Bel Ami 2012 Portuguese-BR Português

Posted by on May 21, 2012

movie image

Descarregar da legenda Bel Ami 2012 Portuguese-BR Português

BEL AMI
(O SEDUTOR)
Forestier?
Charles Forestier.
Georges Duroy.
Do Sexto Regimento,
Argélia, 1895.
Sim. Georges Duroy.
Você está um trapo.
Deixe que pago-lhe uma bebida.
Quando foi a última vez que comeu direito?
Champanhe.
O que andou fazendo estes últimos anos?
Acabei de dar baixa.
Espero ter melhor sorte em Paris.
Não poderia vir em melhor hora.
Paris está atolada em dinheiro.
Podre de dinheiro.
Se não tiver sucesso aqui,
melhor se deitar e morrer.
Até as putas estão ficando ricas.
Eu, um ex-soldado,
moro no Boulevard Hausseman.
Editor de política da ‘La Vie Francaise’.
Será o jornal que vai derrubar o governo.
Trabalho no escritório da ferrovia.
Não tenho as suas relações, Charles,
Preciso ganhar dinheiro de algum modo.
Não podemos mais saquear.
Não estamos no deserto.
Por que não vem jantar?
Amanhã à noite.
Venha conhecer minha mulher.
Bem, o negócio é que…
Nem mesmo tenho roupas de noite.
Tome.
Compre algo, alugue algo.
Venha às 7:30. Sim?
Georges Duroy.
Que nome devo dar?
Georges Duroy.
Sr. Georges Duroy.
Eu sou Madeleine Forestier.
Você é casada com Charles?
Claro. Charles contou-me tudo sobre você.
Sra. François de Marelle.
Madeleine.
Clotilde.
Você está adorável.
Eu sou Clotilde.
Pode me chamar de Clotilde.
Sra. Pierre Rousset.
Assim, pela história dos rins,
ele se tornará membro da
Academia pelo resto da vida.
Assim, todos ficarão satisfeitos.
Que importante.
É esta faca, Duroy.
O quê?
Ele não está habituado a comer assim.
Soube que acabou de voltar
de seu posto na África do Norte.
Esteve na Argélia?
Sim…
Charles e eu estivemos
juntos há… 5 anos atrás?
Cinco anos.
Ele era mais magro então.
Onde estavam aquartelados?
Na fronteira.
Bem na beira do Saara.
Ouvi uma vez uma estranha
história sobre o deserto.
Pode ser um mito, mas
achei muito romântica.
Disseram-me que as areias cantam.
Sim, é verdade. É efeito
do vento nas dunas…
…que faz um tipo de música.
E como soa?
Soa muito triste e lúgubre.
Pelo menos,
para um soldado solitário.
Você?
Como poderia ser solitário?
As mulheres não eram bonitas?
Sim, as mulheres eram deslumbrantes.
Todavia, eu ainda sentia saudades de casa.
Tempestades de areias e
cães raivosos, é o que me lembro.
Poderia publicar algo
extraordinário sobre isto.
Acho que seria oportuno.
Oportuno? Por quê?
Não lê os jornais?
O governo está tentando
conquistar Marrocos.
Para o bem do povo marroquino, claro.
Mas ninguém quer uma guerra.
Isto não vai impedir.
Mas nós vamos.
Pense nisto. A opinião
de uma testemunha ocular.
Um atraente soldado na fronteira.
Com saudades de casa e solitário.
Suas aventuras.
Suas perspectivas.
O diário de um oficial da Cavalaria.
O que acha, meu caro?
Que peixe é este?
Sim, isto é mudar de assunto.
Não suporto política.
Homens falando de homens,
homens lutando com homens.
Que idiotice.
O que interessa você?
Bem…
Gosto de me divertir.
O que diverte você?
Bem, eu não sei.
Tudo.
Certo, você.
Diário de um Oficial da Cavalaria.
Quero o primeiro artigo pela manhã.
Entende que ele nunca escreveu nada.
Eu o ajudarei a começar.
Vamos escrever como
uma carta a um amigo.
Querido
Henri
Desculpe não ter escrito por tanto tempo.
Faz quase um mês…
…desde que pisei pela primeira vez…
…nesta terra gloriosa.
