Easy A 2010 Portuguese-BR Português

Posted by on May 3, 2012

movie image

Descarregar da legenda Easy A 2010 Portuguese-BR Português

Harley Wilkes era seu pai
e deixou a clínica para você.
Por isso parou nossa festinha?
Está de olho no George?
Acha mesmo aquilo?
Que sou esnobe e superficial?
– Zoe sabe sobre nós.
– Eu e Lavon tivemos um caso.
Nem consigo dizer
como estou arrependida.
Não precisa.
Porque acabou.
– Sim, e eu prometo…
– Falei sobre nós.
Eu não queria ficar
no meio disso.
Eu entendo.
Tirando uma coisa…
Não somos amigos.
O George sabe.
Meses segurando o segredo,
e agora explode.
E o que vai acontecer agora?
As Belles vão vestir preto.
Só sei que eu ferrei tudo.
Beijar a Lemon em público…
Que burrice colossal.
– E George Tucker…
– Pobrezinho.
– O que está fazendo?
– Ele está magoado e furioso.
Ele já discutiu comigo.
É claro que você é o próximo.
Só quero que esteja preparado.
Você sabe que já fui atacado
por ogros enormes, não?
Esses soquinhos são como
dança de borboleta no meu peito.
E sem querer ofender o George…
Não tenho medo dele.
Mas ele tem direito.
Vou ao Rammer Jammer
e fazer um reconhecimento.
Descobrir o que estão falando
sobre a separação.
É melhor ficar por aqui
até eu mandar informações.
– Preciso de ajuda.
– E por que eu ajudaria?
Por que eu ajudaria alguém?
Sou superficial, lembra?
Saia da frente.
– Lavon…
– Espere. Vá anotando.
Se lavar sua roupa
uma vez por semana,
não precisa pegar
minhas meias.
– Ou as suas cuecas.
– O quê?
Não importa.
Isso é uma emergência.
Noite passada, fiquei bêbado
e dormi com alguém.
E daí?
Acontece sempre.
– Mas não lembro quem.
– Também acontece sempre.
Mas nenhuma convidada
vestia coisas desse tamanho.
Que camisa enorme.
– Ela está no meu chuveiro.
– E ela cabe lá?
O que faremos?
Volte para casa
e conheça a sua namorada.
– Leve um donut.
– Venha comigo. Por favor.
Que amigo.
Muito obrigado!
Arrume a sua cama.
Tomara que não tenha quebrado.
Venham amigos
que navegam o oceano
Rendam-se à navegação
usem outro posto
Vamos mudar a pirataria
Com um pouco de saque
E aí, Shelsters?
O que está rolando?
Alguma fofoca?
Debbie Jean Fordham
pegou laringite
e não pode atuar na peça
do Dash DeWitt.
“Gilbert e Sul-ivan”.
“Gilbert e Sul-ivan”?
A fofoca é essa?
Desculpe.
Oi, Brick.
Como vai a vida?
O que acha?
Estou tão furioso.
Nem consigo pensar direito.
Sinto muito. Eu soube.
Mas essa raiva vai passar.
Não depois de descobrir
que cantarei amanhã.
– Cantar?
– Sabe quantas palavras tem
em “Sou um Grande Modelo
de Major-General Moderno”?
São sete só no título.
Não acredito que deixei Dash
me convencer a atuar.
Dash…
Ele sempre causa problemas.
Ainda não entendi.
Como o bolo fará George voltar?
Nós não nos separamos.
Ele ficou furioso, desabafou,
mas não foi sério.
– E como sabe?
– Está vendo isso?
Nenhuma ligação.
Sabe por quê?
Porque o George
não contou a ninguém.
Se ele tivesse insinuado
que havíamos brigado,
o celular estaria tocando
com pessoas querendo fofocas.
Ele pode não ter tido tempo.
Aconteceu recentemente.
Talvez, mas até lá
espero que ele repense.
Vou levar o bolo preferido dele
e pedirei desculpa.
