar juntos, era para sempre.
Achei que aquela relação
e o trabalho e jamais acabariam.
Eram dois gêmeos ligados
pelo corpo e pela alma.
Éramos amantes, éramos
amigos, éramos artistas…
tudo ao mesmo tempo.
E nosso amor estava
sempre acima disso.
A relação de Marina e Ulay
é uma grande história de amor.
Marina não tem limites…
e conheceu alguém que estava
preparado para tudo pela arte.
Isso deve tê-la impressionado
porque ela conheceu seu par.
Quando Marina e Ulay começaram
o grupo de trabalho…
conhecido
como Relation Works…
nada igual havia sido
feito até então.
Nossos corpos se encontravam
de forma confrontante…
porque queríamos mostrar
os conflitos homem/mulher…
as experiências traumáticas
sobre relacionamentos.
Ficamos cheios
de marcas roxas na época.
Mas não doía.
Nossos 12 anos foram tão
intensos, pesados e poderosos…
quanto a vida toda
de outras pessoas é.
Passamos por vários estágios.
Apaixonar-se, ficar juntos 12 anos.
Pela primeira vez,
em 23 anos…
podemos ficar
debaixo do mesmo teto.
Ulay chegará às 14h.
Essa será a primeira vez…
que Ulay vem a este
apartamento em Nova York.
Ele nunca veio aqui
ou no outro.
Eles estão separados há anos.
Vamos nos unir para falar disso.
Não sei o que acontecerá,
mas será interessante.
Com certeza.
– Como vai?
– Estou bem.
Acabei de chegar da analista.
A Dra. Glimour,
uma senhora especial.
Muito rigorosa.
Gosto de rigor.
Por pouco
ela não usa uniforme.
Ela me disse que não estou
tão mal emocionalmente…
e que eu devia explorar
mais a minha infância…
e não repetir os mesmos padrões
no próximo relacionamento.
Contei-lhe sobre Ulay e ela acha
que o encontro pode ser fácil…
ou não. Não sabemos.
Deixe-me tomar um copo-d’água.
Ambos estamos no terceiro
ato das nossas vidas.
Não há outro momento
para nos aproximarmos…
e nos perdoarmos.
E pacificamente entender
que foi terrível…
doloroso e cheio de ódio
quando estávamos juntos…
mas foi criativo ao mesmo tempo
e devemos nos perdoar.
Você está no prédio errado?
– O Performing Garage é aqui.
– Este é meu prédio.
Olá, querida.
Como devo chamá-la? A vovó
ou a diva da performance art?
Entre.
Acho que ainda a amo.
Posso viver com isso.
Estou feliz.
É melhor do que odiá-la.
Aqui é meu loft.
Você conhece Davide?
– Que nada.
– Meu assistente.
– Olá, Davide.
– Vocês já se conhecem.
Eu o vi no escritório, não foi?
– É você quem envia os e-mails.
– Sou.
Davide é um artista jovem.
E dos bons. Ele é de Turim.
– David-ê?
– Não é David. É Davide.
– Como você vai?
– Vou bem. Olhe para mim.
Certamente.
Se eu puder ajudar,
será um prazer.
Se eu puder fazer algo
por ela, será um prazer.
Depende do que,
mas por agora, sim, claro.
Só posso fazer duas coisas.
Ajudar ou ser bom.
É um apartamento incrível.
Você está sempre aqui, Davide?
Sim, quase sempre.
Eu tentaria fazer o mesmo.
Aqui é ótimo.
Talvez ela ainda
me ame. Não sei.
Amanhã vamos descobrir.
Amanhã ou depois.
E talvez eu “ponha um
dedo no dente dela”.
– Pôr um dedo no dente dela?
– Isso significa fazer algo sensível.
ALCANÇANDO O LIMITE
Marina, você está nervosa
com a exibição no MoMA?
Muito. Fico nervosa até
de fazer discurso.
– Fico dias no banheiro.
– Muito bem.
Se não estou nervosa,
fico nervosa por isso.
Você vai se mexer
um pouco na cadeira…
indo para frente e para trás
ou ficará na mesma posição?
Na mesma posição.
Não vou me mexer.
Para onde você vai olhar?
Para quem se sentar
na minha frente.
Haverá uma cadeira
na sua frente?
Sim, a pessoa pode
se sentar quanto quiser.
Na sua frente.
Haverá de 11 a 15 mil pessoas
no MoMA. Será só o olhar fixo.
Marina seduz todos que conhece.
Não é o caso comigo…
pois já passei por esse processo
e agora estamos divorciados.
Somos grandes amigos,
mas divorciados.
Ele nunca tentaria me seduzir
porque somos divorciados.
Com Marina, sempre tento
separar a artista da pessoa…
com quem me relaciono
profissionalmente.
Tento lidar com ela
como se ela fosse uma escultura.
Vejo o trabalho dela
como um objeto.
Tento ser objetivo com ela…
porque não quero
que a artista interfira.
Porque Marina nunca
deixa de atuar.
Marina, você não
precisa disto?
Tem certeza?
Ele faz o vinho desaparecer.
Posso ensiná-la a fazer
isso, é divertido.
Acabei de conhecer alguém…
que achavam que eu
deveria muito conhecer…
e isso aconteceu no MoMA.
Então viemos para cá, bebemos…
e ele é um sujeito
interessante.
Ele é um mágico.
David Blaine.
Ele acha que pode fazer algo
durante minha exibição no MoMA.
Sabe os machados atrás do vidro
para o caso de emergência?
Pensei em usar uma
e sufocá-la com ela. As pessoas
achariam muito estranho.
Então, quebrar o vidro, pegar
o machado e começar a cortá-la.
Então chega a ambulância…
eles põem uma
coberta sobre mim…
há sangue por toda parte.
E a polícia chega e o prende.
Ela fica deitada lá
e esse é o fim da exibição.
E as pessoas não saberão
se foi um acidente.
Questionando
se aquilo é real ou não.
– E eu a golpeio violentamente.
– Você já fez isso?
Se eu fizer isso duas
vezes, é uma ilusão.
Mas quando você faz isso
uma vez, é loucura.
O fantástico, Marina,
é que isso será no MoMA.
Aquele é o público
perfeito para isso.
Certamente.
– O que você acha?
– Acho que é uma péssima ideia.
Por quê?
Ele é um sujeito interessante
e faz coisas incríveis…
mas culturalmente
algumas pessoas…
chamam pessoas
assim de mágico…
ele deve preferir ser
chamado de ilusionista…
e isso já diz tudo.
Seu trabalho não tem nada
a ver com ilusionismo.
Ele é real. E fazer a conexão
entre esses trabalhos no MoMA…
na exibição mais importante
que você já fez na sua carreira…
seria um desastre. Acho
que é a coisa errada de se fazer.
Eu me oponho com todo
o meu ser. Que tal isso?
Feito! Você tem razão.
Eu aceito.
– Feito.
– Obrigada.
Trabalhamos com nove galerias.
E agora Marina é um gigante.
Mas Sean nos apoiou…
quando ninguém queria
lidar com os problemas…
de ter uma artista de performance
no contexto de uma galeria.
Responda-me.
Entre azul…
e vermelho,
qual você prefere?
– Qual é seu primeiro instinto?
– Vermelho.
Klaus escolheu o azul,
mas todos querem o vermelho.
Atuações, por natureza,
são efêmeras.
Então cuidadosamente
selecionamos uma foto…
para representar
cada performance…
e as transformamos
em livros e os vendemos.
Isso é fantástico.
Tivemos edições pequenas.
Isso foi há uns 20 anos…
e os vendemos por dois
a cinco mil dólares cada.
E agora eles são muito procurados
e se você puder achá-los…
eles valem entre 25
e 50 mil dólares cada.
Há um drama nestas fotos.
O modelo que criamos para Marina
e como criamos o mercado dela…
tornou-se um padrão
observado por outras pessoas.
Então é isso.
A ARTE É FÁCIL
Nos anos 70, com Ulay,
tomamos a decisão radical…
de viver num carro.
Não precisávamos pagar
contas de telefone…
luz, aluguel.
E não tínhamos dinheiro.
Não queríamos fazer
nada além de atuar.
Igor, esta é a van onde morei.
Morei nela tanto tempo…
e há dois dias você
disse que ela é linda.
E eu disse: “Linda num museu,
mas foi uma vida difícil…
que não tinha nada
de linda.” Vamos entrar.
Fazia mais de 30 anos
que eu não via esse carro.
E quando o vi no museu,
tive uma sensação inesperada.
Foi como se uma vida passada
viesse ao meu encontro.
Vivemos no campo, com pastores,
tirávamos leite de cabras.
Íamos com garrafa vazia
de água mineral…
emprestar gasolina
nos postos.
Eu conhecia todos os chuveiros
e postos de gasolina na Europa.
Esta van me deixa
emocionada.
Puxa, fico de coração
partido ao olhar a van.
Lembro como havia tanta crença,
esperança e inocência…
na nossa vida naquela época.
Foi uma época muito feliz
da minha vida neste carro.
Eu tinha tudo que sempre quis.
O homem que eu amava…
trabalhando juntos,
sendo radicais…
e sem termos
nenhum compromisso.
Éramos nós dois,
o cão e o universo.
Vejo aquele caminho
incrível de lá até aqui.
É um longo caminho.
Tenho de preparar a exibição.
Não tenho tempo.
Marina tricotava
suéteres para nós.
Eu consertava e sempre dirigia
o carro. Marina não dirigia.
Nós só tínhamos o básico.
Éramos como nômades modernos.
Mas foi a melhor época.
Tínhamos muita energia e poder.
Aqui é Hudson River?
Aqui é Hudson. Vá em frente.
Luz vermelha, pare.
Luz verde, vá.
Vamos parar aqui
porque eu quero dirigir agora.
É meu momento histórico.
Vou dirigir para você
pela primeira vez na vida.
Estou disposto
a sentar ao seu lado.
Ulay.
Nunca pensamos que
chegaríamos a isso. Nunca.
– O farol está aceso?
– À direita.
– Não. O farol está aceso?
– Sim, está.
– Que ótimo.
– Eu já tinha ligado o farol.
O freio de mão
está para baixo?
Ele estava puxado.
Agora não.
Eu sabia que havia
algo errado.
Vamos passear. Você está
nas minhas mãos agora.
Era o que eu temia.
Vire mais à direita.
Um pouco mais. Pare.
Vá, vá. Está perfeito.
Vá adiante.
Só um metro,
ou passaremos pela porta.
Bem, estou um
pouco nervoso…
mas surpreso.
De um a 10, Ulay,
o que você acha? Cinco?
– Mais.
– Seis?
Mais.
– Certo, sete e meio.
– Não, sete.
Sete é um bom número.
Ótimo.
Muito bem.
Abramovic.
Você trabalha muito.
– Eu só sei fazer isso.
– É verdade.
Farei molho de abobrinha
com este macarrão.
Nosso relacionamento
era baseado nas tarefas…
de homem e de mulher.
Ele fazia tudo no mundo exterior…
pegava empréstimos,
dinheiro, ia ao banco.
E eu limpava, lavava
e cuidava do cão.
Quando nos separamos,
eu não tinha conta em banco.
Eu não sabia
como isso funcionava.
Levei um tempo para
aprender tudo do zero.
Você tem abridor?
Depois da nossa vida simples,
ela se tornou muito ambiciosa.
Tanto no trabalho
quanto na vida em si…
com relação
à imagem e riqueza.
E eu continuei mais numa linha
estável, reta, depois da separação.
Ela escalou uma
montanha enorme…
com muito sucesso.
Isso pode ser estranho, mas não
tenho tempo de me esforçar…
para tornar isso
possível para mim.
Mas nem preciso fazer isso,
vou casar com ela.
Tudo bem se eu fizer
a comida um pouco apimentada?
Pepperoncini?
Acredito que não haja muitos
artistas que trabalhem tanto…
como Marina.
Mas ela é sempre
muito elegante.
Eu pareço um
trabalhador do campo.
Sou um trabalhador
no campo da arte.
Pareço um trabalhador,
mas trabalho muito menos.
Bem, você sabe
o que quero dizer.
Sou preguiçoso.
O Nightsea Crossing é
um homem e uma mulher…
sentados na frente
um do outro em cadeiras.
Sentados sem se mexer,
em silêncio…
e em jejum.
Isso retrata o que é desprezado
na sociedade ocidental.
Inatividade, falta de ação,
silêncio são desacreditados…
jejum é desacreditado.
Essas três coisas
irritavam as pessoas…
sobretudo quando durava
quatro, cinco, seis, sete…
oito, nove, dez, onze, doze,
treze, quatorze, quinze…
dezesseis dias.
Inatividade, silêncio, jejum,
absolutamente imóvel…
o que é quase impossível.
Fizemos o Nightsea Crossing
por 90 dias não consecutivos.
Uma vez, levantei-me.
Não aguentei mais.
A mulher se senta melhor
do que o homem…
por causa da anatomia.
Eu desisti depois de 13 ou 14 dias.
Minhas costelas estavam
pressionando tanto meu baço…
que disseram no hospital:
“Você deve parar o jejum.”
Eu já tinha perdido 10kg.
Isso foi além dos limites
da minha parte.
Uma vez.
Ele não podia mais se sentar
porque estava tão magro…
que os ossos
penetravam a pele dele.
Iogues fazem o mesmo.
Mas ele não.
Então ele disse:
“Você tem de se levantar…
pois não pode fazer
isso sem mim.”
E eu não vi razão para isso.
Por isso continuo fazendo
o Nightsea Crossing.
Continuo,
mas com a cadeira vazia.
Nunca tive um relacionamento
com uma mulher, ou com homem…
com tal grau
de qualidade simbiótica.
Doze anos nos deixaram
exaustos.
A colaboração Marina-Ulay,
de forma simples, direta…
e profunda, expressava
a dinâmica homem/mulher…
e alcança uma
conclusão épica…
com a caminhada no Muro
da China chamada The Lovers.
Ela vai além do que é
extravagante, em proporção.
The Lovers, onde Marina e Ulay
caminharam no Muro da China…
foi um épico.
O processo de três meses
de andar na direção do outro…
foi muito simples, sem exageros
e extraordinariamente claro.
Este foi o último trabalho
deles em Relation Works.
E a caminhada no Muro da China
terminou com a separação deles.
Logo nos tornamos
um grande casal de artistas…
e todos projetavam
uma imagem perfeita.
Na verdade,
ele não estava feliz…
e quanto melhor eram
os nossos trabalhos…
pior ficava o nosso
relacionamento privado.
E depois, os interesses dele
eram diferentes dos meus…
e ele estava experimentando
a vida, bebendo, usando drogas.
Então ele se tornou infiel,
o que foi muito difícil para mim.
Fomos monogâmicos
até um ponto.
Quando o rigor daquela ideologia
começou a desenredar…
começou…
a se desintegrar.
Depois, na época, ela teve uma
aventura sexual com alguém…
como eu tive.
Ao mesmo tempo. Exceto que ela
escolheu um amigo nosso. Eu não.
Eu não devia ter dito isso.
Levamos oito anos
negociando a permissão…
para andar
no Muro da China…
e ele teve de ir à China várias
vezes. Ela era a tradutora.
Quando terminamos com o Muro,
ele me disse que ela estava grávida.
E me perguntou:
“O que eu faço?”
Eu disse: “O que você faz?
Vou partir e você
faz o que quiser.”
Então eles se casaram.
Foi como o início.
Terminamos como começou.
Começou rapidinho
e terminou rapidinho.
Foi assim.
Depois que me separei
de Ulay…
vivi o momento mais
dramático da minha vida.
Eu escrevi no meu diário:
“Tenho 40 anos, sou gorda…
feia e indesejável.”
Pensei: “Deus, perdi o homem
que amo e meu trabalho.”
Trabalhávamos juntos.
Não havia nada. Era um vazio.
E seria um recomeço…
ou eu acabaria me destruindo
com a depressão.
Foi a primeira vez que recebi
um dinheiro em Paris…
e comprei roupa de alta-costura.
Eu me senti muito bem.
Fui ao cabeleireiro, fiz pedicure,
manicure. Foi ótimo.
Qual é o preço deste casaco?
Ele é inestimável.
– Não se pode pagar por ele.
– Preço.
O preço de alta-costura
começa em oito mil…
e pode chegar
a 200, 300, 400 mil euros.
Depende das peças.
Fiz isso tudo dar
certo e fiquei bem.
Por que não me sentir bem
e desejada de novo?
E desde então,
passei a adorar moda.
Foi como um desejo secreto.
Isso é lindo.
O que você acha?
Ser artista de performance
nos anos 70, 80 era ser pobre.
Ponto. Ponto final.
Adeus…
extremos.
Depois que nos separamos,
ela foi trabalhar em teatro.
Havia dinheiro nisso.
Adeus…
Ulay.
Os novos trabalhos dela têm
uma estética muito formalista.
Ela tinha entrado
no mundo do teatro.
Tudo era em palcos.
Com um toque teatral.
Marina é uma artista
muito mais teatral, emocional…
muito mais dramática…
do que esta exibição mostra.
O único risco
da exibição no MoMA…
será quão teatral ela
conseguirá ser.
Marina sempre diz
que há uma diferença.
Em performance,
há uma faca e o sangue é seu.
Quando você encena,
é ketchup e você não se corta.
Se perdermos isso
na exibição do MoMA…
se for só uma faca falsa
e ketchup, então falhamos.
DUAS SEMANAS ANTES
DA EXIBIÇÃO NO MoMA
Estou de cama há seis dias.
Só de cama.
Droga, droga, droga.
Não saio da cama há seis dias.
Eu estava tão desesperada
que tomei tudo que me deram.
Então descobri que este xarope
tem codeína. Ele é incrível.
Nunca uso drogas,
mas a codeína nos deixa feliz.
Dormi a noite toda como um bebê
ontem, com um sorriso no rosto.
Como uma idiota.
E aqui estou.
O vermelho é bom
porque nos dá força.
Então se tenho tudo vermelho,
lençóis, xale, pijamas, laranjas…
talvez eu fique boa logo.
Esse foi meu monólogo.
CINCO DIAS ANTES
DA EXIBIÇÃO NO MoMA
– Como você se sente hoje?
– Eu me sinto muito mal.
Estou apavorada.
Não há nada.
Estamos aprontando tudo.
Marina pode ver uma projeção?
Deixe-me ver uma projeção.
Qualquer uma.
Não temos eletricidade.
Não tem como ligar os aparelhos.
Nem temos projetores.
Desculpe. Ainda não.
Não há nada! Nada!
Cinco dias antes da exibição
e parece que não haverá exibição.
O que mais me deixa
nervoso é essa sala.
As paredes
nem estão no lugar.
Podemos começar o ensaio?
Isso é importante.
Podemos levá-los para lá?
Venham.
Como vai?
Venham.
Vamos nos sentar dois
segundos. Quero ver todos.
Isso é tão diferente
do nosso workshop no campo.
Isso é um inferno. E é importante
ser honesta sobre tudo isso…
porque não posso fingir
que estou calma. Não estou.
E nem cheguei a ter contato
pessoal com nenhum de vocês.
Tenho de confiar
minha vida a vocês…
nos três meses da exibição.
Não há outro jeito.
Porque eu tenho de…
preciso da minha energia
para fazer a minha parte…
sabendo que está
tudo bem com o resto.
Obrigado por virem
ao MoMA esta noite.
Sou o curador da retrospectiva
de Marina Abramovic.
E gostaria
de apresentar Marina.
Muito obrigado, Marina.
Vamos abrir o microfone
para perguntas.
É a última chance de perguntar
algo a ela diretamente…
ou terão de esperar até junho.
Já é tão tarde, vamos ouvir
três perguntas boas.
– E ao menos uma pessoal.
– Como iríamos saber disso?
Pergunta pessoal.
Você parece feliz. Você é?
Depende.
O que posso dizer?
Eu estou muito feliz…
porque estou sozinha.
Com quem eu poderia morar…
e fazer isso durante três meses?
Ninguém ficaria comigo.
Eu estou vivendo
como num treino militar…
estou totalmente concentrada
nesse trabalho de três meses.
Parece simples,
eu fico no salão…
numa posição sentada.
Mas não é assim.
É muito difícil porque você
tem de ser como uma pedra.
Quero criar uma quietude
no meio do inferno.
E para isso, meu estado
mental tem de estar bem.
Então tenho de me limitar
em tudo. E é inverno.
Quando eu terminar,
será verão.
Será dia 31 de maio.
EXIBIÇÃO NO MoMA
PRIMEIRO DIA
Marina é uma das artistas
mais importantes…
da segunda parte
do século 20.
O que é incrível em Marina…
é que ela inventa situações
que ninguém viveu ainda.
A prática dela é extrema.
Na 54, entre a Rua 5
e a Rua 6.
Em Nova York, dezenas,
centenas de milhares de pessoas…
serão convidadas
a experimentar algo novo.
O MoMA é o local mais
significante do mundo…
para qualquer
artista vivo expor.
Acho que há uma chance
da performance art…
tornar-se uma arte popular.
E com esse tipo de exibição…
que nunca aconteceu no MoMA,
essa é a grande chance.
É uma responsabilidade incrível
para as performances em geral.
Não só para mim.
Sinto-me como Maria Antonieta
a caminho da guilhotina.
A incapacidade de continuar,
o potencial de desistir…
irá se tornar parte da performance,
se isso acontecer.
Isso pode ser um fiasco.
Não há regras.
A Artista Está Presente
é uma peça corajosa.
Porque é uma peça
que pode falhar.
Klaus…
eu o amo.
– Estou bem?
– Você está linda.
Obrigada.
Obrigada.
Vivemos cinco anos aqui.
Cinco anos.
Não é fantástico?
É sim.
Aquela é a outra.
Elas são simultâneas.
MARÇO
Ulay não está mais lá.
Não há mais o parceiro de vida.
Agora o público
é o “amante” dela.
Você tem sido desobediente.
Essa foi Beyoncé num
vídeo novo com Lady Gaga.
E Sandy Rios não gosta
do último vídeo de Lady Gaga.
Isso devia ser contra
a lei, devia ser banido.
Há um limite
para o que toleramos.
Acho interessante
que o vídeo tenha sido lançado…
e no New York Post de hoje…
tem um artigo sobre uma exibição
no Museu de Arte Moderna…
“onde o público passa por dois
artistas nus, duplas alternadas…
de sexo oposto ou não, que ficam
de pé numa passagem estreita…
na exibição duma
Iugoslava provocadora…
enquanto ouve o som
constante dos gritos guturais…
e gemidos dessa mulher.”
Dizem que isso é arte.
E está no MoMA!
Vamos.
Não queremos que
filmem as galerias…
nem daremos entrevistas.
Enviei uma declaração
e quatro fotos da exibição.
Não queremos
impedir a cobertura…
mas não queremos
um circo lá dentro.
ABRIL
Na sexta, apareceram
umas pessoas estranhas…
mas esperávamos isso.
Algumas pessoas
começam a achar…
que isso é um palco…
é uma oportunidade
importante para elas.
Então estabelecemos um sinal
de emergência para Marina.
Se ela levantar a mão,
pode significar várias coisas…
mas é basicamente para retirarmos
a pessoa sentada na frente dela…
porque ela não está confortável,
ou está assustada, ou passa mal.
Por várias razões.
Isso que ela faz, parece
que ela está limpando o ar…
e então…
Ela reconecta
e é só com você.
Assim cada pessoa tem um contato
pessoal com Marina limpo e único.
Como um ímã.
O que é lindo
na performance do MoMA…
é que ela se dedica a cada
ser humano que encontra…
com a mesma atenção, respeito
e isso é surpreendente.
Algumas pessoas ficam chocadas
com isso e outras acham…
que merecem essa atenção
e finalmente estão no lugar certo.
E outras se apaixonam
por ela.
Há tantas razões diferentes…
pelas quais as pessoas
se sentam na minha frente.
Algumas estão zangadas,
outras curiosas…
outras só querem
saber o que acontece.
Algumas pessoas se abrem,
e percebo uma dor incrível.
Algumas pessoas
têm tanta dor.
Quando elas se sentam diante
de mim, eu não importo mais.
Logo eu me torno
o espelho delas mesmas.
Alguém me disse que as pessoas
observam uma obra de arte…
durante 30 segundos em média.
Mona Lisa, 30 segundos.
As pessoas se sentam
aqui o dia todo.
O mundo está se movendo
muito rápido.
As pessoas raramente
se concentram.
Ela diminui o ritmo
dos cérebros das pessoas.
Ela nos pede para sentar
lá por um tempo…
o que não estamos
habituados a fazer.
E como resultado,
ela nos transforma.
Marina é uma artista
que visualiza o tempo…
usando o corpo dela
no espaço com o público.
Pela mera duração
ela faz o tempo pesar.
O peso está
no ombro da artista.
E leva um pedaço
da vida da artista como valor.
O tempo não é efêmero,
só está de passagem.
Imagine o tempo
como um objeto grande…
que você não consegue
mover e está preso nele.
Sua atenção, por favor.
O museu está fechado.
Por favor, retornem as unidades
de áudio na recepção.
A exibição acabou,
vamos fechar. Obrigado.
Obrigada.
Estamos fechados. Obrigado.
Abriremos às 10h30 amanhã.
A última.
Volte amanhã.
Ouça-me, volte amanhã.
Você me dará uma chance?
Conversaremos quando
você voltar amanhã.
– Ele me dará uma chance.
– Não, conversaremos amanhã.
– Tenho testemunhas.
– Senhoras, vamos indo.
Tudo bem? Você quer
uma cadeira de rodas?
Meu pé está dormente.
Já está passando. Espere.
– Olá, Tony.
– Fiquei sentada no chão.
Tenha calma.
Esse é o limite.
Até para mim.
Puxa!
Hoje foi estranho.
Eu senti muita dor…
mas quando anunciaram
que ia fechar…
achei que era um engano.
Eu esperava mais umas três horas.
Achei que foi rápido.
Não sei.
Hoje?
Eu a vi com dor.
Ouvi os guardas dizendo
que estavam preocupados.
Então eu disse: “Se você acha
que está prejudicando sua saúde…
que está
prejudicando seu corpo…
eu lhe ofereço oficialmente…
o fim da performance.”
É tão doloroso.
Ela disse: “Isso nunca
foi uma opção.”
Ela nem considerou isso,
nem ouviu o fim da minha frase.
Ela só disse: “Eu nunca
consideraria essa hipótese.”
Sinto dor, mas a dor
é como guardar um segredo.
No momento que sinto dor,
entro em outro estado mental.
É um sentimento de beleza
e amor incondicional…
de que não há fronteiras
entre meu corpo e o ambiente.
E começo a sentir leveza
e harmonia comigo mesma.
É como se isso se completasse.
Não sei explicar.
E é esse estado mental
que o público começa a sentir…
de que há algo diferente.
A performance depende
do estado mental.
O público é como um cão.
Ele pode sentir insegurança, medo,
que você não está presente.
A ideia é como deixar
o artista e o público…
no mesmo estado
de consciência, aqui e agora.
Você pode tirar a mesa?
– Você me ajuda?
– Vou deixar isto ali.
O que há debaixo da perna?
Não é nada.
– É só cola para mantê-la firme.
– Não se mexa, Marina.
É interessante que eu não
conseguia ficar sem a mesa.
Eu precisava
de estrutura, da mesa.
A mesa tinha de ficar lá
até eu não precisar mais da mesa.
Vamos desligar.
E quando a mesa foi tirada,
foi tão mais direto.
– Abrirei para você.
– Qual é a diferença?
A diferença é que não há
um bloqueio entre eles…
do ponto de vista
da segurança.
Se alguém fizer algo…
não há nada impedindo
que alguém faça algo.
É isso que acho.
Mas instruiremos o público…
que ao se sentar, ninguém pode
se mexer, tocar nela, nada.
Ela se torna mais vulnerável.
É muito mais direto.
Não há obstáculo entre ela
e o público. Ela estava certa.
Padres não precisam da cruz.
Nove, dez.
Três, dois, um.
– Mostrem seus números.
– O que é isso?
Esse é o sistema numérico
para Marina Abramovic.
– Estamos quase acabando.
– Você disse isso em abril também.
Isso é detalhe. Não se pode
agarrar uns minutos aqui e ali.
Uns minutos?
O que é mais um
mês, ano, ou semana.
Seu patife!
– Não se apegue aos…
– Detalhes.
– Pense grande.
– Sim, pense grande.
Isso mesmo.
– Estou bem.
– Tudo bem?
O museu está aberto.
Andem, por favor! Andem!
– Sou número cinco.
– Ela é cinco, eu sou quatro.
Um, dois…
três.
Fiquei na fila vários dias
e não consegui entrar.
Você ficou na fila? Quando?
Cheguei ontem às 5h,
mas não consegui.
É muito…
Agora no final,
é muito concorrido.
As pessoas acampam
a noite toda e esperam.
Isso me lembra
da questão da celebridade…
da estrela da performance.
É uma questão de fãs.
O que é muito interessante
no trabalho dela…
é o aspecto de tela
em branco.
O que causa em todos
no mundo da arte…
nas pessoas que dizem
conhecer o trabalho muito bem…
que fazem parte desse
vocabulário, dessa linguagem…
e estranhos também.
Pessoas que se perguntam:
“Por que ela faz isso?”
E isso é interessante
porque vemos também…
essas telas gigantes
de projeções.
A conexão de Marina
com o público…
vem desse vazio que ela sente,
ou sentia quando criança.
Ela deseja ser amada,
ser necessitada.
Marina tem a sensação…
de que precisa do público…
como o ar para respirar.
Esse é o combustível dela.
Ela vive para a arte dela,
para o público.
Quando eu a conheci…
pensei: “Puxa, ela está
apaixonada por mim.”
E levei um tempo…
para entender que ela está
apaixonada pelo mundo.
Não é pessoal.
“Não ache que é pessoal,
estou apaixonada pelo mundo…
não só por você.”
Percebi que ela
está repetindo isso…
com cada uma
das pessoas no salão.
Tudo bem, mãe?
– O que houve?
– Estou bem, orgulhosa de você.
Não sei se o público
me idolatra.
Pertence a ele como projetar isso,
mas não é meu objetivo.
Se você chega num
ponto da sua carreira…
que é idolatrada,
tem dinheiro e fama…
isso não é o alvo da arte,
é só um efeito colateral.
É um produto extra.
E eu adoro o produto extra.
Há pessoas ao redor,
você sabe disso…
mas a conexão com Marina
é tão forte que não importa.
– Apaga todo o resto.
– Ela está atuando?
Não. Se você disser
que é atuação…
a única similaridade
é que há pessoas assistindo.
O sacrifício
de uma performance…
parece estar sempre
baseado em atuação.
– Talvez.
– Você é ator?
Você sente essa presença.
Atenção, por favor.
O museu está fechado.
Por favor, retornem as unidades
de áudio na recepção.
Sabia que Tunji me disse…
que 750 mil pessoas
viram a exibição?
É quase um milhão.
Devemos prolongar mais um
mês para termos um milhão.
Vamos. Isso é do cozinheiro?
Ele é um gênio.
Quem era
aquele asiático bonito?
Você gostou dele?
Podemos pegar
o número do telefone?
Ele foi legal. Sexy.
Estamos quase acabando.
Depois de ver a exibição
de Marina pela primeira vez…
fiquei inspirada a fazer
minha própria performance art.
Criar uma. Ficar aqui
é uma apresentação…
dedicar tanto
comprometimento à ela.
O ÚLTIMO DIA
Chegamos lá.
Quase lá.
Sábado que vem estarei
no campo. O que será demais.
Eu queria ter um número,
mas não tenho.
Vim da Austrália para
me sentar com Marina.
É preciso número?
Estou triste e feliz.
Marina, estamos passando
na rua 53 para você ver a fila…
pela última vez.
Eles chegaram na quarta
ou quinta à noite.
Uma garota teve a ideia
de vir por volta das 22h.
Puxa!
E a partir de então,
as pessoas não vão embora.
Elas ficam sentadas.
Saem do museu e se sentam
na porta até de manhã.
Meu Deus, isso é incrível.
Este é o último dia.
Acho que ninguém
imaginou isso.
Que horas são?
São 10h13. Dez e quinze.
– Podemos ir para as cadeiras?
– Claro.
Já planejamos.
Sei o que fazer.
Faremos intervalos
de 15 minutos.
Você bate no ombro da pessoa
e diz que o tempo acabou.
O museu só abrirá às 10h30…
mas deixaremos
40 pessoas entrar.
Quem não vai se sentar
diante de Marina…
não entre agora.
Espere até o museu abrir.
Sentar-se com Marina
21 vezes é algo poderoso.
Você esperava
se transformar?
Não, quando vi pela primeira
vez, decidi experimentar…
e então tudo aconteceu.
Tire-o daí.
“Nós viemos sentar com Marina,
a prostituta da Babilônia…
e confessar. Discurso supérfluo,
forma pura contra forma pura…
a reflexão do vazio
cheio de valor.
Viemos como os últimos
espectadores antes da crucificação.
Sentamos como apóstolos
à mesa dela…
e nossa indiferença a trai.”
Parece que é uma
questão de tempo…
até quando atirar no rosto
de alguém será arte.
Você se sentará diante
da artista em silêncio.
Não haverá distrações
de forma alguma.
Não gesticule, não fale,
não mexa as mãos.
O que houve? Tudo bem?
– Você está nervosa?
– Estou esperando há 16 horas.
Seu momento está chegando.
Eu a avisarei. Obrigado.
Mande o próximo
se sentar, por favor.
– Vamos.
– Eu sou a próxima.
Eu sei, eu sei.
A performance
precisa continuar.
– Temos de esperar Tunji.
– Sério? Temos de continuar.
Tenho esperança
de voltar lá em cima.
Não sei se vocês
deveriam me filmar.
Eu adoraria sentar
diante dela.
Eu não percebi
que havia regras.
Eu teria obedecido
se eu soubesse.
Mas eu queria
que fosse espontâneo.
Que ninguém soubesse,
que fosse algo especial com ela.
E achei que naquele
quadrado…
o público fizesse
parte da arte.
E eu queria ser
vulnerável para ela…
como ela é para todos.
Acho que esta exibição
é um autorretrato. É ela.
Ela se senta e se entrega.
Ela sempre fala
do aqui e agora…
mas essa peça…
chamada Marina Abramovic:
A Artista Está Presente…
é um autorretrato.
Ela criou um espaço
carismático…
um aluguel
no tecido do universo…
que era só dela,
que ela ocupou.
E ela fez isso numa sala
cheia de muitas pessoas.

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Maximum Conviction 2012 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda Maximum Conviction 2012 Portuguese-BR Português