Não acho que você se adaptaria
ao calor, meu amigo.
Mas sei que dividiria meu
entusiasmo pelo povo.
Se apenas pudesse transmitir
a maravilha da comida.
O aroma de canela e açafrão,
intenso no ar quente.
Ela usava um vestido simples,
e um chalé contra o sol.
Cor… azul claro.
Não precisava de outro enfeite.
Sua feição perfeita.
A beleza de seu sorriso.
Não consigo descrever.
Tudo que sei é que,
com um único olhar,
e só com um único olhar,
eu era dela.
Gosto de ser jornalista.
Espero que não ache que vou escrever…
…todos seus artigos.
Nunca suporia isto.
Penso em algo bem diferente.
Sei o que quer dizer.
Vamos deixar claro.
Não tenho interesse algum
em ser sua amante.
Não há nada mais chato
do que um jovem tolo.
Sei muito bem que
o amor para você é apetite.
Torna todos nós idiotas.
Olhe-me, por favor.
Nunca serei sua amante.
Você entende?
Então, podemos ser amigos.
Amigos de verdade.
E eu posso dar-lhe alguns conselhos.
As pessoas mais importantes
em Paris não são os homens.
As pessoas mais importantes em Paris…
…são suas esposas.
Vá visitar a Sra. Rousset.
Ela gosta de você.
Madame Rousset gosta de mim?
Não deste jeito.
Nunca deste jeito.
Seu marido valoriza sua opinião
acima de todas as outras.
Uma boa palavra dela vale
dez anos de trabalho.
Mas você desfrutará
visitar minha amiga Clotilde.
Ela é uma companhia maravilhosa.
E seu marido sempre está fora.
Se de algum modo…
…eu puder retribuir sua bondade…
Posso apresentar Georges Duroy?
Estamos o ajudando a começar algo.
Este é o Conde de Vaudreque.
O conde é nosso melhor
e mais íntimo amigo.
Duroy.
Sr. Rousset.
Você se lembra de Georges Duroy?
Diário de um Oficial da Cavalaria.
Seu artigo foi um sucesso.
Escreva outro.
Coloque-o na folha
de pagamento deste ano.
Se é o que deseja.
Receberá cinco francos,
por este artigo.
E cinco pelo próximo.
E 200 por mês.
Mais 10 centavos por linha…
…para cada artigo que conseguir publicar.
Tome. Dê ao caixa.
O que há?
Não acredita na sua sorte?
Olá. Sou Laurain.
Você é George.
Por favor, sente-se.
Minha mãe descerá logo.
Qual seu jogo favorito?
Pega-pega.
Pega-pega?
Então…
Você…
…me pega.
Com quem está?
Você.
Espere que vai ver…
Eu peguei você.
Pegue Georges.
Está com você.
Quem pegue quem?
Ninguém pega.
É hora do cochilo de Laurain.
Quero ficar com Georges.
Talvez permita que venha visitá-la de novo.
Venha logo, bom amigo.
Um beijo.
Bom amigo.
Não para qualquer um.
Estou feliz que veio.
Quando posso vê-la de novo?
Irei até você.
Amanhã.
Vá hoje.
Bem, espero que não tenha
se incomodado muito.
Quer uma bebida?
Algo doce.
Estou muito nervosa.
Eu também.
Vamos nos sentar.
Não posso ficar.
Gostaria de fazer agora.
Não posso vir.
Alguém pode ver.
Não posso arriscar um divórcio.
Perderia Laurain.
Não quero envergonhar o meu marido.
Ele é um homem bom.
Precisamos de um ninho de amor.
Um lugarzinho onde podemos
ir e ficar a sós.
De vez em quando.
Eu pagarei as despesas.
Meu dinheiro…
…para gastar comigo…
…com algo que eu quero.
O que está lendo?
Uma carta do meu pai.
Toda semana, coloca sua melhor
roupa e vai até o padre.
E o padre escreve uma carta para ele.
E toda semana é a mesma coisa.
Sua mãe manda suas benções.
Os porcos estão com diarréia.
Quando vai se casar?
Meu pai é um camponês.
Nunca saiu de sua aldeia.
E ele me pede dinheiro.
Gostaria de ver onde você cresceu.