Por que vocês brigaram?
Ainda não soube do motivo.
Não importa.
Porque hoje e amanhã,
na peça do Dash,
pedirei desculpas a ele.
E não vou parar.
E uma hora,
ele terá que me perdoar.
Oi, Wade.
– Por que estamos gritando?
– O que faz aqui?
– Não lembra?
– Por isso perguntei, Tom.
Eu lhe encontrei na estrada.
Você estava bebaço.
Então trouxe você de volta
e dormi por cansaço.
– Na minha cama?
– O sofá me deu coceira.
Não se preocupe.
Dormi no outro lado.
Acho bom esquecer
de algumas coisas.
Tom… Sabe me dizer
de quem é essa camisa?
Ou o que eu estava fazendo
na estrada?
Não faço ideia.
Essa é intrigante.
– E onde está o meu carro?
– Você perdeu o carro?
Puxa vida!
É igual a “Se Beber, Não Case”!
É bacana, porque parece
o segundo filme.
Pode ter um tigre
no seu armário.
Vou até lá.
Ele precisa de um amigo.
Um amigo?
Ele nem está falando com você.
O George acha
que está furioso comigo.
Ele precisa de alguém.
Alguém que o compreenda.
– E não vai tirar vantagem?
– Eu sou médica.
Então levarei uma sopa
feita por mim.
E o que é isso?
Usei um abridor de lata.
Ainda vale.
Não aqui no sul.
Eu devia ter desconfiado.
George mal descobre,
e você ataca.
Não estou atacando.
Só fiz uma sopa.
Escute bem,
srta. oportunista.
Ele pode estar furioso comigo,
mas vai me perdoar.
Em algumas semanas,
vamos ao altar,
diremos os nossos votos
e dançaremos ao som
de “What a Wonderful World”
na frente dos nossos 200 amigos
próximos.
E ninguém vai impedir.
Lemon, só estou aqui
porque meu amigo está sofrendo.
Ele precisa conversar
com alguém.
Alguém que não tenha partido
o coração dele.
Oi, George!
Olá, meninas.
Lemon, esse bolo é para mim?
Que gentil da sua parte.
E Zoe, isso é sopa?
Que amor.
Sabem de uma coisa?
Vejo vocês por aí.
Obrigado pela comida.
1ª Temporada | Episódio 19
-= Destiny Denial =-
Legenda:
Namin | Elderfel
Foi muito estranho.
George Tucker estava feliz.
Até exultante.
Nem parecia mais estar
com raiva de mim.
Com certeza,
está em negação,
que é o primeiro estágio
de luto.
Sim, até eu, um jogador burro,
sei o que é negação.
Desculpe…
Nunca vi um caso tão ruim.
Ele precisa desabafar.
Preciso achar um meio
de ele ir ao 2º estágio,
fúria, antes que enlouqueça.
E você pesquisa no computador?
Você não é médica?
Psicologia não é o meu forte.
A minha tese, “Esqueça Logo”,
não foi bem recebida.
– Não imagino por quê.
– A internet não está ajudando.
Ela pede
para deixá-lo seguir só.
– Não está ciente do perigo.
– E qual é?
Ele está em negação
com uma mulher que o traiu.
Entendo.
Zoe, é melhor deixar para lá.
Não posso fazer isso.
A saúde mental do George
está em perigo.
Preciso fazer uma consulta.
Sou um grande modelo
de major-general moderno
Eu la-la-la-la animal
e la-la-la-la, Benadryl
Benadryl?
É difícil cantar
com tantas distrações!
E conheço os reis da Inglaterra
Que navio incrível.
– Pode pintar de branco?
– Pintar de branco?
Claro.
Oi, Tom.
Quer um chá gelado?
– Quero.
– Wanda?
Brick, a peça é amanhã.
Devia ter me dado as letras
há um mês.
E eu dei!
Alguém quer chá?
Olá, Lemon.
Aceita um chá gelado?
Não, não quero.
O que está havendo?