Tradução e Sincronia
Créditos – ZANETTI
“OPERAÇÕES ESPECIAIS”
Último dia.
Sim, é!
Desculpem rapazes,
houve um atraso.
Onde está o Bradley?
Ele está cuidando de uns
lixos no aeroporto.
Temos que apanhar um vôo
para a Cidade do México.
Negativo, temos um atraso.
Por que não vão
a algum lugar na cidade?
Há um bar agradável lá.
Vamos encontrar-nos
às 18:00 horas.
Entendido, eu digo ao Bradley
para encontrar-nos lá.
Até logo.
Fields.
Segura.
Certo!
Algo cheira bem por aqui.
A mulher sabe cozinhar.
Tem uma senhora na cozinha?
Talvez.
Bem, da maneira que está
comendo esse burrito…
devia casar-se com ela.
– O quê?
– Por que não?
Ninguém cozinha
assim tão bem.
Sim, mas teria alguém para ir
para casa todas as noites. Pensa nisso.
Acabo me aborrecendo.
Bem, estar aborrecido,
esse é o segredo.
Eu penso, aborrecido
mas feliz como eu.
É feliz?
Sim, não pareço feliz?
Uma vida emocionante…
é uma boa maneira
de se matar.
Lembre-se disto.
– Ouviu?
– Certo. Hey, quer um?
Nem pensar.
Como é que está?
A equipe HSO acabou de chegar.
Eu disse que iamos encontrar eles
no terminal 10, às 18:00 horas.
Sim, mas estranhamente
o transporte ainda não chegou.
Estamos à espera dos
oficiais de justiça outra vez.
Vamos esperar na merda
do autocarro?
Parece que sim.
Droga!
Ainda não acredito que deixei
você me convencer a vir aqui
para fechar uns edifícios de merda.
Habitualmente faço a confusão irmão.
Tem que me limpar desta.
Vê, o detalhe aqui
é que você está ficando velho.
Tenho que desapontar você com calma.
Mas a coisa aqui é,
quando quero que alguém me proteja..
você é o meu homem.
Todos os nossos homens
são os melhores.
A meu ver vai estar no México
nos próximos dias
e há quatro mil maneiras
de ser morto lá.
Cuide-se.
Obrigado por tentar me animar.
A última vez foi um verdadeiro
motim, não foi?
– Perdemos muitos homens bons.
– Sim.
O Exército nunca deveria
ter tirado nós daquele buraco.
Por que parece tão surpreso?
São assim todos estes militares
pretensiosos, meu.
Sabe disso!
Somos os primeiros em
que eles mijam.
De qualquer forma, na próxima
semana vai ter sua vingança.
E por falar em pretencioso…
Toda a vez que pego na merda
de uma pilha de papel,
as tuas impressões digitais
estão sobre elas, Cross.
Sim, pensei que o seu trabalho
era uma merda de papelada.
– Cale-se!
– Negativo, director.
Não tenho que calar-me.
Vá esconder-se atrás da secretária,
terminamos por aqui.
– Não, não acabamos.
– Penso que sim, meu.
Porque esta prisão está
completamente desativada.
Eu tirei da rede os…
computadores, satélites,
telefones.. tudo.
O Transporte chegará em breve
para levar os prisioneiros.
Acabamos.
Não, designou dois seguranças
de alto nível na noite passada.
Reabriu o Bloco D…
logo depois de você e o Manning
terem fechado permanentemente.
Veja, você tem que perceber
um coisa…
Esta é uma prisão secreta,
projetada especificamente
para pessoas de interesse.
Não, não! Foi uma prisão
secreta Cross, foi.
Estas empresas de segurança
é tudo a mesma coisa.
Pensam que são grandes
ex-soldados, grandes heróis.
Bem, você é uma dor de cabeça.
Já tínhamos quatro pessoas
de especial interesse aqui.
Não temos MP-s suficientes
para reter legalmente
todas as malditas pessoas
de interesse que temos.
Deixa sozinhos os dois
que vieram na noite passada.
Quando registrou aqueles dois na noite
passada, responsabilizou-se por eles.
Isso significa que registrar a saída deles
será trabalho seu, não meu.
Gostaria de apreciar o processo.
Bem, a unidade de transferência está
atrasada, por isso não vai a lado nenhum.
Até que todos os presos
tenham ido embora.
Afastem-se das grades.
Presos, um passo atrás.
Deixem-me sair!
Presos, um passo atrás.
Que merda é esta?
Mentirosos de merda!
Vou matá-los!
Vou matar todos vocês!
Chow.
Vai se lixar!
Não vou comer esta merda.
Não me toque.
Código vermelho.
Apoio no pátio.
Repito, apoio no pátio!
Assassinos de merda!
Abre o portão.
Abre o portão.
Qual é o problema, meu?
Qual é o problema?
Vá lá meu!
Quer alguma coisa?
Chefe.
– Está bem?
– Vai se lixar.
Senhor, encontrei este
bilhete no corredor.
Não sei se os presos
estão tentndo se comunicar,
mas pensei que
devia saber.
Tudo bem.
Fique calmo.
Eu vou te ferrar!
Vá se ferrar!
Deixa-me ver isto.
O nome no manifesto
diz Rick.
O seu crachá diz Max.
Quer explicar isto?
Ontem o caminhão passou
por cima do pé dele.
Costumo trabalhar
nos despachos.
Falta mão de obra, então…
Está quase acabando aqui,
já vamos descarregar.
Desculpe mas estou tentando
fazer um pouco de horas extras.
O aniversário da esposa
está chegando…
Por que não recupera
isto outra hora, certo?
Continua trabalhando para
que possamos sair daqui.
Sanders,
protege o forte.
– Não me diga que estragou.
– Não sei.
Tudo o que tinha que fazer era
apertar a merda do botão.
Parece que algo avariou.
Algo avariou?
É a sua opinião profissional,
ou é um vidente de merda?
Droga, vou morrer de velhice
nesta merda.
Entre no caminhão e puxe-o para frente,
precisamos fazer uma revista.
Puxe-o para frente.
Desligue-o!
Desligue-o.
Estou cheirando
diesel daqui.
O caminhão não vai desengatar.
Algo está definitivamente preso.
Se puder deveria chamar os seus
colegas para vir aqui dar uma ajuda.
Sim, boa sorte com isso.
Sexta feira à noite…
todos ocupados até segunda-feira.
Droga!
Já percebí!
Vou ver o que
posso fazer.
Ei, camarada,
é Manning.
Escuta, temos um problema
com o caminhão do lixo.
Algo está preso e estou
sentindo cheiro de diesel.
Certo, sabe se o Bloco D está no mesmo
sistema de ventilação que a manutenção?
Sim senhor, mesmo lugar que destacou
os dois ativos na noite passada.
Droga!
Vou para lá agora mesmo.
De qualquer forma,
vou cuidar disto.
Não acredito que algum de nós
vá sair daqui esta noite.
Espetacular.
Estava prestes a chamá-lo
pelo rádio, senhor.
Está cheirando diesel aqui.
Sim, eu sei.
Vamos transferir as presas.
– Onde vamos colocá-las?
– Infelizmente, Bloco G.
Sério?
Aqueles caras malucos vão enlouquecer,
quando saberem sobre elas.
Infelizmente, não tenho
muita escolha.
Você sabe, é por apenas
algumas horas.
Todos serão transferidos
esta noite.
Portanto vamos fazer.
Muito bem meninas,
vamos dar uma caminhada.
Deixe-me ver as suas
mãos meninas.
Por favor, ouça-me.
Eu sou uma cidadã
estrangeira.
O meu governo
não faz idéia onde estou.
Certo, e você é uma
prisioneira política.
Eu sei.
Já ouvi isso antes.
Cada cara que respira aqui,
é um prisioneiro
político.
Eu não sou idiota, certo?
Eu sei que lugar é este,
e sei de onde vêm caras
como você.
Se não me ajudar,
estarei morta.
Fui à sala da caldeira
buscar algumas ferramentas.
Eu fui atrás e cortei o aquecimento
do Bloco G enquanto estava lá.
Temos porteiros bem feios
nesta espelunca.
– Quem deixou a prostituta
entrar? – Vai se ferrar.
Eu deixei.
Resolva a sua confusão.
Eu tenho um caminhão de lixo
com meu nome à minha espera.
Telefone-me.
Desta vez foi a CIA.
Por favor ouça-me.
Olha, sou um correio.
Meu contato foi assassinado
percebe?
Em particular.
Desta vez foi CIA.
Olha, não estou te enganando.
Estou tentando te dizer que
se você não me ouvir,
se não me ajudar, estou morta.
Só tem que parar de falar
na frente das pessoas.
Por favor diga-me o que sabe
e que droga está fazendo aí.
Quanto tempo vai demorar
aí cara?
Vai demorar um bocado.
As presas estão trancadas
e seguras no bloco G.
Vou encontrar-me com a equipe,
tenho algo para fazer pelo Bradley.
Diga-me por rádio se a unidade
de transferência chegar.
Digo sim.
Bem, estou ferrado.
Meu, nós nunca vamos sair
daqui desta maneira.
Eu vou dar uma olhada.
Alvo em posição.
Começa a extração.
Vá lá, chefe, pede uma bebida.
Estas senhoras estiveram à sua
espera e do Manning o dia todo!
Muito obrigado.
Onde está o Bradley?
Tenho que voltar para a base.
Ei, desculpem o atraso.
Então onde está Manning?
Pensei que ele vinha com você!
Ele está bravo com o triturador
de lixo ou algo assim.
E ele está feliz com
isso também.
Portanto ouví dizer que pode
ter algo para mim.
Eu tenho um bilhete
que parece ter sido recuperado
de um dos presos,
mas tenho uma sensação esquisita que
parece uma mistura de números e árabe.
E árabe é a tua onda,
por isso dê uma olhada nisto e
eu já desço num minuto.
Sim, é exatamente isso.
Como sabe, cifras são
baseadas em números,
mas o árabe é incomum.
Felizmente, é uma das
minhas especialidades.
Ei, o transporte
finalmente chegou.
Parece que de manhã estaremos
fora daqui.
Unidade de Controle para Manning,
unidade de transferência chegou.
Unidade de Controle para Manning,
unidade de transferência chegou.
Manning ainda está
trabalhando no triturador.
Eu aviso-o
quando ele terminar.
Vamos deixar o Terrence
cuidar disto.
Terrence aqui é o Controle,
precisamos de você na entrada.
A unidade de
transferência está aqui.
Estou indo.
Espere aqui.
É complicado,
mas o meu palpite é
que um guarda corrupto
tem passado as informações.
Isso é basicamente
um itinerário.
Dá o momento exato da
partida e a rota dos federais
Certo, então o que estamos
falando é
de uma preparação de
transferência de alto risco
e está para vir em breve.
Temos pouco tempo,
onde está o seu equipamento?
Ainda está no aeroporto.
Achei que não precisávamos dele.
Bem, tem que estar sempre
preparado, certo?
Ouve, vou informar o Manning
e saltar à sua frente.
Vocês vão alinhar-se.
Encontrem-me lá.
Entra pelos túneis da
máquina motora…
e ninguém os veja.
Mantém os olhos abertos,
e presta atenção à sua volta.
Muito bem, senhores…
temos sérios problemas
que vai chegar, e bem rápido.
Precisamos nos juntar agora.
– Vamos lá.
– Tudo bem.
Muito bem, vamos ver
o que sabe.
Não acho que aguente com
o que eu tenho.
Vamos lá, manda isso.
Droga!
Está vendo, isso foi pura sorte.
Um profissional não arremessa assim.
Capitão Christopher Blake, delegado federal,
unidade de transferência de prisioneiro.
Tem duas mulheres
detidas para mim.
Pessoal, atenção…
lembre-se de
catalogar todas as caixas…
de acordo com a lista oficial
discriminada do governo.
Como está a sua noite
de sexta-feira?
Isto parece que está
tudo em ordem,
mas há papéis de transferência
somente para dois prisioneiros.
É o que diz, Samantha Mendez
e Charlotte Walker.
Problema?
Ouví dizer que era suposto
transferir todos os seis.
Isso é novidade para mim.
Bem, não posso autorizar
isto de qualquer maneira.
Vai ter que falar com o diretor.
Leva o delegado Blake
para falar com o diretor.
Vou chamar a Esmeralda, para ver se ela
pode ficar um pouco mais na cozinha…
e alimentar estes rapazes.
Vocês os dois fiquem aqui.
Você vem comigo.
Limpo.
Eu já olhei para esta coisa
de cima para baixo.
Nada de errado com o
triturador.
Tem que ser a merda
do caminhão.
Vai lá ver se ele funciona.
O quê?
Eu disse o quê?
São todos surdos aqui?
Diretor, é o capitão
Christopher Blake…
Delegado federal, Unidade
de Transferência de presos.
Tem duas presas detidas
para entregar-me.
Bem, eu simpatizo com a sua
situação delegado,
mas parece que ninguém tem
qualquer preocupação por mim.
Eu tenho um horário a cumprir.
Você tem a documentação.
Eu não estou pedindo por
quaisquer favores.
As presas vão de uma instalação
militar para uma federal.
Os seus documentos requerem
a assinatura correta.
Acontece que não é a minha.
Podemos corrigir os documentos
diretor.
Estou trabalhando em cooperação
com a CIA.
Eles têm um interesse especial
nestes dois prisioneiros.
– Quer isto..
– Quer um bocado?
– Não acredito que é capaz…
– Vá lá.
– Quer um café, perdedor?
– Sim…
– Sim, está bem
– Ei, dois açúcar desta vez.
Claro.
No acesso manual,
volto num minuto.
D-436 alguém na escuta?
Aqui é o comando.
D-436, há alguém?
Aqui é o comando.
Aqui é o segurança
Terrence Davis, senhor.
Qual é a situação?
A unidade de transferência acabou de
chegar, eles estão falando com o diretor..
Eles só tinham os documentos
de transferência para dois prisioneiros.
Onde está o Manning?
Ainda resolvendo
a questão do lixo, senhor.
Tudo bem, ouve.. ninguém faz nada
até eu chegar aí.
Não deixe os delegados irem,
nem liberte os prisioneiros.
Ninguém faz nada
até eu chegar aí.
Entendido, senhor.
Parece um vibrador, a minha
esposa costumava ter um.
Mantenha-o trabalhando.
Alguma coisa vai partir.
Não diga uma coisa dessa.
Eu quero triturar
tudo o que está lá dentro.
Eu não vou ficar neste
filho da puta a noite toda.
A CIA pode enfiar o
agradecimento no rabo.
Cruz assinou a entrada
em sua autoridade.
Precisa da assinatura dele
para tirá-las.
Eu não estou aqui
para facilitar a sua vida.
Rapaz, tem razão.
Então, onde estão?
Pare os cafés.
Sente-se na cadeira e abre
as portas que eu disser para abrir
quando eu disser para abrir,
e ninguém se magoa.
Vai se ferrar.
O quê?
Começa a fase dois.
Este é o nosso sinal.
– De pé.
Entendido.
Está funcionando novamente.
Prontos para explodir,
todos para trás.
Explosão, um minuto.
Que barulho é este?
Preparar para explosão.
Preparados?
Fogo no buraco.
Merda.
Senha, a senha, senha.
Qual é a senha?
É dentro do triturador.
– Zona de explosão
– Limpo!
Baixe-se.
Aqui é Terrence, senhor.
Eu não sei do Manning,
mas acabei de ouvir uma explosão.
É seguro?
Se os seguranças privados
estiverem mortos,
então sim,
estamos seguros.
Dinheiro fácil, por que não
vamos buscar as moças?
Onde estão elas?
Não sei do que está falando.
De quem é que você pensa
que eu estou falando?
As duas que foram trazidas pra
cá na noite passada.
Onde estão elas, porra!
Cruz reabriu o Bloco D.
Bloco D.
Procura no Bloco D.
Quero sair daqui
em 15 minutos.
Entendido.
É por aíi.
Controle, consegue nos ver?
Vejo.. Aguardem.
Qual é o problema?
Não sei meu. Ele provavelmente
colocou em manual quando entrou..
Preciso da merda da senha.
Eu preciso da sua senha
para abrir as portas.
Eu não tenho a senha.
Então vou encontrar
alguém que tenha.
Por favor não.
Sala de controle, na sala de controle.
Há um scanner de impressões
digitais…
que me dá acesso a todos
os sistemas em caso de emergência.
O que vai fazer?
Mexa-se, droga.
Qual dedo?
– Qual dedo?
– Não!
Este dedo?
O Meu dedo, você
cortou o meu dedo. Foda-se!
– Precisa que corte mais algum?
– Por favor, por favor.
Eu posso levá-lo lá.
Há 50 chaves aqui.
Eu sei qual usar.
Deixa-me mostrar, vai ser
mais rápido.
Por favor, não me mate.
Por favor.
Como queira.
Controle, estou saindo.
Tenho acesso ao quadro.
– Vamos
– Tudo bem.
Este é segurança privado.
O cara da segurança, Manning…
parece ser ex-Forças especiais.
Um idiota grande careca.
Sem ofensa.
Encontre-o.
Confirma se eles estão mortos.
Aqui está um deles.
É ele!
Protege a área.
Max, comigo.
Outra idiotice destas e
eu vou explodir a sua cabeça.
Entrada principal
está segura.
Quem é você?
Agente Especial Watkins.
Tenho um compromisso com o diretor
sobre algumas atividades
de narcóticos aqui.
Estamos fazendo uma transferência
de alto risco aqui.
Vamos ter que pedir
para você sair.
Tudo bem.
Equipe dois.
Responde, equipe dois.
Muito bem, atenção Bradley.
Temos atividade hostil por aqui.
Entendido, estamos chegando.
Equipe dois, responde.
Temos outro problema.
Quantas partes do seu trabalho
conseguiu ferrar hoje?
Não sou eu.
Equipe dois foi comprometida.
Qual é o dano?
Eliminados.
Temos um cara que veio pela entrada dos
prisioneiros, ele apareceu do nada.
Ei, ei.
Ele mudou para tática completa.
Este cara significa problemas.
Merda, vamos.
Controle, temos um especialista
em segurança à solta, Manning
especializado em operações
especiais.
Ele passou pela caldeira Sul,
pode encontrá-lo?
Não o vejo.
Ele deve estar fora de alcance.
Eu preciso de acesso agora,
ou vou começar a explodir portas.
E encontra o Manning.
Ele é uma má notícia.
Baixe-se, Collins.
É uma ordem..
O seu alvo prioritário
está no Bloco D.
Field, tem contato visual?
Nada além de celas vazias.
E o resto da prisão?
Nada.
Temos dois MP-s internos
no setor de ultra máxima,
nenhuma ameaça.
Não encontro o alvo.
Encontre-o.
– É por aqui
– Vamos.
O individuo do corredor das celas
está em movimento.
Acompanhe-o.
Deixa-me saber se ele tropeçar
na nossa zona da morte.
Vamos isolar e eliminá-lo
depois de garantir o alvo.
Percebeu?
Entendido.
O Cross na última transmissão de rádio
disse que tínhamos atividade hostil.
Nesta fase, temos que assumir
que é um resgate.
Temos o mínimo de equipamento e
munição, portanto vamos com calma
pelos antigos túneis
de acesso da água.
Vamos fazer valer cada tiro.
Estamos entendidos?
– Sim.
– Vamos.
Vamos.
Informações sobre o alvo.
Que diabos aconteceu com você?
Foi necessário convencê-los.
Alvo confirmado.
A localização dos dados
é desconhecido até o momento.
Droga!
Abra as portas do Bloco L.
Temos convidados.
Droga!
Prontos?
Três, dois, um..
Quem são esses caras?
Que droga são eles?
Croos e Manning estavam
à espera de uma equipe,
a equipe HSO, acho que é
como são conhecidos.
Por que eles estavam à espera de
uma equipe de operações rápida?
Cross é chefe da segurança
ele é um contratante privado,
que treina equipes como esta
um desses caras foi
ex-Forças Especiais.
Ele veio para fechar a prisão
e trouxe o Manning.
Collins, temos intrusos
perto da garagem
uma equipe de três homens HSO.
Aguarde.
Vou desligar a energia
dos Blocos.
Põe o seu pessoal lá agora.
Entendido.
Equipe 1, varrer o setor 7,
matem todos.
Equipes 2 e 3,
criar perímetro de defesas.
Minha equipe, vem comigo.
Vamos.
Ei cara!
Meu, está ficando até engraçado
cada vez que faço isto.
Sim, vai ver se venho salvar o
seu couro da próxima vez.
Salvar o meu couro?
Foda-se.
Bem, eu estou feliz em ver
que ainda respira.
– Então, o que temos?
– Fiz contato com estes idiotas.
Eles estão atrás de uma
das prisioneiras.
Parece que ela tem alguma
informação interessante para alguém.
– Onde está Cross? – Como se
soubesse. Ele não está com você?
Não, ele disse que iria
nos encontrar aqui.
Eles vão atrás dele.
Precisamos avaliar a
resistência do inimigo,
envolver, matar,
acesso livre para ele.
Ele vai encontrar-nos.
Tem equipamento?
Não muito.
Entregue-o.
Um pouco mais eficaz
do que uma chave de fenda.
Uma chave de fenda serviu
em você, não serviu?
Você precisa acordar.
Nenhum sinal dele.
Corredor limpo.
Vai, vai.
Eles vão passar e
revistar o perímetro.
Eles sabem que estamos aqui.
Precisamos fugir das câmaras
de vídeo para ganhar algum terreno.
Mexam-se.
Aguardem.
Acho que ví alguma coisa.
Contato, às 12:00:
Eu os ouví. Eles devem estar
depois desta porta.
Mexam-se!
Limpo.
Limpo. Morto.
Muito bem, fiquem próximos.
Pega no rádio.
Podemos rastear os movimentos deles.
Percebí.
Veja Cross outra vez.
Você disse que estes caras eram
ex-Forças Especiais?
No passado Cross foi um
gênio operacional.
Manning é um especialista em armas,
uma máquina no chão.
Eu garanto que quando
encontrar-mos,
vamos estar enfrentando um
ataque coordenado.
Collins, tem que despachar
para pôr fim nisto.
Manda mais homens ao
setor 7 agora.
Não há MP-s.
Onde estão os presos?
Devem estar atraz da porta.
Não estão aqui.
Por favor não, não.
Diga-me onde elas estão,
ou vou deixar de ser simpático.
Deus, eu não..
ouvi Cross e o Manning
no rádio.. qualquer coisa
de segurança
por causa do caminhão do lixo,
eles devem ter escondido-as.
Onde?
Há apenas outro
Bloco aberto.
Bloco G, vai.
Terrence, ainda está aí?
Sim, senhor.
Quer que eu vá com você?
Não, sente-se e mantém a cabeça baixa,
ou o mais provável é ser arrancada.
Entendido.
– Esmeralda, vamos.
– O que está acontecendo?
– Temos que nos esconder, vamos.
– Não. Não.
Temos que ficar escondidos.
Tem que ficar quieta.
Ok, por aqui então. Por aqui.
Não, não… por aqui, vamos.
– Largue-me
– Esmeralda, ouve…
Vou protegê-la.
Prometo.
– Certo?
– Certo.
Vamos.
Pronto fica aí.
Onde é que vai?
O que está acontecendo?
Desculpe.
Eu só não quero
acidentes amigáveis.
Cross, sou eu.
O que está acontecendo?
É resgate de um alvo.
Eles estão matando
todos os que vêm,
por isso temos que matá-los
primeiro, ouviu?
Então devíamos sair daqui.
Negativo.
Se alguém vier,
deito-me para dar cobertura
e ganhar mais tempo.
Força.
Tudo bem, dá cobertura aos
teus companheiros.
Eles vão tentar rastrear-me
nas câmaras de vigilância,
então se for possível coloque-as
para baixo, para dar-me mais tempo.
Ei, o que está
acontecendo aí fora?
Droga, o que está
acontecendo?
Mas que droga!
Meu Deus, finalmente.
Demorou o suficiente.
Dei uma olhada no seu arquivo.
Estive neste jogo o tempo suficiente
para saber que alguém
o falsificou.
Ainda acha que sou louca?
O que significa provavelmente,
que alguém quer você morta.
Se me ouvir… e fizer
o que eu disser,
eu vou matá-los antes
que eles a matem, ouviu?
Agora, não sei exatamente
onde encaixa nesta situação.
Suponho que está com eles
ou está comigo.
Seja como fôr, faça o
que eu disser.
Seja inteligente…
vai se sair bem.
Se você não me ouvir
e eu descobrir por uma razão
ou outra que você está com eles,
ou se der um passo em falso,
eu a mato assim como
vou matá-los.
Tudo bem?
Tudo bem, vem para
a minha esquerda.
Você fica à minha direita, um
pouco atrás de mim.
Vamos.
Vocês três, comigo.
Vocês dois, atirem no MP
e varrem o Bloco à procura
do alvo.
Bloco G limpo.
Abre todas as portas no Bloco G.
Tranca todos os outros.
Quero que os meus homens
fiquem à vontade lá.
Você não pode fazer isso.
Esse setor tem prisioneiros de risco
máximo, não deixe esses animais sairem.
– Faça.
– É para já…
Então, qual é a tua história?
Sou um correio para uma
agência de inteligência estrangeira.
Às vezes trabalho com aliados
e por vezes com inimigos,
mas tudo isto fora dos
radares oficiais.
Meu contato na minha última missão
era um agente da CIA.
Então, como chegou aqui?
Bem, o meu contato
foi assassinado
e então todas as
portas fecharam-se.
Eu fugí e depois fui apanhada.
E depois acabei aqui.
Agora recebí uma mensagem
dos meus superiores
para esperar porque
havia um problema interno..
e nada.
Vamos falar sobre isso.
vamos continuar andando.
Espera. Não se mexa.
Não respire.
O que acontece?
Minas. Se houver interrupção
num dos laisers, explodem.
Não podemos ir por esse caminho.
Sigam-me.
Corredor seis limpo
Rumo ao ponto de encontro…
Então você sabe quem matou
o seu contato?
Parecia um batalhão da
morte da CIA.
Eu já os vi fazer isto
uma dúzia de vezes. Era clássico.
Então eles estavam tentando te isolar
e recuperar as informações.
O que está carregando?
Diga-me você.
Você sabe o que fazer.
Eles não me disseram nada.
Eles fazem um upload das
informações num implante.
É geralmente inteligência militar.
Onde está o implante?
É bem aqui.
Sim, já vi isso antes.
Pode fazer o upload e download
por uma transmissão de curto alcance,
mas o chip também observa
os seus batimentos cardíacos.
O problema é,
se você morre,
ele limpa as informações.
Pelo menos a polícia
vai chegar e ajudar-nos?
Querida, esta é uma
instalação militar secreta.
A polícia não sabe sobre
este lugar,
nunca soube, e nunca saberá.
Mas não precisa se preocupar,
porque se alguém tentar te matar,
eles terão que passar por mim
e meus camaradas.
Que barulho é este?
Tubos, eles correm todo o
caminho através da prisão.
Os presos usam eles para
se comunicar.
Eu tenho um MP
escondido na cozinha.
Ele está tentando dizer
que está bem.
Ei, chefe!
Charlotte, vem aqui.
Agora abaixe-se.
Ei, chefe.
Sabemos que tem algumas mulheres
aí atrás, basta dar-nos uma.
Vamos acabar nelas,
as nossas frustrações.
Ou você pode fodê-las e apenas
dar-nos as suas chaves.
Eu tenho uma idéia melhor.
Por que não vai foder a tua mãe
ou um dos teus caniches?
Eles encontraram as armas.
– Dói?
– Sim..
Maricas de merda.
Tenho o alvo e confirmação
do chip implante e localização.
Cross está
atrás de mim.
Vai até o ponto
de extração.
Como quer que faça isso?
Estou perdida.
Vê onde ela está? Qual é a maneira
mais rápida para a sala do lixo?
É difícil de dizer.
Se quer continuar a respirar,
é melhor descobrir.
De onde ela está,
ela teria que ir
pela cozinha
e depois saia nos Blocos B e C.
Collins, temos o alvo.
Ela está sendo perseguida pelo Cross
na direção da cozinha no seu setor.
Elimina o Cross,
encontra a Charlotte,
e leve-a para o ponto
de extração.
Encontra com o Collins na cozinha.
Nós abrimos as portas.
Vamos para a cozinha.
Feliz por ver uma cara familiar?
Manning, contato
às 12:00.
Recuar.
Recuar.
Parem de atirar.
Ainda está se divertindo?
Porra, estou para ter uma explosão.
Estamos limpando estes caras à
medida que os encontramos.
Eles estão indo para a cozinha.
Quer bater nessa cara juntos?
Adoraria, mas infelizmente
eles são demasiado móveis.
Ela já foi embora antes
de chegarmos lá.
Eu preciso alcançar a sala
de controle.
Agora posso localizá-la por lá.
Temos tempo, porque
eles ainda não podem matá-la.
Limpo.
Outro pequeno problema…
temos um dos MP-s
escondido na cozinha…
e os maus estão indo para lá.
Merda. O coitado não
vai ter hipótese.
– Deixe-me ver o que posso fazer
– Sim, senhor.
Malta, quero que vocês varram
até às traseiras,
certifiquem-se que Manning
está protegido.
Chamarei por rádio quando
alcançar o alvo.
Tudo bem, vamos ver isto.
Acha que alguém ouviu
os seus sinais?
Não, espera.
Cozinha, tenho movimento
perto do frigorifico.
– Cale-se.
Traga-os até aqui agora!
É o Terrence…
Um segurança.
Diz ao Cross e ao Manning que
está tudo limpo aqui.
Diga a eles que você tem a moça.
Aqui é o Terrence.
Estamos na cozinha.
É uma armadilha.
Mayday, Mayday!
Tirem-na da cozinha.
Mandem-na para o ponto de extração.
Entendido.
Contato,
vejo movimento.
Parece que o Manning vai
passar pelo seu setor.
Onde?
Eu o perdí.
Ele tem que estar aí em algum lugar.
Extração em 10 minutos.
Dispersem-se.
Meta-se comigo, e eu te arranco os
olhos com os meus dedos.
Faz barulho, você morre.
Ei, está bem?
Você gosta desta merda?
Que merda é esta, querida?
Puta que pariu.
O meu gênero de mulher.
Acha que vai se divertir,
bolinho de bebês?
Eu não.
Eu vou cuidar bem de você.
Não. Não!
Cale-se, puta!
Por favor pára.
Por favor pára.
Você vai…
Você vai gostar.
Se vai..
Onde está o alvo?
Já estivemos aqui demasiado
tempo, temos que ir.
Estou cuidando disso.
Não. Não.
Vem cá.
Não. Não!
Ei cabeça de merda, aqui.
Carne fresca.
Sim, puta?
Puta!
De volta ao nosso assunto.
Vou te dar algo para pensar.
Vê, está com sorte, eu ia te
matar e tirar o chip.
Mas agora sei que não
posso fazer isso.
É uma coisa boa não ter fudido
o Cross antes de descobrir.
Então não vai morrer ainda,
não antes de tirar as informações
que estão dentro de você.
Quando eu fizer,
adivinha onde vou enfiar isto?
Tenho a moça.
Qual é a situação?
Vamos sair,
abre tudo… todas as portas.
Sai daí e encontre-me no ponto
de extração com o alvo.
Sala do lixo… mostre-me.
Agora.
Vá lá, vá lá.
Devia ter desconfiado que era uma infiltrada
quando foi recolhida da penitenciária.
Nenhuma presidiária luta assim.
É uma maldita CIA.
Então, e se fôr?
Então deveria estar do meu lado.
Quem disse?
Meu contato foi da CIA.
Por que está fazendo isto?
Nós duas queremos as
mesmas coisas.
Ambas estamos
ajudando nossos países.
Não, você só quer se sentir bem com você
mesma e eu quero receber o pagamento.
É tão idiota, você nem sabia
o que estava
a entregar ao teu contato antes
de o apanhar-mos.
Se soubesse, estaria deitada numa
praia qualquer a esta hora
com uma cara diferente,
e rindo de todos nós.
Lamento muito por você.
Vamos.
Cross, eles têm o alvo.
Encontre com a equipe.
Vamos encontrar-nos no ponto
de extração na sala do lixo.
Charlotte, onde está?
Vamos lá. Eu quero essa encomenda.
Quase lá. Eles não me deram um
mapa quando dei entrada.
Isto não devia ser o meu trabalho.
Ouve, alcançou o Bloco F
e o Bloco C.
Vamos.
Mexa-se.
Que merda aconteceu com você?
Levei uma surra da minha
nova namorada.
Eles conseguiram o alvo.
Croos está seguindo-a.
O ponto de extração é a
sala de lixo.
Croos quer bloquear
todas as portas,
para conter a equipe de resgate.
Tem cinco minutos para encontrá-lo.
Usa o que puder para sair.
Eu vou dar a volta, para garantir que
eles não nos surpreendem por trás.
– Tudo bem, percebí.
– Vai.
Rapazes.
Está na hora de fechar.
É o meu jogo agora.
Estamos presas.
Onde?
Bloco F corredor coberto.
Tenho as chaves, mas
vou me atrasar.
Estamos bem atrás de você.
Mexa-se.
Diretor,
tira as suas malditas chaves.
Abre a merda do portão.
Por que continua
guardando as chaves?
Está com palhaçada
comigo?
Por favor.
Não é longe.
Mexa-se.
Que merda estão fazendo?
Vai para ponto de extração agora.
Protege a área.
Vai, vai.
Espera.
Vamos.
Vamos, vamos,
Diretor.
Merda.
Muito bem, a sala de manutenção
deve estar a uns 100 metros daqui.
Vamos começar explodindo
as portas.
Se eu vou morrer cara, vou
te levar comigo.
Proteje a porta.
Vá lá, seu merda.
Muito bem diretor, foi fantástico.
O implante é logo abaixo
do seio esquerdo.
Precisa de um
scanner especial para tirá-lo.
Apenas cala a merda desta boca
por cinco minutos.
Fiz isto umas 50 vezes.
Eu sei o que estou fazendo.
Dê-me cobertura.
Vou curtir muito em fazer isto.
Vai malhar ou vai lutar?
Vamos descobrir.
Sem dor, não à vitória.
É isto mesmo.
Seu traidor.
Mata a sujeita, vamos embora.
Cross!
– Protege.
– Dê-me isso.
Não é o gênio da tática?
Ganho você de dois a um,
entre armas e homens.
Acho que afinal não
é assim tão inteligente.
Não é a quantidade.
É a habilidade.
A habilidade que o individuo tem…
isso é que é.
Guarda isso para a tua namorada.
Quer ouvir algo engraçado?
Tudo bem.
Vê a minha cara sorridente?
É a última coisa que vai ver antes
de ir para o túmulo.
Onde vai?
O que vai fazer?
Larguem as merdas das armas!
Larguem-as agora! Larguem!
Deixem as armas agora!
Cabra, larga!
Larga!
Larga a arma!
Proteja-me.
Estou fora.
Proteja-o!
Está morta, cara.
Mantenham-os ocupados.
Vou pelos lados.
Eu te protejo.
Vai, vai, vai.
Ei, cabra!
Eu apanhei quatro deles.
E você?
Eu tenho alguns.
Olha para estes merdas?
Sim, conseguimos.
Chiça, qual de vocês filho da puta
matou a minha futura ex-mulher?
Cross.
Ficou sem munição?
Eu também!
Por que não falamos?
Temos muito em comum,
você e eu…
Forças Especiais,
Operações Secretas, CIA.
Não, eu não sou das
Forças Especiais.
Eu nunca fui das Forças Especiais.
Eu fui Fuzileiro.
Que seja.
Por que estamos tentando
nos matar?
Isto não é sobre patriotismo
com uma bandeira.
Isto é sobre dinheiro.
Sabe quem foi o contato
da Samantha?
Era um cara de dinheiro.
Ele entregou fundos secretos
do governo em troca de favores
em locais problemáticos
em todo o Mundo.
Ele era o homem saco
para a CIA
e pagamentos.
E aquele chip que foi
implantado nela…
Contém informações
secretas financeiras.
Com isso, podemos chegar a
pelo menos 200 milhões de dólares
de dinheiro lavado.
Dinheiro limpo.
Sabe o que poderia
fazer com isso?
Poderia abrir uma
clínica gratuita em Mogadishu
ou um orfanato no México
ou um bordel em Berlim
qualquer merda que quiser.
Certo?
Você e eu sabemos
isto já não é sobre os
bons e os maus.
Dividimos este dinheiro
ao meio.
Você desaparece, um cara rico.
Eu desapareço, um cara rico.
Talvez até daria os 100 milhões
de dólares.
Aí está o seu ato de boa fé.
Sabe, estou pensando em
mim mesmo…
que em algum lugar…
lá no fundo da minha mente,
eu tenho a sensação que
não está sendo completamente
honesto.
O quê, você não confia em mim?
Não exatamente.
Olha para você, meu.
Está morto.
O dinheiro não pode comprar a vida.
O dinheiro não pode comprar honra.
Não tem nada.
Não sei o que está errado
com você, meu.
Agora está morto.
Você fala em ser um guerreiro.
Como é que um guerreiro
quebra a sua palavra de honra?
Conhece a história sobre
o escorpião e o sapo?
– Sim.
– Bem, sou eu.
Eu sou a merda do vilão.
Bem, eu sou o bom da fita!
Está bem?
Certifique-se de que está bem colocado,
temos uma viagem longa.
Bem, eu preciso de um minuto
com você, irmão.
Sim, eu tenho um minuto.
O que acontece?
Sabe, tudo isto foi por
causa de dinheiro
200 milhões.
Tenho todos os números das
contas bancárias aqui mesmo.
É tudo dinheiro de Operações Secretas,
tudo fora dos livros.
Não tenho ninguém
para devolver.
Vou te dar a metade.
O que vai querer fazer
com isto, meu?
Provavelmente usar metade
para pagar algumas contas.
Certo, eu também
quero o mesmo.
Talvez usar a outra metade
para criar uma empresa de segurança,
comprar alguns brinquedos.
Que diabos vai fazer?
Acho que vou dar a metade
para St. Jude, em Memphis.
A outra metade vou usar
para divertir-me,
ajudar alguns amigos e família.
Ouça bem, em cerca de 43 horas,
depois de terminar as
suas coisas,
eu tinha esperança que poderia
encontrar-me em Port D’ Azul.
Sabe onde fica, não sabe?
Sim, eu sei onde fica.
É onde costumávamos fazer
as reuniões das missões.
O que diabos está preparando
agora?
Eu tenho uma outra
missão para nós.
E acho que vai gostar.
Lembre-se meu,
não acaba até estarmos