Gostaria de ver você lá.
Prometa-me uma coisa.
Não traga outra mulher aqui.
Não tenho outras mulheres.
Todos os homens têm outras mulheres.
Eu não.
Sinceramente?
Não minta para mim.
Sincera e verdadeiramente.
Champanhe.
Estava falando com seu amigo.
Georges.
Acho que me confundiu com outra pessoa.
Sim, entendo.
Não está muito amigável,
não é?
Não agora para uma trepada barata.
Clotilde.
Não ouse me tocar.
Foi antes de conhecer você.
Clotilde.
Tudo que precisava fazer era me dizer olá.
Quem é você para falar comigo?
Quem sou eu?
Gigolô.
Duval.
Ainda me deve 40.
Preciso comer também.
Por que não tenta merecer?
Diário de um Oficial da Cavalaria.
O que aconteceu com ele?
Pode conseguir que minha esposa escreva.
Talvez pense que pode
receber seu salário…
…e ela fará o trabalho para você.
Levei você na minha casa,
alimentei e vesti você.
E como me retribuiu?
Aprendendo a copiar.
Se calar a boca,
vou escrever agora.
Você vai?
Ai está, Forestier.
Você escreveu mesmo isto?
Você escreve como um menino de recados.
Rousset deve ver isto.
Forestier.
Forestier.
Idiota pomposo.
Ele sabe falar.
Nem sabe escrever o nome…
…se a esposa não soletrar para ele.
Sabe o que dizem dela?
O quê?
Sabe,
puta velha.
Cale esta boca.
Você não a conhece.
O Sr. Rousset lamenta informar…
…que não precisa mais de seus serviços.
Pegue suas coisas e dê o fora.
Está por sua conta, Duroy.
Nenhuma mulher para ajudar você aqui.
Madame Rousset.
Espero que me perdoe por interromper.
Sr. Duroy.
Quero presenteá-la com estas peras…
…que recebi hoje de meus na Normandia.
Que gentil.
Gostaria de nos acompanhar?
Gostaria. Obrigado.
Experimente uma pêra.
Sim, porque não.
Fofoca.
Fofoca.
Duroy.
Lembra-se de minha esposa?
Sr. Duroy.
Lembra-se da Sra. Marelle?
Claro.
Bem, bom amigo.
Nenhum sorriso para sua velha amiga?
Vamos jantar, senhoras.
Temos muitas fofocas para você.
Madame Forestier.
Bom amigo.
Pensei que se esqueceu de mim.
Impossível.
Senti tanto sua falta.
Por que não me procurou?
Pensei que não me queria mais.
Sempre quis você.
Preciso ir.
Meu marido estará
se perguntando onde estou.
Meu outro marido.
Se marido rico.
O pai da minha filha.
Pode dar um laço?
Não se esqueça de fazer um laço duplo.
Como seu marido faz?
Pobre Charles.
Provavelmente não verá outra primavera.
Madeleine o levou ao litoral,
mas não adiantou.
Pobre coitado.
Não estará entre nós muito tempo.
Obrigada por ter vindo.
Foi o único.
Como ele está?
Trouxe ele aqui para melhorar.
Mas nem está perto.
São minhas favoritas.
Obrigada.
Veio me ver morrer?
Vim para fugir da cidade.
Porque eu vou viver.
Eu vou.
Eu vou viver.
Ajude-me.
Quero ir…
…passear.
Não está forte o bastante.
Ajude-me.
Quero que ouça o que tenho para dizer.
E tente entender.
Não fique zangada.
Só que saiba que, com uma
palavra, pode me fazer feliz.
Pode me fazer seu amigo.
Seu irmão.
Ou pode me fazer seu marido.
Meu coração e meu corpo são seus.
Precisa entender…
…que não sou como as outras mulheres.
Para mim, casamento…
…é uma parceria,
um contrato final.
Não aceito autoridade,
ciúmes,
dúvidas sobre minha conduta.
Insisto em ser livre.
Claro.
Deve refletir mais.
É uma decisão importante,
para ambos.
Clotilde.
Diga logo.
Diga-me rápido.
Eu vou me casar.
Claro que deve.
Quem é ela?
Madeleine Forestier.
Escolheu exatamente o que você precisa.