Estamos no ensaio
da peça do Dash
e vamos cantar
“Eu Sou o Rei Pirata”.
Aconteceu algo?
Você está bem?
– Estou ótimo.
– Mas…
Você lembra o que aconteceu
ontem à noite?
Claro.
É difícil esquecer.
Já chega, Brick.
O próximo
é “Três Sereias Estudantes”.
Falta uma sereia!
Lemon…
Quem tem um pincel aí?
Shelley, você me viu saindo
com alguém?
Você estava bêbado
e flertando com toda garota.
– Pode ter sido qualquer uma.
– E tem alguma sugestão?
– Deve ter sido ela.
– Por que você fez isso?
Por ter me ligado bêbado
pedindo sexo.
Desculpe.
Tome.
– Como se eu vestisse isso!
– Então nós não…?
Claro que não!
Dispensei você.
Porque já tinha ligado
para a minha irmã casada!
Essa foi boa, Wade.
Muito boa!
Quero saber quando vai devolver
a camisa.
– Isso não é seu.
– É da minha irmã.
Da Ethel Gorda?
Vi quando tirou
do meu varal.
Por que eu faria isso?
Talvez por andar peladão
por aí.
E melhora ainda mais!
“Quanto ao teorema binomial,
eu me junto às memórias
de tempos alegres
do quadrado da hipotenusa.”
Santo Deus!
– Oi.
– Oi.
Brick, já tratou um paciente
com sério problema de negação?
Deixe-me saborear
o momento.
Finalmente,
está me consultando!
Podemos seguir em frente?
– Ainda estou comemorando.
– Brick!
Um pouco de negação
é um bom meio de defesa.
Não nesse caso.
O cara descobriu uma sujeira
sobre a noi… esposa.
Entendo.
A Lemon está metida nessa?
O quê?
Dra. Hart, estou processando
a informação sobre minha esposa
no meu próprio tempo,
muito obrigado.
E tenho bons motivos
para ir ao casamento
sem uma acompanhante.
Se me der licença,
tenho que decorar essas falas.
“Sou muito bom em cálculo
integral e diferencial.
Sei o nome científico
de seres microscópicos.”
Fui ótimo.
Três sereias descuidadas
Chegam do seminário
de uma moça
Livres do gênio tutelar
Três sereias estudantes
Três sereias estudantes!
São adoráveis, não?
Você canta?
Ele é incrível.
Nunca o ouviu cantar no coral?
A voz é incrível.
Vou pegar mais tinta.
Obrigado, senhor.
Oi, Lemon. Ótimo ensaio.
Está boa nas notas altas.
– Pare!
– Parar o quê?
Pensei que estava sendo
amigável.
Não seja amigável.
Ser amigável é estranho.
Eu magoei você.
Traí você.
Então grite comigo,
por favor!
Não precisa disso.
Já entendi.
Você teve um caso
e sei que está arrependida.
Sinto muito.
Sinto muito mesmo!
Como eu disse,
não tenho do que duvidar.
Então ainda há esperanças
para casarmos?
Nem um pingo.
Lemon? George?
É a vez de vocês.
Não estou com vontade
de ensaiar,
e já sei todas as falas,
então vejo vocês na peça.
Obrigado, Dash.
– Oi, Zoe.
– Oi, George.
– Nós estamos bem?
– Claro que estamos.
Queria me desculpar
por ter falado aquilo.
Sei que só queria fazer
o certo.
E você é uma boa amiga.
Só queria dizer isso.
Que bom que concorda.
Que tal vermos um filme?
Tem “Infidelidade”,
“Atração Fatal”.
– “Obsessiva”.
– Zoe…
George,
não quero assustar você.
Toda essa sua felicidade
é negação.
Não é negação.
E a felicidade é só alívio.
Fiquei seis meses imaginando
por que a minha noiva
estava tão instável,
e agora que entendi tudo,
eu me sinto livre.
– Livre?
– Tenho que recomeçar. Agora.