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

This Means War 2012 Vietnamese

movie image

Download subtitles of This Means War 2012 Vietnamese

- Tất cả đã sẵn sàng.
– Sat-cam đã bật.
Đã xác định mục tiêu.
ETA sẽ tới trong 5 phút.
Nhiệm vụ bắt đầu.
Nhắc lại, các anh có thể đi.
Ngăn chặn và tóm lấy anh em nhà Heinrich.
Lấy thiết bị.
Và nhớ rằng, đây là nhiệm vụ bí mật.
Tôi sẽ ra tay.
– Chào, tên tôi là Xenia.
– Vinh hạnh được biết quý cô. Tôi là Tuck.
Điều gì đưa anh tới Hồng Kông vậy?
– Công việc hay là tiêu khiển?
– Tiêu khiển.
– Công việc.
– Mỗi thứ một ít.
Việc gì vậy?
Tôi là thuyền trưởng của một tàu du lịch đang trong một hải trình rất lớn.
Còn anh bạn nhỏ này làm ở một đại lý du lịch “tầm cỡ”.
Ngài đã được phép lên tàu chưa, thuyền trưởng?
Cho phép chúng tôi, thưa các quý cô,
bây giờ chúng tôi có việc phải làm.
– Không, chúng ta không làm.
– Có, chúng ta sẽ làm.
Đúng, chúng ta sẽ làm.
Bộ cánh dễ thương ghê.
Oh, bộ tuyệt nhất của Savile Row đó.
Tôi thấy anh mang theo cả em trai để bảo vệ mình.
Anh vừa nói gì vậy?
Đi thôi, Jonas.
Súng nổ. Có người chết.
Được. Chúng tôi tới ngay.
Đạn. Tôi cần thêm đạn.
Bắn hắn đi.
Tuck!
Jonas!
– Heinrich sẽ không vui đâu.
– Tôi quan tâm về ông trùm nhiều hơn.
Chắc chắn rồi. Này, anh nghĩ mấy cô gái vẫn còn ở đó chứ?
Xem nào. Coretex chỉ bị hư hại nhẹ.
Có một vài chỗ nung xung quanh mép.
Tuy nhiên, Tempolite bị thiệt hại và rỉ sét vào khoảng 300 độ.
Có nghĩa là Coretex được chọn.
Thấy chưa, Em? Sản phẩm tốt nhất luôn được chọn.
– Oh, Lauren.
– Vâng.
Tôi tự hỏi liệu tôi có thể dời lịch sớm hơn một chút…
cho ngày nghỉ cuối tuần không.
Jerry sẽ đưa tôi đến thăm trang trại Alpaca.
Đúng thế. Đương nhiên rồi.
Đó là ngày nghỉ. Và là cuối tuần.
Yeah, cô nên làm thế.
– Ok.
– Chúc cô vui vẻ.
– Cô cũng thế.
– Tôi cũng sẽ vui vẻ.
Tuck. FDR.
Sáu cái thi thể trong nhà xác.
Một cái ở giữa phố.
Vâng, nhưng công bằng mà nói, chúng tôi được hướng dẫn…
– Im đi.
– để… tôi phải im lặng, ngay bây giờ.
Các thông số liên quan đến vụ Heinrich…
…đã được chỉ ra rất rõ ràng là bí mật.
Cám ơn hai thiên tài các anh…
…Heinrich sẽ tìm cách trả thù cho các chết của anh hắn.
Các anh bị cấm túc.
– Gì cơ?
– Cấm túc?
Mặc dù chỉ là có thể.
Tôi cũng sẽ làm được.
Tôi sẽ khuấy động.
– Ê, Lauren. Lauren. Ê, ê.
– Oh, oh!
Hey, Steve, hey.
– Hey.
– Là… Steve.
Yeah. Oh, tôi… thật sự xin lỗi.
Uh, Lauren, đây là Kelly.
– Hi.
– Hi.
– Rất vui khi gặp anh.
– Tôi cũng thế, yeah.
– Wow, ha, ha, viên đá lớn quá nhỉ.
– Yeah.
Vị hôn thê của tôi, yes. Yeah.
– Anh đã đính hôn?
– Yeah.
Chuẩn bị kết hôn.
Mọi thứ tiến triển đúng như mong đợi, phải không?
Yeah. Yeah.
Phải.
Trông rất tuyệt.
Ok, well, anh có biết không?
Tôi phải đi thôi vì tôi sẽ tới gặp chàng trai của tôi, Ken.
– Huh.
– Uh, anh ấy là bác sĩ phẫu thuật.
– Wow.
– Tuyệt, ờ…
Um, chúc mừng chiếc nhẫn của anh và…
– Oh, cám ơn.
– và cuộc sống…
– và những chiếc xe đạp, và tất cả mọi thứ.
– Yeah.
Ok. Well, bình an.
– Hẹn gặp lại.
– Ok. Bye.
Mình vừa nói “bình an”.
Mình muốn chết ngay bây giờ.
Một suất sushi.
Hey, Ken.
– Như thường lệ?
– Yeah.
– Một ngày dài, huh?
– Cậu không biết nửa còn lại đâu.
Nó thật khôi hài.
Cuồng loạn.
Xin lỗi. Đây hẳn là chỗ bạn trai của em. Uh, Ken, phải không?
– Oh, yeah.
– Không.
Một suất sushi. Đúng thế. Luôn là một suất.
Ugh! Đó là khoảnh khắc nhục nhã nhất từng xảy ra.
Well, vì em phải đưa ra, kiểu như, hơn một lời bào chữa.
Em nên nói, “Tôi cũng có một vị hôn phu.
Nhưng anh ấy phải nắn bớt quả dưa chuột…”.
vì cái đó của anh ta quá lớn, mỗi khi nằm xuống
thì cứ như là một con quỷ trồi lên vậy”.
Chẳng nghĩ nổi điều gì khi em gặp anh ta.
Em chỉ không tin nổi. Em đã vứt bỏ tất cả vì anh ta.
Chỉ là, em cảm thấy thật ngu ngốc.
Em bỏ rơi bạn bè, gia đình…
Đừng nói vậy, chị rất vui khi em chuyển đến đây.
Chúng ta sẽ cùng sống vui vẻ bên nhau.
Anh ấy từng là của em.
Hắn từng là của em. Em có biết hắn rốt cuộc là loại người nào không?
Người mà bỏ chạy khỏi một cô gái sau khi ăn một miếng cá tuyết.
Em thích sushi. Cô ta có vẻ tử tế.
Cũng rất xinh nữa.
Well, chị chẳng thèm nghĩ tới cô ta.
Chị chỉ lo cho em và chuyện tình cảm của em.
Em sẽ ra ngoài, hẹn hò, gặp zai.
Oh, làm ơn, không đâu… Em hẹn hò, nhưng chẳng nghiêm túc gì cả.
Đừng dùng loại này, nó sẽ để lại vết.
Loại kia hiệu quả hơn.
Wow, chị ước em cũng làm như thế với đàn ông.
Em có thể chọn chất tẩy trắng, nhưng không thể chọn một gã mình thích…
Đó là nghề của em, thật đơn giản.
Bảng biểu, các con số.
Đó là lý do em nên bắt đầu hẹn hò qua mạng
Ở đó có rất nhiều thứ như vậy.
– Đừng lại như thế chứ.
– Em có vấn đề gì với việc online à?
Vấn đề ư?
Chị xem “Dateline” chưa?
Có bao nhiêu chuyện ghê rợn đã xảy ra?
Kết cục của em có thể như bộ đồ da hoặc là thân thể mục ruỗng của ai đó.
Uh, đó chỉ là một chút rùng rợn, ok?
Nó chỉ xảy ra, với xác suất 1 trong 20 cô gái mà thôi.
Em sẽ không kết thúc như một cái thân cây.
nếu em may mắn…
…ai đó sẽ chết trong thân thể em.
Là thân em đó.
Ha, ha. Thôi nào.
Em cần quay lại đó, ok?
Yeah, chắc rồi, em có thể mắc sai lầm và
gặp phải người đàn ông không thuộc về mình…
nhưng cuối cùng em có thể gặp đúng người em cần. Không tồi lắm, đúng không?
Điều tồi tệ nhất có thể xảy ra là gì?
Bộ đồ da người. Bộ da người xấu xí.
Cám ơn vì đã mời tôi tới gặp bà anh.
Đùa à?
Anh là bạn tốt nhất của tôi. Chúng ta là một gia đình.
Oh, Chúa ơi.
– Nó là đồ không chứa tinh bột. Thử tí đi.
– Hm?
Cái quái gì mà hai anh lại cho phép mình ngồi riêng ở đây?
Hai anh sẽ không cho ta đứa cháu nội
tuyệt vời nào theo cách này đâu đấy.
Đây là dịp để gia đình đoàn tụ mà Bà.
Cháu không nghĩ bà lại muốn có mấy đứa cháu nội đến thế.
Công bằng mà nói, cháu sẽ bầu bà là bà nội tuyệt vời nhất.
Yeah, nhưng nó không được tính vì cháu làm rối tinh lên cả rồi.
– Ouch.
– Lại đây nào, Lil.
Hãy cho những đứa trẻ thấy chúng phải làm thế nào, huh?
– Heh, heh. Thấy chưa?
– Chào nhé.
Họ hôn kinh quá.
Chúa ơi, tôi chấm thằng đó.
Chuyện gì thế ?
Hey, Ngài Nghĩ-Sâu-Sắc.
Có muốn nói về nó không?
Tôi chỉ…
Đó là một thứ đáng yêu, phải không?
– Nó rất đáng yêu.
– Đáng yêu chỗ nào?
Tôi thích cái cách mà họ nhìn vào mắt nhau như thế.
Tôi khá chắc rằng đó là bệnh đục thuỷ tinh thể.
Có phải anh… Ok.
Tôi có thể hỏi anh một câu nghiêm túc được không?
– Yeah. Yeah.
– Được. Vậy anh muốn một câu trả lời nghiêm túc?
– Yeah. Đặt cái bánh xuống.
– Làm ơn.
– Ok.
– Cảm ơn.
Bánh đã hạ. Nói đi.
– Well, không, nghiêm túc đi, đây là cuộc nói chuyện giữa hai người đàn ông. Ok?
– Ok.
Đàn ông với nhau.
Tôi tin anh.
Tôi biết anh sẽ làm mọi thứ cho tôi.
– Yeah.
– Anh sẽ lãnh viên đạn vì tôi.
Tôi cũng sẽ làm thế vì anh, anh biết điều đó.
Phải không?
– Anh có tưởng tượng ra tất cả điều đó?
– Yes.
Anh có tưởng tượng nó sẽ thế nào nếu hai ta chia sẻ một người phụ nữ?
Không.
Không.
Cảm ơn.
Được rồi, Joe, Steve, 2 người lên đây.
– Được rồi, Joe. Chúc may mắn, con trai.
– Chiến đi.
Chính là thế. Nhử đi nào. Tốt lắm.
– Oánh.
– Oh, tốt. Tóm lấy nó. Oh!
Nó gục rồi.
Đè lên và quật nó xuống.
Giữ lấy nó. Đè lên và quật nó xuống.
Đè lên và quật nó xuống.
– Uh…
– Tiếp tục đi. Chơi đòn Búa bổ đi.
Đúng rồi, có thế chứ.
Đấm đi. Lật nó lại.
– Chẹn từ sau gáy.
– Tớ đầu hàng.
– Yes. Nó bị loại rồi. Booyah!
– Tớ bỏ cuộc.
Hiểu ý ta rồi chứ?
Phải làm như thế, chàng trai.
Thấy chứ?
Ta đã hạ nó, phải không?
– Tốt. Con ổn chứ?
– Chắc chắn rồi.
Ha, ha!
– Đó là cách để hạ gục nó.
– Bố làm gì ở đây?
Well, bố được nghỉ một chút và bố nghĩ bố nên đến thăm con.
Con đã hét.
Không, con không hét. Đó chỉ là một quan điểm.
Bố biết gì về đánh nhau chứ?
Bố chỉ là nhân viên của đại lý du lịch.
Bố biết rằng tất cả những gì ông ta làm được là do dự…
Đau không?
Đó chỉ là sự yếu đuối từ bỏ cái cơ thể của nó thôi.
Oh, bố.
Joe. Joe, Joe.
– Lại đây, chàng trai.
– Mẹ, có thấy con thắng trận hôm nay không?
Trên thảm đấu hả? Mẹ ngạc nhiên đấy.
– Hey, chào anh.
– Hey.
– Hey, nhóc.
– Hi.
– Hey, Tuck.
– Hey, mọi chuyện ổn cả chứ?
Không biết là anh đã đến đây.
Có mấy ngày nghỉ nên tôi nghĩ nên đến thăm Joe.
Anh chỉ là nhân viên bán vé du lịch mà tôi từng gặp
người suốt ngày cắm đầu vào công việc.
Yeah.
Um, tôi đang nghĩ liệu có thể, um…
Có thể cô, tôi và Joe,
chúng ta nên đi chơi cùng nhau…
…cô biết đấy, như một gia đình,
có thể ăn gì đó.
Đi ăn.
Tôi nghĩ nó sẽ rất, rất tuyệt.
Tôi có hẹn tối nay rồi, Tuck.
Một lúc nào đó thì có thể.
Chắc chắn rồi. Tuyệt. Tốt quá. Thật là tốt.
Chào, Joe.
Thật tuyệt.
Anh có tin được không?
Đơn giản đến bất ngờ.
Một kết thúc tuyệt vời cho hiệp đầu của trận đấu.
Bạn đang tìm một ai đó để bắt đầu chung sống?
Bạn dành nhiều thời gian cho việc tìm kiếm người yêu hơn là công việc?
Với hơn 6 triệu người độc thân đáp ứng đủ điều kiện…
…đến với Fate.net
sẽ giúp bạn tìm được người ưng ý.
Tìm người trong mộng chỉ với một cú click chuột.
Hãy tham gia ngay hôm nay…
– …chỉ mất 15 phút kiểm tra…
– Shh! Tôi đang xem.
…và mở ra cánh cửa tình yêu của riêng bạn.
Không còn những đêm cô đơn nữa.
Không còn những buổi sáng trống vắng.
Tự tặng cho mình món quà của tình yêu.
Bạn xứng đáng được hưởng một niềm hạnh phúc. Đó là Fate.net.
Bạn có gì để mất cơ chứ?
Nó chỉ quá đau buồn.
– Ngày mới tốt lành, Ella.
– Ngày mới vui vẻ.
– Cô ấy tới rồi. Cô ấy tới rồi.
– Chào mọi người.
– Trông tuyệt lắm, bà chủ.
– Gì cơ?
– Hi, Paul.
– Cái gì? Không có gì.
– Chào buổi sáng, Hudson.
– Tôi gục rồi, cô chủ.
Tôi cũng gục rồi.
Emily. Tôi gục vì cái gì nhỉ?
Oh, Chúa ơi. Đó là…
Của cô… Nhìn trên màn hình xem.
Oh, chó thật.
– Hi.
– Tư thế Kamasutra? Tắm nude?
Trượt patin?
Ý em là, đây là cái gì vậy, 1994?
Em trông rất ổn khi mặc quần soóc.
Đàn ông sẽ cảm thấy rất tuyệt khi nhìn thấy
những điểm nhạy cảm chết người của em.
Em sẽ xử chị sau, Trish.
Uh, thế còn “cảm ơn” thì sao?
Mọi người trong văn phòng nghĩ em lau nhà
trong bộ đồ hoá trang y tá nghịch ngợm.
Ổn mà.
Có nghĩa là em đã thật sự nhập vai hơn rồi đó.
Chúng ta đang cố gắng quăng một mẻ lưới lớn.
Ta không biết em thích anh chàng thế nào.
Chị đã nhét em vào một cái thùng đứng
để tìm một mối quan hệ nghiêm túc.
– Em thậm chí còn không biết nó có ý nghĩa gì.
– Em vốn linh hoạt mà.
Các chàng trai nên biết rằng em linh hoạt và giỏi thể dục dụng cụ.
Không, không, đó là sữa dành riêng cho mẹ, ok?
Hãy tha cho em.
Em xoá nó thế nào đây?
Không cần huỷ đâu.
Chị chịu trách nhiệm về điều đó.
Đợi chút. Đây là ai?
Oh, Chúa ơi. Anh ta tuyệt quá.
Để tôi nói thẳng nhé.
Anh mới đưa thông tin cá nhân của mình…
– lên một web công khai?
– Ừ.
– Anh điên à?
– Không.
– Anh định đưa cô ấy đi đâu?
– Đừng làm thế với tôi.
– Đưa cô ấy đến Blarney Stone.
– Tôi thích máy hát tự động hơn.
– Anh đúng là một gã biết nhiều “trò” đấy.
– Cái gì?
Tôi sẽ đi đến cuộc hẹn này và anh sẽ đi cùng tôi.
– Không, anh sẽ không làm thế đâu.
– Có chứ.
Tôi sợ đấy.
Anh đã không làm như vậy từ lâu rồi.
Cô gái này có đủ mọi thứ điên rồ.
Bên cạnh đó, một nửa các cô gái này
luôn giải quyết theo kiểu đứng, Tuck.
Một nửa còn lại ở trong danh sách của chúng ta.
– Đó mới là hẹn hò.
– May cho anh, tôi rảnh tối nay…
và tôi sẽ mang theo ống nhòm, kem dưỡng da…
…giữ bán kính hàng trăm mét.
Đó sẽ là những công cụ ngọt ngào.
Không. Anh không thể mang theo ống nhòm được.
Anh không được rình mò buổi hẹn của tôi.
Tôi cần một chút riêng tư.
Tôi sẽ đứng ở góc chờ nhạc chuông.
Tôi cũng sẽ ở chỗ nào có video nữa.
Một tiếng chuông nghĩa là anh cần tôi giúp ,
2, dọn sạch, 3, tôi có thể về nhà.
– 200 mét .
– Đã bán.
Tuck? Anh là Tuck?
Hi. Tôi là Lauren.
Oh, chúa tôi. Chào. Cô khoẻ chứ?
Rất vui được gặp anh.
Cô cũng thế. Um…
Cô ngồi đi. Xin lỗi.
Wow, có vẻ như…
Cô thật sự rất, rất xinh đẹp.
Anh có thể nói lại thêm nhiều lần nữa không
vì giọng anh rất tuyệt đấy. Ha, ha.
Tôi thấy tôi cần xin lỗi thêm một lần nữa vì cái hồ sơ cá nhân quái gở đó.
– Oh, không, không sao đâu.
– Bạn tôi, Trish, đã…
Oh, không. Ai cũng nên có một người bạn quái đản.
– Tôi nghĩ tôi cần giết cô ta.
– Ờ, thực ra…
– Tôi có thể giúp được cô đấy.
– Tôi đùa thôi.
– Tôi cũng thế.
– Tình yêu…
là thứ duy nhất có thể cứu được sinh vật hạ đẳng này.
và tôi giả bộ tin rằng hắn đang yêu…
ngay cả khi nó ngốn hết cả cuộc đời của anh ta.
Bất kể bạn nghe thấy gì,
cho dù tôi van nài bạn khẩn thiết như thế nào…
– cho dù tôi có gào lên kinh khủng như thế nào…
– Hi.
Đừng mở cánh cửa này ra hoặc là
bạn sẽ phá hỏng mọi thứ tôi đã làm.
Tốt cho anh đấy, anh bạn.
Có thể nói cho tôi biết một điều không ghi trong hồ sơ được chứ.
Um…
Tôi có một cậu con trai.
– Oh, thế ư?
– Yeah. Tên nó là Joe.
7 tuổi và rất dễ thương.
Thật sự rất dễ thương.
Mẹ của cậu bé thì sao?
Chúng tôi đã chia tay.
Cô thì sao?
– Tôi chưa từng biết một đứa trẻ nào cả.
– Ok.
Và cả vợ cũ nữa.
– Tôi có một điều rất quan trọng muốn hỏi.
– Được. Mời cô.
Anh đã từng hay dự định trở thành một tên sát nhân hàng loạt chưa?
Well, ý tôi là…
Cô nên tiếp tục với một vài sự chọn lựa.
– Nhưng, không đâu.
– Ok, hay đấy. Ha-ha-ha.
Tức là anh chưa từng tận tay giết một ai đó.
Không phải trong tuần này.
Tuyệt.
– Lauren, cô thật sự đáng yêu.
– Anh cũng không tồi đâu.
Được rồi, tôi sẽ đi, thuê một bộ phim và đi tắm nước lạnh.
– Tôi cũng thế.
– Ok.
– Và chờ cuộc gọi kế tiếp của anh trong…
– 5 phút ?
Đây là nơi tất cả bắt đầu.
Đúng thế, anh đang đứng ngay cạnh cái bàn.
Không, anh đang ngồi trên ghế.
Rồi đột nhiên, anh bước về phía em.
Chầm chậm. Chầm chậm.
Em như đếm từng bước chân anh.
Và rồi anh lại bước chầm chậm về phía em…
…Em nghĩ, “Anh sao vậy?
Anh không thể đi nhanh hơn được sao?”
– Oh, tôi thật sự xin lỗi.
– Oh, tôi xin lỗi. Cô lấy đi.
– Không. Cô cứ lấy đi.
– Chắc chứ?
Cô sẽ không thích nó đâu. Lòng vòng lắm. Rồi cô sẽ thấy, nó dài đến cả dặm.
– Làm sao anh biết tôi sẽ thích nó?
– Tôi biết về phim mà. Cả phụ nữ nữa.
– Thật ư?
– Mm-hm.
Well, anh thử nói xem tôi đang cần thứ gì?
– The Lady Vanishes? Sao lại là cái đó?
– Mm-hm.
Well, đầu tiên, cô sẽ không bao giờ hiểu sai về Hitchcock.
Không bao giờ.
Nó có cả hài kịch, phim truyền hình, lãng mạn, rùng rợn
Sang trọng, nhưng không tẻ nhạt.
Một chút bí ẩn, vậy nên nếu cô chưa từng xem
thì cô nên cảm ơn tôi vì đã giới thiệu nó cho cô.
Nếu cô đã xem rồi, cô sẽ thấy đó là một sự lựa chọn đúng đắn.
– Well, tôi đã xem qua rồi.
– Mm-hm.
– Nó đúng là một sự lựa chọn hay ho.
– Mm.
Tuy nhiên, không hay bằng Rebecca,
Notorious, Vertigo…
…hay khá nhiều phim của ông ấy trong khoảng 1960-1972.
Thực tế, nó chỉ đứng hạng hai.
Một thời gian.
– Cô biết gì không?
– Tôi thấy anh đang tìm kiếm những triển vọng.
Người kia ở nước ngoài?
Lo lắng thái quá.
Cô gái mặc áo len, chọn phim hoạt hình?
Cô ấy sẽ có tên anh trước khi ăn sáng.
Vấn đề là, không ai trông có vẻ “sạch” một chút.
Tôi hạ anh rồi. Anh vào đây tìm một cô gái thuê phim.
Rõ ràng là buổi tối cô ấy đang rảnh. Mục tiêu rất dễ dàng.
Anh trông giống một anh chàng thích những thứ dùng trong một ngày…
nếu anh hiểu tôi đang nói gì.
Còn nếu anh biết mọi thứ về phụ nữ…
hay biết rõ về tôi, tôi hoàn toàn có khả năng tự chọn lấy phim cho mình.
Cám ơn.
Đi săn vui vẻ.
Thưa ngài, ngài muốn tôi hack vào cơ sở dữ liệu của một tiệm cho thuê phim?
– Cho vụ Heinrich..
– Đang tìm kiếm.
Được rồi, kéo xuống tiếp đi.
Đợi đã. Dừng lại. Kéo lên trên.
Đó là cô ta.
Thưa ngài, cô gái này có mối liên hệ với Heinrich ư?
Phân theo G-4 .
Chào tất cả, tôi là Lauren Scott.
Cám ơn rất nhiều vì đã đến đây.
Chào buổi sáng, Lauren.
Chúng ta ở đây hôm nay. để nói về lò nướng.
Ấn tượng đầu tiên của bạn là gì?
Tôi thích chế độ nướng kiểu Rotisserie.
Tuyệt. Rất có ích.
Tôi nghĩ nó không làm nóng nhanh được.
Có vẻ như động cơ bị lỗi, phần đánh lửa bị hỏng.
Thật ra, thưa ngài,
không có vấn đề gì với bộ phận đánh lửa đâu.
Một số người cho rằng lò nướng chỉ cần bật bằng tia lửa nhỏ.
Đó không phải là cách nó hoạt động.
Có ai đưa ra ý kiến hữu dụng hơn không?
– Nắp quá nặng để cầm tay.
– Mm-hm.
Ugh. Nắp đậy, đau, phải không?
Tôi thấy mọi thứ vừa cứng vừa khó vặn, chẳng thân thiện với người sử dụng tí nào.
– Tôi nghĩ nó phụ thuộc vào người dùng.
– Mm.
Sẽ không như vậy nếu tôi có nhiều kinh nghiệm dùng lò nướng.
Tôi là bậc thầy của một cái gì đó trong lò nướng.
Uh…đây là một cái lò nướng tinh xảo.
Tôi không chắc anh đã từng xử lý một cái nào như thế trước đây.
Hoặc có thể lò nướng thế này
chỉ gây ra nỗi sợ bị bỏng…
…khi nó vừa sôi và chưa đạt đủ độ nóng đúng tiêu chuẩn.
Đừng động vào lò nướng của tôi.
Tôi không nghĩ cái lò nướng này có thể làm khó một người đàn ông như tôi.
– Tôi nghĩ có thể đấy.
– Thật ư?
– Dế thế lắm.
– Chứng minh đi. 8 giờ tối. Ngày mai. Barcelona.
Tôi không nghĩ thế.
Tôi đoán tôi có thể sẽ dính ở đây lâu hơn một chút để nói về lò nướng.
Dùng ga hay than, số 19, bạn nghĩ sao?
Nếu tôi đồng ý, anh sẽ biến ngay chứ?
Tôi đang làm việc.
– 8 giờ tối mai.
– Được.
– Được rồi.
– Ok.
Cô có mùi chín thơm rồi đấy .
Đang làm gì với cái máy tính thế?
– Tôi có ảnh của cô ấy rồi.
– Tôi cũng đã làm tương tự.
Yeah, tôi tìm hiểu về lý lịch của cô ấy rồi…
Tôi không biết nữa, rùng mình hay lãng mạn?
“Tình cảm kinh dị”. Tôi luôn làm thế. Muốn xem không?
– Yeah, chắc rồi. Xem nè.
– Yeah.
Tôi cá của anh sẽ quấn đầy băng gạc và những tiếng gào rú rùng rợn.
Đúng cô ấy đấy, nhưng cô ấy quyến rũ không tưởng được.
– Cô ấy đáng điểm 10.
– Đếm đến 3 nào.
Một, hai, ba và nào? Được rồi.
– Ok. Tôi sẽ đếm.
– Ok.
– Một…
– Một.
…hai, ba.
– Đó là, uh, Lauren S…
– Lauren? Lauren Scott?
Scott.
– Là cô gái ở quầy thuê phim?
– Ngay ở góc của quầy bar.
Oh, wow. Um…
– Tôi không có ý kiến gì cả.
– Tất nhiên. Làm thế nào mà anh biết được?
Cô ấy, ahem, thật ra cô ấy có nói là sẽ hẹn hò với anh không?
Anh biết không? Tôi đạt được nó khá dễ dàng.
Tôi chuồn vậy. Anh hẹn với cô ấy đi.
Chờ chút. Cô ấy có nói là muốn đi với anh không?
Không phải nghĩ.
Tôi quý anh. Anh là bạn tốt nhất của tôi.
– Yeah.
– Anh hẹn cô ấy đi.
Yeah, nếu tôi ở trong tấm ảnh, như thế là chơi đểu.
Well, xin lỗi. Thế là có ý gì?
– Tôi có ý gì?
– Ý tôi là, mạnh dạn lên, anh bạn…
…anh không ra ngoài nhiều như tôi.
và cứ coi như mọi thứ…
– … giống như luyện tập thôi, uh…
– Hoàn hảo?
– Không, không.
– Anh tự cho mình là hoàn hảo?
Có thể không hoàn hảo, nhưng khỉ thật, cũng gần như …
– … hoàn hảo.
– Anh tự tin đến thế cơ à?
– Anh không phải bỏ chạy vì tôi đâu.
– Tôi ư?
Tôi không thèm quan tâm việc cô ấy yêu anh hay không, ông bạn khốn nạn.
– Anh tốt bụng quá đấy. Cám ơn.
– Không có chi.
Làm việc của anh đi.
Bất kể đó là gì.
Và, um…
…cứ để cô ấy lựa chọn.
– Ừ.
– Yeah.
Yeah.
Trong khi đang ở tình thế này, tại sao chúng ta lại không đặt ra luật chơi nhỉ?
– Nên chứ.
– Một, tôi không nghĩ…
– … nên nói rằng chúng ta biết nhau.
– Hai, không làm kẻ ngáng đường.
Ba. Yeah.
Không phỉnh nhau, không dối nhau.
Ôi chúa ơi, anh đã không hẹn hò trong một thời gian dài, phải không?
Nếu có thì tôi với anh xem như chưa bao giờ là bạn…
– lúc đó.
– … lúc đó…
– … đường ai nấy đi.
– Đã ký.
– Rồi, chúng ta… chúng ta có…
– Hiệp ước giữa các Quý ông.
– Hiệp ước giữa các Quý ông.
– Người tuyệt nhất sẽ thắng.
Người tốt nhất cho cô ấy.
– Cho cô ấy.
– Cho Quý cô.
Cho một Quý cô, cho cô ấy, người đàn ông tốt nhất cho cô ấy.
Oh! Uh…
Xin lỗi, ngài. Ngài làm tôi giật mình.
Tôi biết anh là người tốt nhất ở Savile Row’s.
Chúng tôi làm hết sức có thể, thưa ngài.
Tôi cần một bộ âu phục làm bằng vải này.
Ah, lông lạc đà Nam Mỹ.
Một sự lựa chọn không thể hoàn hảo hơn.
Một điều nữa khi may đồ cho tôi, chúng phải là nhất .
Tôi không muốn bất kì ai mặc một bộ đồ tương tự.
– Tôi chắc ông hiểu hết chứ.
– Tất nhiên, thưa ngài.
Uh, với hoạ tiết và màu sắc đặc biệt như thế này…
Tôi chỉ làm một cái khác, và đó là cho một quý ông sống khá xa đây.
Chính xác là bao xa?
Los Angeles.
Có lý do nào khiến ngài không tới đó sớm được à?
Tôi tới đó ngay đây.
Xin chào. Tôi hiện đang không ở đây.
Làm ơn hãy để lại tin nhắn sau tiếng chuông.
Tôi sẽ gọi lại cho bạn sớm nhất có thể.
Tuck, Tuck.
Đang ở đâu đấy, anh bạn? 5 giờ rồi.
Trận CHiPs sắp bắt đầu rồi, tôi có thêm
một cái gậy phát sáng nữa của “Rock Band”.
Gọi cho tôi ngay nhé.
– Ôi chúa ơi, tôi thích nơi này.
– Tôi cũng nghĩ là cô sẽ thích.
Chúng ta sẽ không về cho đến khi tiêu hết chỗ xèng này.
Xin chào. Hiện tôi không có ở đây.
Xin hãy để lại tin nhắn sau tiếng chuông.
Tôi sẽ gọi lại cho bạn sớm nhất có thể.
Ê công tử bột, anh đang ở đâu thế?
Ê này anh bạn, đã 5 giờ 43 phút rồi.
Dù gì chăng nữa, bỏ quách nó đi, có thứ đáng xem hơn đấy.
Anh có…? Có lẽ tắt máy hay gì đó.
Nhưng ít nhất là cũng nên kiểm tra xem…
Xem ra, anh chẳng thèm ngó qua hay kiểm tra nó…
Sao cũng được. Gọi lại cho tôi.
Cứ như là không khí khi chơi hockey, nhỉ.
Tôi luôn sẵn sàng bất kể lúc nào .
Chỉ riêng anh thôi đấy.
Có một thứ tôi rất muốn cho cô xem.
Tôi sẽ gọi lại sớm nhất có thể.
Hey, anh bạn, uh, tôi hơi lo. Tôi không biết nếu, um…
Anh không gọi lại cho tôi, sau một lúc lâu thế này, hơn một tiếng rồi.
Vậy nên, gọi cho tôi để tôi biết anh vẫn ổn, được chứ?
Tôi thấy “ok”, năm lần rồi đấy.
Gọi cho tôi. Oka…
Ok, chúng ta đang đi đâu vậy?
– Trong này có sư tử đấy.
– Ồ không.
– Có đấy.
– Anh nghiêm túc đấy chứ?
Ok. Mở mắt ra nào.
Wow, nó tuyệt quá.
Đi nào.
Chúng ta sẽ leo lên trên đó?
– Anh sẽ luôn giữ lấy tôi, phải không?
– Yeah.
– Hứa nhé?
– Chắc rồi.
– Ok.
– Một…
Yeah.
hai…
Tới rồi đó.
Oh, Chúa ơi.
– Ok, ok.
– Đúng rồi.
– Cái gì thế này?
– Xin lỗi, tôi bị tuột tay.
Anh đã làm theo đúng ý định từ trước.
Uh… có lẽ thế.
Tôi nghĩ là anh đã làm được rồi.
Well, đôi khi rơi xuống quả là tuyệt.
Thôi nào.
MAN: Yeah.
TRISH: Em đây.
Me so horny.
Chờ chút.
– Alô.
– Hey, là em đây. Chúng ta có thể nói chuyện không?
– Yeah, có chuyện gì thế?
– Là… em cũng không biết nữa.
Em cảm thấy thật kỳ quặc khi hẹn hò cùng một lúc hai gã.
Em nghiêm túc đấy chứ?
Đừng lo về chuyện hẹn hò với hai gã làm gì.
Nó ổn mà, được chứ?
Em có thể sống một cuộc sống…
riêng của mình, không giống như chị…
luôn phải phịch với một gã vào 9 giờ tối thứ tư…
– trong khi ăn Cheetos.
– Nghe khiếp quá.
Khiếp thật.
Cho nữ giới khắp mọi nơi.
Đúng rồi đấy. Làm đi. “Hạnh phúc của em”, em phải đi đây.
Ok. Bai.
Ok. Cho nữ giới khắp mọi nơi.
Tuyệt. Tuyệt. Tuyệt.
Me love you long time.
Tuck.
Cộng sự của anh đâu?
– Oh, anh ấy đang bận hẹn hò.
– Tất nhiên là thế rồi.
Anh chàng này đúng là một
tay sát nhân, hạ gục tất
cả mọi thứ trong tầm ngắm
của anh ta, phải không?
Chúng ta có một chỗ bảo mật
trên cái đĩa bản quyền này.
– Anh có muốn phá nó ra không?
– Có chứ.
Không. Thật ra, đừng làm thế.
– Yeah, tiếp đi. Nếu anh có thể, cảm ơn, yeah.
– Ok.
Không. Không thể.
Yeah. Anh nên làm nó ngay đi. Làm đi.
– Tôi có đây rồi.
– Ok.
– Tôi không chắc là cô sẽ đến xem.
– Tôi đã nói với anh là tôi có thể tự xử được.
Để rồi xem. Đi thôi.
– Oh, tôi không muốn mất chỗ đâu.
– Đừng lo về nó.
Mời cô.
Cứ đi thẳng.
Để họ đi.
– Rất vui được gặp anh.
– Anh thế nào?
Cô sẽ thích nơi này thôi, tôi cá đấy.
Hey, Ciera. Khoẻ không?
Tôi nghĩ cô nên tận hưởng đi. Cô chỉ cần
thoải mái thôi. Vứt quách mọi rắc rối đi.
Nathaniel.
Chào, anh bạn? Dạo này thế nào?
Nhìn cô kìa. Oh!
Cô đang toả sáng rực rỡ đấy, cô biết không.
Tất cả ở đây à? Vui chơi thôi.
OK, tôi qua chào DJ một tiếng.
Anh ấy biết tôi.
Lại đây. Cứ tiếp tục đi.
Đi nào. Đi nào.
Chào.
Theo tôi nào, quý cô.
Một chai Veuve đời 85, Sammy.
Hey. Cô đi đâu đấy?
– Cô đi đâu vậy? Chúng ta vừa mới ở đây thôi mà.
– Anh biết gì không?
– Tôi không phải là mẫu phụ nữ anh cần.
– Oh, thôi nào, chỉ là…
Vào trong đi, chúng ta sẽ có một khoảng thời gian rất vui đấy.
Thật sự tôi ổn mà. Tôi đã từng thử rồi.
Tôi đã từng là vận động viên thể
dục khi còn ở trường trung học,
và tôi vô địch về khoản uống rượu
trong khi trồng cây chuối đấy.
– Cô đã từng là vận động viên thể dục?
– Không thể tin nổi đúng không.
Cứ cho là thế đi. Cô nói cô là vận động
viên thể dục, vậy tôi hỏi cô một câu.
Đó chính xác là lý do tại sao tôi bỏ đi.
Bởi vì cô mới là người đang căng thẳng
và không biết làm thế nào để thư giãn.
Anh đúng là gã có trí thông minh tình đời của một nhóc 15 tuổi.
Và anh nghĩ tôi thích thú với việc đi ra ngoài với anh hay quay lại cái nơi đó?
– Tôi không nghĩ thế.
– Cám ơn, công chúa.
– Có thể gọi đó là một buổi tối ư?
– Chúng ta có thể gọi nó là một buổi tối?
– Chào nhé.
– Bái bai.
– Chúc vui.
– Chào. Quay lại viện dưỡng lão đi.
Tôi sẽ làm thế.
Oh, chúa ơi. Chuyện không thể xảy ra như thế này được.
Quay lại đây.
Đợi chút, đợi chút.
– Hôn tôi đi.
– Gì cơ? Không đời nào.
– Tôi nghiêm túc đấy.
– Tại sao tôi phải…? Không.
– Chỉ cần hôn tôi ngay bây giờ thôi.
– Tôi sẽ không hôn cô đâu. Cô lắm chuyện lắm.
– Dừng lại.
– Oh.
Lauren. Uh…
Lauren, hey.
– Cô ở đây à.
– Oh. Oh, Steve.
Oh, chúa ơi, thật vui khi được thấy anh. Vui thật.
Um… Đây là bạn trai của tôi, FDR.
Anh ấy, uh… Anh ấy là bác sĩ giải phẫu và
chúng tôi đang nói chuyện về nó.
– Huh.
– Yeah.
Giải phẫu thần kinh.
Văn phòng của tôi ở một bệnh viện dành cho trẻ em.
Wow, ấn tượng thật.
– Vâng. Anh ấy thật tuyệt.
FDR: Thôi đi.
– Ấn tượng?
– Tôi không biết điều gì khiến tôi hạnh phúc hơn nữa.
Nụ cười trên gương mặt bọn trẻ hay mỗi sáng thức dậy bên cạnh em.
Tôi yêu em.
Em cũng yêu anh.
Vui thật.
Đồ xúi quẩy ạ. Ha-ha-ha.
– Thật sự chúng tôi rất hạnh phúc.
– Yeah, đúng thế.
– Yeah.
– Ai mà không hạnh phúc …
…khi có một cô gái như thế này chứ?
Cô ấy có tất cả mọi thứ.
– Cô ấy xinh đẹp, duyên dáng, có phong cách.
– Anh ấy rất ngọt ngào với tôi.
– Anh có biết cô ấy đã từng là vận động viên thể dục không?
– Không, tôi không biết.
– Tôi không nghĩ như vậy.
– Yeah.
Anh ấy thích điều đó.
– Anh yêu nó ấy chứ, cô hề.
– Yeah.
– Em có thể làm thế khi chúng ta ở chỗ kia không?
– Yeah. tôi nghĩ chúng tôi nên đi thôi.
Stan, chỉ là một chút thôi mà.
Chúng tôi mới nên đi.
Ý tôi là, Steve, nhưng nghe thật tuyệt.
– Rất vui được gặp hai người.
– Steve, yeah, sao cũng được.
Gặp hai người thật sự rất vui.
– Gặp hai người rất vui.
– Thật là hân hạnh.
Oh, nhìn này.
Một nụ hôn lên tay.
– Ngọt ngào thật.
– Cô thật là may mắn đấy.
– Tôi biết.
– Yeah.
– Bai.
– Bai, hai người.
– Yeah.
– Hẹn gặp lại. Vui nhé, Simon.
– Là Steve.
– Ok. Cám ơn nhiều.
Cô vừa nói gì cơ?
Tai phải của tôi hơi hễnh hãng một tí.
Tôi nói, cám ơn anh. Cám ơn.
Anh không làm ầm lên vì việc đó.
Cô muốn ăn một cái gì đó không?
Tôi biết có một quán pizza ở ngay gần đây.
Cô nợ tôi một lời giải thích cho tất cả chuyện này.
– Ok. Anh đúng, tôi sẽ trả.
– Yeah?
– Chắc chắn đấy.
– Vậy đi thôi.
– Ok.
– Ok.
Thế là tôi thu mình lại và theo anh ấy đến đây.
Và 6 tháng sau, tôi thấy anh ta đang ngủ với một hướng dẫn viên thể hình.
Anh ta không phải là người như tôi đã từng nghĩ.
– Tôi đã mắc sai lầm.
– Tôi không tin vào mấy cái lỗi đó.
Well, đó là triết lý dễ hiểu nhất cho những ai như anh.
Tức là những sai lầm chỉ ra cho chúng ta thấy mình là ai.
Chúng làm cô thành như thế này?
Cô có muốn trở lại Atlanta bây giờ không?
Không hứng thú lắm.
Chúng đưa cô tới công việc,
cô yêu công việc của mình.
– Tôi yêu công việc mình đang có.
– Thế đó.
Cứ nói đi.
– Anh thông minh lắm.
– Mm-hm.
– Khá thông minh so với những kẻ ham mê tiệc tùng.
– Ha. Ouch.
– Chào buổi sáng.
– Chào buổi sáng, thưa ngài.
Cô nàng tối qua trông ổn đấy.
– Anh theo dõi buổi hẹn của tôi.
– Gì chứ? Không. Không phải.
Yeah, anh đã làm thế.
Ok. Tôi xin lỗi, đúng là tôi đã làm thế.
Tôi theo dõi anh.
– Chúng ta thoả thuận rồi mà.
– Tôi biết.
– Xin lỗi, tôi bắt đầu nghĩ rằng…
– Anh bắt đầu nghĩ?
Tôi nên bỏ cuộc…
Tôi cũng không biết nữa.
Anh định làm gì với những hành động kiểu đó?
– Gọi Special Ops?
– Không.
– Bắn tỉa hả? Đá tôi ra ngoài?
– Không phải thế. Ý tôi là…
Văn phòng ở Munich vừa gọi thông báo về
một tay chân của Heinrich từ Hồng Kông.
Tên hắn là Ivan Sokolov.
Đây là tất cả những gì chúng ta có được từ DFS Mexico.
Hy vọng rằng chúng ta có thể lần ra Heinrich
vì chúng hẹn nhau tại cảng L.A.
Nguồn tin nói rằng Ivan đang sống ở L.A.
Còn bây giờ, móc hắn ra thôi.
Cô ấy thật sự đã mất đi niềm kiêu hãnh rồi.
Được rồi, xem đi, anh liên hệ với Interpol,
tôi sẽ gọi cho vài đối tác.
Tôi thật sự thích cô ấy.
Tôi cũng rất thích cô ấy.
Không, tôi thật sự rất, rất thích cô ấy.
– Tôi cũng vậy.
– Anh ư?
Yeah.
– Vậy là anh sẽ không để yên?
– Không hề.
Anh nên biết khi chúng tôi hẹn hò, Lauren và tôi…
…chúng tôi, um…
Cái gì?
Cái gì? Anh đã làm gì?
Trao đổi nụ hôn.
– Wow.
– Mm-hm.
Hôn lưỡi vô cùng khó cưỡng.
Oh, cưng. Hết xảy.
Anh đúng là súc vật.
Nhìn lại đi, anh bạn, chúng tôi cũng hôn nhau đấy.
Rất đặc biệt.
Tôi không nghĩ là mình có thể dừng lại nữa.
– Well, chúng ta đều thấy, phải không?
– Phải, chúng ta đều thấy.
Phải. Chúng ta đều thấy.
Đừng làm thế. Đừng lặp lại những gì tôi đã nói.
Chúng ta đều đã thấy.
Về điều đó, chúng ta đều thấy.
Chúng ta đều thấy chuyện đó.
Chuyện đó, chúng ta đều đã thấy.
Nào. Đây là một cuộc tác chiến thật sự đấy,
toàn những thứ kiểu vòng đi vòng lại, các cậu.
Tôi cần vệ tinh, hồng ngoại, sat cams,
mọi thứ chúng ta có.
Tôi muốn các anh lấy được tất cả những gì
liên quan đến một ả tên là Lauren Scott.
– Bí mật về sở thích…
– những gì cô ta ghét.
Tôi muốn biết làm thế nào để cô ta cười hay khóc.
Bạn thân, các thành viên trong gia đình.
Mọi thứ đều vô cùng quan trọng.
Ba gã mà gần đây nhất cô ấy ngủ cùng.
Cô ta ngủ với ai vào cuối tuần.
Anh có muốn chúng tôi tóm lũ đó không?
Anh có muốn chúng tôi tóm lũ đấy không?
Yeah…
Không.
– Không.
– Xin lỗi, nhưng…
– Có phải làm thế với Heinrich không?
– Đó là mức thứ 5 đấy.
Cho riêng tôi thôi.
Chiến dịch này là tối mật.
– Mấy cậu, đừng để chúng ta bị mất mặt.
– Nghe rõ.
This is how we do it.
This is how we do it.
This is how we do it.
It’s Friday night.
And I feel all right.
And the party’s here on the west side.
So I reach for my 40
and I turn it up.
Designated driver
Take the keys to my truck.
Hit the shore ’cause I’m faded
Honeys in the street say.
Monty, yo, we made it.
It feels so good.
In my ‘hood tonight.
The summertime skirts
And the guys in Kani.
All the gangbangers forgot
About the drive-by.
You gotta get your groove on.
Before you go get paid.
So tip up your cup
And throw your hands up.
And let me hear the party say.
I’m kind of buzzed and it’s all because.
This is how we do it.
This is how we do it.
To all my neighbors
You got much flavor.
– This is how we do it.
– Let’s flip the track.
Bring the old school…
This is how we do it.
All hands are in the air.
Wave them from here to there.
If you’re an O.G. mack.
Or a wanna-be player.
You see, the hood’s been good to me.
Ever since
I was a lower-case G.
But now I’m a big G.
Let me hear the party say.
If you were from.
Where I’m from then you would know.
This is how we do it.
– Chuyện quái quỷ gì đang xảy ra ở đây vậy?
– Không có gì.
Xin lỗi vì đã làm gián đoạn cuộc chơi,
nhưng chúng ta đã có địa chỉ của Ivan Sokolov.
Hai anh nên ra khỏi văn phòng được rồi đấy.
Chắc chắn rồi.
Tôi vào cửa trước, anh đi cửa sau.
Cám ơn, tôi đang nghĩ lần này mình nên đi cửa trước.
– Tôi luôn vào bằng cửa chính .
– Anh không phải lúc nào cũng vào trước đâu.
Chào. Chúng tôi là, um, bạn của Ivan.
Oh, không, mời anh vào trước.
Ồ không. Thân mật tí, tôi sẽ theo sau anh.
– Brut?
– Patchouli.
Tôi thích patchouli. Dễ chịu lắm.
– Oh, không, tôi…
– Yeah. Anh đang cá cái gì thế?
Xin chào! Bài tây!
Ê này, tôi là fan bự của poker đấy nhá.
Anh ấy đã từng đạt quán quân giải Go Fish ở Reno.
Ván này chơi riêng.
Đừng vẫy tay với tôi, thuyền trưởng.
Anh có biết tôi là ai không?
Dám nhảy vào giữa họng khi nói chuyện với các anh,
anh ta điên mất rồi.
Tôi đã nói đây là một ván chơi riêng.
Tôi biết anh là ai, anh bạn.
– Ivan.
– Khủng bố.
Chúng tôi là bạn của Karl Heinrich.
Có một vấn đề nhỏ.
Heinrich không có thằng bạn nào cả.
Oh, dear.
Đạn! Đưa đạn cho tôi!
Anh không bao giờ chuẩn bị ư?