E você a ama?
Clotilde.
Não, não, estou bem.
O governo insiste que abandonou
seus planos para Marrocos.
Não, melhor.
O governo insiste que foi pelo povo…
…que abandonou seus
planos para Marrocos.
Georges. Os papéis.
Isto é tão chato.
Não acaba nunca.
Eles dizem isto,
nós dizemos aquilo.
Sim, você está certo.
É tempo perdido.
Não há um deputado?
Quem? Está aqui em algum lugar.
Disse desde o início que
o governo estava mentindo.
Sarazin.
Deveríamos dar a Sarazin
sua própria coluna.
Georges.
Brilhante.
Isto é brilhante.
Housein vai adorar.
Andei pensando.
O editor de política…
…de um jornal ativo…
…dever ter um nome inesquecível.
Algo…
…um tanto glorioso.
De onde são seus pais?
Meus pais são de Contelaux.
Lembra que não passamos a lua de mel?
Georges
Duroy de Contelaux.
Não, ainda não está bom.
Duroy du Contel.
Madeleine,
sou de Contelaux.
Prefiro assim.
Não, não. Ouça.
Georges
Duroy…
…du Contel.
Diga novamente.
Georges
Duroy…
…du Contel.
Madame
Duroy…
…du Contel.
Parece audacioso.
É exatamente o que precisamos.
Originalidade total.
Imprima.
Sente-se.
São para minha esposa.
Georges.
Obrigada.
Sabe quanto as adoro.
Nunca são suficientes.
O Conde está de saída.
Não por minha causa.
Não, não.
Tenho negócios para resolver.
Obrigado, Paul.
Obrigado.
E dê lembranças para a sua esposa.
Desejo que melhore.
É muito gentil, Sr. Conde.
Isso é tudo.
O que ele queria?
É terça-feira.
Ele sempre vem às terças-feiras.
Algum de seus políticos virá?
Em meia hora.
Meia hora?
Em meia hora.
Convidei Laroche.
Deve dar-lhe atenção especial.
Será Ministro do Exterior um dia. Prometo.
Georges.
Vamos derrubar este governo.
Quero na primeira página
de todos os jornais.
Quero em cada muro,
em cada vitrine.
Quero que todos saibam que
este governo está mentindo.
Forestier pode descobrir alguma coisa.
Como é?
O quê?
Acabou de me chamar de Forestier.
Força do hábito.
Não se ofenda.
É um erro fácil de se cometer.
O que quer dizer?
…devemos olhar o movimento das tropas.
Logística.
Laroche, pode nos ajudar com isso.
Conheço alguns oficiais que…
…simpatizam com a nossa causa.
Pode falar com…
Laroche lhe dirá o que escrever.
Olhe essas exportações para a Argélia.
Por que mandamos centenas
de toneladas de cereais aqui…
…para…
Veja. Veja?
Milhares de toneladas aqui.
Por quê?
Não sei.
Para alimentar um exército.
Para alimentar um exército?
É isto.
É isto.
Quem está fornecendo os cereais?
Georges, está é a questão.
Georges,
preciso trabalhar.
Minha esposa brilhante.
Está bem.
Madeleine.
Madeleine, devagar,
devagar.
Madeleine.
Madeleine.
Veja.
Preparando para invadir.
La Vie Francaise…
…encontrou a verdade.
Sim, claro.
É terça-feira.
O Conde de Vaudreque deve
estar chegando.
Prova incontestável…
…da verdadeira intenção
do governo sobre Marrocos.
Nunca falamos sobre isso,
não é?
O Conde de Vaudreque.
Homem…
…que chega do nada.
Que conhece todos os criados
melhor do que eu.
Escondido entre…
…as tristes colunas de nossas tropas…
O que é para você?
Onde ninguém procuraria…
O que é para você?
Você quer ser o homem…
…que derrubou o governo?
Ou quer ser um tolo?
Conhece minha filha Suzanne.
Tão bonita.
Isto é para o bom amigo.
É como minha mãe chama você.
De vez em quando.
Espero que não se incomode.
Chame como quiser.
Obrigado, obrigado,
queridos amigos.
Meus incríveis amigos trabalhadores.
Mas receio que tenho
más notícias para vocês.