Enquanto ainda sou jovem e,
vamos admitir, bonito.
George, você precisa processar
a informação.
Não. Nada de processo.
Só preciso viver.
Lemon não era a mulher certa
para mim.
Não era o meu destino.
Agora é meu dever descobrir
o que, ou quem,
está no meu destino.
Acho que faz sentido.
Então, Zoe Hart,
espero lhe ver por aí
muito em breve.
“De Maratona a Timbuktu
e algo retórico…”
– É isso?
– Nem chegou perto.
Se não fosse por caridade,
eu já teria dado o fora.
Você está bem, Lemon?
Está meio pálida.
São aqueles chapéus horríveis.
Ela nunca pega um solzinho.
Estou bem.
É bom mesmo.
É um mês importante.
Claro!
– Precisa contar a ele.
– Não precisa.
Eu e George vamos superar.
Tenho um plano novo.
Qual?
Depois da nossa música,
vou beijá-lo no palco.
E depois?
Ele vai ficar furioso
e vai querer discutir,
a discussão
vai fazê-lo desabafar tudo,
vamos superar isso
e viveremos felizes para sempre!
Precisamos de um psiquiatra
nessa cidade.
E se o clube das garotas
fizer a venda de bolos
na quarta,
teremos que mudar
os caminhões de lixo.
Representante Blackwell,
o acordo está feito.
Resolverei esses problemas
para imediato.
– Obrigada, prefeito Hayes.
– Obrigado por vir.
Tenha um ótimo dia.
– Qual é o seu problema?
– Algo muito grave.
A camisa era de Ethel Warner.
Parece que peguei
do varal dela.
– E por que fez isso?
– Porque eu estava pelado.
E não faço ideia do que houve
com as minhas roupas.
Nem com o meu carro.
Nem por que o meu braço
está coçando.
Pode dar uma dica.
Pode ser uma alergia.
Você é alérgico a quê?
Abóbora, birch beer,
coelhos.
A estação de abóboras
acabou,
e eu prefiro ficar longe
de birch beer.
A única que conheço
que tenha um coelho é…
– Minha nossa.
– O quê?
Já sei com quem eu estava.
E quem dera se fosse Ethel,
porque a coisa piorou.
E quem seria pior
que a Ethel Gorda?
– Tansy.
– A sua ex-esposa.
A minha ex-esposa
que é apaixonada por mim.
Sou um panaca!
Agora entendi.
Você não está em negação.
Está em um comercial
de disfunção erétil.
O que está havendo?
Percebi que fiz muitas coisas
por “nós”,
e não por “mim”,
então fiquei acordado
e fiz uma lista
de coisas
que eu quero fazer.
– Incluindo morrer num acidente?
– Não. Tenho um capacete.
Que bom!
O que mais tem na lista?
Muita coisa.
Há alguns anos, eu e Lemon
fomos a New Orleans,
e encontrei um lugarzinho
chamado Bar Moreau.
Tinha uma banda antiga
de jazz.
Usavam roupas estilosas.
O lugar era incrível.
Eu queria ter entrado,
mas Lemon queria ver ópera.
Então vou para lá.
Você não ia participar
da peça do Dash?
Outra decisão da Lemon,
não minha.
E não farei mais coisas
que não quero fazer.
É o momento
de George Tucker.
– Divirta-se.
– Pode deixar.
– Divirta-se por aqui.
– Valeu.
Não morra.
– Oi, Tansy.
– Oi.
Obrigado por trazer
o meu carro.
É o mínimo
que eu poderia fazer.
E desculpe por termos transado
comigo bêbado.
É o que pensa
que aconteceu?
Você estava bêbado,
mas não transamos.
– Não?
– Você queria.
Até tirou as roupas
para provar.
Mas na última vez,
você tinha dito para eu fazer
escolhas melhores.
E você estava certo.
Aí dispensei você.
Acho que bebeu demais
para conseguir repor as roupas.
Obrigado pelo seu juízo.