Khốn nạn. Khốn nạn quá!
Vứt súng xuống.
Tuck, Nằm xuống!
Nằm xuống!
– Đây rồi. Tôi tóm được rồi, eh, anh bạn?
– Không, tôi tóm được hắn trước.
Yeah, tất nhiên là anh làm rồi.
Tôi thích công việc của anh.
Nói ra chỗ của thằng Heinrich, và chúng ta có thể trao đổi, Ivan.
Tao sẽ không nói gì cả.
Ok, mày được hưởng ba bữa cơm tù một ngày
và chúng tao sẽ cho mày mấy chiếc quần xịn.
– Đi mau.
– Nên khử mùi đi, Ivan.
Mày thối lắm.
– Có gì thế?
– Hm?
– Chuyện gì vậy?
– Uh, Collins. Tôi nên đi băng bó một tí.
– Yeah.
– Anh?
Không. Chỉ là có cái gì đó vừa chiếu qua.
– Hiểu rồi.
– Đúng.
Cô ấy nhắn tin với Trish.
Bảo là cô ấy cần nói chuyện vì cô ấy đang F-T-F-O.
Cái mà phòng Mật mã cho rằng nó có nghĩa là cô ấy đang “làm một cách rất bậy”, thưa ngài.
Tôi không có ý muốn ám chỉ cái S.H.I.T gì đâu.
Tôi chỉ L.M.F.A.O khi tôi đọc nó.
– Thật là điên khùng, vô lý…
– Đủ rồi! S-H-H-H-H-H.
Rồi Trish gọi cô trông trẻ và nói với cô ấy rằng đây là tình huống khẩn cấp.
Thật là tồi tệ. Việc này thật sự tồi tệ.
Không thể tin được những rắc rối của em.
Tháng trước, em hẹn hò với Boggle.
Tháng này, 2 anh chàng lịch lãm.
Chị muốn em dừng ngay cái việc lập ra
một cái tài liệu tham khảo về Boggle.
Đây chỉ là một trò chơi.
Nghe có vẻ như em là một con con hồ ly 9 đuôi
đang cố tóm bằng được cái đuôi của mình .
Em chưa bao giờ nói lịch lãm. Em chỉ nói trông coi được.
Đó là điểm khác biệt…
– Muốn xem ảnh của họ không?
– Có.
– Ok.
– Chị không biết là em có cả ảnh cơ đấy. Đưa đây xem nào.
Oh. Wow.
– Có đúng không?
– Thật là thèm.
Em nên biết là em đang dính vào rắc rối lớn, đến độ nó “bốc mùi”.
Không giống như “phịch” nhau đâu.
Ý chị là, giống như, “ngoài xấu, trong tốt”.
Khá ấn tượng đấy. Cho em, yeah.
Gã còn lại trông thế nào?
Chị chỉ cần cuộn lên trên thôi, dùng ngón tay ý.
Ôi chúa ơi, anh chàng này cũng nóng bỏng quá.
Chị thật sự ấn tượng với em đấy.
– Thế này không còn là nóng bỏng nữa. Gã này…
– Anh sợ những thứ như thế này của tôi.
– Anh ổn chứ?
– Yup.
– Bác sĩ bảo sao?
– Ổn cả.
– Họ là người, không phải là đồ vật.
– Anh là người nói dối rất tài đấy, biết không?
Oh, và anh cũng thế.
Họ không bao giờ đùa cợt với em.
Cả hai chúng ta đều ở đây,
chúng ta có thể cùng chia sẻ kinh nghiệm.
– Những chàng trai tuyệt vời.
– Em không có sự lựa chọn nào cả.
– Ngồi đi.
– Oh, tôi vẫn ở đây.
Ok, được rồi, được rồi.
Well, có lẽ nên sẵn sàng để làm bạn.
Nếu em muốn hỏi chị về vấn đề “chơi” với cả hai chàng…
Họ sẽ không thể nào biết đâu.
Chị sẽ giả vờ là em, chải tóc lên như mấy con ngựa tơ.
Mặc dù chị rất bận, vì chị làm mẹ,
nhưng chị sẽ đánh dấu vào lịch của mình.
Chị là kiểu bạn như thế đó.
– Tại sao cô ấy lại nghe lời người lớn nhỉ?
– Tôi không có ý kiến.
– Ok. Chị biết không? Nó chẳng giúp gì cả.
– Ok, tốt thôi.
Thử một trong những “trọng điểm” ở nơi làm việc xem.
Em có thể là trung tâm,
Chị sẽ phụ trách.
– Oh, ý kiến quá hay.
– Ok.
Tuyệt đấy, em thích như vậy.
Ok, chị hỏi em một chút.
– Ok.
– Về hai người.
Và em nói cho chị biết em thích ai và tại sao.
Em không biết.
Cả hai đều quá ổn.
Kiểu gì thế này. Chị sẽ về nhà…
…và cạo sạch cặn rượu trên râu của lão Bob nhà chị đây.
Có lẽ là cả bên dưới nữa.
Em vừa nói những gã này tuyệt ra sao.
– Thế còn điểm xấu?
– Ok, để nghĩ xem. Bắt lỗi.
Em nghĩ đó là…
Có một thứ.
FDR nhỏ nhắn, giống tay con gái.
Giống như tay của một nhỏ.
– Ha!
– Oh, ghê đây.
Nghĩa là cái đó của anh ta có cả “muối và ớt”.
Anh biết điều đó là không đúng mà. Anh đã từng thấy rồi.
Anh đã thấy nó ở Bangladesh,
anh biết điều đó là không đúng.
Và Tuck là ngưòi Anh gốc.
– Thế thì có nghĩa gì chứ?
– Chả có nghĩa gì cả.
Giống nhau cả thôi, họ khá buồn tẻ.
Nào, quyết định thôi.
Em chọn nhanh lên.
Hài thật, nhưng chị không phải là người thích làm chuyện đó.
– Vì vậy chị không thể tham gia.
– Ok. Chị biết em cần gì không?
– Đầu mối. Ok.
– Không, em cần có thời gian.
Cho mình một khoảng thời gian để có thể tự quyết định.
– Tốt.
– Trong một tuần em sẽ có được quyết định của riêng mình.
Một tuần?
Ok, vậy là cô ấy sinh ra ở Georgia.
Cô ấy là tình nguyện viên chuyên tìm chỗ ở cho chó.
Cô ấy là fan của dòng nhạc Rock chính cống và
thích sưu tập những chiếc Camaro nhỏ.
Hả, kiểu như xe hơi hả?
Khoái quá!
Cô có vẻ hưng phấn quá.
Thật là khác lạ.
Bố tôi đã từng sưu tập những chiếc như thế này.
Nhưng không có cái nào trong
số chúng đẹp như thế này.
Nhưng ông không bao
giờ cho tôi lái.
Tôi không thể tưởng tượng được sao ông ấy lại không làm thế.
She’s got a magic spell on me.
Có phải anh định cho tôi ra rìa không đấy?
Now I’ve got a woman.
– Cái gì thế?
– Gì cơ? Well, có vẻ có gì đó sắp cạn rồi.
– Oh.
– Đạp ga đi. Tiếp tục nào.
Cô ấy thích rượu vang đỏ, muối tắm có mùi oải hương
và sưu tầm poster của Gustav Klimt.
– Huh?
– Yeah. Mèo giống Áo. Ai cũng có thể vẽ được.
Anh chưa bao giờ xem “The Kiss” phải không?
Anh biết không, kiểu như này:
Yeah, không, tất nhiên là tôi có.
Đây có phải là những gì tôi nghĩ không vậy?
Anh cũng là fan…
– của Gustav Klimt?
– của Gustav Klimt.
– Ông ấy là hoạ sĩ mà tôi thích.
– Ông ấy là hoạ sĩ mà tôi thích.
Không thể tin được.
– Tất cả chúng đều là thật?
– Yeah.
Ok, dừng lại.
– Cô nhận ra bức đó không?
– Có.
– The Harpist (Nhạc sĩ đánh vĩ cầm), 1895?
– Tôi có…
– Nhìn chỗ này đi.
– Trước ly khai.
Nhìn vào sự giằng co giữa
hai chiều và ba chiều.
Sự giằng co giữa
hai chiều và ba chiều.
– Không thể tưởng được. Đây là thứ mà tôi thích.
– Làm sao mà anh biết được?
Undine, 1902.
Undine, 1902.
Oh,chúa ơi, thật đáng kinh ngạc.
Khi sự đổi mới đã trở thành sự thật…
với Degas và các hoạ
sĩ hiện đại khác.
Cô có thể thấy sự ảnh hưởng của
nó đến nghệ thuật cận đại.
Rất nhiều người ủng hộ mạnh mẽ cho phong trào vẽ bằng ngón tay.
Cái gì?
Hey. Mất liên lạc rồi.
Thỉnh thoảng ông ấy còn dùng cả ngón tay để vẽ tranh…
để tạo cảm giác gần gũi hơn.
Ông ấy, uh, sử dụng…
ông ấy muốn…
Dùng ngón tay vẽ tranh sẽ làm tăng thêm sự đồng cảm với vải…
thì…
hơn hẳn so với vẽ bằng bút.
Đôi khi, ông ấy còn dùng cả bùn hay gậy…
Cô biết không, ông ấy dùng cả bùn và gậy… Ahem.
Ông ấy đã làm thế?
– Nếu ông ấy không tìm được cây gậy nào…
– Nếu ông ấy không tìm được cây gậy nào…
– … ông ấy sẽ dùng cả cái ấy.
– … ông ấy sẽ dùng…
Cái gì?
Oh, chó thật. Ai đang…?
– Ha, ha.
– Ugh!
Cô biết không, nói chuyện thế là đủ rồi.
Hãy để những bức tranh tự lên tiếng.
Oh, chúa ơi.
Đẹp quá.
Tuyệt thật.
Thật không tưởng tượng được.
Yeah. Đúng thế.
Cám ơn.
– Alô?
– Hey, là em đây.
– Đến đâu rồi?
– Cả hai đều càng ngày càng tuyệt hơn.
– Em không biết phải làm thế nào nữa.
– Đáng ngạc nhiên đấy chứ. Chị đến ngay đây.
Tăng lên đến mức 5.
Cho tiếng to lên một chút.
Anh có chắc không? Chúng ta có thể sẽ gặp rắc rối với luật pháp đấy.
Luật chống khủng bố.
– Cụ thể thế nào?
– Cả ai đều quá ổn.
Uh, FDR có một con mắt nghệ thuật tuyệt vời làm cho chị chỉ muốn tan chảy ra thôi.
Ngọt ngào quá.
Anh ấy mang đến những gì tốt nhất cho em.
Anh ta thật sự thách thức em đấy.
Anh ấy là kiểu người mà luôn luôn làm mọi thứ thật tốt.
Có lúc em nghĩ anh ta chả quan tâm đến bất cứ thứ nào ngoài chính bản thân ra.
Well, họ nói đây là nơi trú ẩn cho chúng, nhưng…Nó đây.
– Tuyệt vời.
– Có rất nhiều chỗ trú ẩn.
– Hey, Rebecca.
– Anh chàng này là ai vậy?
– Hey, Betty.
– Xin lỗi ?
Tôi không cho là anh cũng có cảm ứng với động vật cơ đấy.
Yeah. Trẻ con và động vật.
Gì thế?
– Thế nào, Nick?
– Gì cơ?
Có rất nhiều thứ mà cô chưa biết về tôi…
– và có lẽ cần một chút thời gian để mở lòng.
– Tôi thấy rồi.
Oh, có chuyện gì thế?
– Có chuyện gì với chúng mày thế?
– Chào mấy anh bạn nhỏ.
– Có chuyện gì vậy?
– Mày ổn chứ?
– Anh đã được phép mở lồng chưa vậy?
– Bất cứ lúc nào.
– Ok.
– Oh, yeah, yeah, yeah.
– Hey, Snuggles, anh bạn thế nào?
– Nó là giống chó săn Boston .
Tôi thích những con này. Hi.
Yeah. Mạnh mẽ thật.
Tôi thích nơi này.
– Có gì trong miệng anh thế?
– Lông chó.
– Yeah.
– So…
Tôi hiểu.
Bừa bãi thật.
– Cô có muốn giúp tôi lấy một con không?
– Anh định nhận nuôi một chú chó?
Tôi nghĩ đã đến lúc có trách nhiệm với cái gì đó ngoài bản thân mình.
Wow, thế thì tốt quá còn gì.
Lấy một con chó hoang ủ rũ nhất và già nhất ở đây xem nào.
Ok, còn Tuck thì sao?
Uh, Tuck cũng được.
Anh ấy ngọt ngào, anh ấy…
Bọn em đã rất vui.
Vui nhất trong đời em từ trước đến giờ.
Nhưng có vẻ anh ấy, quá ngọt ngào?
Một chút nghiêm túc?
Uh, khá an toàn.
Yeah. Tẻ nhạt. Chị cảm thấy buồn ngủ nếu nghe đúng là như vậy.
Yên ổn.
Ok, tôi nghĩ tôi sẵn sàng rồi.
– Trước đây đã bao giờ cô từng cầm vũ khí chưa?
– Anh biết đấy…
Chưa hề.
Ok. Ok. Cô hãy giữ phần cuối của khẩu súng xa tôi ra, hiểu rồi chứ?
– Ok.
– Chiến nào.
– Chắc sẽ vui lắm.
– Không.
Không vui tẹo nào.
Nguy hiểm là khác.
Hey, lại đằng này xem.
– Các anh! Di chuyển đi!
– Mặt của tôi!
Oh, chúa ơi.
Tiếp tục đi nào.
– Tiến lên.
– Oh!
Oh, chúa, tôi đang mở to mắt đây.
Căng thẳng quá mức!
– Trống rồi. Chúng ta ra thôi. Ok, đi.
– Ok.
Coi chừng!
– Không bắn vào đầu!
– Thế là không hợp lệ.
Oh, chúa ơi.
Tôi sợ lắm.
Lựu đạn!
How you like me now.
How you like me now.
Anh này là ai vậy?
Chỉ là trò chơi thôi mà. Ah!
Ra khỏi đây thôi.
Huh? Oh, yes.
Oh, chúa ơi .
– Cô thấy tôi đánh cú đó không?
– Ok.
Anh bạn đó chọn không đúng chỗ.
Ok, chỗ này anh làm tốt lắm.
Oh, yeah.
Yeah, cô thấy thế nào?
Nếu đất nước chúng ta bất ngờ bị tấn công bởi những người chơi trận giả…
– … tôi sẽ được an toàn.
– An toàn.
Tôi cố đi ngay sau lưng anh. Tôi thử bắn vài phát…
…nhưng tôi nghĩ rằng cò súng của tôi bị kẹt.
– Cô an toàn rồi mà.
– Tôi đã cố…
– Oh, ý cô là chỗ này hả?
– Yeah. Ugh!
Oh, chúa ơi. anh ổn chứ?
Ha, ha. Oh, xin lỗi vì đã cười…
Tôi thường nhe răng cười mỗi khi có việc gì tồi tệ xảy ra.
Không có gì vui cả. Tôi không nên làm thế.
Anh ổn không? Có đi được không?
Yeah, tôi ổn, ổn cả.
Oh, chúa ơi, tôi thấy thật tệ.
Yeah, ổn mà.
– Đi thôi, đi ăn chút gì đó thôi.
– Ok.
Vậy chị biết tại sao em cho rằng Tuck khá thành thật?
Một hôm khác, chúng em lại đi chơi trận giả…
và anh ấy gần như dán mắt vào mấy khẩu súng giả, như là một đứa trẻ.
Rồi FDR, chúng em tới trại nuôi động vật…
…và anh ấy nhận nuôi một con chó 12 tuổi có đôi mắt ngọt như sữa vậy.
Em thấy, chuyện này càng lúc càng không bình thường.
Chị không biết có giúp gì được không. Thử đặt mình vào trong vị trí của họ.
Họ không điên mới là lạ.
Em không khùng mới là lạ.
Bây giờ em định làm thế nào?
Em sẽ làm cái mà bất cứ ngưòi phụ nữ nào trong hoàn cảnh của em cũng sẽ là tương tự.
– Chia tay?
– Ngủ với họ.
Sex tập thể luôn.
Oh, ơn trời! Cuối cùng cũng đã được!
Phịch nhau tập thể!
Đó là tất cả những gì em cần làm!
Em sẽ ngủ với cả hai anh một lúc!
Cám ơn.
Gì chứ? Đó gọi là chuyện ong bướm tìm hoa, ok? Mò trên Google đi.
Chúng ta nên thoả thuận.
Well, chúng ta có một thoả thuận.
– Chúng ta có một thoả thuận.
– Tôi sẽ không “chơi ” cô ấy.
Và tôi cũng sẽ không bao giờ đè cô ta xuống.
Kể cả cô ấy có cố đến thế nào chăng nữa.
– Chúng ta có Hiệp ước của các Quý ông.
– Chúng ta có Hiệp ước của các Quý ông.
Và chúng ta là những gã đàn ông đích thực.
Ha-ha-ha. Ok.
– Ok.
– Tốt.
Chúa luôn đúng .
– Lúc này?
– Yeah, tôi có việc phải làm.
Giừo này tôi nên ở chỗ đó.
Chế độ phòng thủ quy mô toàn diện nhất.
Chính xác là anh đang nghĩ cái gì trong đầu vậy hả?
Yeah.
Wow, thật tuyệt.
– Đương nhiên.
– Đẹp tuyệt.
Cô có biết rằng nến cũng có mùi như pho mát không?
Không.
Tôi nghĩ chúng thật tuyệt vời.
Đêm nay đúng là đêm hoàn hảo nhất.
Dickerman…
làm mưa thôi.
Can’t stand it
I know you planned it
I’m gonna set it straight.
Sabotage.
Anh thật sự nghĩ rằng có thể tin anh ta được ư?
Chắc chắn không.
– Ok, anh tin em.
– Wow.
– Quá tuyệt.
– Yeah?
Yeah.
– Hồ bơi ở trên mái à.
– Oh, cô biết đấy…
…đó là thuỷ liệu pháp cho một chấn thương cũ khi đá bóng.
Em sẽ quay lại ngay.
– Ok?
– Ok.
Đi đi, chuồn mau đi. Nhanh lên nào.
He moves in space
Chúa ơi.
It’s a sabotage.
Can’t stand it
I know you planned it.
Cái thằng giời…
I can’t stand rocking
When I fly off the handle.
What could it be?
It’s a mirage.
You’re scheming on a thing
That’s sabotage.
Smooth operator.
Smooth operator.
Thật chứ?
Smooth operator.
Mũi kim tẩm thuốc an thần.
Mũi kim tẩm thuốc an thần.
Phạm vi 3 mét, tôi có thể sẽ chết đấy.
Bốn. 4 mét, ok?
– Đồ vượn người.
– Chào buổi sáng.
Im đi.
Jesus. Không thể ngờ rằng anh không tin tưởng tôi.
Cả hai ta đều biết chuyện gì sẽ xảy ra khi anh nghe nhạc của Sade.
– Cô ấy là một ca sĩ tuyệt vời.
– Đúng vậy.
Khi mà anh bị kích thích lên, anh biến thành kẻ cuồng dâm đấy.
– Cuồng d…
– Và có lẽ tôi nên nhắc anh rằng…
…anh mới là người đầu tiên làm lụt nhà tôi trước.
– Nến có thể gọi bà hoả đến đấy anh bạn.
– Không.
Điều duy nhất làm anh cảm thấy lo lắng là
Lauren có thể bị nướng chín, phải không?
Thân mật đấy, Franklin.
Cố lên.
Nào!
Hôm nay tao đang rất nóng vì không kiềm chế được cơn giận, Ivan…
nên tao sẽ đánh giá cao nếu mày tỏ ra nhã nhặn hơn một chút…
khi trả lời về mấy cái vấn đề vừa tởm vừa chán chết…
một cácảtõ ràng dứt khoát.
– Heh, heh. Kìm à, chắc không đấy?
– Có, kìm, chắc chắn rồi.
– Đoán xem, lại an toàn và chán ngắt.
– Sao anh không thử cù lét bàn chân hắn…
tới khi hắn nhe cái răng khai ra,
với bàn tay nhỏ nhắn, xinh xắn, đơn điệu của anh, hả ?
Heinrich đang ở đâu, người anh em?
Sớm muộn gì hắn cũng đến tìm chúng mày.
Người anh em ạ.
Mày sắp chết rồi.
Đừng lo, mày sẽ là thằng kế tiếp.
Tôi xin lỗi về chuyện thằng Jonas.
– Ooh! Oh, trời.
– Không. Cứ mặc kệ nó.
Oh, õin chào.
Uh, Nana, đây là Lauren.
Lauren, đây là bà tôi, Nana.
Vậy ra cô là người đang quyễn rũ cháu tôi Franklin.
– Mm-hm.
– Cháu mang bánh đến đây.
Yeah, cháu biết bếp ở đâu rồi đấy.
Lauren và bà còn có rất nhiều chuyện để nói.
Yes, nó trông cũng khá, phải không?
Oh, đẹp là đằng khác.
– Oh, đây là FDR ạ?
– Oh, yes.
Nhìn lông mày trông hài thế.
– Nó chạy vòng quanh đỉnh đầu thằng bé.
– Cháu biết, nó thật dễ thương.
– Hi, Dottie.
– Và những ai đây ạ?
Oh, bố mẹ nó đấy.
Họ mất khi nó vừa 9 tuổi.
Cháu xin lỗi.
– Anh ấy chưa bao giờ nói với cháu cả.
– Yeah.
Trong một tai nạn ôtô. Một hôm họ ra ngoài ăn tối và , um…
Well, nó chưa bao giờ như thế trước đây.
Có một thời gian nó rất khó để tin một ai đó.
Nhưng nó tin cô.
Bởi vì cô là cô gái đầu tiên nó đưa tới đây.
Cháu cũng từng có lúc như vậy.
Nó có một đôi mắt to tròn và xanh như hòn bi ve.
Luôn luôn làm vậy mỗi khi tè dầm.
Bà. Chúng ta không cần phải nói về nó ngay lúc này.
– Oh, nên chứ.
– Không, không, không.
– Không, cứ nói đi.
– Không, không và không.
– Chúng ta .
– Cháu biết rồi…
Nó hoá trang thành Siêu nhân mọi lúc mọi nơi.
Cháu không tin được đâu, nó còn bốc mùi nữa chứ.
Nhưng giá mà chúng ta biết là nó đã làm theo nghĩa đen?
– Cả một lũ cùng nhảy từ trên mái nhà xuống.
– Oh!
Cháu đã bịa ra, ok?
Ai mà chả có lúc mắc lỗi.
Đó là một phần trong mỗi chúng ta.
Yes, nhưng nhớ rằng, Franklin,
không có gì sai cả.
Vì tất cả những gì đã qua.
– Vì tất cả những gì đã qua.
– Vì tất cả những gì đã qua.
– Ok, mặc váy à.
– Tôi chỉ mặc chúng…
vì tôi nghĩ đó là áo choàng.
Chúng ta có nên ghi âm lại không nhỉ?
Tôi đã có một buổi tối thật tuyệt vời.
Tôi cũng vậy.
Tôi thích những anh chàng có lông mày dính thành một đường.
– Ha, ha.
– Thực ra tôi…
Có lẽ thích anh ấy hơn anh một chút.
Anh ấy cũng thế.
Ha, ha. Tôi nên về thôi.
Yeah.
Tôi sẽ trở thành một quý ông.
Well, tin tốt là tôi không phải là một quý ông.
Không ổn rồi.
She blew my mind.
And we’ve been hangin’ out.
Ever since that time.
We got good love.
Rock ‘n’ roll.
Oh, không.
Oh, yeah.
Sweet, sweet love.
Sweet, sweet love.
Sweet, sweet love.
– Hey.
– Oh, chúa ơi!
Oh, chúa ơi. Ok.
– Chào buổi sáng.
– Chào buổi sáng.
– Em đang mặc quần áo. Em định đi đâu?
– Em phải đi làm.
Anh nghĩ ta nên làm bánh kếp hay một cái gì đó .
Em có thích bánh kếp không?
Anh thích bánh kếp lắm.
Thật à, em cũng thích có một cái bánh kếp.
– Ai àm lại không thích bánh kếp cơ chứ? Chỉ có người điên thôi.
– Đúng, chỉ có người điên.
Em phải đi làm. Hôm nay em có một buổi họp.
Họp sớm lắm. Nên em phải đi đây.
Yeah, yeah. Yeah, không, tuyệt lắm.
Anh … Anh cũng có một buổi họp sáng nay, vậy…
– Ok.
– Tối qua …
– Uh… tối qua…
– Thật tuyệt vời.
Thật điên cuồng luôn.
Yeah.
Uh, cám ơn anh vì…
Cám ơn vì điều đó.
Vậy nhe, em phải đi đây.
Nhưng khoá ở phía sau anh… hay là không…
Em không…
Anh không táy máy trộm một cái gì cả.
Em cũng không biết tại sao em lại nói vậy nữa.
Ok, bye.
Trish, em ngủ với anh ấy rồi.
– Ai cơ?
– FDR.
Oh, chúa ơi, ngạc nhiên đấy.
Em thấy thế nào? Còn đi được không đấy?
Chuyện nhỏ, không vấn đề gì.
Chị đã bảo mà. Không có vấn đề gì đâu.
Thấy thế nào?
Tuyệt diệu. Sướng gấp 5 lần bình thường ấy chứ.
Nhưng em hẹn Tuck vào tối nay.
Sau đêm nay, em sẽ không còn phải gặp Tuck nữa.
Không, không phải thế. Họ phải làm theo ý chúng ta, hiểu chứ?
Em nghĩ Gloria Steinem bị bắt và phải ngồi tù…
nên em làm như thể là một con điếm?
Chị không nghĩ thế.
Em phải ra ngoài đó, phải linh hoạt lên.
– Em chết mất.
– Không đâu. Nếu em tới đó, chị…
Chị sẽ ở bên cạnh và kéo em lên.
Ok, cứu em một lần thôi.
Anh có giữ băng theo dõi của tối qua không?
Oh, hey, uh…
Chúng tôi không giữ lại gì cả.
không có gì.
Băng bị kẹt, nên… Ha, ha.
Boylee, đây là kĩ thuật số, đừng có lừa tôi.
– Được. Vậy tôi lấy đĩa nhá?
– Yup.
Thật ra, anh sẽ không muốn xem đâu.
Tôi sẽ xử lý nó, cám ơn rất nhiều.
Anh đã xem nó chưa?
Mới một lần.
Tốt.ỗtảy ra chuyện gì?
Đặc vụ Foster thâm nhập vào cơ sở.
– Đó là tất cả.
– Yep.
– Và?
– Ha, ha.
– Boylee.
– Ahem.
– Rồi anh ta…
– Boylee, chuyện gì xảy ra sau đó?
Rồi anh ta chui vào cơ sở.
Hiểu rồi, anh bạn.
Yeah, tôi hoàn toàn hiểu rồi.
Cám ơn anh bạn. Vui lên nào.
Open your eyes.
I’m flying.
Jack.
– Hi.
– Maya.
Hôm nay là thứ ba.
Mm-hm.
Ngày em chuyển chuyến bay?
Yeah. Phải rồi. Um…
Chỉ là…
Nhìn này, anh…
Anh thật sự không thể làm thế, um…
Anh gặp một người khác.
Xin lỗi.
Chuyện gì đang xảy ra với mình thế này?
Anh hoàn toàn không tự kiểm soát được.
Tuck, nhìn tôi này, tôi hoàn toàn không có kế hoạch gì về chuyện đấy, ok?
Cô ấy mới là ngưòi khởi xướng đầu tiên.
Well, tất nhiên là cô ấy khởi xướng rồi.
Anh cho cô ấy thấy một gia đình hạnh phúc, khác gì khiêu khích cô ấy?
– Anh đã phá luật.
– Quên nó đi. Bây giừo nó không còn là một trò chơi nữa rồi.
– Tôi quan tâm tới Lauren.
– Tuyệt, Anh bắt đầu có cảm xúc rồi đấy.
– Nó chie lấy mất của anh 30 năm thôi.
– Tuck.
– Gì?
– Tôi ngủ với cô ấy rồi.
Yeah, well, tôi nên đề phòng điều đó, phải không?
No, ngủ quên. Như là ngủ thiếp đi.
Điều đó trước đây chưa từng xảy ra với tôi.
Hey, mẹ, con đến đây!
Hey, nhóc, con thế nào?
Lịa đây, ôm bố và cô một cái nào.
Hello.
Đây là bạn của bố, Lauren.
Con tưởng chú Frank mới là bạn duy nhất của bố.
Chú Frank là ai?
Yes. Ha, ha. Um… Ahem.
Nó đúng đấy. Đó là cái cậu bạn duy nhất làm cùng với tôi.
Đây là bạn mới của bố. Lauren.
– Hi.
– Hi.
Hey, hai bố con định làm gì chiều nay?
Tôi cần ai đó giúp một chút về công việc.
– Anh có vẻ là người của công việc.
– Không.
– Yeah?
– Nghe thật tuyệt.
– Giơ tay lên.
– Không.
Now I’ve got a woman.
She’s got a magic spell on me.
Chuyển tới sat cam số 6.
Bye, Lauren.
Hello.
Hello.
Now I’ve got a woman.
Anh ấy đã dựa vào thằng nhóc.
Anh ấy đã nhờ một đứa nhóc.
Có lẽ chúng ta cũng cần một đứa nhóc, thưa ngài. Trong một ngày.
– Anh biết một thằng à?
– Tôi biết một thằng.
Không.
She’s got a magic spell on me.
Tôi đã có một ngày thật tuyệt vời, cám ơn cô rất nhiều.
Tôi cũng thế.
Tạm biệt.
I got no beef with repetition.
Vào trong. Vào trong nhà đi.
Anh sẽ không muốn nhìn đâu… Oh, chúa ơi.
I got no beef with repetition.
Bật số 5 lên.
– Hai…
– Họ định đi đâu vậy? Chuyển sang số 3.
Tuck, chúng ta cần nói chuyện.
Một chút thôi.
– Hỏng rồi. Anh ấy phá mấy con rệp mất rồi.
– Bật số 4.
Rồi số 7.
Thế này thật tệ.
Nhưng thật tuyệt.
Vô phương rồi, sir.
Yeah, đúng thế.
– Ok, Tuck.
– Mm-hm.
Tuck. Tuck, tôi xin lỗi.
Tôi không phải là loại gái như này.
Tôi biết chính xác cô là loại gái gì.
Và đó là lý do tại sao tôi hoàn toàn mê muội trong tình yêu với cô.
Chó thật. Tôi nghĩ đây là sự xâm nhập mới của làn sóng Anh…
Chuyện gì xảy ra ở đó, dưòng như nó phải thế.
– Em cảm thấy em bị tấn công đến mức hoảng loạn.
– Thư giãn đi nào.
Hít sâu vào, rồi thở ra, sau đó ngồi xuống.
Chị nghĩ liệu có thể yêu hai người như nhau cùng một lúc không?
Yêu đương, có thể.
Yêu thật sự, không.
Chị sẽ làm gì khi không biết phải làm thế nào?
Chị hỏi Bob.
Bob, chồng chị?
– Bob “bóp tiền”?
– Yeah.
Ý chị là, chị biết anh ấy béo và kỳ cục, nhưng anh ấy béo và kỳ cục…
chỉ với chị thôi.
Và chị thích cái cách mà chị và anh ấy đang sống.
– Mẹ, mẹ sửa nó được không?
– Hey, con yêu.
Đừng chọn ai tốt hơn.
Hãy chọn cái người mà làm em trở nên tốt hơn ấy.
– Đúng không?
– Đúng.
Tôi yêu em?
Từ hiệu quả nhất để đưa một em lên giường.
Hoan hô. Làm tốt lắm. Diễn giỏi lắm.
– Tôi không mong anh hiểu được.
– Tại sao anh không chịu thừa nhận thất bại?
Đâu có. Tôi vẫn làm tốt cho đến khi anh vuốt tóc mượt lên…
và khoe hàm răng trắng.
Như thường lệ.
Quên nó đi, phải, tôi đã tìm đựoc cô ấy trước.
Yeah, nhưng cô ấy đã ngã vào lòng tôi, Tuck.
Cô ấy đã yêu tôi. Không phải lỗi của tôi khi anh luôn là người đến sau.
Nếu tôi chỉ đến sau, đó là vì tôi luôn phải dọn mọi thứ cho anh.
Anh biết gì không?
Tôi hkông thể đào đâu ra một con khỉ để Lauren chọn lựa giữa chúng ta.
Nhưng cũng vì thế, cái mà chúng ta có…
– Yeah, là cái gì?
– Tất cả kết thúc rồi.
Tôi luôn hỏi Collins về vấn đề chuyển nhượng.
– Lauren. Cô thế nào? Khoẻ không?
– Hi. Oh, tôi khá ổn.
– Tốt.
– Anh có rảnh không?
– Không, tôi vẫn đang ở chỗ làm.
– Anh làm gì vậy?
Oh, không gì cả.
Thành thực mà nói, có một chút buồn tẻ.
– Anh có biết chỗ nào mới không?
– Tôi biết rất rõ.
– Có thể gặp tôi ở đó không?
– Gặp nhau sau nửa tiếng nữa nhé.
– Ok. Tôi đợi anh ăn trưa cùng.
– Nghe thật tuyệt.
– Hẹn gặp nhau ở đó.
– Được rồi, em yêu .
– Bye.
– Bye.
Cô ấy gọi cho anh.
Phải đi rồi, anh bạn.
Phải đóng gói mọi thứ lại thôi.
Chai nước may mắn.
Dù sao, cô ấy cũng là một bà mẹ rất thông minh.
Anh làm gì thế?
Xem băng theo dõi của Tuck tối qua.
Đến lúc đóng lại rồi, Dickerman. Cô ấy đã bỏ đi.
Được rồi, Dick, gặp anh vào lúc khác nhé.
I had a really fantastic
day today, thank you very, very much.
– So did I. It was fun.
– It was.
I, well…
– Cuộn lại một tý.
– Yeah, so…
– Giừo phóng to lên.
– Chỗ này à?
Không, không. Cảnh phía sau.
Dừng tại đó là làm cho rõ lên.
Đó là Heinrich.
Hắn đã ở đó. Tôi phải báo cho Tuck.
Rất vui vì cô đã gọi.
Tôi không mong là thế. Thật bất ngờ.
– Thật à?
– Yeah.
Điều đó thật tuyệt, vì tôi rất thích những bất ngờ.
Thật à? Gosh, thì không như vậy.
Bình thường, nó hay đổi sang hướng xấu hơn…
Sự đau khổ hoàn hảo đây.
– Hi.
– Hi.
FDR, anh định…?
Uh… Tôi xin lỗi.
Tuck, đây là bạn tôi FDR.
FDR, đây là Tuck.
– Chào, thật vui khi gặp hai người.
– Rất vui được gặp anh.
– Anh là người Anh à?
– Vâng.
Thật là hổ thẹn.
– Tại sao?
– Oh, không sao.
Anh …
Anh có đôi bàn tay rất quý phái đấy?
– Mạnh mẽ.
– Quý phái.
– Mạnh mẽ.
– Quý phái.
Giống như đang nắm lấy một con cá hồi vậy.
Các anh có thể dành cho tôi vài phút không?
Tôi chỉ định, um…
Một phút thôi. Một lát thôi
Gọi đồ uống cho tôi nhé.
Trong nháy mắt thôi. Tôi sẽ quay lại ngay.
Oh, so horny.
Oh, so horny.
– Hello.
– Trish.
Hai người bọn họ đều ở đây. Chị phải đến đây ngay,
em cảm thấy mình đang ngẹt thở.
Chị đã bảo em đừng hẹn hò 2 chàng cùng một lúc cơ mà.
Cái gì?
Anh không thể tha thứ hay khoan nhượng để
chịu thiệt như một người đàn ông hay sao?
Đó là Heinrich.
Hắn ta ở L.A.
Chúng ta phải tóm lấy hắn ngay bây giờ.
Anh biết không, Anh thật không tưởng.
Thật đấy.
Tôi phải ngả mũ chào thua. Thật cảm động.
– Nghe này.
– Bỏ tay anh ra khỏi người tôi ngay.
– Không phải… Tuck. Tuck.
– Bỏ tay ra, anh bạn.
Yeah?
– Yeah, đúng rồi.
– Anh định đi đâu đấy? Hey, anh đi đâu?
Mày có thể làm được. Hãy tự tin rằng mày có thể xử lý đựoc cái mớ bòng bong này.
Mày sẽ vượt qua được thôi.
Cái nợ gì dính trên răng mình suốt cả buổi thế?
Ra khỏi đây thôi. Cho họ biết sự lựa chọn của mày.
Chúng đều rất hợp lý.
Họ vẫn có thể là bạn.
Chắc chắn họ sẽ bắt tay nhau.
Nách mình chảy nước rồi.
Lẽ ra tôi nên giết anh ngay từ khi có cơ hội cái hồi còn ở Kandahar.
Sao cơ? Chúng ta vừa làm cái trò hề gì vậy, anh bạn?
Tôi là thứ duy nhất giúp anh còn sống ở Kandahar, anh bạn.
Anh là bạn duy nhất của tôi.
Bạn?
– Hai người biết nhau từ trước à?
– Well, Lauren…
– Hai người biết nhau?
– Đúng.
Vậy đây là cái gì? Một loại đồ uống? Một lạo trò chơi?
Để xem ai giành được cô gái trước?
– Không, không phải thế.
– Lauren…
– Để tôi giải thích.
– Để tôi giải thích.
Tôi thật sự… không, thật ra…
– Anh đã làm thế…
– Lauren, nghe này… im đi.
Tôi đã tin anh.
Lauren. Lauren.
Càng lúc càng tệ hơn.
Họ biết nhau.
– Gì cơ ?
– Em không biết thế nào nữa.
Em chỉ… Em bước xuống và họ nói họ là bạn.
Đây, uống đi.
– Oh, chúa ơi, cái gì vậy?
– Một kiểu rượu tự chế.
Gần như là vodka.
Nhưng chị chắc là có nước táo hay gì gì đó ở trong đấy.
Em thấy mình thật ngốc. Em đã nghĩ họ sẽ quân tâm em. Ta đi được chưa?
Yeah, chắc rồi, chúng ta có thể đi bar…
Gì cơ…?
– Oh, chúa ơi.
– Sao thế…?
Xin lỗi.
Tôi có thể giúp gì được cho ngài?
– Đưa cho anh ta chìa khoá xe đi.
-Tôi không cần cái xe này.
Tôi muốn bạn trai của cô.
Đừng có nói chuyện với tôi. Từ nay trở đi,
đừng bao giờ nói chuyện với tôi nữa. Đừng…
– Đó là Sade?
– Sade không như thế. Jesus.
– Ah, nhìn kìa.
– Bật loa ngoài lên.
Được rồi.
Hi, Lauren, tôi thật sự xin lỗi về chuyện đã xảy ra.
Lauren, FDR đây. Tôi rất xin lỗi vì chuyện đã xảy ra.
– Anh im đi có được không?
– Thôi nào, có lẽ cô ấy muốn nói chuyện với tôi.
Sao cô ấy lại không gọi cho anh?
– Tôi không biết.
– Thế thì im đi.
Anh mới phải im đi.
– Lauren…
– Không, chúng mày im đi.
Chỉ có hai thằng đi tay không với nhau tới nhà kho số 22 ở San Pedro.
Bằng không tao sẽ giết con bạn gái xinh đẹp của mày và đứa đi cùng nó.
Nếu tao nhìn thấy cảnh sát hay đặc vụ trong bán kính 1 dặm…
tao sẽ gửi mail cho mày cái đầu của cô ả..
Một giờ nữa phải có mặt.
Nếu đến chỗ kho đó, cô ấy không ra được và chúng ta cũng thế.
– Cái gì vậy?
– GPS. Tôi dùng vệ tinh theo dõi cô ấy.
Cậu đặt một cái vệ tinh để theo đuôi cô ấy?
– Tôi đã làm thế, bộ anh không chắc?
– Không, tôi không làm thế.
Tôi không dùng vệ tinh theo dõi cô ấy. Làm thế thật mất dạy.
Tôi cài một cái vào điện thoại của cô ấy.
– Mượn tạm cái xe đó đi, Tuck.
– Đã xong.
– Cám ơn.
– Cô ấy đã đến phía đầu đông của Venice.
– Đừng có mà làm lộn tùng phèo mọi thứ lên đấy.
– Anh thì có.
Ngừng ngay cái kiểu nhại lại lời tôi đi.
FDR, mục tiêu đang giữ nguyên vị trí.
Còn 1 dặm nữa là tới nơi.
Tuck, tiêu cự chính xác là 0.8 dặm.
Tới gần nữa đi. tôi sẽ thử làm như Monte Carlo.
Chúng tôi không xác định được góc. Lộn về phía Karachi đi.
Tốt. Chỉ cần đưa tôi lại gần thôi.
Không! Anh làm gì thế? Không!
– Trish!
– Được rồi.
Chết tiệt!
Lái đi, đồ ngu!
Chuyện quái gì đang diễn ra ở đây vậy?
Tôi đang rất thành thật. Tôi không phải là nhân viên bán vé du lịch.
– Thật á?
– Tôi cũng không phải thuyền trưởng của một con tàu du lịch.
Chó thật.
Oh, chúa ơi!
– Oh, chúa ơi.
FDR: Ok.
Làm ơn giữu chắc tay lái đi.
Này, tôi đã từng thấy cô lái rồi.
– Lái đi.
– Tôi sẽ không lái cái xe quái gở này đâu.
– Quặt phía này.
– Chó thật!
Tuck!
– Tôi nhớ anh.
– Tôi biết. Tôi cũng nhớ anh lắm.
– Yêu cậu ghê, anh bạn.
– Tôi cũng thế.
– Chúng ta đã trở lại.
– Oh, chúa ơi. Mình là Yoko.
Chào buổi chiều
tôi là Susan Walsh…
-truyền hình trực tiếp từ studio…
– Mẹ.
Yeah?
– Kia là bố phải không?
– Huh?
– Họ định đi đâu vậy?
– Thẳng đến phía nam Cao tốc 310.
Nhưng đoạn đó chưa làm xong.
300 mét, 200. Họ sắp rơi khỏi đường.
Tôi hy vọng cô có thể tha thứ cho anh ấy, Lauren.
– Anh ấy là ngưòi tuyệt nhất tôi từng biết.
– Thôi đi, anh bạn.
Hai người mới thuộc về nhau.
Thật lòng đấy, hai người thuộc về nhau.
Cám ơn. Nhưng cô ấy có sự lựa chọn cho riêng mình rồi.
Không, không. Tôi chưa hề.
– Cô chưa hề?
– Cô chưa hề?
– Gì hả?
– Không, ý tôi là tôi đã, nhưng…
Khi tôi biết tất cả, tôi cảm thấy…
– T… tôi thấy…
– Tuck.
– Xe chống đạn.
– Cái đèn.
Bắn đèn trước đi.
Túi khí tác động lên phía trước được phát triển
cho tất cả các mẫu sản xuất sau năm 2006.
– Anh ổn chứ?
– Yeah.
– Tốt.
– Yeah.
Tôi ổn.
Được rồi. Kiếm một chỗ nghỉ thôi.
– Chúng tôi không biết nó
đã xảy ra như thế nào.
– Con không nghĩ bố là
nhân viên bán vé du lịch.
Nhưng nó có sự tham gia của một nhóm khủng bố người Đức…
cũng như hai đặc vụ liên bang.
– Tôi xem qua cho anh nhé?
– Không, tôi ổn.
Tôi sẽ cho anh biết tại sao tôi không chọn anh.
Yeah, cũng tốt mà. tôi, um…
Tốt đấy chứ. Tốt đấy. Tôi hiểu mà.
– Ok.
– Tốt mà.
Joe có biết gì về chuyện này không?
Um…
không.
Không, chưa biết thôi nhưng tôi nghĩ nó sẽ biết sớm thôi.
Phải.
Tôi… Có lẽ tôi nên…
Tôi nên bỏ cuộc.
Good.
Bảo trọng nhé.
Hey, Tuck.
Tôi, uh, tôi sẽ lo tất.
Cám ơn.
Được rồi.
Hẹn gặp lại…
Hẹn gặp lại ở văn phòng nhé?
Không.
Gặp anh ở chỗ cánh đồng.
– Lại đây, anh bạn.
– Lại đây.
– Tôi thích anh.
– Tôi cũng thích anh.
– Anh voiư tôi luôn là một gia đình.
– Yeah. Anh cũng thế.
– Bảo trọng.
– Chăm sóc cô ấy nhé.
Vậy…
Khi em xong tất cả mọi việc và nghiền nát mấy con số…
Shh. Đừng nghĩ gì cả.
Anh sẽ không hối hận, phải không?
Cả phần còn lại của cuộc đời.
Bố thấy chưa? Thấy chưa, có tác dụng rồi.
– Có tác dụng rồi. Bố thấy chứ?
– Bố phải nói gì đây? Hm?
Con có vui không?
Được rồi, lấy giày của con đi.
– Cậu không nghe lời tôi.
– Anh bạn, tôi có vài điều muốn nói với anh.
Thế đấy, đứng lên đi.
Một lần có một người đàn ông dũng cảm nói với tôi,
“Đau đớn là sự yếu đuối rời bỏ thể xác”.
Bye, anh bạn yếu ớt.
Sự yếu đuối rời bỏ thể xác.
Ra trước đi con. Nói chuyện với bạn con một lát.
Vậy ra anh không phải là nhân viên bán vé du lịch?
– Không.
– Mm-hm.
Um… Đó là anh.
Hi, um, Tôi là Katie.
Hello. Tôi là Tuck. Rất vui vì được gặp cô.
– Tuck?
– Đúng rồi. Yeah.
Thật vui được gặp anh.
– Đói không?
– Có.
Anh có muốn ăn gì không?
Như kiểu một gia đình?
Có, có chứ.
Ok, con yêu, đến lúc phải đi rồi.
Alô?
Hey, anh yêu, chuẩn bị nhảy dù đấy à?
FDR: Yeah, tất nhiên rồi.
Nó được làm từ sợi có độ bền cao và khoá được làm để nâng độ an toàn lên gấp ba lần.
Trên diện rộng có tác dụng tốt hơn đến năm lần.
Oh, Chúa ơi, Anh thích em rao giảng như thế đấy.
Oh, tối mai tới nhà bà nhé.
Bảo Tuck đưa Katie và Joe cùng đến nhé.
– Hey, tối mai đến nhà bà nhé, huh?
– Anh đang nói chuyện với bà à?
Không.
Bảo anh ấy chưa?
– Vừa mới nói xong.
– Chúc may mắn.
Anh yêu em, baby.
– Em cũng yêu anh, baby.
– Bye.
Ah! Chị sẽ ném em vào bữa tiệc độc thân thác loạn nhất từ trước đến giờ.
Chị có chắc là chúng ta nên làm thế không?
Chị có bao giờ, đã bao giờ bảo em làm sai chưa?
– Người anh em.
– Yo.
Tôi đã hỏi cưới Lauren.
Anh làm phù rể cho tôi nhá?
– Nhảy xuống đi!
– Hey, anh ổn rồi đấy.
Tôi biết anh có chút khó chịu về việc tôi ngủ với cô ấy…
và mọi thứ liên quan, nhưng…
Ah, đừng lo về điều đó,
– Lauren chưa bao giờ…
– Tôi chỉ nghĩ đó là một sự công bằng đầy thi vị, phải không?
Về cái mẹ gì?
Well, tôi định kể với anh
vài thứ không nên nói,
nhưng phải nói rằng tôi cũng
đã “chơi” cả với Katie.
Một lần. Lâu lắm rồi. Trước khi hai chúng ta quen nhau.
– Chơi cả vợ tôi?
– Không phải. Anh còn không biết cô ấy.
– Phịch cả vợ tôi?
– Từ hồi xửa hồi xưa rồi, anh bạn ạ.
Tôi còn chưa động tới Lauren.
– Hả?
– Tôi còn chưa cả sờ vào Lauren!
Chưa hề, tôi chỉ khiến anh nghĩ như vậy thôi.
Như thế để làm anh ghen tị.
– Anh chưa bao giờ chạm vào Lauren?
– Còn mày thì phịch vợ ông!
I need you to look.
In my head.
Before you came along.
Felt like I was dead
I got good love.
Rock ‘n’ roll.
Well, I met a sweet girl.
She blew my mind.
And we’ve been hangin’ out.
Ever since that time.
We got good love.
Rock ‘n’ roll.