Nosso trabalho apenas começou.
Temos uma grande tarefa pela frente.
Nossas feitos no governo…
…devem exceder nossos feitos
em nossas posições.
Haverá oposição.
Haverá conflitos.
Mas não acontecerão
nas areia de Marrocos,
mas no recinto do Gabinete.
Minha primeira ação como
Ministro do Exterior…
…é retirar as tropas da Argélia.
Não haverá Ministério da
Guerra neste governo.
Meus amigos,
cidadãos franceses…
Não preciso perguntar como está.
Estou muito feliz por você.
Como está Laurain?
Ainda não perdoou você.
Chama você de Sr. Forestier agora.
É muito jovem para entender.
E você?
Você fez um bom casamento.
Todos precisam.
E sinto a sua falta.
Nosso ninho de amor está frio sem você.
Você o manteve.
Sou otimista.
Marrocos está seguro.
Venha jogar uma mão.
Sente-se.
Deixe meu rapaz dar as cartas.
Aviso que estou em uma maré de sorte.
Sou mais poderoso do que um rei.
Não tão rico.
Ainda não em qualquer caso.
Em uma única manhã,
esvazio a Câmara dos Deputados…
…e encho de novo com
pessoas da minha escolha,
com nada mais do que
palavras ou páginas.
Mas não suas palavras,
senhor.
Como está a vida de casado?
Como você se dá com Vaudreque?
Ele visita com freqüência.
Ouso dizer que é justo, pois
ele ó o dono do apartamento.
Duroy?
Ele os instalou no apartamento…
…depois que se casou
com Madeleine Forestier.
Ele se casou com Madeleine Forestier?
Bem, ele os apresentou…
…e pagou o dote.
Então,
isso diz alguma coisa.
Vaudreque é um pai para ela.
Talvez.
Por que não vai aproveitar a festa.
Estou certo que as senhoras
vão querer dançar.
Bom amigo.
O que traz você aqui?
Você apanhado na chuva?
Não, não vim aqui por acaso.
Não quero me insinuar.
Não espero nada.
Não peço nada.
Sei o que estou fazendo.
Desculpe-me se a ofendi.
Você não me ofendeu.
Mas não fale sobre este assunto.
Devo ir embora?
Devo ficar?
Não há nenhum esperança para mim?
Está tentando me seduzi em uma igreja.
Eu nunca…
…tive um amante.
Olhe para mim.
Seus olhos dizem que você é linda.
Virginie.
Georges.
De quem são estes braços?
São meus.
E estes lábios?
Virginie.
Os lábios?
São meus.
Vamos.
Vista-se.
Quando vejo você de novo?
Por favor. Vá embora.
Meu lindo Georges.
Meu querido, por favor,
diga quando.
Amanhã.
Amanhã?
Sim, amanhã.
Georges?
Georges?
Georges?
Georges.
Madeleine vai querer saber onde você está.
Madeleine.
Madeleine.
Onde está minha esposa?
Ela está com o Conde de Vaudreque.
O quê?
Ele morreu esta manhã.
Pedi que viesse aqui hoje,
Sra. Duroy du Contel,
para ouvir o testamento
do Conde de Vaudreque.
O Conte nomeou você,
madame,
como única herdeira dos seus bens.
O valor dos quais é de…
…1.080.015 francos.
E 29 centavos.
Há um problema.
A natureza do legado.
A natureza do legado?
Com seu perdão, senhor.
Não é comum que os bens…
…sejam deixados só
para uma mulher casada.
Normalmente,
seriam deixados para o marido.
E por que isto?
Para evitar qualquer sugestão de…
Perdoe-me.
Impropriedade na relação.
O que foi para você?
O que estava pensando,
o velho idiota miserável?
Deveria ter deixado tudo para mim.
Teria sido muito melhor para você.
Ele deveria ter sabido antes.
Deve ter entendido
como comprometeria você.
Salvo se fez inocentemente.
Um gesto paternal.
Era como um pai para você, não era?
Um tutor.
Não posso aceitar isto.
Devo proteger minha reputação.
Eu não quero o milhão de francos.
Não vamos nos precipitar.
Estou certo que podemos
chegar a um tipo de…
Mas testamento existe.
Para todos verem.