Pelo menos,
um de nós tem.
Estou tentando.
E vou fazer um curso.
De cosmetologia.
– Que bom!
– Quero ficar livre de homens.
Vou recompor a minha vida.
E tudo por ter me tratado mal.
Obrigada.
Vou pegar um táxi.
Tenho que estudar.
Não está quebrado.
É só uma contusão.
Você tem sorte.
Eu me distraí
na hora de martelar.
Eu devia ter olhado
para o que estava fazendo.
Mas tenho uma queda
por alguém.
E eu conheço?
– Você conhece Tom Long?
– Tom Long?
– Está a fim do Tom Long?
– Quem não estaria?
Ele é fofo, engraçado,
bonito e trata bem a mãe.
Só é tímido demais.
Espere um pouco.
– Alô?
– Zoe Hart?
Só quero dizer
que está perdendo a diversão,
porque New Orleans
é incrível.
É vívida, elétrica.
E a comida!
Estou comendo um doce agora.
Juro que é uma experiência
maravilhosa.
Que bom
que está se divertindo.
– Você deveria vir.
– O quê?
New Orleans fica
a duas horas.
Você vem, podemos sair,
ouvimos um pouco de jazz,
e você estará em casa
até 2h da manhã.
– Não sei…
– Que isso, doutora.
Precisa sair um pouco
dessa clínica.
Precisa viver um pouco.
Aproveite o dia, Zoe Hart.
– Aproveite o dia!
– Vou pensar.
Pode pensar,
mas pense muito bem.
Tchau.
O que acha?
O que faço quanto ao Tom?
– Invista.
– Sério?
Às vezes,
o destino mostra uma janela.
E não importando
como isso seja louco,
você precisa agir
antes que a janela feche.
Tenho que ir.
Só para avisar que o George
ainda não chegou.
Tudo bem. Ele está vindo.
Não estou preocupada.
Vamos começar
com “Três Sereias Estudantes”.
E tragam
o meu tapador de ouvidos.
Magnolia, traga-o aqui.
Tudo depende disso. Tudo.
Obrigada. Vá.
Lavon!
Preciso do seu carro.
E dinheiro para emergências
em New Orleans.
– E por que vai lá?
– Para encontrar o George.
Isso é perigoso, Zoe.
Muito perigoso.
E se o George for meu destino,
e essa for
a minha única chance?
Só para lembrar…
George não escolheu você.
Ele só descobriu um segredo
da Lemon.
Grande diferença.
Sou um grande modelo
de major-general moderno
Sei tudo sobre vegetais,
animais e minerais
Sei dos reis da Inglaterra
e das guerras históricas
De Maratona a Waterloo,
em ordem categórica
Você o encontrou?
Ele não está em casa,
nem no escritório.
Lemon, onde está o George?
Ele já devia ter vestido
o figurino!
Esqueci de contar.
George está muito doente.
Está com gastroenterite.
Ficou de repouso.
Que estranho.
Eu o vi dirigindo a nova moto.
Uma moto?
Que maluquice.
Não se preocupe.
A dra. Hart insistiu
para que usasse o capacete.
A dra. Hart?
– Já volto.
– O quê?
Você vai cantar duas músicas!
Jambalaia e uma torta de lagosta
e um ensopado
Porque esta noite
eu vou ver minha amada
Pegue o violão, encha a jarra
e seja feliz
Diacho, vamos nos divertir
no arroio
Thibodeaux, Fontaineaux,
o lugar está fervendo
Os parentes vêm as dúzias
para ver Yvonne
Vestidos à moda
e sendo feliz
Diacho, vamos nos divertir
no arroio
Jambalaia e uma torta de lagosta
e um ensopado
Porque esta noite
eu vou ver minha amada
Pegue o violão, encha a jarra
e seja feliz
Diacho, vamos nos divertir
no arroio
Diacho, vamos nos divertir
no arroio
Diacho, vamos nos divertir
no arroio
Obrigado, senhor.