Categories: Movie | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

The Hunger Games 2012 Indonesian

movie image

Download subtitles of The Hunger Games 2012 Indonesian

Diterjemahkan oleh : font color=yellow—Yudy Prasetyono—/font
Dari perjanjian akibat adanya pengkhianatan :
Sebagai hukuman akibat pengkhianatan,
masing-masing distrik harus mengirimkan
seorang lelaki dan wanita yang berusia antara
12 dan 18 untuk mengikuti suatu “Pemilihan”.
Peserta yang terpilih ini selanjutnya akan diserahkan
untuk mendapat perlindungan dari Capitol
Dan selanjutnya ditempatkan di arena terbuka
di mana mereka akan bertarung hingga mati,
hingga hanya satu pemenang tersisa.
Hingga sejak saat itu dan seterusnya
pertunjukan ini dikenal sebagai nama
‘The Hunger Games’
Kurasa hal ini sudah menjadi tradisi kita……
Yang asalnya dari…
…bagian sejarah bangsa kita yang menyakitkan.
Ya. Ya.
Tapi peristiwa itu sudah lama terjadi
dan kita mencoba untuk menyembuhkannya.
Pada awalnya hal itu digunakan untuk
mengingatkan kita pada pemberontakan
Ini adalah harga yang harus dibayar oleh seluruh Districk.
Tapi kurasa sekarang sudah jauh mengalami perkembangan.
Kurasa ini adalah suatu…
Itu adalah sesuatu yang dapat
menyatukan kita.
Ini tahun ketiga kau mengawasi permainannya?
Bagaimana kamu mendefinisikan kepribadianmu?
Shhhh. Tak apa.
Tak apa. Kamu sedang bermimpi.
Kamu sedang bermimpi.
Aku tahu.
Aku tahu bagaimana rasanya.
Ini tahun pertamamu,Prim. Hanya satu namamu ada…
di undian, mereka tidak mungkin akan memilihmu.
Cobalah untuk tidur.
Aku tak bisa.
Coba saja.
Coba saja.
Jauh di padang rumput.
Di bawah pohon willow.
Tempat tidur dari rumput.
Yang hijau , lembut dan kemilau.
Kamu ingat lagu itu?
Kamu selesaikan lagunya.
Aku harus pergi.
Kemana?
Pokoknya harus pergi.
Tapi aku akan segera kembali.
Aku cinta kamu.
Aku tetap akan memasakmu.
Apa yang akan kamu lakukan pada hewan itu jika
kamu berhasil membunuhnya?
Sialan kamu, Gale!
Itu sama sekali tidak lucu.
Apa yang akan kau lakukan pada rusa seberat 45 kg, Catnip?
Ini adalah hari pemungutan, tempatnya dipenuhi dengan pasukan penjaga perdamaian.
Tadinya aku akan menjualnya.
Kepada pasukan penjaga perdamaian.
Tentu saja.
Seperti kamu tak pernah menjual pada pasukan penjaga perdamaian saja.
Tidak. Tidak untuk hari ini.
Itu tadi adalah rusa pertama yang aku lihat dalam setahun ini.
Sekarang, aku tak punya apa-apa.
Apa yang akan mereka lakukan?
Bagaimana seandainya semua orang berhenti menyaksikannya?
Tak mungkin, Gale.
Bagaimana jika mereka tidak menontonnya?
Bagaimana seandainya kita tidak menontonnya?
Takkan mungkin terjadi.
Kamu bertaruh pada peserta favorit, lalu kamu menangis saat mereka terbunuh.
Benar-benar memuakkan.
Gale.
Jika tak ada seorangpun menontonnya…
Maka mereka tak mungkin mengadakan permainannya.
Sesederhana itu.
Tak apa-apa.
Baiklah, tertawai saja…
Aku tak mentertawai kamu.
Kita bisa melakukannya, kau tahu?
Melarikan diri. Tinggal di hutan. Apapun yang kau inginkan?
Mereka akan menangkap kita.
Mungkin tidak.
Memotong lidah kita atau yang lebih buruk…
…kita tak akan berhasil pergi lebih dari 5 mil.
Tidak, aku bisa pergi sejauh 5 mil.
Kita pergi ke arah sana.
Aku punya Prim. Kamu punya saudara-saudaramu.
Mereka juga bisa ikut.
Prim tinggal di hutan?
Mungkin tidak.
Aku tak akan mau punya anak.
Tak mungkin.
Andai saja aku tidak tinggal di sini.
Tapi kamu memang hidup di sini.
Aku tahu, kubilang andai saja.
Oh, aku lupa.
Oh Tuhan.
Apakah ini kue beneran?
Ya. Tentu.
Kubarter dengan seekor tupai.
Selamat hari Hunger Games.
Dan semoga keberuntungan menyertaimu selalu.
Berapa nama kamu yang kamu masukkan hari ini?
Empat puluh dua.
Kurasa keberuntungan takkan menyertaiku hari ini.
Terima kasih, Nak.
Apa ini?
Itu adalah seekor burung…Mocking Jay.
Berapa harganya?
Ambil saja untukmu.
Itu buatmu.
Terima kasih.
Aww. Lihatlah dirimu.
Kamu tampak cantik.
Sini biar aku masukkan rok belakangmu.
Aku membuatkan sesuatu untuk kalian berdua.
Alangkah cantiknya kamu.
Andai saja aku secantik kamu.
Oh tidak.
Andai saja aku yang secantik kamu, adik kecilku.
Ingin tahu apa yang barusan kudapat untukmu hari ini?
Ini adalah pin burung Mocking Jay.
Untuk melindungimu.
Dan selama kau memilikinya.
Hal yang buruk takkan terjadi padamu.
Aku janji.
Shh. Prim, tak apa. Tak apa. Shh.
Oke, sekarang saatnya kita mendaftar.
Oke, mereka akan menusuk jarimu
untuk mengambil sedikit darah.
Aku takut.
Prim, takkan terasa sakit. Hanya sedikit saja.
Duduklah di sana sebentar dengan anak-anak kecil itu.
Kutemui kamu nanti oke?
Selanjutnya.
Selanjutnya.
Silakan.
Selanjutnya.
Selanjutnya.
Selanjutnya.
Selanjutnya.
Selamat datang.
Selamat datang. Selamat datang.
Selamat mengikuti Hunger Games.
Dan..
Semoga keberuntungan menyertaimu selalu.
Sekarang, sebelum kita mulai.
Kita akan menyaksikan sebuah film istimewa.
Didatangkan khusus untuk kalian langsung dari Capitol.
Perang.
Perang yang mengerikan.
Para janda…
Anak yatim…dan anak-anak tak beribu.
Ini adalah pemberontakan yang mengguncang negeri ini.
Pemberontakan Distrik 13 terhadap
bangsa yang menghidupinya, mencintainya,
melindunginya.
Saling bunuh antar sesama saudara hingga tiada yang tersisa.
Dan kemudian datanglah perdamaian.
Perjuangan hebat.
Kemenangan.
Orang-orang…
bangkit dari puing-puing reruntuhan dan masa baru dimulai.
Tapi kebebasan memerlukan harga.
Dan para pengkhianatpun terkalahkan.
Kami sebagai bangsa bersumpah.
Kami tak ingin pengkhianatan terulang lagi.
Dan akhirnya dideklarasikan…
Bahwa tiap tahun.
Masing-masing distrik di bawah kekuasan Panem
harus mengirimkan peserta…
Seorang lelaki dan gadis muda.
Untuk bertarung hingga mati.
Dalam suatu permainan kehormatan,
keberanian dan pengorbanan.
Pemenang tunggal…
Akan bergelimang kekayaan…
Yang akan terus menjadi pengingat akan kemurahan…
.. ..dan pengampunan kami.
Inilah cara kita mengenang masa lalu kita.
Inilah cara kita menjaga keselamatan masa depan bangsa kita.
Aku benar-benar meyukainya.
Sekarang, tiba waktunya bagi kita untuk…
…memilih…
…satu orang wanita muda dan pria muda yang pemberani.
Yang mendapat kehormatan untuk mewakili Distrik 12…
… di acara tahunan Hunger Games yang ke 74.
Seperti biasa…
…. peserta wanita dahulu.
Primrose Everdeen!
Dimana kau?
Ayo, naiklah!
Ayo, naiklah!
Prim!
Prim!
Jangan!
Aku mengajukan diri!
Aku mengajukan diri sebagai peserta.
Aku yakin ada peserta sukarela!
– Kamu harus pergi dari sini.
– Tidak!
– Cari ibu!
– Tidak!
– Prim, lekas cari ibu!
-Tidak!
Ma’afkan aku.
Tidak!
Tidak!
Tidakk! Tidaakkk! Tidakkkkk!
Terjadi peristiwa cukup mengejutkan
di sini, Distrik 12.
Peserta sukarela pertama yang pernah ada di Distrik 12.
Bawalah dia naik.
Kemarilah sayang.
Siapa namamu?
Katniss Everdeen.
Aku berani bertaruh tadi itu adalah adikmu.
Benarkah?
Mari kita beri tepuk tangan meriah untuk
peserta sukarela pertama kita, Katniss Everdeen.
Dan sekarang…
…peserta pria.
Peeta Mellark.
Inilah mereka.
Peserta kita dari Distrik 12.
Ayo kalian berdua. Jabat tangan.
Selamat hari Hunger Games.
Dan semoga keberuntungan menyertaimu selalu.
Kamu punya waktu 3 menit.
Prim, Prim, tak apa.
Shh. Prim, waktu kita tidak banyak.
Prim, dengar.
Kamu akan baik-baik saja.
Jangan menukar namamu dengan makanan dari mereka.
Sama sekali tidak sebanding untuk memasukkan
banyak namamu di undian, oke?
Dengar, Prim.
Gale akan membawakanmu makanan.
Kamu bisa menjual keju dari kambingmu.
Cobalah saja untuk menang. Mungkin kau bisa menang.
Mungkin saja aku bisa menang, aku pintar bukan?
Kamu bisa berburu.
Tepat sekali.
Ini akan melindungimu.
Terima kasih.
Ibu tak boleh mengabaikannya lagi.
Takkan.
Ya, tak boleh.
Jangan seperti ketika ayah meninggal.
Aku tak akan ada di dekatnya lagi.
Dia hanya memiliki ibu.
Tak peduli apa yang ibu rasakan, ibu harus selalu ada untuknya.
Ibu faham?
Jangan menangis.
Jangan menangis. Jangan.
Waktunya habis.
Tak apa. Prim,tak apa.
Tidak! Tidak!
Aku berjanji Prim.
Aku baik-baik saja.
Kamu tidak baik-baik saja.
Memang.
Dengarkan aku.
Kamu lebih kuat dibanding mereka. Sungguh!
– Carilah busur panah…
-Mereka mungkin tidak memiliki..
– Pasti, jika kamu menunjukkan betapa hebatnya kamu.
Mereka hanya ingin pertunjukan yang bagus.
Hanya itu yang mereka mau.
Jika mereka tak menyediakan busur panah,
maka kamu harus membuatnya sendiri.
Kamu tahu cara berburu.
Tapi mereka bukan binatang.
Tak ada bedanya, Katniss.
Ada 24 peserta, Gale dan hanya ada satu pemenang.
Dan pemenang itu adalah kamu.
Jagalah mereka Gale.
Sesibuk apapun kamu, jangan biarkan mereka kelaparan.
Aku akan segera menemuimu, oke?
Kalian berdua belum pernah bepergian?
Tempat lilin kristal.
Gagang pintu platina.
200 mil per jam hingga kamu
nyaris tak bisa merasakan apapun.
Menurutku hal yang cukup luar biasa adalah kesempatannya…
Bahwa meskipun kamu di sini dan mungkin hanya untuk sesaat…
Kalian harus menikmati semua ini.
Aku akan mencari Haymitch.
Dia mungkin ada di gerbong minuman.
Kamu pernah berjumpa dengannya?
Haymitch?
Kamu tahukan, Katniss, dia itu pembimbing kita.
Dia dulu merupakan peserta.
Dengar.
Jika kamu memang tak ingin bicara, aku mengerti.
Tapi kurasa…
…takkan ada salahnya untuk mendapatkan sedikit bantuan.
Selamat.
Dimana esnya?
Entahlah.
Oke, jadi uh…
…kapan kita bisa mulai?
Whoah.
Mengapa harus terburu-buru?
Kebanyakan dari kalian sepertinya suka tergesa-gesa.
Aku ingin tahu apa rencananya.
Anda pembimbing kami,
anda seharusnya…
Pembimbing?
Pembimbing kami seharusnya memberitahu kami cara
mendapatkan sponsor dan memberikan nasihat.
Oh, oke.
Ummm…
Sambut kematian kalian yang kemungkinan segera datang.
Dan ketahui.
Dalam hatimu…
…bahwa aku tak bisa melakukan apapun
untuk menyelamatkan kamu.
Lalu buat apa anda ada di sini?
Untuk makanan dan minumannya.
Oke, kurasa itu sudah cukup.
Kalian membuat minumanku tumpah.
Membasahi celana baruku.
Kalian tahu…
Kurasa aku ingin menghabiskan minumku di kamar.
Aku akan kesana.
Apa? Tak ada gunanya.
Aku akan bicara padanya.
Kita punya dua.. anak berusia 16 tahun.
Kamu ingat tahun itu?
Aww. Salah satu tahun yang menjadi favoritku.
Dan juga salah satu arena favoritku.
Pemakaian puing-puing, reruntuhan kota.
Sangat menarik.
Dari kejadian di sini…
….kejadian ini…
.. ini adalah peristiwa yang tidak mungkin terlupakan.
Saat…
…dimana seorang peserta…
…menjadi pemenang.
Kamu pasti akan mati membeku dahulu.
Tidak mungkin, karena aku menyalakan api.
Itu akan menjadi cara terbaik untuk dibunuh.
Apanya yang merupakan cara terbaik untuk dibunuh?
Oh! keberuntungan.
Mengapa kau tidak bergabung dengan kami?
Aku sedang memberikan sedikit nasihat untuk selamat.
Seperti apa?
Aku tadi sedang bertanya bagaimana mencari tempat berlindung.
Yang akan sangat gampang andai saja kalian masih bertahan hidup.
Bagaimana cara kamu menemukan tempat berlindung?
Tolong selainya.
Bagaimana cara kamu menemukan tempat berlindung?
Beri aku sedikit untuk bernafas sayang.
Proses bimbingan ini sangat..
…membebaniku.
Bisa ambilkan selai jeruknya?
Itu kayu mahoni.
Lihatlah dirimu!
Baru saja membunuh….tatakan piring!
Kalian benar-benar ingin tahu cara bertahan hidup?
Kau harus membuat orang-orang menyukaimu.
Sepertinya itu bukan hal yang kau harap?
Saat kamu berada di tengah permainan…
….dan kamu kedinginan atau kelaparan
Persediaan air, atau pisau
atau bahkan korek api akan menentukan
hidup dan matimu.
Dan barang-barang itu hanya akan didapatkan dari sponsor.
Dan untuk mendapatkan sponsor, kau harus membuat orang menyukaimu.
Dan saat ini, sayang?
Kamu tidak memulainya dengan baik.
Itu dia.
Besar sekali.
Luar biasa.
Sebaiknya kamu simpan pisau ini.
Dia tahu apa yang mesti dia perbuat.
Jadi setelah anda melihat semuanya…
…bagaimana menurut anda permainan
tahun ini akan berjalan?
Akankah ada kejutan-kejutan yang mungkin bisa
kita harapkan tahun ini?
Sangat sulit untuk menentukan dengan hanya
berdasar proses pemungutan, tapi..
…ini akan menjadi permainan yang menarik.
Kapanpun ada peserta sukarela dari sebuah Distrik,
itu merupakah hal yang tidak boleh kau remehkan.
Ada apa?
Ada apa?
Kami baru saja sepakat untuk membersihkan kamu
sekali lagi sebelum kami serahkan ke Cinna.
Itu adalah hal paling berani yang pernah aku saksikan,
apa yang kau perbuat pada adikmu.
Namaku Cinna.
Katniss.
Aku ikut menyesal hal ini terjadi padamu.
Dan aku di sini untuk membantumu semaksimal mungkin.
Kebanyakan orang hanya mengucapkan selamat padaku.
Aku tak melihat gunanya melakukan hal itu.
Jadi malam ini…
….mereka akan mengadakan parade peserta.
Aku akan membawamu keluar dan
memamerkanmu pada dunia.
Jadi kamu di sini untuk mempercantik aku.
Aku di sini membantumu agar mendapat kesan.
Sekarang biasanya, mereka mendandani orang
dengan kostum yang sesuai Distrik mereka.
Ya. Distrik kami adalah distrik penambang batu bara.
Ya. Tapi aku tak ingin memakaikan kostum itu.
Aku akan melakukan sesuatu yang akan selalu penonton ingat.
Apakah mereka menjelaskan cara untuk mendapatkan sponsor?
Ya, tapi aku kurang bagus dalam berteman.
Kita lihat saja nanti.
Kurasa, seseorang yang pemberani…
…tidak seharusnya berbusana kostum bodoh
seperti yang biasa mereka lakukan.
Kuharap tidak.
Ini bukan api sungguhan. Baju ini dibikin sedemikian rupa
sehingga kamu takkan bisa merasakan apapun..
Terlihat seperti api sungguhan bagiku.
Memang seperti itu tujuannya.
Kalian siap?
Jangan takut.
Aku tak takut.
Ratusan orang, berdesakan…
hanya untuk menyaksikan kostum
peserta tahun ini…
…dan para sponsor akan bisa menyaksikan
para peserta untuk pertama kalinya.
Pentingnya saat-saat seperti ini tidak bisa diragukan lagi.
Sangat bagus.
Tepukan pertama mulai dalam hitunganku…
15…14… 13…
Kita sambut para peserta. Itulah mereka.
Para peserta tahun ini.
Penampilan peserta di atas panggung yang memikat…
…akan membuat bulu kuduk anda merinding.
Tidakkah kalian menyukai, cara penata gaya…
…mereka begitu pandai dalam merefleksikan…
…karakter masing-masing Distrik.
Kita sambut Distrik 4!
Distrik nelayan.
Aku paham. Aku menyukainya.
Itu bagus sekali.
Dan di belakang mereka…
.. kita bisa melihat dua pekerja pembangkit tenaga.
Dan berikutnya…
…apakah itu?
Ayolah. Mereka pasti akan menyukainya.
Anda lihat? Aku sangat menyukainya.
Dua anak muda, mengangkat tangan mereka ke atas!
Berkata, ” Aku bangga,
Aku dari Distrik 12!
Kita tak bisa meremehkannya!”
Aku benar-benar menyukainya!
Kita pasti akan memberikan perhatian lebih kepada mereka mulai dari sekarang!
Dan kita siap.
Presiden Snow, anda tampil secara langsung!
Selamat datang.
Selamat datang.
Para peserta.
Kami menyambut anda.
Kami salut akan…
…keberanian…
…dan pengorbanan kalian.
Dan kami mengucapkan pada kalian…
…selamat mengikuti Hunger Games.
Dan semoga keberuntungan menyertaimu selalu.
Tadi itu luar biasa.
Oh, kitalah yang akan menjadi perbincangan orang-orang.
Begitu berani.
Apa kamu ingin menyulut api yang baru?
Api palsu?
Kamu yakin, kamu….
Itu uh..
…mari kita naik.
Jadi masing-masing Distrik menempati lantai tersendiri,
dan berhubung kalian berasal dari Distrik 12…
…maka kalian menempati griya tawang.
Jadi ini ruang tamu.
Aku tahu. Aku tahu.
Sekarang, kamar kalian ada di sebelah sini.
Mengapa kalian tidak mandi dan membersihkan diri
sebelum makan malam.
Dalam waktu dua minggu…
…23 orang dari kalian akan mati.
Satu di antara kalian akan hidup.
Siapa yang akan hidup tersebut akan tergantung
seberapa baik kalian dalam mencurahkan
perhatian selama empat hari ke depan.
Khususnya pada hal-hal yang aku sampaikan.
Pertama. Tidak boleh berkelahi sesama peserta.
Kalian akan memiliki banyak waktu untuk itu nanti di arena.
Ada empat macam latihan wajib,
sisanya merupakan latihan individual.
Saranku adalah…
….jangan mengabaikan keahlian bertahan hidup.
Semua peserta pasti ingin mengambil pedangnya,
tapi sebagian besar…
…dari kalian akan mati karena sebab-sebab alami.
10% akibat infeksi.
20% akibat kekurangan cairan.
Tempat terbuka bisa membunuhmu secepat pisau.
Hey, dimana pisauku?
Dimana kau menaruhnya?
AKu menaruh pisaunya…
Jangan sentuh aku..
Sial! Kamu yang mengambil pisauku!
Aku tak menyentuh pisaumu.
Aku tak menyentuh pi…
Kamu bohong!
Kamu bajingan cilik!
Kamu yang mengambil pisauku!
Jangan sentuh aku!
Duduk di sini.
Sebaiknya aku menunggumu di arena.
Kamulah yang pertama kali akan kubunuh,
jadi berhati-hatilah, huh!
Semuanya kembali ke barisan.
Kau tahu kau sudah mempermainkan Cato!
Peserta karir.
Kamu tahu maksudnya itu?
Dari Distrik 1.
…dan 2.
Mereka sudah dilatih di akademi khusus hingga berusia 18…
lalu mereka mengajukan diri.
Oleh karena itu…
…mereka cukup mematikan.
Tapi mereka tidak mendapatkan perlakuan istimewa.
Faktanya, mereka juga menempati apartemen yang sama seperti kalian.
Dan kurasa mereka tidak mendapatkan hidangan penutup seperti kalian.
Jadi seberapa bagus mereka?
Jelas sekali, mereka cukup bagus.
Mereka hampir selalu memenangkannya tiap tahun, tapi…
Hampirs…
Mereka bisa menjadi sangat sombong.
Dan kesombongan bisa saja menjadi masalah besar.
Kudengar kamu bisa memanah…
Aku bisa.
Sebenarnya, lebih dari kata bisa.
Ayahku selalu membeli tupainya.
Ayah bilang, dia memanah tupainya tepat di mata, selalu.
– Peeta kuat.
– Apa?
Dia bisa melempar karung seberat 50…
…dari samping kepalanya. Aku sudah melihatnya.
Oke, tapi aku tak bisa selalu membunuh orang dengan karung.
Kamu punya kesempatan lebih baik untuk menang…
…saat seseorang menyerangmu dengan pisau.
Aku sama sekali tak punya peluang untuk menang.
Tak punya! Oke?
Itu benar.
Semua orang mengetahuinya.
Kamu tahu apa yang dibilang ibuku?
Dia bilang, “Distrik 12 mungkin yang jadi pemenangnya!”
Tapi bukan aku yang dimaksudkannya.
Kamu yang dia maksud.
Aku sudah tak lapar lagi.
Aku juga sudah selesai.
Lempar bola logam itu kesana.
Tidak.
Haymitch bilang kita sebaiknya tidak menunjukkan…
Aku tak peduli apa yang dikatakan Haymitch.
Orang-orang itu melihatmu seperti bongkahan daging.
Lemparkan!
Bagaimana kamu melakukannya?
Aku uh…
Aku terbiasa menghias kue saat masih di toko roti.
Sini kuperlihatkan.
Tahu kan?
Aku rasa kamu punya bayangan.
Besok mereka akan membawa kalian satu persatu.
Dan mengevaluasi kalian.
Ini penting sekali karena rating tinggi berarti datangnya sponsor.
Ini waktunya untuk menunjukkan segalanya pada mereka.
Di sana ada panah, pastikan kamu untuk menggunakannya.
Peeta, pastikan kamu untuk menunjukkan kekuatanmu.
Mereka akan mulai dari Distrik 1,
jadi kalian berdua akan mendapatkan giliran terkahir.
Aku tak tahu bagaimana mengatakannya…
…pastikan mereka akan selalu mengingat kalian!
Katniss Everdeen.
Katniss.
Tembak yang lurus.
Katniss Everdeen.
Distrik 12.
Terima kasih…
…atas perhatian kalian.
Apa kamu gila?
Aku tadi sedang emosi.
Marah?!
Kamu sadar bahwa reaksimu itu berpengaruh buruk
pada kita semua?
Bukan hanya kamu.
Mereka hanya ingin pertunjukan yang bagus.
Lalu bagaimana dengan tingkah laku yang buruk, Cinna?
Bagaimana dengan itu?
Yea, akhirnya!
Kuharap kau memahami, situasi kita buruk sekali.
Tembakan yang bagus, sayang!
Ap.. apa.. Apa yang mereka…
Apa yang mereka perbuat saat kamu menembak apelnya?
Mereka nampak kaget.
Lalu kamu bilang… “Terima kasih atas… ”
…perhatian anda. Jenius!
Jenius.
Bagaimana kalian bisa menganggap ini hal yang lucu?
Jika panitia pertandingan memutuskan untuk mengeluarkan…
Siapa? Dia?
Kurasa mereka sudah melakukan yang terbaik.
Kendorkan tali korsetmu dan mari kita minum.
Aku rela memberikan apa saja untuk bisa melihatnya.
Seperti yang kalian tahu para peserta dirating dengan nilai
1 hingga 12 setelah tiga hari melalui evaluasi yang teliti.
Panitia pertandingan ingin segera memberikan nilai…
Dari Distrik 1, Marvel.
Mendapatkan nilai 9.
Cato, mendapatkan nilai 10.
Clove, mendapatkan nilai 10.
Empat, untuk nilai…
Dari Distrik 7…
Dari Distrik…
Rue, mendapatkan nilai 7.
Dari Distrik 12…
Peeta Mellark…
Mendapatkan nilai…
Tidak terlalu buruk. Bravo.
Dan akhirnya….
Dari Distrik 12…
Katniss Everdeen…
Dengan nilai…
…sebelas.
Selamat.
Kupikir mereka membenciku.
Mereka pasti menyukaimu, gadisku.
Untuk Katniss Everdeen…
Gadis yang terbakar!
Nilai sebelas?
Dia pantas mendapatkannya.
Tapi dia menembakkan panah ke kepalamu.
Sebenarnya, ke sebuah apel.
Yang dekat kepalamu.
Duduklah.
Seneca…
…mengapa menurutmu kita mesti memiliki pemenang?
Apa maksudmu?
Maksudku…
…mengapa kita harus memiliki pemenang?
Maksudku jika kita ingin mengintimidasi Distrik,
mengapa tidak secara acak memilih 24 orang…
…dan mengeksekusinya sekaligus. Akan jauh lebih cepat.
Harapan.
Harapan?
Harapan.
Itulah satu-satunya hal yang lebih kuat dibanding rasa takut.
Memberi sedikit harapan akan berhasil.
Banyak harapan akan membahayakan.
Semuanya akan berjalan dengan baik.. selama bisa kau kendalikan.
Jadi…
Jadi… kendalikanlah!
Benar.
Jika dia terus memandang perhiasanku,
maka dia takkan bisa mengalihkan perhatiannya…
Sejujurnya itu…terlihat kasar.
Oh, Haymitch.
Kamu harus bergabung dengan kami.
Kita sudah mempersiapkan makanan favoritmu.
Oh, bagus.
Dimana Peeta?
Dia ada di kamarnya. Sekarang dengarkan…
Besok adalah hari terakhir.
Saat mereka memberitahukan hak-hak yang dimiliki peserta…
…sebelum permainan dimulai,
kau dan aku akan ada di bawah pada jam 9.
Lalu bagaimana dengan dia?
Dia hanya ingin berlatih sendirian mulai dari sekarang.
Hal-hal itu biasa terjadi di saat seperti ini, ada…
…satu pemenang saja. Bukan?
Seharusnya mereka menyediakan cokelat panggang.
Tuan-tuan dan Nyonya-nyonya.
Pembawa acara favorit anda…
Caesar Flickerman!
Terima kasih.
Selamat datang, Selamat datang, Selamat datang, Selamat datang.
Di acara tahunan Hunger Games ke 74.
Sekarang, para peserta diberi waktu selama 5 menit untuk
tampil di atas sini.
Seluruh peserta yang selama ini sering anda dengar namanya.
Apa kalian sudah tak sabar?
Coba aku dengar!
Luar biasa.
Aku tak merasa luar biasa.
Apakah kau tak sadar betapa cantiknya dirimu?
Tidak. Dan aku tak tahu bagaimana membuat orang menyukaiku.
Bagaimana kau membuat orang suka padamu?
Mengapa kau bisa menyukaiku?
Itu berbeda.
Aku bahkan tidak berusaha.
Tepat sekali.
Jadilah dirimu sendiri.
Aku nanti akan berada di sana setiap waktu…
…dan berpura-puralah seolah kau sedang bicara padaku.
Mari kita lihat apa dia benar-benar bisa bersinar.
Mari kita beri tepuk tangan meriah…. untuk Glimmer.
Glimmer, apa kamu sudah siap?
Ya Caesar, aku sudah siap.
Aku sangat menyukainya, itu benar-benar…
Tepuk tangan yang meriah.
Marvel!
Selamat datang Clove.
Sungguh merupakan suatu kehormatan untuk mewakili Distrikku.
Jadi kamu benar-benar seorang pejuang?
Aku sudah siap, aku buas dan aku siap bermain.
Cato!
Dari Distrik 12…
Kalian mengenalnya…
…sebagai gadis yang terbakar!
Kita semua mengenal Katniss Everdeen!
Kurasa ada yang agak sedikit gugup.
Kukatakan bahwa kau melakukan penampilan yang menawan
saat parade para peserta beberapa hari lalu.
Kamu ingin sedikit bercerita tentang hal itu?
Well, saat itu aku hanya…
…berharap semoga tidak terbakar sampai mati.
Saat kamu keluar bersama kuda itu…
..aku harus bilang bahwa…
..jantungku … berhenti.
Apakah diantara kalian semua juga mengalaminya?
Jantungku berhenti berdetak.
Begitu juga jantungku.
Sekarang bisakah kau bicara mengenai apinya…
apakah itu api sungguhan?
Kenyataannya, aku bahkan memakainya sekarang.
Anda ingin melihat?
Tunggu, tunggu, tunggu.
Apakah itu aman?
Bagaimana menurut anda, pemirsa?
Kurasa itu jawaban setuju.
Itu benar-benar istimewa.
Katniss, tadi benar-benar istimewa.
Terima kasih untuk itu.
Aku punya satu lagi pertanyaan untukmu.
Tentang adikmu…
Kami semua merasa tersentuh,
kurasa saat…
…kau mengajukan diri sebagai penggantinya saat pemungutan.
Apakah dia sempat mengucapkan perpisahan kepadamu?
Dia melakukannya.
Dan apa yang kau katakan padanya?
Akhirnya?
Aku bilang padanya bahwa aku akan berusaha menang.
Bahwa aku akan berusaha menang demi dia.
Tentu kau bisa memenangkannya.
Dan kamu harus mengusahakannya.
Tuan-tuan dan Nyonya-nyonya,
dari Distrik 12,
Katniss Everdeen, gadis yang terbakar!
Kamu berhasil melakukannya, sayang.
Tadi sungguh luar biasa.
Terima kasih.
Usaha yang bagus sayang.
Terima kasih.
Juga baju yang indah.
Bukan punyamu.
Peeta Mellark!
Peeta, selamat datang.
Bagaimana kamu bisa menemukan Capitol?
Jangan bilang lewat atlas.
Uh, hal itu… berbeda.
Sungguh sangat berbeda.
Berbeda? Dalam hal apa?
Coba beri kami contoh.
Uh oke, kamar mandinya aneh.
Kamar mandinya?
Kamar mandi milik kita berbeda.
Aku punya pertanyaan untukmu, Caesar.
Apa menurutmu aku beraroma mawar?
Um…
Benarkah?
Apa aku juga?
Aroma kamu jelas lebih harum dibanding aku.
– Karena aku tinggal di sini lebih lama.
– Itu masuk akal.
Jadi Peeta…
….katakan padaku.
Apakah kamu memiliki gadis istimewa di kampung halamanmu?
Tidak, sebenarnya tidak.
Tidak? Aku tak percaya sedikitpun.
Lihatlah tampangmu.
Pria tampan sepertimu….Peeta.
Katakan padaku.
Well, sebenarnya ada…
Ada seorang gadis yang…
….sudah lama sekali aku sukai.
Tapi aku yakin dia tidak mengenaliku sampai hari pemungutan.
Well…
Kukatakan padamu Peeta.
Kamu mainkan…
…dan menangkan permainan ini.
Dan saat kamu pulang.
Dia pasti tak bisa menolakmu.
Benar sobat?
Terima kasih, tapi…
Kurasa memenangkan permainan ini sama sekali tak bisa membantuku.
Dan apa sebabnya?
Karena…dia datang kemari bersamaku.
Well, itu benar-benar nasib buruk.
Ya. Begitulah.
Dan aku berharap semoga nasibmu selalu beruntung.
Terima kasih.
Peeta Mellark.
Distrik 12!
Apa-apa’an tadi?
Kamu tak berbicara padaku dan kau bilang kau menyukaiku?
Kau bilang kau ingin berlatih sendiri…
seperti itukah caramu bermain?
Hentikan! Hentikan!
Mari kita bahas di sini.
Dia sebenarnya sudah membantumu.
Dia membuatmu nampak lemah.
Dia membuatmu jadi diinginkan.
Yang mana dalam kasus ini, kamu tidak tersakiti sayang!
Dia benar Katniss.
Tentu saja, aku benar.
Kini aku bisa menjual ‘pasangan kekasih yang tak bisa bersatu’
dari Distrik 12.
Kami bukan pasangan kekasih yang tak bisa bersatu.
Ini hanya untuk pertunjukan televisi.
Dan jatuh cinta dengan bocah itu bisa saja memberikan…
…kamu sponsor yang akan menyelamatkan nyawamu.
Oke…mengapa kalian tidak keluar saja?
Mungkin aku bisa mendampingi kalian secara berpasangan besok.
Jaga etika.
Kamu juga?
Oh, hey.
Tak bisa tidur?
Tidak, tentu saja tak bisa.
Ma’af tadi aku marah padamu.
Kamu tahu kan, semua itu tadi aku maksudkan sebagai pujian.
Aku tahu.
Dengar…
Aku hanya tak ingin mereka mengubahku.
Bagaimana mereka akan bisa mengubahmu?
Entahlah.
Dengan cara mengubahku menjadi seseorang yang bukan aku.
Aku hanya tak ingin menjadi pion dalam permainan mereka, kamu tahu?
Maksudmu kamu tak akan membunuh siapa pun?
Bukan begitu.
Aku tak yakin jika saatnya belum tiba.
Kalau saatnya tiba, aku yakin akan membunuh sama seperti yang lain.
Ya, hanya saja aku terus…
…berharap bisa memikirkan cara untuk menunjukkan pada mereka.
Bahwa mereka tidak memilikiku.
Kamu tahu, jika aku memang harus mati.
Aku tetap ingin menjadi diriku.
Apakah itu masuk akal?
Hanya saja aku tak mampu berpikir seperti itu.
Aku punya adik.
Ya, aku tahu.
Kalau begitu, sampai bertemu besok.
Sampai bertemu besok.
Mereka menaruh semua jenis barang tepat di depan.
Tepat di depan mulut Cornucopia.
Bahkan akan ada busur panah di sana.
Jangan mengambilnya!
Mengapa tidak?
Akan ada pertumpahan darah, mereka hanya ingin memancingmu.
Itu bukan saatnya kamu bermain.
Kamu berbelok, lari, mencari tempat yang lebih tinggi.
Cari air. Air adalah sahabatmu.
Jangan menjejakkan kaki ke tanah terlalu cepat atau kamu akan meledak..
Takkan.
Katniss.
Kamu bisa melakukannya.
Terima kasih.
Berikan lenganmu.
Berikan lenganmu.
Berikan lenganmu.
Apa itu?
Alat pelacakmu.
Kurang dari satu menit, peserta!
Pemeriksaan terakhir.
Peserta sudah naik, pesawat siap berangkat.
Terima kasih.
30 detik.
Aku tak boleh ikut bertaruh.
Namun andai bisa, aku akan memasang taruhan padamu.
20 detik.
10 detik.
Oke, mereka sudah ada dalam silinder.
50…
…49…
…48…
…47… 46…
…45… 44…
…43… 42…
…41… 40…
…39… 38…
…37… 36…
…35… 34…
…33… 32…
…31… 30…
…29… 28
…27… 26…
…25… 24…
…23… 22…
Dan tentu saja…..
Akan ada suara ledakan meriam yang biasa kita dengar.
Yang menandakan gugurnya peserta.
YANG GUGUR
Well, itu berarti dalam 8 jam pertama telah ada 13 peserta yang gugur.
Dan Claudius, kurasa aku melihat adanya kerja sama antar peserta.
Kumohon jangan bunuh aku. Oh Tidak!!
Hey, lover boy!
Kamu yakin dia pergi ke arah sini?
Ya, aku yakin.
Sebaiknya begitu.
Yeah. That was her steering
comb back there.
Kamu yakin kita tak bunuh dia saja sekarang?
Tidak. Dia adalah peluang terbaik kita untuk menemukan pacarnya.
Tuan.
Dia nyaris mendekati perbatasan.
Dia melenceng sejauh 2 kilometer dari peserta terdekatnya.
Mari kita belokkan dia.
Kita serang dia dalam hitunganku…satu…
…dua…
Uh, dia malah berlari ke sisi jurang.
Tentu.
Dia hampir sampai.
Lucia, siapkan meriamnya.
Oh di sana dia. Itu dia.
Apa yang kau tunggu sayang?
Bunuh dia Cato!
Aku datang padamu.
Aku akan melakukannya sendiri.
Bantai dia!
Ayolah. Ayolah.
Mungkin sebaiknya kau lempar pedangnya.
Bagaimana jika kita tunggu saja dia.
Akhirnya dia akan turun juga atau mati kelaparan.
Lalu kita bunuh dia.
Buatkan perapian.
OLESKAN SECUKUPNYA DAN BERTAHANLAH HIDUP
Terima kasih.
Pssst.
Pssst.
Claudius. Kurasa itu adalah tawon penjejak. Apakah aku salah?
Oooh.
Lebah-lebah itu sangat mematikan.
Sangat.
Untuk kalian yang belum tahu.
Tawon penjejak secara genetis menyerupai lebah biasa.
Yang sengatannya bisa menyebabkan sakit luar biasa
Halusinasi tingkat tinggi dan pada kasus-kasus ekstrim menyebabkan kematian.
Lari!
Lari!
Lari!
Sialan! Pergilah!
Pergilah dari sini!
Apa yang sedang kau lakukan?
Pergilah!
Sengatannya mematikan.
Dan racun akibat sengatan tawon penjejak…
…menyebabkan halusinasi tingkat tinggi.
Tolong lakukan sesuatu.
Katniss, pergi!
Enyahlah dari sini! Apa yang kau lakukan? Pergi!
Tak apa-apa. Aku takkan menyakitimu.
Mau makan punyaku?
Tidak, tak apa.
Terima kasih.
Sudah berapa lama aku tertidur?
Beberapa hari.
Aku mengganti dedaunannya dua kali.
Terima kasih.
Lalu apa saja yang sudah terjadi? Saat aku pingsan?
Gadis dari Distrik 1 dan anak lelaki dari Distrik 10.
Dan uh…
Dan anak lelaki dari Distrikku?
Tidak, dia masih hidup.
Kurasa dia ada di tepi sungai.
Apakah semuanya benar?
Apanya?
Kamu dan dia.
Lalu dimana Cato dan gerombolannya?
Mereka mengumpulkan persediaan makanan di tepi danau.
Ditumpuk menyerupai piramid besar.
Kedengarannya sangat menggoda.
Tumbuhan hijau ini akan mengeluarkan asap sangat banyak,
begitu membakarnya lanjutkan ke api berikutnya.
Bakarlah ini paling akhir.
Dan kemudian aku akan menemuimu di sini.
Baik.
Aku akan menghancurkan persediaan mereka, selagi mereka mengejar kita.
Kita perlu isyarat, anda saja salah satu dari kita tertangkap.
Oke. Seperti apa?
Ini. Coba ini..
Burung Mocking jay.
Bagus sekali.
Saat di kampung halaman, kami menggunakannya sebagai isyarat.
Cobalah.
Oke jadi, jika kita mendengar tanda itu berarti kita baik-baik saja dan kita harus segera kembali secepatnya.
Kita berdua akan baik-baik saja.
Ketemu lagi nanti saat makan malam.
Okay.
Teman, teman, lihat.
Kemarilah. Kemarilah, lihat!
Kamu yang mengawasi sampai kami semua kembali.
Aku ingin tahu apakah dia akan bisa menyadari adanya jebakan ranjau darat.
Ya. Nampak sekali mereka menguburkan ranjau
di sekitar tumpukan besar penuh makanan itu.
Dia jelas-jelas sudah bisa mengetahuinya, bukan?
Katniss!
Katniss!
Katniss tolong!
Katniss!
Tolong aku! Tolong!
Katniss!
Katniss!
Tak apa.
Kamu baik-baik saja.
Kamu akan baik-baik saja.
Kamu baik-baik saja…lihat kan?
Tak apa-apa.
Kamu baik-baik saja.
Kamu baik-baik saja.
Kamu baik-baik saja.
Apakah kamu meledakkan makanannya?
Semuanya.
Bagus.
Kamu harus menang.
Jauh di padang rumput,
Di bawah pohon willow,
Tempat tidur dari rumput,
Yang hijau, lembut dan kemilau,
Letakkan kepalamu,
Dan tutuplah matamu.
Jangan membunuhnya.
Kamu baru saja menciptakan sebuah martir.
Aku baru saja mendapat suatu berita.
Aku mendengar sesuatu tengah terjadi di Distrik 11.
Ini akan bisa menjatuhkanmu.
Apa yang kau inginkan?
Kamu terlalu banyak menampilkan amarah di luar sana.
Aku tahu kamu bisa mengendalikan orang-orang,
kau sudah melakukannya sebelumnya.
Jika ternyata kamu tak bisa menakuti mereka.
Beri mereka sosok yang bisa dijadikan panutan.
Seperti apa?
Cinta anak muda.
Jadi kamu menyukai orang tertindas.
Semua orang menyukainya.
Aku tak suka.
Ada berapa yang sudah mati?
10? 11? 12?
Uh…
Tidak , tidak secara pribadi.
Aku punya.
Banyak orang tertindas.
Tidak terlalu bagus juga.
Tanaman. Mineral.
Hal-hal yang kita perlukan.
Ada banyak sekali orang tertindas
Dan kurasa seandainya kamu bisa memahami mereka.
Kamu takkan menjadikan mereka panutan.
Tidak sepertimu.
Berhati-hatilah.
Perhatian para peserta! Perhatian
Peraturan yang menetapkan bahwa hanya ada satu pemenang
telah… dibatalkan!
Mulai sekarang, dua peserta bisa dinyatakan sebagai pemenang
jika keduanya berasal…
…dari Distrik yang sama.
Inilah pengumuman untuk saat ini.
Oh Tuhanku! Peeta!
Peeta!
Tak apa.
Luka karena apa?
Pedang.
Parah bukan?
Lukanya akan sembuh.
Katniss…
Katniss…
Tidak!
Aku takkan meninggalkanmu.
Aku takkan melakukannya.
Mengapa tidak?
Takkan ada yang bisa menemukanmu di sini.
Mereka sudah menemukanku.
Kita harus mendapatkan obat untukmu.
Takkan mungkin bisa.
Kita takkan sering mendapatkan kiriman parasut.
Kita akan mencari caranya.
Seperti apa?
Sesuatu.
KAU SEBUT ITU CIUMAN?
Apakah itu obat?
Bukan!
Biar aku suapi.
Kamu baik sekali.
Oh, kamu pernah memberi makan aku sekali.
Aku selalu memikirkan hal itu setiap saat.
Bagaimana aku melemparkan roti itu padamu.
Peeta.
Aku seharusnya menolongmu.
Aku seharusnya menarikmu dari hujan.
Badanmu terasa panas.
Aku masih ingat saat pertama kali bertemu denganmu.
Rambutmu tidak kamu kepang satu, tapi dua.
Aku masih ingat saat kamu…
…kamu menyanyikan lagu seperti yang diperintah guru.
Siapa yang bisa menyanyikan lagu sulit itu?
Namun kamu malah menyanyikannya dengan lancar.
Setelah itu aku…
…aku melihatmu saat pulang ke rumah tiap hari.
Tiap hari.
Tolong, katakan sesuatu.
Aku tak pandai mengungkapkan sesuatu.
Kemarilah.
Kumohon.
Bahkan jika aku tak bisa bertahan hidup.
Perhatian para peserta. Perhatian!
Di saat fajar terbit…
…besok akan diadakan ‘pesta’ di dekat Cornucopia.
Ini bukanlah pesta biasa.
Masing-masing dari kalian pasti memerlukan sesuatu.
Sangat perlu.
Dan kami berniat menjadi…
…tuan rumah yang baik.
Obatmu.
Itulah yang kita butuhkan dan kamu tak bisa berjalan.
Berjanjilah padaku, kamu takkan membahayakan
hidupmu untuk menolongku.
Aku takkan mengijinkannya.
Kami pasti akan melakukannya untukku.
Iya kan?
Mengapa kamu harus melakukan ini?
Tak ada alasan bagiku untuk mengijinkanmu pergi.
Peeta!
Kumohon.
Tinggallah.
Aku akan tinggal.
Jangan!
Dimana si lover boy?
Oh aku paham.
Kamu ingin menolongnya bukan?
Manis sekali.
Tapi sayang sekali, kamu tak bisa menolong teman kecilmu.
Gadis cilik itu… siapa namanya?
Ya. Kamilah yang membunuhnya.
Dan sekarang…
Kami akan membunuhmu.
Kamu yang membunuhnya?
Bukan!
Cato!
Teriakkan namanya!
Hanya untuk kali ini, dua belas.
Untuk Rue!
Peeta!
Aku mendapatkannya.
Aku mendapatkan obatnya.
– Apa yang terjadi padamu?
– Aku baik-baik saja.
Tidak, kamu tidak baik-baik saja. Apa yang terjadi?
Gadis Distrik 2, dia melemparkan pisau padaku.
Aku tak apa-apa.
Kamu seharusnya tidak pergi.
Kau bilang kau tak akan pergi.
Lukamu memburuk.
Kamu juga perlu itu.
Aku baik-baik saja.
Rasanya jauh lebih baik.
Dan kamu.
Aku baik-baik saja.
Tidak, kemarilah. Kamu juga memerlukannya.
Kemarilah.
Keadaanmu sudah lebih baik.
Oh Tuhanku, Peeta.
Aku sudah tak merasakan sakit lagi.
Kita bisa pulang ke rumah.
Kita bisa pulang. Hanya kitalah, tim yang tersisa.
Kita bisa pulang.
Kita tahu Thresh masih berkeliaran di luar sana.
Cato pasti akan berada dekat Cornucopia.
Dia takkan mungkin berada di tempat yang tidak dia kenali.
Muka Rubah, dia bisa ada dimanapun.
Sebaiknya kita berburu di sekitar sini.
Kita tak punya persediaan makanan tersisa.
Oke, uh, I aku akan mengambil panahnya.
Aku hanya bercanda.
Peeta?
Peeta?
Peeta?
Peeta?
Apa kamu baik-baik saja?
Aku mendengar suara meriam.
Itu berry nightlock, Peeta!
Kamu bisa mati dalam sekejap.
Aku..aku tak tahu.
Kamu benar-benar membuatku takut.
Brengsek kau.
Ma’afkan aku.
Ma’afkan aku.
Aku bahkan tak penah menyadari, kalau dia terus mengikutiku.
Dia cerdas.
Terlalu cerdas.
Apa yang kau lakukan?
Mungkin Cato suka berry juga?
Jam berapa sekarang?
Sudah agak siang.
Kenapa terlihat agak gelap?
Pasti mereka ingin segera mengakhirinya.
Sudah siap Lusia?
Oh, di sini, Tuan?
Bagus sekali.
Bisakah kamu menaruhnya di tengah?
Tentu.
Begitu.
Bagus sekali.
Apa kamu bisa mendengarnya?
Apa itu?
Ini akhir permainannya.
Kemari.
Teruskan.
Tembaklah.
Dan kami berdua jatuh lalu kamu jadi pemenangnya.
Lakukan.
Bagaimanapun juga aku akan mati.
Aku memang tak dianggap ada.
Aku baru menyadarinya sekarang.
Benar, bukan? Itu kan yang kalian inginkan?
Jangan!
Aku masih bisa melakukannya!
Aku masih bisa melakukannya!
Membunuh sekali lagi.
Itulah satu-satunya hal yang aku dapat lakukan.
Membuat bangga Distrik.
Jika memang diperlukan.
Kumohon…!
Perhatian. Perhatian para peserta.
Ada sedikit perubahan rencana.
Syarat sebelumnya yang memperbolehkan dua pemenang…
…dari Distrik yang sama kini dicabut.
Hanya ada satu pemenang yang diizinkan.
Selamat.
Dan semoga keberuntungan menyertaimu selalu.
Silakan.
Salah satu dari kita harus pulang!
Salah satu dari kita harus mati.
Mereka harus segera menetapkan juaranya.
Tidak.
Mereka tak boleh.
Mengapa?
Jangan!
Percayalah padaku.
Percayalah padaku.
Bersama?
Bersama-sama.
Satu…
Dua…
Tiga…
Hentikan!
Hentikan!
Tuan-tuan dan Nyonya-nyonya.
Dengan ini kami persembahkan pemenang…
.. Hunger Games yang ke 74.
Mereka tidak senang.
Mengapa? Karena aku tidak mati?
Karena kamu melawan mereka.
Well..
Aku minta maaf jika semuanya berjalan tidak sesuai
yang mereka rencanakan.
Kamu tahu, aku juga tidak senang dengan mereka.
Katniss…
Ini masalah serius.
Bukan hanya untukmu.
Mereka tidak menganggap remeh permasalahan ini.
Saat mereka bertanya, katakan kamu tak bisa
mengendalikan dirimu. Kau sedang jatuh cinta..
…dengan anak lelaki ini sehingga pikiran untuk tidak bersamanya…
adalah mustahil.
Kamu memilih mati… daripada tidak bersamanya, kau paham?
Bagaimana perasaanmu?
Kapan kamu menemukannya tergeletak di sungai?
Aku merasa menjadi orang paling berbahagia di dunia.
Aku tak bisa membayangkan hidup tanpanya.
Dan bagaimana denganmu Peeta?
Maksudku, dia telah menyelamatkan nyawaku.
Kami saling menyelamatkan nyawa.
Tuan-tuan dan nyonya-nyonya.
Pasangan kekasih yang tak bisa bersatu dari Distrik 12, tahun ini…
…menjadi pemenang Hunger Games ke 74.
Selamat.
Terima kasih.
Pin yang sangat cantik.
Terima kasih, ini dari Distrikku.
Mereka pasti sangat bangga denganmu.
Lalu apa yang akan terjadi jika kita sudah kembali?
Entahlah.