Só posso me redimir se o rejeitar.
Mas se eu, seu marido,
decidir aceitá-lo,
quem irá me duvidar?
Na verdade,
recusar…
…é admitir a vergonha.
Enquanto…
…aceitar…
…é negá-la.
Parece que o velho não era tão idiota afinal.
Não fale dele.
O que foi para você?
Conte-me.
Conte-me.
Mereço uma resposta.
Ele foi…
…o homem que perdi.
O homem por quem estou…
…chorando.
Você queria…
…que fosse algo pequeno,
algo sem valor,
e desprezível.
Ele era meu amigo.
Meu pai…
…e meu amante.
Você o amava?
Como viverei sem ele?
Como poderei viver?
Não me visita há tempos.
Uma semana inteira,
eu esperei por você.
Georges.
Meu lindo garoto.
Não me chame assim.
Não são para você.
Vai se encontrar com outra pessoa?
Leve-me com você.
Vou com você.
Lembre-se de onde você está.
Não deveria ter me seduzido.
Devia ter me deixado onde eu estava.
Uma esposa feliz e fiel.
Por favor, leve-me com você.
Por favor, só por uma hora.
Tenho uma coisa tão
importante para lhe contar.
Algo a seu favor.
É sobre meu marido.
Por favor.
Se for chorar,
é melhor ir embora.
Por favor, Georges.
Meu querido Georges.
Meu lindo garoto.
Fui tão esperta.
Tão discreta.
Fiz todas as perguntas certas.
Ouça com atenção.
Vamos lá.
O quê?
O nosso novo governo
vai invadir Marrocos.
Virginie.
O novo governo chegou ao poder…
…porque eu os levei ao poder,
com a promessa de que eles não iriam.
Esta é toda a questão.
Não está vendo?
Ninguém espera isto.
Meu marido e Laroche têm urdido…
…este plano há muito tempo.
As primeiras tropas zarpam esta noite.
Esta noite?
Mas eles teriam me incluído.
Eles não confiam em você.
Acham você muito impulsivo.
Muito ambicioso, dizem.
Não acostumado a ter dinheiro.
Acham que vai traí-los.
Acham-me muito ambicioso?
Não conhecem você como eu.
Nas últimas semanas compraram
tudo em Marrocos.
Compraram todas as minas
de cobre em Marrocos. Todas elas.
Vão ganhar 70 milhões cada um.
70 milhões?
Já estão gastando.
Compraram o Palácio St. Honoré.
70 milhões e eu
me humilhei por uma ninharia.
Não está orgulhoso de mim?
Você me ama?
Não me sai bem nisto,
meu querido?
Comprei ações para você também.
Elas renderão no mínimo 70 mil para você.
Não quero um tostão.
Não valem quanto eu paguei.
Não é nada para mim.
Mas eu amo você.
Não quero o seu amor.
Nunca amei você.
Seu cheiro revira meu estômago.
Porque você tem o cheiro dele.
O seu marido imundo.
Eu ria toda vez que pensava
que você de volta…
…com meu suor na sua pele,
quando o tempo todo…
…era eu.
Era eu quem estava sendo ferrado.
Saiam da minha casa.
Precisa ouvi-los, Georges.
Saiam.
Saiam da minha casa.
Escute-os, Georges.
Escute o que têm a dizer.
Vou arruinar vocês.
Não seja uma criança.
Considere seu melhor interesse.
Ainda há dinheiro para se ganhar.
Acha que roubei você?
Não sou responsável por você.
A oportunidade estava lá…
…para qualquer um com olhos para ver.
Você…
Você era uma vergonha para Charles.
Um soldado fracassado,
quase analfabeto.
Disse que você nunca
teria muita importância.
Parece que ele estava certo.
Não foi sábio casar com ele.
Sentiremos sua falta.
Você sabia.
Não seja absurdo, Georges.
Como eu poderia saber.
Eu sou uma mulher.
Não sou convidada para jogar cartas.
Quem foi hoje?
Clotilde?
Ou Virginie?
Ou ambas?
E ontem?
Seu imbecil.
Seu homem imbecil.
Homem completo e perfeito.
Eu coloquei meu talento em você.
Minha inteligência.
Minha visão dentro de você.