Eu não sabia
que cantava tão bem!
Há muitas coisas
que não sabe sobre mim, Zoe.
Pelo visto, sim.
Mas fico feliz
por você ter vindo.
Agora pode me ajudar
no próximo item da lista.
Bartender,
traga Hurricanes.
Desculpe interromper,
mas você foi ótimo.
Obrigado.
Você faz show
em algum lugar?
Desculpe, mas aquilo foi só
uma apresentação espontânea.
Mas você é um cantor
profissional?
Não… Sério?
Na verdade, sou advogado.
Ouviu essa?
Somos fãs de um advogado.
Não se envergonhem.
Vocês não são os primeiros.
Kim e Pablo Charlton.
– George Tucker.
– Sou a Zoe.
– Vocês são daqui?
– Só estamos visitando.
Nós também.
Somos de Nova Jersey.
– Estamos de lua de mel.
– Parabéns!
E que coincidência,
porque também estamos.
Sou chamada Docinho
Querida Docinho
Apesar de não saber
o porquê…
Você viu? Acertei tudo!
Tudinho!
– Cadê a Lemon?
– Não sei.
Vamos ter que pular
esse número.
Eu e Tom podemos entrar.
Ele canta. Ele é do coral.
– Conte conosco!
– Quê?
Vamos, Tom.
Aproveite o dia!
Tudo bem.
Vamos conseguir.
É melhor viver e morrer longe
Sob a brava bandeira preta
eu voo
A tomar uma ação injusta
Entre a mente de pirata
e o coração de pirata
Jogue-se ao mundo trapaceiro
Onde piratas vivem
muito bem
Mas serei honesto à canção
que canto
E viverei e morrerei
como rei pirata
Sou um rei pirata
E é algo muito esplêndido
ser um rei pirata
– Sou um rei pirata
– Salve o rei pirata!
E é algo muito esplêndido…
Onde estão Lemon
e George?
Não é coisa deles perder
um evento importante
e a minha canção!
Pai, preciso contar
uma coisa.
Salve o rei pirata!
Não estão morando
em lugar algum?
Não há nada nos prendendo.
Estamos livres.
Decidimos tirar um ano,
viajar…
E ver aonde a vida
nos leva.
Já estivemos em todo canto.
Austrália, Europa…
E agora?
Agora vamos para Uganda.
Eu sempre quis ir a Uganda!
Ver os gorilas na selva.
Eu também.
– Vocês têm uma vida incrível.
– Realmente.
Senhoras e senhores,
temos um convidado especial.
Deem as boas-vindas
típicas de New Orleans
ao sr. Scotty McCreery.
Scotty McCreery!
Caramba!
Se nos derem licença…
Vou dançar
com a minha esposa.
– Tchau.
– Vamos.
O problema com as garotas
é que elas são um mistério
Algo sobre elas me intriga
Passei minha vida inteira
tentando descobrir
Sobre do que as garotas
O problema com as garotas
é que elas são tão bonitas
Eu devia ter desconfiado
que temos muito em comum.
Zoe Hart,
desde o dia
em que a vi na estrada,
você me deixou
uma boa impressão.
Foi uma ótima noite.
Tem algo mais a fazer
da sua lista?
Já fiz tudo que estava lá.
Tirando uma coisa…
Elas matam você
com “Adeus”
São a droga perfeita
E você não pode se libertar
Sim, o problema com as garotas
É que ninguém adora problemas
tanto quanto eu
E agora?
Agora…
Passamos a noite juntos.
E fazer o que planejamos.
Viver as nossas vidas.
Aproveitar o dia.
Você está certo.
Deveríamos mesmo.
Deveríamos.
Vou encontrar um quarto.
A minha mãe conhece alguém
de todo hotel caro do país.
Que tal eu fazer uma ligação?
George?
George, você está aí?
– George?
– Lemon?
Oi, pai.
Eu só estava…
Só estava vendo se Zoe Hart
está com minha carteira,
porque eu perdi
e disseram que estava com ela.