Categories: Movie | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment

Kari-gurashi no Arietti 2010 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda Kari-gurashi no Arietti 2010 Portuguese-BR Português

Eu nunca vou esquecer
aquele verão.
Passei uma semana na casa
onde minha avó cresceu.
Estamos quase lá.
– Está se sentindo bem?
– Sim.
O MUNDO DOS PEQUENINOS
Haru…
Quantas vezes já disse a ela?
– Eu já volto.
– Está bem.
Haru!
Está bloqueando a passagem de novo.
Sho? Onde você está?
Não encostem!
Não são para vocês!
– Arrietty!
– Sim?
Saiu de novo, não saiu?
E é bom limpar este quarto,
mocinha.
– É o meu jardim.
– Para mim, é bagunça.
Isto é uma folha de louro?
Bem, significa que seu
aniversário está chegando.
O suficiente para
um ano inteiro!
Mas a árvore fica tão longe.
– Se um ser mundano vir você…
– Sempre tomo cuidado.
O mundo está cheio de
criaturas perigosas.
– O seu tio-avô…
– “Foi comido por um sapo”, não foi?
Esta shiso não tem
um cheiro delicioso?
Sim, tem.
Com um pouco de açúcar,
poderia fazer suco de shiso.
Espere até de noite.
Pegarei um pouco para você.
É a minha primeira colheita!
Tenho treinado noite e dia!
O papai está em casa.
Bem-vindo.
– Papai, sobre esta noite…
– Há um garoto na casa.
Eu também o vi.
– Não! Arrietty!
– Ele não me viu!
Eu me escondi atrás
da folha de louro.
Papai, nós ainda vamos, certo?
Não quero ouvir falar nisso.
É muito perigoso.
Mas ele é apenas uma criança.
Papai, estou esperando
há tanto tempo!
As crianças podem ser
mais selvagens que os adultos.
Eu ficarei bem!
– O garoto dorme cedo.
– Obrigada, papai!
Mas Pod…
O garoto está doente.
Não se preocupe, ficaremos bem.
Mesmo assim…
Pare de se preocupar, mãe.
Teremos muito cuidado.
Arrietty fará 14 anos em breve.
Um dia, terá de sobreviver
sem a nossa ajuda.
Ás vezes, acho que somos
os úItimos Colhedores do mundo.
Se precisar de algo, peça a Haru.
Está bem.
– Haru, estou contando com você.
– Sim, senhora.
Vamos fechar a tela.
Manterá os insetos longe.
Não deveria usar algo mais escuro?
Eu já me decidi.
Espero que possa colher
lenço de papel.
E talvez um pouco de açúcar?
Podemos tomar suco de shiso
e açúcar no chá da tarde.
Mas pode ser qualquer coisa.
Voltaremos logo.
– Por favor, tenham cuidado.
– Teremos.
Arrietty!
Desculpe!
– Segure isto para mim.
– Sim.
Segure com força.
Arrietty?
– Pronta?
– Sim.
Tudo é tão grande!
O mundo dos seres mundanos.
O açúcar está ali.
Espere por mim aqui.
Papai, o senhor é ótimo!
Agora vamos pegar o lenço.
Papai, veja.
Sua primeira colheita.
– Tenha cuidado, é afiado.
– Eu terei!
Pai, colher é muito divertido!
Veja ali embaixo.
Ratazanas. Afaste-se delas.
São um problema.
Não tenho medo.
Estou pronta para qualquer coisa.
Posso cuidar disso!
Ás vezes, é melhor
não correr atrás do perigo.
Que lugar é este?
Os seres mundanos construíram
para suas bonecas.
É perfeito para nós!
Aposto que a mamãe
adoraria aquela penteadeira.
Estas coisas não são
para colhermos.
Se algo desaparecesse,
eles perceberiam.
Entendo.
Não tenha medo.
Eu vi você. No jardim.
Era você, não era?
Minha mãe me falou sobre vocês.
Ela via pequeninos
quando era mais jovem.
Foi você quem ela viu?
Desculpe, papai.
Ele me viu hoje, no jardim.
Deveria ter tomado mais cuidado.
Espero que ele não tenha
assustado você.
É melhor não contarmos á sua mãe.
Só irá deixá-la preocupada.
Está bem.
Não precisa correr sempre.
Observe-os primeiro e depois decida.
– Chegamos.
– Sãos e salvos.
E então?
As coisas não correram
muito bem desta vez.
A luz apagou
antes que terminássemos.
Minha nossa!
Tivemos de abrir mão do açúcar.
Não se preocupe com isso.
Pelo menos estão bem.
Arrietty, você encontrou algo.
Mostre á sua mãe
a sua primeira colheita.
Que lindo alfinete!
Hora de ir para a cama.
Boa noite.
Ela parece exausta.
Quer que eu faça um chá?
Venha para dentro.
Vai pegar um resfriado aí.
Um cubo de açúcar?
Mas para quê?
Ele deixou perto da grade.
Deve ser o mesmo
que derrubei ontem á noite.
O quê?
Como assim derrubou?
Não toque. Você entendeu?
É uma armadilha.
Estão tentando nos pegar.
Precisamos parar um pouco
com as colheitas.
Talvez já saibam
onde nós estamos.
Pod, vamos ter que mudar!
Era uma casa tão adorável!
Agora vamos ter
de começar tudo de novo.
Bem, vejamos o que irá acontecer.
Agora coma.
A sopa está esfriando.
Por que tinha de ser açúcar?
Obrigada, Arrietty.
Queria estender tudo
enquanto o sol está a pino.
Sabe que adoro lavar roupa.
– Vou tirar um cochilo.
– Está bem.
VOCÊ ESQUECEU ALGO
Você voltou.
Espere, não vá.
Por favor, deixe-nos em paz.
Eu só queria lhe dizer isso.
Eu quero falar com você.
Seres mundanos são perigosos.
Quando somos vistos, temos de ir.
É o que meus pais dizem.
Você tem uma família?
Que inveja!
– Você não tem uma?
– Sim, mas nunca vejo o meu pai.
Minha mãe está sempre
ocupada com o trabalho…
– mal tem tempo para mim.
– É mesmo?
Meu nome é Sho.
Qual é seu nome?
Você tem um nome?
É claro que tenho nome!
É Arrietty.
Arrietty. Arrietty.
É bonito.
Deixe-me vê-la.
Só por um minuto.
Só uma espiada.
Por favor?
O que está acontecendo aqui?
É um corvo!
Você não pode entrar aqui!
O que deu naquele pássaro?
Nunca se comportam assim.
Talvez seja época de reprodução
ou algo do tipo.
Agora preciso trocar esta tela.
Onde guardamos isso?
Você está bem?
Talvez deva tomar um pouco
do seu remédio.
Obrigado, Haru.
Eu me sinto bem.
Época de reprodução?
Descanse bem agora.
Papai…
– Disse para ficar longe.
– Desculpe.
Eu queria fazer algo para ajudar.
Mas ele não me viu.
Colocou sua família em perigo.
Não vou repetir de novo.
– Entendeu?
– Sim.
É melhor começarmos a procurar.
Está na hora.
Pod…
VOCÊ ESQUECEU ALGO
Boa tarde!
Uma encomenda!
Obrigado, senhora.
Está muito quente aqui.
Conhece uma boa empresa
de controle de pragas?
Controle de pragas?
Aqui tem uma.
“Chega de Pragas”.
Chega de Pragas?
Deixe-me anotar isso.
Problemas com ratos?
Talvez sejam ratos,
talvez seja outra coisa.
Cá entre nós, são os pequeninos.
Eu mesma já os vi.
Um corvo tentou
entrar no seu quarto?
Espero que não tenha
assustado você.
Não se preocupe, tia Sadako.
Haru o colocou para fora.
Foi muito surpreendente!
Nunca vi um tão grande…
A empolgação é a pior coisa
para o coração dele.
Ele veio para cá
atrás de paz e tranquilidade.
Se algo acontecesse
antes da operação…
Eu sei, eu sei.
Entendo que a mãe dele
seja muito ocupada no trabalho.
Mas viajar para fora do país
deixando o filho doente?
Deve ser muito difícil para você
sem a sua mãe.
Eu não ligo.
Acho que o divórcio
era inevitável.
Mas por que ela não pode estar aqui
quando ele precisa dela?
Tia Sadako, quem fez
aquela casinha no meu quarto?
É incrível.
Está falando da casa de boneca?
Aquela casa de boneca
é da sua mãe.
– Ela deixou aqui quando se mudou.
– Era dela?
Meu pai mandou trazer
da Inglaterra.
Era para os pequeninos.
Meu pai alegava tê-Ios visto.
Ele esperou por tantos anos.
Sempre disse que a casa
seria um presente para eles…
mas receio que nunca mais
tenham voltado.
Nem durante a vida do meu pai
ou da minha.
Jovem mestre, viu algum
pequenino no seu quarto?
Infelizmente, não.
Está na nossa família
há quatro gerações.
Se quiser, será sua um dia.
– Fala sério?
– Sim.
Já viu por dentro?
É muito bonita.
– Haru, pode apagar as luzes?
– Sim.
Esta é a sala de estar.
Toda a mobília foi feita á mão
por um carpinteiro de verdade.
Não é maravilhoso?
Esta é a biblioteca,
no primeiro andar.
Há até um banheiro!
Mas o próximo cômodo
é meu favorito.
– Haru, poderia abrir?
– Sim. Vejamos…
Tudo é tão detalhado!
Detalhado e parecido
com a realidade.
É um fogão de verdade.
Poderia assar algo nele.
Lindo. Simplesmente lindo.
Uma pena o sonho de papai
nunca ter se realizado.
E já faz tanto tempo…
Talvez os pequeninos
tenham desaparecido.
Mãe, temos estas fotos
há três anos.
– Não quer fotos novas?
– Adoro essas fotos.
Sempre sonhei em ver
o oceano de verdade.
Além disso, não faz sentido
trocá-las agora.
O papai está atrasado.
Espero que não tenha
sido pego pela chuva.
– Papai?
– É a porta dos fundos.
Papai, bem-vindo.
Torci a perna.
Felizmente, Spiller me encontrou.
Querido, está machucado!
Rápido, traga-o para cá!
– Dói?
– Não, não está quebrada.
Ficarei bem em breve.
Vou pegar água gelada.
Tome a toalha.
É melhor se secar.
Quem é ele?
Não estamos apenas em três, então.
– Preciso ir.
– Espere.
Fique e tome um chá.
Verei seu pai.
Sirva chá para Spiller.
Obrigada, Spiller.
Papai deu muita sorte
por você ter aparecido.
Agradecemos muito
pela sua ajuda.
Escute, tem visto outros Colhedores?
Achamos que éramos os úItimos.
Tudo isso.
Então o primo Lupy deve estar bem!
Posso ver seu arco?
Usa isso para caçar?
Devolva. Não é brinquedo.
Preciso ir.
Por que não fica
e come alguma coisa?
Tenho isso.
Uma perna de grilo!
Quer um pouco?
– É muito gostoso.
– Não, obrigada.
Cuide-se.
Obrigado de novo.
Vou acompanhá-Io.
Estava procurando uma casa nova?
Eu tropecei e caí.
Não conseguia me mexer.
– Então Spiller apareceu.
– É mesmo?
O território dele se estende
além do rio.
E ele conhece alguns locais
para morarmos.
Isso é bom, eu acho.
Odiaria ter de acampar.
Mas duvido que encontraremos
um lugar tão bom quanto este.
Estou feliz por ainda haver
outros como nós.
Você tem amigos ou família, Spiller?
Família?
Não, sou sozinho.
Bem, espero que possa voltar.
O cozido da minha mãe
é o melhor do mundo.
Haru?
Arrietty, seus pontos
precisam ser mais firmes.
Desfaça e costure de novo.
Por que precisamos
de um saco grande?
Vou dar uma olhada no papai.
Papai, posso entrar?
– Como está a perna?
– Estarei andando em breve.
Papai?
Nós vamos mudar de casa?
Nós fomos vistos.
Não temos escolha.
Não acho que todos
os seres mundanos são perigosos.
Arrietty…
antes de você nascer,
duas famílias viveram naquela casa.
Uma família desapareceu.
Simplesmente desapareceu.
A outra mudou.
Elas foram vistas por
seres mundanos.
Não importa o que aconteça,
temos de sobreviver.
Papai…
O que está acontecendo?
É um terremoto?
Não quer abrir!
Está emperrada!
A parede!
Homily!
Homily!
Sempre sonhei com
uma cozinha dessas.
FARINHA
SALAME
Peguem apenas o necessário.
Não vamos conseguir carregar
tudo isso.
Homily, não pegue nada
da casa de bonecas.
Vou me assegurar
de que estamos seguros.
– Fique com a sua mãe.
– Sim.
Finalmente veio.
Gostou da nova cozinha?
A nossa casa é um desastre.
Mas não importa.
Vim para me despedir.
Posso vê-la?
Você é linda.
Precisamos nos mudar.
Nós fomos vistos.
Colhedores não podem
ser vistos.
Colhedores?
Nós colhemos coisas
dos seres mundanos.
Coisas das quais precisamos,
que vocês não sentirão falta.
Sabonete, bolacha e açúcar.
Eletricidade e gás também.
Até meu tataravô era um Colhedor.
– Ninguém nunca os viu?
– Provavelmente.
A culpa é toda minha.
Niya, não seja assim.
Seja boazinha com ela.
Há outros pequeninos como você
pela casa?
Não, só meu pai,
minha mãe e eu.
E nas outras casas?
Com certeza há alguns.
Só conheci um até hoje.
Então…
Iogo será a única.
A cada ano
há menos de vocês, certo?
São espécies amaldiçoadas, sabia?
Isso não é verdade!
Há muitos de nós!
O Spiller disse.
– Spiller?
– Ele é um de nós.
E ele disse que existem outros.
Sabe quantas pessoas
existem no mundo?
Somos em 6,7 bilhões.
6,7 bilhões?
– E vocês?
– Eu não sei.
Devem ser pouquíssimos.
Até minha mãe me contar,
eu nem sabia da sua existência.
Muitas espécies já estão extintas.
Só as vi em livros.
Muitas espécies bonitas…
mas o ambiente mudou,
e elas morreram.
É triste, mas é isso
que o destino lhe guarda.
Destino, você disse?
Foi você quem mudou as coisas
e agora temos que ir embora.
Precisamos sobreviver.
É o que meu pai diz.
Então estamos partindo,
apesar de ser perigoso.
Vamos dar um jeito, sempre damos!
Você não sabe nada sobre nós!
Não vamos morrer
tão facilmente!
Sinto muito.
Você tem razão.
Eu é que vou morrer.
É o meu coração.
Vão me operar na semana que vem,
mas não há muitas esperanças.
O seu coração?
Sempre estive doente.
Não posso brincar
como as outras crianças.
Do momento em que a vi,
quis protegê-la.
Mas nem isso eu posso fazer.
Perdoe-me.
Eu não sabia que
estava tão doente.
O que isso está fazendo aqui?
É a cozinha da casa de bonecas!
Encontrei você!
Qual o problema?
Minha mãe. Ouvi a voz dela.
É mesmo uma bela cozinha.
Aposto que não é
a única pequenina aqui.
Preciso ir.
Deixe-me sair! Ajude-me!
Ajude-me!
Socorro!
Por favor! Por favor!
O teto está inclinado.
Alô, Chega de Pragas.
Pode fazer um atendimento
domiciliar de urgência?
Há algo pequeno na casa.
Não, não é rato.
– Não é rato?
– Não quero que os mate.
Quer o serviço de retenção?
Isso mesmo!
Quero que os retenha.
Sho! Sho!
Arrietty!
Minha mamãe sumiu!
Alguém mexeu no teto.
Acho que um ser mundano a pegou.
Mamãe…
Nós vamos encontrá-la.
Está trancada.
Vamos tentar o outro quarto.
– Não consigo.
– Espere.
Eu posso passar.
Incrível!
Não, não é essa.
Há uma estrada de terra.
Entre nela.
– Antes da ponte?
– Não, não é essa!
Haru abriu.
Deve ter levado a mamãe
para algum lugar.
Você está bem?
Por que estão demorando tanto?
Mamãe! Onde você está?
– Mas a porta…
– A porta?
Posso tomar um pouco
de leite quente?
Está bem, só um minuto.
Obrigado.
Estou com fome.
Você tem bolachas?
Mamãe!
Mamãe!
– Mamãe!
– Arrietty?
Estou aqui, Arrietty.
Mamãe!
Arrietty!
Lá estão eles.
Finalmente, acharam a estrada.
Outro ser mundano!
Está tudo bem, mãe.
Gostaríamos de
dar uma olhada primeiro.
Fiquem á vontade.
Quem poderia ser?
– Haru? Haru!
– Oi.
– O que está acontecendo aqui?
– Finalmente!
– Os pequeninos estão aqui!
– Pequeninos?
É verdade.
E são pequenos ladrõezinhos!
É verdade.
Roubaram a casa toda!
Por isso as coisas andam sumindo.
Haru, o que deu em você?
Todos esses anos,
achei que estivesse imaginando.
Bem, não estava.
Certamente não precisava
chamar os exterminadores.
É melhor nos apressarmos.
A casa está cheia deles.
Irá acreditar quando vir.
Este é o ninho deles.
Ninho?
Parece um monte
de tranqueiras para mim.
O quê?
Eu juro que vi!
Haru, vou mandar os
exterminadores embora.
Não, espere um minuto!
A casa de bonecas!
Jovem mestre?
Podemos entrar?
Tudo bem.
Não vai acreditar nisso.
Levaram a cozinha inteira!
Você verá.
Não sobrou nada.
– Está tudo aqui.
– É uma belezinha de se ver.
Espere, eu posso provar!
Tenho um no pote.
Imagino o que deu em Haru.
Ervas frescas, que adorável.
Alguém estava fazendo chá.
É como meu pai dizia.
Há pequeninos morando aqui.
Sim, há.
Então Haru os viu mesmo.
Apesar de acusá-Ios de roubo.
Eles não são ladrões!
São Colhedores.
Gostaria de poder vê-Ios.
Aposto que estão aqui
em algum lugar.
Aposto que estão.
Com licença, senhora.
Por onde quer
que a gente comece?
A senhora está bem?
Fugiu!
Eu peguei um e fugiu!
Não é apenas a minha imaginação.
Há pequeninos morando aqui!
Juro que vou pegá-Ios
da próxima vez!
É muito longe até nosso
ponto de encontro com Spiller?
Fica logo após a floresta.
Depois é só descer o rio.
Já estou exausta.
Não consigo chegar tão longe.
– Vamos em frente.
– Não consigo!
É melhor comer algo.
Voltaremos a andar pela manhã.
O quê?
Eu sinto muito.
É minha culpa termos deixado
uma casa tão maravilhosa.
Isto é passado.
Vamos fazer outra
casa maravilhosa, nós três.
Vou sair um pouco.
Não vá muito longe.
Niya.
Niya.
Só mais um pouquinho.
Spiller!
Isso é tudo!
– Agora vamos em frente.
– Está bem.
Mãe, a senhora está bem?
Arrietty!
Arrietty.
Estamos indo embora agora.
Estou feliz por terem conseguido.
Niya me mostrou o caminho.
Obrigada. Cuide-se.
Eu trouxe isto.
Espero que aceite.
Obrigada.
Preciso ir.
– Quando será a sua operação?
– Depois de amanhã.
Eu vou ficar bem.
Você me deu coragem para viver.
Para dar sorte.
Obrigado.
Você acabou me protegendo.
Arrietty.
Espero que tenha

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Marley 2012 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda Marley 2012 Portuguese-BR Português