Não tinha idéia…
…da profundidade do seu vazio.
Nada.
Não há nada lá.
Nada a não ser raiva.
Como um animal burro.
É o que você é.
Um animal.
Pensei que podia ensiná-lo.
Mas o que deveria ter feito era treinar você.
Com licença.
Sempre gostei da sua audácia.
Não preciso me esconder.
Não sou o criminoso.
Não vai me expulsar?
Fique. Beba minha champanhe.
Dance com minha esposa.
A sua, estou vendo,
já está comprometida.
Georges.
Georges.
Fui tão tolo.
Por que voltou para mim?
Não sei.
Talvez porque você nunca
esperava por isto.
Desculpe se magoei você.
Precisava dizer.
Nunca vi uma anfitriã ser tão reverenciada.
Todos os nobres estão falidos.
Só sobrou Suzanne
com 30 milhões de francos.
Abra a porta ou arrombaremos.
Quem é?
Polícia.
Sra. Madeleine Duroy du Contel?
Esposa do Sr. Georges Duroy du Contel?
Sra. Duroy du Contel.
Foi encontrada em um lugar
que não é sua casa.
Com o Sr. François Laroche.
Admite que este homem é seu amante?
Eu admito.
Sabe que não tenho escolha,
senão acusá-la de adultério.
Deseja dizer alguma coisa?
Vamos deixá-la em paz.
Não temos mais nada para fazer aqui.
O que devo fazer?
Devo ir embora?
Não. Fique.
Termine se quiser.
Você…
Você terá notícias do
meu advogado em breve.
Adeus, Georges.
Adeus.
Eu escapei. Estavam gritando
o tempo todo.
Minha mãe gritando, chorando,
como uma louca.
Queria ver suas caras quando
virem que desapareci.
O que vão fazer.
Queremos dois quartos.
Boa noite, Suzanne.
Mas…
Preciso de um beijo de boa noite.
Deveria dormir um pouco.
Mas…
Vá dormir.
Papai.
Mamãe.
Não se casará com ela.
Devia ter previsto.
Ele não se casará com ela.
Eu não vou…
Pare.
Ele vai se casar com ela.
Ele precisa casar com ela.
E você vai aceitar.
É tanto culpa sua como é minha.
Minha…
Sua paixão por ele contagiou minha filha.
Ele vai se casar com ela e eu ficarei feliz.
O que mais um pai poderia
querer para sua filha?
Com um homem que ele
não pode respeitar.
Ela é só uma criança.
Você a ama?
Não tenho interesse nela.
Pobre Suzanne.
Suzanne é seu pai.
Uma miniatura perfeita.
Você arruinou ela.
Não. Vou me casar com ela.
Você dormiu com ela?
Não dormiu com ela?
Não toquei nela.
Não precisei.
Era suficiente que pensassem que eu tinha.
Não conheço você em absoluto.
Você conhece.
Conheço?
Você planejou.
Você planejou.
Você arruinou Laroche.
Você humilhou Madeleine.
Você a humilhou.
Tudo para conquistar Suzanne.
Suzanne me escolheu porque eu era…
…o único que ela não podia ter.
E eu?
Alguma vez pensou como isto
iria me magoar?
Não teve nada a ver com você.
Então por que estou sofrendo?
Eu não sei.
Pelo menos, poderia ter me contado.
Soube pelo meu marido.
Acha que vou perdoá-lo
por qualquer coisa?
Ninguém vai me deter,
Clotilde.
Vou me casar com ela.
Você é como eles no final das contas.
Apenas outro…
…homem egoísta e brutal.
Apenas outro ladrão.
Não é suficiente ser amado, não é?
Você deve se tornar um rei.
Não é suficiente ser amado.
Mesmo por você.
Eu amei você quando não era nada.
Não entendo porque
precisa ser tão orgulhoso.
Não entendo.
É porque nunca foi pobre.
Tentar ganhar a vida às duras penas.
Não posso viver assim.
Como meu pai.
Trabalhando como um escravo.
E depois de joelhos toda semana,
rezando a Deus que
a outra vida será melhor.
Não há uma outra vida.
A carne…
…apodrece na terra.
Apodrece.

Get Adobe Flash player

Comments are closed.