Preciso encontrar.
É muito importante.
A Magnolia disse que George
cancelou o casamento.
O que houve?
Estraguei tudo.
Estraguei tudo, pai.
Eu traí o George.
Oi, Tom.
– Soube que resolveu o mistério.
– Resolvi.
Desculpe por não ter ido apoiar,
mas tive uma ótima noite.
Eu fiquei tão assustado…
mas cantei.
Que bom.
Foi incrível!
Estar no palco com a Wanda.
Parecia estar tudo no lugar.
– Parecia destino!
– Destino?
Fiquei mirando em Zoe Hart
por tanto tempo,
que quase acabei perdendo
a Wanda.
Bom para você.
Fico feliz que tenha encontrado
alguém.
A nossa vida como solteirões
foi incrível,
mas já está na hora
de crescer.
Tenho quase 23 anos.
Sinto muito, Wade.
Adeus.
Beleza, Tom.
Oi, Tansy.
Aqui é o Wade.
Pierre, uma suíte
seria perfeita.
Muito obrigada.
Tchau.
Eu vejo árvores verdes
Rosas vermelhas também
Eu as vejo florescer
para mim e você
E eu penso comigo…
Que mundo maravilhoso
Eu vejo céus tão azuis
E nuvens tão brancas
O brilho abençoado do dia
E a escuridão sagrada da noite
E eu penso comigo…
Que mundo maravilhoso
A sua música de casamento.
Só fui pego de surpresa.
George…
Está na hora de voltar.
– Belo cabelo.
– Engraçadinho.
Tivemos que praticar
uns nos outros,
e o meu parceiro
exagerou um pouquinho.
Não, está ótimo.
Obrigado por vir.
Você é o meu único ex-marido.
Quando precisar, eu venho.
O que houve?
Só estava pensando
sobre o que você disse.
Como está tentando mudar
e tomar boas decisões.
Fiquei pensando.
Eu só fico bêbado,
durmo com mulheres aleatórias,
perco as minhas roupas…
– Também estou tentando mudar.
– Sério?
Claro que não sou perfeito,
mas tenho um plano.
Estou guardando dinheiro
para abrir o meu próprio bar.
– Pode ser um lugar especial.
– Por isso me ligou?
Para dizer que vai abrir
um bar?
Seria bom avisar…
que estou tentando também.
Já era tempo,
Wade Kinsella.
Zoe, obrigado…
por tudo.
Essa noite foi mágica,
mas…
Quando a magia se esvai,
a realidade ainda está aqui.
E você tem que lidar
com isso.
Vejo você amanhã.
E aí, George?
Essa foi forte.
Sinto muito, pai.
Você deve estar desapontado.
Todos cometemos erros.
Todos nós.
Está tudo bem.
Você acha que o George
vai voltar?
Não sei.
Mas digo uma coisa…
Diferente do seu pai,
você é resistente.
Não importa o que aconteça,
você segue em frente.
Isso eu tenho certeza.
Não consigo dormir.
Está tudo bem?
Oi, querida.
Por que não vai para a cama?
Você tem aula amanhã.
Quero ajudar.
O que posso fazer?
Você pode…
fazer uma lista das pessoas
para ligar
avisando que o casamento
foi cancelado.
Tudo bem, mas não quero ligar
para a tia Lavinia.
George,
onde você esteve?
Você está bem?
Como você pôde, Lemon?
Como pôde fazer isso
comigo?
Conosco?
Eu amei você, Lemon.
Não, eu não estou bem.
Estou magoado…
e furioso!
Eu sei.
Eu sei.
– Como foi em New Orleans?
– Tive uma noite perfeita.
Quase perfeita.
Mas você estava certo.
É cedo demais para o George
começar uma relação.
Fico feliz por termos voltado
antes de fazer besteira.
Você parece estranhamente…
Que expressão é essa?
De esperança.
Porque agora sei que eu
e o George podemos…

Get Adobe Flash player

Comments are closed.