Esse é o Castelo de Cabo Corso
em Gana, África Ocidental…
de onde os escravos africanos
eram enviados para o Caribe…
para a América do Norte
e a outros lugares do mundo.
Deste castelo, em média
10.000 escravos africanos…
embarcavam a cada ano.
No total, cerca de
60 milhões de africanos…
foram escravizados.
Aqueles que cruzavam essa porta
não tinham chance de regressar…
por isso foi batizada de
“A Porta Sem Retorno.”
Jah Rastafári!
MARLEY
Rastafári!
Ele adorava cantar.
Eu lhe ensinava algumas rimas
e ele adorava.
E a que ele mais cantava era…
Eu tinha um burrinho cinza
Eu o alimentei em um celeiro
Todos os dias
E quando ele me ouve assoviar
Ele sabe que tenho um espinho
Ele prefere comer um espinho
Do que feno
SRA. JAMES
PRIMEIRA PROFESSORA DE BOB
E isso é tudo o que
Meu burro pode dizer
Depois você o via, sabe,
mantendo o tempo.
Dava para ver
que ele estava se divertindo.
Como tudo começou?
A música sempre fez parte
de sua vida quando era garotinho?
Sim. Cresci em uma
família de músicos…
avô, mãe, tio, irmã,
irmão menor, todos.
Em que parte da Jamaica?
Em St. Ann.
Fica no interior.
É uma casinha
nas montanhas.
NINE MILE, ST. ANN
LUGAR DE NASCIMENTO DE BOB
Bob Marley é meu primo, sabe?
Nós dois nascemos
na casa de nossos avós…
PRIMO
que é a casa no topo
daquela montanha.
ROBERT NESTA MARLEY NASCEU
EM 6 DE FEVEREIRO DE 1945
Cultivávamos batatas,
cacau, banana.
Tínhamos que ser muito ativos.
Às 5h00 tínhamos que levantar…
buscar o burro,
ordenhar a vaca, essas coisas.
LAR DA INFÂNCIA DE BOB
Bob gostava
de andar no burro…
ir para o campo com seu avô…
e coisas assim,
ele era um garoto do campo.
Nine Mile era um lugar onde…
não havia
muita atividade civilizada.
Não havia eletricidade
nessas áreas…
então víamos muitos pirilampos,
sabe, vaga-lumes.
E essa era a única luz à noite,
além da lua e das estrelas.
Então,
para um garoto de Kingston…
acostumado com jukeboxes
e sistemas de som…
era algo com que
eu teria que me adaptar.
Lembra-se de quando
conheceu Robert?
Lembro.
A primeira vez que o vi,
era um garoto…
cortando um grande
pedaço de madeira…
e a colocava na cabeça para
transportá-la pouco a pouco.
Então…
ele era o único…
Como se diz?
Garoto vermelho do lugar…
pois todos os outros
eram negros.
CAPITÃO NORVAL MARLEY
Quem é o pai de Bob?
Meu avô disse que era
um homem da Inglaterra, branco.
Ele trabalhava para o governo,
nas florestas.
Então ele era o homem que
controlava essa área da floresta.
Ele gostava que o chamassem
de “Capitão.”
– Mas seu nome é Norval.
Eu o conheci aqui,
em Nine Mile…
e como era um branco
no distrito…
sempre estava montado a cavalo
e essas coisas.
Ele e meu pai
se tornaram bons amigos.
Então, ele viu uma garota
de quem eu acho que gostou.
Finalmente se uniram e…
Foi isso o que aconteceu.
Quantos anos tinha sua irmã
quando conheceu o Capitão?
TIA AMY
Ela tinha 16 anos.
O Capitão tinha…
aproximadamente 60.
– Então ele era um ancião?
– Era.
TIO DE BOB,
ROBERT MARLEY E FAMÍLIA
BOB RECEBEU SEU NOME
Meu nome é Peter Marley…
e Bob Marley é meu primo
de segundo grau.
O que você sabe sobre
o pai de Bob Marley?
A ÚNICA FOTO DE NORVAL
Montava um cavalo
a maior parte do tempo.
Estava com o exército britânico.
Acho que estava baseado na Índia
durante a 2ª Guerra Mundial…
e sofreu um trauma de guerra.
NÃO HÁ EVIDÊNCIAS DE QUE NORVAL
ESTEVE EM SERVlÇO ATIVO
OU DE QUE TENHA ASCENDIDO
ALÉM DE SOLDADO RASO
Eu sei que ele bebia
e vivia uma vida…
Como posso dizer?
Uma vida plena.
BOB E SUA MÃE
SÓ VOLTARAM A VER NORVAL
ALGUMAS VEZES.
Minha bisavó,
a quem chamávamos de “Yaya.”…
viveu até os 135 anos.
Ela nos criou.
Quando Bob aparecia
em seu jardim…
ela o chamava de “Alemão.”
Ele era provocado
por ser mestiço?
Sim, claro.
Pior que provocado.
“Provocado” não é a palavra.
Ele era “rejeitado.”
Ele fazia tudo o que seus
tios maiores deveriam fazer…
porque era dever deles
mover os cavalos…
garantir que os porcos
fossem alimentados…
e eles deixavam todo
esse trabalho para o Robert.
Ele tinha que ganhar
todas as suas refeições.
Meu pai é branco…
e minha mãe é negra.
Agora me chamam de mestiço…
ou o que quer que seja.
Bem…
não estou do lado de ninguém.
Não estou do lado dos negros,
nem do lado dos brancos.
Eu estou do lado de Deus,
o homem que me criou…
e que me fez nascer
de uma negra e de um branco.
ESCOLA PRIMÁRIA
E SECUNDÁRIA
Fomos à mesma escola e ele
me ensinou as coisas do campo.
Como montar no burro,
como montar a cavalo…
como fazer todas essas coisas.
E eu lhe ensinei sobre música…
porque havia sido exposto a ela
antes de vir a Saint Ann.
Eu estava acostumado
a construir guitarras de bambu…
e de latas de sardinhas.
Cortava os cabos elétricos…
abria e tirava os fios de cobre
para fazer nossas cordas.
Nós costumávamos tocar “mento.”
Eles constroem uma caixa…
e colocam
três peças de metal dentro.
Como eles chamam?
Caixa de rumba?
Eles chamam de caixa de rumba.
Há diferentes
tamanhos de metal…
e cada um deles
faz um eco diferente.
Mas na época havia um negócio
que chamavam de banjo.
Costumava ter muitos
aqui nas montanhas.
E a percussão era feita
com couro.
As pessoas faziam
suas próprias percussões.
Então percussão,
caixa de rumba…
banjo e a maraca.
Apesar disso,
Robert Marley viu uma saída.
Seu violão.
QUANDO BOB
TINHA 12 ANOS…
MUDOU-SE COM SUA MÃE
PARA KINGSTON…
EM BUSCA DE UMA VIDA MELHOR.
Nós crescemos em Trench Town
e fomos expostos a tudo.
Lá tem homens maus
que cobram por sua proteção.
AMIGO
Tem músicos, tem atletas.
Eles moravam a um quarteirão
um do outro.
Era como um caldeirão.
Bem, viver em Trench Town…
para uma criança era fácil.
Você só tinha que tomar
cuidado com a Polícia.
Porque eles podiam pegá-lo,
forjar um flagrante…
levá-lo para a prisão e…
“Olha, eu venho de Trench Town.”
Trench Town é…
Se perguntassem,
“De onde você é?”
E você dissesse “Trench Town”,
já era. Entende?
Não, foi difícil.
Todos em Kingston são assim.
AMIGO
– Todo mundo…
Muita gente não sabe, mas Bob,
eu e todos os outros…
fomos dormir com fome
muitas vezes.
Fome da verdade! Não era,
“ele comeu um pouco disso.”
Nada!
Uma das frases famosas era,
“Beba água e vá para a cama.”
Naquela época tínhamos
um par de sapatos…
e um conjunto de roupas.
Então andamos descalços
o tempo todo.
Bob também.
Muitas pessoas não sabem.
Esse tipo de sofrimento e luta
pode torná-lo bom ou ruim.
E eu acho que isso
é o que ele fez, sabe?
Ele percebeu que a música
o salvaria…
então permaneceu focado nela.
ESTA É A PRIMEIRA FOTO
CONHECIDA DE BOB
Como indivíduos,
fomos obrigados a ser criativos.
Foi onde a música reggae nasceu,
em Trench Town.
Em Trench Town
tem a Primeira Rua…
e vai até
a Décima Terceira Rua.
Primeira, Segunda, Terceira,
Quarta, Quinta, Sexta…
e assim por diante.
Ele canta sobre isso
em “Natty Dread.”
Em Trench Town
você encontra…
Todo o talento da Jamaica
vem de Trench Town.
É o lugar para onde
costumavam levar os escravos.
Então, tem uma vibração pesada.
Ele era diferente.
PERCUSSÃO
Ele amava a música.
A música, o críquete
e o futebol.
Um dia voltou para casa,
me deu os livros e disse…
“Não voltarei para a escola.”
Disse que daria os livros
a um amigo.
Ele fez isso
e se dedicou à sua música.
Robert insistia, insistia…
dizendo como deveria ser.
E eu lhe dizia: “Não, eu vou
me preparar para a universidade.
Não posso viver da música.”
Ele dizia, “Não, é a música.”
Quando começou
a se envolver com a música?
Sempre me interessei
pela música…
mas na época estava
aprendendo um ofício…
e conheci alguns caras
que sabiam cantar.
Um deles era Desmond Dekker.
Desmond Dekker e Bob
trabalhavam como soldadores…
COMPOSITOR JAMAICANO
no mesmo lugar.
Desmond Dekker apareceu,
cantou para mim…
– e nós gravamos sua música.
– E depois dessa música…
Robert também quis gravar.
Então Desmond levou-o
a Beverley’s.
E ele gravou uma música
para me provar…
que se ele podia gravar
uma música, eu também podia.
“JUDGE NOT” FOI GRAVADA EM 1962,
QUANDO BOB TINHA 16 ANOS
Notei como usava as palavras
em suas canções.
“Judge Not” era uma
música revolucionária…
que defendia seus direitos
como indivíduo.
Eu pensei,
“Esse cara é um bom poeta.”
Depois da gravação, Leslie Kong
quis mudar o nome de Bob…
porque Robert Marley
não soava muito interessante.
Ele queria chamar Bob de Adam.
Adam Marley.
Bob não permitiu.
MAS OS DISCOS SOLO DE BOB
NÃO VENDERAM.
Ele percebeu que um grupo
seria mais apropriado…
do que tentar ser
um artista solo.
Ouvíamos grupos como Frankie Lymon
and The Teenagers…
The Drifters, The Platters.
Então, começou um processo
de recrutamento.
Eu e Robert começamos
a montar o grupo.
Então chegou esse homem
alto, moreno…
alguns diriam bonito
chamado Peter…
que sabia tocar guitarra.
E ouvi Robert dizer:
“Toca guitarra? De verdade?”
E ele disse,
“Dê-me a guitarra imediatamente.”
Era uma guitarra
de quatro cordas.
Peter afinou
as quatro cordas…
e foi o suficiente.
A Primeira Rua
é uma rua musical.
Tínhamos três, ou quatro lugares
para ensaiar na Primeira Rua…
e ensaiávamos lá diariamente.
Na época eram apenas
Bob, Peter e Bunny.
Nós costumávamos
nos chamar “Juvenis.”…
“Irmãos no Gueto.”
Onde ensaiávamos diziam…
“Vocês vêm de um lugar, onde as
pessoas estão sempre chorando.
Deveriam se chamar
‘The Wailers’.”
Quanto à harmonia
do “The Wailers.”…
e sua composição musical…
Joe Higgs é a pessoa
responsável.
Como tinha
sua própria carreira…
ele decidiu levar o grupo
como um projeto.
Conforme o grupo melhorou…
As pessoas diziam,
“Eles estão prontos.”…
e Joe dizia,
“Eles não estão prontos.
Não quero que acreditem
que estão prontos.
Eles ainda
estão ficando prontos.”
E ensaiamos durante dois anos.
Cantávamos em um parque
do centro para as pessoas…
cantávamos no “Back-O-Wall”
para os rastafáris…
cantávamos até no Cemitério
May Pen para os “Duppies.”
UM “DUPPY”
É UM ESPÍRITO MALÍGNO
OU UM FANTASMA.
Sua política
era que grandes estrelas…
às vezes erravam
quando se apavoravam…
quando ficavam
nervosos no palco.
Então ele dizia
que se fossemos ao cemitério…
vamos dizer às 2h00,
cantar para essas pessoas…
não sentiríamos medo
Então fomos com Joe,
sentamos nas tumbas e tocamos.
Fizemos isso diversas vezes…
até que ele acreditou
que éramos valentes.
DIA DA INDEPENDÊNCIA
DA JAMAICA
INDEPENDÊNCIA JAMAICANA
AGOSTO DE 1962
Com a chegada
da independência…
os músicos jamaicanos
queriam uma música…
que pudessem chamar de jamaicana.
PRODUTOR
A Jamaica inventou
um ritmo único.
Não creio que fizeram isso
deliberadamente.
Acho que foi uma tentativa
de tocar algo…
e saiu daquele jeito.
FUNDADOR
Ficou conhecido como reggae…
mas começou como ska…
que punha toda a ênfase
em uma batida diferente…
de onde normalmente
se dá a ênfase.
Era fora do ritmo
em vez de no ritmo.
O ska se desenvolveu da música
norte-americana que ouvíamos…
e das nossas músicas
indígenas jamaicanas…
como o mento, o calipso
e a cumina.
Uma noite, estávamos em um bar…
BAIXISTA
e um dos rapazes disse…
“Ouçam este grupo.”
E ligou a jukebox.
A música se chamava
“Simmer Down.”
E não tocou nenhuma outra
música nesse jukebox…
durante o tempo
que permanecemos lá.
Apenas “Simmer Down.”
O PRIMEIRO SINGLE
DO “THE WAILERS”
“SIMMER DOWN”
FOI LANÇADO EM 1964
“Simmer Down”foi direto
para o primeiro lugar…
e o “The Wailers”
ganhou projeção.
Como era trabalhar no Studio 1,
onde vocês começaram?
Era bom…
foi minha primeira experiência
dentro da música.
Trabalhando com bons músicos
e aprendendo as harmonias.
Foi ótimo.
Ouvi dizer
que você vivia no estúdio.
Às vezes.
Coxsone arrumou
um quarto no fundo para você?
DONO E PRODUTOR
Arrumou.
Coxsone era
um cara inteligente…
e tinha ouvido para a música,
para boa música.
Ele podia não saber
tocar nenhum instrumento…
ou se a guitarra sequer
estava afinada…
mas ele sabia
quando o som estava perfeito.
Ele tinha seu próprio
programa no rádio…
COMPOSITOR, STUDIO 1
– sua própria loja de discos…
seu próprio sistema de som,
seu próprio estúdio…
então era obviamente um líder.
Coxsone era como
um pai para nós…
VOCALISTA E PORTEIRO, STUDIO 1
para ser honesto.
Coxsone era como
um pai para nós.
Ele se preocupava conosco.
QUANDO BOB TINHA 17 ANOS…
SUA MÃE O DEIXOU
PARA IR VIVER NOS EUA
Coxsone deu ao Robbie um
quartinho nos fundos do estúdio.
Eu também não tinha onde viver.
Então Robbie e eu vivíamos ali.
Nós dois vivíamos ali.
Então nos tornamos bons amigos.
Ele deu um toca discos
para o Robbie…
e muitos discos estrangeiros.
Robbie era fanático
por ouvir essas pessoas…
porque era um homem sério
e concentrado…
desde que era jovem.
A música jamaicana se desenvolveu
do que chamamos “do-overs.”…
DIRETOR MUSICAL
uma versão…
de alguma música americana.
Bob Marley tinha
uma boa sonoridade…
ele era a primeira voz
e a harmonia era perfeita.
ESPOSA E VOCALISTA
Bunny levava a harmonia…
e Peter era fantástico.
O “THE WAILERS”
TEVE DIVERSOS SUCESSOS
ENTRE OS TOP 10
DA JAMAICA
MAS CONTINUAVA DESCONHECIDO
FORA DO PAÍS
Peter e Bunny eram os mais
propensos a cumprimentar…
Bob era muito reservado
e apenas olhava.
Como dizem, sentava e olhava.
Apesar do carinho e da
admiração mútua entre eles…
havia sempre uma profunda
tensão oculta…
que os impedia de obedecerem
um ao outro cegamente.
Acho que a música era a cola
que os unia.
Nós costumávamos caminhar
atrás do estúdio…
e passávamos pela
Greenwich Park Road.
Rita vivia
na Greenwich Park Road.
Até então ele só me admirava.
Ele disse,
“Gosto dessa garota.”
Bunny me entregou
uma carta dele.
Ele enviou uma carta através de
seu amigo, não pessoalmente…
para dizer que gostava de mim
e que queria falar comigo.
Eu lhe respondi,
“Venha falar.”
E ele ficava
do outro lado da estrada…
Ele era muito, muito tímido.
Era um homem tímido.
Era muito sério…
e você via que estava
buscando o amor.
Sei que ele amava Rita,
pois eu era amigo dos dois.
Nós a chamávamos de Ritz.
Ela era nossa irmãzinha.
Acho que nunca gostei
de homens morenos.
Sempre sonhei com um negro
alto e bonito.
O sonho de toda jamaicana era
ter um namorado negro e alto.
Chamavam Bob de pária…
porque ele não pertencia…
estava no meio.
Era branco e negro,
então eles…
“nem sequer é negro.”
Acho que sempre
se sentiu um intruso…
por ser mestiço…
e quando Mortimer Planno
o acolheu…
EDITOR E REPRESENTANTE
EXCLUSIVO DE BOB
isso automaticamente
lhe deu aceitação.
Mortimer Planno era o
líder espiritual rastafári…
que ensinou Bob.
Era como um pregador.
Pregava sobre o movimento
rastafári e tinha seguidores.
Conheceu Bob
quando ele era muito jovem.
Acho que eles se conectaram.
– Bob o admirava?
– Com certeza.
Todo o sofrimento da Jamaica…
transforma você
em um militante.
Porque você precisa encontrar
uma forma de sair do sistema.
E nós vemos o rastafári
como uma religião de libertação.
Foi profetizado que a opressão
enlouquece o sábio…
e quem é mais louco
do que meu servo…
disse Deus, nosso Senhor…
Rastafári.
O rastafári era o único povo negro
verdadeiramente afrocêntrico…
que pregava autossuficiência
e confiança em si mesmo.
ASSOCIACÃO
DO MOVIMENTO RASTAFÁRI
Nós interpretamos a Bíblia
de outro modo.
A maioria dos lugares
mencionados na Bíblia…
CANTOR
fica na África.
O Jardim do Éden
fica na África.
Os ensinamentos dos anciãos
nos dizem…
que sempre devemos ver
o homem negro como Deus…
para que tenhamos alguém
com quem nos identificar.
Cristo prometeu à humanidade
que voltaria em 2.000 anos…
e que quando Ele regressasse,
seria o Rei dos Reis.
Através da linhagem
do rei Salomão e do rei David…
e podemos ver que é…
um homem,
Haile Selassie I.
IMPERADOR HAILE SELASSIE I
DE ETIOPÍA.
O imperador
Haile Selassie I…
é a reencarnação
de Jesus Cristo.
Ele é nosso Deus, Deus Rasta.
APELIDO “RASTAFARl”
Rasta disse que o propósito
da vida é ser feliz.
Todos deveriam ser felizes…
e viver em paz, amor e unidade.
É verdade.
BOB E “BREAD” EM TRENCH TOWN
Acho que começou a levar
o rastafári a sério…
quando deixou crescer
os dreadlocks.
Os “locks” significavam
que você era rastafári…
e que havia feito um voto,
o voto nazireu…
de não cortar ou pentear o cabelo
durante um certo tempo…
que é muito importante
e não deve ser quebrado.
Qual é a importância
dos “dreadlocks”?
– Isto? É minha identidade.
– Faz parte de ser rastafári?
Sim, é minha identidade.
Em seguida vem as várias
regras para viver…
estabelecidas pela Bíblia.
Como comer, como viver,
como tratar outras pessoas.
Ele acreditava que se praticasse
essas coisas…
a vida seria melhor,
não só para ele, mas para todos.
A maconha é ilegal
na Jamaica…
mas os rastafáris
dizem que a fumam…
porque a Bíblia
lhes diz para fumar.
O Apocalipse diz para
“consumir a erva.”
A erva era um alimento
sacramental para nós.
Temos motivos
para consumi-la…
não fumamos
só para ficar chapados.
Ela deixa nosso humor sagrado,
pacífico, feliz e inspirado.
Você nasceu rastafári?
Quando nasci
e enquanto crescia…
tinha uma certa consciência
do Ser Supremo…
que…
eu me sentia sempre
em um mundo solitário…
onde não encontrava pessoas
que pensavam como eu.
Então fui para lá…
cheguei em Kingston
e conheci mais pessoas.
Eles eram rastafáris.
E descobri que era a mesma coisa
que eu sentia dentro de mim.
A mesma coisa.
Quantos anos você tinha?
Uns 17, 18 anos.
Acho que quando começou
a crer em Haile Selassie…
Bob encontrou
seu verdadeiro pai…
que ele nunca
conheceu de verdade.
Acho que ele viu a si mesmo.
Ali foi onde ele se encontrou.
Não era mais meio branco,
meio negro.
Era apenas um…
um amor.
21 DE ABRIL DE 1966
Sem se intimidar pelo dilúvio,
um mar de rostos esperava…
a chegada de uma lenda viva
ao aeroporto Palisadoes.
Para alguns,
ele era o Rei dos Reis…
o Leão de Judá,
até mesmo um Deus.
Os rastafáris,
membros de um culto local…
que adoram essa pessoa
como uma divindade…
estavam presentes
em grande número.
Sua Majestade Imperial,
Haile Selassie I…
Imperador da Etiópia, chegou.
Quando o avião pousou…
milhares de pessoas
correram e o cercaram…
alguns estavam fumando.
Nossa polícia era incapaz.
E me lembro que Selassie
saiu na porta do avião…
EX-PRIMEIRO-MINISTRO JAMAICANO
depois de uns 20 minutos…
ele simplesmente olhou…
e voltou a entrar.
Levou muito tempo
para tirá-lo do avião.
Ele saiu do avião e acenou.
Eu disse,
“Esperem, é um homem pequeno.
É esse homenzinho
que eles pensam ser Deus?
Estão loucos!”
Eu sentei na bicicleta
para esperá-lo.
E quando ele se aproximou,
olhou diretamente em meu rosto.
Era como se olhasse
para o rosto de todo mundo…
como se contemplasse a todos.
Eu me lembro disso.
Ele virou a cabeça
e olhou diretamente para mim.
E fez assim.
Eu olhei bem em sua mão…
e vi uma marca.
Acredite, meu irmão,
quando vi isso, enlouqueci.
Voltei correndo
para Trench Town.
REl DOS REIS
SENHOR DOS SENHORES
Quanto mais Bob
se aprofundava na fé…
na fé rastafári…
mais ela se entrelaçava
com sua música.
Ele gostava do lado
social da música.
O Sr. Dodd não gostava…
PIANISTA
porque não era comercial.
Então ficou um pouco frustrado
porque não podia fazer música…
como realmente queria.
Nessa época…
ESTÚDIO DE GRAVAÇÃO E EDlÇÃO
o dinheiro também
era um problema.
Coxsone não era
o tipo de pessoa…
com quem podia
falar sobre dinheiro…
a menos que estivesse disposto
a entrar em uma guerra.
Quando íamos
lhe pedir dinheiro…
ele geralmente fazia
o estilo “bad boy.”…
porque sempre estava rodeado
por seus capangas.
Sabe?
Caras realmente violentos.
Era comum naquela época…
os artistas
não ganharem dinheiro…
porque a gravadora
recolhia o dinheiro…
e nunca dava nada ao artista.
Nós recebíamos
um salário mínimo.
Três libras por semana
para cada um.
Não dava para viver.
– Para Bob também não dava?
– Não.
Por isso Bob teve que partir
e começar seu próprio negócio.
Então Robert deixou o grupo
para ir a Delaware…
para os EUA, como imigrante.
Robbie decidiu ir viver
com sua mãe nos EUA…
mas antes, o Sr. Dodd aconselhou
que se casasse com Rita.
Nem eu, nem Peter fomos
convidados para esse casamento…
mas como é nosso irmão,
nós aceitamos.
Nós nos casamos no dia 11
e ele partiu dia 12 de fevereiro.
Ele veio porque sua mãe
o queria aqui.
Bob amava sua mãe.
Ele conseguiu um emprego no
hotel DuPont, aspirando o chão.
Depois trabalhou na Chrysler.
Quando trabalhava lá,
ele costumava…
Acho que ele pilotava
uma empilhadeira.
Acho que ele menciona
em uma música…
pilotar a empilhadeira
a noite toda.
CASA DA MÃE DE BOB
Ele era muito humilde,
muito carinhoso…
e muito quieto.
Ele fumava muita “ganja”?
Fumava, e também cultivava
em seu jardim.
Ele tinha uma fileira
de plantas da erva…
enormes e eu não acreditava…
AMIGO EM DELAWARE
porque naquela época
em Wilmington, Delaware…
derrubavam as portas das pessoas
por causa de um baseado.
Eu ia à sua casa
Ele tocava seu violão
e eu, minhas congas.
Apenas nos divertíamos.
Não me dei conta de que era
um músico fenomenal.
Ele nunca abandonou a música…
Pois sua mãe
me escrevia e dizia…
“Tudo o que Nesta faz é ficar
no sótão tocando violão.”
Eu não aguentava porque
não estava fazendo o que queria.
Então voltei à Jamaica,
onde eu teria mais liberdade.
Quando Robbie
voltou dos EUA…
decidimos começar nosso próprio
selo independente…
“Wail’n Soul’m.”
Então gravamos
“Bend Down Low.”
“Bend Down Low”
chegou ao primeiro lugar.
Começamos a ganhar
nosso próprio dinheiro.
Saíamos de bicicleta para deixar
nossos discos em jukeboxes…
sistemas de som e lojas.
Tudo em nossas bicicletas.
A música do “The Wailers”
dominava os salões de dança…
CANTORA
mas quase não tocavam…
nas rádios jamaicanas.
Na indústria musical
havia preconceito racial.
O primeiro problema era ser rasta.
JOGADOR DE FUTEBOL
E EMPRESÁRIO DO “THE WAILERS”
O segundo era não estar
com as grandes gravadoras.
E isso é um peso muito grande
para carregar.
Quando os disk jóqueis
entravam no ar…
tinham sua própria programação,
os discos certos…
de determinadas gravadoras
que eram obrigados a tocar.
Às vezes
não estávamos incluídos…
e para ser incluídos…
precisávamos ser muito duros.
– Eu levava Bob com Skill Cole…
– Sim.
Frowser e Tek-Life.
Lembra-se desses gângsteres?
HARMONIA
– Lembro. Claro.
– Nós dirigíamos até a rádio.
– Certo.
E eles me deixavam no carro
e entravam.
Skill Cole tinha
um taco de basebol.
E eles não jogam basebol
na Jamaica.
Não sei de onde tirou esse taco.
E Skill Cole era grandalhão.
GUITARRISTA
Certo? Eles entravam na rádio
e me deixavam ouvindo rádio…
para garantir que realmente
tocariam o álbum.
Então Coxsone, Studio 1…
Dualcreed, Trojan
e Prince Buster…
decidiram formar uma organização
chamada “The Big Tree.”
Então o “The Wailers”
conseguiu seu espaço.
O “THE WAILERS”
COMEÇOU A TRABALHAR
COM UM NOVO PRODUTOR,
LEE “SCRATCH” PERRY
Aqui está Lee “Scratch” Perry,
ao vivo e em cores…
no documentário
sobre Bob Marley.
Ouçam o imperador
Haile Selassie.
Raio e trovão,
granizo, enxofre e fogo.
Isso é fogo…
isso é água…
e aquilo é a África no cabo.
Lee Perry trabalhava
com Coxsone.
E quando começou
seu negócio independente…
nós o admiramos,
porque seguiu nossos passos…
e deixou Coxsone.
Minha experiência
com Scratch é que…
em primeiro lugar,
ele é um produtor inovador.
Muito criativo.
A ponto de se tornar
emocionante vê-lo no estúdio…
com sua garrafa
de rum branco…
espirrando pelos quatro cantos
do estúdio.
Espirrava,
depois ia para sua pequena…
vamos dizer, dança.
Ele não escrevia partituras.
Apenas dizia,
“Por que não tocam isso?”
E saltava ao compasso
da música.
E eles o seguiam.
Acredito que suas primeiras
gravações com o “The Wailers.”…
são as melhores que já ouvi.
Perry influenciou muito
a carreira de Bob.
Gosto tanto do Bob
que é uma pena.
Ele é parte de mim,
por isso gostava de mim…
e eu sou parte dele.
Por que as pessoas gostam tanto
de sua música?
Por causa das histórias
que conta…
e da forma
como as conta lamentando…
dizendo que você
precisa acreditar.
Era uma alma muito abençoada,
um espírito muito abençoado…
mas estava fora de controle.
Não sabia para que lado ir,
o que fazer…
e buscava alguém
para guiá-lo.
Disse que queria
trabalhar comigo…
eu perguntei, “Tem certeza?”
Ele respondeu, “Tenho.”
Se quiser trabalhar comigo,
terá que fazer o que eu disser.
A visão que eu tinha
era a de Jah…
Jah Rastafári.
O ska era para dançar,
beber cerveja e dançar.
Não era uma música espiritual.
Está escrito na Bíblia…
que haverá uma música que todas
as pessoas do mundo…
tocarão, dançarão e cantarão.
Está no Apocalipse.
Que outra música poderia ser?
Reggae.
O que realmente
caracterizou o reggae…
BATERISTA
– foi o rife da guitarra.
Basicamente
é uma mudança de ritmo.
A guitarra costumava tocar…
E passou a tocar…
Às vezes essas coisas
acontecem por acidente.
Alguém fazia algo e o produtor
dizia, “Gostei disso.”
Coxsone comprou
um equipamento nos EUA…
que ficou um tempão
no estúdio…
e ninguém sabia
o que fazer com ele.
Decidiram ligar e perceberam
que era um delay de fita.
Então quando você
dava uma palhetada…
voltava para você
ao mesmo tempo.
E os outros estúdios ouviam…
e acreditavam que era
uma guitarra fazendo mais sons.
Então acredito que o reggae
se desenvolveu de uma ilusão.
O ritmo é…
No reggae você tem
três batidas de quatro…
e imagina a próxima batida,
sente a próxima batida.
Isso é o reggae.
Sentimento.
Batimento cardíaco.
Sentimento.
Batimento cardíaco.
É o que importa.
As partes básicas da música
eram a bateria e o baixo.
Porque a bateria é o primeiro
instrumento na música.
Então a bateria
é o batimento cardíaco…
BAIXISTA
e o baixo é a espinha dorsal.
Acredito que a bateria
e o baixo…
tiveram um papel importantíssimo
na música de Bob.
FILHO
Eram “Family Man” e Carlton…
dois irmãos,
com um estilo próprio.
O reggae é um conceito
de todos os estilos musicais.
Tem funk, rhythm and blues,
soul…
e muito jazz
quando está pronto.
Eu trabalhava em uma empresa
chamada Lavanderia Nacional…
e estava a cargo
de uma sucursal.
Rita um dia trouxe roupas
para serem lavadas.
Ela me deu a roupa e disse,
“Rita Marley.”
Fiquei bem surpresa…
os únicos Marley
que eu conhecia eram brancos.
Eu os chamo
de “Marley brancos.”
E eu disse,
“Quem é Marley?”
Ela respondeu,
“Meu marido.”
Eu perguntei,
“Quem é o pai dele?”
Ela disse que não sabia
muito sobre ele…
apenas que o chamavam
de Capitão Marley.
Então eu disse,
“Esse é meu pai.”
Minha mãe trabalhava
em uma pensão…
e meu pai ficava lá
quando voltava do mar…
ou de onde tivesse ido
e foi lá que ela o conheceu.
MEIA-IRMÃ
Eles tiveram um relacionamento
longo ou curto?
Acho que foi bem curto.
Minha mãe não sabia
o que aconteceu a ele.
NORVAL MARLEY MORREU
NA JAMAICA EM 1957
Na Jamaica,
havia uma grande empresa…
uma empresa estabelecida
chamada Marley e Plant.
Marley e Plant
trabalhava com construção.
A maior parte das construções
feitas em nosso país…
foram feitas
por essa empresa…
e ele sempre dizia
que eram seus parentes.
Eu me lembro de uma vez
que ele foi lhes pedir…
dinheiro emprestado
para comprar um carro…
para poder entregar discos.
BOB NA LOJA DE DISCOS
“WAIL’N SOUL M”
E conta a história que,
quando entrou no escritório…
os funcionários viraram porque
ele se parecia com um deles.
Disseram-nos para ir embora…
que não sabiam nada
sobre Norval ter um bebê.
Conhecendo meu pai
como conheço…
não sei qual é a força
da palavra “rejeitado.”…
mas ele certamente
foi rejeitado.
Era outra época e meu pai
era um disciplinador…
e era muito severo
a seu modo.
Naquela época
os rastafáris não eram…
tão bem aceitos socialmente
como hoje.
Ele me disse,
“Esse acontecimento…
me deu mais força,
porque escrevi uma música.”
E eu lhe perguntei,
“Que música?”
Ele respondeu,
“Try To Pick It Up.”
“A pedra que
o construtor rejeitou.
Eu sou a pedra.
Esse sou eu.”
Queria lhe mostrar uma música
que nos disseram…
que Bob, após ver seu pai
e se sentir rejeitado…
escreveu sobre
aquela experiência.
Tenho curiosidade de saber
o que você acha.
Sério?
Eu gostaria de ouvi-la.
A pedra
Que o construtor recusou
Sempre será
A pedra fundamental.
Cantem irmãos
A pedra
Que o construtor recusou
Sempre será
A pedra fundamental.
Bela música.
Você é o construtor
Querida
Aqui estou eu
Uma pedra
Não me recuse
Porque as coisas
que as pessoas recusam
São exatamente
A que deviam escolher
Você me ouve?
Escute o que eu digo
Eu já tinha ouvido
essa música…
mas nunca havia dado
muita atenção a ela…
e consigo identificar
o que você me disse.
Posso falar?
Sim, isso é muito verdadeiro.
Porque Bob mostrou
o nome Marley para o mundo.
Ele encheu o mundo
de Marleys…
com sua música
e a de seus filhos.
E agora ele se tornou
“O Marley.”
Entendeu?
Agora ele se tornou “O Marley.”…
e ninguém sabe o que aconteceu
com os outros que eram tão…
adoráveis e maravilhosos.
Agora estão no fundo
e ele está na frente.
Não é incrível?
É. É. De verdade.
Acredito que essa rejeição…
fez com que conseguisse
atingir o mundo.
Existe muita gente sofrendo…
muita gente passando
pelo que eu passei…
e tenho uma mensagem…
que pode trazer
mudança e transformação.
NESTA DEMO NO ESTILO GOSPEL
DE “NO WOMAN NO CRY”
PETER TOSH TOCA PIANO
LONDRES, 1973
Não, mulher, não chore
Não, mulher, não chore
Não, mulher, não chore
Não, mulher, não chore
Porque
Porque
Porque me lembro
Quando costumávamos sentar
Num jardim público
Em Trenchtown
Observando hipócritas
Misturando-se com a
Boa gente que encontramos
Bons amigos temos
Bons amigos perdemos
Pelo caminho
Neste grande futuro
Você não pode
Esquecer de seu passado
Então enxugue sua lágrimas
Eu digo!
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Tudo irá ficar bem
Alguém me ligou e disse,
“A propósito…
‘Bob Marley and The Wailers’
estão em Londres.
Gostaria de conhecê-los?”
Eu estava curioso
para conhecê-los…
porque já tinha ouvido
muito falar neles.
Quando entraram no escritório,
eram realmente impressionantes.
Muito carismáticos.
Eu só lhes disse
para gravar um álbum…
e perguntei quanto achavam
que custaria.
Disseram-me
e lhes dei o dinheiro.
Pegamos 4.000 libras e gravamos
o álbum “Catch a Fire.”
Eu deixava claro que era
um álbum de rock de negros.
Eu queria
que fosse visto assim.
Eu sentia que Bob
estava pronto para tentar…
e os outros, não tanto.
Bob não se incomodava
por causa de sua mentalidade.
Ele disse, “Eu tive que
começar em algum lugar.”
Ele sempre dizia,
“Se não começar em algum lugar…
não chegará a lugar nenhum.”
Bob não queria atingir
apenas os jamaicanos…
queria atingir
o mercado americano…
o mercado europeu,
e para conseguir isso…
tinha que dar esse tempero.
Vital.
Irie.
O primeiro disco é facilmente
o mais pasteurizado…
por falta de um termo melhor.
Eu tive que agregar
coisas diferentes nele.
Todas as guitarras e teclados
são “overdubs.”
Eu não tinha dúvidas
de que fariam sucesso…
não tinha dúvidas.
A única coisa que impediria
esse sucesso…
era se eu não conseguisse
fazê-los sair em turnê.
Esse era meu único medo.
Eles saíram numa turnê famosa…
e as coisas saíram mal,
ficaram feias.
Fizemos uma turnê na Inglaterra
com o disco “Catch a Fire.”…
mas ninguém nos disse
que era uma turnê promocional…
e que não receberíamos
dinheiro nenhum.
Você é de um grupo
importante na Jamaica…
e provavelmente acha
que na Inglaterra será igual.
Bob era mais realista,
porque me disse…
“Ninguém conhece
o ‘The Wailers’.”
Acho que Bob sabia
que precisava sair para tocar…
e acho que os outros
estavam inseguros.
É complicado, sabe?
Passar as noites em um ônibus,
viajando por estradas…
comendo comidas horríveis.
É difícil.
No caso de Bunny…
acho que ele simplesmente não
queria andar no frio e na neve.
Para ele simplesmente
não valia a pena.
Bob queria o sucesso.
Bunny e Peter
eram mais militantes.
As pessoas
queriam separá-los…
pois não queriam negociar
com Bunny e Peter.
Quando você diz “pessoas”,
se refere à Island Records?
Claro.
A turnê americana
seria a próxima.
E eu perguntei, “Vamos ganhar
dinheiro nessa parte da turnê?”
Chris Blackwell disse,
“Não…
porque vão tocar
em clubes para pervertidos.”
Sabe, um lugar onde acontecem
coisas imorais e erradas.
Então eu disse, “Chris,
você sabe que somos rastafáris.
Por que nos expõe
a situações como essa?”
“Porque se o ‘The Wailers’ não
toca nesses clubes, não é nada.”
Eu respondi: “É mesmo?
Então eu não vou.
Não participarei dessa parte.”
E acreditei que meus irmãos
fariam o mesmo…
pois a conversa
os afetava também…
mas me deixaram sozinho como
se essa fosse minha opinião.
Então mantive minha posição
e continuo mantendo até hoje.
E eles saíram em turnê
com Joe Higgs…
nosso tutor
em meu lugar.
PETER DECIDIU SAIR LOGO APÓS
A TURNÊ AMERICANA
Peter era um militante…
e acho que não gostava muito
de Chris Blackwell.
Ele pensava que Chris Blackwell
estava os roubando.
PETER TOSH FALANDO EM 1983
Chegou o momento em 74…
quando gravamos dois discos
com Chris “Whitewell.”
E o modo
como lidava conosco…
como se não fossemos
profissionais…
ou apenas iniciantes,
que eu não gostava.
Mas depois de 12 anos como
segunda voz do “The Wailers.”…
eu não tinha muito
acesso para decidir…
ou materializar
o que estava em mim.
E isso depreciava completamente
minha habilidade…
então saí porque preciso
de reconhecimento e respeito.
Para nós, seus filhos,
ele não era um pai carinhoso…
nem um pai que dizia,
“Tenha cuidado, filho.”
Era um cara durão.
Era durão, sabe?
Sabe, eu sei…
que meu coração pode ser
duro como uma pedra…
e também suave como a água.
Sempre fomos ativos.
Brincávamos na praia…
corríamos, apostávamos corrida.
Quase sempre se tratava de correr
para ver quem podia derrotá-lo.
Ele não dava trégua.
Não pensava, “São crianças.
Vou correr devagar.”
Quanto mais rápido pudesse
correr contra nós, ele correria.
FILHA
Ele achava hilário…
nós não achávamos
tão engraçado.
Ninguém queria os filhos
perto de nós.
“Desagradáveis. Viciados.
Seus pais só sabem fumar
maconha e tocar músicas.
Portanto, minha filha
não pode brincar com você.”
Então não era algo positivo.
Eu tinha amigos que quando
queriam ficar para dormir…
precisavam dizer a seus pais
que iam dormir em outro lugar.
Ele dizia,
“Você não precisa de amigos.
Tem seus irmãos e irmãs.
É tudo o que precisa.
Nunca pense
que precisa de amigos.”
Sinto que Bob passou por
experiências distintas na vida…
e que não confiava
facilmente nas pessoas.
Ele dizia,
“Quem me ama de verdade?”
EM 1974, BOB REUNIU UMA NOVA
FORMAÇÃO PARA O “THE WAILERS”
QUE INCLUÍA AS CORISTAS
“THE l-THREE”
A harmonia não mudou porque Bob
incorporou as “The l-Three.”…
pois queria manter
a sonoridade.
E Bob nos convidou
para fazer a turnê “Natty Dread.”
Desde o primeiro show,
foi pura…
dinamite.
Nós lotamos todos os lugares.
Só tocávamos em clubes.
Mas no Pals Mall, em Boston,
tocamos seis noites seguidas.
Essa experiência em locais de
400, 500 lugares como o Roxy…
o Quiet Knight de Chicago,
que também tinha 500…
esses eram os lugares certos
para ver Bob Marley.
Porque você ficava tão perto
dele quanto eu estou de você.
Direto de Trench Town,
Jamaica…
“Bob Marley and The Wailers”!
Vamos lá!
Um show que fizeram
em Londres em 1975, no Lyceum…
foi o ponto culminante.
Depois disso todos
conheciam seu nome.
Havia a sensação de que ele
se tornaria gigante.
O primeiro estava cheio, lotado.
Quando vai a um show
em que você consegue entrar…
e há centenas de pessoas lá fora
que não conseguiram…
você já se sente ótimo.
E essa energia que você traz…
é transmitida para a banda.
E eles sentem alguma coisa.
Foi uma dessas coisas.
Foi simplesmente explosivo.
e viu aquela multidão…
foi uma sensação de,
“Consegui! Finalmente.”
Isso pertencia
a Chris Blackwell.
Chamava-se “Casa Ilha”,
e ele tinha muitos amigos…
e associados
que realmente viviam ali.
Não era como nos apartamentos,
mas as pessoas se conheciam.
E ocuparam o andar de baixo
e o de cima.
Chris a deixou disponível
para o Bob ensaiar…
e um tempo depois,
Bob a comprou de Chris.
Os rastafáris não podiam ir
à cidade alta…
até Bob se mudar para lá,
não havia dreadlocks.
Uma mulher disse ao Bob…
“Como pode viver
na Hope Road 56…
a duas portas da Casa Real,
onde vive o governador…
e a três portas da Casa Jamaica,
onde vive o primeiro-ministro?”
Bob respondeu, “Irmã, eu trago
o gueto à cidade alta.”
Uma das pessoas que viveu aqui
antes de Bob…
foi Cindy Breakspeare.
Ela vivia ali
com seu irmão Reds.
Eu adorava aquele lugar.
Adorava a casa antiga
com pisos de madeira.
Era simplesmente encantadora.
Fresca e arejada, era ótima.
Sempre há uma corrente
gritando e rindo,
normalmente se divertindo.
E eu estava lá.
A coisa mais importante
culturalmente…
que estava acontecendo na Jamaica
estava acontecendo ali.
Era o quartel general,
o centro de tudo.
Bob nunca saía
de Hope Road 56.
Vinham pessoas do mundo todo
para vê-lo.
BOB COM O JACKSON FIVE
Vivia em Hope Road
com seu pai?
Não, vivíamos a poucos
quilômetros de Hope Road.
– Certo.
– Hope Road era…
Não sei.
Era um lugar especial.
Ser rasta é ter
as portas abertas.
Ninguém examina
suas credenciais.
Então vinham todos os tipos
de pessoas a Hope Road…
boas, más e indiferentes.
Toda vez que ia
à Hope Road 56…
via muitas pessoas
reunidas com Bob…
argumentando,
falando sobre política…
sobre Deus, sobre história,
falando sobre tudo.
Bob era muito rígido.
Dirigia isso como um exército.
Nós o chamávamos
de “Capitão.”
Nós tínhamos certas regras
rígidas naquela época.
As mulheres tinham
que usar vestidos, não calças.
Nós não podíamos entrar…
com o que chamamos
pintura de guerra…
batom e sombra de olhos.
Há um ditado que diz…
se quer estar
com os rastafáris…
precisa se desfazer
das coisas da babilônia.
Era um acampamento
com regras, doutrinas…
e princípios que devia seguir,
era algo sério.
Bob era consciente a respeito
dos alimentos saudáveis.
O liquidificador sempre
produzia ótimos sucos.
Tinha musgo irlandês no fogo,
caldo de peixe…
tudo para deixá-lo forte.
Quando o conheci,
começamos uma rotina.
Minha rotina era levantar
de manhã, treinar…
correr muito, fazer exercícios,
ir à praia.
Tornou-se parte integral
de nosso estilo de vida.
A religião rastafári
se baseia na vida eterna…
em cuidar de seu corpo.
Ele é o templo do Senhor.
Corríamos pela praia
até um lugar chamado
Cane River Falls.
Onde há cachoeiras incríveis.
Filmei alguns vídeos ali.
Na verdade íamos até lá…
para que a cachoeira
batesse em nossas costas.
Era a melhor massagem do mundo.
Este lugar onde estamos agora
era um estádio.
Era um campo de futebol.
Tínhamos dois gols.
DIRETOR ARTÍSTICO
Um pequeno campinho.
Normalmente jogávamos
cinco contra cinco.
Então ficava um ali
e outro lá trás.
Era realmente um campo
muito pequeno.
Devia ter uns 35 metros.
Bob era muito competitivo
em tudo o que fazia.
Então sempre dava 110%.
Ele tinha uma paixão.
Tudo o que eu fazia com a bola
ele tentava imitar.
Ele não jogava apenas
para se divertir.
Isso era sempre
parte do processo.
Antes de escrever uma música,
fumava um baseado.
Depois ia correr para despertar.
Assim ficava mais inspirado
e as letras saíam.
Qualquer lugar é bom
para escrever.
Onde for possível.
Ele começou me visitar.
Eu ouvia seus passos
sempre quando
o futebol terminava…
e o lugar ficava tranquilo.
E não havia ninguém para vigiar
o que ele estava fazendo.
Porque durante o dia o lugar
ficava cheio de pessoas…
Não podíamos ser evidentes
pois descobririam logo.
Entendo que você é casado.
Você é casado?
Não suporto
os modos de vida ocidentais.
Se eu devo seguir leis…
serão as leis
de Sua Majestade.
Se não são as leis
de Sua Majestade…
posso fazer
minhas próprias leis.
Quando conheceu Bob?
MÃE DE SEU FILHO
– Eu via o Bob todos os dias.
Bob vivia na Segunda Rua.
Eu vivia na Primeira Rua.
Eu não prestava atenção nele
porque ele me incomodava…
e eu contava à minha mãe.
– Quantos anos você tinha?
– Dezesseis.
O que ele fazia quando estava
prestando atenção em você?
Dizia coisas como: “Não desista.
Estou lhe cultivando.
Lembre-se de não ter
outro namorado antes de mim.”
Coisas assim.
– Ele era encantador?
– Muito.
Por que as garotas
ficavam atraídas por ele?
Meu Deus!
Você não conhece o Bob.
Ele era muito bonito.
As pessoas imaginam
mulheres derrubando portas…
– para chegar até Bob Marley.
– Céus.
Arrancando sua roupa.
– É assim?
– Não.
Por que ele fazia tanto sucesso
com as mulheres?
Porque era tímido.
Bob não era o mulherengo…
que as pessoas diziam.
Acho que as mulheres
é que vinham até ele.
– Ele era fiel?
– Com quem? Deus?
ADVOGADA DE BOB
Com Jah? Sim, era fiel a Jah.
A uma única mulher? Não.
Por quê? Ele tinha dona?
O que é fidelidade?
É uma ideologia ocidental.
Um anel no dedo,
uma argola no nariz?
Isso é para
os homens ocidentais.
Eles só podem ter
uma mulher por vez.
Bob podia ter mais.
Um dia, uma mulher
veio a mim e disse…
“Ninguém lhe avisou
que Bob era casado?”
E eu não sabia.
Durante um tempo eu não sabia
que ele era casado legalmente.
Fiquei sabendo depois.
Sua mãe me disse.
Ele via a Rita
durante esse tempo?
Claro. Eles trabalhavam juntos.
Faziam turnês mundiais juntos.
Quando estávamos excursionando,
Rita tinha seu próprio quarto.
Ela não ficava com o Bob.
Via tudo o que
estava acontecendo…
mas tinha respeito máximo
pelo trabalho.
Como você lidava durante os anos
que estiveram casados…
e Bob tinha relações
com outras mulheres?
Eu me tornei seu anjo da guarda.
Na época eu já tinha me tornado
mais do que apenas uma esposa…
Por causa da importância
que Bob tinha.
Não via como algo divertido.
Estávamos em uma missão.
Era como uma
campanha evangélica…
para aproximar as pessoas
de Jah.
Eles tinham um laço.
Eu não deixaria, sabe?
Se fosse o meu marido,
eu não deixaria.
Nunca brigamos por mulheres.
Isso não acontecia.
Ele vinha e me dizia…
“Rita, fiz isso”,
ou “Foi isso que aconteceu.”
Ele me chamava para tirar
as mulheres de seu camarim…
para poder chegar até o palco.
“Venha até meu quarto.
Tire essas pessoas daqui.”
E eu fazia com muita elegância.
“Vamos, garotas.
Hora de ir para casa.
Amanhã temos show, então.”
Ela não se transtornava, mas…
às vezes você via
que ela sofria.
Todos nós sofríamos.
E era disso
que ele não gostava.
Ele não gostava quando sabíamos
que ela estava sofrendo…
pois nós demonstrávamos.
Então ele dizia,
“Vamos tomar um sorvete.
Vamos comer hambúrgueres.
O que querem?”
Acha que ele era egoísta?
Acho.
Não é justo para nenhuma mulher.
Isso não é nada justo…
mas não podíamos
odiá-lo por isso.
BOB TEVE 11 FILHOS DE SETE
RELACIONAMENTOS DIFERENTES
ZONA PNP
– Na capital de Kingston…
há guetos rivais…
onde as comunidades
estão divididas…
em linhas sectárias.
Essas zonas são controladas…
pelo Partido Nacional Popular
do primeiro-ministro…
que está sendo acusado
de ser comunista…
ou pela oposição,
o Partido Trabalhista Jamaicano…
que está sendo acusado
de ser fascista.
A política na Jamaica
naquela época…
era como um confronto
entre o Oriente e o Ocidente…
era assustador.
Você tinha um lado,
ultraconservador, de direita…
o de Seaga…
que era o homem de Reagan
no Caribe.
E Manley que tentava
instaurar um sistema…
chamado socialismo
democrático…
que os outros partidos
diziam ser…
“um disfarce para dizer
que era comunista.”
Às vezes, são apenas insultos,
pedras e garrafas…
atirados de um lado ao outro…
mas aos poucos
são bombas e balas…
e quase todos os dias os jornais
trazem novas informações…
sobre os assassinatos
em Kingston.
A questão tornou-se
coisa de gângster…
de gangsteres políticos.
Esses caras mantinham a ordem
para os congressistas.
E em algumas áreas
eram o verdadeiro poder.
Você gosta dessa garota…
eu também.
AGENTE DO PNP
você gosta e eu também.
E começávamos a brigar por ela.
Era assim.
Ele gosta do PNP.
Você gosta do PTJ.
Você quer lutar pelo PNP.
MATAMOS O PISTOLEIRO DO PTJ
Bob era amigo
de todos esses homens.
Todos os homens maus do PTJ
eram amigos de Bob.
Assim como todos
os homens maus do PNP.
Esses homens vinham do
mesmo bairro onde crescemos.
São homens
verdadeiramente maus.
Às vezes,
você via algum deles…
e de manhã pegava
um jornal jamaicano…
e via a lista
dos 10 mais procurados…
quatro deles já estavam mortos.
Agora são cinco.
PROCURADOS
$60.000 EM RECOMPENSAS
Alguns deles realmente
gostavam da música…
mas o principal para eles era…
a guerra e ser mau, sabe?
Quando há violência política…
os jovens brigam entre si…
e pelos políticos.
Eu realmente me sinto mal.
Acho que nenhum deles
faz nada de bom pelo povo.
É dividir e dominar.
Bob fez um show
com Stevie Wonder na Jamaica…
e eles tocaram
duas músicas juntos.
Acho que foi “Superstitious”,
que Bob conhecia…
e “I Shot the Sheriff.”
Stevie fez uma boa ação…
ao doar metade de seu
pagamento pelo show…
à escola para cegos do Exército
da Salvação na Jamaica…
e acho que isso
comoveu Bob.
E Bob disse,
“Faremos um show gratuito.”
Eles apresentaram a ideia
a Michael Manley…
que estava mais à frente,
o primeiro-ministro…
e estavam muito entusiasmados.
Bob Marley, o principal expoente
da música reggae no mundo…
aceitou se apresentar em um
grande concerto gratuito…
em benefício
do povo jamaicano…
em Kingston,
domingo, 5 de dezembro.
O anúncio foi feito em uma
conferência de imprensa…
realizada na Casa Jamaica
com Marley…
seu representante, Don Taylor
e o secretário parlamentar…
a cargo da informação cultural,
Arnold Bertram.
Eu acho que o enganaram…
porque ele me ligou e perguntou
se deveria fazer o show.
E eu disse,
“Se é o primeiro-ministro…
e está fazendo pelo país.
Mas como há eleições em breve…
estará fazendo por ele
e não pelo país.”
Duas semanas depois do anúncio,
em 22 de novembro…
o primeiro ministro da Jamaica,
Michael Manley…
convocou eleições gerais
para 15 de dezembro.
VAMOS VOTAR
Se soubéssemos
que haveria eleições…
nunca teríamos feito
aquele show.
Eu nunca apoiei o governo
de Michael Manley.
Nunca.
E nas próximas eleições…
realmente não se importa
com quem vai ganhar?
Eleições?
Quem quer que ganhe os problemas
continuarão os mesmos.
Lembre-se, Bob estava
ficando muito popular…
e o lado que Bob escolhesse…
seria o lado
que o povo escolheria.
Bob tinha muito controle
aqui na Jamaica…
e os políticos
não gostavam disso.
Acho que Bob
se expôs demais…
LÍDER DO PTJ
– no aspecto político…
e isso atraiu
a ira de outros…
porque tinha amigos
nos dois lados.
O negócio é que você
tinha que escolher um lado.
Precisava estar
em um lado.
Se ficasse no meio
sairia ferido.
SEGURANÇA TOTAL
PARA AS ELElÇÕES
SEM VIOLÊNCIA,
POR FAVOR
Sentimos certa tensão,
a política estava esquentando.
Havia pessoas dizendo
que tinham ouvido…
que aconteceria
um tiroteio no show.
As pessoas do grupo,
os músicos, as “l-Three.”…
todos os dias,
conforme o show se aproximava…
tinham mais dúvidas
se deveriam fazê-lo.
Estavam apavorados.
Todas as noites,
ensaiávamos na Hope Road 56…
para o show.
Geralmente tínhamos
dois homens…
de um tipo de serviço secreto.
Eles chamavam Serviço Protetor.
Eles protegiam pessoas
como o primeiro-ministro.
E eles vinham todas as noites…
mas naquela noite
não apareceram.
Estávamos descansando,
então todos estavam distraídos.
Don Taylor, Bob, e eu
estávamos na cozinha.
Eu estava no carro
me preparando para sair.
Quando vi alguns homens
O atirador se aproximou
por este lado…
e enfiou sua arma aqui.
De repente vi uma luva preta
apontando uma arma para nós…
e não tínhamos
para onde correr.
Estávamos encurralados
na parede da cozinha.
Então ouvi os disparos.
Depois apontou
a arma para o carro.
Senti o sangue quente
escorrendo…
e percebi
que tinha sido atingida.
O cara continuou disparando
até as balas acabarem.
Um colocou a arma
na minha cabeça…
e perguntou para o outro,
“Estão todos mortos?”
E lhe responderam, “Sim.
Todos estão mortos. Todos.”
Então vi Don Taylor saindo…
e o sangue jorrava dele
como ketchup.
Até que caiu no chão.
Eu disse, “Caramba”!
Comecei a chamar pelo Bob,
até que ouvi uma voz…
que reconheci
como a de Carly Barrett…
dizendo: “Bob está bem.
Bob está bem.”
MARLEY BALEADO
Ele tinha uma queimadura…
no trajeto
que a bala percorreu…
até se alojar em seu braço.
Foi um milagre ninguém ali
ter morrido.
Não eram assassinos
profissionais?
Eram tão profissionais
quanto a Jamaica permite.
Assistiram a muitos filmes.
E agora, uma notícia especial.
O artista e estrela do reggae,
Bob Marley…
Rita Marley e o representante
do “The Wailers”, Don Taylor…
são agora pacientes
do Hospital Universitário…
após serem baleados
em um tiroteio esta noite.
PM CONDENA
ATAQUE A MARLEY
ARTISTAS SE REÚNEM
PARA DECIDIR SOBRE O CONCERTO
Só ouvi os disparos.
Não vi ninguém disparando.
Alguém acha que o concerto
Sorria Jamaica…
não deve acontecer,
então tentaram impedi-lo.
De uma coisa
eu tenho certeza…
estavam tentando impedir
que o concerto acontecesse.
AMIGA
– Essa questão…
se o concerto aconteceria ou não,
trouxe muita pressão.
Havia pressão
de todas as partes.
Eu temia que Bob
fosse assassinado.
Ao entardecer,
dentro do estádio…
o público está cercado…
e policiais armados estão
posicionados ao redor do parque.
Cinco horas depois
do horário programado…
para o começo do concerto,
a estrela, Bob Marley…
ainda não chegou.
Alguns tentavam dizer,
“Bob, não vá.
Não conseguiram matá-lo.
Podem tentar de novo.”
Todos perguntavam,
“Quer mesmo tocar, chefe?”
E ele respondia,
“Sim.”
Eu lhe disse,
“Sabe que estou com você.
Se quiser tocar,
vamos nessa.”
A polícia veio buscá-lo
para levá-lo…
e nós estávamos
atrás do carro patrulha.
Quando cheguei lá…
não podia acreditar
naquela situação.
Estamos falando
de Kingston à noite.
Tinha cerca de 80.000 pessoas.
Se alguém quisesse matá-lo,
essa seria a situação perfeita.
Mas era uma noite especial.
Era um momento especial.
Vamos, amigos!
Vamos ver uma banda
tocar esta noite!
Vamos!
Bob abriu a camisa
e mostrou suas feridas…
A multidão enlouqueceu.
O que os jamaicanos
gostam mais…
do que um homem
que sobreviveu a um tiroteio?
Bob não estava com medo.
Bob sabia
que se algo acontecesse…
enquanto fazia seu trabalho…
Deus Todo poderoso
o protegeria.
Se antes você não tinha fé…
não teria mais dúvidas
depois daquilo.
Oh Senhor nos ajude
Esta noite
Jogue fora o feitiço
Jogue um pouco de água no poço
E sorria
Na Jamaica
Na Jamaica
Na Jamaica
Na Jamaica
Se você vai ajudar os pobres
Ajude-os direito
Oh, Jah
Ajude-nos esta noite
Afaste essa maldição
Jogue água no poço
Preciso lhe perguntar
sobre o tiroteio.
Me disseram…
que foi o PTJ pensando que
você estava apoiando o PNP…
ou o PNP pensando
que estava apoiando o PTJ.
Tem algo a dizer sobre isso?
Eu acho que foi o demônio…
sabe?
Mas Deus me protegeu.
Mas podem tentar
matá-lo de novo.
Podem.
O que tiver que ser será.
Após o atentado,
ele estava…
não diria assustado,
mas ferido…
ferido demais
para encarar a Jamaica.
Fui eu quem fugiu com ele
da Jamaica depois do atentado.
Eu e ele.
Ele não disse uma palavra
durante toda a viagem.
Primeiro fomos a Nassau,
e depois para Londres.
LONDRES
MATEM OS CRIOULOS
Acho que ele queria
dar um tempo.
Ele não queria ficar
com medo da própria sombra.
Ele não queria lidar
com o problema.
Não queria lidar com
controvérsia.
Ele só queria um
lugar livre…
para trabalhar, fazer
música e sair em turnê.
Ele se mudou imediatamente
para área de Chelsea…
Rua Oakley.
Foi uma grande experiência…
porque estávamos todos
juntos nesta casa.
Em cada piso havia
um músico diferente.
Havia Tyrone Downey
num andar.
Carlton Barrett
em outro andar.
“Family Man”Barrett
em outro andar.
Albin “Seeco” Patterson
em outro andar.
Neville Garrick, creio eu
estava no porão…
dividindo com alguém.
Passamos pelo Parque Bridge.
Assim que passamos
por Bridge…
você encontra o
campo de futebol.
Nós até jogamos contra
um time de racistas,
Vencemos eles umas
duas vezes.
– Sentiu-se no exílio?
– Sim, cara.
Mas Bob estava interessado
em criar música.
Era como creio eu, ele
saciava sua alma.
A vida de Bob era separada.
E ele se sentia muito bem
por estar vivo.
Jah lhe deu uma
segunda chance.
Ele também foi confrontado
por sua mortalidade…
e quando você pensa que esta
pode ser…
sua melhor oportunidade
de fazer alguma coisa…
de ser valoroso
em cada momento.
Cada segundo de cada momento
de cada dia.
Não há tempo.
Não temos tempo a perder.
Ele dormira basicamente
4 horas por dia…
E estava sempre escrevendo
canções, noite após noite.
Eu tinha que pedir
para ele ir dormir.
Ele ia. Mas apenas
meia hora ou uma.
Depois passou para
poucas horas.
Bob gostava de escrever
bem cedinho.
Logo cedo ele tinha
essa voz grave…
lembrando a de Rod Stewart.
Ele deveria trabalhar
a melodia…
Aí depois é que
entrava a letra.
MISS MUNDO 1976
A miss mundo 1976 é
miss Jamaica.
E a Royal Albert Hall
está em festa.
Incrível, Cindy Breakespeare…
a garota de 21 anos,
atendente de um posto médico…
ganha o concurso.
Acho que surpreendeu a todos.
Na época que fui
Miss Mundo, Bob ainda…
não era nome de rua
na Inglaterra.
Mas como agora estava
ligado a mim…
E Miss Mundo era definitivamente
um título importante…
a gente se cumprimentava
de forma bem amigável.
Cindy surpreendeu a todos
pela emoção no momento…
e Winelia Merced coroa a
nova Miss Mundo 1976.
MISS MUNDO – QUE LOUCURA!
– Foi considerado…
– Ultrajante?
É uma boa palavra.
Ultrajante cai como uma luva,
Mas Bob adorou a conquista.
Não creio que exista
homem no mundo…
que não deseje ter
“a garota.”
Então…
Você pretendia se tornar Rasta?
Sim. E creio que iria gostar.
Aí as coisas começaram
a surgir.
Como se apresentar
como mulher.
O que vestir apropriadamente.
Como fazer o cabelo.
E então eu viajava de trem
para todas partes fora de Londres.
E eles têm essa coisa
pequena e triangular…
No banheiro do trem.
Era nisso que eu me
refrescava.
Uma noite não consegui
usar o objeto…
então cheguei em casa
daquele jeito.
Unhas vermelhas, casaco
de pele e toda maquiada.
Assim que entrei
e fechei a porta de casa…
Ele veio por trás…
eu me virei, ele veio a mim
e disse: “Te peguei.”
Eu quero amar você
E tratá-la bem
Eu quero amar você
Todos os dias e todas as noites
Nós ficaremos juntos
Sem um teto sobre
Nossas cabeças
Vamos compartilhar um abrigo
Da minha cama de solteiro
Nós dividiremos o mesmo quarto
Para Jah providenciar o pão
Isso é o amor! Isso é o amor!
Isso é o amor! Isso é o amor!
Que estou sentindo?
Isso é o amor! Isso é o amor!
Isso é o amor! Isso é o amor!
Que estou sentindo?
Êxodo foi um sucesso.
O maior álbum feito…
que emplacou na Europa…
e detonou nos EUA.
Eles estavam nos esperando.
Então a turnê americana
foi cancelada…
porque Bob estava tendo
problemas com seu dedo.
Alguém deu um pisão
quando ele estava de chuteiras…
e o ferimento piorou…
porque Bob ainda jogou
futebol no dia seguinte…
e no outro dia.
E levou algum tempo…
para ele perceber
o que estava acontecendo.
Eles vieram com o resultado
de Melanoma.
E eles testaram
e descobriram…
que era uma doença que
atingia mais os brancos.
Não vinha dos negros.
Sou testemunha que aquilo
estava ficando pior.
E o que eles recomendaram
que ele devia fazer?
Eles recomendaram
desarticulação da cintura…
em outras palavras,
remover a perna toda.
O médico da Inglaterra disse
que ia amputar a perna.
– Você se lembra disso?
– Não.
Ele tinha que tirar o dedo.
Não era a perna.
Muita gente disse para o Bob
que se ele cortasse o dedo…
O dedão principalmente, ele não
seria capaz de dançar novamente.
Ele adorava jogar futebol.
Então ele deve ter pensado
que amputar o dedo…
era algo inaceitável
para ele.
O outro médico que
ele viu em Miami disse:
“Não é necessário.”
Ele podia só tirar uma parte.
Não precisava retirá-lo todo.
Não precisa tirar uma parte
se não precisa tirar tudo.
Ele foi mal aconselhado
pelos que o cercavam.
POUCOS MESES DEPOIS BOB
ESTAVA EM TURNÊ NOVAMENTE
Até que a filosofia que
Torna uma raça superior
E outra inferior
Seja finalmente permanentemente
Desacreditada e abandonada
Haverá guerra
Eu digo guerra
“GUERRA” É BASEADO
NO DISCURSO DE HAILE SEALSSIE
Até que não existam
Mais cidadãos
De 1ª e 2ª classe em
Em qualquer nação.
Até que a cor da pele
De um homem
Não tenha maior significado
Que a cor
Dos seus olhos
Haverá guerra.
ENQUANTO ISSO NA JAMAICA…
A VIOLÊNCIA ENTRE GANGUES
PIORAVA A CADA DIA
KINGSTON – 1978
Havia um movimento
para trazer Bob de volta…
porque sentiram
que há um potencial…
de curar a forte
divisão que existia.
O governo tinha começado…
porque disseram que a Jamaica
está perdida sem Bob Marley.
Não podemos dizer,
“Bob está no exílio.”
Então eles pegaram um dos
principais líderes deles…
Claudie Massop,
para falar com Bob.
Este cara, era do outro
lado do partido…
Claudie Massop.
E o outro chamava Tek-Life.
Não lembro bem seu nome,
mas o chamávamos Tek-Life.
Eles foram para Inglaterra
persuadir Bob…
a voltar para Jamaica.
Na verdade eles queriam
que o Bob…
ficasse bem longe da
Jamaica…
longe de sua
influência política…
porque entre eles
pensavam entre eles.
Que as duas pessoas que
apareceram lá…
eram da oposição.
Então eu representaria
o outro lado…
se ele dissesse:
“Não vou voltar.”…
então ele não voltaria
para Jamaica.
Portanto eu tive que
ir para Inglaterra.
BOB COM MASSOP, WELCH E
“TEK LIFE”, LONDRES, 1978
Daquelas pessoas quantas
continuam vivas?
Uma. A pessoa com a qual
você está falando.
Nós, povo de Jah
Podemos fazer isso funcionar!
Vamos juntos
E façamos funcionar
Eu canto dizendo que
Podemos fazer isso funcionar!
Bob começa a escrever
aquela canção que é…
“Nós, povo de Jah
Podemos fazer isso funcionar!”
Então decidiram fazer um show,
um concerto da paz.
Mês passado uma trégua
foi acordada…
entre as facções políticas
rivais em Kingston, Jamaica.
Uma conferência de paz
acontecerá depois…
de um concerto da paz…
para as pessoas
em um grande parque.
Eles esperam mais
de cem mil pessoas.
Bob Marley foi convidado…
para ser a atração principal
principal desse concerto.
Marley aceitou…
e volta para Kingston,
Jamaica.
Bob, por que você vai
voltar para Jamaica?
Minha vida não é importante
para mim.
A vida dos outros é.
Minha vida só é importante…
Se minha vida for só eu
minha própria segurança…
então eu não quero isso.
Minha vida é para o povo,
quanto mais melhor.
ESTÁDIO NACIONAL
MARLEY TOCA PELA PAZ
“UM SÓ AMOR”
CONCERTO PELA PAZ, 22 DE ABRIL
TODA JAMAICA
SAÚDA SUA CORAGEM
Ônibus lotados de pessoas
foram até o aeroporto.
A tempestade deles foi embora.
Quando o avião pousou…
elas pularam as barreiras
e foram em direção do avião…
fato que só aconteceu quando
Haile Selassie veio a Jamaica.
PNP DIZ
PAZ E AMOR
UM SÓ AMOR
Foi incrível ver neste
estádio de 30 mil pessoas.
Pessoas opostas politicamente,
sentadas uma ao lado da outra.
Quero curtir com você
Quero muito curtir com você
Quero curtir com você
Quero curtir com
Quero curtir
Quero curtir com você
Espero que goste
De curtir também
Ora, ora, ora
Quero curtir com você
Espero que goste
De curtir também
Vou dizer uma coisa.
Para isso dar certo
temos que estarmos juntos.
E através do espírito
do Altíssimo…
Sua majestade lmperial
lmperador Haile Selassie I…
Estamos convidando pessoas
importantes dos escravos…
a agitarem as mãos.
Para mostrar às pessoas que
Vocês vão amá-las
Mostrar às pessoas que
Vocês vão se unir
Mostrar às pessoas que
Você é mais brilhante
Mostrar às pessoas que
Tudo está bem
Na verdade toquei
uma nota errada.
Ele começou cantando,
“Veja bem o que está fazendo.”
Veja bem, veja bem, veja bem,
veja bem, veja bem
O que está fazendo.
Todo mundo pensou que ele
estava falando para as pessoas,
“Veja bem o que está fazendo.”
Mas ele falou comigo.
Ele era muito espiritual.
Foi um tipo, “ei.”
Eu tentava dizer…
Podemos ter aqui…
Podemos ter aqui
em cima nesse palco…
a presença do Sr. Michael Manley
e Sr. Edward Seaga?
Eu quero apenas apertar as mãos
e mostrar as pessoas…
que vamos todos ficar bem.
Vamos nos unir
Vamos fazer tudo certo
Vamos nos unir
Ele não planejou nada.
E foi espontâneo.
– Estou esperando.
– Estou esperando.
Meu Deus, nos ajude,
eu oro.
Qualquer coisa poderia
acontecer naquele momento.
Eu estava rezando para que
as pessoas não começassem…
a atirar novamente.
Não tinha ali um
pregador ou algo parecido.
Ele só tocou nossas mãos
e disse algumas palavras…
que vieram em sua cabeça.
E naquele momento
todo mundo era um só.
Amor.
Prosperidade.
Esteja conosco.
Jah. Rastafari. Selassie.
Ele foi capaz de fazer isso.
Ele foi capaz de
unir as pessoas aquele dia.
A mesma meia uptown,
meia downtown…
Metade negra,
metade branca.
É o casamento de tudo.
Ele apenas corporificou
tudo em uma pessoa.
A medida que sua carreira
crescia, ele crescia na…
Educação, melhorava o carro…
e adquiriu uma casa
enorme com muitos quartos.
Mas meu pai sempre nos
levava de volta a Trench Town.
Às vezes Bob ia até o
gueto de passagem…
e nunca trancava o carro.
Ele dizia que se trancasse
não estaria confiando nas pessoas.
Conseguiu muito dinheiro
com sua música?
Dinheiro.
Bem vejamos…
Quanto é muito dinheiro
para você?
Boa pergunta.
Ganhou milhões de dólares?
Você é rico?
Quando diz rico,
quer dizer o quê?
Tem muitas posses?
Muito dinheiro no banco?
Posses o torna mais rico?
Não tenho esse tipo de
riqueza.
Minha riqueza é
viver para sempre.
Hope Road esteve sempre
cheio de gente…
e pela mesma razão…
a procura por uma oportunidade,
a procura por dinheiro…
a procura por emprego.
Escola para meus filhos.
Sem parar, sem parar.
Você tem metas todos
os dias em Hope Road.
Pessoas de todas as partes.
Trazendo bebês,
os filhos.
Você tinha longas filas,
mas ninguém desistia.
Ele não dava pouco não.
Ele dava o bastante para
você poder começar algo.
Dois anos atrás
ninguém teria acreditado…
que esta tribo de
músicos jamaicanos…
seriam aceitos na arena
Maple Leaf Gardens em Toronto.
É um sinal que cresce
a aceitação do reggae…
no cenário da música
pop internacional.
Também catapultou
Bob Marley para o estrelato.
Não queremos problemas
Não, não, não
Bob uma vez viu uma declaração.
Perguntaram:
“Qual será o tamanho
dele na música?”
Bob disse: “Essa música
vai crescer e crescer e crescer…
até atingir as pessoas certas.”
Assim como eu,
no mundo todo.
Sabe, o caminho é longo…
Anime-se e não seja um lixo
Anime-se porque esse
é o outro lance
Vi crescer de 200 para mil…
e de repente 80 mil.
E vi centenas de milhares.
Anime-se
Fomos para Europa…
e tocamos para cerca
de 2 milhões de pessoas…
em seis semanas.
Quebramos todos os
recordes por lá.
Dos Rolling Stones
Você é demais, demais,
Disso eu te asseguro
Você veio, você veio
Venha viver, hoje
Anime-se
Ele fez um concerto em Tóquio
com 4 mil pessoas.
Todos japoneses.
E cantaram cada canção,
palavra por palavra.
A maioria deles nem mesmo
entendia.
Falavam uma língua diferente…
mas sentiam a música…
e sabiam o que
ele estava dizendo.
Anime-se de manhã
A imprensa mentia e dizia que
Bob consumia 500gr por dia.
Onde quer que ele ia,
a polícia estava na cola…
e revistavam nossos pertences
bem detalhadamente.
Você via policiais com
cães revistando os ônibus.
Mas toda vez que revistavam
não achavam nada.
E não voltavam a
nos importunar.
Em relação ao passado
eles estavam mais, tipo.
“Você tem algum pôster?”
Basicamente saíamos
com o passaporte…
um monte de discos
e de pôsteres…
e eles nem olhavam
só carimbavam.
Uma de suas grandes
preocupações era que…
ele não alcançava os negros.
Ele notou que nos shows
só ia branco…
isso se tornou um
quebra-cabeças para ele.
Eu estava na Nigéria
e voltei e disse para ele…
sobre a resposta que
todo povo deu na Nigéria.
Quem nunca o tinha visto
só conhecia a música.
Ele mal podia acreditar.
Eu disse: “É verdade.”
Eu disse:
“África realmente espera por você.
Para ser sincero, se for
a África talvez nunca volte.”
A primeira vez que o conheci
foi na América em 1979…
E quando entramos
nos bastidores…
Quando ele me viu
e disse:
“Nossa como você é feia!”
Fiquei chocada e disse
para mim mesmo:
“Não conheço esse cara,
ele não me conhece…
e diz que sou feia!”
Mais tarde entendi o porquê.
Eu tinha alisado meu cabelo.
E como ele era rasta,
tudo tem que permanecer natural.
Depois ele perguntou se podia
ir até o Gabão…
para o aniversário
do meu pai.
Combinamos e ele veio
em janeiro.
Veja a real situação
Guerra da nação contra a nação
Onde tudo começou
O pai dele era
o Presidente do Gabão.
Não sabíamos que ele
era um ditador…
Mas descobrimos.
E aí foi tipo:
“Já estamos aqui,
tarde demais vamos levar na boa.”
A filha dele estava
apaixonada pelo Bob.
Ele era bem direto.
Franco, simples, humilde.
Quando você se apaixona
por alguém…
você não pensa nos motivos,
simplesmente acontece.
Dê-lhes um centímetro
Eles pegam um metro.
Para Bob, a África era
a mãe pátria…
e ele amava a Jamaica
mas ficava em trânsito.
África era o destino.
E tudo é só por enquanto
Parece a total destruição
A única solução
Você não morre
e vai para o Céu.
Você tem que morar no Céu.
África é nosso céu porque
é de onde viemos.
Alguém veio
e falou com meu pai…
“Não devia hospedar Bob Marley.
Ele é revolucionário.
Não está certo.”
Foi meu irmão que
recepcionou-o no Palácio.
O primeiro show
foi muito bom…
mas os gaboneses
não aplaudiram.
Falamos: “Temos um problema.”
“Talvez eles não gostam.”
A massa cercou o carro.
Então pensei: “É o fim,
vão nos matar e destruir o carro.”
Mas para nossa surpresa…
os jovens que cercaram o carro
começaram a gritar…
Rastaman, Rastaman, Rastaman.
Para todo lugar que íamos,
crianças corriam atrás…
do ônibus acenando e gritando:
“Bob Marley, Bob Marley.”
“Ganja, ganja.”
Nós exclamamos!
Ele geralmente
ia à praia com os jovens.
Eles disseram que não
entendiam sobre Rasta…
e perguntaram o que significava.
O que é esta filosofia?
Quais eram seus pensamentos…
sobre o que a África
deveria fazer?
A revolução?
Todas as perguntas
que os jovens tinham.
Acho que ele causou um grande
impacto nos jovens de Libreville.
Imensa.
Bob me pediu para
saber com Pascaline…
quanto nós tínhamos
realmente pago.
E ela disse que tinha
sido muito, muito dinheiro.
E Don contou para Bob.
Bob Marley ficou nervoso.
Seu empresário…
tinha nos cobrado a mais.
E como a África significava
tanto para ele…
ele ficou chocado…
que a primeira vez que ele pisa
na Africa algo assim aconteça.
Ele meteu porrada nele.
Jogou-o cruzando o quarto
e bateu nele.
É, deu uma bela surra.
Na verdade, o interrogamos por
quase três horas aquela noite.
Estávamos no 23º andar…
e eles seguraram Don fora
da janela por um minuto.
Bob fazia a mesma pergunta
meia hora depois…
e ele respondia diferente e Bob
disse: “Garrick, retroceda.”
“Toque.”
E depois:
“Você não disse isso, rapaz?”
Bata nele umas duas vezes.
Droga.
MANIFESTAÇÕES CONTRA O PODER
DOS BRANCOS NA RODÉSIA, 1978
Era a política de manter os
africanos em seu lugar…
o que em 1965 deixou a Rodésia
ilegal aos olhos do mundo.
Nunca uma maioria negra irá
governar na Rodésia. Nunca.
Nem em cem anos.
Bob escreveu uma
Canção chamada “Zimbabwe.”
Lixo nativo em Zimbabwe
Eu e eu a libertar Zimbabwe
Quando a canção
chegou ao Zimbabwe…
os combatentes pela liberdade
abraçaram-na como seu hino.
Eles queriam a independência.
Finalmente eles conquistaram
sua independência…
e eles mandaram representantes
aqui para Jamaica…
pedir apoio do Bob.
Eles queriam sua presença
e quando ele falou do custo…
eles disseram que
não podiam arcar.
Então Bob usou seu
próprio dinheiro…
e embarcou seu equipamento,
de Londres até Zimbabwe.
BEM-VINDOS AO ZIMBABWE.
CIDADE DO SOL BRILHANTE
VIDA LONGA AO CAMARADA MUGABE
Você tinha dignatários
do mundo todo.
Tinha razão, tinha razão
Tinha razão
Eu Robert Gabriel Mugabe
Juro…
que serei fiel ao Zimbabwe…
como ministro do governo.
Com ajuda de Deus.
Meia noite, o exato momento
da independência.
Com Príncipe Charles,
governador Soames…
e centenas de visitantes,
líderes de governo…
e VIPs do mundo todo
assistem…
a nova bandeira ser hasteada…
Robert Mugabe assume o poder…
e nasce o Zimbabwe.
Êxodo
Senhor
Movimento do povo de Jah
Foi a primeira vez
que alguém no Zimbabwe…
tinha ouvido falar disso.
Mas quando a primeira
canção começou…
90 mil pessoas
do lado de fora…
que não conseguiram entrar,
decidiram entrar.
Os homens e as pessoas
Irão resistir contra você
Quando você enxergar
A luz de Jah
Deixe-me dizer-lhe que se
Você não está errado
Os Lutadores da Liberdade…
ouviram Bob Marley
dentro do estádio…
e eles estavam proibidos
de ir ao estádio,
então eles invadiram.
Eu estava lá, no palco…
eu me lembro que
fui a primeira pessoa…
de sentir o cheiro
de algo fora do comum.
Era gás lacrimogêneo.
Aquela sensação estranha
de sua garganta queimando…
parecendo que você vai morrer.
Não sabíamos o que era,
e sentimos que deixamos…
a Jamaica e fomos
para o Zimbabwe…
deixando nossos filhos
só para morrer aqui.
Então, Rita, Marcie e eu…
fugimos do palco…
e os músicos foram saindo
um por um.
Mas Bob ainda estava
no seu elemento, e ele…
creio eu não tinha percebido
o que estava acontecendo.
Aquilo abriu meus olhos
para perceber…
que este homem estava pronto
para morrer junto com seu povo.
Independente do motivo,
Bob não fugiria.
E quando voltamos para
o palco com Bob…
isto foi o que Bob nos disse:
“Agora, eu sei quem são
os verdadeiros revolucionários.”
Ora, ora, ora
Jah vem acabar com a opressão
Fazer reinar a igualdade
Apagar a transgressão
Libertar os prisioneiros
Libertar os prisioneiros agora
Libertar
Libertar os prisioneiros! Sim!
Acho que era um de seus
destaques para você.
Ele estava em casa.
Muito obrigado, Zimbabwe!
Liberdade!
Bob queria alcançar
os negros da América?
Claro que ele queria.
O último concerto em Nova lorque
foi para tentar fazer…
afro americanos
tocarem RB na América.
Bob era cultuado na América…
quando tinha um show do Bob
os ingressos se esgotavam…
mas iam os brancos.
É, os negros na América
não respondiam.
Era sempre um problema.
Sempre falávamos a respeito.
Sempre imaginando por quê.
Frankie Croker, o DJ mais
popular do país…
disse que tinha
um show com Os Comodores.
Nós garantimos a vocês
3 meses de tempo no rádio…
se Bob abrir
para Os Comodores.
Nós falamos:
“Está de gozação.
Os Comodores é que deviam
abrir para Bob Marley.”
Não o contrário.
Fui falar com Bob
e ele disse: “Sem problema.”
Você poderia ser amado?
E ser amado
Você poderia ser amado?
Ser amado
Não deixe eles te enganar
Ou mesmo tentar ferrar vocês
Oh não!
Quando fizemos o show no
Madison Square Garden…
aquela noite foi histórica.
Se o que está pensando
Não é o certo
O amor nunca
nos deixará sozinhos
Todos que faziam
parte da platéia…
ficaram nas pontas dos pés
para conhecerem este homem.
Você poderia ser amado?
E ser amado?
Você poderia ser amado?
E ser amado?
Você poderia ser amado?
Poderia, poderia ser amado?
Acredito que foi bem aí
que as portas da América…
se abriram para o Bob.
Marley! Marley! Marley!
Marley! Marley! Marley!
Marley! Marley!
Marley! Marley! Marley!
Marley! Marley! Marley!
No dia seguinte, fomos correr
no Central Park…
e de repente…
ele tropeçou…
e nós nos reunimos com ele
do lado da trilha…
e ele começou a tremer,
e espumar pela boca.
Quando olhei para ele,
ele estava bem estranho.
A turma se reuniu ao seu lado,
e disseram uma gíria.
Então saiu um “Rastafári”,
e se jogou no chão.
Quase morri de susto,
ele ali, tremendo e babando.
Depois só lembro que nós…
ele se ergueu.
Levamos ele para o hospital,
vizinho a minha casa.
O médico disse para
o Alan e para mim…
que Bob Marley tinha câncer,
e estava se espalhando.
Ele tinha câncer
por todo corpo…
pulmões, cérebro,
por toda parte.
Era incrível que ele fosse
capaz de continuar trabalhando.
Mas o médico nos disse que
não devíamos fazer nada…
que deveríamos deixá-lo
fazer os shows…
que ele estava forte e viril…
até o dia que sair do palco
e morrer.
Mas não tem tratamento…
ele não tem como ser ajudado.
Como ele recebeu a notícia?
Mau. Recebeu muito mau.
Sabia que tinha tido um
problema no dedo antes disso…
mas tinha esquecido.
Parece que todos
acabaram esquecendo.
Porque se ele tivesse feito
Check-ups regulares…
ele poderia estar vivo hoje.
– Mas…
– Ele não quis fazer check-ups?
A próxima parada
foi em Pittsburgh…
e nós esperando pelo Bob
entrar no ônibus…
e nós seguimos para Pittsburgh.
Nunca tínhamos visto Bob
daquele jeito.
Finalmente, ele chegou…
e ele parecia muito estressado,
eu me lembro…
e fomos para passagem de som.
Lembro que ele fez
a passagem de som…
de uma canção…
e ele ficou naquela canção
por duas a três horas.
“I’m Hurting Inside.”
Foi a mais longa passagem
de som que vi na vida.
A gente se perguntava: “Por quê?”
Não entendíamos.
Tivemos uma reunião meia hora
antes do show…
e Alan Cole nos disse que
aquele seria o último show.
Claro que ficamos em choque.
Antes de irmos para o palco,
ele me disse…
“Quero você bem próximo
caso aconteça alguma coisa.”
Eu disse: “Nada vai acontecer,
vai tudo correr bem.”
Mas ele disse:
“Mesmo assim fique por perto.”
Caso ele tivesse uma convulsão.
Eu quero te amar
Eu quero te amar e tratar você
Amar e tratar você direito
Ele fez o show,
mas não era o mesmo.
Não tinha a mesma energia.
Mas o público o manteve
adrenalizado porque…
estava cheio e as pessoas
lá gritando: “Bob! Bob!”
Eles pediram mais,
e nós falamos:
“Deus, se ele pudesse.”
Nós saímos, e ele fez
o “biz.” Tocou 4 músicas.
E eles pediram outro “biz”,
e eu disse:
“Deus,
ele não pode cair neste aqui.”
Mas ele conseguiu.
Ele conseguiu!
E foi a última vez que tocamos
juntos no palco.
Muito obrigado, Pittsburgh!
Se continuarem pulando assim,
viremos aqui todo ano.
Toda semana, todo mês!
Obrigado.
Eu estava com ele o tempo
todo em Nova lorque…
quando ele começou a ser
tratado no Sloan-Kettering.
Eu ficava com ele todos os dias.
Estava com ele quando começou
a químio e os dreads caírem.
Os dreads eram bem pesados.
Os poucos cabelos que restaram
começaram a incomodá-lo.
E ele decidiu cortá-los.
Era uma noite…
Estava eu,
Rita e um grupo de mulheres…
Com velas e estávamos
lendo a Bíblia.
Líamos o Livro de Jó…
e paramos.
Eu perguntei para ele…
vai ficar com esta aparência
de gângster jamaicano.
Ele riu, foi engraçado,
mas ele estava bem triste.
Sem dúvida a coisa mais
triste que me lembro.
Foi quando o vi
pela primeira vez…
sem o cabelo.
Ele parecia muito magro.
DIZENDO QUE NÃO HAVIA MAIS
NADA QUE ELES PODIAM FAZER
ELES DERAM PARA ELE
3 SEMANAS DE VIDA
Ele disse:
“Olha, nós vamos lutar. Certo?
Independente do que os médicos
disseram ou que podem fazer…
nós vamos lutar.
Porque um rasta nunca desiste.”
Deixa comigo,
eu deveria ter dito.
Bob, depois que saiu do
Saint Ann e foi para casa…
comia peixe grelhado,
e Callaloo todos os dias.
Fume o maior charuto
se quiser…
beba chá de peixe,
e faça o que quiser.
E se você terminar no mesmo lugar
no final de tudo…
pelo menos você terá
tido algum conforto…
em seus últimos meses
na Terra…
e estar em um lugar que
realmente desejou estar.
Mas nós garotas, não tínhamos
muito que falar naqueles dias.
Os homens tomavam
as decisões.
BOB FOI MANDADO PARA
ALEMANHA NA CLÍNICA HOLÍSTICA…
DO DR. JOSEF ISSELS.
Velhos piratas, sim,
Eles me roubaram
Me venderam para
Navios mercantes
Minutos depois
Eles me jogaram
No fundo do porão
Mas minhas mãos
Foram fortalecidas
Pelas mãos do
Todo poderoso
Nós avançamos nessa
geração
Triunfantemente
Tudo que seu sempre tive
Foram canções de liberdade
Você não irá ajudar-me
A cantar essas
Canções de redenção
Canções de redenção
CASA DO BOB DESDE NOVEMBRO
DE 1980 A ABRIL DE 1981
Ele estava morando em
uma casa no fim da rua.
Não ficava longe da clínica.
Mas tinha que colocar botas
devido a espessura da neve.
Você tinha que usar óculos
escuros devido a claridade.
O lago congelava.
Você poderia passar com um
carro por cima.
Eu disse: “Aqui é uma geladeira
onde eles mantém pessoas vivas.”
Não, Rottach-Egern…
Nunca vou esquecer isso.
Dr. Josef Issels
era o melhor…
em terapia holística
naquela época.
Mas o que tornava-o mais
interessante é que ele…
era o único médico…
que já tinha curado um
melanoma na face da Terra.
Bem…
de primeiro ele ficou animado
com a beleza do inverno.
Era um sonho de inverno.
Ele estava completamente careca.
Usando um grande boné.
Houve uma empatia entre nós.
Bobby.
Eu o chamava de Bobby.
O que eu me lembro?
Sua paciência.
Sua paciência com tudo
o que fazíamos com ele.
Ele era sempre amigável.
Eu fui até a Alemanha quando
ele completou 36 anos.
Rita estava lá.
Cindy estava lá.
A mãe dele estava lá.
Havia um sentimento
de frustração…
porque eu sabia o tipo
de pessoa que Bob era.
Ele não queria que a gente
o visse naquele estado.
Bob teve um derrame.
Acho que no lado esquerdo.
E ficou frustrado porque
não podia dedilhar a guitarra.
Então quando o deixou pensou
que ele poderia ficar melhor?
Sim. Torcia para isso.
Ele tentava me dizer que
ia vencer a doença.
Sabe?
Entendo que escritores
e pessoas da imprensa…
estejam preocupados
com a minha saúde.
Eu quero agradecê-los
pelo interesse de vocês…
e que tudo vai ficar bem…
e vou estar
de volta a estrada em 1981.
Gravando.
Atuando.
Com os fãs que eu amo.
Lindos.
Bob fala com vocês.
Não tenham dúvidas.
A princípio ele parecia bem.
Mas a doença continuava.
As pessoas começaram
a ir atrás da saúde.
Acho que as pessoas começaram
a entender a saúde dele.
Acho que se tornou
uma situação…
que as pessoas sabiam
que ele ia morrer…
mas elas só queriam
ficar perto dele.
É por isso que Bob nunca
escreveu, I Feel.
Bob nunca quis se entregar.
Parece que quando se escreve,
é como se você falasse,
“Sabe, estou apenas checando.”
Então acho que
foi um dos motivos.
Uma das razões também é que
ele não era o tipo de pessoa…
que costumava dizer:
“Agora, eu deixo isso para Ziggy.”
Como que dividir. E
“Tudo bem. Eu deixo isso…
para Seeco, Neville e Carly.”
Bob não era assim.
O Bob que eu conheci
era um livro aberto…
revelando a todos quem ele era.
Está entendendo?
Quem realmente o amava,
que lutava acima do dinheiro.
Ele fala, mas é como ele é.
Bob deixava tudo aberto.
O médico disse que não poderia
fazer mais nada pelo Bob…
e se partíssemos…
ele teria apenas 48 horas.
Eu disse: “Eu dou um jeito e
volto para Alemanha esta semana.”
Ele disse: “Não, não volte.
Ele está indo para Miami.”
Ele decidiu alugar um avião.
Bob queria conhecer um Concorde.
Eu disse: “Não, Concorde não.”
BOB VOA PARA MIAMI
EM 8 DE MAIO DE 1981
Então trouxe todos os filhos
que estavam na Jamaica.
Alguns não eram meus filhos.
Alguns eram de outras mães.
Juntei um por um e disse:
“Venham, papai quer ver todos.”
Lembro de Ziggy e eu
sentados do lado de fora…
e um pastor veio
da Jamaica.
Outro veio da igreja da Etiópia…
e eu disse a Ziggy:
“Ziggy, ele vai ficar bem.”
“Porque tem muita gente
rezando por ele.”
Minha lembrança é da UTI,
eu estava lá…
olhando pela janela…
e ele deitado lá
e me viu e disse:
“Vem.”
Então eu fui e sentei
ao seu lado e ele disse.
“E aí, jovem Bob?”
“Tenho uma música para você.”
E ele cantou algumas
linhas da música.
Me leve para cima
Na sua descida
Me leva para baixo
Como daquela vez
que teve esperança.
Você pode tê-lo
para si mesmo.
E isso não deveria
acontecer novamente?
BOB MORREU EM 11 DE MAIO DE 1981
ELE TINHA 36 ANOS
Haile Selassie
É a capela
SERVlÇO FUNERAL DE
ROBERT NESTA MARLEY
Poder da Trindade
Trindade
Trindade
Construa sua mente nesta direção
Servir ao Deus vivo e ao vivo
Deus vivo e livre
Deus vivo e livre
Leve seus problemas para
Selassie
Ele é o único Rei dos reis
Rei dos reis,
Rei dos reis é ele
Leão conquista de Judá
Triunfalmente todos nós
Devemos cantar
Todos devem cantar,
Todos devem cantar
Eu procuro e procuro
No livro de Man
No livro do Apocalipse
Olha que eu acho
Haile Selassie
É a capela
Eu realmente não tenho ambição.
Só espero que
só uma coisa aconteça.
Gostaria de ver
a humanidade vivendo juntas
Negros, brancos, chineses,
todo mundo.
Só isso!
Levante, resista
Lute pelos seus direitos!
Levante, resista
Não desista da luta!
Levante, resista
Levante, resista agora
Lute pelos seus direitos!
Levante, resista
Levante, resista agora
Lute pelos seus direitos!
Levante, resista
Lute pelos seus direitos!
Levante, resista
LUTE PELOS SEUS DIREITOS!
Não desista da luta!
Não desista da luta!
Não desista da luta!
Não desista da luta!
Porque eu nunca desisto
De lutar
Porque eu nunca desisto
De lutar
Porque eu nunca desisto
De lutar
Porque eu nunca desisto
De lutar
Não desista da luta!
Não desista da luta!
Não desista da luta!
Jah Jah filhos
Não desista da luta!
Um amor
Um coração
Vamos ficar juntos
tudo vai ficar bem
Ouça a criança chorando
Um amor
Um coração
Vamos orar ao Senhor
E vou me sentir bem

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Re-Animator 1985 Portuguese-BR Português

movie image

Descarregar da legenda Re-Animator 1985 Portuguese-BR Português

UNIVERSIDADE DE ZURIQUE
INSTITUTO DE MEDICINA
Doutor Gruber!
Herbert…
O que está acontecendo?
– Invadimos?
– Sim, vamos.
Para trás!
Meu Deus!
Preciso de sangue para
recuperar seus sinais vitais.
Doutor Gruber.
Doutor Gruber? O que foi?
Doutor Gruber!
Está morto!
Claro que está, a
dose foi muito alta!
– Você o matou!
– Nada disso!
Eu lhe dei vida!
ESCOLA DE MEDICINA MISKATONIC
ARKHAM, MASSACHUSETTS
Está bem, lhe darei choques.
Carreguem.
– Vamos, vamos.
– Sinto muito doutora.
Compressão.
Linha reta.
Tudo bem, deixem-na.
Cain.
Precisa de tempo para
as drogas fazerem efeito.
Cain fizemos tudo que era
possível por essa mulher.
Ela não está respondendo.
Ela se foi.
Cain, seu otimismo é tocante mas
um bom médico sabe quando parar.
– Doutora, eu…
– Cain leve-a ao necrotério.
Licença.
– Sr. Cain!
– Olá, onde eu ponho?
Na sala de autópsias.
Obrigado.
Não sei porque
trancam as portas aqui.
Ninguém quer entrar e estou
certo que ninguém vai sair.
Onde?
Sinto muito Dan. Não
intencionava lhe assustar.
Não me assustou reitor Galsey, apenas
não pensei que tivesse alguém aqui.
– Quer dizer, ninguém mais.
– Dan, esse é Herbert West…
Está se unindo ao terceiro ano. Estava
fazendo estudos independentes na Suíça…
antes que o Dr. Gruber morresse.
Sr. West esse é Daniel Cain.
Uma das maiores esperanças de
Miskatonic para o futuro da medicina.
– O que estudava?
– A morte.
Alan! Não o vemos
muito por aqui.
Estava mostrando o lugar a
nosso novo aluno. Herbert West.
Isso pode lhe interessar Carl.
Ele trabalhou com Gruber.
Sr. West, esse é o
nosso pesquisar do cérebro.
E arrecadador de
fundos Dr. Carl Hill.
Conheço o seu trabalho Dr. Hill.
Muito bem.
Sua teoria da localização… da
vontade no cérebro… é interessante.
Ainda que baseada nas investigações
do Dr. Gruber nos anos 70.
Tão baseada que na Europa
é considerada um plágio.
E sua idéia de 12 minutos… de
limite depois da morte cerebral.
– 6 a 12 minutos senhor…
– West, Herbert West.
Francamente Dr…
Hill.
Seu trabalho sobre a morte
cerebral é… obsoleto.
Carl, antes que eu me esqueça.
Nós temos uma reunião
do comitê quinta-feira…
Megan e eu gostaríamos
que estivesse lá.
Eu adoraria Alan.
Estou ansioso em te
ver nas aulas Sr. West.
APARTAMENTO PARA DIVIDIR
PROCURAR: DAN CAIN
Rufus.
Tenho que ir.
Fique.
Papai sabe que estou aqui.
Não me importo com
o que o reitor saiba.
Você é irracional. Se eu não
chegar em casa uma noite…
– Apenas uma noite.
– O que ele fará? Vai me expulsar?
– Ele é tão antiquado!
– Ele é assim.
O último puritano no mundo.
Eu odeio isso.
No dia em que se formar. Nesse
minuto eu me caso com você.
Vou te ajudar e estar contigo.
O máximo possível.
Eu prometo.
– Voltamos ao começo.
– Bom…
assim terei a chance
de invadir sua casa.
Invadir minha casa?
– Terei que lhe ensinar uma lição.
– O que está fazendo?
Dan, pare.
– Dan, pare!
– Venha minha beleza!
Não haverá um júri nesse
mundo que vai me condenar!
Dr. Dan!
Posso ajudá-lo?
– Veio por causa do apartamento?
– Sim.
– Nos conhecemos essa manhã.
– West, Herbert West.
West, dê-me um minuto.
– Entre.
– Obrigado.
– Eu a assustei.
– Sim.
Apresento-lhe minha noiva.
Megan Halsey.
Senhorita Halsey.
Sr. West.
Sinto que o lugar ainda esteja
meio bagunçado, Sr. West.
Herbert.
– Então veio da Europa.
– Suíça.
– O Dr. Gruber era muito famoso.
– Sim, muito famoso.
Essa casa tem porão?
Oh, sim.
Então estará tudo bem. Minhas coisas
estão aí fora. Posso trazê-las?
Tenho que ir. Penso que vocês dois tem
muito que discutir antes que decidam algo.
Eu já decidi.
Nem vai perceber que estou aqui.
Recebo no começo de cada mês.
– Sr. West.
– Senhorita Halsey.
Não disse por que
deixou a Suíça.
Não havia mais nada
para eu aprender lá.
Estamos de acordo?
Feito.
Feito.
Fazem uma incisão…
na base do crânio.
Cortando um tamanho
suficiente…
para poder pôr os
dedos por dentro.
Agarrando com ambas as mãos…
tiram a pele…
para frente da cabeça.
É mais ou menos como tirar
a pele de uma laranja.
Uma vez que o crânio
esteja visível…
pegam a serra de ossos…
e cortam em volta do perímetro.
E logo terão
senhoras e senhores…
O cérebro humano.
Logo que o cérebro esteja removido.
Falo dos sistemas ativados que…
regulam os batimentos,
a respiração.
Uma vez que essas atividades cessarem…
o cérebro não pode sobreviver…
no máximo entre 6 a
12 minutos adicionais.
6 a 12 minutos!
Até que a morte cerebral chegue
a uma conclusão irreversível.
Todos nós queremos reter…
uma idéia de um
“mais além” idílico.
Todos rezemos por um milagre…
alguma droga… poção ou pílula!
Apesar disso, talvez
precise de algo mais.
Talvez requeira uma
desejo, um desejo obsessivo.
Talvez requeira…
Discutiremos a localização da… vontade
na estrutura do cérebro… em outra ocasião.
Sr. West.
Sugiro que compre uma caneta.
Isso é tudo classe.
Como pode ensinar tamanha bobagem? Essa
gente veio aprender… E você fecha a mente…
– antes mesmo que tenham uma chance!
– Para que está aqui Sr. West?
Deveria ter roubado mais idéias de
Gruber! Ao menos assim teria idéias!
Sr. West!
Será um prazer reprová-lo.
Gostaria de propor um brinde…
a Fundação Nacional de ciências por
reconhecer o gênio do Dr. Carl Hill.
E por dar a escola de medicina de
Miskatonic seu maior prêmio da história.
Sua cirurgia a laser
revolucionará a cirurgia cerebral.
Pela fundação…
Por Miskatonic!
Está tudo bem em beber
querida, estamos celebrando.
Sim papai, porém
tenho que sair logo.
Você preparou tamanha festa…
– deve estar cansada.
– Tenho um compromisso de estudos.
– Com Dan?
– Sim.
Está tudo bem?
Herbert West está
morando com ele, certo?
Por uns tempos.
Deve ser ele, com licença.
Sua filha está com Cain…
– Acha isso esperto?
– Dan.
– Olá Reitor.
– Dr. Hill.
Nos acompanhará
num copo de vinho?
– Na verdade temos muito o que fazer.
– Por que não estudam aqui?
Voltaremos logo,
não se preocupem.
Um último brinde.
Para Megan.
Filha de meu estimado colega,
capaz, bela, filha amada.
A obsessão de todos que
caem sob seu feitiço.
Dan, não!
Por favor!
– O que foi?
– Não sei…
Veja…
Não é nada com você.
São pequenas coisas.
– Como o quê?
– Bem…
West, está sempre no seu
quarto com a porta fechada.
Você o tem visto? Ele come?
Eu lhe disse, ele
é um pouco estranho.
Ele lhe incomoda também…
– Não seja ridícula.
– Rufus está assustado.
Quando West sai ele
corre e se esconde.
Rufus corre e se esconde o tempo
inteiro. Isso é normal em um gato.
Sim, mas quando estamos juntos ele
gosta de chamar a sua atenção…
Onde ele está?
Não o vi desde que chegamos.
Tudo bem, deve estar por aqui.
Nem mesmo o escutei, normalmente ele faz
algum barulho quando eu estou por aqui.
Rufus… Rufus!
Vamos, seu gato gordo.
Onde está gato louco?
Está escondido por algum canto.
Deve estar por ali.
Onde está rapaz?
Está por aqui?
– Oh, Deus!
– O que faz no meu quarto?
Como se atreve a entrar?
O que está acontecendo?
Pensei ter alugado
um quarto privado Dan.
– Que diabos está fazendo por aqui?
– Por favor, saiam agora.
Calma.
Na geladeira!
Deus!
Eu ia te mostrar.
Cale-se!
O que aconteceu?
Estava morto quando o encontrei.
Você o matou!
Ele te odiava!
Ele se sufocou.
Entrou na lata de lixo e
ficou com a cabeça presa.
Eu o coloquei ali enquanto
esperava que chegasse.
Pensei que não gostaria de
encontra-lo daquele jeito.
E não queria que
fedesse por todo o lugar.
Eu ia te mostrar.
Não pode me chamar
ou escrever um recado?
Estava ocupado empurrando corpos por
todo lugar! O que queria que fizesse Dan?
“Gato morto, detalhes depois”?
Eu sabia que gostava dele.
Você o matou!
Ele matou!
– Não gosto de gente em meu quarto.
– Certo, basta!
– É melhor que saiam agora.
– Que diabos é isso?
– Não é da sua conta.
– Acho que sim.
Assim como não é
da minha conta…
que esteja dormindo
com a filha do reitor.
Não gostaria de ver um
companheiro estudante…
Especialmente um promissor
médico expulso da universidade…
para fora da profissão…
por um deslize moral.
– Creio que o reitor entenderia.
– Você acha?
Talvez tenha razão.
Tem certeza que quer saber?
Herbert, escutou esse barulho?
West! O que foi isso?
Tire ele daqui!
Tire ele de mim!
– Que diabos foi isso?
– Depois, depois.
Merda!
Cuidado!
É muito simples. Toda vida tem
um processo químico e físico.
Correto? É por essa
razão que devo…
utilizar espécimes frescos… e
recarregar o processo químico de novo.
– Aí teremos a reanimação.
– A teoria não é nova West!
Leia.
tenho trazido de volta
à vida ratos e coelhos…
gatos e cachorros…”
Eu quebrei a barreira de 6 a
12 minutos de morte cerebral.
“Ao reanimar os animais, como conseqüência…
da solução a reação tem sido…
mais violenta…
E minha investigação tem
se tornado mais difícil.”
Por isso preciso
que você me ajude.
– Ajudá-lo?
– É a pessoa perfeita para me ajudar!
Você é trabalhador, brilhante…
As pessoas te respeitam…
e tem acesso a todo o lugar.
Podemos derrotar a morte!
Podemos alcançar
o sonho de todo médico!
Você será famoso!
E viverá por eras!
Você não pode fazer
isso em gente!
Não posso aqui.
Preciso de mais espaço.
– Vai me ajudar?
– Não!
Por quê?
Porque está furioso?
Não, porque eu não
acredito em você!
Como pode dizer isso?
Você viu os resultados.
Não, Rufus não estava
morto para começar.
Você o drogou e reduziu
seus sinais vitais…
a temperatura do corpo…
não podia estar morto!
Você concorda que ele
está morto agora?
Você concorda que ele
está morto agora?
West, não…
– West, pare!
– Vou te mostrar…
E então vai me ajudar.
– Não!
– Sim, você irá!
Para isso vou trazer de volta
à vida esse animal.
– No cérebro?
– Claro.
Não espere um tango.
Está com a coluna quebrada.
Meu Deus!
Por que faz esse barulho?
Nascer sempre foi doloroso.
– Está morto.
– Pela segunda vez.
É ele!
– O que está fazendo aqui?
– É Rufus! Como?
Meu Deus!
Herbert West
conseguiu reanimar…
um tecido animal morto.
Sr. Cain, estou surpreso.
Eu presenciei.
Trouxe de volta à vida
um animal morto. Um gato!
De volta à vida!
Nunca esperarei tamanha
insensatez de você… Sr. Cain.
Mas deveria ter adivinhado
quando acolheu o Sr. West.
Sei que ele é instável…
mas eu vi os resultados!
Assim como sua filha!
O que estava fazendo
com minha filha?
Ela entrou durante
o experimento.
Você envolveu Megan
nas suas loucuras?
Nunca pretendi a envolver.
Amanhã de manhã
você me entregará…
um pedido de
desculpas por escrito.
Esses experimentos estão fora
dos limites dos seus estudos.
Estão claramente diminuindo suas
qualidades com seus deveres na classe.
Se qualquer equipamento…
do hospital ou do
laboratório de Miskatonic…
estiverem envolvidos
nesses atos ilegais…
podem nos fazer
acusações criminais.
Em qualquer caso terão seus
empréstimos estudantis cancelados.
Os meus empréstimos?
Não poderei continuar a escola.
O Sr. West também precisa
me enviar desculpas.
Avise-lhe, que pode
continuar com suas pesquisas…
sem o impedimento
de uma educação.
Ele não é mais estudante
dessa universidade.
Senhor, por favor,
podemos discutir isso.
Penso que está sendo
levado por suas emoções.
Isso é tudo, Sr. Cain.
Não culpe Megan disso.
– Ela tentou me impedir.
– Disse que isso é tudo.
– Quer guardá-lo?
– Sim.
Não tem meu almoço por aí?
Tenho carne moída,
feita por um ônibus.
Perdi o apetite.
Vai ficar por aqui um pouco?
Vou pegar um pouco de café.
– Fique à vontade.
– Certo.
– Carne moída?
– Apenas coloque os sapatos.
– Maldição! Podemos ser pegos!
– Bem eles irão…
Mais tarde.
Vamos.
Vítima de incêndio.
Aqui está sua carne moída.
Ferimento de arma
de fogo na cabeça.
Oh, Deus, está podre!
– Falha médica.
– Merda.
Não vamos encontrar nada aqui.
Espere.
Acho que é você…
Quanto tempo?
Morreu faz pouco…
Desconhecido, apenas caiu morto.
Não existem detalhes
sobre algum dano.
É quase perfeito!
Por que “quase”?
O coração.
– Vamos procurar outro.
– Não temos mais tempo!
Tudo o que queremos hoje, é
uma reação específica consciente.
Ele está morto faz horas.
Qualquer evidência…
de reanimação
justificará que continuemos.
Pegue o gravador.
Comece a gravar!
Faça a introdução.
Outubro.
– Dez.
– Dez.
– Sexo: masculino.
– Idade: 20 anos.
Condição física:
Aparenta estar com…
boa condição física.
Aparentemente…
a causa da morte foi…
O quê?
Falha do coração.
Falha do coração.
Hora: 10:33 p.m.
10:33 p.m.
50 c.c.
50 c.c. de solução reanimadora.
Nós vamos nos casar!
Ele está louco! Já vi isso
acontecer com alguns alunos…
Os melhores.
– Viram o Sr. Cain no hospital?
– No necrotério.
Eu disse ao Dr. Riley
que ele estava suspenso…
e que o tirasse daqui caso se
apresentasse para o trabalho.
Dr. Riley está em cirurgia
de emergência fazem…
4 horas, eu não o vi.
Tempo transcorrido…
50 segundos.
Já deveria ter acontecido algo!
Não está funcionando!
Vamos sair daqui!
A dose para humanos ainda
não está determinada.
Aumentarei a dose em 20 c.c.
– Herbert, vamos!
– Não!
Maldição!
Mandem a segurança
para o nível “L”.
E garanta que ela fique aqui.
Não pode me impedir!
Vou te seguir até que me escute!
Eu o amo!
Você é minha filha e
fará o que eu te digo!
Sente-se senhorita.
O Sr. Cain estará aqui
logo e poderão conversar.
Não o culpe papai!
Falhamos.
Vamos! Chegarão
a qualquer minuto!
Ele falhou! Eu não!
Sr. Cain.
Sr. Daniel Cain. Por favor
reporte-se à segurança do nível 12.
Meu Deus!
Vamos embora!
– Vamos!
– Está bem.
Pare!
O que está acontecendo?
Abram a porta!
Ajudem!
Socorro!
West está com você?
Os dois estão com problemas!
Largue-o!
Pare!
Pelo amor de Deus pare!
Cuidado!
Vamos.
Podemos reanima-lo.
– Não!
– Você viu! Ele me escutou!
– Produziu um ato consciente.
– Te escutou como faria um animal.
– Herbert, não pode falar sério!
– Você pode ter razão.
Provavelmente estava morto há muito
tempo. Não estava muito fresco.
Provavelmente apenas reanimamos…
seus sentidos e seu instinto…
Ajude-me a
levantá-lo!
– Ele está morto?
– Claro.
Vai me ajudar?
Ele interrompeu um experimento
importante em andamento…
Aceito que foi um acidente…
porém esse é o melhor corpo que
temos sem termos que matar ninguém.
Cada minuto que perdemos
falando… causa efeitos negativos!
Agora me ajude.
Dan, podemos trazê-lo
de volta à vida.
Traga o gravador
e procure meu soro.
Isso é um sonho.
Pegue a outra mão.
Ótimo.
Plástico inquebrável.
Uma das melhores
invenções do homem.
Nada é mais durável que isso.
Precisam de você.
Já volto.
12 c.c. foram administrados.
A dose é menor de acordo
com o tempo… do objeto.
5 segundos.
5 segundos.
Vamos lá!
Eu te mostrarei!
15 segundos.
Eu te mostrarei!
17 segundos!
Reanimação em 17 segundos!
Os olhos se abrem!
Dr. Halsey.
Certa vez me fez um favor… ao
me aceitar nesse escola médica.
Doutor, seja bem
vindo de volta à vida!
Papai?
Maldição!
O que está
acontecendo? Tudo bem?
Comece a gravar!
Papai!
– Papai, não!
– Não se aproxime!
Que diabos está
acontecendo aqui?
Dan você está bem?
Quem é esse?
É o reitor Halsey.
Eu vim me encontrar
com o senhor Cain.
Que estava trabalhando.
E Halsey entrou… e
começou a nos bater…
de maneira irracional.
Ele estava apenas zangado.
Papai!
O que aconteceu?
– Quem está ali?
– É um cadáver.
Halsey entrou aqui…
e agarrou isso!
Estava louco!
Reitor Halsey!
Reitor Halsey!
Vou chamar a polícia.
Você está em choque.
Não se preocupe.
Papai.
Não pode lhe ver nem te ouvir.
É um espelho do outro lado.
O que lhe aconteceu doutor?
Ele algum dia…
Até descobrimos exatamente
o que… lhe aconteceu…
não há maneira de determinarmos
o tempo de recuperação.
É por essa razão
que preciso de você.
Que assine uma permissão para… que
realize uma cirurgia exploratória.
Isso é absolutamente
necessário, Dr. Hill?
Sei que deve ser
difícil para você.
Porém estou convencido…
que o problema de
seu pai é neurológico.
Óbvio que tomaremos
as devidas precauções.
Deve confiar em mim.
Quero que dê uma olhada
no lóbulo frontal.
Abrirei o crânio aqui.
Não quero saber.
Apenas ajude-o.
Por favor doutor.
Por favor deixe-me
falar com ele.
Deixe o tratamento comigo.
Quero que pense em mim…
como alguém que te ajudará
quando tiver um problema…
ou se sentir sozinha.
Sei que está completamente
sozinha agora.
Eu cuidarei dele doutor!
E vou descobrir o
que aconteceu com ele!
O que está fazendo aqui?
Estou esperando por você.
Eu tenho que te contar.
Me contar…
O que estava fazendo
com West. Lá embaixo?
Foi horrível.
Eu não…
O que fizeram com ele?
Não está louco.
Está morto.
Você está louco!
Você está louco!
É verdade Meg.
Tudo é verdade.
Eu lhe contarei tudo.
Tudo.
Boa noite Sr. West.
O que você quer?
Quero saber por que o
coração de Halsey não bate.
– Não tenho nada a dizer.
– Por que não existe pulso.
Contei tudo o que
sabia para a polícia.
Por que ele grita o
tempo todo, de dor?
– Pode ir embora doutor.
– Nós dois sabemos que ele está…
morto.
É um laboratório
interessante esse aqui.
Sr. West…
reconheço isso.
– O que deseja?
– Sim.
Ambos somos cientistas.
Vamos chegar ao ponto.
Quero possuir sua descoberta…
o que quer que seja… dá aos
mortos a aparências dos vivos.
Não é a aparência dos
vivos. Eu dou-lhes vida!
Isso não é mágica.
Como você disse,
eu sou um cientista.
Eu o terei preso
como um insano…
ou como assassino.
Vai fazer o que eu lhe digo.
Genial Sr. West.
Sua continuação do trabalho
do imbecil do Gruber é…
brilhante!
– O Dr. Hill examinou o seu pai?
– Sim.
Ele lhe fez uma
cirurgia exploratória.
Merda!
Ele vai descobrir…
eventualmente…
Ele vai descobrir.
Vamos ver meu novo
soro funcionando.
Tecido de gato morto.
O reagente.
Magnífico!
Extraordinário!
Eu ficarei famoso!
Descanse em paz.
Partes.
Eu nunca fiz em…
Partes.
West.
Sim doutor?
É Herbert West.
No que está pensando?
O que sente?
Seu…
Desgraçado.
Meu Deus! O que fizeram com ele?
Parece com uma sonda laser.
Fizeram uma lobotomia nele.
Onde está?
Meu trabalho!
Meu trabalho!
O que foi?
Meu trabalho se foi!
Desapareceu.
Ele levou todo o soro.
Exceto o que tenho lá em cima!
Quem? O que aconteceu aqui?
Hill.
Hill levou o soro e
minhas notas. Tudo!
Herbert está maluco?
O que aconteceu aqui?
– Tive que matá-lo!
– O quê?
Está morto?
Não está mais.
Herbert.
Isso tem que parar!
Ele tentou me chantagear!
E quer que você desapareça!
– Eu vi Halsey.
– O quê? Viu Halsey?
Fizeram uma lobotomia… para
controlá-lo, para que não fale…
ou conte a alguém o
que está acontecendo!
Assim ele protege
“seu” descobrimento.
– Muito esperto.
– Tenho que contar a Meg.
O que Meg tem a ver com isso?
Hill tem uma arquivo
completo sobre ela…
Com guardanapos, mechas
de cabelo e fotografias.
Acho que tem
uma obsessão por ela.
É hora de você sair.
É você Dr. Hill?
Sim, sou eu.
Está melhor.
– Estava tão preocupado!
– O que foi?
Qual é o problema?
Não sei…
Apenas estava
preocupado com você.
Por quê?
Eu me sinto horrível
com tudo isso.
Acho que estou
ficando paranóico.
É que…
me dói perde-la.
Deve ir.
Transfira-se para
outra universidade.
Não se preocupe comigo.
Você é que deveria ir.
Para que continue com sua vida.
Encontrar alguém…
Eu tentei te odiar!
Queria tanto te odiar!
Eu te amo.
Não papai!
A porta!
Sim…
Vamos.
Oh, bem, você vai ficar bem.
Meu Deus!
– Para onde Herbert?
– Para o hospital.
– Consegue se levantar?
– Vamos.
Sempre admirei…
a sua beleza, querida.
Sempre te amei.
Você vai me amar.
Você irá.
Por favor.
Por favor pare.
Deixe-me ir.
Não minha querida Meg, mais!
Meu Deus!
Sim meu amor!
Tenho que lhe dizer Dr. Hill…
estou muito
decepcionado com você.
Roubou o segredo da
vida e da morte…
E aqui está, molestando
uma aluna cabeça oca.
Você realmente é um
cientista de segunda!
Sr. West. Estou
contente em lhe ver.
Me poupou o trabalho
de mandar buscá-lo.
Nunca terá o crédito
por minhas descobertas!
Quem vai acreditar
numa cabeça falante?
Procure trabalho
como atração de circo!
Eu imaginava por que um jovem
inteligente como você…
cometeu o erro fatal
de vir até aqui…
para me desafiar.
Tenho um plano.
Eu também tenho um.
Parem!
Vou lhe mostrar o poder
que tenho Sr. West.
Meu descobrimento…
A cirurgia a laser.
Tornou possível uma nova
técnica de lobotomia.
Que se transforma em
domínio completo…
da vontade humana.
Os objetos reanimados
se tornaram melhores.
Eles me dão poder.
O poder que tenho sonhado.
Fique atrás de mim.
Papai me escute, sou eu Megan.
Megan.
Matem Hill!
Eu lhe dei vida!
Olhe para mim.
Vamos, vamos sair!
Esperem!
Meg, não!
Soltem-me!
Já lhe falei sobre
minha nova teoria?
Overdose!
Herbert.
Cuidado!
– Papai.
– Não Meg!
Minhas notas!
Solte-o!
Vamos.
Meu Deus, Megan está morta!
Rápido!
Ativando fribilação.
Dê-me isso rápido.
Rápido!
Afastem-se!
Nada.
Tempo demais.
Estão dilatadas.

Categories: Legendas para Filmes | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment